P. 1
BRINCADEIRAS CANTADAS

BRINCADEIRAS CANTADAS

|Views: 397|Likes:
Publicado porNelly Piagentini

More info:

Published by: Nelly Piagentini on Apr 13, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/08/2014

pdf

text

original

A-TÍTULO: MÚSICA NA ESCOLA - BRINCADEIRAS CANTADAS: RESGATANDO A LUDICIDADE, A CULTURA E A CIDADANIA A.1. CATEGORIA: Relato de Experiência A.2.

AUTORES: 1Cecília Maria Vieira Abrahão 2 Maria Helena Dias Fratari 3 Marise Aparecida Nascimento 4 Rosane Leal de Faria

A.3 INSTITUIÇÃO: Escola Municipal Profª. Gláucia Santos Monteiro/ Uberlândia-MG RESUMO O Projeto Música na Escola - Brincadeiras Cantadas: resgatando a ludicidade, a cultura e a cidadania, refere-se ao despertar da música na escola através de brincadeiras cantadas e músicas folclóricas. Foi desenvolvido em uma unidade da rede municipal de ensino, na cidade de Uberlândia-MG, envolvendo os alunos da educação infantil, ensino fundamental até quinto ano e alunos do Atendimento Educacional Especializado. A escola está inserida em uma comunidade carente com graves problemas de exclusão social, e como reflexo, as crianças estavam agressivas, rebeldes, com pouca motivação para a aprendizagem e baixa auto-estima. As atividades são realizadas semanalmente, tendo sido iniciadas no ano de 2006. O projeto proporcionou uma melhora na autoestima, na socialização e aceitação da diversidade humana. A vivência musical possibilita o desenvolvimento da sensibilidade, percepção auditiva, socialização, oportunizando aos alunos vivências sócio-culturais. Desde as primeiras civilizações, a música se reflete nos acontecimentos que marcam a história de cada comunidade, ela é uma das formas de expressão significativas da Arte que faz parte da vida dos seres humanos, é uma aquisição cultural que todo ser humano utiliza em seu meio de
                                                            
 Professora de Educação Física e Psicomotricidade do Atendimento Educacional Especializado da Escola Municipal Profª.Gláucia Santos Monteiro.(Cecília_abrahao@uol.com.br)   2 Professora de Arte Educação e Atendimento em Arteterapia do Atendimento Educacional Especializado da Escola Municipal Profª.Gláucia Santos Monteiro.(mhfratari@hotmail.com)
3 1

Professora de Arte Educação na Educação Infantil e séries iniciais e Ensino Fundamental da Escola Municipal Profª. Gláucia Santos Monteiro

4

Professora do Ensino Fundamental e do Atendimento Educacional Especializado da Escola Municipal Profª.Gláucia Santos Monteiro.

em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Uberlândia. com a participação de professores desta unidade escolar. através de brincadeiras cantadas e músicas folclóricas. este projeto contribui para uma efetiva . favorecendo o desenvolvimento da sensibilidade. criatividade. socialização e o respeito à diversidade. que desenvolvia atividades de formação continuada em educação pela arte e educação sócio ambiental. ensino fundamental até quinto ano e alunos do atendimento educacional especializado. C. rebeldes. pela maneira viva e alegre que ela nos proporciona e resgatou a necessidade de utilizar a música para viver melhor. na formação integral do aluno. Este trabalho visa relatar uma experiência utilizando as músicas folclóricas na escola e brincadeiras cantadas. com pouca motivação para a aprendizagem e baixa auto-estima O projeto proporcionou uma melhora na auto-estima. as crianças estavam agressivas. buscando despertar e desenvolver o gosto musical.INTRODUÇÃO O projeto foi desenvolvido em uma unidade da rede municipal de ensino. dificuldades de aprendizagem e alunos com necessidades educativas especiais e como reflexos. Superintendência Regional de Ensino e Faculdade Católica de Uberlândia. foi despertada a importância da cultura. Minas Gerais. em horário extraclasse. a cultura e a cidadania. A partir do Projeto Educando do Instituto Algar de Responsabilidade Social/ ONG Emcantar. a música. envolvendo os alunos da educação infantil.OBJETIVO GERAL Consciente da importância da música na sociedade e na vida das crianças. independente de sua classe sócio-econômica. Minas Gerais. envolvendo educadores e alunos de escolas públicas do ensino fundamental de Uberlândia. senso rítmico. As atividades são realizadas semanalmente. é uma via de associação para múltiplas formas de aprendizagens. Palavras chave: Músicas Folclóricas – Ludicidade – Cidadania B. a dança e as demais Artes fazem parte do dia a dia dos nossos alunos. pois. é uma linguagem de comunicação interpessoal. com foco na Leitura e Escrita. na cidade de Uberlândia. e foram iniciadas no ano de 2006. na socialização e a aceitação da diversidade humana. especialmente a música. A escola está inserida em uma comunidade carente com graves problemas sociais. resgatando a ludicidade.convivência.

1-OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Desenvolver o gosto musical através de músicas folclóricas e brincadeiras cantadas. É parte da vida humana. Havia silêncio porque não havia movimento e. que nos relaciona diretamente com nosso organismo e sensibilidade cultural. influenciando positivamente o processo ensino aprendizagem. é uma vida de associação para múltiplas formas de aprendizagens. e isto cria um espaço de tempo auditivo ou de musicalidade. percepção auditiva. • Resgatar cantigas de roda do folclore brasileiro propiciando que a escola seja um espaço de alegria e de conhecimento cultural. das linguagens de comunicação social pela qual se compartilham elementos que sugerem comportamentos e estímulos para a evolução da pessoa. na socialização e a aceitação da diversidade humana. • Despertar a sensibilidade. nenhuma vibração podia agitar o ar . a criatividade e senso rítmico.conscientização corporal e de movimentação. JUSTIFICATIVA A criança começa a perceber a música a partir de seu ambiente e da relação que mantém com as pessoas que convive. respeito e integração dos alunos com necessidade especiais E. é parte da linguagem de comunicação interpessoal. era o silêncio. C. D. • Resgatar a importância da música na sociedade e na vida dos indivíduos. O projeto proporcionou melhora na auto-estima. A música é um chamado ao entendimento. “No princípio podemos supor. socialização. é uma aquisição cultural que todo ser humano utiliza em seu meio de convivência. • Favorecer a socialização e o respeito à diversidade. possibilitando aos alunos vivências sócio-culturais Sabemos que o universo é composto de sons e silêncio. • Conscientizar-se do corpo através de movimentação lúdica. • Melhorar o rendimento do processo ensino aprendizagem. A vivência musical proporciona o desenvolvimento da sensibilidade. REFERENCIAL TEÓRICO A música é parte do universo. proporcionando-os à motivação para a aprendizagem. portanto.

ele pode ser dividido em lendas e mitos e deram origem às festas populares. elementos que combinados expressam uma síntese de cultura. No Brasil. o fato inegável de que cada povo tem a sua índole própria. 1990.Considerando-se. de som. 2009: .”(O. karóly. em menor proporção. num instante de funcionamento espontâneo do ser sujeito. pois tem uma conotação de corresponder ao passado.5) São muitos os fatores que se experimentam com a expressão corporal em ressonância à música: desenvolvimento da localização espacial. precisamente porque nele estão inscritos muitos elementos da trajetória a que pertencemos. deve ter sido acompanhada de movimento e. com a participação de crianças. ameríndios e. Desenvolve a atenção. com um cunho eminentemente nacional. que experimenta a integração social e que se exercita em seu crescimento de coordenação psicomotora e da evolução de humores. de origem tão diversificada. isto atualmente ocorre com pouca frequência. portanto . promovendo alegrias e vivenciando um sentimento básico de identidade.– um fenômeno de fundamental importância na produção do som. que ocorrem pelos quatro cantos do país. esses brinquedos cantados sofreram a influência das músicas do elemento português e do africano. As letras das músicas são simples e trazem temas do universo infantil : Segundo Curt Sachs. Apesar de serem executadas em escolas. que configuram sua identidade. os brinquedos cantados. deformações e transformações lentas. os sentimentos traduzidos em sons logrados com os objetos. que se descobre com as possibilidades vitais. seguindo coreografias. apresentando-se. O folclore é parte desta construção da história de cada povo. também conhecidas como cirandas são brincadeiras que consistem na formação de uma roda. vêm sofrendo variações. entretanto. apud Dinello. A criação do mundo seja qual for a forma como ocorreu. o mental e o espiritual em um só gesto. Na música existe o um impulso lúdico que mobiliza o corporal. p. parques e outros espaços frequentados por crianças. Uma das atividades físicas mais aplicáveis à recreação das crianças é sem dúvida o brinquedo cantado. que cantam músicas de caráter folclórico. As cantigas de roda. coordenação de voz e movimento de membros. a concentração e favorece a compreensão do valor da escuta. são todos aspectos parciais de uma globalidade de funções que se acrescentam graças ao estímulo musical. mas seguras. em nossos dias.. de outros povos.

é um aporte ao processo de identidade.Para concretizar a realização do coral.76 e 77: Estudar o sistema modal/tonal no Brasil. 2001. por meio das culturas locais. construções. 1º. dobraduras e verbalização sobre as atividades vivenciadas no dia. no ano de 2007.394. colabora para conhecer a nossa língua musical materna.. Realizamos reuniões com os interessados para discutir a melhor forma de viabilizar seus objetivos e dinâmicos que ajudariam na execução do mesmo. Cabe ao professor buscar estratégias para o desenvolvimento dos alunos e segundo Arroyo (1999:79) "(.)a luta pela cidadania. estabelece as diretrizes e bases da educação nacional: Art. (Dinello. organizamos as oficinas de musicalização.O aporte pedagógico do folclore se pode expressar. ela pode proporcionar condições para uma apreciação rica e ampla onde o aluno aprenda a valorizar os momentos importantes em que a música se inscreve no tempo e na história. 2009. pinturas. “A dança enlaça a alma com o corpo. pelos direitos. como a expressão de um reconhecimento de cada um em sua relação ao contexto social. começamos a entrar em cada sala de . A educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar... 2001) A Lei de Diretrizes e Base Da Educação nº 9.METODOLOGIA Foi feito o convite aos professores que gostariam de participar do projeto.50) Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais. nas instituições de ensino e pesquisa.. F. Escolhemos o repertório de músicas folclóricas e cantigas de roda. recortes. pelo legítimo. é o espaço pedagógico onde se dá o verdadeiro processo de formação e constituição do cidadão”. (PCN. nacionais e internacionais. une a livre expressão das emoções com a rigidez da conduta estabelecida.p. p.. 2001) Eventos da cultura popular e outras manifestações musicais. ela marca um nexo entre a vida social e as manifestações da individualidade.”. no trabalho.. (PCN... Verificamos a necessidade de formação musical dos professores e convidamos um profissional com experiência na coordenação de coral escolar. nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais. de 20 de dezembro de 1996. nos quais as crianças após a atividade prática realizam expressões artísticas como desenhos. regionais. na convivência humana.

Lava. TV . ano 2008 (turno da tarde) • Instituto Lumem. Feito Borboleta.aula. Monjolo. O Mané.Aparelho de CD. • Apresentação na Escola Municipal Professora Gláucia Santos Monteiro. H. cartolina. além de aumentar a sua auto-estima.Terreiro da Vovó. Escravos de Jó. tesoura. cola branca. Ciranda. O Cravo Brigou com a Rosa. na integração dos alunos com necessidade especiais e no avanço da musicalização do grupo. MÚSICAS FOLCLÓRICAS . • Apresentação na Escola Municipal Professora Gláucia Santos Monteiro. Pautas musicais. cantando com o violão e motivando os alunos a participar do coral da escola. • EMEI Maria Pacheco . elevando a responsabilidade da família.Semana da Primavera -2009 • Apresentação na Escola municipal Professora Gláucia Santos MonteiroInauguração da Quadra Coberta -2008. lápis de cor.dezembro 08 . percebemos a resposta positiva das crianças na forma de atitudes de disciplina e respeito aos direitos humanos. Fizemos uma reunião com os pais para que autorizassem seus filhos a participarem do coral da escola e realizamos momentos de esclarecimentos sobre a atividade. Sai Preguiça.DVD. Nesta Rua. das crianças. Amanhecer. fita adesiva. Letras de músicas. tinta plástica de cores variadas.pé. 2008 (turno da manhã) • EMEI Maria Pacheco. Oportunizar a apresentação do coral em escolas e em atividades comemorativas. O Camaleão. com caixas amplificadoras e microfone. cola gliter. AÇÕES DESENVOLVIDAS • Apresentação na Escola Municipal Professora Gláucia Santos Monteiro. pincel. Minha Boneca de Lata. Chocalhos e pandeiros criados com materiais descartáveis. Fui no Itororó.Semana da Criança -2009. Maracangaia.Atividades da semana da criança. Após um período de execução do projeto. Equipamento de som. A Canoa Virou. tinta guache.Atividades da semana da criança.Roda da Carambola.Dia das Mães -2009.Solenidade de conclusão do curso de Terapeuta corporal NeoReichiano. Material Didático: Papéis variados. Peixe Vivo. RECURSOS MATERIAIS: Instrumentos Musicais: Violão. Peixinhos. TNT. Viuvinha. Ta Caindo Fulô. Alecrim G.Aparelho de Data Show e computador portátil.

POTENCIAL DE IMPACTO Este projeto é motivado à necessidade de inclusão social.encerramento e Mostra do Projeto Educando. J-ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO DA EXPERIÊNCIA A avaliação do “PROJETO MÚSICA NA ESCOLA . possibilitando práticas sociais. com avaliação positiva no desempenho escolar dos alunos. arte. 2007. A CULTURA E A CIDADANIA.RESULTADOS IMEDIATOS ESPERADOS E /OU ALCANÇADOS .BRINCADEIRAS CANTADAS: RESGATANDO A LUDICIDADE.• Apresentação no CEMEPE (Centro Municipal de Estudos Educacionais Julieta Diniz-2007) • Apresentação na Escola municipal Professora Gláucia Santos Monteiro . como exemplo apresentações musicais. funcionários e pais. da sensibilidade e da experiência estética. auxiliares de serviços gerais. como professores regentes. Professores que tem alunos no Projeto. • Faculdade Católica de Uberlândia-MG. valorizando o folclore brasileiro como forma de cultura. elevando a sua auto-estima e temas referentes à realidade da criança ou ao seu imáginário e geralmente com coreografias. integrando os diferentes profissionais da escola. Apresentação no espaço da Escola Municipal Professora Gláucia Santos Monteiro dentre outros. A motivação do projeto vem da necessidade de diversificar o repertório musical das crianças. cultura e cidadania. que integrem as crianças e toda a comunidade escolar. Contribuição para a educação multicultural e formação de públicos para as artes. K. ocorre desde seu início com o contato e sensibilização das crianças. combinando a prática de ensino de arte com educação através da Arte. • Apresentação na escola municipal Professora Gláucia Santos Monteiro-Dia das mães-2006. Integração entre arte/educação. entre outros.Festa da primavera-2007. cidadania e desenvolvimento pessoal. pais de alunos e familiares. As crianças se reconheçam nas brincadeiras e cantigas de roda. estabelecendo o desenvolvimento da criatividade. direção. I. possibilidades de expressão corporal através das cantigas de roda e músicas. secretárias da escola.

som e movimento: a expressão plástica. Ministério da Educação e do Desporto. • Pais M-SUSTENTABILIDADE E PERSPECTIVAS DE CONTINUIDADE DA EXPERIÊNCIA: Os recursos empregados no projeto são de responsabilidade dos profissionais envolvidos e da direção da escola. Susana Rangel Vieira. Educação e cidadania: quem educa o cidadão? São Paulo: Cortez. contribuiu para o processo de alfabetização das crianças. 1999. Raimundo Ángel. Uberaba. com a exploração das cantigas. DINELLO. Ed. Cauhí Salomão. 1999.A criação de repertório musical com cantigas de rodas e brincadeiras cantadas promoveu o resgate de músicas folclóricas brasileiras e cantigas de roda. BRASIL. rev. Miguel et alli. Pedagogia da Expressão. A música valoriza a cultura local. A relação de equipamentos. MEC/SEF. à medida que faz com que elas pensassem sobre as semelhanças entre as palavras e sobre as relações entre a escrita e a pauta sonora. CUNHA.Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Cor. Fazer com que os professores e a equipe administrativa se envolva no Projeto incentivando a comunidade (pais e responsáveis pelos alunos) a participarem ativamente do dia-a-dia da escola através de reuniões com apresentações dos alunos nos eventos L. Lei 9. Porto Alegre: Mediação. musical e dramática no cotidiano da criança. Teca Alencar de. facilitando a exploração de outras formas de consciência corporal e melhorando as relações interpessoais. 2007 . REFERÊNCIAS ARROYO.PARCERIAS • Comunidade Escolar. Referencial Curricular Nacional para a educação infantil.: Luciana F.2003. BRITO. Música na educação infantil. BRASIL. Brasília: Ministério da Educação. MG: Universidade de Uberaba.3. particularmente das rimas. São Paulo: Peirópolis. v. In: Parâmetros Curriculares Nacionais.Brasília. Trad. instrumentos e demais materiais pedagógicos são adquiridos pela direção da escola.394/96 . 2002. 1998.

M. MARTINS. 2001. 1998. PICOSQUE Gisa e TELLES. São Paulo: FTD.C. A língua do mundo: poetizar.MANTOAN.T. M. Campinas: LEPED/FE/Unicamp. Todas as crianças são bem-vindas à escola. Maria Tereza Egler. fruir e conhecer arte.   .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->