Você está na página 1de 2

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO

EQUIPE André, Brito, Eraldo, Fiel, Soares, Wander e Wellington


POP Paciente Psiquiátrico agressivo (acesso fácil)
Checagem da equipe:

1 – Comandante SOS:
a) Capacete de Salvamento;
b) Luvas de proteção;
c) HT;

2 – Negociador:
a) Capacete de Salvamento;
b) Luva de proteção;
c) HT;

3 – Socorristas:
a) Capacete de Salvamento;
b) Luvas de proteção;
c) Óculos de proteção;
d) Fita para contenção;

4 – Condutor:
a) Capacete de Salvamento;
b) Fita de Isolamento;

Procedimento:
1 – O condutor, irá deslocar a viatura para o local da ocorrência, sendo que o
deslocamento nas proximidades deverá ocorrer com sinais sonoros e visuais
desligados; posicionar a mesma em local seguro, evitando que a vítima a
perceba, isolar o local com fita de isolamento evitando a aproximação de
populares, imprensa, entre outros.
2 – O comandante, irá colher o maior número de informações junto ao CIOP,
ao chegar deverá reconhecer o local da ocorrência verificando suas
especificidades, informar ao CIOP a necessidade de apoio material e/ou
pessoal. Levantar informações sobre o paciente com familiares, informar via
rádio ao negociador as informações colhidas.
3 – O familiar ou acompanhante do paciente sempre deve ser ouvido, e isso
deve ser claramente dito.
4 – Um familiar ou responsável legal pelo paciente deve acompanhar o mesmo
desde o diálogo e contenção até a chegada a um hospital psiquiátrico de
referencia ou clinica especializada.
5 – O negociador, irá identificar-se e dizer o motivo pelo qual está ali, iniciar
diálogo com a vítima, implementar comunicação com linguagem clara e
objetiva, observando os motivos pelo qual o paciente está ali.
6 – O negociador deverá guardar uma distância maior que a habitual, tanto
para sua proteção como também pelo fato de o paciente violento ser muito
suscetível à proximidade física.
7 – A atitude do negociador deve ser calma, respeitosa e direta, o paciente
deve sentir segurança.
8 – Quando o manejo verbal não for suficiente para diminuir o risco de
comportamento violento do paciente, deverá ser utilizada a contenção
mecânica.
9 – Quatro socorristas e o negociador devem estar envolvidos na contenção.
O negociador irá coordenar a ação e dirigir a palavra ao paciente, e outros
quatro socorristas deverão atuar de forma direta na contenção sendo um para
cada membro do corpo, devendo ser definido pelo comandante qual membro
cada um dos socorristas será responsável.
10 – A contenção deverá ser de um material resistente (fita de algodão).
11 – O paciente deve ser contido em decúbito lateral e com a cabeça
levemente elevada.
12 – O paciente contido deve ser constantemente observado, tanto em relação
à segurança e conforto da contenção quanto a outros parâmetros, como sinais
vitais e nível de consciência, até a chegada a um hospital psiquiátrico de
referencia ou clinica especializada.
13 – Encaminhar a vítima para avaliação médica em hospital psiquiátrico de
referência ou clinica especializada.
14 – Coletar informações para fins de relatório.
15 – Retornar a Unidade de origem.

Referências Bibliográficas

Site da Internet: http://www.bombeiros.go.gov.br/downloads/legislacao/POP-


Salvamento-Terrestre - Acessado em 01-11-2010.

HYMAN, STEVEN E.; TESAR, GEORGE E. Manual de Emergências


Psiquiátricas - Terceira Edição, 1994.

Site da Internet: http://www.psiquiatriageral.com.br/tratamento/pronto.htm -


acessado em 02-11-2010

Coletânea de Manuais Técnicos Bombeiros – 1° edição, volume 35 – São


Paulo, 2006.