Você está na página 1de 6

QUESTÃO 1

Acerca do concurso de pessoas, assinale a opção correta.

A. Por preceito penal, comunicam-se as circunstâncias e as condições de caráter pessoal


(de natureza subjetiva), salvo quando elementares do crime.
B. Para que as circunstâncias objetivas se comuniquem, é necessário que o partícipe
delas tenha conhecimento.
C. As circunstâncias objetivas se comunicam mesmo quando o partícipe delas não tenha
conhecimento.
D. As circunstâncias objetivas nunca se comunicam.

Resposta: "B"

QUESTÃO 2

O nexo de causalidade entre a conduta e o resultado integra o fato típico. Há quem


admita a existência de crime sem resultado nas hipóteses de todos os crimes
A. plurissubjetivos.
B. materiais.
C. formais e de mera conduta.
D. complexos.

Resposta: "C".

QUESTÃO 3

Nos crimes cometidos sem violência ou grave ameaça à pessoa, a reparação do dano ou
a restituição da coisa, até o recebimento da denúncia ou da queixa, por ato voluntário do
agente, permite
A. conceder ao sentenciado benefício em sede de execução penal.
B. facultar redução de pena.
C. reconhecer circunstância atenuante genérica.
D. reconhecer causa obrigatória de diminuição de pena, que pode ser reduzida de um a
dois terços.

Resposta: "D".

QUESTÃO 4

A coação moral irresistível é causa de


A. exclusão da antijuridicidade.
B. exclusão da culpabilidade.
C. exclusão da tipicidade.
D. diminuição especial da pena.

Resposta: "B".
QUESTÃO 5

Julgue os itens seguintes.


I - Delito omissivo próprio não admite a forma tentada.
II - A imputabilidade penal começa aos vinte e um anos de idade.
III - As regras do instituto da prescrição descritas no Código Penal (CP) são aplicáveis à
Lei das Contravenções Penais e à Lei Antitóxico.
IV - O erro sobre elemento constitutivo do tipo legal de crime exclui o dolo, enquanto o
erro sobre a ilicitude do fato, se inevitável, exclui a culpabilidade.

A quantidade de itens certos é igual a : A. 1 B. 2 C. 3 D. 4


Resposta: "C".

QUESTÃO 6

Julgue os itens a seguir.


I - A condenação irrecorrível a uma pena privativa de liberdade, pela prática de um
crime culposo, implicará a automática revogação da suspensão condicional da pena
daquele que estiver gozando o seu benefício.
II - Em todos os crimes dolosos, praticados contra vítimas diferentes, em continuidade
delitiva, poderá o juiz, considerando a culpabilidade, os antecedentes, a conduta social e
a personalidade do agente, bem como os motivos e as circunstâncias, aumentar a pena
de um só dos crimes, se idênticos, ou a mais grave, se diversas, até o triplo.
III - A lei determina, sucessivamente, três etapas para o cálculo da pena privativa de
liberdade: fixação da pena base; consideração de circunstâncias atenuantes e agravantes;
aplicação de causas de diminuição e de aumento.
IV - O tempo de cumprimento das penas privativas de liberdade não poderá ser superior
a trinta anos.

A quantidade de itens certos é igual a: A. 1 B. 2 C. 3 D. 4


Resposta: "B".

QUESTÃO 7

Acerca do estado de necessidade, assinale a opção incorreta.


A. estado de necessidade justificante exclui a ilicitude do fato e possui previsão legal,
tanto na parte geral como na parte especial do CP.
B. estado de necessidade defensivo ocorre quando o ato necessário se dirige contra a
coisa de que promana o perigo para o bem jurídico ofendido.
C. estado de necessidade agressivo se verifica quando o ato necessário se dirige contra
coisa diversa daquela de que promana o perigo para o bem jurídico.
D. Não é possível o reconhecimento de estado de necessidade recíproco.

Resposta: "D".
QUESTÃO 8

A respeito do tema reincidência, assinale a opção incorreta.


A. Não haverá reincidência se o agente, condenado definitivamente por uma
contravenção penal, praticar um crime.
B. Não haverá reincidência se o agente, condenado definitivamente por uma
contravenção praticada no Brasil, cometer outra contravenção no Brasil.
C. A sentença que conceder perdão judicial não será considerada para efeitos de
reincidência.
D. A reincidência interrompe a prescrição.

Resposta: "B".

QUESTÃO 9

Um indivíduo, notabilizado pela prática de furto de veículos, logo após ter furtado um
deles, conduzia-o em alta velocidade em uma via pública quando, de forma culposa,
acabou por atropelar e matar um transeunte. Relativamente à conduta delituosa, tem-se
A. concurso material.
B. concurso formal.
C. crime continuado.
D. crime progressivo.

Resposta: "A".

QUESTÃO 10

Julgue os itens abaixo.


I - A embriaguez preordenada acha-se prevista no CP como circunstância atenuante.
II - A embriaguez acidental pode, conforme o caso, excluir a imputabilidade ou ensejar
a diminuição da pena.
III - Se o sujeito cometer uma infração penal sob o efeito de embriaguez culposa, a
culpabilidade ficará excluída.
IV - Tratando-se de embriaguez fortuita incompleta, na qual o agente, ao tempo do
crime, não tivesse plena capacidade de entendimento, ao juiz será facultada a redução
da pena de um a dois terços.

A quantidade de itens certos é igual a: A. 1 B. 2 C. 3 D. 4


Resposta: "B".

QUESTÃO 11

Se Maria, agindo com "animus necandi" e utilizando-se de uma faca, produz em


Antônio determinados ferimentos, apontados no exame de corpo de delito, e Antônio
vem a falecer, não em razão das lesões produzidas diretamente por Maria, mas em
conseqüência de uma colisão envolvendo a ambulância que o transportava, a
responsabilidade penal de Maria caracteriza-se como
A. tentativa de homicídio.
B. lesões corporais seguidas de morte.
C. lesões corporais.
D. homicídio doloso.

Resposta: "A".

QUESTÃO 12

João foi denunciado pela prática de seguidos estupros e atentado violento ao pudor,
tendo sido verificada nos autos sua inimputabilidade, bem como a veracidade da
acusação formulada em juízo. João, como sanção penal,
A. receberá uma pena reduzida de um a dois terços, podendo tal pena ser substituída por
medida de segurança, conforme o sistema vicariante.
B. receberá uma medida de segurança, consistente em internação em hospital de
custódia e tratamento psiquiátrico.
C. receberá, além da pena relativa à prática do crime, uma medida de segurança.
D. poderá receber uma medida de segurança consistente em tratamento ambulatorial.

Resposta: "B".

QUESTÃO 13

Quanto ao momento consumativo, à forma de ação, ao número de agentes e ao


resultado, o crime de roubo pode ser classificado, respectivamente, como
A. instantâneo, comissivo, plurissubjetivo e formal.
B. permanente, comissivo, unissubjetivo e material.
C. instantâneo, omissivo, plurissubjetivo e formal.
D. instantâneo, comissivo, unissubjetivo e material.

Resposta: "D".

QUESTÃO 14
Assinale a opção cujo enunciado não corresponde a entendimento jurisprudencial
consagrado em súmulas de tribunais superiores.
A. No crime de estupro praticado mediante violência real, a ação penal é pública
incondicionada.
B. Há crime de latrocínio, quando o homicídio se consuma, ainda que não realize o
agente a subtração de bens da vítima.
C. crime de extorsão consuma-se com a obtenção da vantagem indevida.
D. Quando o falso se exaure no estelionato, sem mais potencialidade lesiva, é por este
absorvido.

Resposta: "C".

QUESTÃO 15
Julgue os itens que se seguem.
I - O roubo distingue-se da extorsão, pois no roubo a subtração da coisa é feita pelo
agente, enquanto que na extorsão o apoderamento do objeto material depende da
conduta da vítima.
II - A distinção entre roubo próprio e impróprio reside no momento em que o sujeito
emprega a violência ou grave ameaça contra a pessoa; no roubo impróprio, a violência
ou grave ameaça é exercida após a subtração do objeto material para assegurar a
impunidade do crime ou a detenção da coisa, enquanto que, no roubo próprio, a
violência ou grave ameaça é empregada de forma a permitir a subtração.
III - Tanto na extorsão como no constrangimento ilegal, o sujeito emprega violência ou
grave ameaça contra a vítima, no sentido de que faça ou deixe de fazer alguma coisa. A
diferença está em que, no constrangimento ilegal, o sujeito ativo deseja que a vítima se
comporte de determinada maneira, sem pretender com isso obter indevida vantagem
econômica. Na extorsão, ao contrário, o constrangimento é realizado com o objetivo
expresso de obter indevida vantagem econômica.
IV - O furto mediante fraude distingue-se do estelionato pelo modo que é utilizado o
meio fraudulento; no furto mediante fraude, o agente ilude a vigilância do ofendido,
que, por isso, não tem conhecimento de que o objeto material está saindo da esfera de
seu patrimônio e ingressando na disponibilidade do sujeito ativo. No estelionato, ao
contrário, a fraude visa permitir que a vítima incida em erro. Por isso, voluntariamente o
ofendido se despoja de seus bens, tendo consciência de que eles estão saindo de seu
patrimônio e ingressando na esfera de disponibilidade do autor.

A quantidade de itens certos é igual a: A. 1 B. 2 C. 3 D. 4


Resposta: "D".

QUESTÃO 16

Os requisitos exigidos para a tipificação do crime de associação para fins de tráfico de


drogas incluem a existência de
A. permanência, estabilidade, notoriedade e segurança dos membros associados.
B. quatro co-autores que se conheçam e que tenham consciência de integrar a sociedade.

C. várias pessoas que se associem de forma momentânea para a prática de diversos


crimes.
D. duas ou mais pessoas, acordo de parceiros, vínculo associativo e finalidade de
traficar tóxicos.

Resposta: "D".

QUESTÃO 17
Acerca das causas extintivas da punibilidade, assinale a opção incorreta.
A. Sendo personalíssima a responsabilidade penal, a morte do agente faz que o Estado
perca o direito punitivo, não se transmitindo aos herdeiros qualquer obrigação de
natureza penal.
B. Perdão é o ato unilateral pelo qual o ofendido ou seu representante legal, após
iniciada a ação penal privada exclusiva e antes do trânsito em julgado da sentença
condenatória, desiste de seu prosseguimento.
C. Perempção é a perda do direito de prosseguir na ação penal privada exclusiva já
iniciada e não encerrada em face da inércia do querelante em promovê-la de forma
adequada.
D. Prescrição é a perda da pretensão punitiva ou executória do Estado em virtude do
decurso de um determinado período de tempo sem o exercício efetivo do direito de
punir.

Resposta: "B".

QUESTÃO 18

Na prática de delitos de estupro e de atentado violento ao pudor, pode advir resultado


qualificador. Assim, se for constatada lesão corporal de natureza grave ou se houver
morte da vítima, haverá concurso material entre os crimes contra os costumes e contra a
pessoa se
A. estiver presente o dolo autônomo em relação à lesão corporal de natureza grave ou
morte.
B. existir nexo de causalidade entre a violência empregada pelo agente e o resultado.
C. as condutas delituosas forem consideradas como hediondas.
D. resultado não for procurado ou desejado pelo autor.

Resposta: "A".

QUESTÃO 19

As penas classificadas como restritivas de direitos (prestação de serviços à comunidade,


interdição temporária de direito etc.) são consideradas como
A. subsidiárias às penas privativas de liberdade.
B. penas autônomas, substitutivas das penas privativas de liberdade.
C. penas que só podem ser aplicadas se concedido o sursis.
D. penas autônomas, aplicadas cumulativamente às privativas de liberdade.

Resposta: "B".

QUESTÃO 20

Julgue os seguintes itens.


I - Para a existência do delito de receptação, é imprescindível que o fato anterior
constitua crime. Sendo simples contravenção, a receptação será feito atípico.
II - Frente ao princípio da imunidade penal absolutória, será isento de pena o neto que
cometer crime de roubo contra o avô.
III - No crime de corrupção passiva, haverá co-autoria entre o corrupto e o corruptor.
IV - Salvo disposição em contrário, a determinação ou instigação e o auxílio somente
serão puníveis se o crime chegar, ao menos, a ser tentado.

A quantidade de itens certos é igual a: A. 1 B. 2 C. 3 D. 4


Resposta: "B".