Você está na página 1de 27

GESTÃO E

PLANEJAMENTO
AMBIENTAL

Walter José Minto

walterjm@usp.br
WALTER JOSÉ MINTO
 Possui Graduação em Ciências Biológicas
pela Universidade Federal de Uberlândia
(2000);
 Mestrado (2005) e Doutorado (2009) em
Biologia Comparada pela Faculdade de
Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão
Preto da Universidade de São Paulo;
 Pós Doutorado (2011) em Fisiologia pela
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da
Universidade de São Paulo.
 Tem experiência na área de Ecologia Geral,
Limnologia, Fisiologia Comparada e Biologia
Geral para a Área de Educação.
GESTÃO AMBIENTAL
Concepções básicas

 Baseia-se no planejamento a longo prazo, com a utilização


racional de energia e dos recursos naturais;

 Estudo de alternativas para ordenação dos espaços a curto,


médio e longo prazo;

 As ações preconizadas para cada região deverão considerar as


influências e repercussões inter-regionais e intra-regionais;

 O estudo dos riscos decorrentes das ações antrópicas deve ser


determinante para o estabelecimento das alternativas do uso de
uma área.
Está baseado no reconhecimento de
que
 Qualidade ambiental e desenvolvimento
econômico podem estar relacionados (planejamento
na tomada de decisão);

 Desgastes ambientais estão inter-relacionados;

 Problemas econômicos e ambientais estão


relacionados a muitos fatores sociais e políticos;

 Ecossistemas, poluição e fatores econômicos não


respeitam fronteiras nacionais (problemas
internacionais).
Metas e prioridades ambientais:
 Uso racional de recursos ambientais e energia;

 Facilitar a reutilização e a reciclagem;

 Controle integral da contaminação e prevenção da


proliferação de resíduos;

 Compartilhar a responsabilidade com novos instrumentos


e formas de gestão;

 Trocas nas pautas atuais de consumo e comportamento


da sociedade.
Gestão Ambiental - Evolução Conceitual

 Década de 70:
- Saneamento básico;
- Bacias hidrográficas;
- Avaliação de impactos ambientais.

 Década de 80:
- Gerenciamento ambiental;
- Princípios ambientais;
- Diretrizes ambientais de empresas.

 Década de 90:
- Normatização de Sistemas de Gerenciamento Ambiental;
- ISO 14.000.
Gestão Ambiental - Evolução conceitual

Componente Social
participação Gestão
envolvimento pessoal Ambiental
comunidade
Planejamento
Ambiental

Controle da
Poluição
Componente Econômico
Saneamento imagem da empresa
redução de custos
Básico melhoria contínua
1960 1970 1980 1990
Gestão Ambiental - Conceitos

 Conjunto de princípios, estratégias e diretrizes de ações e


procedimentos para proteger a integridade dos meios físico e biótico,
bem como a dos grupos sociais que deles dependem;
 Inclui o monitoramento e o controle de elementos essenciais à
qualidade de vida, em geral, e à salubridade humana, em especial;
 Suas atividades envolvem o monitoramento, o controle e a
fiscalização do uso dos recursos naturais, bem como o processo de
estudo, avaliação e eventual licenciamento de atividades
potencialmente poluidoras;
 Envolve a normatização de atividades, definição de parâmetros
físicos, biológicos e químicos dos elementos naturais a serem
monitorados, assim como os limites de sua exploração e/ou as
condições de atendimento dos requerimentos ambientais em geral.
Gestão Ambiental - Conceitos

É uma atividade política


voltada para:

Formulação Estruturação Tomada


de princípios de sistemas de
e diretrizes gerenciais decisões
com objetivo final de promover, de forma coordenada:

inventário uso controle proteção conservação

do:

meio-ambiente

visando atingir o objetivo estratégico do:

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
Gestão Ambiental - Conceitos

 A gestão ou gerenciamento ambiental vista como o conjunto das


atividades que visam garantir a utilização dos recursos ambientais de
forma que sejam observados os limites de sua exploração, pode
contemplar os seguintes programas de gestão ambiental:

• Caracterização e Valoração Ambiental;


• Legislação Ambiental e Fiscalização Adequada;
• Manejo de Recursos Ambientais;
• Planejamento Ambiental;
• Zoneamento Ambiental;
• Análise de Riscos Ambientais;
• Estudos de Impactos Ambientais;
• Medidas Mitigadoras;
• Planos de Recuperação de Áreas Degradadas.
Modelo de Gestão Ambiental
Fatores:
 Estabelecimento de um Política Ambiental;

 Elaboração de um planejamento adequado;

 Existência de um nível adequado de Educação Ambiental;

 Aplicação de um modo de trabalho;

 Implantação de um processo de verificações;

 Implantação de um mecanismo de retroalimentação.


Modelo de Gestão Ambiental

Ciclo Estabelecimento da
PDCA política ambiental

“Act”
“Plan”
AGIR
A P PLANEJAR

C D
“Check” “Do”
VERIFICAR REALIZAR
Modelo de Gestão Ambiental

Planejar
comprometimento com a Política Ambiental;
elaboração do plano de implantação do SGA;
aspectos e impactos ambientais;
requisitos legais e corporativos;
objetivos e metas;
plano de ação.

Realizar
implementação e operacionalização;
alocação de recursos;
estrutura e responsabilidades;
conscientização e treinamento;
comunicações;
documentações do SGA;
programas de gestão específicos;
respostas às emergências.
Modelo de Gestão Ambiental

Verificar
monitoramento e controle operacional;
identificação de não conformidades;
ações corretivas e preventivas;
registros;
auditorias do sistema de gestão.

Agir
revisão e avaliação crítica de todo o processo;
reflexão;
atuação corretiva;
reunião com a alta administração;
postura estratégica;
revisão da política.
O QUE É PLANEJAMENTO AMBIENTAL?
 Planificação de ações com vistas a recuperar,
preservar, controlar e conservar o meio ambiente natural
de determinada região.

• parques;

• unidades de conservação;

• cidades...

Pode englobar também o planejamento ambiental


empresarial, feito por empresas e outras organizações
como tentativa de buscar melhorias ambientais.
O Planejamento Ambiental emergiu nas ultimas
3 décadas......
Por que?
 Competição por terras, águas, recursos energéticos e
biológicos;

 Necessidade de organizar o uso da terra, de


compartilhar esse uso com a proteção dos ambientes
ameaçados e de melhorar a qualidade de vida das
populações componentes do meio biótico;

 Resposta adversa ao desenvolvimento tecnológico,


puramente materialista;
 Solução de conflitos que possam ocorrer entre a
conservação ambiental e o desenvolvimento tecnológico.
Origem do Planejamento Ambiental no Brasil

 Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente


e Desenvolvimento no Rio de Janeiro, a ECO-92, foi
criado o maior programa de planejamento ambiental que
já se imaginou: a AGENDA 21

Prevê um planejamento em cascata do nível global, para


o nacional, regional (estadual), até o nível local (ou
municipal).
Origem do Planejamento Ambiental no Brasil

Prevê:
INTERAÇÃO: PLANEJAMENTO X GESTÃO AMBIENTAL
Propósitos de planejamento ambiental
Elementos do Planejamento Ambiental
Etapas do processo de planejamento

Fonte: Fidalgo (2003, p. 10).


Criar estruturas em planejamento é muito mais do que
dispor, organizar e associar as partes de um todo. O
fundamental é decifrar o que é essencial e representativo
da realidade, de forma a entender a natureza, as
características, a função e o funcionamento do todo.
FASES DO PLANEJAMENTO

 Definição dos objetivos


 Diagnóstico
 Levantamento de Alternativas
 Tomada de decisão

As fases do planejamento objetivam implementação


metodológica e operativa; analise e sistematização de
indicadores ambientais; diagnostico do meio com
identificação dos impactos riscos e proposição de
medidas de proteção e/ou compensação.
FASES E PROCEDIMENTOS DE PLANEJAMENTO

Etapa Procedimento
Definição da área
Metodologia
1) Definição dos objetivos
Programa de trabalho
Estabelecimento de Metas
Determinação de parâmetros indicadores
Formação do banco de dados
2) Inventário
Reconhecimento de Campo
Levantamento de dados de campo
Análise dos dados
Potencialidades e fragilidades
3) Diagnóstico
Conflitos
Riscos
Avaliação temporal
4) Prognóstico Construção de cenários
Identificação de alternativas
Seleciona alternativa (baseado em avaliações
5) Tomada de decisão técnicas, jurídicas, administrativa e financeira
das alternativas)