Você está na página 1de 4

Tema: Uma mulher digna de ser chamada de mãe

Texto: Mateus 15:21-28

INTRODUÇÃO
Há muito que podemos aprender com essa mãe Cananéia. Na
verdade, ela era digna de ser chamada de "mãe". Ela precisava
de ajuda para sua filha endemoninhado e ela se recusou a
aceitar um "não" como resposta.
A atitude de Jesus foi concebido para testar a fé desta mãe e sua
grande fé resultou na cura de sua filha.

I. ESTA MÃE FOI A PESSOA CERTA!


"E eis que uma mulher cananeia que saíra daquelas cercanias,
clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim
que minha filha está miseravelmente endemoninhada" Mateus
15:22
Ela foi atraída por Jesus pelas grandes coisas que ela tinha
ouvido falar dele e foi impulsionada pela grandeza de sua
necessidade. Sua filha estava gravemente doente.

II. ESTA MÃE NÃO FOI VENCIDA PELO DESÂNIMO!


A. Ela não se desanima quando Jesus não respondeu ao seu
grito de misericórdia:
“Mas Ele não lhe respondeu palavra”
B. Ela não desanimou pelo desprezo mostrado a ela pelos
discípulos de Jesus:
“E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe,
dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós" Mateus
15:23
C. Ela não desanimou pela doutrina rígida que Jesus declarou:
“E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas
perdidas da casa de Israel" Mateus 15:24

III. ESTA MÃE PERSISTIU NO CAMINHO CERTO!


"Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-
me" Mateus 15:25
Uma das orações mais poderosas que qualquer um pode orar
está incorporada nestas três palavras: "Senhor, ajuda-me" A
pessoa deve deixar de lado toda a hipocrisia e toda a confiança
na carne, para ser capaz de gritar do fundo de sua alma esta
oração de três palavras!
IV. Ela não desanimou pela indiferença aparente de Jesus:
“Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos
filhos e deitá-lo aos cachorrinhos" Mateus 15:26.
A palavra grega empregada por Jesus foi "kynarion", que é
melhor traduzida como "cachorros pequenos" (animais
domésticos) em vez de os mestiços, vira latas, que
perambulavam pelas ruas e beira dos caminhos daquele dia. O
que pode parecer à primeira vista como altamente pejorativo foi,
na realidade, carinho proferido pelo nosso Senhor.
V. Esta mãe não discutiu com jesus, mas aceitou o que ele
disse!
"E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem
das migalhas que caem da mesa dos seus senhores" Mateus
15:27
Há momentos em que poderíamos nos sentir como discutindo
com o Senhor, quando não obtemos a resposta dele ao que
estamos buscando. Mas na verdade nós somos sábios se o
honramos como Senhor e continuamos humildemente pedindo a
Ele por misericórdia e compaixão.
Somos lembrados de que a palavra "pedir" em Mateus 7:7 não é
aoristo, mas presente imperativo, ação contínua e, portanto, pode
ser melhor traduzido como "pedir, e continuar pedindo, e será
dado" Esta mãe incansavelmente seguiu esse curso de ação e,
como podemos ver facilmente, alcançou o resultado que ela tão
desesperadamente desejava.
VI. A grande fé dessa mãe foi recompensada por Jesus!
"Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher! Grande é a tua
fé seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela
hora a sua filha ficou sã" Mateus 15:28.

Conclusão: O que todo filho de Deus precisa fazer é resistir o


desânimo como fez essa mãe da região de Tiro e Sidon e "pedir,
e continuar pedindo" até que os justos desejos do nosso
coração sejam concedidos. Amém.