Prof.

ª: Katia Maria Estudo Dirigido Aluna: Rebecca Diniz Odontologia-1º Período

O crâneo é formado por 8 ossos e tem como função principal proteger o encéfalo. Ossos:  Osso Frontal  Osso Occipital  Osso Temporal (direito e esquerdo)  Osso Parietal (direito e esquerdo)  Osso Etmóide  Osso Esfenóide

Sutura Frontal: une o lado esquerdo e direito. Margem Supraorbital: superior as órbitas. Escama Frontal: placa de osso em forma de escama que forma a fronte. Forame Supraorbital: dentro da margem supraorbital.Forma os tetos das órbitas. Seios Paranasais: profundamente à escama frontal. a parte anterior do crânio e grande porção da parte anterior do assoalho do crânio. Incisura Supraorbital: forame supraorbital incompleto. no seu ponto medial. .

. se articula com o atlas para formar as articulações atlantoccipitais. Estendendo-se lateralmente a partir da protuberância . encontram-se duas linhas encurvadas . Forame Magno: parte inferior do osso. as artérias vertebral passam por ele. acima do forame magno.Forma a parte posterior do crâneo. Côndilos Occipitais: ambos os lados do forame magno. as Linhas Nucais Superiores e abaixo Linhas Nucais Inferiores. Protuberância Occipital Externa: projeção mediana mais proeminente na face posterior do osso. Canal do Nervo Hipoglosso: acima de cada côndilo occipital. Ligamento Nucal: da protuberância occipital externa até a 7ª vértebra cervical.

Nervo facial e a artéria estilomastoidea. . Tubérculo Articular: elevação arredondada. Canal Carótico: por onde passa a artéria carótida. Meato Acústico Externo: direciona as ondas sonoras para o interior da orelha. na face posteroinferior do processo zigomático dos temporais. forma a parte anterior e superior da têmpora. Forame Estilomastóideo: entre os processos estiloide e mastoide. Processo Estiloide: se projeta para baixo a partir da face inferior do temporal. Formam as faces laterais inferiores e parte do assoalho do crânio. se articula com o processo temporal zigomático. Arco Zigomático: formado pelos dois processos relatados acima. articulados com a mandíbula. passa a veia jugular. Meato Acústico Interno: orifício no qual passam nervos facial e vestibulococlear. Fossa Mandibular: depressão. Forame Jugular: anteriormente ao occipital. anteriormente a fossa mandibular. Articulação Temporomandibular(ATM): fossa mandibular e o tubérculo articular. Processo Mastóide: posterior e inferior ao meato acústico externo. Processo Zigomático: porção inferior da escama temporal.Escama Temporal: parte plana fina.

Occipital. Frontal. Temporal Ângulo Frontal Ângulo Esfenoidal Ângulo Mastóideo Ângulo Occipital . Parietal Borda Anterior. Coronal Borda Posterior.Os dois parietais formam a maior parte dos lados e do teto da cavidade do crânio. Face Interna: côncava e medial apresentando sulcos anteriores que correspondem aos ramos da artéria meníngea média. Sagital. lisa e lateral. Face Externa: convexa. Escamosa. Borda Superior. Lambdóidea Borda Inferior.

ponto de fixação para as membranas que separam os dois lados do encéfalo. Anteriormente ao assoalho do crâneo. Forames da Lâmina Cribriforme: nervos olfatórios. Massas Laterais: compõem a maior parte da parede entra a cavidade nasal e as órbitas. Seios Etmoidais: células etmoidais em conjunto. É espongiforme. Contêm de 3 a 18 espaços aéreos(células etmoidais). Crista Etmoidal: processo triangular. laterais ao septo nasal. Lâmina Perpendicular: forma parte do septo nasal.Situa-se anteriormente ao esfenoide e posteriormente aos ossos nasais. Lâmina Cribriforme: forma o teto da cavidade nasal. Concha Nasal Superior e Média: duas projeções finas espiraladas. .

Forame Lacerado: limitado anteriormente pelo esfenoide. Dorso da Sela: crista que forma o dorso da sela turca. na face superior do corpo do esfenoide. Corpo: porção medial cuboide oca entre o etmoide e o occipital. forma o corno da sela.Localiza-se na parte média da base do crânio. Processos Pterigoides: formam a região posterolateral da cavidade nasal. Seio Esfenoidal: espaço no interior do corpo. Asas Menores: forma uma crista de osso anterior e superior às asas maiores. Tubérculo da Sela: em forma crista. Forame Oval: na base do processo pterigoide lateral. Sela Turca: em forma de sela. . Fissura Orbital Superior: lateral ao corpo entre as asas maior e menor. Fossa Hipofisial: depressão contém a hipófise. Asas Maiores: formam parte da parede lateral do crâneo. Anterior à sela turca. Se articula com todos os outros ossos do crâneo. Passam vasos e nervos. anterior ao temporal. Canal Óptico: passam o nervo óptico e a artéria oftálmica. na asa maior. Forame Redondo: na junção da parte anterior e medial do esfenoide.

Ossos:  Osso Lacrimal (direito e esquerdo)  Osso Zigomático (direito e esquerdo)  Osso Vômer  Osso Nasal (direito e esquerdo)  Osso Palatino (direito e esquerdo)  Concha nasal inferior (direito e esquerdo)  Osso Maxilar (direito e esquerdo)  Osso Mandíbula . sendo 6 deles pares.A face é constituída por 14 ossos.

São os menores ossos da face. Posteriores e laterais aos ossos nasais e formam uma parede medial com cada órbita. O osso lacrimal articulase com quatro ossos: frontal. que aloja o saco lacrimal. etmóide. que acumula as lágrimas e repassa-as para a cavidade nasal. maxila e concha nasal inferior. . Fossa da Glândula Lacrimal: um túnel vertical formado com a maxila.

processos frontal. temporal. orbital. Forame Zigomático Orbital.Formam as proeminências da bochecha e parte da parede lateral e do assoalho da órbita. Apresenta as seguintes estruturas: faces malar. Processo Temporal: projeta-se posteriormente e se articula com o processo zigomático para formar o Arco Zigomático. Forame Zigomático Facial. Irregular. . Processo Frontal. temporal e maxilar e quatro bordas.

Forma as porções posteriores e inferiores do septo nasal. . Se articula com a lâmina perpendicular do etmoide e inferiormente tanto com as maxilas quanto com os palatinos. no assoalho da cavidade nasal.É um osso triangular.

.Pareados se encontram na linha mediana e formam o dorso do nariz. O resto do tecido de sustentação consiste em cartilagem.

uma parte do assoalho e da parede lateral da cavidade nasal e uma pequena e uma pequena parte dos assoalhos das órbitas.Forma a parte posterior do palato duro. Lâminas Horizontais: parte posterior do palato duro. .

Esses osso espiralados formam uma parte da parede lateral inferior da cavidade nasal e projetamse para dentro da cavidade nasal. são ossos separados e não parte do etmoide.Situam-se abaixo das conchas nasais médias do etmoide. Os três pares de conchas nasais aumentam área de superfície da cavidade nasal. .

Pareadas unem-se para formar o maxilar e articulam-se com cada osso da face. Processo Palatino: projeção horizontal da maxila que forma parte do palato duro. Forame Incisivo: posterior aos dentes incisivos. Passa o nervo infraorbital. dá passagem aos vasos palatinos maiores e ao nervo nasopalatino. Fissura Orbital Inferior: entre a asas maior do esfenoide e a maxila. vasos etc. . Processo Alveolar: arco que contém alvéolos para os dentes maxilares. Forame Infraorbital: inferior à órbita. menos a mandíbula. das paredes laterais e o assoalho da cavidade nasal e grande parte do palato duro. Formam parte dos assoalhos das órbitas. Seio Maxilar: desemboca da cavidade nasal.

se articula com a fossa mandibular e com o tubérculo articular do temporal para formar a ATM. Em cada ramo: Processo Condilar: posterior. Corpo: parte horizontal curvada. Ramos: duas partes perpendiculares.É o maior e mais forte osso da face. Forame da Mandíbula: face medial dos ramos. Processo Coronoide: anterior. Processo Alveolar: arco com alvéolos para os dentes mandibulares. Incisura da Mandíbula: depressão entre os dois processos. Ângulo: onde os ramos se encontram com o corpo. onde o músculo temporal se fixa. . Canal da Mandíbula: corre obliquamente no ramo e anteriormente no corpo da mandíbula. Forame Mentual: abaixo do 2º pré-molar. Único osso móvel do crâneo(com exceção dos ossículos da audição).

 Processos. mas desenvolve-se mais tarde. . projeções ou excrescências. permitem a passagem de tecido mole (vasos sanguíneos e nervos). Surgem em qualquer lugar onde haja inserção de tendões.São características estruturais adaptadas a funções específicas nas superfícies dos ossos. Há dois tipos principais de acidentes ósseos:  Depressões e aberturas. que ajudam a formar as articulações ou servem como pontos de fixação para o tecido conjuntivo (ligamentos e tendões). ligamentos e fáscias ou onde haja artérias adjacentes ou penetrando nos ossos. A maioria não está presente no nascimento.

 Meato: Orifício tubular.Fissura: Fenda estreita entre as partes adjacentes dos ossos.  .  Forame: Orifício através do qual passam vasos sanguíneos. através da qual passam nervos e vasos sanguíneos.  Fossa: Depressão Superficial.  Sulco: Sulco ao longo de uma superfície óssea que acomoda um vaso sanguíneo. nervo ou um tendão. nervos ou ligamentos.

 Tubérculo: Projeção arredondada e pequena.  Epicôndilo: Projeção acima de um côndilo.  Tuberosidade: Projeção grande.  Linha: Crista ou margem estreita e longa.  Processo espinhoso: Projeção delgada e pontiaguda. Processos que formam pontos de fixação para o tecido conjuntivo:  Crista: Crista proeminente ou projeção alongada.  Trocanter: Projeção muito grande.Processos que formam articulações:  Côndilo: Protuberância arredondada e extensa na extremidade de um osso.  Cabeça: Projeção articular arredondada apoiada no colo de um osso.  Face articular: Face articular plana e lisa. arredondada e geralmente enrugada. .

Uma sutura é uma articulação imóvel que mantém unidos a maioria dos ossos do crânio. As quatro mais importantes são:  Sutura Coronal: une o frontal e os dois parietais..  Sutura Lambdóidea: une os dois parietais ao occipital. . As suturas no crâneo dos recém-nascidos crianças são móveis.  Sutura Sagital: Une os dois parietais na linha mediana superior do crâneo.  Suturas Escamosas: unem o parietal e o temporal nas suas faces laterais do crâneo.

.

.O esqueleto de um recém-nascido é composto por cartilagem ou mesênquima disposto em camadas laminadas que se assemelham a membranas com o formato de ossos futuros. Ao nascimento. Os Fontículos são áreas de mesênquima não ossificado. estão presentes entre os ossos do crânio. Os Fontículos são substituídos por osso pelo processo de ossificação intramembranácea. transformando-se em suturas. os espaços preenchidos com mesênquima. denominados fontículos. e também chamados de “moleira’’.

a forma e localização de seis são constantes:  Fontículo Anterior: Localiza-se na linha mediana entre os dois parietais e o frontal.Embora um recém-nascido possa ter muitos fontículos ao nascimento. o temporal e o esfenoide.  Fontículos Posterolaterais: São localizados. o parietal. lateralmente. entre o parietal. entre o frontal. o occipital e o temporal.  Fontículos Anterolaterais: São localizados. .  Fontículo Posterior: Se localiza na linha mediana entre os dois parietais e o occipital. lateralmente.

.

o etmoide e a maxila. contínuas com o revestimento da cavidade nasal. Os osso do crâneo que contêm os seios paranasais são o frontal.São cavidades no interior de alguns ossos do crânio e face. Eles aliviam a massa do crânio e aumentam a área de superfície da túnica mucosa do nariz. É evidente a influência dos seios na voz quando temos um resfriado. Os seios paranasais são revestidos com túnicas mucosas. Não estão presentes no nascimento e só se desenvolvem do início até o meio da adolescência. mudando a qualidade da voz. a produção de muco. aumentando então. ajudando a umedecer e purificar o ar inalado. próximas à cavidade nasal. o esfenoide. as vias pelas quais o som entra e sai dos seios tornam-se bloqueadas pelo excesso de produção de muco. .

.

Os quatro da face são o palatino.Sete ossos do crânio se unem para formar cada órbita que contém o bulbo do olho e as estruturas associadas. o zigomático. o lacrimal e a maxila. o esfenoide e o etmoide. Os três osso cranianos da órbita são o frontal. .

 Parede Medial – partes da maxila. do lacrimal. do etmoide e do esfenoide.  Forame Supraorbital – lado media da margem supraorbital do frontal.Cada órbita possui quatro regiões que convergem posteriormente:  Teto – partes do frontal e do etmoide. Cinco aberturas estão associadas a cada órbita:  Canal Óptico – junção do teto com a parede medial  Fissura Orbital Superior – no ângulo lateral superior do ápice.  Assoalho – partes da maxila.  Fissura Orbital Inferior – na junção da parede lateral com o assoalho. .  Parede Lateral – partes do zigomático e do esfenoide. do zigomático e do palatino.  Fossa do Saco Lacrimal – no lacrimal.

Seus três componentes são o vômer. .A parte interna do nariz. chamada de cavidade nasal. o Septo Nasal que consiste em ossos e cartilagem. a cartilagem do septo e a lâmina perpendicular do etmoide. é dividida em lados direito e esquerdo por uma partição vertical.

Ele é frequentemente fraturado durante o estrangulamento. O Hioide consiste em um corpo horizontal e em um par de projeções chamadas de cornos menores e cornos maiores. . Sustenta a língua e fornece fixação para os músculos do pescoço e da faringe.O osso hioide está localizado entre a mandíbula e a laringe. É um componente especial do esqueleto axial. pois não se articula com nenhum outro osso.

.

.h tml  http://pt. A. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.. G. 2008.com/anatomia-materiaisde-anatomia-humana/osteologia/cranio. S. Anatomia orientada para clínica.. 12ª ed.anatomiaonline.J. 4.com/2010/10/osteologia.html http://sanbiomedica. Princípios de Anatomia e Fisiologia. J. 22.com/doc/11127156/Apostila-AnatomiaSistema-Esqueletico . http://www. ed.scribd. F. Grabowski.Atlas de Anatomia Humana. SOBOTTA..R. . Dalley II. MOORE. Sobotta. K. 2010.     TORTORA.blogspot. L. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2001.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful