Você está na página 1de 18

Detalhamento Elétrico/Eletrônico

Plataformas AC08/AC11
Daiken Elevadores
1. Visão Geral
As plataformas modelo AC08/AC11 fornecidas pela DAIKEN ELEVADORES são modelos
indicados para utilização em desníveis de até quatro metros com duas ou três paradas.
Seguimos a norma de plataformas vigente no Brasil e, portanto, sua movimentação ocorre
apenas com pressão constante dos comandos, ou seja, só há movimentação da cabina se o
comando desejado pelo usuário estiver constantemente pressionado, se o comando foi
solto/liberado a movimentação cessa imediatamente.

A plataforma opera a partir de acionamento de motor trifásico de 220Vac/2cv


acoplado à uma unidade hidráulica. Apesar do uso de motor trifásico, o equipamento pode
ser instalado em localidades sem energia trifásica desde que seja adquirido um kit inversor
de frequência (custo adicional para o cliente). O equipamento possui bateria para
realização de resgate em caso de falta de energia e módulo de voz com alto-falante
instalado na cabina para orientação de uso e sinalização de problemas. Além do módulo
de voz há um buzzer (sinal sonoro) indicador de falhas mais graves (botão de emergência
de cabina pressionado, freio de emergência da cabina acionado, portas de pavimento
abertas e plataforma desnivelada).

O controle de todo o equipamento é feito por circuito impresso dedicado que


chamamos de placa controladora, por dois contatores, uma placa atuadora, um
transformador, um disjuntor e a bateria. Ao conjunto completo damos o nome de quadro
de comando. Na Figura 1 temos imagem ilustrativa dos itens.

Capítulo: Visão Geral

Figura 1 – Quadro de Comando Plataformas AC08/AC11


2
A placa controladora recebe através de vários cabos os diversos sinais do equipamento
(botões de chamada, sensores de fins de curso, botão de emergência, etc) analisando-os e
tomando as decisões conforme a ação requerida pelo usuário.

Conforme comandos aplicados e estados dos sensores a placa controladora envia


sinais para o motor de subida ou válvula de descida, que libera o óleo da unidade hidráulica
movimentando a plataforma para cima ou para baixo.

Os sinais externos que chegam até a placa controladora através dos diversos cabos que
compõem o equipamento (botões, sensores de porta, trinco, etc) sempre encontram opto-
acopladores, ou seja, são isolados opticamente de todos os outros circuitos internos à placa
controladora e desta forma aferem alta confiabilidade e proteção aos circuitos digitais e ao
microcontrolador. Todos os botões e sensores externos possuem uma tensão específica
chamada de +V_EXT (+24Vdc) e GND_EXT (0Vdc) de acionamento/leitura.

Conforme já foi mencionado, a bateria existe para a realização do resgate no caso de


falta de energia elétrica. O resgate não é automático, ou seja, depende do acionamento do
usuário para que seja realizada a movimentação. A placa controladora gerencia ciclos de carga
e até desligamento do quadro em caso de períodos maiores sem energia elétrica disponível.

Todas as entradas de energia possuem PTC´s conectados em seus caminhos que


funcionam como fusíveis rearmáveis protegendo a placa de circuito impresso de possíveis
sobrecargas e curto-circuitos. Nos PTC´s quanto maior for a temperatura do componente
maior será a resistência entre os terminais do mesmo. No caso prático e na existência de
alguma anomalia, por exemplo um curto-circuito, teremos um maior consumo de energia com
aumento brusco da corrente e quanto mais corrente passar pelos terminais de um
determinado PTC, maior será a temperatura que ele irá ficar e consequentemente maior é a
resistência que ele vai ter. O ciclo prossegue até que a resistência entre os terminais seja alta o
suficiente para inibir a passagem de corrente tornando-se praticamente um circuito aberto.
Enquanto a anomalia persistir o PTC continuará quente e o circuito que o mesmo está
protegendo fica aberto. Com a resolução do problema o componente volta a esfriar,
diminuindo a resistência e voltando ao funcionamento normal (rearme automático). Capítulo: Visão Geral

3
2. Conectorização
O quadro de comando possui sete conectores (duas paradas) ou oito conectores (três
paradas) na parte inferior do mesmo. Estes são do tipo MATE N´ LOK com 12 vias e
polarizador. Existe também um bloco de bornes SAK onde fios de energização e de maior
potência são parafusados. Os conectores estão identificados da seguinte forma:

Quantidade
Conector de
[Código Tipo Descrição / Funções
pinos/sinais
Daiken]
usados
Cabo de manobra que transporta sinais da cabina
BLA para o quadro de comando (interfone,
10
[43172] iluminação/ventilação, alto-falante, sobe, desce,
emergência)
Cabo que transporta sinais de fim de curso
BLB
4 superior e fim de curso radical superior para o
[43173]
quadro de comando
Cabo que transporta sinais do pavimento
BLC
4 superior para o quadro de comando (chama sobe,
[43174]
porta superior, trava superior)
Cabo que transporta sinais do pavimento inferior
BLD
4 para o quadro de comando (chama desce, porta
[43175]
inferior, trava inferior)
MATE Cabo que transporta sinais do quadro de
BLE
N´LOK 5 comando para a unidade hidráulica (trifásico para
[46949]
motor, válvula de descida)
12 VIAS Cabo que transporta sinais de fim de curso
BLG
4 inferior e fim de curso radical inferior para o
[43176]
quadro de comando
BLI
Cabo que transporta sinais do pavimento
[57003]
intermediário (chama intermediário, porta
(somente 6
intermediaria, trava intermediaria) e fim de curso
para 3
intermediário para o quadro de comando
paradas)
É o cabeamento que transporta os sinais de
Capítulo: Conectorização

alimentação, motor e acionamento quando HÁ


INVERSOR DE FREQUENCIA requerido.
BLJ
8
[46931] Quando NÃO HÁ INVERSOR DE FREQUENCIA é
obrigatoriamente instalado um conector
“jumper” que fecha os circuitos que deveriam ser
utilizados pelo inversor

4
Quantidade
Conector
de
[Código Tipo Descrição / Funções
pinos/sinais
Daiken]
usados
• Alimentação 220Vac (monofásico ou bifásico
de acordo com o cliente);
BLF • Terra;
BORNES
[bornes 10 • Alimentação para motor (trifásico sem
SAK
SAK] inversor ou mono/bifásico com inversor);
• Interfone;
• Iluminação/Ventilação (220Vac)
Tabela 1 - Conectorização do Quadro de Comando

Abaixo temos a visão inferior do quadro de comando de duas paradas mostrando a


distribuição dos conectores no flange:

Figura 2 - Conectorização do Quadro de Comando (2 Paradas)


Capítulo:

5
3. Diagrama Geral
A figura abaixo mostra o diagrama geral de ligação entre os principais componentes da
plataforma:

Capítulo: Diagrama Geral

Figura 3 - Diagrama Geral

6
4. Entrada de Energia AC
Pela analise do bloco de bornes SAK BLF apresentado na Figura 3 percebemos que a
entrada de energia alternada que alimenta o quadro de comando é independente da entrada
de energia que irá alimentar o motor de subida. Nos pinos 1 e 2 do bloco BLF o técnico precisa
conectar o 220Vac (monofásico ou bifásico) responsável por energizar o quadro de comando.

Já nos pinos 3, 4 e 5 do bloco BLF o técnico precisa conectar a energia trifásica responsável
por energizar o motor de subida. O motor esta configurado para que esta energia trifásica
tenha tensão fase-fase de 220Vac. Em locais onde a tensão fase-fase de 380Vac é sempre
prudente e se necessário modificar os enrolamentos do motor para suportar a referida tensão.

O esquema de ligação para um caso ou outro está representado na própria placa de


identificação do motor da unidade hidráulica, de qualquer forma segue resumo das ligações
para ambos os casos:

220Vac

Fase R (chamado de L1 na placa do motor) – conecta-se em U1, W4, U3 e W2

Fase S (chamado de L2 na placa do motor) – conecta-se em V1, U4, V3 e U2

Fase T (chamado de L3 na placa do motor) – conecta-se em W1, V4, W3 e V2

380Vac

Fase R (chamado de L1 na placa do motor) – conecta-se em U1 e U3

Fase S (chamado de L2 na placa do motor) – conecta-se em V1 e V3

Fase T (chamado de L3 na placa do motor) – conecta-se em W1 e W3

U2, V2, W2, U4, V4 e W4 devem ser colocados em curto-circuito e isolados. Capítulo: Entrada de Energia AC

Figura 4 – Placa de identificação do motor de subida

7
5. Conector BLJ e Inversor de Frequência
Em locais onde não há energia trifásica disponível para energização do motor de subida é
comercializado o acessório chamado inversor de frequência. Este recebe em sua entrada
(bloco BLF pinos 4 e 5) energia 220Vac (monofásica ou bifásica) e a transforma na energia
trifásica necessária para acionamento do motor de subida.

O kit inversor de frequência é conectado no conector MATE N´ LOK denominado BLJ na


parte inferior do quadro de comando e por este trafegam todos os sinais necessários para
geração do trifásico de saída a partir do 220Vac mono ou bifásico de entrada.

Figura 5 – Conexão de Kit Inversor de Frequência no lugar do BLJ

Em edificações que não há a necessidade do inversor de frequência, pois existe energia


Capítulo: Conector BLJ e Inversor de Frequência

trifásica disponível deve-se manter o conector “jumper” BLJ em seu local.

8
6. Sinais e Valores de Tensão DC
Segue valores de referência que podem ser utilizados para medição e detecção de problemas. Para medição destes pontos deve-se utilizar multímetro
devidamente aferido para medir em torno de24Vdc (tensão continua). Os pontos abaixo foram retirados do diagrama geral apresentado na Figura 3.

Ponto de Medição Valor


Item Estado
Ponteira Preta Ponteira Vermelha Medido
Conector CN8, pino 5 Botão Pressionado 0Vdc
Botão Chama Desce
ou
(pavimento inferior)
BLD pino 5 / BC Botão em Repouso 24Vdc

Conector CN8, pino 3 Conector CN8, pino 4 Porta Fechada 0Vdc


Porta Inferior ou ou
BLD pino 3 / AM BLD pino 4 / AZ Porta Aberta 24Vdc

Conector CN8, pino 1 Trava Fechada 0Vdc


Trava Inferior ou
BLD pino 1 / PT Trava Aberta 24Vdc

Capítulo: Sinais e Valores de Tensão DC


Conector CN9, pino 5 Botão Pressionado 0Vdc
Botão Chama Sobe
ou
(pavimento superior)
BLC pino 5 / BC Botão em Repouso 24Vdc

Conector CN9, pino 3 Conector CN9, pino 4 Porta Fechada 0Vdc


Porta Superior ou ou
BLC pino 3 / AM BLC pino 4 / AZ Porta Aberta 24Vdc

Conector CN9, pino 1 Trava Fechada 0Vdc


Trava Superior ou
BLC pino 1 / PT Trava Aberta 24Vdc

9
Ponto de Medição Valor
Item Estado
Ponteira Preta Ponteira Vermelha Medido
Posição diferente de pav. inferior
Conector CN10, pino 7 Conector CN10, pino 9 0Vdc
(fim de curso desacionado)
Fim de Curso Inferior ou ou
Plataforma no pavimento inferior
BLG pino 3 / PT BLG pino 2 / VM 24Vdc
(fim de curso acionado)
Posição diferente de pav. superior
Conector CN10, pino 7 Conector CN10, pino 10 0Vdc
(fim de curso desacionado)
Fim de Curso Superior ou ou
Plataforma no pavimento superior
BLB pino 3 / PT BLB pino 2 / VL 24Vdc
(fim de curso acionado)
Conector CN10, pino 5 Desce da Cabina Acionado 0Vdc
Botão/Joystick Desce
ou
(cabina) Botão/Joystick Repouso 24Vdc
BLA pino 2 / BC
Conector CN10, pino 3 Sobe da Cabina Acionado 0Vdc
Botão/Joystick Sobe
Conector CN10, pino 7 ou
(cabina) Botão/Joystick Repouso 24Vdc
ou BLA pino 1 / VD
BLA pino 4 / PT Emergência e Freio em Repouso
Botão de Emergência e 0Vdc
Conector CN10, pino 6 (Botão puxado e freio desacionado)
Freio de Segurança

Capítulo: Sinais e Valores de Tensão DC


ou Emergência e/ou Freio Acionado (s)
(estão em série)
BLA pino 3 / BC (Botão pressionado e/ou freio 24Vdc
(cabina)
acionado)
Conector CN4, pino 3 Conector CN4, pino 2 Plataforma Subindo ou Parada 0Vdc
Válvula de Descida ou ou
BLE pino 5 / PT BLE pino 7 / VM Plataforma Descendo 12Vdc

Tabela 2 - Medições DC da Plataforma AC08/AC11

10
7. Sinais e Valores de Tensão AC
Segue valores de referência que podem ser utilizados para medição e detecção de problemas. Para medição destes pontos deve-se utilizar multímetro
devidamente aferido para medir em torno de 220Vac (tensão alternada). Os pontos abaixo foram retirados do diagrama geral apresentado na Figura 3.

Valor
Item Ponto de Medição Estado
Medido
Disjuntor Bipolar do Cliente
0Vac
Desligado
BLF pino 1 BLF pino 2
Disjuntor Bipolar do Cliente
Alimentação/Energia 220Vac
Ligado
(PARA QUADRO DE
Disjuntor do Quadro
COMANDO) 0Vac
Desligado
Disjuntor Tripolar pino 3 Disjuntor Tripolar pino 5
Disjuntor do Quadro
220Vac
Ligado
Disjuntor Tripolar do Cliente
0Vac
Desligado

Capítulo: Sinais e Valores de Tensão AC


BLF pino 4 BLF pino 5
Disjuntor Tripolar do Cliente
220Vac
Ligado
Disjuntor Tripolar do Cliente
0Vac
Alimentação/Energia Desligado
BLF pino 4 BLF pino 6
(PARA MOTOR DE SUBIDA) Disjuntor Tripolar do Cliente
220Vac
Ligado
Disjuntor Tripolar do Cliente
0Vac
Desligado
BLF pino 5 BLF pino 6
Disjuntor Tripolar do Cliente
220Vac
Ligado

11
Item Ponto de Medição Valor Medido
Plataforma descendo ou parada 0Vac
BLE pino 1 BLE pino 2
Plataforma subindo 220Vac

Alimentação/Energia Plataforma descendo ou parada 0Vac


BLE pino 1 BLE pino 3
(PARA MOTOR DE SUBIDA) Plataforma subindo 220Vac

Plataforma descendo ou parada 0Vac


BLE pino 2 BLE pino 3
Plataforma subindo 220Vac
Fim de curso radical superior
0Vac
FIM DE CURSO RADICAL acionado
BLF pino 1 BLB pino 9
SUPERIOR Fim de curso radical superior em
220Vac
repouso
Disjuntor do Quadro
0Vac
Desligado

Capítulo: Sinais e Valores de Tensão AC


CONTATOR DE SEGURANÇA A1 A2
Disjuntor do Quadro
220Vac
Ligado

Tabela 3 - Medições AC da Plataforma AC08/AC11

12
8. Sistema de Mensagens de Áudio
Na cabina da plataforma existe um alto-falante que reproduz mensagens de áudio pré-
programadas na placa controladora do quadro de comando com o intuito de auxiliar o usuário
no uso e também o técnico na montagem e assistência técnica do equipamento. O sinal de
áudio sai da placa controladora pelo borne JP10, segue para o conector BLA pinos 5 e 6 e então
até a cabina através do cabo de manobra (BLA) onde chega ao alto-falante que é fixado na
parte traseira do painel da cabina. O controle digital de volume pode ser realizado
pressionando a tecla S1 na placa controladora. A cada aperto a placa incrementa o volume em
um passo. Se estiver no máximo ela informa pelo próprio alto-falante esta condição. Se o
botão for pressionado mais uma vez o volume vai ao mínimo.

9. Tabela de Erros e LEDs de sinalização


Além do sistema de mensagens de voz ou no caso da ausência/defeito do mesmo, a placa
controladora do quadro de comando possui vários leds indicativos de problemas. Os principais
são: LED1, LED2, LED3, LED4 e LED5. Esses indicadores acendem de acordo com os problemas
que a placa controladora detecta de acordo com a tabela abaixo:

CÓDIGO DE LEDS
ERROS
ERRO ACESOS
1 LED1 Os dois finais de curso acionados simultaneamente
2 LED2 Plataforma na posição intermediaria e porta superior aberta
LED1
3 Plataforma na posição intermediaria e porta inferior aberta
LED2
4 LED3 Plataforma na posição inferior e porta superior aberta
LED1
5 Plataforma na posição superior e porta inferior aberta
LED3
LED2
6 Time out de subida
LED3
LED1
Alimentação abaixo do mínimo + cabina entre pavimentos +
7 LED2
Capítulo: Sistema de Mensagens de Áudio

botão de subida pressionado


LED3
Botão de emergência acionado com a plataforma na posição
8 LED4
intermediária
LED1 Botão de emergência acionado com a plataforma em algum dos
9
LED4 pavimentos
LED2 Alimentação abaixo do mínimo com comandos de movimentação
10
LED4 da cabina, com esta nivelada no pavimento
LED1
Permite continuar descendo em caso de falta de energia
11 LED2
(somente para resgate)
LED4

13
12 LED3 -x-
LED4
13 LED1 -x-
LED3
LED4
LED2
14 LED3 Porta inferior destravada
LED4
LED1
LED2
15 Porta superior destravada
LED3
LED4
Plataforma na posição superior com porta inferior aberta e comando
16 LED5
de descida presente
LED1 Plataforma na posição inferior com porta superior aberta e comando
17
LED5 de subida presente
LED2 Alimentação abaixo do mínimo e nenhum outro comando de
18
LED5 movimentação
LED1
Plataforma na posição entre pavimentos e porta intermediária aberta
19 LED2
(uso apenas em plataformas de três paradas)
LED5
LED3 Plataforma na posição inferior e porta intermediária aberta
20
LED5 (uso apenas em plataformas de três paradas)
LED1
Plataforma na posição superior e porta intermediária aberta
21 LED3
(uso apenas em plataformas de três paradas)
LED5
LED2
Plataforma na posição intermediária e porta inferior aberta
22 LED3
(uso apenas em plataformas de três paradas)
LED5
LED1
LED2 Plataforma na posição intermediária e porta superior aberta
23
LED3 (uso apenas em plataformas de três paradas)
LED5
LED4 Porta intermediária destravada
Capítulo: Tabela de Erros e LEDs de sinalização

24
LED5 (uso apenas em plataformas de três paradas)
Tabela 4 - Verificação de defeitos através dos LEDs da Placa Controladora v3.3

Além dos acima mencionados temos outros LEDs importantes que podem auxiliar na
resolução de problemas:

LED Característica/Comportamento

LED6 Deve acender durante a reprodução de mensagem de áudio permanecendo


apagado ao término da mesma

LED7 Aceso indica que há tensão da bateria chegando à placa controladora para

14
efetuar o resgate no caso de falta de energia da rede elétrica

LED8 Aceso indica que há tensão de alimentação principal 12V proveniente da rede
elétrica

LED9 Aceso indica que há tensão auxiliar de 24V proveniente da rede elétrica. Esta
tensão é usada em todos os sensores externos (portas, trincos, botões, etc) e é
isolado dos outros circuitos digitais da placa controladora

LED10 Indica intenção da placa controladora em acionar a válvula de descida. Está


intertravada com o circuito de fechamento da porta superior, ou seja, somente
quando a porta superior estiver fechada é que a energia poderá chegar até a
válvula de descida.

LED11 Aceso indica que a porta superior está fechada

LED12 Aceso indica que a placa está operando através da bateria

LED13 Não usado (acionamento da segunda velocidade de descida)

LED14 Indica presença de tensão alternada para carregador de baterias

LED15 Aceso indica que a porta inferior está fechada

LED16 Aceso indica que o circuito de emergência (botão na cabina e freio) está sem
problemas

LED17 De acordo com a intensidade mostra mais ou menos carga da bateria. Quanto
mais aceso o led estiver mais carga está sendo enviada para a bateria

LED18 Está atrelado ao acionamento das chaves 1 e 2 do componente S2 (configuração


em fábrica). DEVE estar apagado durante o funcionamento normal. Se estiver
aceso alterar a posição das chaves 1 e 2 para apagá-lo.

LED19 Está atrelado ao acionamento das chaves 3 e 4 do componente S2 (mensagem


Capítulo: Tabela de Erros e LEDs de sinalização

de ciclos da plataforma). DEVE estar apagado durante o funcionamento normal.


Se estiver aceso irá, a cada movimento, reproduzir a mensagem da quantidade
de ciclos que a plataforma já executou. Alterar a posição das chaves 3 e 4 para
apagá-lo e desativar a função de reprodução da mensagem de ciclos.

LED20 Está atrelado ao acionamento das chaves 5 e 6 do componente S2 (autoteste).


DEVE estar apagado durante o funcionamento normal. Se estiver aceso irá
movimentar a plataforma automaticamente de um pavimento para outro sem
intervenção nos botões de movimentação. Alterar a posição das chaves 5 e 6
para apagá-lo e desativar função de autoteste.

Tabela 5 – Outros LEDs indicadores da Placa Controladora v3.3

15
Observe na figura abaixo o posicionamento e localização dos principais componentes da
placa controladora:

Figura 6 – Placa controladora v3.3 com seus LEDs e principais componentes

Capítulo: Tabela de Erros e LEDs de sinalização

16
10. Versões de Firmware

Sobre o microcontrolador da placa controladora v3.3 (verificar posição do


microcontrolador na Figura 6) temos a indicação de qual modelo de firmware está gravado no
componente. O formato do texto da etiqueta segue o padrão FWXXXXXRYY onde XXXX indica
a variação de funcionalidade e o YY indica a revisão do código. Segue abaixo as versões
correntes e características principais de cada uma das variações:

Firmware Característica
FW60045R03 Este firmware é utilizado quando precisa-se substituir uma placa
controladora antiga v3.2 utilizando uma placa atual v3.3. O firmware
FW60045R04 contempla plataformas de DUAS PARADAS SEM SISTEMA DE
INTERTRAVAMENTO DE TRINCOS NAS PORTAS DE PAVIMENTO.

FW60046R03 Firmware padrão utilizado em plataformas de DUAS PARADAS e quadros


com fiação atual (v3.3) SEM SISTEMA DE INTERTRAVAMENTO DE TRINCOS
FW60046R04
NAS PORTAS DE PAVIMENTO.

FW61045R03 Este firmware é utilizado quando precisa-se substituir uma placa


controladora antiga v3.2 utilizando uma placa atual v3.3. O firmware
FW61045R04 contempla plataformas de TRÊS PARADAS SEM SISTEMA DE
INTERTRAVAMENTO DE TRINCOS NAS PORTAS DE PAVIMENTO.

FW61046R03 Firmware padrão utilizado em plataformas de TRÊS PARADAS e quadros


com fiação atual (v3.3) SEM SISTEMA DE INTERTRAVAMENTO DE TRINCOS
FW61046R04 NAS PORTAS DE PAVIMENTO.

FW60046R05 Firmware padrão utilizado em plataformas de DUAS PARADAS e quadros


com fiação atual (v3.3) COM SISTEMA DE INTERTRAVAMENTO DE
TRINCOS NAS PORTAS DE PAVIMENTO.

FW61046R05 Firmware padrão utilizado em plataformas de TRÊS PARADAS e quadros


com fiação atual (v3.3) COM SISTEMA DE INTERTRAVAMENTO DE
TRINCOS NAS PORTAS DE PAVIMENTO.

Tabela 6 – Versões de Firmwares


Capítulo: Versões de Firmware

OBS: As versões instaladas deveriam ser iguais ou superiores a R03, no caso de versão
anterior entrar em contato para possível atualização.

17
11. Questionário
Segue breve questionário para analise de conhecimento adquirido.

I. Qual o valor da tensão que deve ser conectada nos pinos 1 e 2 do bloco BLF ?

( ) 127Vac ( ) 220Vac ( ) 380Vac ( ) Outra: _______________

II. É correto afirmar que se o fim de curso radical superior (FCRS do digrama geral -
Figura 3) estiver aberto não haverá energia AC para alimentar o quadro de
comando e o mesmo permanece desligado mesmo com o disjuntor acionado?

( ) SIM ( ) NÃO

III. Em qual conector do quadro de comando estão os sinais que transportam as


informações da cabina da plataforma?

( ) BLA ( ) BLB ( ) BLC ( ) BLD ( ) BLE ( ) BLF ( ) BLG ( ) BLJ

IV. Qual o valor de tensão continua (DC) que mediremos entre os pinos 5 e 7 do
conector BLE quando a plataforma estiver descendo?

( ) 0Vdc ( ) 12Vdc ( ) 24Vdc ( ) Outra: _________

V. Ao chegar em uma determinada obra para fazer assistência, o técnico tenta


movimentar a plataforma e não consegue. O sistema de áudio não esta
funcionando e então o técnico parte para analise dos LEDs da placa controladora
para tentar descobrir o problema. Do grupo de LEDs 1 à 5 apenas o LED4 e o LED1
estão acessos. Como fazer para resolver o problema?

( ) verificar fechamento da porta superior

( ) verificar botão de emergência de cabina e sua fiação

( ) verificar fins de curso de parada superior e inferior

( ) Outra: _________________________________________________
Capítulo: Questionário

VI. É correto afirmar que os LEDs 18, 19 e 20 devem estar acesos em operação
normal?

( ) Sim ( ) Não

18