Você está na página 1de 21

REINO PLANTAE

A botânica é o ramo da Biologia que estuda as plantas. Acredita-se que


as plantas atuais tenham surgido de um ancestral de uma clorófita (alga verde);
as evidências que sustentam essa teoria são os tipos de clorofila e parede
celular.
Um dos grandes diferenciais entre as algas e as plantas é o ambiente a
qual cada uma está adaptada, ambiente aquático e terrestre, respectivamente.
Sendo assim, os vegetais possuem algumas características que permitem
sua sobrevivência nesse ambiente. Uma das mais marcantes é a proteção do
embrião, que fica envolto por uma camada de células no gametângio feminino,
por isso que as plantas podem ser chamadas de embriófitas.

Figura 1: Grupos das plantas: 1, Embryophyta (ambiente


terrestre); 2, Tracheophyta (vascularização); 3,
Spermatophyta (sementes).

1
1.CARACTERÍSTICAS DO REINO
1. Pluricelulares
2. Eucariontes
3. Autotróficos

Como exceções temos as plantas holoparasitas que não fazem fotossíntese.

2. DIVERSIDADE
As plantas são divididas de acordo com a sua vascularização e presença
de frutos e sementes nos seguintes grupos.

 Briófitas

Plantas sem vasos condutores de seiva, plantas de pequeno porte.


Ex.: musgos.
 Pteridófitas

Plantas com vasos condutores de seiva, mas sem sementes.


Ex.: Samambais.
 Gimnospermas (“semente nua”)

Traqueófitas com semente, mas sem flor nem fruto.


Ex.: Pinheiros, coníferas e araucárias.
 Angiospermas (“semente no vasilhame”)

Espermatófitas que possuem flor e fruto.


Ex.: Todas que possuem frutos.

2
Fonte: http://www.buscaescolar.com/biologia/reino-plantae/

2.1 Classificação
 Embriófitas: planta que tem o embrião protegido

 Traqueófitas: plantas que apresentam vasos condutores de seiva

O surgimento dos vasos condutores propicia a conquista do ambiente


terrestre e a possibilidade de apresentar grande porte por conta da melhor
distribuição dos nutrientes necessário para a sobrevivência e
desenvolvimento da planta.

 Espermatófitas: plantas que produzem sementes

A produção de sementes garante maior durabilidade e, consequentemente,


maior espalhamento no ambiente visto que a semente confere maior
resistência ao embrião

OBS.:
- Criptógamas: plantas com estruturas reprodutivas não evidentes
- Fanerógamas: plantas com estruturas reprodutivas evidentes

3
2.1.1 O surgimento do pólen
Das Gimnospermas em diante, surge o grão de pólen. Tal fato possui estrema
importância no curso evolutivo das plantas pois o grão de pólen viabiliza a
ocorrência da fecundação independente da água. E, como as plantas são
terrestres – em sua grande maioria – quanto menor a dependência de água,
melhor para estas.

2.1.2 O papel da flor e do fruto

 Flor: facilita a polinização


 Fruto: garante a dispersão da semente

3.REPRODUÇÃO DOS GRUPOS

CARACTERÍSTICAS GERAIS

 Ciclo haplodiplobionte ou diplobionte: geração n e geração 2n


 Metagênese: gerações sexuadas e assexuadas
 Para produzir seus gametas a plantas realiza mitose visto que os
gametas produzidos são n. Já na esporulação, a planta realiza meiose
já que o esporo é 2n.

Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/reproducao.htm

4
4.Briófitas
 Organismos extremamente simples, compostos – basicamente – de
rizoide, cauloide e filoide
 Sua delicada epiderme, responsável por revestir o filoide, é revestida por
uma cutícula fina de cutina (cera hidrofóbica) que tem como função reduzir
a perda de água

4.1 Subgrupos das briófitas

 Filo Hepatophyta: São chamadas de hepáticas pois seu formato é


semelhante à morfologia de um fígado
 Filo Anthocerophyta: Os antóceros levam esse nome porque seus
respectivos esporófitos são eretos e alongados
 Filo Bryophyta: Representados pelos musgos que podem apresentar
gametófitos de 15 centímetros

4.2 Reprodução das Briófitas

As briófitas são o único exemplo de plantas que possuem a fase


gametofítica predominante em relação à fase esporofítica. A existência do
esporófito só é possibilitada pela presença do gametófito.

5
5.Pteridófitas
 Organismos formados por raízes adventícias, rizoma, báculo, folílolos e
soros (conjuntos de esporângio que produzem os esporos)

 A existência de tecidos especializados na condução de seiva viabiliza um


transporte de nutrientes mais eficiente e, consequentemente, possibilita
que as pteridófitas possuam um porte maior que as briófitas
(atraqueófitas).

5.1 Reprodução das Pteridófitas

6.Gminospermas
 Juntamente com as Angiospermas, formam o grupo das espermatófitas,
ou seja, plantas traqueófitas com semente

6
6.1 Reprodução das Gimnospermas

OBS.: Nas Gimnospermas, a polinização ocorre pela ação dos ventos visto que
suas estruturas reprodutivas não possuem cor e cheiro atrativos.

OBS2.: Composição da semente: embrião + endosperma

7
7.Angiospermas

 Por possuir maior complexidade comparada aos demais grupos, as


Angiospermas possuem muitas estruturas. As mais importantes são:
- parte feminina: ovário e estigma
- parte masculina: antera (local onde ocorre a produção dos grãos de
pólen)

Fonte: http://cienciasnamosca2.wordpress.com/2012/11/07/reino-plantae-angiospermas

 As pétalas possuem papel importantíssimo no que tange a reprodução


das Angiospermas pois elas são responsáveis por atrair animais
polinizadores
 Algumas formas de polinização:
- Anemofilia: vento como agente polinizador
- Hidrofilia: água como agente polinizador
- Entomofilia: insetos como agentes polinizadores
- Ornitofilia: aves como agentes polinizadores
- Quiropterofilia: morcegos como agentes polinizadores

 Todo fruto é o ovário de uma flor desenvolvido e tem como função


principal disseminação/ espalhamento da semente (além de proteger a
semente). Há algumas formas de espelhamento
- zoocoria: animal come o fruto (ex: frutas palatáveis)
- anemocoria: vento espalha o fruto (ex: dente de leão)
- hidrocoria: água espalha o fruto (ex: coco)

8
7.1 Reprodução das Angiospermas

OBS.: Nas Angiospermas, o endosperma é fruto de uma fecundação. Núcleo


espermático + dois glóbulos polares, portanto, o endosperma é 3n e tem como
função garantir a nutrição do embrião para que ele possa se desenvolver.

As angiospermas são divididas em dois grandes grupos, as


Monocotiledônias, ou Liliopsida, e as dicotiledôneas, ou Magnoliopsida.

9
4. ANEXOS

BOX: MONOCOTILEDÔNEAS E DICOTILEDÔNEAS

10
DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS

1.Enem (2012) A imagem representa o processo de evolução das plantas e


algumas de suas estruturas. Para o sucesso desse processo, a partir de um
ancestral simples, os diferentes grupos vegetais desenvolveram estruturas
adaptativas que lhes permitiram sobreviver em diferentes ambientes.

Disponível em: http://biopibidufsj.blogspot.com. Acesso em: 29 fev. 2012 (adaptado). (Foto:


Reprodução/Enem)
Qual das estruturas adaptativas apresentadas contribuiu para uma maior
diversidade genética?
a) As sementes aladas, que favorecem a dispersão aérea.
b) Os arquegônios, que protegem o embrião multicelular.
c) Os grãos de pólen, que garantem a polinização cruzada.
d) Os frutos, que promovem uma maior eficiência reprodutiva.
e) Os vasos condutores, que possibilitam o transporte da seiva bruta.

11
2. (Enem 2ª aplicação 2010) Os frutos são exclusivos das angiospermas, e a
dispersão das sementes dessas plantas é muito importante para garantir seu
sucesso reprodutivo, pois permite a conquista de novos territórios. A dispersão
é favorecida por certas características dos frutos (ex: cores fortes e vibrantes,
gosto e odor agradáveis, polpa suculenta) e das sementes (ex: presença de
ganchos e de outras estruturas fixadoras que se aderem às penas e pelos de
animais, tamanho reduzido, leveza e presença de expansões semelhantes às
asas).

Nas matas brasileiras, os animais da fauna silvestre têm uma importante


contribuição na dispersão de sementes e, portanto, na manutenção da
diversidade da flora. Das características de frutos e sementes
apresentadas, quais estão diretamente associadas a um mecanismo de
atração de aves e mamíferos?

a) Ganchos que permitem a adesão aos pelos e penas.


b) Expansões semelhantes a asas que favorecem a flutuação.
c) Estruturas fixadoras que se aderem as asas das aves.
d) Frutos com a polpa suculenta que fornecem energia aos dispersores.
e) Leveza e tamanho reduzido das sementes, que favorecem a flutuação.

3. (Enem 2005) Caso os cientistas descobrissem alguma substância que


impedisse a reprodução de todos os insetos, certamente nos livraríamos de
várias doenças em que esses animais são vetores. Em compensação teríamos
grandes problemas como a diminuição drástica de plantas que dependem
dos insetos para polinização, que é o caso das

a) algas.
b) briófitas como os musgos.
c) pteridófitas como as samambaias.
d) gimnospermas como os pinheiros.
e) angiospermas como as árvores frutíferas.

12
4. (Fmp 2017) O projeto Flora do Brasil 2020 tem como objetivo fazer a
divulgação de descrições, chaves de identificação e ilustrações para todas as
espécies de plantas, algas e fungos conhecidos no país.

A Tabela abaixo mostra a distribuição das 46.104 espécies nativas reconhecidas


até o momento.

De acordo com a Tabela, o número de espécies nativas brasileiras do reino


Plantae, reconhecidas até o momento, portadoras de vasos condutores de
seiva é:

a) 32.813
b) 32.843
c) 34.120
d) 35.646
e) 39.831

5. (G1 - ifba 2016) Musgos são plantas extremamente pequenas, não


ultrapassando a altura de poucos centímetros. Estas plantas parecem formar um
tapete verde nos troncos de árvores, em folhas ou em rochas. Diferente do que
descrevem histórias de ficção científica, musgos gigantes não poderiam ocorrer
de fato na realidade.

Escolha a alternativa que descreve o motivo que impede esses seres de


atingirem grandes tamanhos.

13
a) Lentidão no processo fotossintetizante.
b) Impossibilidade de produção de amido para consumo.
c) Lentidão de condução de seivas em grandes distâncias.
d) Pouca produção de hormônios de crescimento do caule.
e) Pouca produção de glicose para um crescimento satisfatório.

6. (Ufjf-pism 2 2016) O gênero Sphagnum (Anthocerophyta) possui espécies


que são comumente chamadas musgos de turfeira e possuem grande
importância ecológica por formarem a turfa, que cobre 1% da superfície terrestre
do planeta. Na primeira guerra mundial foram muito utilizados na limpeza de
ferimentos, por absorverem até 20 vezes seu peso em água e pela presença de
metabólitos bactericidas em sua constituição.

Sobre musgos de turfeira, marque a alternativa CORRETA:


a) os musgos podem ocorrer em diferentes habitats, incluindo o ambiente
marinho e terrestre.
b) possuem ciclo de vida com alternância de gerações haploide e diploide, com
fase haploide persistente.
c) são considerados avasculares, por possuírem esporófito efêmero e
dependente.
d) são formados por três sistemas de tecidos, no sistema fundamental encontra-
se o parênquima.
e) o esporófito libera as sementes pela abertura da cápsula, após o opérculo ser
eliminado.

7. (Ufrgs 2017) As cervejas artesanais estão ganhando mercado no Rio Grande


do Sul. Elas são produzidas com Água + Malte + Lúpulo + Levedura, e o malte
é, principalmente, obtido a partir do trigo, da cevada ou do centeio.
Assinale a alternativa correta a respeito das espécies, a partir das quais se
produz o malte.

14
a) Essas espécies são avasculares e apresentam esporângios.
b) Essas espécies apresentam reservas nutritivas nos dois cotilédones.
c) As folhas dessas espécies têm nervuras paralelas a uma nervura central.
d) Essas espécies apresentam caules dos tipos bulbos e tubérculos.
e) As flores femininas dessas espécies reúnem-se em estróbilos.

8. (Ufjf-pism 2017) Ao caminhar pela sua cidade, um estudante do ensino médio


observou as seguintes plantas:
I. Musgo
II. Samambaia
III. Pinheiro
IV. Goiabeira
V. Ipê amarelo

Após analisá-las, fez as afirmações abaixo. Assinale a opção com a alternativa


CORRETA:
a) apenas uma dessas plantas não apresenta raiz, caule e folha diferenciados.
b) apenas duas dessas plantas não apresentam tecidos condutores de seiva.
c) apenas duas dessas plantas apresentam sementes.
d) apenas duas dessas plantas apresentam processos de polinização.
e) apenas uma dessas plantas apresenta fruto.

9. (Ufrgs 2017) Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo,


em relação aos organismos que pertencem ao reino Plantae.
( ) Os caules e as folhas são revestidos por uma cutícula.
( ) As Pteridófitas possuem o esporófito reduzido.
( ) Os embriões multicelulares possuem cavidades internas.
( ) As que se reproduzem sexuadamente apresentam alternância de ploidia.
A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

a) F – F – V – F.
b) V – F – F – V.

15
c) F – V – F – F.
d) V – V – F – F.
e) F – V – V – V.

10. (Ufjf-pism 2015) Sobre os processos reprodutivos das briófitas e pteridófitas,


é correto afirmar:

a) A reprodução assexuada em briófitas e pteridófitas ocorre por fragmentação,


processo em que pedaços de um indivíduo adulto geram novos gametófitos.
b) A reprodução sexuada em briófitas e pteridófitas envolve, obrigatoriamente, a
formação de micrósporos e megásporos.
c) Uma condição comum à reprodução sexuada das briófitas e pteridófitas
consiste na produção de anterozoides flagelados no interior de anterídios.
d) Nas briófitas e nas pteridófitas, a produção dos esporos ocorre no interior de
estruturas diploides, as quais correspondem à fase dominante do ciclo de vida.
e) A ausência de tecidos vasculares nas briófitas e pteridófitas limita a
fecundação em ambientes aquáticos ou úmidos, uma vez que os anterozoides
precisam nadar até a oosfera.

11. (Ufrgs 2016) Considere as seguintes afirmações em relação às traqueófitas.

I. São representadas por grupos como as hepáticas e os musgos, que


geralmente crescem em lugares úmidos.
II. Apresentam células condutoras especializadas, denominadas traqueídeos e
tubos crivados.
III. Têm sistema vascular que apresenta um tecido condutor, o xilema, com
paredes celulares compostas por lignina.

Quais estão corretas?


a) Apenas I.
b) Apenas III.
c) Apenas I e II.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

16
12. (Uece 2016) Nas espermatófitas, a semente corresponde ao óvulo
fecundado e desenvolvido após a fecundação. Qualquer semente ao germinar
dará origem a uma nova planta que, na idade adulta, sempre produzirá

a) novas sementes, mas não necessariamente flores e frutos.


b) flores, frutos e novas sementes.
c) xilema e floema.
d) flores femininas.

13. (Ufrgs 2016) No processo evolutivo das Angiospermas, ocorreram vários


eventos relacionados à reprodução.

Assinale a afirmação correta em relação a esses eventos.

a) Os insetos visitam as flores para alimentar-se dos carpelos, o que favorece a


fecundação.
b) As aves que se alimentam de frutos carnosos são os principais agentes de
polinização dessas espécies.
c) Estames longos favorecem a dispersão dos frutos pelo vento e por insetos.
d) A dispersão dos frutos pela água foi uma conquista das angiospermas mais
evoluídas.
e) A interação entre plantas, polinizadores e dispersores de sementes é, em sua
maioria, mutualística.

14. (Uece 2015) Assinale a opção que contém a sequência correta


correspondente ao ciclo de vida das pteridófitas.

a) Produção de esporos – esporófilo – produção de gametas – fecundação –


protonema.
b) Produção de gametas – fecundação – esporófito – produção de esporos –
protalo.
c) Protonema – esporófito – produção de esporos – produção de gametas –
fecundação.
d) Produção de esporos – esporófito – protalo – fecundação.

17
15. (Uemg 2015)

[...]“O tempo não existe:


tudo continua aqui,
e cresce
como uma árvore
pesada de frutos que são
máscaras, palavras, promessas,
bocas ferozes.”[...]

LUFT, 2014 (fragmentos)

Na estrofe acima, “uma árvore pesada de frutos” poderia ser substituída


pelo seu grupo botânico, que é o das

a) angiospermas.
b) gimnospermas.
c) pteridófitas.
d) briófitas.

18
GABARITO COMENTADO
Resposta da questão 1
A polinização cruzada é a principal fonte de variabilidade genética
(alternativa C) nas traqueófitas.
Gabarito: c
Resposta da questão 2
Os frutos carnosos suculentos, coloridos e perfumados atraem animais
como aves e mamíferos. Ao comê-los, esses animais dispersam as sementes
pelos ambientes juntamente com suas fezes.
Gabarito: d

Resposta da questão 3
As flores coloridas, perfumadas e providas de nectários das angiospermas
atraem insetos que, em busca de alimento, transportam pólen de flor em flor. A
polinização cruzada aumenta então a variabilidade genética das plantas
frutíferas.

Gabarito: e

Resposta da questão 4
As plantas que apresentam vasos condutores de seiva são Pteridófitas
(samambaias e licófitas), Gimnospermas e Angiospermas, totalizando 34.120
espécies nativas brasileiras.
Gabarito: c

Resposta da questão 5
Os musgos são plantas avasculares, isto é, desprovidas de tecidos
condutores de seiva. Dessa forma, por conta da condução célula a célula, por
difusão, são plantas de pequeno porte.
Gabarito: c

19
Resposta da questão 6
Os musgos são plantas com ciclo vital haplôntico-diplôntico. A fase
haplóide é o gametófito e corresponde ao vegetal verde, duradouro e persistente.
Gabarito: b
Resposta da questão 7
O trigo, a cevada e o centeio são plantas angiospermas monocotiledôneas
cujas folhas apresentam nervuras paralelas e uma nervura central.
Gabarito: c
Resposta da questão 8
Os musgos pertencem ao grupo das Briófitas, com ausência de raiz (eles
possuem rizoides) e caules e folhas diferenciados (possuem cauloide e filoide);
além disso, não possuem tecidos condutores de seiva. As gimnospermas e
angiospermas apresentam sementes, como o pinheiro, goiabeira e ipê-amarelo,
bem como processos de polinização. As angiospermas apresentam frutos, como
a goiabeira o ipê-amarelo.
Gabarito: a

Resposta da questão 9
Em pteridófitas o esporófito representa o vegetal desenvolvido, verde e
perene. Os embriões multicelulares de plantas não apresentam cavidades
interna.
Gabarito: b

Resposta da questão 10
As briófitas e as pteridófitas são plantas dependentes de água para a
fecundação, porque produzem anterozoides flagelados no interior de
gametângios microscópicos denominados anterídeos.

Gabarito: c

20
Resposta da questão 11

[I] Incorreta: Os musgos e as hepáticas são plantas avasculares pertencentes ao


grupo das briófitas.

Gabarito: d

Resposta da questão 12

As sementes das plantas Gimnospermas, ao germinarem, originam uma nova


planta que formará novas sementes, mas não produzirá flores e frutos.

Gabarito: a

Resposta da questão 13

As interações entre plantas Angiospermas, seus agentes polinizadores e


dispersores de sementes são, em sua maioria, mutualísticas, isto é, necessárias
à sobrevivência das espécies envolvidas.

Gabarito: e

Resposta da questão 14

Durante o ciclo vital das pteridófitas, após a fecundação de gametas forma-se o


esporófito, correspondente ao vegetal dominante, autótrofo e capaz de produzir
esporos por meiose. A germinação dos esporos produz o protalo (gametófito),
planta transitória, autótrofa que formará gametas por meiose em gametângios
microscópicos.

Gabarito: b

Resposta da questão 15

As plantas produtoras de flores e frutos são as angiospermas.

Gabarito: a

21