Você está na página 1de 2

Universidade Federal do Rio de Janeiro

Instituto de Filosofia e Ciências Sociais

Departamento de História

Professor Ricardo castro Disciplina: História Contemporânea

Aluno: Gabriel Pinto Mororó DRE: 109060464

Resenha: Filme tempos Modernos

O filme retrata as precárias condições do povo estadunidense em relação ao trabalho a

sociedade e a péssimas condições de vida nos bairros pobres dos Estados Unidos. O filme retrata

como o processo de trabalho fordista do inicio do século XX, e faz também uma critica a todo

processo de produção capitalista a mais ferrenhamente ao capitalismo.

Nesse filme Chaplin mostra de forma satirizada todo a ganância do capitalista industrial

sempre buscando o melhor jeito de se obter lucro, tratando ainda o trabalhador moderno como

sendo um simples instrumento desse mecanismo de produção em massa. O filme “Tempos

modernos” representa uma critica não somente ao modo capitalista, mas sim ao modo de vida

americana onde essa sociedade excluía por completo todos aqueles que não tinha um perfil pré-

definido e um padrão econômico da classe media.

A critica formulada ao modo de vida americana retrata muito bem como as propagandas

estilizavam um padrão de vida e um modo de vida bem diferente do tratado no filme, ou seja,

podemos perceber que a sociedade capitalista americana excluía de suas camadas sociais, muitas

vezes marginalizando uma classe em especifico.


O filme trata de também do modo burguês capitalista de concepção do mundo, um caráter

muitas vezes excludente diante de estereótipos marginalizados. O filme é um critica ferrenha ao

capitalismo industrial desenvolvido na Europa no pos revolução industrial ele critica todo o meio

burguês capitalista onde o grande burguês é o centro do mundo moderno, como podemos

perceber a critica é calcada de maneira a mostrar uma realidade capitalista dentro das industria.

Mostra também a forma precária e as péssimas condições de trabalho e as péssimas

condições de vida dos cidadãos. Como podemos ver o filme mostra características do capitalismo

industrial e os reflexos negativos dele na sociedade de modo geral, analisando o processo de

produção mais de perto podemos ver o conceito de alienação da mão de obra marxista. Onde o

trabalhador não tem conhecimento de todo o processo de produção como uma forma de controlar

a mão de obra dentro da industria.

Fica claro também a existência de um excedente de mão de obra sempre procurando

baratear a os preços dos salários. Fica claro que no capitalismo as maquinas são parte integrante

no meio de produção e que com elas os burgueses exercem seu controle sobre os trabalhadores.

Podemos perceber que quando não se joga de acordo com a regra do jogo não se este

incluso na sociedade capitalista, ou seja, caso não aceite a dominação por parte dos burgueses

será automaticamente excluído da sociedade.Em tão podemos perceber que o filme de Chaplin é

uma critica ferrenha a todo o sistema capitalista e sue meio de produção alienante, como também

a sociedade burguesa e a exclusão e a formação de estereótipos que joguem de acordo com as

regras do jogo capitalista, que aceitem essa dominação de forma passiva sem perceber que

sempre são usados pelos burgueses