P. 1
O sistema de condução nervosa do coração

O sistema de condução nervosa do coração

|Views: 3.237|Likes:
Publicado porTácito Lima

More info:

Published by: Tácito Lima on Jun 10, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/18/2013

pdf

text

original

O sistema de condução nervosa do coração O coração é um órgão muscular, oco, que funciona como uma bomba contrátil-propulsora

, tem forma aproximada de um cone truncado, apresentando uma base, um ápice e faces (esternocostal, diafragmática e pulmonar. Ele está situado na cavidade torácica, atrás do esterno, acima do músculo diafragma sobre o qual em parte repousa, no espaço compreendido entre os dois sacos pleurais (mediastino). Por ser um órgão que funciona como uma bomba contrátil-propulsora ele possui uma atividade elétrica, intrínseca e ritma. Essa atividade é a razão dos batimentos contínuos do coração. Ela é ocasionada por um sistema de condução nervosa composto por uma série de células auto-rítmicas, ou seja, auto-excitáveis. O conjunto dessas células forma assim um tecido excitocondutor dividido em quatro estruturas interligadas morfo-funcionalmente, são essas: -o nodo sinusal, que é um aglomerado de células excitáveis especializadas, situado no extremo da região ântero-superior direita do coração, próximo a junção da veia cava superior com o átrio direito; -o nodo átrioventricular, que também se constitui num aglomerado celular excitável especializado, situado na junção entre os átrios e os ventrículos, na porção basal do septo interventricular, na região mediana do coração; -o feixe de His e seus ramos principais direito e esquerdo com suas subdivisões, que localizam-se na intimidade da estrutura muscular miocárdica, partindo da base do septo interventricular e dirigindo-se aos ventrículos direito e esquerdo, respectivamente; -o sistema de fibras de Purkinje, que representa uma rede terminal de condução do impulso elétrico a cada célula miocárdica contrátil.

Embora o impulso cardíaco possa percorrer perfeitamente todas as fibras musculares cardíacas. que transmitem os impulsos com uma velocidade aproximadamente 6 vezes maior do que o músculo cardíaco normal. e que o potencial de ação atinge o nodo atrioventricular através da sua propagação que se da nas fibras musculares cardíacas.Figura 01: Coração com estruturas formam o sistema de condução nervosa do mesmo. o coração possui um sistema especial de condução denominado sistema de Purkinje ou fascículo átrio-ventricular. Estruturas acima: SA node (nodo sino-atrial). . AV node (nodo atrioventricular). Vale salientar que este tecido vai ser responsável pela geração e condução do impulso elétrico que ativa todo o órgão para o seu funcionamento mecânico. ou fibras de Purkinje (Feixe de Hiss ou miócitos átrio-ventriculares). AV bundle (feixes do atrioventricular) e AV bundle branches ( ramos dos feixes do atrioventricular). Na figura 02 pode-se observar a diferença histológica entre as fibras do tecido especializado e as do tecido normal. composto de fibras musculares cardíacas especializadas. Sabe-se que a excitação cardíaca começa no nodo sino-atrial.

htm Volume Único Setembro – 2000 Anatomia Básica dos Sistemas Orgânicos J. Fattini . Dangelo C.pps http://vsites. G.unb. www.br/sistemacardiovascular. O controle da atividade cardíaca é feito através do vago (atua inibindo) e do simpático (atua estimulando).sogab.com.Figura 02: Corte histológico de tecido do coração. temos como exemplo a doença de chagas.br/fs/clm/labcor/resfisio. sendo possiel a comparação entre as fibras de Purkinje e as fibras cardíacas. A. Lesões deste sistema de condução nerosa atrapalham a transmissão do estímulo e conseqüentemente alteram o ritmo e o trabalho do coração.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->