Você está na página 1de 7

PROJETO CINCO SENTIDOS - (O mundo das sensações de Lelê)

INTRODUÇÃO:
A percepção de mundo, para os seres humanos, se dá por meio dos sentidos
sensoriais: audição, tato, paladar, olfato e visão. A união e o estímulo desses sentidos
facilitam o processo de aprendizagem do educando, pois o conhecimento do mundo chega
por meio desses sentidos, sendo captado por células sensoriais e, posteriormente,
interpretado pelo cérebro. Dessa forma, o corpo se estabelece como o principal
instrumento de aprendizagem.
O uso de atividades práticas de caráter lúdico estimula o interesse e o envolvimento
pela aprendizagem, os jogos e as atividades práticas podem ser encarados como simples
brincadeiras pelas crianças; mas, no ensino, possuem uma proporção muito maior: levam
a uma percepção cognitiva e assim a aprendizagem.
A criança desde do seu nascimento, observa a reação das pessoas que estão
envolvidas em seu cotidiano e, quanto mais ela participa de experiências afetivas, físicas,
perceptivas e sociais  maior será o enriquecimento e também o desenvolvimento da sua
inteligência. “É  por meio dos primeiros cuidados que a criança percebe seu próprio corpo
como separado do outro, organiza suas emoções e amplia seus conhecimentos sobre o
mundo”. (REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA EDUCAÇÃO INFANTIL, 1998).
E com isso grandes quantidades de informações  através dos sentidos é recebido
pelo cérebro constantemente . E é através dessa gama de informações que a criança,
aprende a se mover, equilibrar-se e relacionar-se com os objetos e pessoas ao seu redor,
aprende sobre o mundo em que vive. O cérebro organiza toda a informação recebida para
possibilitar uma resposta e com isso desenvolve a organização que será a estrutura para
comportamento e aprendizagem posteriores. Nesses primeiros anos, os movimentos
espontâneos, as brincadeiras que envolvem o corpo todo, são muito eficazes em
desenvolver o sistema nervoso.
O brincar é a melhor forma de desenvolver a consciência de si e do meio no qual
está inserido. Ao se movimentar  criança, aprende sobre os limites do seu corpo dentro do
espaço que a rodeia. Ao manipular objetos, aprende sobre seu peso, textura, força que
precisa para segurá-los. Toda essa informação é recebida para o cérebro, organizada e
armazenada, possibilitando que a criança aprenda cada vez mais sobre o mundo em que
vive. O mundo moderno, a vida nas grandes cidades, eliminou uma grande parte do brincar
que propicia esse aprendizado natural através das brincadeiras motoras e sensoriais. Cada
vez mais a criança está confinada em um espaço, sem oportunidade para as explorações
que seu cérebro precisa para se desenvolver.
Segundo Piaget o brincar apresenta características diferentes de acordo com o
desenvolvimento das estruturas mentais, e uma das 3 etapas que ele trata  em particular
esta  a de 2 e os seis /sete anos de idade, onde a simbologia surge com um papel
fundamental nas brincadeiras como são exemplo o “o faz de conta”, as história, os
fantoches, o brincar com os objetos atribuindo-lhes outros significados (PIAGET, 1936).
A partir desse desenvolvimento da estrutura mental da criança de 2 anos que  foi
organizado todo o trabalho, nos utilizamos da contação de histórias onde teve como
personagem a Lelé uma boneca de fantoche.Todas as histórias foram formuladas uma a
uma com situações reais da turma, o objetivo  da prática foi de estimular a atenção e a
motivação para o envolvimento ao trabalho,  as histórias foram conversas iniciadas pela
Lelé, sempre a luz de uma  problemática onde pela discussão era organizado todo o
trabalho com atividades que vinham de encontro a proposta da semana (PIAGET, 1970).

JUSTIFICATIVA:
As crianças possuem uma natureza singular, que as caracteriza como seres que
sentem e pensam o mundo de um jeito próprio. Os conhecimentos são construídos a partir
das interações que estabelece com outras pessoas e com o meio em que vivem. As
memórias são criadas a partir de atividades rotineiras. Mas, o aprender não é somente
memorizar informações, para tal é preciso saber relacioná-las, ressignificá-las e refletir
sobre elas.

OBJETIVOS:
Objetivo Geral:
- Orientar os alunos na percepção da importância dos órgãos dos sentidos, dos problemas
que a falta de um deles pode ocasionar e no aspecto de prevenção a alguns perigos e na
manutenção do bem estar na qualidade de vida.
Objetivos Específicos
- Estimular o autoconhecimento em especial ps cinco sentidos;
- Incentivá-los a perceber a funcionalidade de cada órgão dos sentidos;
- Identificar os órgãos sensoriais;
- Conscientizar e promover a boa higiene;
- Estimular a exploração do meio a sua volta analisando todos os aspectos positivos e
negativos através dos órgãos dos sentidos;
- Desenvolver o reconhecimento progressivo de segmentos e elementos do próprio corpo
por meio da exploração, das brincadeiras, do uso do espelho e da interação com os outros;
- Explorar o uso da linguagem oral para conversar, comunicar-se, relatar suas vivências e
expressar desejos, vontades, necessidades e sentimentos, nas diversas situações de
interação presentes no cotidiano.
- Conhecer do próprio corpo por meio do uso e da exploração de suas habilidades físicas,
motoras e perceptivas.
- Trabalhar a percepção dos cuidados com o corpo, à prevenção de acidentes e à saúde
de forma geral.
- Desenvolver a percepção das sensações, limites, potencialidades, sinais vitais e
integridade do próprio corpo. - Desenvolver a percepção das sensações, limites,
potencialidades, sinais vitais e integridade do próprio corpo.

DESENVOLVIMENTO:
O corpo oferece elementos para a construção do indivíduo enquanto ser pensante,
afetivo e social capaz de reconhecer-se na coletividade. Reforçar a consciência do corpo
por meio da exploração do mundo, através de estímulo das percepções do olfato, visão,
tato, paladar e audição.
O projeto foi utilizado a História “O Mundo das sensações da Lelê” , onde foi
possível explorar esse conteúdo(os cinco sentidos) através do diálogo Com a Lelé ( uma
boneca de fantoche). As atividades do projeto foram trabalhadas de modo significativo para
que os alunos possam manusear diversos suportes gráficos e plásticos, sobre diferentes
superficies para desenvolver suas potencialidades de expressão e comunicação
estimulando sempre a curiosidade e atenção da criança .
Além de aguçar os sentidos dos alunos é atribuir significado às sensações,
sentimentos e imaginação; sendo trabalhadas  de forma integrada, a percepção, a intuição
e  a cognição, proporcionando o desenvolvimento continuo da capacidade criativa dos
alunos. O processo foi desenvolvido através de diferentes atividades de interpretação e
investigação, pesquisas, experiências e observações, onde os alunos demonstraram
curiosidade.
CRONOGRAMA

DATA: ENCAMINHAMENTOS:
25/03/201 Hora-Atividade
9
26/03/201 Iniciar com a apresenteção do “Monstrinhos do Silêncio” (contextualizando
9 que os mosntrinhos moram em uma casinha (caixa) e que há silencio la
dentro, pois esles são extremamente sensíveis ao barulho e ao tumulto, piis
seus ouvidos doem com facilidade. Eles adoram acompanhar as crianças
em tarefas que demandam atençãos e , mas cuidado! Se houver barulho e
dispersão eles voltam correndo para suas casas.) Este recurso auxilia no
desenvolvimento da atenção e concentração. Ao entender as regras da
atividade, a criança passará a cumpir-las, não por meio de ser punida ou
perder o mosntrinho, mas por ter adquirido a consciência do que deve ser
feito; Posteriormente a apresentação dos 5 sentidos: através da
musicalização (música Eliana: Os sentidos; Patati Patatá – Os sentidos).
Por seguinte realizar roda de conversa afim de contextualizar exemplos
com relação a temática apresentada nas músicas.
27/03/201 Confeccionar Orelha, olhos, nariz, língua e mãos gigantes utilizando
9 cartolina (formar equipes entre os alunos e cada grupo ficará responsável
pela pintura de um sentido), e posteriormente explicitar aos alunos a função
de cada um.
28/03/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
29/03/201 Trabalhar por meio do teatro com fantoche e dedoche a história da “Boneca
9 Lelê e os 5 sentidos”, a apresentação dos sentidos aos alunos narrando
atividades da propria rotina as quais utilizamos os sentidos.
--------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------
01/04/201 Hora-Atividade
9
02/04/201 Sentido da visão: Trabalhar através as diferenças entre as cores (e como
9 percebemos elas). Atividade: peças de montar identificar cores e colocar
nas caixas com demarcação das respectivas cores.
03/04/201 Identificação de Claro e escuro (luz e sombra); tamanho (pequeno e
9 grande); comunicação gestual (imitação). (Através da seguinte atividades:
comparação mesmo objeto para identificação tamanho; Brincar de imitar
cada aluno irá imitar um animal; Identificação com apagar e acender a luz
(claro e escuro).
04/04/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
05/04/201 Trabalhar por meio do teatro com fantoche e dedoche a história da “Boneca
9 Lelê e os 5 sentidos”, a apresentação dos sentidos aos alunos narrando
atividades da própria rotina as quais utilizamos o sentido da visão.
--------------- ----------------------------------------------------------------------------------------------------
08/04/201 Sentido da audição: Levar para a sala de aula um ou mais CD's com
9 diversos sons, como por exemplo choro, riso, chuva, avião, trovão, trem,
carro, buzina, diferentes animais etc. Orientar as crianças a ficarem de
olhos fechados e em silêncio ouvirem os diferentes sons. Neste momento,
ir questionando as crianças sobre que som é este que estão ouvindo.
09/04/201 Construção de chocalhos com copinhos e litros descartáveis colocando
9 dentro arroz, feijão, ou outro material para fazer barulho.
10/04/201 Trabalhar por meio do teatro com fantoche e dedoche a história da “Boneca
9 Lelê e os 5 sentidos”, a apresentação dos sentidos aos alunos narrando
atividades da própria rotina as quais utilizamos o sentido da audição.
11/04/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
12/04/201 Hora-Atividade
9
--------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------
15/04/201 Sentido do olfato: Trazer diferentes fragrâncias, identificar quais são os
9 cheiros, classificá-los entre agradáveis e desagradáveis, usar da mesma
brincadeira de adivinhar às cegas qual é o cheiro que estão sentido, etc.
(Atividade: colocar potinho com café; cravo; canela; alegrim e hortelã para
que cada criança consiga identificar os condimentos).
16/04/201 Confecção de sachês perfumados (Explicitar que irão receber um
9 pedacinho de pano e posterior exploração do pedaço de pano, irão colocar
os diferentes condimentos e amarrar, mostrar que os perfumes ainda
podem ser sentidos por meio do tecido). Construção do mobile aromático
(com cabides).
17/04/201 Trabalhar por meio do teatro com fantoche e dedoche a história da “Boneca
9 Lelê e os 5 sentidos”, a apresentação dos sentidos aos alunos narrando
atividades da própria rotina as quais utilizamos o sentido do olfato.
18/04/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
19/04/201 Hora-Atividade
9
--------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------
22/04/201 Sentido do tato: Sentir com as mãos, confeccionar painel com diferentes
9 texturas para que as crianças passem a mão por cima e descrevam a
sensação. (caixa tátil)
23/04/201 Atividade irá proporcionar sentir com os pés os tato o mesmo, noção de
9 suavidade e firmeza, de força e fraqueza, através de caixa que irá conter
areia; folha; isopor.
24/04/201 Trabalhar por meio do teatro com fantoche e dedoche a história da “Boneca
9 Lelê e os 5 sentidos”, a apresentação dos sentidos aos alunos narrando
atividades da própria rotina as quais utilizamos o sentido do tato.
25/04/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
26/04/201 Hora-Atividade
9
--------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------
29/04/201 Sentido do paladar: Trabalhar sabores (amargo, doce, salgado, azedo),
9 texturas dos alimentos (crocante, mole, duro, seco, molhado), tudo através
de experimentação de alimentos que estarão disponibilizados a todos.
30/04/201 Oficina culinária para preparar junto das crianças (participação nutricionista
9 “Bolinha de aveia”; Confecção do Diploma de super chefe.
01/05/201 Trabalhar por meio do teatro com fantoche e dedoche a história da “Boneca
9 Lelê e os 5 sentidos”, a apresentação dos sentidos aos alunos narrando
atividades da própria rotina as quais utilizamos o sentido do palador.
02/05/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
03/05/201 Hora-Atividade
9
--------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------
06/05/201 Gincana:TRILHAS DOS SENTIDOS: a Trilha dos Sentidos, irá
9 possibilitar um passeio através de um túnel escuro, criado com
diversos materiais reciclados, para ser percorrido a pé e com os olhos
vendados. Neste percurso as crianças poderá explorar elementos que
fazem parte do seu cotidiano como texturas, aromas, temperaturas,
ruídos e cores que provocam diversas experiências sensoriais.
Utilizando diversos materiais como plástico bolha, cascalho, areia,
papel, madeira, grama, junto com sons e ruídos, estímulos visuais,
aromas e temperaturas variadas, a atividade irá provocar reações e
estimular os sentidos e a orientação espacial.
07/05/201 Gincana:TRILHAS DOS SENTIDOS: a Trilha dos Sentidos, irá
9 possibilitar um passeio através de um túnel escuro, criado com
diversos materiais reciclados, para ser percorrido a pé e com os olhos
vendados. Neste percurso as crianças poderá explorar elementos que
fazem parte do seu cotidiano como texturas, aromas, temperaturas,
ruídos e cores que provocam diversas experiências sensoriais.
Utilizando diversos materiais como plástico bolha, cascalho, areia,
papel, madeira, grama, junto com sons e ruídos, estímulos visuais,
aromas e temperaturas variadas, a atividade irá provocar reações e
estimular os sentidos e a orientação espacial.
08/05/201 Gincana:TRILHAS DOS SENTIDOS: a Trilha dos Sentidos, irá
9 possibilitar um passeio através de um túnel escuro, criado com
diversos materiais reciclados, para ser percorrido a pé e com os olhos
vendados. Neste percurso as crianças poderá explorar elementos que
fazem parte do seu cotidiano como texturas, aromas, temperaturas,
ruídos e cores que provocam diversas experiências sensoriais.
Utilizando diversos materiais como plástico bolha, cascalho, areia,
papel, madeira, grama, junto com sons e ruídos, estímulos visuais,
aromas e temperaturas variadas, a atividade irá provocar reações e
estimular os sentidos e a orientação espacial.
09/05/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
10/05/201 Hora-Atividade
9
--------------- -----------------------------------------------------------------------------------------------------
13/05/201 Confecção do Livrinho dos sentidos (tato, olfato): Construção da pagina do
9 tato (confeccionar maõs no EVA e colar nelas diferentes texturas incluindo
espuma, bolinhas) e do olfato (colocar diversos aromas em saquinhos
colados na pagina do livro afim das crianças identificar e explorar os
perfumes).
14/05/201 Confecção do Livrinho dos sentidos (audição, visão): Construção da pagina
9 da audição (colagem do sininho na pagina) e da visão (colorir a atividade
de ligar os desenhos as cores)
15/05/201 Confecção do Livrinho dos sentidos (paladar): Construção da pagina do
9 paladar (desenvolver a atividade oque mais gosto de comer, em que será
colado varias figuras em EVA de diversas comidas e a criança irá colocar o
o gancho em qual ela mais gosta).
16/05/201 Brincar livre: proporcionar ambiente a qual a criança irá explorar sua
9 criatividade, em seu próprio tempo e termos, e criar sua própria brincadeira
(exemplo: sem qualquer estimulo, aquele canto da sala pode se transformar
em uma aventura fantástica, as flores do jardim podem ganhar vida e se
transformarem em fadas, e aqueles brinquedos podem se reunir para um
chá da tarde cheio de conversas e risadas.)
17/05/201 Hora-Atividade
9

4. AVALIAÇÃO:
A avaliação acontecerá de forma contínua, através das observações e
registros para o acompanhamento do desenvolvimento de cada aluno, bem como
da prática docente ao final do projeto.

6. RESULTADOS ESPERADOS:
Espera-se que durante a execução do referido projeto seja possivél avaliar numa
perspectiva formativa a qual implicará estar atento à construção de conhecimentos
conceituais, comportamentais e atitudinais dos alunos, incluindo suas ideias iniciais,
aquelas apresentadas durante a investigação, à maneira que relaciona com os colegas,
sua atitude investigativa e crítica, no decorrer da aula enfim desvendar o contexto como
um todo e mais ainda de forma lúdica sem a obrigação  do trabalho metódico do ensino
pela obrigação de atender um conteúdo programático, pois o presente projeto propõe
proporcionar vivencias cuja a expectativa do conhecido será o trabalho corriqueiro de
trabalhar os sentidos na manipulação de diversos materiais e inovar para algo investigativo
da causa e efeito, e consequências refletindo, pensando analisando tirando conclusões e
sentindo, vivendo cada sentido na sua subjetividade e na sua coletividade.
Contudo espera-se que as crianças participantes possam através das sensações
vivenciadas durante a execução do projeto consiga armazenar em memórias as quais
serão novamente ativadas e transformadas no aprendizado mais eficaz e significativo
futuramente.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA
 BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria da Educação
Fundamental. Referencial Curricular para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF. Vol.3,
1998.
 LIPOVETSKY, Noêmia.Ciências: Sentidos do corpo humano-1ª série. Goiânia:
Estadode Goiás – Secretaria de Educação e Cultura, 1996.
 PIAGET, J. A representação do mundo na criança. Rio de Janeiro: Record, 1936.
 ______. Epistemologia Genética. Petrópolis: Vozes, 1970.  –   (EG)