Você está na página 1de 9

IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

I. A ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL


Para o sucesso na implantação da EBD é necessário, acima de tudo, o apoio incondicional da
liderança da Igreja local e das famílias representadas pelos membros. A Escola Bíblica Dominical
deve ser vista como parte integrante da Igreja e alicerce para o crescimento sustentado da
Igreja, em todos os seus aspectos, e não como uma organização independente e, muito menos,
concorrente. É importante lembrar, que a reunião da EBD não é igual a um culto. Nela buscamos
o aperfeiçoamento no estudo da Palavra de Deus através de um estudo sistemático, metódico
e pedagógico sem deixar de ser, entretanto, espiritual.

II. OBJETIVOS DA EBD


1º - Salvação Salmo 51:3
2º - Conhecimento bíblico Oséias 6:3
3º - Crescimento cristão 1 Coríntios 13:11, Efésios 4:14
4º - Preparar o aluno para o trabalho e propagação do reino de Deus 2Timóteo 2:15

III. A ORGANIZAÇÃO DA EBD

Ao implantar uma EBD é necessário:


1º elaborar um organograma funcional (organização pessoal)
2º elaborar a proposta curricular e avaliação periódica (organização pedagógica)
3º estabelecer o local físico, o mobiliário e o material didático a ser utilizado (organização
material).

1º Organização pessoal
Para elaborar o organograma da EBD é necessário ser criterioso na composição desta estrutura.
Os integrantes devem ser bem escolhidos e preparados, fiéis, assíduos e pontuais, devem ter
dedicação ao ensino, ser constantes. Definiremos uma estrutura que consideramos a ideal e que
deverá, no entanto, ser adaptada à realidade da igreja local. Descreveremos as principais
responsabilidades de cada função e os requisitos mínimos que devem ser observados aos
postulantes a cada um dos órgãos que comporão a estrutura da EBD:

PASTOR: é o responsável e o real dirigente.


Funções:
1º escolher ou indicar pessoas para os vários cargos de acordo com a direção de Deus e os
requisitos mínimos exigidos para o bom desempenho;
2º preparar professores e oficiais para o ensino bíblico;
3º seu ministério de ensino é obrigatório e não optativo;
4º se possível, ensinar a classe dos ministros (pastores auxiliares, evangelistas, presbíteros,
diáconos e cooperadores);
5º investir e destinar recursos financeiros para o desenvolvimento da EBD;
6º ser assíduo e pontual.
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

SUPERINTENDENTE:
É aquele que coordena, orienta e zela pela doutrina e pela organização da EBD, exercendo de
modo eficaz a liderança que lhe foi outorgada pelo Pastor.

Funções:
1º estabelecer objetivos: dizer aos seus liderados onde se quer chegar, como e quais os meios
que serão utilizados;
2º motivar: estimular e incentivar os liderados na consecução dos objetivos;
3º administrar: é o processo de planejar, organizar, dirigir e controlar os recursos, sejam
humanos, materiais ou financeiros, a fim de atingir os objetivos estabelecidos;
4º orientar e coordenar as atividades do departamento da Escola Dominical;
5º orientar, acompanhar, assessorar a diretoria pedagógica na elaboração do conteúdo
programático, proporcionar treinamento em instituições de ensino secular ou teológico;
6º estar permanentemente alerta cuidando para que as doutrinas e os princípios bíblicos sejam
preservados de acordo com o credo da Igreja;
7º incentivar, entusiasmar e proporcionar o crescimento na fé;
8º coordenar e reunir regularmente o corpo docente e os administrativos da escola dominical
para avaliar, receber sugestões e implementar ações que deem mais qualidade à EBD;
9º prover recursos materiais e técnicos para o bom desempenho da escola dominical;
10º estar atento para prover substituições para as ausências de professores;
11º zelar pelo bom funcionamento da escola dominical privilegiando o tempo de estudo em
classe;
12º supervisionar o funcionamento da escola dominical dentro de suas atribuições
administrativas e espirituais;
13º manter a disciplina;
14º proporcionar um clima de fraternidade cristã;
15º promover a escola dominical;
16º conhecer e aplicar o sistema de avaliação do corpo docente, discente e da organização
administrativa.

Requisitos:
1º Ser um estudioso da Palavra de Deus;
2º Ter amor ao genuíno ensino da Palavra de Deus;
3º Ser servo;
4º Ser conciliador: ter a capacidade de transformar conflitos em oportunidades;
5º Ter bom testemunho: viver o que prega;
6º Ter preparo teológico, didático e de relações humanas;
7º Ser criativo, entusiasmado, sincero, humano, otimista, pontual (deve ser o 1º a chegar e o
último a sair) e assíduo.

DIRETORIA ADMINISTRATIVA:
É a responsável pela organização e bom andamento da EBD.
Secretário:
Funções:
1º manter os registros de matrículas em ordem;
2º manter os diários de classe atualizados com novas matrículas, desistências ou transferência
de classe;
3º enviar correspondência de incentivo e estímulo aos alunos faltantes;
4º orientar os secretários das classes no preenchimento do diário de classe;
5º distribuir os diários de classe aos secretários de classe;
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

6º preparar o relatório geral com o desempenho da EBD;


7º encaminhar à Biblioteca os relatórios do ano em curso para futuras pesquisas.
Requisitos:
1º Ter habilidade de manuseio de computação;
2º Ter facilidade de falar em público e boa dicção;
3º Ter noções de administração;
4º Ter noções de cálculo para apresentar estatísticas do desempenho da EBD quanto aos
objetivos estabelecidos;
5º Ter bom relacionamento interpessoal (fácil de se lidar);
6º Ser bem-humorado, organizado, criativo, entusiasmado, sincero, otimista, pontual e assíduo.

RECEPÇÃO (introdutores ou “porteiros”):


Funções:
1º conhecer a divisão de classe da EBD;
2º encaminhar os visitantes para a classe em que deve assistir a ministração do ensino;
3º orientar os novos alunos quanto à disposição física das classes.
Requisitos:
1º Ter facilidade de comunicação e de se relacionar com as pessoas;
2º Ser bem-humorado, gentil, prestativo, humano, pontual e assíduo.

BIBLIOTECA
Funções:
1º manter os livros em boa conservação;
2º organizar os livros por assunto (teológicos, seculares, dicionários, atlas, educação cristã,
biografias, etc.);
3º controlar os empréstimos e as devoluções de livros;
4º acompanhar novos lançamentos para aquisição;
5º incentivar doações;
6º incentivar a leitura dos livros disponíveis por parte, principalmente, do corpo docente da EBD;
7º divulgar o acervo da biblioteca para toda a Igreja.
Requisitos:
1º Ter noções de organização bibliotecária;
2º Conhecimento de informática para controle dos livros (entradas, retiradas, devoluções)
3º Ter facilidade de comunicação e bom relacionamento interpessoal;
4º Ser bem-humorado, gentil, prestativo, organizado, pontual e assíduo.

DIRETORIA FINANCEIRA:
É a responsável pelos recursos financeiros da EBD. Entendemos que os recursos (as ofertas,
doações) que são fruto da EBD deveriam ser aplicados no desenvolvimento e crescimento da
EBD com aquisição de livros didáticos e teológicos, materiais pedagógicos e no aperfeiçoamento
dos professores e demais integrantes para que possam ser devidamente “preparados para toda
boa obra”.

Funções:
1º Registrar as entradas e saídas de dinheiro;
2º Prestar contas elaborando relatórios das entradas, saídas e do saldo em caixa;
3º Incentivar a formação de poupança da EBD através de trabalhos voluntários, doações;
Requisitos:
1º Ter conhecimento na elaboração de orçamento;
2º Conhecer fluxo de caixa;
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

3º Ter noções de contabilidade;


4º Ter facilidades para cálculos (soma, adição, multiplicação, divisão, percentagem, etc.);
5º Ser íntegro moral e espiritualmente, pontual e assíduo.

DIRETORIA PEDAGÓGICA:

É responsável pela elaboração/aplicação do currículo de acordo com o definido, pelo


treinamento aos professores das matérias a serem abordadas, pela aquisição de materiais
didáticos apropriados para classe de alunos para atingir os objetivos estabelecidos pela
superintendência no mês/trimestre/semestre ou ano.

COORDENADOR PEDAGÓGICO:

Funções:
1º atentar para o uso da literatura produzida e/ou recomendada pela igreja através do
superintendente;
2º coordenar, orientar e assessorar os professores em sua tarefa docente (planejamento das
aulas, utilização de recursos didáticos mais adequados, etc);
3º estar permanentemente alerta, cuidando para que as doutrinas, princípios, história e
tradições da igreja sejam preservados;
4º treinar os professores no uso da didática e pedagogia a fim de obter a excelência no ensino;
5º zelar pelo material didático disponível;
6º incentivar os professores e demais participantes da EBD (principalmente os alunos) a
produzirem material didático, inclusive com materiais recicláveis;
7º promover, pelo menos uma vez por ano, o “dia da restauração”. Neste dia, todos são
convidados a consertar/ restaurar: as dependências da Igreja (reboco, pintura, troca de piso,
conservação de janelas), os materiais didáticos, os mobiliários (consertar bancos, carteiras,
mesas, etc);
8º colaborar com a diretoria de marketing nos eventos cujo cunho seja pedagógico ou cultural;
9º promover cursos e palestras voltadas às técnicas de ensino e aprendizagem para o
aperfeiçoamento daqueles que se dispuseram a ensinar a Palavra;
10º Conhecer os sistemas de avaliação (qualidade e quantidade)

Avaliação do corpo discente;


Avaliação do corpo docente;
Avaliação da organização administrativa e pedagógica.

Requisitos:
1º Ter conhecimento da pedagogia e da didática, seja por formação secular, seja pelo
conhecimento auto didático;
2º Ter conhecimento da Palavra de Deus (“maneja bem a Palavra da Verdade”) e a unção do
Espírito Santo;
3º Ser dedicado ao ensino e gostar de leitura seja de livros de estudos bíblicos seja seculares,
jornais, revistas (estar sempre atualizado);

PROFESSOR:

Requisitos fundamentais do professor da escola dominical


I – APTIDÕES (atributos ou qualidades) naturais
1) saúde e equilíbrio emocional
2) boa apresentação
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

3) órgãos de fonação, visão e audição em boas condições


4) voz firme, agradável, convincente
5) linguagem fluente, clara e simples o tom de voz deve ser igual ao de uma conversa, diálogo
não gritar linguagem deve ser simples e gramaticalmente correta evitar o uso de gírias e
expressões ou palavras vulgares
6) confiança em si mesmo, com perfeito controle emocional
7) naturalidade e desembaraço
8) firmeza e perseverança
9) imaginação, iniciativa e liderança
10) habilidade de criar e manter boas relações humanas com seus alunos (sociabilidade)
11) vocação para o magistério
12) exemplaridade moral.

II – PREPARO PEDAGÓGICO
1) entender o processo de ensino-aprendizagem
2) saber planejar bem suas aulas
2.1) Ao planejar, devemos responder às seguintes perguntas:
O que pretendemos alcançar?
Como alcançar?
Em quanto tempo?
Como avaliar o que foi alcançado?
2.2) porque planejar para evitar a rotina e a improvisação para contribuir para a realização dos
objetivos visados promover a eficiência do ensino garantir a economia de tempo e energia
3) ter conhecimento de psicologia educacional entender que os alunos são diferentes
dependendo do grupo de idade e também do próprio grupo de idade entender que os alunos
variam conforme seu desenvolvimento físico, mental, social e espiritual
4) valorizar o processo de comunicação humana não se limitar a transmitir a mensagem apenas
intelectualmente, mas valorizar os aspectos emocional e volitivo da comunicação as seguintes
perguntas devem ser respondidas:
O que sei que desejo que esses alunos saibam também?
O que sinto e desejo que eles sintam também?
O que faço e quero que eles façam?
5) Preparo didático (consiste na técnica de dirigir e orientar a aprendizagem, técnica de ensino)
- Definir objetivos
- Domínio dos métodos de ensino
- Preleção
- Perguntas e respostas
- De discussão
- Da narração
- Leitura
- Dinâmica de grupo
- Domínio dos meios auxiliares de ensino
- Multimídia
- Quadro de giz
- Flanelógrafo
- Flip-chart

Conhecer os sistemas de avaliação (qualidade e quantidade)


Avaliação do corpo discente
Avaliação do corpo docente
Avaliação da organização administrativa e pedagógica
6) precisa estar motivado (saber e dominar o que vai ensinar)
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

III – QUALIFICAÇÃO ESPIRITUAL


1) Ser chamado por Deus para o ministério do ensino
2) Ter um relacionamento vital e real com Jesus Cristo
3) Ser aprovado
- No testemunho pessoal (1Tmóteo 4:16, 2 Timóteo 4:5)
- Na vida familiar (Salmo 128:1)
- Na vida social (Mateus 5:16)
- Na igreja (Eclesiastes 5:1-2)
4) Esforçar-se em seguir o exemplo de Jesus (o Mestre por excelência) na utilização dos métodos
de ensino público alvo eficácia no ensino
5) Disposição de aprender (humildade)
6) Liderança positiva
- Lealdade à igreja e ao pastor
- Ser eticamente correto
- Ser crente integrado à sua igreja
- Viver o que ensina
- Ter um lar cristão modelar
- Apoiar a missão e a visão da igreja local
- Ter como alvo a salvação dos alunos
- Ser pontual e assíduo
7) possuir conhecimentos bíblicos
- Ser um leitor persistente e estudioso da Bíblia 1 Tm 4:13
- Ser dedicado ao ensino Rm 12:7b
- Ser um leitor de bons livros de estudo bíblico 2 Tm 4:13
- Conhecer várias versões da Bíblia
- Utilizar dicionários, concordâncias e enciclopédias bíblicas
- Ser um leitor de revistas, jornais e periódicos (evangélicos e seculares)
- Deve conhecer a história e a estrutura da Bíblia
- A formação do cânon sagrado (como a Bíblia chegou até nós)
- Manuscritos, traduções, versões e revisões
- Unidade física – estrutura e classificação dos livros
- Deve conhecer as doutrinas fundamentais da Bíblia (Deus, Jesus Cristo, Espírito Santo, a
Trindade, Homem, Pecado, Salvação, Justificação, Regeneração, Igreja, as Últimas Coisas, etc)

Deve conhecer as principais regras de interpretação da Bíblia, destacando:


A Bíblia interpreta-se a si mesma:
- Mediante a lei do contexto (o que vem antes e depois do texto);
- Mediante os textos paralelos;
- Mediante o ensino geral do livro e de seu autor;
- Mediante o ensino geral da própria Bíblia;
- Deve conhecer antiguidades bíblicas, isto é, a vida, os costumes, as leis e as terras dos povos
bíblicos;
- Precisa conhecer o Plano Global de Deus exposto nas Escrituras (dispensações e alianças);
- Precisa conhecer a linguagem figurada da Bíblia (tipos, símbolos, metáforas, palavras, etc);
- Precisa conhecer a história dos povos antigos mencionados na Bíblia (egípcios, babilônicos,
gregos, romanos, cananeus, assírios, etc);
- Precisa conhecer a história da igreja;
- Precisa conhecer geografia bíblica;
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

DIRETORIA DE MÚSICA:
É responsável pela seleção dos hinos congregacionais e corais de acordo com o assunto da
lição a ser estudada.
Funções:
1º selecionar os hinos adequados ao estudo da lição;
2º zelar pelo genuíno louvor e adoração na Igreja;
3º incentivar a participação dos músicos da Igreja na EBD;
4º incentivar o surgimento de novos talentos;
5º zelar pelos instrumentos da igreja;
6º incentivar o louvor do hinário adotado pela Igreja;
7º coordenar a aquisição de materiais, partituras, instrumentos e uniformes;
8º assessorar os coros, conjuntos, solistas e instrumentistas no desempenho de suas funções;
9º colaborar com a diretoria de marketing em eventos ligados à música para crescimento e
expansão da EBD.
Requisitos:
1º conhecer teoria musical e dominar um instrumento musical;
2º ser conhecedor da Palavra de Deus;
3º ser preocupado com o conteúdo teológico das letras (quer queiram ou não o compositor
também é um professor, sua mensagem será repetida dezenas/milhares de vezes)
4º ser servo, criativo, moderado, bem-humorado, pontual e assíduo.

DIRETORIA DE MARKETING:
É a responsável pelos eventos realizados na Igreja (datas comemorativas, passeios, retiros,
entre outros) e pela definição de estratégias para expansão e crescimento da EBD.

Funções:
1º Divulgar os trabalhos da EBD junto à Igreja, à comunidade local através dos meios de
comunicação;
2º estabelecer estratégias para expansão e crescimento da EBD;
3º promover ações sociais e espirituais para fixar o aluno na EBD e na igreja;
4º promover a comunhão e integração dos alunos e professores com a Igreja e a Comunidade;
5º envolver e motivar os integrantes da EBD em todas as atividades festivas (dia dos pais, das
mães, das missões, da Bíblia, semana da escola dominical, escola bíblica de férias, etc.);
6º instituir premiações e competições (na classe e Inter classes) visando uma maior participação
dos alunos e o crescimento espiritual;

Requisitos:
1º Ter conhecimento das técnicas de propaganda e marketing;
2º Ser criativo, bem-humorado, moderado, organizado, assíduo, pontual.
3º Ser conhecedor da Palavra de Deus.
Os requisitos acima elencados são desejáveis, mas não impeditivos, para aqueles que desejam
trabalhar com o ensino, pois não esqueçamos que o “Senhor capacita os chamados” (o Senhor
utilizará cada vaso, conforme sua capacidade). O importante é que a obra do Senhor seja feita!
Entretanto, para que a EBD seja eficiente e eficaz todos esses requisitos, mais a unção do Espírito
Santo, contribuem para o crescimento e expansão do sadio ensino das escrituras.
2º Organização material
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

INSTALAÇÕES FÍSICAS E MOBILIÁRIO:


A maioria das igrejas não possui salas adequadas ao ensino. Entretanto, principalmente, para o
ensino das classes das crianças, deve ser utilizado um espaço que tenha condições de ser
adaptado para instalação do mobiliário, do ambiente, dos recursos didáticos, boa iluminação e
ventilação. Para divisão das demais classes observar o espaço para que não haja interferência e
dispersão da atenção dos alunos.

Na ausência de condições de adaptação dos espaços, sugerimos que a liderança da EBD


(Superintendente, Diretoria Pedagógica e Diretoria de Marketing), com a anuência do Pastor,
procure instalações adequadas para este intento, como por exemplo a cessão de salas de aulas
das escolas públicas ou escolas particulares.

MATERIAL E RECURSOS DIDÁTICOS:


É importante, mas não indispensável, a EBD contar com os seguintes recursos:
1º quadros de giz ou flip chart;
2º flanelógrafos;
3º fantoches e outros recursos para contar histórias;
4º televisão, vídeo, DVD;
5º computador com acesso à Internet.
3º Organização pedagógica

CURRÍCULO:
Consiste na definição da grade curricular a ser estudada. Existem várias editoras que possuem
lições para o estudo sistemático das escrituras (Central Gospel, Editora Betel, entre outras),
porém, recomendamos, para quem está iniciando, a utilização do currículo definido pela Casa
Publicadora das Assembleias de Deus – CPAD, pois entendemos mais abrangente no público a
ser atingido, que contém as seguintes revistas:

Voltada para a criança de 2 e 3 anos, a “Revista Maternal” a cada trimestre, por meio de
belas ilustrações para pintar, permite que a criança se familiarize com as figuras que compõe o
universo da Bíblia Sagrada.

Voltada para a criança de 4 a 5 anos, a “Revista Jardim da Infância” a cada trimestre, por
meio de belas ilustrações para pintar, cortar e colar, permite que a criança se familiarize com as
figuras que compõe o universo da Bíblia Sagrada.

Voltada para crianças de 6 a 8 anos, possui várias ilustrações e exercícios que aliam o
“conhecimento bíblico à alfabetização”.

Voltada para crianças de 9 a 11 anos, possui ilustrações e vários exercícios que buscam alicerçar
o “conhecimento e a aplicação da Palavra de Deus na vida do aluno”.

Voltada para o adolescente de 12 a 14 anos, a “Revista Adolescentes”, a cada trimestre, dá


novos conhecimentos a respeito da Palavra de Deus.

Preparada para revelar verdades espirituais e práticas ao adolescente de 15 a 17 anos, a


“Revista Juvenis”, a cada trimestre, se mostra uma útil ferramenta para que eles possam
conhecer mais a Palavra de Deus e a si próprios.
IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL - PRAEIRO - ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

Ensina os primeiros passos para o novo convertido, apresenta as doutrinas relacionadas a


salvação e os ensinamentos básicos da Bíblia como Oração, Fé, Dons do Espírito Santo e muito
mais.

A cada trimestre, um reforço espiritual para aqueles que desejam edificar suas vidas na Palavra
de Deus.

RESUMO:
- REVISTA MATERNAL - Voltada para a criança de 2 e 3 anos a cada trimestre, por meio de belas
ilustrações para pintar, permite que a criança se familiarize com as figuras que compõe o
universo da Bíblia Sagrada.

- REVISTA JARDIM DA INFÂNCIA - Voltada para a criança de 4 a 5 anos, a cada trimestre, por
meio de belas ilustrações para pintar, cortar e colar, permite que a criança se familiarize com as
figuras que compõe o universo da Bíblia Sagrada.

- CONHECIMENTO BÍBLICO À ALFABETIZAÇÃO - Voltada para crianças de 6 a 8 anos, possui várias


ilustrações e exercícios.

- CONHECIMENTO E A APLICAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS NA VIDA DO ALUNO - Voltada para


crianças de 9 a 11 anos, possui ilustrações e vários exercícios que buscam alicerçar o
conhecimento.

- REVISTA ADOLESCENTES - Voltada para o adolescente de 12 a 14 anos, a cada trimestre, dá


novos conhecimentos a respeito da Palavra de Deus.

- REVISTA JUVENIS - Preparada para adolescente de 15 a 17 anos, a cada trimestre, ensina os


primeiros passos para o novo convertido.

DEFINIÇÃO DE LOCAL E HORÁRIO: Devem ser definidos os locais onde cada classe terá sua
ministração do ensino, o dia da semana e os horários (manhã, tarde ou noite).
É ideal um mínimo de 60 minutos para a duração da aula.

SISTEMA DE AVALIAÇÃO: Sistema de avaliação para os alunos consiste em auferir, em


condições adequadas, aquilo que o aluno assimilou das aulas ministradas. A critério de cada
professor, ou de acordo com a definição da coordenação pedagógica, essa avaliação pode ser
feita ao final de cada aula, mensalmente ou no final do trimestre. Pode ser atividade em classe
ou extraclasse.

Sistema de avaliação da organização administrativa e dos docentes consiste em avaliar se os


serviços de ensino estão sendo satisfatórios e atingindo o objetivo. Tem como objetivo conhecer
a expectativa dos envolvidos seja docentes, discentes e administrativos com vistas ao
aperfeiçoamento e à correção dos pontos falhos.