Você está na página 1de 22

Administração de

Medicamentos
PARTE I
Enfª Gleyce Kelly de B. Brasileiro
Santos
ADMINISTRAÇÃO DE
MEDICAMENTOS
• Processo de preparo e
introdução de medicamentos no
organismo humano;

• Objetiva efeitos terapêuticos de


combate às doenças;
QUEM ADMINISTRA
MEDICAMENTOS?
• MÉDICO
• ENFERMEIRO
• TÉCNICOS E AUXILIARES DE
ENFERMAGEM
• CIRURGIÕES-DENTISTAS (ALGUNS
FÁRMACOS)
QUAIS OS CUIDADOS DE
QUEM ADMINISTRA
MEDICAMENTOS?
• 5 CERTOS:
–O PACIENTE CERTO
–A DROGA CERTA
–A DOSE CERTA
TODAS ESSAS
–A HORA CERTA INFORMAÇÕES
DEVERÃO ESTAR
ESCRITAS NA
–A VIA CERTA ETIQUETA DO
MEDICAMENTO!
ATENÇÃO!!!

• COM RELAÇÃO AO
PACIENTE:
– Confira três vezes o nome
do paciente na prescrição!
– Se a prescrição estiver sem
nome informe à enfermeira!
ATENÇÃO!!!
• COM RELAÇÃO À
DROGA:
– Confira três vezes o nome da
droga prescrita
– Se a prescrição estiver ilegível
informe à enfermeira!
– Confira o rótulo e etiqueta do
medicamento!
– Confira a integridade da
embalagem, validade e
aspecto físico.
ATENÇÃO!!!
• COM RELAÇÃO À DOSE:
– Confira três vezes a dose
prescrita
– Se a prescrição estiver ilegível
ou duvidosa informe à
enfermeira!
– Confira o rótulo e etiqueta do
medicamento para saber a
dosagem!
– Caso seja necessário o
fracionamento, fazer cálculo e
ATENÇÃO!!!

• COM RELAÇÃO À VIA:


– Confira três vezes a via
prescrita;
– Se a via estiver duvidosa
dirija-se a enfermeira!
– Confira se o medicamento é
próprio para a via prescrita
no rótulo!
O QUE FAZER NA
DÚVIDA?
• NÃO ADMINISTRAR!
• PROCURAR SEMPRE A
ENFERMEIRA!
ERROS MAIS COMUNS DA
ADMINISTRAÇÃO DE
MEDICAMENTOS
• Dose errada;
• Atraso de medicação;
• Omissão da dose;
• Troca de medicamento entre
pacientes;
• Falta de checagem do horário
(dúvida foi dado ou não?)
• Via errada.
LENDO A PRESCRIÇÃO
• Confira o cabeçalho
• Confira a data
• Leia linha a linha da prescrição
– Não tome o hábito de ler somente
os horários da prescrição pois você
pode prosseguir com erros dos
plantões anteriores!
LENDO A PRESCRIÇÃO
• Não conseguiu ler, não adivinhe,
recorra SEMPRE à enfermeira;
• Enfermeira: Não entendeu entra
em contato com o médico
assistente imediatamente!
VIAS DE ADMINISTRAÇÃO
VIA ENTERAL
• A substância é recebida através do
trato digestório
• O efeito é Sistêmico e não Local!
• Consiste nas seguintes vias:
– VIA ORAL
– VIA RETAL
– TUBO GÁSTRICO
VIA ORAL
• É considerada a mais segura;
• Mais conveniente e menos dispendiosa;
• Amplo espectro de medicamentos pela
via oral
– comprimidos,
– comprimidos de cobertura entérica,
– cápsulas,
– xaropes,
– elixires, óleos, líquidos e suspensões,
– pós e grânulos.
VIA ORAL
• Ao administrar qualquer medicamento
oral:
– Orientar o paciente a não hiperestender a
cervical para evitar engasgue;
– Sempre conferir o nome do medicamento,
validade e aspectos físicos (cor, integridade
da embalagem, rótulo de identificação da
farmácia);
– Nunca abrir cápsulas para dissolver!
– Se houver a necessidade de macerar um
comprimido esta deverá ser feita dentro da
embalagem;
– Deve-se evitar a partição dos comprimidos
VIA ORAL
• Ao administrar qualquer
medicamento oral:
– Não administrar se o paciente estiver
dificuldade de deglutição procurar
enfermeira!
– Não administrar se o paciente estiver
apresentando êmese constante,
procurar a enfermeira;
COMPRIMIDOS E
CÁPSULAS– COMO PEPARAR
• Preparar material:
– Bandeja ( Limpa com álcool a 70%);
– Um copinho (de café) seco e com
etiqueta identificadora (nome do
paciente, droga, leito, data, hora, dose)
– Comprimido em embalagem original,
com rótulo identificador da farmácia
(fazer conferência !)
SOLUÇÕES ORAIS – COMO
PREPARAR
• Preparar material:
– Bandeja ( Limpa com álcool a 70%);
– Um copinho (de café) seco e com etiqueta
identificadora (nome do paciente, droga, leito,
data, hora, dose)
– seringa
• Pegar frasco da solução (xarope,
suspensão,etc) verificando validade, data
de abertura e aspecto físico da medicação;
• Aspirar com a seringa a quantidade
prescrita do medicamento ou colocar a
solução no copinho dosador.
• Colocar aspirado da seringa no copinho
VIA RETAL
• O fármaco é aplicado na região retal.
• Sua indicação é impopular e
desconfortável.
• O fármaco é formulado em um
supositório ou enema retal, aplicados
acima do esfíncter anal interno e do
anel anorretal.
• Curiosidade
– Uma aplicação de água pura via retal pode
ser fatal ao indivíduo uma vez que a
superfície intestinal absorve água muito
rapidamente, podendo ocorrer assim uma
TUBO GÁSTRICO
• Administração de medicamentos por
tubos que se encontram
posicionados diretamente na mucosa
gástrica ou enteral:
– Sonda Nasogástrica;
– Sonda Nasoenteral,
– Gastrostomia;
– Jejunostomia.
TUBO GÁSTRICO
• Sempre macerar e diluir em água
com comprimidos;
• Aspirar diluído em seringa com
identificação;
• Lavar tubo antes e depois da
administração do medicamento com
20 ml de água mineral;
• Se houver resistência na
administração, comunicar à
enfermeira;
• Certificar-se que o paciente esteja