P. 1
Normas e Rotinas Operacionais Do

Normas e Rotinas Operacionais Do

|Views: 92.394|Likes:
Publicado porserip25898

More info:

Published by: serip25898 on Mar 12, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/31/2015

pdf

text

original

Para a realização desse exame, as fezes são recolhias em recipiente próprio e
estéril e entregues ao laboratório num período Maximo de 2 horas após a coleta.
No setor, com uma alça de platina, é coletado uma porção das fezes e colocada
em caldo selenito, que vai à estufa a 37º C por um período de 24 horas. Após este
período, com uma alça de platina, recolhe-se parte desse caldo e semeia-se em estufas
a 37ºC por 24 horas. Havendo crescimento, faz-se o Gram e as provas bioquímicas
pertinentes conforme o esquema abaixo:

FEZES

CALDO SELENITO

BEM

SS

GRAM

COCCOS

BACILOS

NEG

POS

NEG

POS

Tubo Rugai

Sem importancia

Tubo Rugai

Calase

TSI

clínica,
provavelmente

TSI

VM, VP

Mili

contaminação

Mili

Plasmaco

Citrto

Citrato

Halo de
hemólise

(R) a 6,5% NaCI
(R) à penicilia

(S) a 6,5% NaCI
(S) à penicilia

Indol

Indol

Nitrito
TSI

•Citrato + = meio torna-se azul

•TSI – H2 S + = meio torna-se negro;

- Gás ++ aparecimento de bolhas no meio;
- Lactose += A/A ou A/K

K= alcalina=vermelho

(+)= K/K

A= ácido=amarelo

•Mili – motilidade ++ observa-se o caminho da bactéria no local da picada;

- lisina += o meio torna-se amarelo;
- indol += o reativo de Kovacs torna-se vermelho

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->