Você está na página 1de 4

OS DESENHOS COM O PERSONAGEM PATETA

Os autores das histórias tiveram inspiração fora do comum e as abordagens dos


temas são muito sutis e condizentes com a realidade do trânsito nas ruas e
rodovias". Leia mais ...
A trilogia de desenhos animados dos Estúdios Walt Disney com o personagem Pateta
representando alguns tipos de motoristas que encontramos diariamente, pode ser
considerada uma das melhores obras sobre prevenção de acidentes de trânsito.
Estes 3 fantásticos desenhos, contribuição importantíssima para a formação de
motoristas mais prudentes, apresentam regras práticas para um trânsito seguro de
modo atrativo e envolvente, proporcionando ao telespectador a sensação de estar
vivenciando a cena mostrada.

Os autores das histórias tiveram inspiração fora do comum e as abordagens dos


temas são muito sutis e condizentes com a realidade do trânsito nas ruas e rodovias.
Cabe ressaltar que os desenhos já têm mais de 40 anos.

Segue abaixo um breve resumo das obras, bem como citações e alguns comentários
a respeito:

Desenho 1 : MOTOR MANIA (1950) – autores : Dick Kinney e Milt Schaffer -


comportamento no trânsito – mostra a transformação de personalidade que uma
pessoa pode sofrer ao passar do papel de pedestre para o de motorista.
O sujeito calmo, educado e que “ NÃO É CAPAZ DE PISAR NUMA FORMIGA ”
(sr. Andante) pode transformar-se no motorista cruel e diabólico (sr. Volante) ao
dirigir um veículo.
Com apenas 5 minutos de duração, ilustra várias cenas que sempre ocorrem, tais
como :
- O motorista dono da rua, pois dirige impedindo a passagem dos outros.
- O desrespeito ‘a sinalização, tal qual na cena de acesso ‘a rodovia, motoristas
dirigindo
loucamente (apesar da sinalização informar para dirigir devagar ) e o protagonista
devido
a sua própria impaciência, ignora a preferência dos que estão na rodovia, os quais
não
estão nem aí para ele.
- A impaciência diante dos semáforos e a largada dos veículos ao estilo de uma
corrida ao
abrir o sinal.
Cabe destaque ao pedestre, o qual além de ser “ um alvo “ na mira dos Srs. Volantes
, é também vítima até no seu território : a calçada.

Desenho 2 : FOBIA DE ESTRADA (1965) (15 minutos)


autor : William R. Bosché – tipos de motoristas.
Inicia informando como foi o processo de surgimento das rodovias e aponta que as
mesmas ” possuem alguns problemas específicos e por isso são necessárias certas
REGRAS PRÁTICAS E DE CORTESIA para a mútua proteção dos motoristas “, e
finaliza:

“ Qualquer indivíduo que não as respeitar, é uma ameaça para todos “.

Latinizando o nome do motorista que o personagem Pateta representa, este desenho


aborda o comportamento inadequado em rodovias.
São apresentadas algumas cenas mostrando o procedimento errado do motorista e
em seguida como agir corretamente diante da mesma situação.
Em relação ‘a aprendizagem, esta é uma das melhores técnicas, pois ao se mostrar o
errado e posteriormente o correto, temos referências concretas de como agir diante
de diversas situações.

Os tipos de motoristas :

- MOTORAMUS TIMIDICUS - É o inseguro.

Enfoca basicamente o motorista que dirige devagar demais e seu péssimo


posicionamento na via.

“ Ele está convencido que as pessoas não deveriam correr tanto “.

“ Se ele for pela faixa da direita e não for devagar demais, não vai causar muitos
problemas.
Mas freqüentemente ele fica vagueando entre uma faixa e outra “.

“ Inseguro e supercauteloso, têm dificuldades de adaptação em rodovias “.

Exemplo disso é retratado na cena de acesso ‘a rodovia.


O Sr. Timidicus segue na faixa de aceleração e em vez de se encaixar na rodovia,
combinando a sua velocidade com os demais, acaba por parar e confundir os
motoristas que o seguem.

- MOTORAMUS AFOBATUS - É o apressado.

Você já está na velocidade máxima permitida e atrás de seu veículo está este
personagem, claro que colado e desesperadamente querendo que você abra
caminho.
Alguns exageram e piscam farol alto, buzinam ou ligam a seta de modo insistente.
Como exemplificado no desenho, ao se ver incapaz de passar um veículo, “ vai
batendo de pára-choque em pára-choque seja qual for a velocidade ou então ficam
ziguezagueando e cortando a frente dos outros “, surpreendendo-os.
É um grande causador de colisão traseira .
A questão da distância de segurança entre automóveis na mesma faixa de rolamento
é abordada com um exemplo muito bem estruturado, com destaque para a questão
do tempo de reação dos motoristas diante de um perigo e do espaço necessário para
a frenagem e a parada completa dos veículos.
Infelizmente, muitos motoristas batem ou levam batida de colisão traseira por falta
de um conhecimento técnico sobre distâncias de segurança.

- DISPLICENTUS MÁXIMUS - É o distraído.

Falta a este tipo, algo essencial : ATENÇÃO AO ATO DE DIRIGIR.

“ ... é completamente desatento a qualquer aviso, placa ou sinal, por isso, só vê a


sua saída quase depois de perdê-la e aí tem que mudar de faixa rapidamente ... “
Alguns deslizes destes motoristas ao dirigirem :

- Comer um lanche.
- Consultar mapas
- Tomar o seu cafezinho.
- Fazer a barba.

Versão comum atualmente – falar ao telefone celular.

O texto final do desenho sobre os 3 tipos acima é pura prevenção de acidentes :

“ Fuja deles, se puder. ( dica do narrador – Obs: fique afastado )


E tome cuidado para não se tornar um deles ! “ (fala do Pateta )
Desenho 3 : OS PROBLEMAS DO PATETA NA ESTRADA (1965) (15 minutos)
autor : William R. Bosché – condições adversas.

Este desenho é a continuação do desenho Fobia de Estrada e em linhas gerais


aborda a importância da manutenção do automóvel (motor - pneus - freios - direção -
suspensão e iluminação), assim como a condição mental e física do motorista.
Inicialmente é feito um comentário a respeito dos problemas específicos das rodovias
:
Esses problemas geralmente são criados pelos próprios motoristas, pois eles
desobedecem as regras de trânsito.
Em seguida mostra o precário estado de conservação de um automóvel, pois o seu
dono
( IDIOTIMUS ÚLTIMUS ) não dá a mínima para a sua manutenção :

“ O Sr. Idiotimus não tem olhado o estado dos pneus desde que comprou o carro,
logo, é claro, eles estão em frangalhos ! “

“ Ele não tem verificado o estado do motor “

“ Se o carro anda, ele simplesmente dirige sem maiores preocupações “

Em outra cena, o motorista tinha abastecido o veículo com apenas 2 litros de


combustível, pois “ isso deve me levar até lá “, o carro começa a falhar após
percorrer alguns quilômetros, e o motorista ainda tem a coragem de soltar a frase :

“ Droga de mostrador, deve estar quebrado ! “

Colocando assim a culpa no mostrador de combustível que indica tanque vazio.


Muitas pessoas, por não analisarem corretamente os fatos, colocam a culpa em
objetos !
No caso acima, é feita uma abordagem especial sobre como sinalizar um veículo
avariado.
O ponto alto do desenho é enfatizar a importância do PLANEJAMENTO ao se fazer um
deslocamento, quer para atravessar as ruas da cidade, quer para fazer uma viagem
mais longa.
Assim deve-se atentar não somente ‘as condições do veículo, mas também ‘as
condições do motorista :
DESCANSADO, SEM ÁLCOOL, ALERTA e no caso de viagens mais longas, paradas para
a recuperação de um bom estado físico e mental, bem como saber com antecedência
para onde ir, onde entrar e sair nas rodovias, evitando assim dúvidas e trajetos
equivocados.

O maior mérito desta série de desenhos é mostrar que evitar acidentes, depende
predominantemente do COMPORTAMENTO DO MOTORISTA.
A série é uma aula valiosa sobre como SOBREVIVER NO TRÂNSITO.
Seguro estará o motorista que aprender a lição !

Obs: as citações entre aspas fazem parte dos textos dos desenhos.

Autor: Luiz Ernesto de Azeredo – Engenheiro e especialista em direção defensiva


atua na área de projetos e programação de semáforos em Campinas-SP.
leazeredo@uol.com.br

RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS, caso haja interesse em publicar este artigo, seja
na mídia impressa ou na Internet, entre em contato com o autor.

“Prezado internauta:
Este artigo expressa o pensamento do autor. Caso você discorde, queira acrescentar
ou complementar, ou ainda discorrer dando outro enfoque escreva um artigo com o
mesmo título acrescentando a expressão 'Segunda visão'. Se tem alguma dúvida?
Pergunte Será um prazer receber o seu contato e dentro das possibilidades
estaremos respondendo à sua mensagem. A nossa equipe tem como meta responder
todos os e-mails que recebemos. Participe o trânsito é feito por pessoas e o Trânsito
Brasil também".