Você está na página 1de 4

 Introdução:

No dia 06 de maio de 2009 o 2º ano B foi ao laboratório de química para fazer uma
prática sobre titulação ácido-base acompanhados da professora Maria Beatriz.

Uma das aplicações das reações ácido-base é a determinação da concentração de um ácido


(ou de uma base) de concentração desconhecida pela reação de neutralização de uma base
(ou ácido) de concentração conhecida. Esse procedimento é conhecido como Titulação
ácido-base e a solução de concentração conhecida é chamada de solução titulante ou
simplesmente titulante.

A reação se processa até que sejam adicionadas quantidades equivalentes das duas
soluções; atinge-se nesta altura “o ponto de equivalência”.

Na prática, a detecção do ponto de equivalência pode ser feita usando-se um indicador


apropriados, que, mudando de cor para um valor de pH, o mais próximo possível do ponto
de equivalência, aponta o fim da titulação.

Contudo, uma definição mais rigorosa da mudança do pH ao longo da titulação, e do ponto


de equivalência em particular, consegue-se por leitura de pH com um aparelho (pHmetro)
que vai fornecendo uma informação contínua desses valores, permitindo a construção de
curvas de titulação.

O ponto de equivalência é o ponto de inflexão da curva, o qual é dado geometricamente


pelo ponto médio do traço vertical da curva, como representado na figura a seguir.

 Objetivos:

• Fazer medidas de volume.


• Conhecer e manusear os materiais necessários ao processo de titulação de uma
solução.
• Reconhecer os procedimentos realizados em uma titulação.
• Determinar a concentração de um ácido, conhecendo rigorosamente a concentração da
base pelo processo volumétrico.

 Materiais e Reagentes:

• Bureta, funil.
• Suporte e garra.
• Solução de fenolftaleína.
• Solução padronizada (de concentração conhecida) de NaOH 0,1 mol/L.
• Pipeta volumétrica de 20 mL.
2

• Erlenmeye.
• Solução de de HCl de concentração desconhecida.

 Procedimento:

5. Com o auxílio de um funil, encha a bureta com a solução de NaOH 0,1 mol/L. Abra
rapidamente a torneira da bureta dando uma volta completa, a fim de preencher a parte
inferior. Retire ou acrescente solução básica com o objetivo de zerar a bureta.
6. Meça 20 mL de solução de HCl, de concentração desconhecida, e transfira para o
elenmeyer.
7. Adicione à solução do elemeyer, gotas de fenolftaleína. Homegenize o sistema.
8. Faça a titulação, gotejando a solução de hidróxido de sódio 0,1 mol/L contida na bureta,
sobre a solução de HCl existente no elenmeyer, agitando sempre, como representado na
figura a seguir.

5. Feche a torneira da bureta assim que a solução mudar de cor.


6. ANOTE os valores do volume de

a) HCl transferido para o no elermeyer ________ mL.


b) NaOH utilizado na titulação. _________ mL.

 Discussão

1. DEFINA:
a) Titulação ácido-base.

b) Solução titulante.

c) Ponto de equivalência.

d) pH de uma solução.
3

2. INDIQUE a escala de pH para as soluções à 25oC e 1 atm.

3. CALCULEo número de mol de NaOH consumido nessa titulação.

4. ESCREVA a equação da reação entre o NaOH e o HCl.

5. CALCULE o número de mols de HCl neutralizados durante a titulação.

6. CALCULE a concentração da solução de HCL, em mol/L.


no de mol de HCl =______________ volume da solução de HCl = ________
Cálculo:
4

Vo lume de ácido fo rte


pH 5. ESBOCE o gráfico de
pH versus volume de
ácido (curva de
titulação) quando
titula-se uma solução
de base forte
(concentração
desconhecida) com
um solução titulante
de ácido forte
(concentração
conhecida).
EXPLICITE o ponto
de equivalência.

 Conclusão:

 Referências: