Você está na página 1de 9

Trabalho em grupo:

Análise Semiótica
Exercício para Avaliação I

• Data da apresentação: 25/09.

• Como apresentar: Trabalho em trios, com apresentação visual (slides);

• Avaliação: Até 3,0 (quatro) pontos.


O que fazer?
1) Analise cuidadosamente a peça publicitária fornecida pelo professor;
2) Descreva a(s) cena(s) da peça e:

• Identifique a Primeiridade (Quali-signos), Secundidade (Sin-signos) e a


Terceiridade (Legi-signo) que compõem a peça. Identifique a relação do
signo com o objeto: icônica (semelhança), indicial (vestígios) e simbólica
(convenções).

• Identifique as relações com o interpretante: rema (estados emocionais);


dicente (ação física ou mental) e argumento (regra interpretativa
internalizada);

• Finalize relacionando a peça publicitária com o contexto cultural.


Exemplo: Análise da Propaganda do Hortifruti
Exemplo: Análise da Propaganda do Hortifruti

• QUALI-SIGNO: A cor amarela no título e na espiga de milho, a iluminação


sobre eles fazendo que se destaquem, o texto da peça.

• SIN-SIGNO: A espiga de milho com uma gravata borboleta fazendo a


representação do espião, personagem principal do filme.

• LEGI-SIGNO: A frase escrita em português, parodiando o título e a chamada


do filme, a inscrição 007, a assinatura e logo do cliente, identificando o
produtor da peça.
Exemplo: Análise da Propaganda do Hortifruti

• ÍCONE: A espiga de milho substituindo o agente; a espiga de milho no logo


do filme substituindo a pistola.

• ÍNDICE: A gravata borboleta indica que a espiga de milho é o ícone que


substitui o agente.

• SÍMBOLO: O logo do filme "007", ainda com a fonte original.


Exemplo: Análise da Propaganda do Hortifruti

• REMA: Em um sentimento vago, a primeira percepção que temos da peça é


a iluminação sobre a espiga de milho, a espiga com a gravata borboleta, o
logo do filme e as cores semelhantes entre gravata/logo e título/espiga, a
palavra "espigão" no título do filme.

• DISCENTE: Logo, podemos perceber que a grava na espiga indica que ela é o
ícone da peça, fazendo assim, referência a algo, provavelmente ao filme que
está indicado no logo. Também percebemos que a peça é uma sátira, e que
a palavra "espigão" foi inserida no título original com a intenção de
contestar o seu significado.
Exemplo: Análise da Propaganda do Hortifruti

• ARGUMENTO: Em uma reflexão mais profunda da peça, podemos concluir


que a peça é uma paródia de dois filmes da série "007". Essa conclusão se
dá pelo logo do filme, onde nele uma espiga de milho substitui a pistola,
pelo título principal em amarelo, que foi alterado para entrar no contexto da
ideia da paródia e fazer referência ao produto do anunciante. A palavra
"espião" foi alterada por "espigão", levando à ideia de que a espiga de milho
no centro da peça é o ícone da peça, e substitui o agente 007. Esse
entendimento também é reforçado pela gravata borboleta, objeto que é
ícone da vestimenta do agente nos filmes. A outra referência à série "007"
se dá pelo texto "Um agente a serviço de sua majestade: o cliente", sendo o
título original do filme de 1969 (007 A Serviço Secreto de Sua Majestade). O
texto foi alterado passando a ideia de que o agente (o produto do
anunciante) está a serviço dos clientes.
Exemplo: Análise da Propaganda do Hortifruti

• A propaganda do Hortifruti faz parte de uma série que aborda o tema


"Hollywood". Ela se apoia em um grande clássico do cinema para reproduzir
uma paródia do cartaz do mesmo, porém, com o produto e proposta do
cliente. O clássico do cinema escolhido foi um popular, facilitando assim, o
entendimento das pessoas e aumentando o número de clientes que a peça
vai atingir. As duas referências de filmes da mesma série "007" facilita essa
compreensão, fazendo com que associem a ideia logo na primeira leitura. (O
espião que me amava/o "espigão que me amava) e (A Serviço Secreto de
Sua Majestade/Um agente a serviço de sua majestade: o cliente).

• A campanha utiliza da paródia assim que o título original do filme e o texto


da peça é alterado (a palavra ESPIÃO para ESPIGÃO) e (A Serviço Secreto de
Sua Majestade/Um agente a serviço de sua majestade: o cliente) na
intenção de contestar o seu sentido. A paródia, no caso, é sobre dois filmes
da série "007".