ESCOLA SECUNDÁRIA DA CIDADE ALTA NACALA-PORTO

11a CLASSE

TRABALHO DE FILOSOFIA

TEMA:

VENDA E UTILIZAÇÃO DE ÓRGÃOS HUMANOS

AUTOR: Domínico Aidão

DOCENTE: Prof. Eusébio César Vaquina

NACALA-PORTO, Abril de 2012

.O que é o tráfico de órgãos humanos? …………………………………. CONTEXTO E QUESTÃO …………………………………………….2....Transplantes ilegais de órgãos …………………………………. compra e venda de órgãos humanos ………………………….1.Objectivo Geral ………………………………………………………….1.1. 2.Políticas sobre o tráfico de órgãos em Moçambique ……………………. INTRODUÇÃO 1 Filosofia 11a Classe Pesquisa Bibliográfica – Venda e Utilização de Órgãos Humanos .2. 2.Índice 1- INTRODUÇÃO ………………………………………………………… 1. 2 2 2 2 2 2 3 3 4 5 6 6 2- 34- 1..2. CONCLUSÕES …………………………………………………………..1. 2.Dignidade humana e o tráfico de órgãos ………………………………… 2.. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ………………………………….2.Objectivos Específicos ………………………………………….3.4.. 1..Utilização de órgãos em curandeirismos e feitiçaria …………….1. 2.Utilização.. 2..

a globalização pode gerar uma situação 2 Pesquisa Bibliográfica – Venda e Utilização de Órgãos Humanos Filosofia 11a Classe . constituem os motivos mais evidentes para o qual é feito o tráfico de órgãos no mundo. CONTEXTO E QUESTÃO 2. para fins de exploração. de engano. Essa fluidez demográfica traz consequências como trocas comerciais e conhecimento. o intercâmbio de tecnologias e a migração de pessoas para os mais diversos lugares.1. o sair da pobreza e a estabilização financeira e económica. Apesar das vantagens. o tráfico de órgãos consiste no recrutamento. COMPRA E VENDA DE ÓRGÃOS HUMANOS O mundo globalizado facilita sobremaneira a comunicação entre os povos. nomeadamente sendo comprado.1. Estudar as possíveis formas de mitigar esta prática (tráfico de órgãos).1. o curandeirismo e o transplante ilegal. venda e sua utilização. constituem o alicerce e a fraqueza para a prática do crime de tráfico de órgãos humanos. 2.Na actualidade. UTILIZAÇÃO. em particular Moçambique. ou dos respectivos órgãos. transferência. vendido ou utilizado para obtenção de ganhos materiais. vários factores caracterizam o tráfico e a utilização de órgãos humanos. isto é. transporte. Onde está a dignidade humana? A procura de melhores condições de vida. de rapto. O comercialismo dos transplantes é uma política ou prática segundo a qual um órgão é tratado como uma mercadoria. Neste trabalho. Considera-se também tráfico de órgãos a oferta ou recepção por terceiros de pagamentos ou benefícios. dentre diversificados factores. 1. de abuso de autoridade ou de uma posição de vulnerabilidade. abrigo ou recebimento de pessoas (vivas ou mortas). O QUE É TRÁFICO DE ÓRGÃOS HUMANOS? [2] Por definição. Objectivos Específicos:    Identificar as causas do tráfico de órgãos humanos. em particular Moçambique. no sentido de obter o consentimento para uma pessoa ter controlo sobre outra pessoa. estão focalizados os motivos para os quais são traficados os órgãos. no que diz respeito a compra.1. 1. Objectivo Geral:  Estudo bibliográfico do tráfico de órgãos humanos. Balancear as causas com a veracidade para o qual os factos são alegados. por intermédio de ameaça ou uso de força ou por quaisquer outra forma de coacção.2. através da remoção de órgãos para transplante ou outras aplicações obscuras. de fraude. que ajudam no desenvolvimento dos povos das diversas regiões e países. 2.

onde a vítima doadora.2. por sua vez pobre é enganada a extrair os seus órgãos em troca duma determinada quantia de dinheiro [3] [4]. para as comunidades tradicionais. para além das pessoas serem escravizadas. com pouca instrução formal. 2. que não dispõem de condições dignas de sobrevivência. Em vários casos reportados. segundo TORRES. analisou a forma de conservação e métodos de transporte de órgãos e partes do corpo humano depois da sua extracção. envergonhados e algumas vezes sem poder trabalhar [4]. 2007 [6]. ao descobrir-se que a organização criminosa enviava cidadãos brasileiros para a África do Sul. não chegam a receber o dinheiro prometido e ainda carregam sérios problemas de saúde. onde eram operados e tinham seus órgãos extraídos e vendidos para compradores estrangeiros. relatam-se motivos dados a efeitos de feitiçaria ou curandeirismo. reflectem situações em que pessoas pobres doam seus órgãos com a intenção de ter os meios mínimos de sobrevivência digna [3] [4]. Transplantes ilegais de órgãos O transplante ilegal constitui um dos meios do tráfico de órgãos. doadores. isto é. utilizam os órgãos humanos para efeitos associado a "práticas tradicionais prejudiciais". tidas como traficantes de seres humanos. intermediários e compradores. 2. Muitas vezes estes que vendem (doadores) de forma consentida os seus órgãos. mulheres. como é o caso de Moçambique. O tráfico de órgãos também passa nessa rota. O grupo de pessoas sujeitas a “ofertas de compra” de órgãos. até homens adultos) para efeitos de extracção de órgãos. compra e venda de órgãos humanos. constatou que nenhum dos métodos de transporte utilizados pelos supostos traficantes de órgãos humanos é conducente ao transplante [1] [5].1. foi desfeita e incriminada. Utilização de órgãos em curandeirismo e feitiçaria Em comunidades mais tradicionais.2. Na maioria dos casos verificam-se situações de enganos. Uma pesquisa feita pela Liga dos Direitos Humanos (LDH) de Moçambique em 2009. são traficadas (crianças.2.complexa que impede o controlo efectivo do que é trocado em suas rotas [6]. e não a transplantes [1] [5]. que os deixam deprimidos. em 2003. O curandeirismo e o transplante ilegal constituem a causa da utilização. O tráfico de órgãos é associado ao tráfico de pessoas. Num exemplo concreto. se concentra em classes de baixa renda – normalmente desempregadas. 3 Pesquisa Bibliográfica – Venda e Utilização de Órgãos Humanos Filosofia 11a Classe . tem sido perpetuado por uma quadrilha de médicos criminosos. Na maioria dos casos. uma quadrilha com organização sofisticada e actuando de forma contínua. Há situações no mundo actual de empresas que são desmanteladas. para os ricos são dados os motivos de transplante. compra de órgão bom par substituir o de mal funcionamento [1] [5]. em particular a feitiçaria.

dois indivíduos foram condenados a 20 anos de prisão por castração de órgãos genitais e visuais de um menor em Morrumbala. As pessoas tentam. Alguns exemplos de casos que chocaram o país (Moçambique) [5]:   Em Abril de 2010.3. susceptíveis às ofertas dos feiticeiros para melhorarem a saúde e/ou as condições financeiras. Em Agosto de 2010. como um fim e nunca como um meio” que constitui como um dos desdobramentos do imperativo categórico deste filósofo. sublinha o relatório publicado pela LDH [1]. a língua. As vítimas de mutilação são preferencialmente crianças. criar uma medicina tradicional poderosa. tanto na tua pessoa como na pessoa de outrem. 4 Pesquisa Bibliográfica – Venda e Utilização de Órgãos Humanos Filosofia 11a Classe . o primeiro como um valor de mercado e o segundo como um valor moral ligado à pessoa. Estão. 2007 kantiana sobre a regra moral. na província da Zambézia. DIGNIDADE HUMANA E O TRÁFICO DE ÓRGÃOS [6] [6] Segundo a dissertação TORRES. ajudar as pessoas a progredir economicamente ou prejudicar os seus inimigos. uma idosa traficante de órgãos humanos foi detida na posse do pé do neto na província de Tete.   2. noutros casos a mutilação ocorre depois do assassinato [5].Um estudo desta instituição de defesa dos direitos do homem em Moçambique apurou que os órgãos e partes de corpos. Nenhum destes métodos de transporte é conducente para o transplante dos órgãos humanos. na cidade de Lichinga. Algumas das vítimas sobrevivem aquando da extracção de órgãos ou de partes do corpo. cidade de Chimoio. os “órgãos mais visados costumam ser a vista. em Moçambique. Em Outubro de 2010. curar doenças. são transportados de diferentes formas: em sacos. Em Dezembro de 2010. na bagageira de carros. no alcance dos seus propósitos. província de Niassa. ou dentro de panelas. Dentre outras comunidades. com órgãos (testículos e olhos) amputados e a cabeça esquartejada para ser retirado o cérebro. o objectivo para o qual se faz o uso de partes do corpo humano é. Kant diferencia duas formas de valores: o preço e a dignidade. os lábios e as partes genitais. como por exemplo. mas também acontece em adultos. . escondidos dentro de caixas com carne. depois de extraídos. portanto. desesperadamente. das frustrações e pobres condições de vida a elas associadas. no bairro Mudzingaze. Nos mais pequenos. sair da pobreza. embrulhados em folhas de árvores. reflecte a dignidade humana através da perspectiva “Age de tal maneira que sempre trates a humanidade. um cadáver de um indivíduo de sexo masculino foi encontrado na linha férrea. indivíduos foram indiciados de terem castrado um jovem de 16 anos.

até de matar. que merece a atenção de todos. essa finalidade é ainda mais exagerada. tal como se fosse uma mercadoria e não algo intrínseco à própria humanidade daquele que é vitimado. O vitimado é considerado como coisa e não como pessoa. No tráfico de órgãos. até então.Com relação ao tráfico de seres humanos. Os traficantes se aproveitam da precariedade económica e educacional para violar sua dignidade e submetê-lo à situação semelhante da coisa que tem seu preço fixado pelo mercado. o que de certa forma. no país a criminalização do tráfico de órgãos humanos tem sido omissa. A dignidade deste indivíduo é violada quando é posto um preço em parte de seu ser indisponível e ligado organicamente à sua própria integridade psicofísica. O tráfico de pessoas. 2. É um atentado ao princípio da solidariedade e da integridade psicofísica. afirma que. principalmente o de órgãos. Sugere-se no entanto. a Presidente da Liga dos Direitos Humanos em Moçambique. POLÍTICAS SOBRE O TRÁFICO DE ÓRGÃOS EM MOÇAMBIQUE A extracção de órgãos humanos é uma realidade extremamente séria. etnia e sociedade que tolere que um feiticeiro instigue à morte e extracção de órgãos humanos para fins inconfessos. incentiva a sua prática. 3. verdadeira derrogação da moralidade e que afasta o nível mínimo de civilização já atingido pela Humanidade. já que é visível que uma parte do corpo de uma pessoa é vendida por um preço. Segundo o jornal A Verdade do dia 4 de Agosto de 2011 [5]. não há cultura. O problema de Moçambique. As pessoas são capazes de tudo pelo dinheiro. considerando que. o que se passa é justamente a utilização do homem como um meio e não como o fim de aprimoramento da humanidade em geral. CONCLUSÕES 5 Pesquisa Bibliográfica – Venda e Utilização de Órgãos Humanos Filosofia 11a Classe . Há apenas uma lei de tráfico de pessoas no geral [5]. que servem como substrato do valor jurídico da dignidade humana. é uma indisfarçável e completa violação à dignidade. não teríamos linchamentos contra alegados autores [5]. que seja criada uma lei severa que considere o portador de órgãos humanos e os instigadores desta prática como autores morais.4. continua a residir na falta de políticas e programas que combatam especificamente o fenómeno. Se as comunidades moçambicanas aceitassem essas práticas.

AFRICANIDADE (2009). Consult.JORNAL A VERDADE. a pobreza (aos que querem ganhar muito dinheiro) e o bem-estar (aos ricos que querem sobreviver dor órgãos dos pobres) motivam fortemente a prática. 13 de Abril de 2012.Os traficantes e utilizadores de órgãos humanos são materializados pela sua falta de moralidade. disponível em http://biodireitomedicina. Moçambique: Tráfico de órgãos humanos está associado a feitiçaria. Falta de lei(s) contribui para tráfico de órgãos humanos. Caetano A.com/category/trafico-de-orgaos-humanos/ [4]. Consult.unesco. Consult.verdade.COIMBRA. Tráfico de pessoas em Moçambique: causas e principais recomendações. 4. (2011). Consult. Pontífica Universidade Católica.TORRES.africanidade. nunca visto na história. Factores como a ignorância (aos conservadores dos rituais tradicionais). Celso G. O Tráfico de seres humanos e de órgãos em Moçambique. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS [1]. disponível em http://www. (2007). disponível em http://www.org/shs/humantrafficking [3]. 13 de Abril de 2012. (2006). Celso G.com/articles/2160/1/MoAambique-TrAfico-deArgAos-humanos-estA-associado-a-feitiAaria/Paacutegina1.mz/nacional/21330-falta-de-leis-contribuipara-trafico-de-orgaos-humanos [6]. Tráfico de órgãos humanos e crime organizado: sob ótica de tutela dos direitos humanos.COIMBRA. para desincentivar a utilização ilegal e mituosa de órgãos humanos. Lea et all.html [2].wordpress.co. Rio de Janeiro – Brasil. Consult. 13 de Abril de 2012.com/category/trafico-de-orgaos-humanos/ [5]. (2012). disponível em http://biodireitomedicina.wordpress. 13 de Abril de 2012. disponível em http://www. Precisam-se de políticas severas em Moçambique e no mundo em geral. (4 de Agosto 2011). 6 Pesquisa Bibliográfica – Venda e Utilização de Órgãos Humanos Filosofia 11a Classe . O Tráfico de órgãos: um grotesco tipo de exploração de humanos. pois todos os seres humanos são iguais em dignidade e esta é ontologicamente diversa do preço que atribuímos às mercadorias. De maneira alguma se pode aceitar que pessoas tenham sua dignidade ofendida.BOAVENTURA. UNESCO. 13 de Abril de 2012.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful