Você está na página 1de 2

Vivendo a misso como Jesus

Lucas 8.1-3
Sempre precisamos de modelos para seguir. Alis, ns nos
desenvolvemos como pessoas, profissionais e at como discpulos de
Jesus imitando algum. Via de regra, so pessoas mais experientes e
preparadas, que j vivenciaram muitas coisas e que possuem muito a
ensinar. Quando falamos sobre a misso que temos como igreja,
poderamos citar vrios nomes de homens de Deus que marcaram a
histria: o apstolo Paulo, Patrcio da Irlanda, John Huss, Ashbel
Simonton, John Stott, etc. Estas so algumas pessoas que so
modelos a serem imitados. Porm, h um detalhe: todos eles eram
homens pecadores.
Se queremos um modelo perfeito a imitar no viver a misso de
Deus, este algum Jesus. Talvez voc diga: mas, assim, estaremos
nivelando por cima. Eu quero lembrar a voc, que Jesus o
exemplo da perfeita humanidade. Se buscamos a excelncia em
nosso relacionamento com Deus, Jesus deve ser sempre o modelo a
ser imitado. Neste sentido, o texto de Lucas 8.1-3 tem muito a nos
ensinar.
Primeiramente, ele nos ensina que Jesus tinha uma estratgia
clara, dividida em duas partes: 1) ele ia at as pessoas e 2) ele
compartilhava o evangelho do Reino com estas pessoas. Jesus no
era

adepto

do

esperar

as

oportunidades.

Jesus

criava

as

oportunidades indo at as pessoas (v.1). Por cada cidade e aldeia, ele


andava. Ele no estava trancado numa sinagoga ou num escritrio.
Ele estava ao lado das pessoas e compartilhava com elas as boas
notcias do Reino de Deus. Ele dizia para as pessoas como era bom
poder desfrutar do cuidado de Deus, da obedincia sua vontade e
da alegria por sua glria.
Em segundo lugar, o texto nos ensina que Jesus acolhia em sua
misso as pessoas que aceitavam a mensagem do evangelho do
Reino. Observe que eram pessoas diferentes umas das outras, com

condio social e financeira diferentes, alm de exercerem funes


diferentes (cf. 1-3). Jesus no estava sozinho na misso, havia gente
fisicamente presente ao lado dele, mas tambm, havia aquelas
pessoas que abenoavam financeiramente o ministrio dele. E, ele
aceitava ambos da mesma maneira.
O exemplo de Jesus nos chama misso: estando com pessoas,
compartilhando com elas a mensagem do evangelho do Reino e as
chamando para participar conosco da misso. Todos os que o
seguiram, mesmo em suas imperfeies, fizeram isto. Logo, no deve
ser diferente conosco.
Que Deus nos ajude a viver a sua misso como Jesus viveu. E,
que assim, o conhecimento da glria de Deus cubra a terra, como as
guas cobrem o mar (Hb 2.14).
Gladston