Você está na página 1de 19

A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME

O Antigo Regime é a época que corresponde à Idade


Moderna, desde o século XVI ao final do século XVIII.

• Socialmente: é uma sociedade de ordens


ou estados, é estratificada e hierarquizada,
marcada por desigualdades.

• Politicamente: destacam-se as monarquias


absolutas de direito divino.

• Economicamente: corresponde ao
desenvolvimento do capitalismo comercial
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME

A sociedade de ordens ou estados no Antigo Regime:


 assentava no privilégio e
no nascimento;

 a estrutura social era


garantida pelo absolutismo
régio de direito divino.

Primeiro estado Segundo estado Terceiro estado


clero nobreza povo
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
No topo [segundo o Traité des Ordres et Simples Dignités, de Charles Loyseau de 1610] está a ordem
eclesiástica, o clero, porquanto de direito os Ministros de Deus devem conservar a primeira posição de
honra. Em seguida, a nobreza, seja antiga gentileza e imemorável proveniente das antigas raças, seja a
nobreza de dignidade proveniente dos ofícios ou dos domínios senhoriais que conferem os mesmos
privilégios. Por fim, o Terceiro Estado, que abrange o resto do povo. […] Cada uma das ordens principais
tem a sua hierarquia descendente. Cada ordem tem a sua marca particular, isto é, os seus símbolos
sociais […]. Prerrogativas de honra, o título e a posição, os antenomes cuja hierarquia é precisa e […]
surpreendente. […] Enfim, cada ordem deve manter-se na sua posição.

Pierre Chaunu, A Civilização da Europa Clássica, vol. I, Editorial Estampa, Lisboa, 2ª ed., 2009, pp. 296-298.

Apresente cinco características da sociedade europeia entre os séculos XVI e XVIII


 Sociedade tripartida, composta por três grupos sociais: clero, nobreza e povo (Terceiro Estado).
 Cada ordem desempenha uma função específica: o clero reza, a nobreza combate e o Terceiro Estado trabalha.
 O clero surge como a primeira de entre as três ordens, seguido da nobreza e, por fim, do Terceiro Estado.
 O clero e a nobreza fazem parte dos privilegiados e distinguem-se pela riqueza, pela posse da terra e dignidades
associadas à sua condição.
 O Terceiro Estado compunha o grupo dos não privilegiados, vivendo sobrecarregado pelos impostos e pelo
pagamento de direitos senhoriais.
 A burguesia constituía uma categoria social diferente no interior do Terceiro Estado, distinguindo-se pela sua
riqueza e maior dignidade consequência de um estatuto mais elevado.
 Cada ordem apresenta diferentes categorias no seu interior.
 Cada ordem revela distinções de honra de acordo com o estatuto que lhe é inerente.
 As ordens devem manter a sua posição e as prerrogativas inerentes.
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME

Cada ordem tinha o seu estatuto O rei era o garante da ordem social.
e função definidas pela lei.
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
A hierarquização social
As três ordens:
• o clero
• a nobreza
• o povo (Terceiro Estado)

Ordem = Categoria social


Baseia-se em estatutos sociais
diferentes e bem demarcados

NASCIMENTO FUNÇÃO SOCIAL ESTATUTO JURÍDICO


- de sangue, ou de linhagem; diversificada e categorizada: diversificado e define:
- enobrecidos pelos feitos, - com maior prestígio; - os deveres (obrigações);
pelo favor ou privilégio régio; - com pouco prestígio; - os privilégios;
- origem plebeia (povo). - sem prestígio. - as isenções;
- as imunidades;
- o acesso a cargos;
- o comportamento;
- o vestuário.
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME

Lagnet-Guérard, O nobre e o camponês


ou a ‘aranha e a mosca’, século XVII.
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME

1 2

8
 Identificar os elementos que
podemos destacar 3
• (de 1 a 12).
10
4
 Descrever os elementos 9
destacados. 7
5
11
 Interpretar o significado de
cada um desses elementos. 12
6
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
O nobre [privilegiado] e o
camponês [não privilegiado]
Quais as personagens
representadas na gravura?
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
Analisar uma gravura/caricatura.
Quais os atributos que distinguem
o nobre com um estatuto superior?
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
Analisar uma gravura/caricatura.
Quais os atributos que identificam
o camponês com um estatuto de
dependência em relação ao nobre?
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME

Qual o significado desta gravura?

Pode ser considerada uma alegoria?

Há uma crítica presente na forma


de representar as personagens
e a situação?

O autor pretendia criticar a


sociedade que estava a representar
na gravura?
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
O autor pretendia transmitir
uma mensagem muito clara.

O AUTOR REPRESENTOU AS
PERSONAGENS, CARACTERIZADAS
COM ELEMENTOS DISTINTIVOS?

Quais os elementos que levam o


observador a descobrir, de imediato,
a quem se refere ?
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
Quais os elementos que levam o
observador a descobrir, de imediato,
a quem se refere ?

• a representação das personagens:


• os chapéus
• o vestuário
• o olhar
• o cabelo
• as mãos

• a postura das figuras;

• as características físicas e de
expressão psicológica.
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
Quanto mais se tem, mais se quer ter! Este pobre traz
tudo, milho, frutas, dinheiro, verduras! Este grande
senhor sentado, está preste a tudo receber! Nem
Para ser mais explícito o autor sequer quer dar a doçura de um olhar

usou legendas que ajudam o


A aranha na sua teia limita-se
observador a refletir sobre o tema na armadilha (nobre) A mosca voa
(trabalha)
a capturar o produto do
representado trabalho do camponês

A todos os senhores
A gravura revela uma representação todas as honras
É preciso
exagerada dos elementos com o intuito pagar ou Magro como um galgo
de fazer uma crítica social. aceitar (cão)

O nobre é a aranha e o Quanto mais o diabo tem,


camponês a mosca mais ele quer
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
Quanto mais se tem, mais se quer ter! Este pobre traz
tudo, milho, frutas, dinheiro, verduras! Este grande
senhor sentado, está preste a tudo receber! Nem
É representada a desigualdade sequer quer dar a doçura de um olhar

entre as ordens sociais através da


A aranha na sua teia limita-se
dependência manifestada entre o na armadilha (nobre) A mosca voa
(trabalha)
a capturar o produto do
camponês e o nobre. trabalho do camponês

O nobre: A todos os senhores


todas as honras
É preciso
• Pertencia à segunda ordem social pagar ou Magro como um galgo
privilegiada. aceitar (cão)

• Está sentado numa cadeira:


o na mão tem um bastão,
à maneira de cetro, que simboliza o seu
poder e a sua autoridade;
o o seu vestuário é colorido e cuidado;
o o seu olhar é indiferente;
o limita-se a controlar o que lhe é devido e
apresentado pelo camponês.

O nobre é a aranha e o Quanto mais o diabo tem,


camponês a mosca mais ele quer
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME
Quanto mais se tem, mais se quer ter! Este pobre traz
tudo, milho, frutas, dinheiro, verduras! Este grande
senhor sentado, está preste a tudo receber! Nem
É representada a desigualdade sequer quer dar a doçura de um olhar

entre as ordens sociais através da


A aranha na sua teia limita-se
dependência manifestada entre o na armadilha (nobre) A mosca voa
(trabalha)
a capturar o produto do
camponês e o nobre. trabalho do camponês

O camponês: A todos os senhores


todas as honras
É preciso
• Pertencia à terceira ordem social, não pagar ou Magro como um galgo
privilegiada (Terceiro Estado ou povo). aceitar (cão)

• É representado de pé: na mão tem uma


bolsa com as moedas do imposto; na outra,
tem um cesto com legumes, para além de
um saco de milho (tributos em géneros).
• Debaixo do braço tem o chapéu, pois não
podia tê-lo na cabeça, em frente do senhor
e apresenta-se semicurvado.
• O seu vestuário é mais simples; parece
amedrontado; pode ser comparado ao
galgo magro, pois o cão simboliza a
obediência e a fidelidade. O nobre é a aranha e o Quanto mais o diabo tem,
camponês a mosca mais ele quer
A SOCIEDADE DO ANTIGO REGIME

Interesses relacionados