P. 1
Breve Estudo Sobre a Origem Das Igrejas

Breve Estudo Sobre a Origem Das Igrejas

|Views: 7.153|Likes:
Publicado porLuiz Warner Castro
Este estudo trata de uma pesquisa sobre a origem das igrejas cristãs, possui referências históricas e bíblicas que vão te esclarecer muito sobre a origem das igrejas cristãs de hoje em dia.
Este estudo trata de uma pesquisa sobre a origem das igrejas cristãs, possui referências históricas e bíblicas que vão te esclarecer muito sobre a origem das igrejas cristãs de hoje em dia.

More info:

Published by: Luiz Warner Castro on May 27, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/14/2013

pdf

text

original

Nos livros de história e em muitas enciclopédias encontraremos algumas notas sobre
quem foram os anabatistas. Em alguns livros são chamados de “dissidentes”, e em outros
de “seita de heréticos”. Há escritores que não querendo se comprometer com sua maioria
de leitores católicos ou protestantes, chama-os de “fanáticos religiosos”.

Observando estas poucas entre muitas referencias erradas sobre eles, podemos
analisar cuidadosamente. Eram dissidentes? Não. Dissidente é uma pessoa que se separa
de outro por algum motivo. Eles não se separaram de ninguém. Apenas não concordavam
com heresias dentro da igreja. Se uma igreja tem 20 membros. Quinze resolve mudar a fé.
Cinco permanecem fiéis. Quem dissidiu? Os quinze que estão no erro ou os cinco que
permaneceram fiéis? É evidente que dissidente é aquele que saiu daquilo que está certo e
firmado.

Chamá-los de um ajuntamento de heréticos é o mesmo que chamar os apóstolos de
heréticos. Não foram os anabatistas que mudaram de fé. Nunca foi a intenção de um
anabatista mudar aquilo que Deus ordenou. Heréticos foram os pastores e membros das
igrejas erradas, os mesmos que posteriormente foram conhecidos como católicos. Os
anabatistas não eram uma facção de cristãos. Eles eram os verdadeiros cristãos. Portanto,
seita foi a igreja - Católica - que surgiu tendo como membros indivíduos e pastores
excluídos por motivos biblicamente corretos.

Também não eram fanáticos religiosos. Seguir a Cristo como manda as escrituras
não é ser fanático, é ser discípulo verdadeiro. Discordar de heresias não é fanatismo, é zelo
pela palavra de Deus. Seria os apóstolos fanáticos? Zaqueu foi um fanático por querer fazer
a vontade de Deus? Paulo foi um fanático quando condenou a idolatria? Pedro foi um
fanático quando discordou da salvação pelas obras? De forma alguma. A maior prova de
que os anabatistas não eram fanáticos está no exemplo dos primeiros cristãos mencionados
no livro de Atos.

Podemos afirmar com certeza que os anabatistas foram os verdadeiros seguidores
de Jesus entre os anos de 225 até os anos de 1600. Homens que amavam servir a Cristo.
Eram cristãos que não concordavam com o erro grotesco de ver pessoas acreditando que o
batismo ajudava na salvação; Cristãos que não aceitavam em ver um bispo monárquico
querendo mandar no rebanho de Deus. Igrejas que tiveram a coragem de excluir do meio
cristão original as igrejas heréticas. Foram eles os autênticos sucessores dos apóstolos na
obediência a Jesus e a sua Palavra.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->