Você está na página 1de 8

11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

SIMULADO DE HISTÓRIA
EETI GOV. WALFREDO GURGEL-PROF GILMAR - COMPONENTE CURRICULAR HISTÓRIA
2ª SÉRIE INTEGRAL/TÉCNICO

* Required

Nome Completo *

jo mama

Informe seu E-mail.

jose gamer 122 arroba g meio ponto com

Qual a sua turma? *

Opção 1

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 1/8
11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

1 - (FUVEST) Leia as frases a seguir e responda o que se pede.“Podemos dar


conta boa e certa que em quarenta anos, pela tirania e ações diabólicas dos
espanhóis, morreram injustamente mais de doze milhões de pessoas.”
(Bartolomé de Las Casas, 1474 – 1566)“A espada, a cruz e a fome iam dizimando
a família selvagem.” (Pablo Neruda, 1904 – 1973)As duas frases lidas colocam
como causa da dizimação das populações indígenas a ação violenta dos
espanhóis durante a Conquista da América. Pesquisas históricas recentes
apontam outra causa, além da já indicada, que foi: *

A) a incapacidade das populações indígenas em se adaptarem aos padrões culturais


do colonizador.

B) o conflito entre populações indígenas rivais, estimulado pelos colonizadores.

C) a passividade completa das populações indígenas, decorrente de suas crenças


religiosas.

D) a ausência de técnicas agrícolas por parte das populações indígenas, diante de


novos problemas ambientais.

E) a série de doenças trazidas pelos espanhóis, como varíola, tifo e gripe, para as
quais as populações indígenas não possuíam anticorpos.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 2/8
11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

2 - (ENEM) Como tratar com os índiosA experiência de trezentos anos tem feito
ver que a aspereza é um meio errado para domesticar os índios; parece, pois,
que brandura e afago são os meios que nos restam. Perdoar-lhes alguns
excessos, de que sem dúvida seria causa a sua barbaridade e longo hábito com a
falta de leis. Os habitantes da América são menos sanguinários do que os negros
d’África, mais mansos, tratáveis e hospitais.(VILHENA, L. S. A Bahia no século
XVIII. Salvador: Itapuã, 1969 - adaptado)O escritor português Luís Vilhena
escreve, no século XVIII, sobre um tema recorrente para os homens da sua
época. Seu posicionamento emerge de um contexto em que: *

A) o nativo indígena, estereotipado como um papel em branco, deveria adequar-se ao


mundo do trabalho compulsório.

B) a escravidão do indígena apresentou-se como alternativa de mão de obra


assalariada para a lavoura açucareira.

C) a escravidão do negro passa a ser substituída pela indígena, sob a alegação de os


primeiros serem selvagens.

D) o índio, pela sua condição de ingenuidade, representava uma possibilidade de mão


de obra nas indústrias.

E) a abolição da escravatura abriu uma lacuna na cadeia produtiva, exigindo, dessa


forma, o trabalho do nativo.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 3/8
11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

3 - (UERN-2011-Adaptada) MetamorfoseMeu avô foi buscar prata, mas a prata


virou índios. / Meu avô foi buscar índio, mas o índio virou ouro. / Meu avô foi
buscar ouro, mas o ouro virou terra. / Meu avô foi buscar terras e a terra virou
fronteira: / E o Brasil tomou forma de harpa (Cassiano Ricardo – Martim
Cererê).No poema anterior de Cassiano Ricardo, as várias metamorfoses
significam: *

A) o processo histórico do período colonial, em que ocorreram o alargamento e a


ocupação do território brasileiro.

B) a ocupação do território brasileiro através dos principais rios nas regiões Sudeste
e Sul.

C) a importância do índio na composição étnica brasileira, o papel desempenhado no


processo produtivo e sua contribuição na ocupação do território.

D) o processo histórico de interiorização do Brasil, no período colonial, com destaque


para a exploração das drogas do sertão, com mão-de-obra indígena.

E) a chegada dos europeus na América e no Brasil no período das Grandes


Navegações do século XVI.

4 - (UFSCAR-2001) Sobre a economia e a sociedade do Brasil no período


colonial, é CORRETO relacionar *

A) economia diversificada de subsistência, grande propriedade agrícola e mão-de-


obra livre.

B) produção para o mercado interno, policultura e exploração da mão-de-obra


indígena no litoral.

C) capitalismo industrial, exportação de matérias-primas e exploração do trabalho


escravo temporário.

D) produção de manufaturados, pequenas unidades agrícolas e exploração do


trabalho servil.

E) capitalismo comercial, latifúndio monocultor exportador e exploração da mão-de-


obra escrava.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 4/8
11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

5 - (UEL-PR) No Brasil colônia, a pecuária teve um papel decisivo na *

A) ocupação das áreas litorâneas.

B) expansão para o interior.

C) expulsão do assalariado do campo.

D) formação e exploração dos minifúndios.

E) fixação do escravo na agricultura.

6 - (UERN-2015-Adaptada) Apesar da ênfase dada ao açúcar, a economia


colonial não se esgotava nas plantações desse produto [...]. Havia os pequenos
produtores de alimentos que abasteciam os engenhos e as cidades [...]. Nunca,
desde o início da instalação da agroindústria, houve a diminuição do volume de
açúcar produzido nas áreas a eles destinadas. [...] As mais ricas regiões
produtoras de açúcar da Bahia tinham muitos braços para o trabalho. (Disponível
em: http://pequenaantropologa.blogspot.com.br/2011/07/fichamento-
montagem-da-economia.html.) O texto se relaciona à economia colonial. Nesse
contexto, o plantation, utilizado não só na América Portuguesa, mas também nas
outras colônias americanas, foi caracterizado basicamente pelos seguintes
elementos: *

A) Policultura, importação, latifúndio e colonato.

B) Monocultura, balança comercial, parceria e escambo.

C) Monocultura, latifúndio, exportação e trabalho escravo.

D) Policultura, minifúndio, subsistência e trabalho compulsório.

E) Monocultura, trabalho livre e colonato.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 5/8
11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

7 - (FUVEST) O Brasil ainda não conseguiu extinguir o trabalho em condições de


escravidão, pois ainda existem muitos trabalhadores nessa situação. Com
relação a tal modalidade de exploração do ser humano, analise as afirmações
abaixo.I. As relações entre os trabalhadores e seus empregadores marcam-se
pela informalidade e pelas crescentes dívidas feitas pelos trabalhadores nos
armazéns dos empregadores, aumentando a dependência financeira para com
eles.II. Geralmente, os trabalhadores são atraídos de regiões distantes do local
de trabalho, com a promessa de bons salários, mas as situações de trabalho
envolvem condições insalubres e extenuantes. III. A persistência do trabalho
escravo ou semi-escravo no Brasil, não obstante a legislação que o proíbe,
explica-se pela intensa competitividade do mercado globalizado.Está CORRETO
o que se afirma em: *

A) I, somente.

B) II, somente.

C) I e II, somente.

D) II e III, somente.

E) I, II e III.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 6/8
11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

8 - (CESGRANRIO) “O senhor de engenho é título a que muitos aspiram, porque


traz consigo o ser servido, obedecido e respeitado de muitos”. O comentário de
Antonil, escrito no século XVIII, pode ser considerado característico da
sociedade colonial brasileira porque: *

A) a autoridade dos senhores restringia-se aos seus escravos, não se impondo às


comunidades vizinhas e a outros proprietários menores.

B) a condição de proprietário de terras e de homens garantia a preponderância dos


senhores de engenho na sociedade colonial.

C) as dificuldades de adaptação às áreas coloniais levaram os europeus a organizar


uma sociedade com mínima diferenciação e forte solidariedade entre seus
segmentos.

D) as atividades dos senhores de engenho não se limitavam à agroindústria, pois


controlavam o comércio de exportação, o tráfico negreiro e a economia de
abastecimento.

E) o poder político dos senhores de engenho era assegurado pela metrópole através
da sua designação para os mais altos cargos da administração colonial.

9 - (FUVEST-2007) No Brasil, os escravos1. trabalhavam tanto no campo quanto


na cidade, em atividades econômicas variadas.2. sofriam castigos físicos, em
praça pública, determinados por seus senhores.3. resistiam de diversas formas,
seja praticando o suicídio, seja organizando rebeliões.4. tinham a mesma cultura
e religião, já que eram todos provenientes de Angola.5. estavam proibidos pela
legislação de efetuar pagamento por sua alforria.Das afirmações acima, são
verdadeiras apenas *

A) 1, 2 e 4.

B) 3, 4 e 5.

C) 1, 3 e 5.

D) 1, 2 e 3.

E) 2, 3 e 5.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 7/8
11/30/2020 SIMULADO DE HISTÓRIA

10 - Considere o texto e responda o que se pede.“Fugiu


Fug da fazenda do Cruzeiro,
distrito da Gloria, termo de Queluz, Joaquim escravo pertencente ao tenente
Antonio Lopes de Faria, com os seguintes sinais: crioulo, barbado, alto, cheio de
corpo, boa dentadura, sobrancelhas serradas, na mão direita tem o dedo
máximo [...] aleijado e no cotovelo dum dos braços tem uma cortadura, pés
tortos para dentro e nos dedos grandes dos pés não tem unhas, sinais de
chicotadas pelo corpo, entende de carpinteiro, é bom tropeiro; dá-se a quantia
de 100$000 a quem o trouxer e entregar a seu senhor e pondo em alguma
cadeia ou dando notícias certas gratifica-se com 50$000 [...]”.(Jornal O
Constitucional de Ouro Preto, 20 de julho de 1879, p.4)(PUC-MG) Pelas
informações do anúncio, a alternativa que apresenta uma informação
INCORRETA sobre o cotidiano do escravo é: *

A) o castigo físico, disciplinador da subordinação ao senhor.

B) o trabalho e, muitas vezes, o exercício de mais de uma atividade.

C) a rebeldia, expressa da consumação da fuga.


fug

D) a aceitação social da vontade própria do escravo.

E) a luta dos escravos por liberdade na sociedade.

Submit

Never submit passwords through Google Forms.

This content is neither created nor endorsed by Google. Report Abuse - Terms of Service - Privacy Policy

 Forms

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe8tsN8DehPgUZ0zLHgp8h97x1Mho8keSQyLYJr-Ntp2r8Ang/viewform 8/8