P. 1
Administração cinetifica_Vantagens e desvantagens

Administração cinetifica_Vantagens e desvantagens

|Views: 3.082|Likes:
Publicado porjoseclaudioisaias

More info:

Published by: joseclaudioisaias on Jul 11, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/30/2013

pdf

text

original

(3) Administração I – Escola Clássica Administração Científica, Teoria Clássica e Burocracia 1/8 Retorno > > > http://www.joaoluiz.pro.br/AdmRP1.

htm

1

Administração Científica - Taylor

A Escola da Administração Científica representa o início da aplicação dos métodos da ciência aos problemas da Administração, principalmente através dos métodos da observação e da mensuração. A Administração Científica, iniciada pelo engenheiro norte americano Frederick Winslow Taylor (1856-1915) no início do século XX, estava voltada à eliminação do desperdício e à elevação dos níveis de produtividade através do emprego de métodos e técnicas da engenharia industrial. As indústrias na época, segundo Taylor, enfrentavam três tipos de problemas: • Vadiagem por parte dos operários reduzindo a produção a cerca de um terço do que seria a normal, para evitar a redução das tarifas de salários e proteger as vagas de emprego que poderiam ser diminuídas caso a produção fosse maior; A prática inadequada da Administração forçava os operários a proteger seus interesses através da baixa produção; Métodos empíricos utilizados nas empresas causavam o desperdício de grande parte do esforço e do tempo dos operários.

• •

1.1 Organização Racional do Trabalho
Substituir os métodos empíricos e rudimentares pelos métodos científicos utilizando os seguintes princípios: A. Análise do trabalho e estudo dos tempos e movimentos B. Estudo da fadiga humana C. Divisão do trabalho e especialização do operário D. Desenho de cargos e tarefas E. Incentivos salariais e prêmios de produção F. Conceito de “homo economicus” G. Condições de trabalho H. Padronização I. Supervisão Funcional

A. Análise do Trabalho e Estudo dos Tempos e Movimentos Análise do trabalho: divisão e subdivisão de todos os movimentos necessários à execução do trabalho, para compor uma série ordenada de movimentos simples que economizem tempo e esforço do operário; movimentos inúteis devem ser eliminados; Estudo dos tempos e movimentos: determinação do tempo médio para a execução da tarefa; ao tempo médio acrescentar os tempos de preparo, esperas, paralisações pessoais, etc., para se chegar ao chamado "tempo-padrão". A análise do trabalho e o estudo de tempos e movimentos permitem a busca da melhor maneira (the best way) para a execução de uma tarefa e melhorar a eficiência do operário. Eficiência significa a correta utilização dos recursos disponíveis, portanto a eficiência está voltada para a melhor maneira de executar o trabalho - os métodos de trabalho - com a finalidade da melhor utilização dos recursos (pessoas, máquinas, matérias-primas, materiais em geral, recursos financeiros, etc.). A conseqüência direta da eficiência é a produtividade. Produtividade é a relação entre o que é conseguido com os volumes de recursos utilizados; a menor utilização de recursos para conseguir maior volume de resultados indica nível superior de produtividade.

FAAP - Comunicação Social / Relações Públicas Prof. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap.br

Teoria Clássica e Burocracia 2/8 Retorno > > > http://www. Se estes princípios foram decorrentes da análise do trabalho e o estudo de tempos e movimentos. o que melhoraria o seu desempenho através da eliminação dos efeitos da fadiga.mensalistas. bem como indicar quais os pré-requisitos mínimos (formação escolar. formação extracurricular. os métodos de executar as tarefas e as relações com os demais cargos existentes na empresa. Efeitos da fadiga: • • • • Diminuição da capacidade de esforço Perda de tempo Doenças e acidentes Diminuição da produtividade e da qualidade do trabalho C.pro.joaoluiz. Desenhos de Cargos e Tarefas Tarefa é toda e qualquer atividade executada por alguém no seu trabalho e representa a menor unidade dentro da divisão do trabalho. Divisão do Trabalho e Especialização do Operário A Divisão do Trabalho é a subdivisão em grupos de tarefas ou atividades que têm características de similaridade e que se completam.br . Incentivos Salariais e Prêmios de Produção Taylor e seus seguidores desenvolveram planos de incentivos salariais e de prêmios de produção para estimular os operários a colaborar com a empresa e trabalhar dentro dos padrões de procedimentos e tempo previstos. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap. A adequação do esforço físico causaria uma menor fadiga no operário. etc. D. comportamentos desejados. FAAP . diaristas ou horistas. Vários departamentos podem formar uma divisão ou uma diretoria. um conjunto de seções forma um setor ou um departamento. Desenhar um cargo é determinar quais as suas tarefas. limitar-se à execução de uma tarefa simples ou de tarefas simples e elementares. a linha de montagem de Henry Ford são resultados da aplicação da Divisão do Trabalho e Especialização do Operário. A idéia básica era que maior será a eficiência quanto mais o operário for especializado. Esse estudo possibilitava eliminar os movimentos inúteis e orientava a execução dos movimentos úteis em uma série de movimentos anatômica e fisicamente apropriados. Naquela época. a linha de produção e. tanto quanto possível. posteriormente. E. Cargo é o conjunto de tarefas executadas de maneira cíclica ou repetitiva.Comunicação Social / Relações Públicas Prof. Essa forma de trabalho cria a Especialização do Operário.htm B. tempo de experiência. Estudo de Fadiga Humana A Análise do Trabalho e o Estudo de Tempos e Movimentos tinham também como finalidade conhecer os efeitos do trabalho em relação à fadiga humana no seu aspecto fisiológico. por exemplo).) que devem ter os ocupantes do cargo. Cada cargo tem um ou mais ocupantes que executam tarefas específicas. a busca pela melhor execução do trabalho e da forma mais econômica levou à conclusão de que o trabalho de cada pessoa deveria.br/AdmRP1. Um conjunto de cargos forma uma unidade organizacional (uma equipe ou seção.(3) Administração I – Escola Clássica Administração Científica. Esses estudiosos acreditavam que a remuneração baseada no tempo .

mostrou os inconvenientes morais. • Instrumentos e equipamentos especiais para cargos específicos – transportadoras e contadores. Conceito de "Homo Economicus" O Conceito do Homem Econômico propõe que as pessoas são profundamente influenciadas por recompensas salariais.br . psicológicos e sociais do sistema baseado exclusivamente no rendimento e na eficiência. conforme pensavam naquela época. concorrendo para uma nova forma de exploração do empregado: fixação de padrões elevados de desempenho extremamente favoráveis à empresa e desfavoráveis aos trabalhadores. A Padronização é conseguida pela aplicação de métodos científicos na busca dos padrões a serem seguidos para a obtenção da uniformidade e redução de custos. A aplicação dos princípios anteriores (itens A/B/C/D) procurava tornar a tarefa devidamente racionalizada.pro. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap. mas precisa fazê-lo pelo medo da fome e pela necessidade de dinheiro para viver. ruído. para estudar o problema de greves e tumultos na maioria das empresas americanas. conforto geral. portanto deveria ser substituída por uma remuneração baseada no desempenho produtivo de cada operário . A abordagem dos engenheiros da época concebia a organização de forma mecânica. preguiçoso e culpado pela vadiagem e desperdício nas empresas e que deveria ser controlado continuamente.br/AdmRP1.(3) Administração I – Escola Clássica Administração Científica. Essa média de produção (quantidade de peças num determinado período de tempo) representava 100% de eficiência e a remuneração era proporcional à quantidade de peças produzida. Acima de 100% de eficiência o operário recebia um prêmio de produção adicional que aumentava à medida que se elevava a eficiência do operário. ferramentas e de equipamentos. • Arranjo físico das máquinas e equipamentos. Ficou evidente que o desempenho médio muitas vezes estava estabelecido de forma elevada. Em 1911. Essa visão da natureza humana abrangia ainda a constatação de que o operário da época era um indivíduo limitado e mesquinho. G. F. Os resultados desse princípio levaram o operário americano a ser um dos mais bem pagos do mundo industrializado e alcançar um elevado padrão de vida. incentivos salariais e prêmios de produção fazem desse homem um operário motivado a trabalhar eficientemente. dentro dos rigores técnicos. Hoxie. uma pesquisa organizada pelo senado americano e dirigida pelo prof. econômicas e materiais.htm não estimulava ninguém a trabalhar mais. • Melhoria do ambiente físico de trabalho: ventilação.joaoluiz. Padronização Padrão é uma unidade de medida adotada e aceita comumente como critério e representa um desempenho desejado em relação ao resultado que se deseja alcançar. Condições de Trabalho As condições de trabalho representam um conjunto de características técnicas que garante o bem estar físico do trabalhador e diminui a fadiga. o que permitia estabelecer uma média de produção com base no desempenho normal de um operário. Portanto.salário por peça.Comunicação Social / Relações Públicas Prof. H. iluminação. O homem não gosta de trabalhar. da Universidade de Chicago. A padronização orientada pela Administração Científica abrange métodos e processos de FAAP . As condições de trabalho que mais preocupavam os seguidores da Administração Científica: • Adequação de instrumentos. Teoria Clássica e Burocracia 3/8 Retorno > > > http://www.

em cada homem e no conjunto deles. Teoria Clássica e Burocracia 4/8 Retorno > > > http://www. 1.Preparo . cada qual especializado em determinada área e que tem autoridade funcional (relativa somente à sua especialidade) sobre equipes subordinadas em comum a outros supervisores. substituindo o critério individual do operário. I. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap.htm trabalho. sistemas de informação. segurança. a improvisação e a atuação empírico-prática.joaoluiz. finanças.recursos humanos.(3) Administração I – Escola Clássica Administração Científica. máquinas.pro. constata-se que a Administração Científica contribuiu para orientar uma solução para a crescente complexidade das empresas.Execução • Princípio da Exceção Princípio de Planejamento O trabalho deve ser desenvolvido com base em métodos baseados em procedimentos científicos.br/AdmRP1.br . ferramentas e instrumentos de trabalho. FAAP . comunicação. Supervisão Funcional Supervisão Funcional é a existência de diversos supervisores. O objetivo da padronização é reduzir a variabilidade e as exceções que complicam os processos de trabalho. Supervisor de Produção Supervisor de Manutenção Supervisor de Qualidade Equipe A Equipe B Equipe C Equipe D Figura 1 Supervisão Funcional de Taylor A aplicação da divisão do trabalho e da especialização nos cargos de supervisão e chefia fica caracterizada pela adoção da Supervisão Funcional. matériasprimas e componentes.Comunicação Social / Relações Públicas Prof. Atualmente ao verificar os níveis de autoridade funcional representados pelas áreas especialistas . equipamentos. Planejar o método de trabalho a ser desenvolvido é estabelecer antecipadamente os procedimentos a serem executados e os resultados que deverão ser atingidos.Controle .2 Princípios da Administração Científica • Planejamento . em coerência com a idéia de que a redução das atividades que cada cargo deve executar permite atingir alta eficiência funcional. por exemplo .sobre toda a empresa.

Princípio da Exceção O Princípio da Exceção representa um controle operacional que tem por base a verificação das exceções ou os desvios dos padrões normais.htm Princípio de Preparo Os trabalhadores devem ser selecionados cientificamente de acordo com suas aptidões e prepará-los e treiná-los de acordo com o método planejado.(3) Administração I – Escola Clássica Administração Científica. bem como o arranjo físico e a disposição das ferramentas e materiais. Princípio do Controle Acompanhar o trabalho para verificar se o que está sendo executado atende as normas e os planos previstos.joaoluiz.br . as máquinas e equipamentos de produção. Esta orientação demonstra a necessidade da identificação e correção adequada dos desvios positivos ou negativos em relação aos padrões determinados. Preparar. é a comparação entre o previsto e o real. com a finalidade de assegurar que os trabalhos sejam desenvolvidos de forma bem mais disciplinada.Comunicação Social / Relações Públicas Prof. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap. também. FAAP . delegando-se aos subordinados as rotinas que envolvem as decisões mais freqüentes. Dessa forma. Teoria Clássica e Burocracia 5/8 Retorno > > > http://www. Princípio da Execução Distribuir claramente as atribuições e as responsabilidades.br/AdmRP1. os superiores devem agir criteriosamente e decidir de forma ágil sobre os problemas mais importantes.pro.

1 Funções Básicas da Empresa Técnicas: produção de bens ou serviços Comerciais: compra.mesmos objetivos. de forma a coordenar e sincronizar as demais funções. Estabilidade do Pessoal . união.manter o pessoal em atividade em toda a empresa. registros. Centralização . Unidade de Comando . planejar e executar atividades.br/AdmRP1.direito de mandar e poder de se fazer obedecer FAAP . Coordenar. satisfazer à empresa e ao funcionário. comandar. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap.Comunicação Social / Relações Públicas Prof. Administrativas: Prever. 2. buscar o equilíbrio.criar uma estrutura humana e material para realizar o empreendimento.br . Comandar. coordenar e controlar.no limite favorável à empresa. Ordem .(3) Administração I – Escola Clássica Administração Científica. Unidade de Direção . Divisão do Trabalho – especialização.deve prevalecer o interesse da empresa sobre o interesse de seus participantes. organizar. Controle . a melhor utilização de todo o pessoal. Subordinação do Interesse Particular ao Interesse Geral . União do Pessoal . venda e permutas.hierarquia. engenheiro francês.aplicam-se a cada uma das funções anteriores. Financeiras: procura e gerência de capitais Segurança: proteção bens e pessoas Contábeis: inventários.Fayol Henri Fayol (1841 . Organizar.htm 2 Teoria Clássica . Equidade .obediência. respeito. Coordenação . Organizar . Autoridade e Responsabilidade . Remuneração do Pessoal .verificar o atendimento às ordens e regras estabelecidas. Iniciativa .pro.Espírito de Equipe.1925). unificar e harmonizar toda atividade e esforço.material e social. harmonia. Comando .joaoluiz. a série de chefes.possibilitar propor.igualdade. 2.eqüitativa.tempo para conhecer a função e desempenhá-la bem. assiduidade. recompensar o esforço útil. Teoria Clássica e Burocracia 6/8 Retorno > > > http://www. • • • • • Prever .reunir.2 Princípios Gerais da Administração Disciplina . Cadeia Escalar . "um lugar para cada pessoa e cada pessoa em seu lugar”. atividade.um funcionário deve ter somente um chefe.visualizar o futuro e traçar um plano de ação. "combinação de benevolência com a justiça”. Controlar . sistematizou e divulgou os princípios relativos ao processo administrativo e ao papel dos gerentes em termos das funções administrativas: prever. balanços.

(3) Administração I – Escola Clássica Administração Científica. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap. Existem benefícios sob o prisma das pessoas.4 Poder. Superconformidade. Excesso de formalismo e papelório. Autoridade é a probabilidade de haver obediência dentro de um grupo determinado. Redução do atrito entre as pessoas. FAAP . Dominação Poder: significa o potencial. autoridade depende da legitimidade . Despersonalização do relacionamento. para exercer influência sobre outras pessoas. a probabilidade de impor a própria vontade em uma relação social.2 Características da Burocracia Profissionalização dos participantes Completa previsibilidade do funcionamento Especialização da administração que é separada da propriedade Competência técnica e meritocracia Caráter Legal das normas e regulamentos Caráter formal das comunicações Caráter racional e divisão do trabalho Impessoalidade nas relações Hierarquia de autoridade Rotinas e procedimentos estandardizados 3.pro. (Max Weber) 3.br . ter autoridade é ter poder. Racionalidade.htm 3 Teoria da Burocracia 3.1 Conceito Burocracia é uma forma de organização humana que se baseia na racionalidade = garantir a máxima eficiência possível no alcance dos objetivos. técnica. designação. Resistência a mudanças. A autoridade que proporciona o poder leva à dominação. A autoridade é legítima quando é aceita.eleição. Exibição de sinais de autoridade. mesmo contra alguma forma de resistência.joaoluiz. nomeação. Teoria Clássica e Burocracia 7/8 Retorno > > > http://www.br/AdmRP1. Autoridade. a autoridade proporciona o poder. Favorecimento da moralidade e dificulta a corrupção. poder nem sempre significa ter autoridade. Dominação: é uma relação de poder na qual o dominador acredita ter o direito de exercer o poder e o dominado acredita ser sua obrigação obedecer as ordens.Comunicação Social / Relações Públicas Prof. Confiabilidade. Dificuldades com clientes.3 Vantagens x Desvantagens Internalização das normas. precisão. agilidade. Uniformidade de rotinas e procedimentos. a capacidade pessoal. >> > Previsibilidade do funcionamento > > Imprevisibilidade do funcionamento da organização 3.

cria "especialistas" aos regulamentos em normas. Sinais de autoridade ou de poder Símbolos ou sinais de autoridade: uniforme. lugar reservado para estacionar o carro.5 CARISMA . 5. Teoria Clássica e Burocracia 8/8 Retorno > > > http://www. LEGAL. Rígida hierarquização da Decide pelo cargo que ocupa e não pelo domínio do assunto. secretárias. Despersonalização do Impessoalidade. 3.pro. refeitório separado e melhor. excesso de formalismo e de papéis. seguro. João Luiz Grandisoli jlgrandisoli@faap. quanto mais forte a autoridade (centralização da centralização menor a procura por autoridade) alternativas diferentes. tamanho da mesa. conforme usos e costumes autoridade familiar. líder revolucionário. autoridade está na própria pessoa do líder.devoção ao líder.(4) Administração I – Escola Clássica Administração Científica.Comunicação Social / Relações Públicas Prof. RACIONAL OU BUROCRÁTICA seguidores acreditam no direito de dar ordens que a autoridade tem. enfatiza os cargos e não pessoas. 4.joaoluiz. tamanho da sala.htm 3. FAAP .br . 2. Resistência a mudanças Rotinas. Exagerado apego às normas e Normas e regulamentos passam de meios a objetivos. conforme as normas aceitas e limitadoras – empresas.br/AdmRP1. líder sindical. tédio. que são conhecidas pelo títulos relacionamento dos cargos e não pelos seus nomes. que demonstra ou os seguidores acreditam que ele tenha qualidades que o tornam admirado líder político. Disfunções da Burocracia 1. despotismo real. banheiro privativo. estável. capitães da indústria. a mudança rompe esse estado e traz resistência que pode ser passiva e quieta como também agressiva. padrões. Bases para a autoridade legítima TRADIÇÃO seguidores acreditam no direito de comando do líder. previsibilidade: funcionário acostumado. chefe do clã.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->