LÍQUIDOS INTRA E EXTRACELULARES

1. INTRODUÇÃO
- Homeostasia Manutenção de volume relativamente constante e composição estável dos líquidos corporais - Volume e composição dos líquidos Sistema digestivo Urinário

2. EQUILÍBRIO ENTRE INGESTÃO E EXCREÇÃO DE LÍQUIDOS
2.1. Ingestão diária de água Fontes de água Variável entre indivíduos Variável no mesmo indivíduo Síntese através da oxidação de carboidratos

Perda insensível Evaporação pelo trato respiratório Difusão pela pele Involuntária Contínua .2. EQUILÍBRIO ENTRE INGESTÃO E EXCREÇÃO DE LÍQUIDOS 2. Perda diária de água corporal A perda contrabalancea o ganho .2.

Perda diária de água corporal A perda contrabalancea o ganho . EQUILÍBRIO ENTRE INGESTÃO E EXCREÇÃO DE LÍQUIDOS 2.2.Sudorese Varia com a atividade física e temperatura ambiente .Urina Controle renal preciso .2.Fezes Pequena quantidade perdida Diarréias .

2.Volume de líquidos contidos no interior das células .Comunicação pelos poros permeáveis dos capilares. Compartimento do líquido extracelular .3.20% do peso corporal .1. COMPARTIMENTOS DOS LÍQUIDOS CORPORAIS 3. .Constituídos pelo líquido intersticial e plasma . Compartimento do líquido intracelular .40 % do peso total 3.Ambos com mesma composição .

3.3. COMPARTIMENTOS DOS LÍQUIDOS CORPORAIS 3.Sangue Líquido extracelular (plasma) Líquido intracelular (eritrócitos) .Compartimento líquido separado Sangue contido em compartimento próprio Sistema circulatório . Volume sanguíneo .

COMPARTIMENTOS DOS LÍQUIDOS CORPORAIS 3.3.8% do peso corporal .HEMATÓCRITO Fração do sangue Eritrócitos: 38 a 42% . Volume sanguíneo .3.60% do sangue é plasma .

.

.

.

.

4.K e P: grandes quantidades .Células com grandes quantidades de proteínas . Intracelular .Mg e Sulfato: quantidades moderadas . CONSTITUINTES DOS LÍQUIDOS INTRA E EXTRACELULAR 4.Ca: quase nenhum .Íons Na e Cl: pequenas quantidades .Membrana celular seletiva Separa LI do LE Permeável à água Impermeável a outros eletrólitos .1.

Íons Na e Cl: grandes quantidades .Ca.Separados apenas pelos capilares .Bicarbonato: quantidade razoavelmente grandes . Mg e P: pequenas quantidades . Líquido extracelular .Regulada da composição: rins .2.Líquido intersticial e plasma (semelhantes) .4. CONSTITUINTES DOS LÍQUIDOS INTRA E EXTRACELULAR 4.Diferença apenas na concentração das proteínas plasmáticas (membranas pouco permeáveis as proteínas) .

.

Na / CL ≠ Ca K/P Na / CL Ca / Mg / P ± Mg .

Região onde ela exista em alta concentração.Difusão efetiva de água .1.Quanto maior a concentração de solutos menor é a concentração de água . Osmose . PRÍNCIPIOS BÁSICOS DE OSMOSE E PRESSÃO OSMÓTICA 5. para uma região em que esta concentração seja menor .5.

Membrana celular: permeável à água e praticamente impermeável aos solutos SITUAÇÕES A: Maior concentração de soluto fora da célula Célula perde água B: Maior concentração de soluto dentro da célula Água difunde-se do interstício para o interior da célula .5. PRÍNCIPIOS BÁSICOS DE OSMOSE E PRESSÃO OSMÓTICA 5. Osmose .1.

PRÍNCIPIOS BÁSICOS DE OSMOSE E PRESSÃO OSMÓTICA 5. Pressão osmótica (PO) .Quantidade precisa de pressão necessária para impedir à osmose é denominada PO .2.A osmose através de membranas pode ser impedida pela aplicação de um pressão em sentido oposto à osmose .5.

.

9% e glicose a 5% .Solução hipotônica Menor concentração de solutos em relação à célula Migração de água para dentro da célula Intumescimento da célula .6. EQUILÍBRIO OSMÓTICO ENTRE LI E LE .Solução isotônica Concentrações de água dentro e fora da célula são iguais Não há transporte de água Cloreto de sódio a 0.

Solução hipertônica Concentração de solutos maior do que a célula Água flui para fora da célula Célula contraída . EQUILÍBRIO OSMÓTICO ENTRE LI E LE .6.COM O TRANSPORTE DE ÁGUA ENTRE AS MEMBRANAS O EQUILÍBRIO OSMÓTICO É ALCANÇADO RAPIDAMENTE .

.

.

.

verifica-se permanência de excesso de água . ADMINISTRAÇÃO DE SOLUÇÕES COM FINS NUTRICIONAIS .Depois da metabolização da substância.Glicose .Soluções são amplamente empregadas com o intuito nutricional .Concentrações de substâncias osmoticamente ativas são ajustadas .Rins excretam o excesso na forma de urina diluída .7.

EDEMA .Mais comum no compartimento extracelular.8. porém ocorre também no intracelular .Presença de líquidos em excesso nos tecidos corporais .

.

.

.

 .0884/0E:.071.709. /:J/.08843.43. $%#@ $ &@ $  $&%# $ $4:0884./.480 43.8 0548/.2039002570.-4.08/08:-893. #380.1472.848249. 805072.25../0:73.20390 .9.  ./00....071.240.884.8:-893.8.:89..209. .424 39:943:97./...3H3.0397.4/. .

8../0J6:/48020../48 .7  547F24.47709.0:.425.47547.088434890.7 .0:.  !70803.8 .7920394097.42:234.2-F234397.