PRINCIPIOS DO DIR. TRAB.

: i) Proteção (in dubio pro operário, condição mais favorável e norma mais benéfica); ii) irrenunciabilidade de direitos; iii) continuidade da relação de emprego; iv) primazia da realidade.  Requisitos p/ ser empregado: i) pessoalidade; ii) subordinação; iii) habitualidade; iv) onerosidade. (alteridade). CARACTERISTICAS DO CONTRATO DE TRAB.: bilateral, consensual, oneroso, comutativo, trato sucessivo, não solene, sinalagmático. Habitualidade: necessidade permanente de mão de obra. (padaria – padeiro). – eventual – necessidade acidental. Continuidade: aquilo que se repete. (empregado doméstico).

JORNADA DE TRABALHO
DIÁRIA/SEMANAL Regra geral horário de trabalho é de 8 diárias e 44 semanais nenhum os dois limites pode ser extrapolado sob pena de pagamento do adicional de horas extras INSTITUTO REMUNERAÇÃO 1. GORJETAS 2. SÁLÁRIO 3. SALÁRIO BASICO 4. ADICIONAIS 5. PREMIOS DIÁRIA/SEMANAL Funcionários de bancos: 6 – 30h Telefonia e telegrafia: 6 – 36h. Operadores cinematográficos: 6h. – X. Minas e subsolo: 6 – 36h. (pode haver acordo). DIÁRIA/SEMANAL Jornalistas profissionais: 5 h.

CONCEITO  Conjunto de pagamentos provenientes do empregador e de terceiros em decorrência da prestação de serviços. GORJETA + SALÁRIO = REMUNERAÇÃO  Pagamentos provenientes de terceiros.  Pagamentos efetuados pelo empregador em virtude da prestação de serviços/“existência do contrato”  Salário fixo + salário condicional = salário. (Art. 457, § 1º CLT)  Importância fixa principal que é paga mensalmente ao empregado.  Parcelas contraprestativas suplementares devidas ao empregado em virtude do exercício do trabalho em circunstancias tipificadas mais gravosas.  Decorrem de produtividade e tem ligação com condição pessoal do trabalhador (assiduidade, produção, qualidade, etc.).  Difere de gratificações que não tem ligação com fatores ligados ao empregado.  Tem como característica serem atos de liberalidade e espontâneas.  Pode ser compulsória ou espontânea – ajustada expressa ou tácita  13º salário  Integram o salário as gratificações ajustadas.  Antecipações pecuniárias efetivadas pelo empregador ao empregado. (adiantamentos)  Incorreto: Abono de férias.  Valor fixo sobre a produção alcançada.  Percentual sobre a produção alcançada.  Paga a funcionários que fazem recebimentos tem a finalidade de compensar os descontos feitos no salário do obreiro em virtude de erro de caixa. (Normalmente é estipulado em normas coletivas).  Quando pago habitualmente integra o salário.  Se paga somente quando há perda possui natureza compensatória ou indenizatória e não salarial.  Pagamento feito ao empregado em decorrência do contrato de trabalho referente a distribuição dos resultados positivos obtidos.  Período mínimo para pagamento é de 6 meses sob pena de integrar o salário.  Constitui um reembolso para cobrir despesas de locomoção, transporte ou alimentação. (moradia).  Tem a finalidade de custear/indenizar as despesas efetuadas pelo empregado em viagem.  Difere de reembolso ou diárias das despesas, pois, estas pressupõem prestação de contas.  Se exceder a 50% integra o salário.  Objetiva indenizar ou reembolsar as despesas na promoção de negócios ou captação de clientes para o empregador.  Devem ser demonstradas as despesas para que não caracterize salário.  Pagamentos feitos por terceiros ao empregado de uma empresa visando a venda de seus produtos.  Quando intermediado pela empresa tem natureza salarial.  Fornecido para o empregado para a condução até o trabalho.  Pode ser descontado até 6% do salário do trabalhador o restante é custeado pela empresa.  Não constitui parcela de natureza salarial por determinação legal.  É um fundo de participação (Programa de integração social/ Programa de formação de patrimônio do servidor publico).  Beneficio previdenciário pago a trabalhadores de baixa renda (até 2 salários) que possuem filhos menores de 14 anos (depende de frequência escolar e vacinação).

6. GRATIFICAÇÕES

7. ABONO 8. COMISSÃO 9. PERCENTAGENS 10. QUEBRA DE CAIXA

11. PARTICIPAÇÃO PLR AJUDAS DE CUSTO 12. DIARIAS DE VIAGEM 13. VERBA DE REPRESENTAÇÃO 14. GUELTAS 15. VALE TRANSPORTE 16. PIS-PASEP 17. SALÁRIO FAMILIA

18. SALÁRIO  Beneficio previdenciário concedido a empregada durante a licença maternidade. MATERNIDADE ELEMENTOS DA REMUNERAÇÃO: habitualidade, periodicidade, quantificação, essencialidade, reciprocidade.  Característica fundamental para análise dos institutos é a habitualidade.  Quando o pagamento é feito em utilidade possui natureza salarial quando é fornecido PELO serviço, a contrário senso quando é fornecido PARA o serviço não possui. PARCELA INDENIZATÓRIA: “RESSARCIR” – geralmente paga uma única vez.

Ou havendo. de hora extra tem indenização por supressão. 192 CLT biológico nocivo a saúde. 59 CLT de trabalho. b) Não haver acordo de compensação. 30%: Salário base Negociação coletiva pode Salário estabelecer percentual Salário base inferior Insalubridade Periculosidade Noturno Transferência Art. Adic. DSR: não reflete sobre verbas pagas de forma mensal (periculosidade. FGTS: todos os adicionais pagos com habitualidade geram reflexos. os intervalos obrigatórios. art. Art. 20% ou Salário mínimo. Férias . 73 CLT 25% 20% 25% 25% Mínimo de 25% Percentual Mínimo 50 % Base de cálculo Valor da hora normal.  Jornada mista: começa durante o dia e termina noturna (conta somente o horário noturno)  Jornada integral começa noturna e termina diurno (conta com se fosse todo noturno)  Os adicionais de insalubridade e periculosidade não são cumuláveis devendo o empregado optar por um deles. 7º CF. etc. c) Banco de horas. Contato permanente em condições de risco Inflamáveis e explosivos acentuado. 7º CF. 13º. assim como. O horário inter e intrajornada não respeitado é remunerado como hora extra. gratificações. Art. Aviso prévio.Adicionais trabalhistas Adicional Horas Extras Requisitos Fundamento a) Trabalhar em horário excedente a jornada Art. . b) Só e insalubre a atividade reconhecida pelo Mtb como tal. insalubridade. 469 CLT Salário empregado do Observações: Todo adicional só é devido mediante a ocorrência do fato gerador. 40% conforme o grau. Eletricidade Lei 7369/85 Radiação Portaria Mtb 3393/87 Horário: Advogado (22 às 5) (hora reduzida 52:30min) Urbano (22 às 5) (hora reduzida 52:30min) Rural/agrícola: 21 às 5 (hora normal) Rural/pecuária: 20 às 4 (hora normal) a) acarretar mudança de domicilio b) Provisoriedade Art.) a contrário senso o que é pago por hora deverá repercutir (horas extras e adicionais noturnos). 193 CLT). a) Trabalhar com agente químico físico ou Art. (art. (220 – 8h diárias) (180 – 6 h diárias) 10%. esse não ser compensado no período de 1 ano. 7º CF.

Recesso remunerado (se recebe algum tipo de Todos os demais direitos trabalhistas. Requisitos: Prestar serviços a diversas a) Atividade meio empresas. Limite: 3 meses. Salário mínimo hora. Urbana b) Atividades de caráter Mão de obra especializada. 3º Lei 11. 331. clausula assecuratória: idêntica a por prazo determinado. contraprestação). Lei 9719/98 e 8630/93. Definição: art. na modalidade profissional de educação de jovens e adultos. penosas.Pode ser 8 se tiver concluído o I – 4 diárias e 20 semanais. fisiológica. (com autorização do uma única vez dentro desse MTb).CONTRATOS DE TRABALHO POR TEMPO DETERMINADO Temporário Regulado pela lei 6019/74 IN n. Direitos: Direitos: sem multa. Seguros contra acidentes pessoais a cargo do cedente de (proteção: moral. PEQUENA EMPREITADA Sujeito pessoa física. transitório. a específica (pessoalidade) terceirizada envia o serviço e não a pessoa. é de natureza civil com a empresa prestadora de serviços Responsabilidade solidária (em Responsabilidade caso de falência) Subsidiária CONTRATO DE EMPREITADA Sujeito pessoa física ou jurídica. XXXIV CF. VI. 3 Prazo determinado Art. cultural. FGTS. 7. Lei 8212/91. II – 6 diárias e 30 semanais. b) Não pode haver Urbano ou rural. Jornada normal de trabalho Rescisão antecipada s/ Férias proporcionais + 1/3 clausula assecuratória: Repouso semanal remunerado indenização da metade dos Adicional noturno. justifique sua predeterminação Atv. (facultativo) FGTS: 2%. sem aviso Remuneração equivalente prévio. Anotação CTPS. poderá ter jornada de até 40 (quarenta) horas semanais. Equiparação com os com vinculo empregatício por determinação constitucional. (operário artífice). (podendo ser assumida pela instituição de ensino). 6 horas . AVULSO Requisitos: Requisitos: a) Acréscimo de serviço a) Natureza ou b) Necessidade transitória de transitoriedade que pessoal. no caso de estudantes de ensino fundamental. perigosas. Máximo 2 anos com a mesma parte concedente. em condições especiais devem ser escritos. COMPARATIVO APRENDIZ – ESTAGIÁRIO APRENDIZ Requisitos Idade: 14-24 Forma Escrita. Vínculo com a empresa Vínculo com a empresa A relação que se forma agenciadora de mão de obra. estágio. CONTRATO TEMPORÁRIO. Órgão gestor de mão de obra. valores a que teria direito. Bolsa ou outra forma de contraprestação. 13º. Benefícios Previdenciários. 443 e seguintes CLT Terceirização Súm. prorrogável uma Máximo de 2 anos (prorrogável única vez. isto é. entidade concedente do estágio e o educando. desde que isso esteja previsto no projeto pedagógico do curso e da instituição de ensino. Direitos Art. segurança). Lapso temporal 6 meses Pode ser em relação a pessoa Pessoal Impessoal. Termo de compromisso entre a instituição. período). O estágio relativo a cursos que alternam teoria e prática. educação especial e dos anos finais do ensino Fundamental. sem vínculo da empresa empregatício. ESTÁGIÁRIO Período de duração Jornada de Trab. Compatibilidade entre as atividades do estagio e as descritas no termo de compromisso. (obrigatório) Os contratos que fogem a regra geral. Art. 12. Auxilio transporte O menor não pode trabalhar em condições insalubres. nos períodos em que não estão programadas aulas presenciais. da educação profissional de nível médio e do ensino médio regular. Não é trabalho subordinado.788/08 Matricula e frequência ao curso. pessoalidade na contratação. Máximo 2 anos. ensino superior. Vínculo civil Não possui vínculo Competência da justiça do Trabalho. noturno. . Rescisão antecipada c/ Vale Transporte. não existe estabilidade.

Desde o registro da candidatura até 1 ano após o final do mandato. ou profissional. Decorre de acordo ou convenção coletiva. III. Art. mandato. POR TEMPO Decenal. § 9º Lei 8036/90. b.. II.ESTABILIDADES (Constitucional. X CLT – demais empregados art.213/91. 3º. Legal. II. serviços para o mesmo empregador. XVIII. ADCT. CF  Mãe adotiva não tem estabilidade (mas tem licença Sum. CLT Art. Mandato de: 3 anos (art. 659. DE SERVIÇO ESTABILIDADE ESPECIAL Era adquirida pelo empregado após 10 anos de prestação de Art. b. (inclusive a empregada doméstica). Art. VIII CF e art. Desde o registro da candidatura até 1 anos após o final do mandato. ADCT e Art. V. Desde a nomeação até 1 ano após o final do mandato  Mandato de 2 anos permitida uma única recondução (art. 3º.  Mandato 2 anos permitida uma única recondução ( Art. 118 Lei 8213/91. maternidade). 3º.   Negociação coletiva. 625-B. Art. 10. Mandato de: 1 ano . Art. Desde a nomeação até um ano após o final do mandato. § 5º CLT) 12 meses após a cessação do benefício auxílio-doença acidentário. § 7 Lei 8. 244 TST. empregados) ACIDENTE DE TRABALHO.  Mandato: Definido pelo estatuto. 515. Obs. a. Desde o registro da candidatura até 1 ano após o final do mandato. Equipara-se a acidente de trabalho a doença ocupacional Sum. regulamento da emprega ou contrato de trabalho pode conceder estabilidade ao empregado. . 164. EMPREGADO (S) PRAZO E S T A B I L I D A D E P R O V I S Ó R I A Empregados Eleitos diretores de sociedades cooperativas. GESTANTE FUNDAMENTO Desde a confirmação da gravidez até 5 meses após o parto. 3º. 492/510 CLT. Art. TST Desde o registro da candidatura até um ano após o final do seu Art. 7º.1 reeleição (art. § 1º) São indicados pelas centrais sindicais e confederações. CLT) Art. 378 TST. Mandato: 1 ano . Antecipação de tutela para reintegração (dirigente sindical art. 369. § 1º CLT. Sum. 55 da Lei 5764/71. Art. 339 TST. 273 e 461 CPC). Empregados eleitos para a CCP Representante dos trabalhadores no Conselho Curador do FGTS Representante dos Trabalhadores no CNPS DIRIGENTE SINDICAL (somente o dirigente até 7) EMPREGADOS ELEITOS CIPA (rep. 10. § 3º). Sum. 543 § 3º CLT. Contratual/Negociação Coletiva). 163 a 165 CLT. 8º.625-B.

Por decurso do fixado (natural) prazo Contratos a termo.FORMAS DE EXTINÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E VERBAS RESCISÓRIAS Dispensa sem justa causa Vontade do empregador Dispensa indireta a) b) c) d) e) Saldo de salários Aviso prévio com projeção no tempo de serviço Férias proporcionais e vencidas + 1/3 (se houver) 13º Salário Multa de 40 % FGTS f) Saque do FGTS g) Seguro desemprego Dispensa com justa causa: a) saldo de salários b) férias vencidas + 1/3 (se houver) Pedido de demissão: Vontade do empregado a) Saldo de salários b) Férias proporcionais e vencidas + 1/3 (se houver) c) 13º salário proporcional Aposentadoria voluntária: a) Saldo de salários b) Férias proporcionais e vencidas + 1/3 (se houver) c) 13º salário proporcional d) saque FGTS. Quando o empregado tem mais de 1 ano de serviço é obrigatória a homologação da rescisão no sindicato ou SRT .1) o empregador tem o mesmo direito se comprovar prejuízo com a extinção antecipada do contrato. a) Com cláusula assecuratória de direito reciproco dá-se conforme o contrato a prazo indeterminado. b) sem cláusula assecuratória o empregado tem direito de receber metade dos valores que perceberia até o final do contrato. Não é devido aviso prévio e multa. Todos os direitos trabalhistas. b. Acordo As partes convencionam (não pode ser levantado o FGTS) Por iniciativa ou culpa de Culpa recíproca ambos a) b) c) d) e) Saldo de salários Aviso prévio com projeção no tempo de serviço Férias proporcionais e vencidas + 1/3 (se houver) 13º Salário Multa de 20 % FGTS * (tudo que é proporcional pela metade) Morte do empregador Por desaparecimento dos Morte do empregado sujeitos Extinção da empresa Equivale a dispensa sem justa causa.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful