Você está na página 1de 13
FACULDADE DE JUAZEIRO DO NORTE- FJN AULA Nº 3 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE DIREITO 2019.1
FACULDADE DE JUAZEIRO DO NORTE- FJN AULA Nº 3 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE DIREITO 2019.1

FACULDADE DE JUAZEIRO DO NORTE- FJN AULA Nº 3

INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE DIREITO 2019.1 MUSSOLINE BATISTA CAMPELO FILHO

FACULDADE DE JUAZEIRO DO NORTE- FJN AULA Nº 3 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE DIREITO 2019.1 MUSSOLINE

NOÇÕES DE DIREITO

OS SENTIDOS DA PALAVRA: DIREITO

1 – JUSTO.

2 - O PODER DE SE EXERCER UMA FACULDADE.

3 - O ESTUDO DE UM ASPECTO DA NORMA JURÍDICA.

4 – ALGO QUE DESIGNA O PRÓPRIO SABER JURÍDICO.

- ETIMOLOGIA: O TERMO "DIREITO" PODE SER LIGADO AO VOCÁBULO LATINO "RECTUM" QUE QUER DIZER AQUILO QUE É RETO; POR OUTRO LADO A EXPRESSÃO "JUS" QUER SIGNIFICAR DIZER, MANDAR, ORDENAR

NOÇÕES DE DIREITO

DIREITO - É O RAMO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS QUE TEM COMO OBJETO DE ESTUDO O CONJUNTO DE TODAS AS NORMAS COERCITIVAS QUE REGULAMENTAM AS RELAÇÕES SOCIAIS, OU SEJA, SÃO NORMAS QUE DISCIPLINAM AS RELAÇÕES ENTRE OS INDIVÍDUOS, DESSES PARA COM O ESTADO E DO ESTADO PARA COM SEUS CIDADÃOS, POR MEIO DE NORMAS QUE PERMITAM SOLUCIONAR OS CONFLITOS. (MIGUEL REALE)

COM O ESTADO E DO ESTADO PARA COM SEUS CIDADÃOS, POR MEIO DE NORMAS QUE PERMITAM
COM O ESTADO E DO ESTADO PARA COM SEUS CIDADÃOS, POR MEIO DE NORMAS QUE PERMITAM

NOÇÕES DE DIREITO

CONCEPÇÕES:

1.O DIREITO COMO CIÊNCIA AO CONJUNTO DE REGRAS PRÓPRIAS UTILIZADAS PELA CIÊNCIA DO DIREITO; 2.O DIREITO COMO NORMA JURÍDICALEIS, DECRETOS, RESOLUÇÕES MEDIDAS PROVISÓRIAS, PELA CONSTITUIÇÃO; 3. O DIREITO ENQUANTO PODER OU PRERROGATIVA; 4.O DIREITO TOMADO COMO FATO SOCIAL EXISTÊNCIA REGRAS VIVAS EXISTENTES DISPERSAS NO MEIO DA SOCIEDADE (MEIO SOCIAL – USOS E COSTUMES); 5. DIREITO COMO UM FATO SOCIAL: NÃO SE PODE CONCEBER QUALQUER ATIVIDADE SOCIAL SEM FORMAS E GARANTIAS JURÍDICAS, MUITO MENOS QUALQUER REGRA JURÍDICA QUE NÃO SEJA REFERENTES À SOCIEDADE

NOÇÕES DO DIREITO

A- NOÇÃO ELEMENTAR DE DIREITO:

-CONCEITO BASEADO NO SENSO COMUM: LEI E ORDEM; -DIREITO : MÍNIMO DE ORDEM PARA UMA CONVIVÊNCIA ORDENADA; -DIREÇÃO, LIGAÇÃO E OBRIGATORIEDADE DE COMPORTAMENTOS; -CIÊNCIA QUE TEM COMO OBJETIVO EXPLICAR O DIREITO E CONSTRUIR OS CONCEITOS JURÍDICOS FUNDAMENTAIS;

DE COMPORTAMENTOS; -CIÊNCIA QUE TEM COMO OBJETIVO EXPLICAR O DIREITO E CONSTRUIR OS CONCEITOS JURÍDICOS FUNDAMENTAIS
DE COMPORTAMENTOS; -CIÊNCIA QUE TEM COMO OBJETIVO EXPLICAR O DIREITO E CONSTRUIR OS CONCEITOS JURÍDICOS FUNDAMENTAIS

NOÇÕES DE DIREITO

B- MULTIPLICIDADE E UNIDADE DO DIREITO

- O DIREITO ANALISADO COMO UM FATO SOCIAL E HISTÓRICO APRESENTA-SE SOB MÚLTIPLAS FORMAS E CAMPOS DE INTERESSE. DISTINTAS ESTRUTURAS NORMATIVAS;

- CONJUNTO DE DISCIPLINAS JURÍDICAS (SISTEMA DE PRINCÍPIOS E REGRAS A QUE OS HOMENS DEVEM SE ATER EM SUA CONDUTA – LIMITES);

- GRANDE DIVISÃO DAS DISCIPLINAS JURÍDICAS: DIREITO PÚBLICO X DIREITO PRIVADO;

- AS EXPERIÊNCIAS DO COTIDIANO E SUA INCLUSÃO NO MUNDO JURÍDICO;

- CADA DISCIPLINA JURÍDICA POSSUI VÁRIAS ESPÉCIES DE NORMAS DO MESMO GÊNERO

NOÇÕES DE DIREITO

CLÃS E TRIBOS.

REGRAS X DEUSES (FENÔMENOS DA NATUREZA, SANÇÕES RELIGIOSAS E IRA DOS DEUSES);

CONFLITOS – SOCIEDADES PRIMITIVAS;

DIREITO, FATO SOCIAL, RELIGIÃO E MORAL.

COSTUMES PRIMITIVOS. DIREITO COSTUMEIRO PERÍODO MAIS LONGO DA HUMANIDADE – DEZENAS OU ATÉ MESMO CENTENAS DE ANOS

• COSTUMES PRIMITIVOS. DIREITO COSTUMEIRO PERÍODO MAIS LONGO DA HUMANIDADE – DEZENAS OU ATÉ MESMO CENTENAS
• COSTUMES PRIMITIVOS. DIREITO COSTUMEIRO PERÍODO MAIS LONGO DA HUMANIDADE – DEZENAS OU ATÉ MESMO CENTENAS

NOÇÕES DE DIREITO

FATORES DE PRODUÇÃO DAS REGRAS DO DIREITO ARCAICO: FORÇA E PROCEDIMENTOS RELIGIOSOS OU MÁGICOS.

EM ÉPOCAS REMOTAS – HOMENS EM CAVERNAS TRABALHANDO DE FORMA ORDENADA PARA FABRICAÇÃO DE MACHADOS NEOLÍTICOS.

CÓDIGO DE HAMURABI (LEI DE TALIÃO) CERCA DE 2.000 A. C.

FORMA ORDENADA PARA FABRICAÇÃO DE MACHADOS NEOLÍTICOS. • CÓDIGO DE HAMURABI (LEI DE TALIÃO) CERCA DE
FORMA ORDENADA PARA FABRICAÇÃO DE MACHADOS NEOLÍTICOS. • CÓDIGO DE HAMURABI (LEI DE TALIÃO) CERCA DE

NOÇÕES DE DIREITO

O DIREITO ARCAICO, PRIMITIVO NÃO ERA LEGISLADO, AS POPULAÇÕES NÃO CONHECIAM SEU ASPECTO FORMAL E SE CONSERVAVA PELA TRADIÇÃO.

CADA ORGANIZAÇÃO SOCIAL POSSUÍA UM DIREITO ÚNICO, CADA COMUNIDADE TINHA SUAS PRÓPRIAS REGRAS, TENDO AUTONOMIA E POUCO CONTATO COM OUTROS POVOS.

GRANDE DIVERSIDADE DOS DIREITOS NÃO ESCRITOS, ESPECIFICIDADE DOS COSTUMES JURÍDICOS.

PROFUNDA INFLUÊNCIA RELIGIOSA.

NOÇÕES DE DIREITO

USO DA LEI DE TALIÃO OU LEX TALLIONIS, NA QUAL TEMOS A PROPORCIONALIDADE ENTRE OS CRIMES.

VINGANÇA PRIVADA: LEI DO MAIS FORTE OU AUTOTUTELA, NA QUAL AS PESSOAS RESOLVEM SUAS DIFERENÇAS FISICAMENTE

CRIMES. • VINGANÇA PRIVADA: LEI DO MAIS FORTE OU AUTOTUTELA, NA QUAL AS PESSOAS RESOLVEM SUAS
CRIMES. • VINGANÇA PRIVADA: LEI DO MAIS FORTE OU AUTOTUTELA, NA QUAL AS PESSOAS RESOLVEM SUAS

NOÇÕES DE DIREITO

DIREITO GREGO

INEXISTÊNCIA DE UM CONJUNTO DE LEIS ESCRITAS.

FRAGMENTADO E DIFUSO.

TRANSIÇÃO ENTRE O HOMEM E O MITO. O DIREITO DEIXA DE SER DIVINO E PASSA A SER FEITO PELO HOMEM - O HOMEM É VISTO COMO O PROTAGONISTA DO DIREITO

NAS CIDADES GREGAS, NAS PÓLIS AS DISCUSSÕES ACERCA DA VIDA PÚBLICA SE DAVA EM PRAÇA PÚBLICA, PARA POSSIBILITAR O DEBATE.

CIDADES GREGAS, NAS PÓLIS AS DISCUSSÕES ACERCA DA VIDA PÚBLICA SE DAVA EM PRAÇA PÚBLICA, PARA

NOÇÕES DE DIREITO

DIREITO ROMANO:

OS COSTUMES VÃO CEDENDO ESPAÇO À JURISDIÇÃO OU AO DIREITO JURISPRUDENCIAL.

LEI

DAS

XII

TÁBUAS

451

A.

C.

PRIMEIRO

CÓDIGO

ESCRITO

DO

DIREITO

ROMANO.

COSTUMEIRAS.

REGRAS

ATIVIDADE DOS JUÍZES E DOS PRETORES QUE OS ROMANOS JUS CIVILE, PRIMEIRO, PRIVATIVO DOS ROMANOS, E O JUS GENTIUN, DE CARÁTER MAIS AMPLO (DIREITO COSTUMEIRO INTERNACIONAL).

INTÉRPRETES DO DIREITO: SACERDOTES PERITOS LEIGOS (ARISTOCRACIA INTELECTUAL)

INVASÕES BÁRBARAS: DESINTEGRAÇÃO DO IMPÉRIO ROMANO.

SACERDOTES  PERITOS LEIGOS (ARISTOCRACIA INTELECTUAL) • INVASÕES BÁRBARAS: DESINTEGRAÇÃO DO IMPÉRIO ROMANO .

NOÇÕES DE DIREITO

RENASCIMENTO – RAZÃO HUMANA. DESCOBERTA DE NOVOS CONTINENTES.

DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA, DA TÉCNICA, DO COMÉRCIO (PRIMÓRDIOS DO CAPITALISMO) O DIREITO COSTUMEIRO NÃO BASTAVA.

REIS – ORDENAR AS LEIS DISPERSAS E DIREITO COSTUMEIRO VIGENTE. PRIMEIRAS CONSOLIDAÇÕES E NORMAS CONSUETUDINÁRIAS. ORDENAÇÕES FRANCESAS E ESPANHOLAS.

ORDENAÇÕES PORTUGUESAS - AFONSINAS(1446); MANUELINAS (1512-1521); FILIPINAS (1603) - DIREITO CIVIL BRASILEIRO ATÉ O CÓDIGO CIVIL DE 1916.