Você está na página 1de 27

MANUAL

Ano 2018

Autora: Ilda Reis


ildareisas@hotmail.com
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

ÍNDICE

APRESENTAÇÃO ...........................................................................................................................3
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR ................................................................................4
1. GENOGRAMA ....................................................................................................................4
2. ECOMAPA .......................................................................................................................10
3. MAPA DA REDE ...............................................................................................................13
4. APGAR FAMILIAR DE SMILKSTEIN.....................................................................................16
5. ESCALA DE READAPTAÇÃO SOCIAL DE HOMES E RAHE.....................................................19
6. CICLO DE VIDA FAMILIAR DE DUVALL...............................................................................21
7. LINHA DA VIDA DE MEDAILE ............................................................................................23
8. QUESTIONÁRIO DAS FORÇAS FAMILIARES (QFF) ..............................................................25
BIBLIOGRAFIA ............................................................................................................................27

2
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

APRESENTAÇÃO

Este manual reúne alguns dos instrumentos de avaliação familiar (diagramas de registo,
escalas, questionários) que possibilitam simplificar e apoiar na realização de um
diagnóstico familiar sistémico, permitindo através de uma abordagem sistémica um
conhecimento mais aprofundado da família, relativamente à sua estrutura,
desenvolvimento e funcionamento.
Conhecer cada família é fundamental para a definição de um plano de intervenção
familiar personalizado, permitindo a definição de estratégias de intervenção mais
adequadas e eficazes relativamente às suas especificidades.

3
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR

1. GENOGRAMA

O GENOGRAMA foi primeiramente desenvolvido e popularizado com a experiência


clínica de Monica McGoldrick e Randy Gerson através da publicação do livro
“Genograms: Assessment and Intervention”, em 1985.

GENOGRAMA é um registo gráfico (através do uso de uma simbologia própria) da


composição da família contendo pelo menos três gerações seguidas ou sequenciais. Dá
um panorama rápido da posição dos indivíduos na família, as suas relações e principais
acontecimentos de vida.

É um diagrama que detalha a estrutura e o histórico familiar, fornece informações sobre


os vários papéis dos seus membros e das diferentes gerações; fornece as bases para a
discussão e análise das interações familiares.
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Possibilita a representação visual da estrutura e dinâmica familiar; bem como de eventos


importantes da história da família, tais como separação, nascimento e morte. Mapa
esquemático que, para ser elaborado, necessita de entrevista clínica extensiva e contínua
para a recolha e atualização dos dados e informações da família nos seus diferentes
estágios. Há necessidade de formação de algum grau de vínculo entre profissionais e
famílias (Athayde e Gil, 2005).
Regras Básicas para a sua construção:

➢ Simbologia própria;

5
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Relacionamentos

➢ No mínimo, três gerações;

➢ Nomes dos membros da família;


➢ Idade ou ano de nascimento;
➢ Mortes, com idade ou data da morte e sua causa;
➢ Doenças ou problemas significativos;
➢ Datas de casamentos e divórcios;

6
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Componentes do GENOGRAMA:
- indicação dos membros que vivem juntos na mesma casa;
- relações familiares e vitais mais significativas;
- fazer primeiramente o casal com seus filhos;
- fase do ciclo vital;
- sistema familiar de origem;
- fatores de stress;
- interpretações do problema.

Variedade de Dados:
- Relacionamento intergerações;
- Relações interpessoais (ex. intimidades, conflitos, etc.);
- Funções e papéis na família (ex. ovelha negra, herói, bode expiatório, etc.)

Vantagens do GENOGRANA
- Permite observar e analisar barreiras e padrões de comunicação entre as pessoas;
- Explorar aspetos emocionais e comportamentais num contexto de várias gerações;

- Auxiliar os membros da família a identificar aspetos comuns e únicos de cada um deles;


- Discutir e evidenciar opções de mudanças na família;
- Prevenir o isolamento de um membro da família

7
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Exemplo de GENOGRAMA:

8
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Gen Pro 2016


Software de genealogia para desenhar árvores genealógicas e genogramas

9
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

2. ECOMAPA
Desenho complementar ao genograma na compreensão da composição e estrutura
relacional da família. Consiste na representação gráfica dos contactos dos membros da
família com os outros sistemas sociais, incluindo a rede de suporte sócio-sanitário.
(Araújo e cols., 2005).
Pode representar a presença ou ausência de recursos sociais, culturais e económicos,
sendo eminentemente, um retrato de um determinado momento na vida dos membros
da família e, portanto, dinâmico. (Hayes e cols., 2005)

Forma de Representação:

No ECOMAPA, a família apresenta-se dentro de um círculo, enquanto que os contatos da


família com a comunidade ou com pessoas e grupos significativos, são representados em
círculos externos.

10
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Exemplos de ECOMAPAS:

11
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

ECOMAPA inclui:
- Serviços da comunidade (Creche, escolas, Unidade de Saúde, etc.)
- Grupos sociais (Igrejas, Associação de Moradores do Bairro, etc.)
- Relações significativas (amigos, vizinhos, família, etc)
- Trabalho
- Outras (Lazer, etc.)

ECOMAPA avalia:
1. Força da Ligação
2. Impacto da Ligação
3. Qualidade da ligação

EM SUMA:

O GENOGRAMA identifica as relações e ligações dentro do sistema familiar enquanto o


ECOMAPA identifica as relações e ligações da família com o meio em que vive.
São instrumentos dinâmicos, uma vez que representam a família num determinado
momento de uma das fases do seu ciclo de vida.

12
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

3. MAPA DA REDE

Para Fischer et. al (1977, cit. in Guadalupe, 2009) “…concebidas de forma geral, as redes
sociais podem ser consideradas como os sistemas particulares de relações que unem
actores sociais, pelo que estas assumirão diferentes formas consoante o tipo de laços e
o tipo de actores sociais implicados.”

Sluzki (1996, cit. in Guadalupe, 2009) define Rede Social Pessoal ou Rede Significativa
como sendo “…a soma de todas as relações significativas para um indivíduo ou
diferenciadas da massa anónima da sociedade”.

Guédon (1984) distingue dois Tipos de Redes:

• Redes Primárias - um conjunto natural de indivíduos em interação uns com os outros;

• Redes Secundárias - são os membros da rede com os quais se estabelecem as relações


num contexto formal e com objetivos funcionais, tais como fornecer serviços ou instituir
recursos.

Para a intervenção social, é fundamental ter em conta estes dois tipos de redes, sendo
útil a construção de um MAPA DA REDE, instrumento fundamental na área social para
diagnóstico completo:

13
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Sendo as Famílias Multidesafidas um problema social transversal exige uma


intervenção/articulação integrada em rede, garantindo assim a qualidade das estratégias
implementadas de forma a minimizar os seus impactos/custos na sociedade, bem como
a responsabilização de todos parceiros neste processo.

Exemplos de MAPAS DE REDE

(Sluzki, 1977, adaptado por Santos, 2009)

14
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

15
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

4. APGAR FAMILIAR DE SMILKSTEIN


(Questionário para avaliar o funcionamento da família)

A família constitui um sistema social que desempenha funções importantes na sociedade,


nomeadamente de natureza afetiva, educativa, de socialização e reprodutiva. Apesar das
alterações sofridas ao longo das gerações, a função afetiva é uma dimensão que tem
persistido ao longo dos tempos. Diversos autores defendem que a qualidade do ambiente
afetivo é um fator determinante na atitude da família e na perceção que os seus
elementos têm sobre a sua funcionalidade.
(Andrade, A. & Martins, R. , 2011).

APGAR FAMILIAR é um questionário desenhado por Smilkstein (1978) que permite avaliar
a funcionalidade familiar. Avalia o modo como o indivíduo sente a sua posição dentro da
família num dado momento da vida.
Faz referência a 5 componentes da função familiar:

• Adaptação (Adaptability): Partilha de recursos e satisfação relativamente à


assistência recebida pela família.
• Participação (Partnership): Modo como as decisões são partilhadas e satisfação
sobre a reciprocidade dos processos comunicacionais.
• Crescimento (Growth): Perceção sobre a flexibilidade familiar relativa à mudança
de papeis e à concretização do crescimento individual.
• Afeição (Affection): Satisfação sobre a partilha das experiências emocionais e a
intimidade e interação
• Decisão (Resolve): Satisfação da partilha do tempo, espaço e recursos, no
contexto familiar.

PRINCÍPIO - Os membros da família percebem o funcionamento familiar e são capazes de


manifestar o grau de satisfação no cumprimento dos parâmetros básicos da função
familiar.
O modo como os membros da família interagem entre si e com os outros leva a que as
famílias possam ser consideradas funcionais e disfuncionais. Neste sentido e de acordo
com a teoria geral dos sistemas, nada acontece isoladamente e qualquer coisa que afete
um dos componentes, afeta todos os outros, ou seja, qualquer alteração causa impacto
sobre todos os outros membros desse sistema. Esta teoria adapta-se à perspetiva de
funcionalidade familiar.

16
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

QUADRO 1. APGAR FAMILIAR DE SMILKSTEIN

APGAR Sempre Às vezes Nunca


ADAPTAÇÃO 1. Estou satisfeito com a ajuda que
recebo da minha família, sempre que
alguma coisa me preocupa.

COMUNICAÇÃO 2. Estou satisfeito pela forma como a


minha família discute os assuntos de
interesse comum e partilha comigo a
solução de problemas.
CRESCIMENTO 3. Acho que a minha família concorda
com os meus desejos de iniciar novas
atividades ou modificar o estilo de
vida.
AFETO 4. Estou satisfeito com o modo como
a minha família manifesta a sua
afeição e reage aos meus
sentimentos, tais como irritação,
pesar e amor.
DEDICAÇÃO 5. Estou satisfeito com o tempo que
passo com a minha família.

PONTUAÇÃO:
Quase Sempre: 2 Pontos Algumas Vezes: 1 Ponto Quase Nunca: 0 pontos

SCORE sobre a perceção da funcionalidade da família:


7-10 – Família altamente funcional;
4-6 – Família com moderada disfunção;
0-3 – Família com disfunção acentuada.

17
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Outros exemplos do APGAR FAMILIAR DE SMILKSTEIN

18
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

5. ESCALA DE READAPTAÇÃO SOCIAL DE HOMES E RAHE

É uma escala com valores numéricos relacionados com acontecimentos stressantes vividos
na família. Permite que a partir da valorização de determinadas situações de crise se
possa, de forma sumária, avaliar as dificuldades a que um indivíduo ou família estiveram
sujeitos e determinar a probabilidade de aquele vir a desenvolver uma doença
psicossomática.
A escala é constituída por um índice de 43 mudanças possíveis, atribuindo a cada uma um
valor quanto à capacidade de provocar “stress” numa escala de 1 a 100.
Para se avaliar, segundo esta escala, adiciona-se as pontuações atribuídas aos
acontecimentos constantes da lista que tenham sido experienciados ao longo do ano
passado pela família.
.
Esta ESCALA PERMITE ANALISAR:
- Transições ocorridas no último ano
- Explora o impacto dos fatores de stresse
- Enfatizar recursos, valores e crenças

MODELO DE PREVISÃO ESTATÍSTICA DE Holmes-Rahe:

Total inferior ou igual a 150 pontos - baixa probabilidade de mudança de vida e uma
baixa suscetibilidade a problemas de saúde induzidos pelo stresse

Total de 150 a 300 – 50% de probabilidades de ter um problema de saúde num futuro
próximo (próximos 2 anos)
Total igual ou superior a 300 - 80% de probabilidades de ter um problema de saúde num
futuro próximo, a menos que tome medidas eficazes contra o
“stress”;

19
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

20
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

6. CICLO DE VIDA FAMILIAR DE DUVALL

O CICLO DE VIDA FAMILIAR define as etapas pelas quais a família passa durante a sua
evolução, assim como as tarefas que devem ser cumpridas pelo agregado no decorrer
destas.

- 8 Estádios:
1) Casal sem filhos;
2) Família com filhos nascidos há pouco (menos de 30 meses);
3) Família com filhos nascidos em idade pré-escolar (30 meses a 6 anos);
4) Familia com filhos em idade escolar (filho mais velho entre os 6 e os 13);
5) família com filhos adolescentes (filho mais velho entre os 13 e os 20);
6) família com adulto jovem a sair de casa (desde o 1º que saiu até à saída do último);
7) Progenitores na meia idade (desde o ninho vazio até à reforma);
8) Progenitores na 3ª idade (desde a reforma à morte dos 2 elementos)

Para Duvall, o desenvolvimento da família centra-se na existência de filhos e na sua


educação, desde o nascimento até à maturidade.
Quando se identifica que a família vai entrar numa nova etapa do ciclo de vida, pode
apoiá-la e prepará-la na transição.

21
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

Exemplo de Ciclo de vida da Família – Estágios do Ciclo e Tarefas Esperadas

22
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

7. LINHA DA VIDA DE MEDAILE


A LINHA DE VIDA DE MEDAILE representa a evolução cronológica dos acontecimentos de
vida da família.
É uma lista de ocorrências que sucedem a um indivíduo num período determinado da sua
vida e o impacto que tiveram correlacionando cronologiamente com acontecimentos
vitais e outros problemas vivenciados na família.

23
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

24
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

8. QUESTIONÁRIO DAS FORÇAS FAMILIARES (QFF)

O Questionário das Forças Familiares (QFF) (Melo & Alarcão, 2011) avalia as forças e
processos de resiliência familiar: Organização, Crenças, Gestão, Suporte e Emoções
Familiares Positivas.

QUESTIONÁRIO DE FORÇAS FAMILIARES


(Melo & Alarcão,2009)

25
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

(Melo & Alarcão, 2011)

26
INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO FAMILIAR Ilda Reis
_____________________________________________________________________________

BIBLIOGRAFIA

Andrade, A. & Martins, R. (2011). Funcionalidade Familiar e Qualidade de Vida dos Idoso
S. Millenium, 40: 185‐199.

Carter, B. & McGoldrick, M. (1995). As mudanças no ciclo de vida familiar: Uma estrutura
para a terapia familiar (2.ª Edição). Porto Alegre: Artes Médicas.

Guadalupe, S. (2009). Intervenção em Rede. Serviço Social, Sistémica e Redes de Suporte


Social. (2.ª Edição). Instituto Superior Miguel Torga, Coimbra.

Melo, A. T. & Alarcão, M. (2011). Avaliação de processos de resiliência familiar: Validade


e fidelidade do Questionário de Forças Familiares. Mosaico, 48, 34-41.

Santos, A. C. W. (2009). Mulheres, violência, rede de serviços de referência e supor-te


psicossocial. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina,
Florianópolis, SC, Brasil.

Sluzki, C. E. (1997). A rede social na prática sistêmica: alternativas terapêuticas (C.


Berliner, Trad.). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Disponível em:
https://issuu.com/tessiesilva/docs/6._familiograma_9
132b20fdd8e0f

Disponivel em:
https://www.mgfamiliar.net/itemgenerico/registos-clinicos-
em-medicina-familiar

27