Você está na página 1de 22
Estratégias para acentuar, pontuar e usar a ortografia correta Língua Portuguesa Profa. Dra. Débora Mallet

Estratégias para

acentuar, pontuar e usar

a ortografia correta

Língua Portuguesa

Profa. Dra. Débora Mallet Pezarim de Angelo

Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas que geram dúvidas para a maioria das

Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas que geram dúvidas para a maioria das pessoas. Como fenômenos ligados exclusivamente à escrita, foram aprendidos na escola e, muitas vezes, de forma insuficiente. O objetivo desta unidade é destacar alguns pontos de cada uma desses assuntos, uma vez que seria impossível esgotá-los. Principalmente, procuraremos construir um conjunto de estratégias que podem ajudar você a superar problemas ortográficos, colocação de acentos gráficos e uso da

pontuação.

Ortografia

Todo mundo, vez ou outra, tem dúvidas sobre a ortografia de algumas palavras. Além disso, quando escrevemos uma palavra errada do ponto de vista ortográfico, nosso texto pode ficar comprometido, causando em nosso leitor uma péssima impressão.

É importante destacar que a ortografia e a acentuação são convenções da língua, organizadas a partir de regras

de uso, nem sempre fáceis de saber (muitas vezes, uma palavra é escrita dessa ou daquela maneira devido a

sua origem latina, por exemplo). Por isso, é normal termos dúvidas nesses assuntos.

Vamos tentar enfrentar essa situação?

é normal termos dúvidas nesses assuntos. Vamos tentar enfrentar essa situação? Nivelamento da Língua Portuguesa 2

Nivelamento da Língua Portuguesa

2

 Curiosidades Espectador / Expectativa: um com “s” e outro com “x”? A palavra expectativa

Curiosidades

Espectador / Expectativa: um com “s” e outro com “x”?

A palavra expectativa, que significa “situação de quem espera a ocorrência de algo, ou sua probabilidade de ocorrência, em determinado momento”, vem do “latim medieval expectativa, feminino substantivado do latim medieval ex(s)pectativus,a,um (documentado em latim medieval no sentido gratia expectativa), derivado do radical ex(s)pectatum, supino do verbo ex(s)pectāre, „estar na expectativa de, esperar, desejar, ter esperança‟; o vocábulo penetrou no português provavelmente por influência do francês expectative (1461), „espera de alguma coisa, espera que repousa numa promessa ou numa probabilidade‟, feminino substantivado do adjectivo expectatif, "que dá o direito de esperar"”.

Já a palavra espectador é um substantivo masculino que significa “aquele que vê qualquer ato, testemunha, aquele que assiste a qualquer espetáculo”. Entrou no português em 1677, segundo Duarte Ribeiro de Macedo, e provém do latim spectator, oris.

Podemos notar, portanto, que as duas palavras, apesar da sonoridade parecida, têm sentidos diferentes e

origens diferentes; por isso cada uma é escrita de uma forma.

Nivelamento da Língua Portuguesa

3

Alguns padrões ortográficos Pode não parecer, mas em nossa ortografia há várias regras que podemos

Alguns padrões ortográficos

Pode não parecer, mas em nossa ortografia há várias regras que podemos seguir para escrever as palavras corretamente. Vamos ver algumas delas.

Quando usar “-isar” ou “-izar”?

O sufixo “-izar” é usado para verbos derivados de palavras que não têm “-s” no radical (e também para os derivados de substantivos e adjetivos terminados em - ico, - ismo, - ista). Assim, temos:

Local Localizar Exorcismo Exorcizar Socialista Socializar Dogmático Dogmatizar

Por sua vez, o sufixo “isar” está associado a derivados de radicais com “s”. Assim, temos:

Liso Alisar Análise Analisar Friso Frisar Aviso Avisar

Quando usar “-isar” ou “- izar”?
Quando usar
“-isar” ou “-
izar”?

Conceitos úteis

Radical é o elemento principal da palavra, a base de seu significado. O radical não sofre variação. Em “relampeja”, o radical é “relamp-” (elemento invariável); em “pedreiro”, é “pedr-”.

Os radicais são elementos comuns às palavras da mesma

família etimológica, que possuem a mesma origem. Veja:

Pedreiro

Pedrada

Pedras

Sufixo é um elemento significativo secundário que se junta ao radical para formar palavras novas. Os sufixos vêm

sempre depois do radical.

Bondoso

Arruaceiro

Ditongo é o encontro de uma vogal e uma semivogal, ou vice-versa, em uma mesma sílaba. Trégua Farmácia Mágoa

SOUZA, Jésus, YOUSSEF, Samira. Minigramática. São Paulo: Saraiva, 2001, p. 79, adaptado.

Nivelamento da Língua Portuguesa

4

Uso do “G” e do “J” Emprega- se a letra “g”:  nas palavras terminadas

Uso do “G” e do “J”

Emprega-se a letra “g”:

nas palavras terminadas em -ágio, -égio, -

ígio, -ógio, -úgio. Exemplos: relógio, colégio, refúgio.

nas palavras terminadas em gem.

Exemplos: viagem, ferrugem, massagem.

Emprega-se o “j”:

nas palavras de origem tupi e africana.

Exemplos: canjica, pajé, jacaré, jabuticaba.

nos verbos terminados em jar ou jear.

Exemplos: arranjar, viajar, sujar, lisonjear.

SOUZA, Jésus, YOUSSEF, Samira. Minigramática. São Paulo: Saraiva, 2001, p. 34, adaptado.

Uso de “X” e “CH”

Emprega-se a letra “x”:

depois de ditongo.

Exemplos: ameixa, abaixo, paixão, caixa.

depois da sílaba inicial en-.

Exemplos: enxame, enxaqueca, enxuto. Exceção: “encher ”e derivados

depois da sílaba inicial me.

Exemplos: mexer, mexicano, mexilhão.

em palavras de origem africana ou indígena.

Exemplos: abacaxi, capixaba, macaxeira.

Nivelamento da Língua Portuguesa

5

Estratégias para resolver problemas ortográficos Além dessas regras apresentadas, há muitas outras. Acreditamos, no

Estratégias para resolver problemas ortográficos

Além dessas regras apresentadas, há muitas outras. Acreditamos, no entanto, que, ao invés de decorá-las, você pode usar algumas estratégias para resolver suas dúvidas ortográficas:

Consulte dicionários impressos ou digitais.

Marque em um caderno de anotações ou algo que você leve sempre em seus materiais a ortografia de palavras

que você usa com frequência e geram dúvidas. Consulte sempre que a dúvida surgir.

Saiba algumas regras de ortografia (especialmente das palavras que você usa sempre, mas não consegue saber

Leia bastante: quanto mais lemos, mais fixamos a ortografia das palavras, de forma natural.

Se não tiver certeza da ortografia de um termo e não houver como fazer a consulta, troque por um sinônimo, um

termo de sentido equivalente.

Se estiver escrevendo no computador, preste atenção aos termos que o corretor ortográfico destaca. Ele costuma

indicar ortografias incorretas.

Faça associações entre termos de uma mesma família. Por exemplo, “fingir”, “fingido”, “fingimento”.

Nivelamento da Língua Portuguesa

6

Acentuação gráfica Da mesma forma que a ortografia, a acentuação gráfica das palavras é um

Acentuação gráfica

Da mesma forma que a ortografia, a acentuação gráfica das palavras é um tema que gera muitas dúvidas e,

quando não empregada de maneira adequada, pode provocar no leitor má impressão sobre nossa escrita.

Há menos regras de acentuação do que de ortografia, mas muitas pessoas têm dificuldade em decorá-las e aplicá-las na hora da escrita. Vamos destacar algumas, bastante usuais, e indicar um conjunto de estratégias para evitar problemas com a acentuação.

Em nossa língua, a acentuação gráfica obedece a um conjunto de regras, baseadas, em geral, na posição da sílaba tônica (a que é pronunciada com mais intensidade em uma palavra). Desse modo, temos:

Palavras oxítonas: a sílaba tônica é a última.

Exemplos: ninguém, vo, ruim, anzol.

Palavras paroxítonas: a sílaba tônica é a penúltima.

Exemplos: caminho, lar, gente, homem.

Palavras proparoxítonas: a sílaba tônica é a antepenúltima.

Exemplos: xícara, dico, ótimo, úmido.

Quer estudar mais sobre sílaba tônica? Acesse: http://www.anossaescola.com/cr/testes/stonica.htm

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

Agora que já vimos o conceito de sílaba tônica, vamos estudar as regras básicas de

Agora que já vimos o conceito de sílaba tônica, vamos estudar as regras básicas de acentuação gráfica da Língua Portuguesa.

Todas as palavras proparoxítonas são acentuadas

Exemplos: dico, átomo, ximo.

São acentuadas as oxítonas terminadas em a(s), e(s), o(s), em(ens)

Exemplos: es, jaca, a, alguém.

São acentuadas as paroxítonas terminadas em:

i, is

Exemplos: lápis, táxi, grátis.

us, um, uns

Exemplos: bônus, álbum, álbuns.

ã, ãs, ao, aos

Exemplos: órfã, órfãs, bênção, sótãos.

l, n, r, x, ps

Exemplo: útil, próton, éter, tórax, bíceps.

ditongo, seguido ou não de “s”

Exemplos: mágoa, árduo, cáries, pônei.

 ditongo, seguido ou não de “s” Exemplos: mágoa, árduo, cáries, pônei. Nivelamento da Língua Portuguesa

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

Nova Ortografia ALFABETO Como era NOVA REGRA Como ficou   O alfabeto era formado por

Nova Ortografia

ALFABETO

Como era

NOVA REGRA

Como ficou

 

O alfabeto era formado por 23 letras, mais as letras chamadas de „especiais‟ k, w, y.

O alfabeto é formado por 26 letras.

As letras k, w, y fazem parte do alfabeto. São usadas em siglas, símbolos, nomes próprios estrangeiros e seus derivados. Exemplos: km, watt, Byron, byroniano.

TREMA

Como era

NOVA REGRA

Como ficou

 

agüentar, conseqüência, cinqüenta, qüinqüênio, freqüência, freqüente, eloqüência, eloqüente, argüição, delinqüir, pingüim, tranqüilo, lingüiça

O trema é eliminado em palavras

aguentar, consequência, cinquenta, quinquênio, frequência, frequente,

portuguesas e

eloquência, eloquente, arguição,

aportuguesadas.

delinquir, pinguim, tranquilo, linguiça

O trema permanece em nomes próprios estrangeiros e seus derivados: Müller, mülleriano, hübneriano.

Nivelamento da Língua Portuguesa

8

ACENTUAÇÃO Como era NOVA REGRA Como ficou assembléia, platéia, idéia, colméia, boléia, panacéia, Coréia,

ACENTUAÇÃO

Como era

NOVA REGRA

Como ficou

assembléia, platéia, idéia, colméia, boléia, panacéia, Coréia, hebréia, bóia,

paranóia, jibóia, apóio

(forma verbal), heróico, paranóico

Não se acentuam os ditongos abertos -ei e -oi nas palavras paroxítonas.

assembleia, plateia, ideia, colmeia, boleia, panaceia, Coreia, hebreia, boia, paranoia, jiboia, apoio (forma verbal), heroico, paranoico

O acento nos ditongos -éi e -ói permanece nas palavras oxítonas e monossílabos tônicos de som aberto: herói, constrói, dói, anéis, papéis, anzóis.• O acento no ditongo aberto –éu permanece: chapéu, véu, céu, ilhéu.

enjôo (subst. e forma verbal), vôo (subst. e forma verbal), corôo, perdôo, côo, môo, abençôo, povôo

Não se acentua o hiato -oo.

enjoo (subst. e forma verbal), voo (subst. e forma verbal), coroo, perdoo, coo, moo, abençoo, povoo

crêem, dêem, lêem, vêem descrêem, relêem, revêem

Não se acentua o hiato -ee dos verbos crer, dar, ler, ver e seus derivados ( 3a p. pl.).

creem, deem, leem, veem, descreem, releem, reveem

Nivelamento da Língua Portuguesa

8

ACENTUAÇÃO Como era NOVA REGRA Como ficou   pára (verbo), péla (subst. e verbo), pêlo

ACENTUAÇÃO

Como era

NOVA REGRA

Como ficou

 

pára (verbo), péla (subst. e verbo), pêlo (subst.), pêra (subst.), péra (subst.), pólo (subst.)

Não se acentuam as palavras paroxítonas que são homógrafas.

para (verbo), pela (subst. e verbo), pelo (subst.), pera (subst), pera (subst.), polo (subst.)

O acento diferencial permanece nos homógrafos: pode (3a pessoa do sing. do presente do indicativo do verbo poder) e pôde (3a pessoa do pretérito perfeito do indicativo).• O acento diferencial permanece em pôr (verbo) em oposição a por (preposição).

 

argúi, apazigúe, averigúe, enxagúe, obliqúe

Não se acentua o -u tônico nas formas verbais rizotônicas (acento na raiz), quando precedido de g ou q e seguido de -e ou -i (grupos que/qui e gue/gui).

argui, apazigue, averigue, enxague, oblique

 

baiúca, boiúna cheiínho, saiínha feiúra, feiúme

Não se acentuam o -i e -u tônicos das palavras paroxítonas quando precedidas de ditongo.

baiuca, boiuna , cheiinho, saiinha, feiura, feiume

Para saber mais, inclusive sobre o uso do hífen, acesse:

Que tal jogar para ver o que você aprendeu?

Nivelamento da Língua Portuguesa

8

Estratégias para resolver problemas de acentuação gráfica  A maioria das palavras da língua não

Estratégias para resolver problemas de acentuação gráfica

A maioria das palavras da língua não recebe acento; portanto, na dúvida, não acentue.

Se você está com dúvida sobre a acentuação de uma palavra, descubra primeiro a sílaba tônica (a que é

pronunciada de forma mais intensa). Em seguida, veja se ela está prevista em alguma regra de acentuação.

Saiba algumas regras de acentuação gráfica (especialmente das palavras que você usa sempre, mas não

consegue saber se são acentuadas ou não). Consulte: http://educacao.uol.com.br/portugues/ult1693u7.jhtm.

Leia bastante: quanto mais lemos, mais fixamos a presença ou ausência de acentuação gráfica das palavras, de

forma natural.

Se não tiver certeza da acentuação gráfica de um termo e não houver como fazer a consulta, troque por um

sinônimo, um termo de sentido equivalente.

Consulte um dicionário para sanar dúvidas.

Marque em um caderno de anotações ou algo que você leve sempre em seus materiais palavras que você

usa com frequência e geram dúvidas quanto à acentuação.

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

Pontuação Na língua escrita, a pontuação dá ritmo e melodia à frase, servindo ainda como

Pontuação

Na língua escrita, a pontuação dá ritmo e melodia à frase, servindo ainda como instrumento de clareza na

construção do sentido daquilo que queremos dizer. Quando bem empregada, auxilia na organização das ideias e

funciona como elemento de articulação das partes do texto (a chamada “coesão textual”).

Em nossa língua, há dois tipos de sinais de pontuação:

Sinais que indicam pausas

A vírgula ( , )

O ponto ( . )

O ponto-e-vírgula ( ; )

Sinais que marcam entoação (ritmo e melodia da frase)

Os dois pontos ( : )

O ponto de interrogação ( ? )

O ponto de exclamação ( ! )

As reticências (

As aspas ( “ ” )

Os parênteses ( ( ) )

O travessão ( )

)

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

Entendendo o uso de alguns sinais de entoação DOIS-PONTOS ( : ) a) inicia a
Entendendo o uso de alguns sinais de entoação DOIS-PONTOS ( : ) a) inicia a

Entendendo o uso de alguns sinais de entoação

DOIS-PONTOS ( : )

a) inicia a fala dos personagens:

Ex.: Então o padre respondeu:

- Parta agora. b) aparece antes de apostos ou orações apositivas, enumerações ou sequências de palavras que explicam, resumem idéias anteriores. Ex.: Meus amigos são poucos: Fátima, Rodrigo e Gilberto. c) usa-se antes de citação. Ex.: Como já dizia Vinícius de Morais: “Que o amor não seja eterno, posto que é

chama, mas que seja infinito enquanto dure”.

RETICÊNCIAS (

)

a) indica dúvidas ou hesitação do falante.

Ex.: Sabe

eu

queria te dizer que

esquece.

b) marca interrupção de uma frase deixada gramaticalmente incompleta.

Ex.: - Alô! João está? - Agora não se encontra. Quem sabe se ligar mais tarde usa-se ao fim de uma frase gramaticalmente completa com a intenção de sugerir prolongamento de idéia.

Ex.: “Sua tez, alva e pura como um foco de algodão, tingia-se nas faces duns longes cor-de-rosa

c)

(Cecília- José de

Alencar)

d) indica supressão de palavra (s) numa frase transcrita.

Ex.: “Quando penso em você (

)

menos a felicidade.” (Canteiros - Raimundo Fagner)

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

TRAVESSÃO ( - ) PARÊNTESES ( ( ) ) a) isola palavras, frases intercaladas de
TRAVESSÃO ( - ) PARÊNTESES ( ( ) ) a) isola palavras, frases intercaladas de

TRAVESSÃO ( - )

PARÊNTESES ( ( ) )

a) isola palavras, frases intercaladas de caráter explicativo e datas. Ex.: Na 2ª Guerra Mundial (1939-1945), ocorreram inúmeras perdas humanas. "Uma manhã lá no Cajapió (Joca lembrava-se como se fora na véspera), acordara depois duma grande tormenta no fim do verão.” (O milagre das chuvas no Nordeste - Graça Aranha) Os parênteses também podem substituir a vírgula ou o travessão.

a) dá início à fala de um personagem. Ex.: O filho perguntou:

- Pai, quando começarão as aulas?

b) indica mudança do interlocutor nos diálogos.

- Doutor, o que tenho é grave?

- Não se preocupe, é uma simples infecção. É só tomar um antibiótico e estará bom.

c) uni grupos de palavras que indicam itinerário. Ex.: A rodovia Belém-Brasília.

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

Vamos estudar um pouco de dois sinais muito comuns: o ponto e a vírgula. Como
Vamos estudar um pouco de dois sinais muito comuns: o ponto e a vírgula. Como

Vamos estudar um pouco de dois sinais muito comuns: o ponto e a vírgula. Como dissemos, eles indicam pausa na escrita.

O ponto

O ponto é usado, principalmente, para indicar o final de um período, seja ele simples (com uma só oração) ou composto (com duas ou mais orações). É importante destacar que um parágrafo organizado de forma clara apresenta, entre outras características, períodos menores, compostos por uma ou poucas orações. Assim, a presença de pontos indica que procuramos organizar nosso pensamento de forma pausada, dividindo as informações nos

períodos.

Observe:

“O corpo do leão Ariel foi cremado no final da tarde deste domingo (31), em São Paulo. Ariel morreu há quatro dias em pleno tratamento para voltar a caminhar. Uma doença degenerativa deixou o animal sem o movimento das quatro patas. O caso repercutiu no Brasil e exterior e mobilizou mais de 60 mil internautas.”

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

A vírgula A vírgula marca pausas de pequena duração e é organizada por um conjunto
A vírgula A vírgula marca pausas de pequena duração e é organizada por um conjunto

A vírgula

A vírgula marca pausas de pequena duração e é organizada por um conjunto de regras. Vamos nos concentrar em dois aspectos centrais dessas ocorrências:

A vírgula nunca deve ser usada para separar o sujeito de seu predicado. Observe:

João que é um rapaz muito inteligente, sabia a resposta.

Esse é um erro muito comum no uso da vírgula. Veja que o sujeito é “João” e seu predicado é “sabia a resposta”. Não podemos separar o sujeito do predicado. O correto, nesse caso, deve ser:

João, que é um rapaz muito inteligente, sabia a resposta (isolando a informação acessória “que é um rapaz muito inteligente”).

A vírgula deve ser usada para isolar informações acessórias. Veja:

A moça, na mesma hora, disse o que pensava (a informação principal é “a moça disse o que pensava”. Já “na mesma hora” é um acessório no meio da ideia central, portanto deve ser isolado por vírgulas).

Quer mais detalhes sobre o uso da vírgula? Acesse: http://www.portuguesfacil.net/regras-simples-faceis-usar-virgula

Nivelamento da Língua Portuguesa

7

 Síntese da Unidade Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas da Língua Portuguesa

Síntese da Unidade

 Síntese da Unidade Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas da Língua Portuguesa que

Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas da Língua Portuguesa que costumam gerar muitas dúvidas na hora de escrever. Além disso, quando usados de forma inadequada, as letras, acentos e sinais de pontuação podem provocar uma péssima impressão em nosso leitor.

Para auxiliá-lo nesses assuntos, indicamos algumas estratégias. Sugerimos que você:

Consulte dicionários impressos ou digitais sempre que tiver dúvidas.

Marque em um caderno de anotações ou algo que você leve sempre em seus materiais palavras que você

usa com frequência e geram insegurança.

Leia bastante, pois, quanto mais lemos, mais fixamos a ortografia e acentuação gráfica das palavras, de forma

natural.

Marque em um caderno de anotações ou algo que você leve sempre em seus materiais palavras que você

usa com frequência e geram insegurança.

Leia bastante, pois, quanto mais lemos, mais fixamos a ortografia e acentuação gráfica das palavras, de forma

natural.

Se estiver escrevendo no computador, preste atenção nos termos que o corretor ortográfico destaca. Ele costuma

corrigir ortografias incorretas.

Faça associações entre termos de uma mesma família. Por exemplo, “fingir”, “fingido”, “fingimento”.

Nivelamento da Língua Portuguesa

10

 Síntese da Unidade Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas da Língua Portuguesa

Síntese da Unidade

 Síntese da Unidade Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas da Língua Portuguesa que

Ortografia, acentuação gráfica e pontuação são três temas da Língua Portuguesa que costumam gerar muitas dúvidas na hora de escrever. Além disso, quando usados de forma inadequada, as letras, acentos e sinais de pontuação podem provocar uma péssima impressão em nosso leitor.

Para auxiliá-lo nesses assuntos, indicamos algumas estratégias. Sugerimos que você:

A maioria das palavras da língua não recebe acento; portanto, na dúvida, não coloque.

Se você está com dúvida sobre a acentuação de uma palavra, descubra primeiro a sílaba tônica (a que é

pronunciada de forma mais intensa). Em seguida, veja se ela está prevista em alguma regra de acentuação.

Se não tiver certeza da acentuação gráfica de um termo e não houver como fazer a consulta, troque por um

sinônimo, um termo de sentido equivalente.

Ao escrever, use pontos em seus parágrafos, com o objetivo de construir frases mais curtas e objetivas.

Nunca separe o sujeito do predicado por vírgula.

Use a vírgula para isolar informações acessórias.

Nivelamento da Língua Portuguesa

10

Bibliografia CIPRO NETO, Pasquale, INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 1998.

Bibliografia

CIPRO NETO, Pasquale, INFANTE, Ulisses. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo:

Scipione, 1998.

SACCONI, Luiz Antonio. Guia ortográfico e ortofônico. São Paulo: Nova Geração, 2009.

SOUZA, Jésus, YOUSSEF, Samira. Minigramática. São Paulo: Saraiva, 2001.

Nivelamento da Língua Portuguesa

11

Links Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=BF_ZzBVFC44 – Aqui você encontra algumas regras de acentuação

Links Youtube:

http://www.youtube.com/watch?v=BF_ZzBVFC44 Aqui você encontra algumas regras de acentuação explicadas de maneira didática; vê também o uso da vírgula e sua relação com a sintaxe. http://www.youtube.com/watch?v=Xr58LV7hR1c&feature=related Aqui você encontra exemplos do uso da vírgula e sua influência no sentido da frase. http://www.youtube.com/watch?v=lnSoMCcnPKU Aqui você encontra explicações sobre diferenças na grafia, quanto ao

uso de sufixos como ISAR e IZAR. Há ainda explicações sobre outros sufixos que causam muitas dúvidas.

http://www.youtube.com/watch?v=nCElgoc0KOU&feature=related Aqui você encontra um vídeo dividido em três partes, explicando as regras de acentuação baseadas na Reforma Ortográfica recentemente instituída em nosso país. http://www.youtube.com/watch?v=RofSAYd449k&feature=related Aqui você encontra duas charges sobre o Novo Acordo Ortográfico.

Links:

http://www.graudez.com.br/portugues/ortografia2.htm - Aqui você encontra exercícios de acentuação. http://www1.folha.uol.com.br/folha/interacao/quizfo19.shtml - No menu do lado direito, existem testes relacionados à gramática. Mas este em específico é sobre ortografia. http://www.infoescola.com/portugues/utilizacao-da-virgula/exercicios/ - Aqui você encontra exercícios sobre o uso da vírgula.

http://www2.almg.gov.br/hotsites/acordoOrtografico/exercicios.html - Aqui você encontra exercícios de acentuação

conforme a Nova Ortografia.

Nivelamento da Língua Portuguesa

13

Este documento é de uso exclusivo da Universidade Anhembi Morumbi, está protegido pelas leis de

Este documento é de uso exclusivo da Universidade

Anhembi Morumbi, está protegido pelas leis de Direito Autoral e não deve ser copiado, divulgado ou utilizado para outros fins que não os pretendidos

pelo autor ou por ele expressamente autorizados.