Você está na página 1de 5

Aula 1 - Contabilidade de Custos

Profª Ms. Rosangela Pardo

Da Contabilidade Financeira à de Custos

Até a revolução industrial (século XVIII), quase só existia a contabilidade financeira (ou
geral) que, desenvolvida na Era Mercantilista, estava estruturada para servir as empresas
comerciais.

Para apuração de cada período, Fazendo o caçulo basicamente por diferença,


computando o quanto possuía de estoques iniciais, adicionando as compras do período e
comparando com o que ainda restava, apurava o valor de aquisição das mercadorias
vendidas, na clássica disposição:

Estoques Iniciais
(+) Compras
(-) Estoques finais
(=) Custo das mercadorias Vendidas

Confrontando esse montante com as receitas líquidas obtidas na venda desses bens,
chegava-se ao lucro bruto.

Demonstração de resultado da Empresa Comercial

Vendas líquidas
(-) Custo das mercadorias vendidas
Estoques Iniciais
(+) Compras
(-) Estoques Finais
(=) Lucro Bruto
(-) Despesas
Comerciais (vendas)
Administrativa
Financeiras
Resultado Antes de Impostos

Princípios Básicos da Contabilidade de Custos Industrial

Com o desenvolvimento do Mercado de Capitais nos EUA e em alguns países europeus,


fazendo milhares com que milhares de pessoas se tornassem acionistas de grandes
empresas, interessadas na análise de seus balanços e resultados e também com o
aumento da complexidade do sistema bancário.

Para atender a essa nova realidade a Contabilidade de custos tem duas funções
relevantes: o auxílio ao controle e a ajuda às tomadas de decisões estratégicas.

Terminologia em Custos Industriais

• Receitas – é sinônimo dos provimentos recebidos, entrada de dinheiro, que também


podem ser classificados basicamente em:

1
- receitas patrimoniais (relativas a rendas geradas por propriedades),
- renceitas extraordinárias (essencialmente oriundas de operações financeiras,
como empréstimos a juros) e
- receitas tributárias, exclusivas de governos.

• Custos – são todos os valores gastos (saídas de dinheiro) com a aquisição de


matéria prima e insumos para a fabricação de produtos, compra de mercadoria, objetos
para realização de serviços que a empresa vende, em fim, o que traz lucro para a
empresa. Inclui-se nesses custos o pagamento da mão-de-obra que trabalha diretamente
na produção de bens, mercadorias e serviços que geram lucros.

• Despesas – todos os gastos da pessoa ou organização, ser classificados de


acordo com os fins a que se destinam. São todas as saídas de dinheiro com pagamentos
ou compras de materiais, incluindo a mão-de-obra indireta, que são necessários para o
funcionamento da empresa, mas que não estão diretamente ligados aos produtos ou
serviços fornecidos pela empresa ao mercado, que não geram lucros para a empresa.

Exemplo: A comissão do vendedor é um gasto que se torna imediatamente uma


despesa

Objetivos da Contabilidade de Custos

Os custos são determinados para que se atinjam os objetivos relacionados à


determinação do lucro, ao controle das operações e à tomada de decisões.

Além desses objetivos, as informações geradas pela contabilidade de custos


subsidiam:

 A determinações dos custos dos insumos aplicados na produção;

 Determinação dos custos das diversas áreas que compõem a empresa;

 Políticas de redução dos custos dos insumos aplicados na produção ou das


diversas áreas que compõem a empresa;

 Administração estratégica;

 Elaboração de orçamentos;

 Preço de Venda;

Empresa Industrial

Em uma demonstração de resultados típica de uma empresa industrial, encontramos os


custos e as despesas lançados separadamente:

Demonstração de Resultado do Exercício –DRE

Receita de Vendas.......................................................... $ xxx.xxx.xx


(-) Custo dos produtos vendidos...................................$ xxx.xxx.xx
(=) Lucro bruto..............................................................$ xxx.xxx.xx

2
(-) Despesas administrativas e de vendas......................$ xxx.xxx.xx
(=) Lucro ..................................................$ xxx.xxx.xx

Os custos, nas empresas, correspondem aos gastos relativos à fabricação dos produtos; as
despesas referem-se aos gastos relacionados à administração da empresa e à geração de
receita.

Para facilitar o entendimento, tem-se

 Administração: engloba todos os departamentos administrativos da empresa,


entre eles, recursos humanos, processamento de dados, contabilidade, financeiro.

 Vendas: engloba todos os departamentos relacionados à atividade comercial,


como: atendimento ao cliente, vendas, representantes e marketing, etc.

 Fábrica: Onde os produtos são fabricados, compõem-se de departamentos de


apoio à produção, como administração da fábrica (engenharia de produto,
engenharia de Processo industrial, Planejamento e controle da produção,
almoxarifado e controle de produção).

Desta forma, os custos e as despesas são identificados de acordo com as divisões


da empresa industrial em que são gerados:

FABRICA ADMINISTRAÇÃO VENDAS


Nesta divisão ocorrem os Nesta divisão ocorrem as Nesta divisão ocorrem as
CUSTOS DESPESAS DESPESAS

Terminologia Aplicada:

GASTOS: Correspondem aos compromissos financeiros por uma empresa na aquisição


de: recursos que serão consumidos no ambiente fabril para fabricação do produto.

CUSTOS: correspondem à parcela dos gastos consumida no ambiente fabril para a


fabricação do produto.

DESPESAS: correspondem à parcela dos gastos consumida para administrar a empresa e


realizar as vendas, isto é, para gerar a receita. São representadas pelas despesas
administrativas e de vendas.

INVESTIMENTOS: correspondem à parcela dos gastos registrada em contas do ativo da


empresa. Podem se referir à aquisição de matéria-prima, mercadorias para revenda e
materiais diversos.

EXEMPLO: Aquisição de Matéria-prima

A compra em si (à vista ou à prazo) é um gasto. Ao abastecer o estoque de matéria-prima


temos um investimento. Quando requisitamos esse material do estoque e o aplicamos na
produção, temos um custo. Ao concluir o produto e estocá-lo para venda, temos
novamente um investimento.

3
Bibliografia:

Megliorini Evandir. Custos Análise e Gestão. 2ª Ed. Pearson, 2005.

Martins, Eliseu. Contabilidade de Custos , Ed. Atlas. 10º edição

Exercícios Propostos:

1) Ao implantar a contabilidade de custos, quais objetivos a empresa pretende


atingir?

2) Explique e diferencie custos de despesas.

3) Explique a diferença entre gastos e investimentos.

4) Assinale Falso (F) ou Verdadeiro (V)

a) ( ) A contabilidade de Custos é mais ampla do que a Contabilidade Financeira;

b) ( ) O conhecimento do custo é vital para se saber, dado o preço, se um produto


é lucrativo ou não.

c) ( ) O papel da Contabilidade de custos, no que tange a decisões é fazer a


alimentação do sistema sobre valores relevantes apenas no curto prazo.

d) ( ) O papel da Contabilidade de custos, no que tange a decisões é fazer a


alimentação do sistema sobre valores relevantes tanto no curto prazo quanto no
longo prazo.

5) Assinale a alternativa que descreve os eventos considerados Custo.

a)Aquisição de matéria-prima; Utilização de mão-de-obra


b) Utilização de matéria-prima (transformação); Utilização de mão-de-obra
c) Aquisição de máquinas; Geração de sucata no processo produtivo
d) Pagamento de honorários da administração; Conta mensal de telefone;

6) Assinale a alternativa que descreve os eventos considerados Despesa.


a) Aquisição de matéria-prima; Utilização de mão-de-obra
b) Utilização de matéria-prima (transformação); Utilização de mão-de-obra
c) Pagamento de honorários da administração; Conta mensal de telefone;
d) Aquisição de máquinas; Remuneração do tempo do pessoal em greve

4
5