Você está na página 1de 14

PROJECTO TECNOLÓGICO

PROVA DE APTIDÃO PROFISSIONAL


(Documento de trabalho)

Área de Formação: Construção Civil | Electricidade, Electrónica e


Telecomunicações | Informática | Mecânica | Química
ACÇÃO DE FORMAÇÃO – VILA NOVA DE GAIA 15 a 29 de JUL

RETEP | REFORMA DO ENSINO TÉCNICO-PROFISSIONAL


Índice
1. Disciplina de Projecto Tecnológico ........................................................... 5
1.1. Princípios gerais ...................................................................................... 5
1.2. Organização da disciplina ................................................................... 7
1.3. Fases a considerar.................................................................................. 8
1.4. Planificação ............................................................................................ 9
1.5. Avaliação .............................................................................................. 10
1.6. Assiduidade ........................................................................................... 11
1.7. Responsabilidades dos intervenientes no Projecto Tecnológico . 12
1.7.1. Coordenador de Curso ................................................................... 12
1.7.2. Professor de Projecto Tecnológico ................................................ 12
1.7.3. Professor Orientador ......................................................................... 13
1.7.4. Empresa/Organização .................................................................... 13
1.7.5. Aluno ................................................................................................... 13
1. Disciplina de Projecto Tecnológico

1.1. Princípios gerais

O Projecto Tecnológico consiste num conjunto de actividades práticas sob


coordenação e acompanhamento do(s) professor(es) da disciplina.
O Projecto Tecnológico, enquanto área curricular de natureza inter e
transdiciplinar visa a realização de projectos concretos por parte dos alunos,
com o fim de:
 desenvolver nestes uma visão integradora do saber;
 promover a sua orientação escolar e profissional;
 facilitar a sua aproximação ao mundo do trabalho;
 integrar e articular as aprendizagens adquiridas, nomeadamente
nas disciplinas da formação técnica, tecnológica e prática.
Os trabalhos realizados podem desenvolver-se na Escola ou em parceria
estabelecida entre o Instituto e uma empresa/organização e, pode adoptar
diferentes modalidades, nomeadamente, estágios, experiências de trabalho
pontuais; podendo, ainda, assumir a forma de simulação de um conjunto de
actividades profissionais relevantes para o perfil de saída do curso a
desenvolver em condições similares às do contexto real de trabalho integrada
na disciplina de Projecto Tecnológico. Os trabalhos realizados podem ainda
desenvolver-se, de forma integrada, em disciplinas de natureza prática ou
teórico-prática da componente da formação técnica, tecnológica e prática.
As entidades parceiras são seleccionadas de acordo com as condições
técnicas e pedagógicas para facultar, com qualidade reconhecida, o
desenvolvimento do Projecto Tecnológico à população destinatária (alunos).
No caso de o trabalho ser desenvolvido em parceria com uma
empresa/organização, este deve ser supervisionado pelo(s) professor(es) de
Projecto Tecnológico e pelo orientador, em representação do Instituto e, pelo
orientador nomeado pela entidade parceira, devendo a coordenação global
ser assegurada pelo Coordenador de Curso.
No âmbito do Projecto Tecnológico, o aluno não tem direito a qualquer tipo
de remuneração.
Professor de Projecto Tecnológico
Professor Orientador
acompanhamento do

EMPRESA /
TRABALHO
ORGANIZAÇÃO

Empresa/Organização
realizado na

Parceria
Escola –
Protocolo
Mapa de assiduidade
Acta das reuniões
Ficha de avaliação

Escola

 Simulação de um conjunto de actividades profissionais (…) a


desenvolver em condições similares às do contexto real de
trabalho integrada na disciplina de Projecto Tecnológico;
ou
 Trabalho desenvolvido, de forma integrada, em disciplinas de
natureza prática ou teórico-prática da componente da
formação técnica, tecnológica e prática.

Figura 1 – Organização do(s) trabalho(s) no contexto da disciplina de Projecto Tecnológico.

No caso do trabalho ou trabalhos se efectuarem numa empresa ou organização será


importante realizar um protocolo. Outro elemento a considerar será o mapa de
assiduidade do aluno, que deverá ser preenchido cada vez que o aluno se desloca à
empresa/organização.

Recomenda-se que nas reuniões em que estejam presentes o aluno, o professor


acompanhante e o representante da empresa seja realizada uma acta por parte do
primeiro (aluno).

Em cada momento de avaliação a empresa/organização também deverá preencher


um documento de acordo com os parâmetros de avaliação definidos.
1.2. Organização da disciplina
A disciplina de Projecto Tecnológico inclui-se na componente técnica,
tecnológica e prática dos cursos técnico-profissionais (Formação Média
Técnica) e possui uma carga horária semanal de 6 horas.

Alguns dos tempos lectivos de Projecto Tecnológico podem ser destinados ao


desenvolvimento de competências facilitadoras da integração dos alunos no
mercado de trabalho envolvendo temas, levando em conta as
especificidades de cada curso, como: organização empresarial, organização
do trabalho e a sua evolução; o empreendedorismo; técnicas de procura de
emprego – a entrevista, o currículo,…; elaboração de projectos/investigação;
integração de projectos;…).

De acordo com o artigo 28.º do Regime de Avaliação dos Alunos da


Formação Média Técnica (RAAFMT), a organização das turmas, na disciplina
de Projecto Tecnológico, deve seguir as seguintes recomendações:
 Cada professor desta área deverá ter a seu cargo, um máximo de
18 alunos, pelo que para cada turma com 36 alunos devem ser
previstos dois professores.
 Cada projecto deverá ter um professor orientador, que poderá ser
um professor da área ou outro mais ligado aos produtos a
desenvolver.

Um Professor Máximo de 18 alunos

Um Orientador Um projecto

Poderá ser um professor


da área ou outro mais
ligado aos produtos a
desenvolver

Figura 2 – Organização da disciplina de Projecto Tecnológico.


1.3. Fases a considerar
No processo de ensino/aprendizagem desenvolvido na disciplina de Projecto
Tecnológico os alunos devem desenvolver as seguintes fases sucessivas:

a) Selecção do tema do projecto e do grupo de trabalho;


b) Concepção e elaboração de um projecto que vise a produção de
uma realização técnica concreta adequada ao curso frequentado;
c) Execução do projecto e realização do produto;
d) Utilização de processos de auto-avaliação;
e) Elaboração e apresentação de uma memória descritiva do produto
realizado, onde se mencionará a fundamentação científica e técnica,
o processo de trabalho seguido e a autoavaliação realizada.

•Selecção do tema do projecto e do grupo de trabalho
1

•Concepção e elaboração de um projecto que vise a produção de uma realização técnica concreta 
adequada ao curso frequentado
2

•Execução do projecto e realização do produto
3

•Utilização de processos de auto‐avaliação
4

•Elaboração e apresentação de uma memória descritiva do produto realizado, onde se mencionará a 
fundamentação científica e técnica, o processo de trabalho seguido e a autoavaliação realizada
5

Figura 3 – Fases a considerar na disciplina de Projecto Tecnológico.


1.4. Planificação
O plano de trabalho é supervisionado e homologado pelo(s) professor(es) de
Projecto Tecnológico, cabendo a realização deste plano trabalho ao professor
orientador do projecto e, caso se aplique, ao orientador nomeado pela
entidade parceira e ao aluno.

No plano de trabalho devem ser identificados:

a) Os objectivos do trabalho;

b) Os conteúdos a abordar;

c) Programação das actividades;

d) O período em que a formação se realiza, fixando o respectivo


calendário;

e) O horário a cumprir pelo aluno;

f) O Local ou locais de realização;

g) As formas de acompanhamento e de avaliação.


1.5. Avaliação

A disciplina de Projecto Tecnológico será objecto de avaliação e de


classificação, cabendo ao professor da disciplina a proposta a apresentar em
conselho de turma. Para o efeito deverá ser ouvido o professor orientador do
trabalho e, caso o aluno se encontre a realizar o trabalho numa
empresa/organização, o orientador por parte desse organismo.

Deverão ser definidos os critérios de avaliação1 tendo em conta:

 as competências previstas;

 os objectivos;

 e a globalidade do trabalho realizado.

A classificação será na escala 0 a 20 valores.

De referir que a avaliação no Projecto Tecnológico deverá assumir um


carácter contínuo e sistemático e permitir, numa perspectiva formativa, reunir
informação sobre o desenvolvimento das aprendizagens, possibilitando, se
necessário, o reajustamento do plano de trabalho.

A avaliação final do Projecto Tecnológico tem por base o relatório efectuado


pelo aluno, o seu percurso ao longo da formação, bem como o projecto ou
projectos concretizados sob a forma de produto ou produtos ou outro formato
ao longo do funcionamento da disciplina.

O relatório é elaborado pelo aluno, devendo:

a) descrever as actividades desenvolvidas no período de Projecto


Tecnológico, assim como a avaliação das mesmas face ao definido no
plano de trabalho;

b) conter os documentos necessários à realização do projecto ou


projectos concretizados sob a forma de produto ou produtos ou outro
formato ao longo do Projecto Tecnológico;

c) possuir a análise do percurso pessoal durante a execução do projecto,


considerando as dificuldades, os obstáculos e as principais
aprendizagens efectuadas;

d) conter a auto-avaliação.

O trabalho e o relatório é apreciado e discutido com o aluno pelo(s)


professor(es) devendo ser ouvido o professor orientador e, quando se aplique,
o orientador nomeado pela entidade parceira.

1
No anexo 6 é exemplificada uma grelha com os critérios de avaliação.
Professor(es) Conselho de Turma
Professor(es) faz(em) a proposta da
Deve(m) ouvir o classifcação (0-20 valores)
Orientador

tendo como base

Os critérios de avaliação atendendo:


• às competências previstas;
• aos objectivos;
• à globalidade do trabalho realizado.
Orientador

Figura 4 – Processo de avaliação na disciplina de Projecto Tecnológico.

1.6. Assiduidade

A assiduidade do aluno, sempre que se desloque à empresa/organização, é


controlada pelo preenchimento da folha de ponto, a qual deve ser assinada
pelo aluno e pelo orientador nomeado pela entidade externa e entregue
mensalmente ao professor de Projecto Tecnológico.

As faltas dadas pelo aluno devem ser justificadas perante o orientador da


entidade parceira e o professor de Projecto Tecnológico, de acordo com as
normas internas da empresa/organização parceira e do Instituto.
1.7. Responsabilidades dos intervenientes no Projecto
Tecnológico

1.7.1. Coordenador de Curso

São responsabilidades do Coordenador de Curso sob orientação da Direcção:

a) Assegurar a realização do Projecto Tecnológico aos seus alunos;

b) Estabelecer os critérios de distribuição dos alunos pelos lugares


existentes nas diferentes entidades (empresas/organização);

c) Proceder à distribuição dos alunos, de acordo com os critérios referidos


na alínea anterior;

d) Assegurar a elaboração do protocolo com a entidade;

e) Assegurar a elaboração do plano de trabalho de Projecto Tecnológico;

f) Assegurar o acompanhamento da execução do plano de trabalho;

g) Assegurar a avaliação do desempenho dos alunos, em colaboração


com a respectiva entidade protocolada;

h) Assegurar que, quando as actividades de formação em contexto de


trabalho decorrem fora do Instituto, os alunos se encontrem a coberto
de um seguro que abranja os riscos das deslocações a que estiverem
obrigados, bem como as actividades a desenvolver;

i) Assegurar, em conjunto com a entidade protocolada e o aluno, as


condições logísticas necessárias à realização e ao acompanhamento
do Projecto Tecnológico.

1.7.2. Professor de Projecto Tecnológico


São responsabilidades do professor de Projecto Tecnológico:

a) Acompanhar a execução do plano de trabalho e, quando necessário,


efectuar deslocações periódicas aos locais de realização do Projecto
Tecnológico;

b) Supervisionar e homologar o plano de trabalho definido em conjunto


pelo professor orientador do projecto e, quando se aplique, pelo
orientador nomeado pela entidade parceira e pelo aluno;

c) Propor ao Conselho de turma, ouvido o representante da entidade


parceira e o professor orientador, a classificação do aluno no Projecto
Tecnológico.
1.7.3. Professor Orientador
São responsabilidades do professor orientador do trabalho:

a) Elaborar, em conjunto com o aluno e, quando se aplique, o orientador


nomeado pela empresa/organização, o plano de trabalho;

b) Assegurar ao aluno o necessário acompanhamento técnico e científico


ao desenvolvimento do plano de trabalho;

c) Acompanhar o aluno na elaboração dos relatórios em cada um dos


trimestres lectivos;

d) Manter o professor de Projecto Tecnológico informado sobre a


evolução relativa ao plano proposto.

1.7.4. Empresa/Organização
São responsabilidades da entidade parceira:

a) Designar o orientador por parte da empresa/organização;

b) Colaborar na elaboração do protocolo e do plano de trabalho;

c) Colaborar no acompanhamento e na avaliação do desempenho do


aluno;

d) Assegurar o acesso à informação necessária ao desenvolvimento do


trabalho;

e) Atribuir ao aluno tarefas que permitam a execução do plano de


trabalho;

f) Controlar a assiduidade do aluno, sempre que se justifique;

g) Assegurar, em conjunto com o Instituto e o aluno, as condições


logísticas necessárias à realização e ao acompanhamento do trabalho.

1.7.5. Aluno
São responsabilidades do aluno:

a) Colaborar na elaboração do plano de trabalho, devendo este ser


apresentado por escrito, sendo obrigatória a sua apresentação em
ambiente digital;

b) Conceber, desenvolver e avaliar um projecto ou conjunto de projectos


integrados no Projecto Tecnológico, sob orientação e
acompanhamento de um ou mais professores e de um orientador
nomeado pela empresa/organização, se for o caso;

c) Elaborar um relatório no final do primeiro e do segundo trimestres


lectivos, bem como no final do Projecto Tecnológico que reflicta a
evolução do trabalho e que compreenda a auto-avaliação;

d) Participar nas reuniões de acompanhamento do Projecto Tecnológico,


quando convocado;

e) Cumprir, no que lhe compete, o plano de trabalho;

f) Respeitar a organização do trabalho na entidade parceira e utilizar


com zelo os bens, equipamentos e instalações;

g) Cumprir as regras de higiene e de segurança no trabalho;

h) Cumprir os prazos definidos;

i) Não utilizar, sem prévia autorização, a informação a que tiver acesso


durante o Projecto Tecnológico;

j) Ser assíduo e pontual e estabelecer boas relações de trabalho;

k) Zelar pelos dados relativos ao seu projecto ou conjunto de projectos


integrados no Projecto Tecnológico, cabendo ao aluno toda a
responsabilidade no caso do seu desaparecimento.