Você está na página 1de 2

E.E.I.E.F.

JOSÉ BATISTA DE OLIVEIRA


AVALIAÇÃO BIMESTRAL DISCIPLINA: HISTORIA

ALUNO(A): Nº º ANO TURNO:


TARDERDTTURMAS:AA“C6666º8º/
PROFESSOR(A):LEOPOLDO
PROFESSOR(A): DATA: NOTA:
9qANbbbbbbBBBA““MAaaAA“’
“-Bimestre
GABARITO:
1. A B C D 6. A B C D
2. A B C D 7. A B C D
3. A B C D 8. A B C D
4. A B C D 9. A B C D
5. A B C D 10. A B C D TURMA:

1. "Sob os teus olhos, Eneas dirigirá rude a) marcado processo de industrialização,


guerra, aniquilará tribos ferozes; dará aos êxodo urbano, endividamento do Estado.
seus guerreiros muralhas e leis. Depois b) fortalecimento da classe plebeia,
dele, seu filho Numitor (que se chamará expansão da pequena propriedade,
também Júlio) irá estabelecer o seu trono no propagação do cristianismo.
rochedo de Alba, que ele cercará de sólidas c) crescimento da economia agropastoril,
muralhas. A sacerdotisa, de família real, intensificação das exportações e aumento
cara a Marte, terá dois filhos gêmeos". O do trabalho livre.
texto de Virgílio trata da fundação mítica d) enriquecimento do Estado Romano e
de: aumento do número de escravos.
a) Atenas.
b) Constantinopla. 4. Relacione abaixo as camadas sociais
c) Cartago. existentes no início desenvolvimento de
d) Roma. Roma, com suas respectivas funções.
( A ) Patrícios ( B ) Plebeus ( C )
2. A cultura greco-romana influenciou Clientes ( D ) Escravos
decisivamente a formação cultural do ( ) Eram utilizados em serviços
mundo ocidental. Os romanos herdaram dos domésticos, trabalhos agrícolas, ou
gregos a visão humanista, imprimindo, capatazes, professores, etc. Eram
porém, um caráter mais prático à cultura considerados como objetos.
grega. Em relação ao legado da cultura ( ) Homens livres que prestavam serviço
greco-romana, analise as proposi- ções a aos cidadãos romanos em troca de ajuda
seguir. econômica e proteção social.
I. O legado mais importante dos romanos à ( ) Classe constituída pelos grandes
posteridade foi o seu código de leis. proprietários de terra e de gado.
II. Os espetáculos de gladiadores romanos ( ) Eram os comerciante, os artesãos e os
representavam um elemento importante camponeses. Lutando por seus interesses,
para os governantes do período imperial, na conseguiram uma série de direitos e
medida em que educavam e privilégios.
conscientizavam a multidão acerca das
questões políticas e sociais. Assinale a 5. Assinale a alternativa CORRETA sobre
alternativa correta. os motivos das lutas sociais entre patrícios e
a) as proposições I e II são verdadeiras. plebeus no início da República romana.
b) apenas a proposição II é verdadeira. a) pela exclusividade de participação
c) apenas a proposição I é verdadeira. política dos plebeus no Senado Romano;
d) nenhumas das proposições são b) pelo interesse dos patrícios em implantar
verdadeiras. na cidade o voto livre e universal;
c) pela incapacidade dos plebeus em
3. A expansão de Roma durante a realizar uma boa administração pública;
República, com o consequente domínio da d) pelo desejo dos plebeus em assegurar
Bacia do Mediterrâneo, provocou sensíveis maior igualdade de direitos com os
transformações sociais e econômicas, entre patrícios.
as quais:
6. Entre os anos 509 e 31 a.C. se situa a b) o Estado romano passou a ser dirigido
segunda fase da história política de Roma, a por dois Cônsules, que dividiam o poder
República, sobre a qual podemos afirmar, com o Senado e com a Assembleia.
corretamente, EXCETO: c) a República romana instalou, pela
a) possui um caráter essencialmente primeira vez na História, um regime
aristocrático. representativo e democrático, onde todos,
b) o poder executivo, que antes pertencia ao sem distinção, poderiam participar de todos
Rei, passa a ser exercido por dois Cônsules. os órgãos de governo.
c) o Senado se torna o principal órgão da d) o consulado e o senado eram formados
República, e os membros dele vitalícios. por patrícios, mas a Assembleia Popular,
d) os patrícios, desde muito cedo, lutaram órgão mais importante e poderoso da
pela igualdade de direitos com os plebeus. República, era formada por todos, inclusive
mulheres, estrangeiros e escravos.
7. Nas últimas décadas do século II a.C., os
irmãos Tibério e Caio Graco propuseram 10. Leia o texto:
um extenso programa de reformas políticas "Os homens que combatem e morrem por
e sociais na cidade de Roma. O principal Roma, têm o ar, a luz e mais nada (...).
objetivo das reformas era Lutam e perecem para sustentar a riqueza e
a) garantir a igualdade política e jurídica o luxo de outro, mas embora sejam
entre patrícios e plebeus, através da criação chamados senhores do mundo, não têm um
de magistraturas plebeias. único torrão de terra que seja seu." (Tibério
b) controlar a inflação e a crise econômica Graco - Perry Anderson, PASSAGEM DA
que assolava o mundo romano. ANTIGÜIDADE AO FEUDALISMO, pág.
c) combater o militarismo da elite dirigente 60)
romana e a concentração de riquezas nas Os irmãos Tibério e Caio Graco, Tribunos
mãos dos generais. da Plebe romana, pretendiam:
d) promover a democracia plena, através da a) limitar a área de terras públicas ocupadas
extensão do direito de voto às mulheres e por particulares e distribuí-las aos mais
analfabetos. pobres.
b) limitar a área de latifúndios e distribuir
8. Na Pólis grega e no Império Romano, o as terras públicas aos Patrícios.
trabalhador escravo esteve na origem das c) limitar o direito de cidadania romana aos
grandes realizações, podendo-se afirmar habitantes da região de Roma.
que: d) limitar a expansão territorial derivada de
a) tanto na Grécia como em Roma, eram urna prolongada política de conquista e
instrumentos vivos e participavam da vida anexação de terras.
política, respectivamente da Bulé e do
Senado.
b) o sistema de produção era baseado na
força de trabalho de prisioneiros de guerra
ou populações escravizadas.
c) os escravos podiam pertencer
exclusivamente aos cidadãos e realizavam
assembleias que defendiam seus direitos.
d) a invasão da Macedônia na Grécia e as
guerras de expansão romanas determinaram
o fim da escravidão.

9. Sobre a criação da República Romana,


em 509 a.C., é correto afirmar:
a) apesar do regime republicano, o Cônsul
romano concentrava os poderes em suas
mãos e não precisava ouvir a Assembleia de
patrícios para tomar decisões importantes.