Você está na página 1de 51

RELATÓRIO TÉCNICO

PROJETO CARBONITA“CIDADE EDUCATIVA”


ABRIL / MAIO / JUNHO
2007

INTRODUÇÃO

No segundo trimestre, o projeto iniciou as atividades com as crianças e com a comunidade em um


espaço cedido pela Prefeitura, que serve de referência para o trabalho e funciona como ponto de
encontro. Nele funciona também o Banco de Jogos.

Os parceiros sentaram-se em uma grande roda para discutir o trabalho e também visitaram os locais
onde acontecem as atividades do projeto. Duas reuniões foram realizadas com as equipes de mães-
cuidadoras e de agentes comunitários de educação: uma na zona urbana e outra na zona rural, na
comunidade de Monte Belo, com representantes da Petrobrás, do Centro Popular de Cultura e
Desenvolvimento (CPCD), da Prefeitura Municipal de Carbonita e do Conselho Municipal dos Direitos
da Criança e do Adolescente (CMDCA).

DESCRIÇÕES E ANÁLISE DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO PERÍODO, DE ACORDO COM O


PLANO DE TRABALHO E AVALIAÇÃO (PTA): OBJETIVOS E METODOLOGIA E CONTRIBUIÇÃO PARA O
DESENVOLVIMENTO INTEGRAL DO PÚBLICO-ALVO.

Para dar início às atividades do Cidade Educativa, nos reunimos com as comunidades e parceiros,
inclusive com o Projeto Semear Esperança de Carbonita (PROSESC), reafirmado a parceria iniciada no
ano anterior. Na reunião, avaliamos o trabalho realizado em 2006 e foram discutidas as propostas
para sanar os pontos negativos, combinando-se uma segunda reunião para fazer os acertos finais.

Carbonita: Cidade Educativa 1


Nessa segunda reunião com a equipe do PROCESC, acertamos o cronograma de reuniões com as
famílias inscritas e também com aquelas que não se inscreveram, de forma a atender o maior número
possível de famílias. Elaboramos um cronograma de reuniões por bairro, assim como a pauta para
cada uma delas.

Os principais assuntos abordados nessas reuniões foram: apresentação do projeto Cidade Educativa,
parceria com o PROCESC, os objetivos (o que queremos?) e inscrições das crianças para o início das
atividades. As reuniões foram participativas e as pessoas se sentiram à vontade para expressar
opiniões e fazer questionamentos sobre os projetos.

Após as reuniões, iniciamos a atividade com as crianças nos bairros, com uma média de 243
participantes. O diagnóstico de aprendizagem está em fase de elaboração nos cinco bairros, o que
norteará as atividades futuras. Para avaliar a participação das crianças e adolescentes, podemos citar,
por exemplo, atitudes que mostram maior capacidade de comunicação, felicidade, aprendizado,
respeito e transformação.

As principais atividades desenvolvidas são: Bornal de Livros e Algibeira de Leitura, Bornal de Jogos de
Aprendizagem e Bornal de Jogos da Paz, biscoitada, oficinas comunitárias, passeios educativos,
brincadeiras educativas, pedagogia da roda e do brinquedo.

• Mães-cuidadoras e pais-cuidadores

O grupo de mães e pais-cuidadores está realmente preocupado com a educação e o aprendizado das
crianças e dos adolescentes do município. E o que nos mostra que o trabalho está realmente
contribuindo com o aprendizado e a educação é o planejamento e a execução das atividades, pois há
de fato interesse e empenho para que gerem educação.

A palavra “cuidadores” está sendo seguida ao pé da letra: pode-se perceber o carinho e o cuidado
que o grupo dedica às crianças e aos adolescentes, e isso faz com que o nosso público-alvo se sinta
bem à vontade e tenha prazer em participar das diferentes ações desenvolvidas pelo projeto.

Para aprimorar o seu trabalho, mães e pais estão sempre participando das capacitações oferecidas. A
cada reunião, o grupo leva o tema para a roda, refletindo sobre suas ações e buscando formas de
melhorá-las sempre.

Carbonita: Cidade Educativa 2


Em todos os encontros, propõe-se uma dinâmica de grupo ou um texto para reflexões coletivas. Isso
tem contribuído para o amadurecimento e maior clareza de raciocínio das pessoas e, aos poucos, vem
refletindo positivamente no trabalho de campo.

• Agentes Comunitários de Educação

Os agentes comunitários de educação contribuem muito no sentido de dar maior dinamismo ao


trabalho, empenhando-se bastante com o aprendizado das crianças e sempre inovando nas
atividades.

A formação contínua dos agentes se dá por meio das rodas de conversas, nas quais sempre
procuramos levar uma atividade que gere discussão e de alguma forma interfira no bom desempenho
de nossas ações. Um aspecto positivo no trabalho realizado com os agentes comunitários de educação
é a empolgação que eles transmitem às crianças, contribuindo efetivamente para o protagonismo
juvenil.

Os agentes trabalharam bastante com a Carta da Terra, que proporcionou ao grupo grandes
discussões sobre o tema do meio ambiente. Cada grupo apresentou um trabalho sobre o assunto e daí
surgiram várias atividades, como visitas à Usina de Reciclagem e ao rio Curralinho. Além disso, foram
concebidos espetáculos de teatro e técnicas bem lúdicas, que proporcionaram ampla discussão sobre o
tema.

• Biblioteca

A biblioteca de Carbonita continua sendo referência no quesito organização e eficácia. Os usuários


desfrutam dos recursos ali disponíveis, não só os materiais, mas também os recursos humanos. Os
terminais de pesquisa contribuem de forma significativa para as tarefas escolares, proporcionando
trabalhos que cumprem os objetivos propostos pelos professores.

Uma experiência que tem mostrado resultados bem positivos são as oficinas de leitura realizadas com
os usuários, enquanto eles aguardam horários livres nos terminais. Todas os dias, o grupo propõe essa
atividade para as crianças e aos poucos elas passam a mostrar interesse também pelos livros e não
apenas pelos terminais de pesquisa.

O quadro de agentes comunitários de educação e de mães-cuidadoras que realizaram o trabalho na


biblioteca foi trocado, de forma a permitir que mais pessoas do grupo possam também aprender um

Carbonita: Cidade Educativa 3


pouco de informática. Isso trouxe uma satisfação muito grande para a equipe, que demonstra grande
interesse em aprender, já que nem todos tiveram a chance e a oportunidade de lidar com esse tipo de
instrumento.

• Bornal de Livros e Algibeira de Leitura

Os bornais e as algibeiras são as principais ferramentas para desenvolver a leitura e a escrita das
crianças e dos adolescentes participantes das atividades do projeto. Vale a pena ressaltar a forma de
utilização dos bornais de livros e das algibeiras de leitura em cada local trabalhado: cada grupo criou,
de acordo com o público atendido, uma forma diferente e inovadora de trabalhar com os livros, como
oficinas de leitura, teatro, mural, criação de histórias, entre outras. Isso fez com que as crianças
gostassem de ler e aprendessem mais com os livros.

• Bornal de Jogos de Aprendizagem e Bornal de Jogos da Paz

Essas são outras ferramentas que também chamam a atenção das crianças e dos educadores, pois se
mostram realmente eficazes. Em todos os locais onde desenvolvemos as nossas atividades, os bornais
de jogos são as atividades que mais despertam interesse, tanto de crianças e adolescentes como dos
adultos.

Os jogos ajudaram bastante no desenvolvimento escolar das crianças e adolescentes com os quais
trabalhamos. Comprovamos que as pessoas aprendem mais e mais rápido quando utilizam os jogos
do que pela forma convencional de ensino.

Uma preocupação do grupo de mães-cuidadoras e de agentes comunitários de educação é a


necessidade de estarem sempre inovando com os jogos. Além disso, esforçam-se para que os jogos
sejam bonitos, grandes, coloridos e eficazes, pois sabem que, com essas características, os jogos
despertam bem mais o interesse do nosso público-alvo.

• Biscoitada

A biscoitada é mais uma tecnologia de aprendizagem que também se mostra muito eficaz dentro do
nosso objetivo. Todas as vezes que a biscoitada acontece, parece ser a primeira vez para os
participantes. É uma atividade literalmente gostosa de ser feita. Percebemos que as crianças estão
realmente aprendendo e que isso está chamando a atenção de seus pais e da comunidade. Todos
querem saber como se ensina fazendo biscoito.

Carbonita: Cidade Educativa 4


• Oficinas Comunitárias

O nosso principal objetivo com essas oficinas é promover o envolvimento comunitário, que é uma das
dimensões do nosso Plano de Trabalho e Avaliação. Dentro desses grupos, desenvolvemos maneiras
de diálogo, geração de “oportunidades” e de conhecimento, além do resgate da cultura, utilizando os
saberes e fazeres da comunidade. Nós do CPCD chamamos esse processo de Pedagogia do Sabão.

Com essas oficinas, despertamos na comunidade o interesse pela busca de soluções que possam
contribuir para o desenvolvimento local, a partir de pequenas ações que a própria comunidade possa
realizar. Pensamos que esse é um grande passo para a construção de uma Cidade Educativa.

• Brincadeiras Educativas / Pedagogia do Brinquedo

Reconhecemos a importância das brincadeiras para a construção dos valores de um povo, assim como
a importância da brincadeira na infância. Pelo que observamos no nosso trabalho, algo que está
sempre em evidência são as brincadeiras educativas. Antes de iniciarmos qualquer atividade, fazemos
uma brincadeira e depois levamos o assunto para a roda e discutimos as lições que podemos tirar de
cada uma delas. Percebemos que isso permite desenvolver nas crianças, na comunidade e nos
educadores a capacidade de conviver em grupo, de respeitar uns aos outros e, sem dúvida, de
melhorar a expressão oral.

Algumas brincadeiras já foram adaptadas para trabalhar as quatro operações, a leitura e a escrita
junto aos participantes do projeto. Constatamos que elas estão realmente contribuindo para nos
aproximar cada vez mais do nosso objetivo. Também utilizamos a construção de brinquedos a partir
de materiais alternativos, como garrafas PET, papelão, caixas, latas, entre outras sucatas, e
aproveitamos isso para trabalhar questões ambientais com as crianças e os adolescentes.

• Pedagogia da Roda

A roda contribui muito para o desenvolvimento de todas as atividades: tudo o que fazemos passa antes
pela roda. Nela, sempre buscamos um consenso, discutimos, planejamos e avaliamos todas as nossas
ações. A roda é usada para o trabalho desenvolvido com as crianças, os adolescentes, as
comunidades, os educadores e com nossos parceiros. Algo que percebermos é que a roda já está
sendo incorporada em outros projetos.

Carbonita: Cidade Educativa 5


• Monitoramento do Processo de Resultado de Aprendizagem (MPRA)

O MPRA já foi aplicado em todas as áreas do nosso projeto, fazendo com que o grupo e a
coordenação parassem para analisar quais as correções de rumos deveríamos adotar, de forma a não
nos perder e nem deixar o grupo se perder dentro da busca para alcançar o nosso objetivo.

O MPRA fez o grupo parar para refletir sobre cada criança infreqüente ou desistente e procurar
maneiras de resgatá-la, incentivando-a a voltar a participar das atividades propostas pelo projeto,
além de buscar sempre inovar em nossas ações diárias.

• Permacultura

A Permacultura trabalha com três grandes temas interligados: o econômico, o social e o ambiental.
Também possui sua ética, que é baseada em três pontos fundamentais:
1.Cuidado com a Terra – nosso planeta e abrigo.
2.Cuidado com as pessoas e espécies - zelar pelo próximo sem subestimá-lo ou inferiorizá-lo.
3.Partilha de excedente - dividir o que sobra.

Pensando nisso, o grupo de agentes comunitários de educação e de mães-cuidadoras da comunidade


de Monte Belo desenvolveu uma horta dentro dos princípios da Permacultura, buscando cuidar do solo
e encontrar formas de produzir a partir dos recursos do próprio ambiente.

Observamos que há maior cuidado com a cobertura do solo, mantendo dentro das mandalas mais de
uma espécie de plantas e fazendo o próprio adubo com mato, restos de alimentos, esterco animal,
entre outros produtos fornecidos pela a natureza. Além disso, privilegiou-se o aproveitamento de
garrafas descartáveis, tijolos e outros materiais que poluíam a comunidade para a construção das
mandalas e das espirais de ervas.

Outra coisa que também podemos deixar em evidência é o respeito pelas espécies ali existentes, tanto
vegetais como animais. Inicialmente, toda planta ou bicho que ali aparecesse gerava preocupação,
mas agora já sabemos que a biodiversidade é muito positiva.

O trabalho com a horta alcançou mais uma dimensão do nosso Plano de Trabalho e Avaliação (PTA),
que é o envolvimento comunitário. As pessoas da comunidade levaram mudas, sementes, tijolos e
esterco para a preparação da nossa horta e, agora que ela já está produzindo verduras, as mães-

Carbonita: Cidade Educativa 6


cuidadoras e os agentes comunitários de educação estão retribuindo com os produtos que estão sendo
colhidos: alface, cebola, beterraba, cenoura, couve, coentro, batata, quiabo, mostarda, entre outros.
Além de fornecer verduras para a comunidade e a escola, a proposta do grupo é transformar o local
em um laboratório, para pesquisar e experimentar novas técnicas de aprendizagem e de cultivo.

GERENCIAMENTO DO PROJETO

O projeto “Carbonita: Cidade Educativa” foi criado pelo Centro Popular de Cultura de
Desenvolvimento (CPCD), que é a entidade executora do projeto, a Petrobrás Distribuidora, órgão
financiador, a Prefeitura de Carbonita, por meio de suas secretarias de Educação, Cultura e Ação
Social e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

DESEMPENHO DOS EDUCADORES

A equipe de educadores do projeto “Carbonita: Cidade Educativa” empenhou-se para a elaboração


do Plano de trabalho e Avaliação (PTA), de forma que pudéssemos ter uma boa base para iniciar as
atividades com as crianças e colocá-lo em prática, alcançando assim o objetivo proposto.

Já está sendo desenvolvido o Monitoramento do Processo de Resultados de Aprendizado (MPRA)


visando fazer as devidas correções de rumo, para não perdermos o nosso objetivo nem os recursos
humanos. Com isso, garantimos que o Indicador de Qualidade do Projeto (IQP) possa nos mostrar um
bom resultado final ao término dessa segunda fase.

Observa-se também que a equipe ainda está em processo de amadurecimento e que a cada dia evolui
mais, percebendo a importância desse projeto. Isso com certeza vai refletir no trabalho e resultar em
qualidade de aprendizado.

ENVOLVIMENTO DAS FAMÍLIAS E DAS COMUNIDADES

Em grande parte dos bairros de Carbonita, já estamos realizando oficinas comunitárias com membros
da comunidade, o que nos permite um envolvimento a cada dia maior com a população e maior
conhecimento de suas necessidades. Na comunidade de Monte Belo, as famílias também estão

Carbonita: Cidade Educativa 7


bastante envolvidas nas atividades do projeto, tanto as comunitárias como as que são direcionadas às
crianças.

ENVOLVIMENTO DAS ESCOLAS ONDE ESTUDAM OS PARTICIPANTES DO PROJETO

Contamos com a participação de três escolas das comunidades de Monte Belo, Estiva e Abadia, que
estão diretamente ligadas ao projeto. Na comunidade Monte Belo, os professores já fizeram o
diagnóstico local. O grupo de mães-cuidadoras e de agentes comunitários de educação está
desenvolvendo atividades com as crianças e tem a proposta de desenvolver esporadicamente
atividades junto aos professores.

Em Estiva, os professores já preencheram a ficha de diagnóstico dos alunos. A escola permite que o
grupo de agentes comunitários de educação e de mães-cuidadoras utilize diariamente o espaço da
biblioteca para construir jogos, disponibilizando ainda o espaço para a exposição dos jogos
confeccionados.

Na comunidade de Abadia, os contatos com a escola foram menores, pois os grupos de mães e pais-
cuidadores e Agentes Comunitários de Educação são ainda recém-formados. Mas já sentimos alguma
abertura para as atividades do projeto, considerando que a escola sempre participa de alguma forma:
já fez doação de sucatas, de livros e de embalagens para que os membros do projeto utilizem na
confecção de jogos e brinquedos.

Vale a pena ressaltar que todas as mobilizações comunitárias feitas nessas três comunidades se dão a
partir do apoio dado ao projeto pela coordenação de cada uma das escolas.

ENVOLVIMENTO DAS ENTIDADES LOCAIS (PREFEITURA, GRUPO DE JOVENS, CLUBES DE SERVIÇOS


ETC.)

Já efetivamos parcerias com o Projeto Semear Esperanças de Carbonita (PROCESC) e a partir delas
atendemos as crianças inscritas com atividades educacionais e de aprendizado. É uma troca
importante, pois juntos desenvolvemos e realizamos ações e mobilizações comunitárias. Estamos
afinando os nossos discursos e buscando falar a mesma língua, proporcionando assim resultados mais
palpáveis.

Carbonita: Cidade Educativa 8


A Prefeitura e suas secretarias de Cultura, Educação e Ação Social têm contribuído mais efetivamente,
disponibilizando espaço físico para a realização das atividades do projeto, dando apoio na abertura
dos projetos nas comunidades, fornecendo transporte para o acompanhamento do trabalho na zona
rural e abrindo espaço nas escolas para a realização das atividades do projeto. Também o Conselho
Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) já participou de algumas reuniões com
os parceiros neste segundo trimestre.

A cada dia, estamos procurando ampliar e reforçar essas parcerias, não somente com os parceiros
diretos, como a Prefeitura e suas secretarias, o CMDCA e a Petrobras, mas também no sentido de
mobilizar toda a aldeia, como o PROCESC e outras entidades locais.
Helbert Rodrigues - Educador

AVANÇOS OBTIDOS NO DESENVOLVIMENTO DOS OBJETIVOS DO PROJETO

• Indicadores de Êxito

Índices qualitativos

- Utilização do MPRA (Monitoramento do Processo e Resultados de Aprendizado).


- Trabalhos realizados na linha da Permacultura.
- Visita da representante da Petrobras.
- Início das atividades com as crianças.
- Compromisso ambiental assumido.
- Jogos criados e reproduzidos.
- Espaço para a sede do projeto Cidade Educativa.
- Visitas técnicas aos terminais de pesquisa da biblioteca.
- Amadurecimento da equipe de mães-cuidadoras e de agentes comunitários de educação.
- Início das oficinas comunitárias.
- Alegria das crianças.
- Apropriação do projeto pelos educadores.
- Segurança no desempenho das atividades.

Carbonita: Cidade Educativa 9


Índices quantitativos

- 2 capacitações de agentes comunitários de educação nas comunidades de Estiva e de Abadia.


- 1 capacitação de educadores sociais.
- 1 capacitação de mães-cuidadoras na comunidade de Abadia.
- 1 pai-cuidador.
- 43 mães-cuidadoras.
- 23 agentes comunitários de educação.
- 1 horta na comunidade de Monte Belo.
- 288 jogos construídos.
- 5 bairros atendidos dentro de Carbonita.
- 3 escolas envolvidas.

DIFICULDADES ENCONTRADAS NO DESENVOLVIMENTO DOS OBJETIVOS DO PROJETO

• Indicadores de dificuldades

- Demora para disponibilizar o local da sede do projeto.


- Falta de transporte para atender às necessidades.

BREVE SÍNTESE DAS REFLEXÕES SISTEMATIZADAS A PARTIR DOS RESULTADOS

O Projeto “Carbonita: Cidade Educativa” vem ganhando, a cada dia, mais espaço dentro da
comunidade: as pessoas que ainda não conhecem o projeto buscam informações a respeito, enquanto
a nossa equipe empenha-se em levar o maior número possível de informações para as comunidades.

É possível perceber como nossos educadores estão melhorando a sua capacidade de raciocínio, assim
como a sua prática educativa. Aos poucos, estamos criando teias que estão unindo projetos, entidades
e a comunidade, caminhando rumo à tão desejada Cidade Educativa.

Helbert Rodrigues - Educador

Carbonita: Cidade Educativa 10


ANEXOS

• Quadro da equipe envolvida


Pais e mães-cuidadoras e agentes comunitários de educação
Carbonita / MG

Agente
Pai- Mãe- Carga Coordenação
Nome / Comunidade comunitario
cuidador cuidadora horária local
de educacão
Comunidade: Abadia 01 07 06 14
01 Euflozina Corrêa Amaral X 20 h
02 Henrique Charmorro X - 20 h
03 Ivanete de Azevedo Ribeiro X 20 h
04 Luciana Lourenço X 20 h
05 Lucinéia Vieira da Silva X 20 h
06 Maria Geracina C. das Neves X 20 h
07 Maria Pedralina Corrêa X 20 h Helbert
08 Solange Vieira Monteiro X 20 h Rodrigues
09 Alexsandra Ribeiro Vaz X 20 h
10 Creuza Vieira da Silva X 20 h
11 Edvani Corrêa de Araújo X 20 h
12 Marilene Gomes de Araújo X 20 h
13 Odair Guedes Felício X 20 h
14 Ugleisom de P. Carvalho X 20 h
Comunidade: Estiva 08 06 14

15 Adelânia de C. Barral X 20 h
16 Ana Paula dos Santos X 20 h
17 Juliana Pereira X 20 h
18 Maria Andréia C. Pereira X 20 h
19 Maria Aparecida S. Duarte X 20 h
20 Maria Evangelista Santos X 20 h
21 Maria Stael Pereira X 20 h
22 Natalina de S. Arnaldo X 20 h Helbert

23 Erbsom de F. Santos X 20 h Rodrigues

Carbonita: Cidade Educativa 11


24 Erlei Barral Freire X 20 h
25 Ismael Reis C. Pereira X 20 h
26 Jader da C. Souza X 20 h
27 Liliane Faria Santos X 20 h
28 William M. Barral X 20 h
Cidade 16 10 26
29 Ana Alves Goulart X 20 h
30 Daiana Azevedo Souza X 20 h
31 Elisângela Rosa Nunes X
32 Fâni de Souza Afonso X 20 h
33 Luciene Mirtes S. da Costa X 20 h
34 Lucinéia Alves de Aguilar X 20 h
35 Maria Antônia da S. Reis X 20 h
36 Maria de Lourdes O. Amaral X 20 h
37 Maria de Lourdes R. Oliveira X 20 h
38 Maria de Lourdes Souza X 20 h
39 Maria Helena Martins X 20 h
40 Maria José P. da Cruz X 20 h
41 Neide de Souza Carvalho X 20 h
42 Renata Macedo X 20 h
43 Rita Porto de Azevedo X 20 h Vânia
44 Rosângela Alves Rocha X 20 h Coutinho
45 Jacira Martins de Oliveira X 20 h
46 Leila Faria Lacerda X 20 h
47 Lidiane Aparecida Alves X 20 h
47 Luíza de Kátia Azevedo X 20 h
48 Maria Alexandra Oliveira X 20 h
49 Maria José Lopes Sudré X 40 h
50 Priscila Amaral X 20 h
51 Samara Moreira Bispo X 20 h
52 Tiago Gesley dos Santos X 20 h
53 Walisson A. dos Santos X 20 h
Comunidade: Monte Belo 11 02 13
54 Joanira Lopes de Jesus X 20 h
55 Luciana Lopes Sudré X 20 h

Carbonita: Cidade Educativa 12


56 Maria Alves de Souza X 20 h
57 Maria da Luz Souza X 20 h
58 Maria de Jesus Ribeiro Moraes X 20 h
59 Maia Inêz Martins Nunes X 20 h
60 Maria Mônica F. de Macedo X 20 h Vânia

61 Nelza Ap. de P. Macedo X 20 h Coutinho

62 Osmarina de L. Oliveira X 20 h
63 Osvaldina Alves Teotônio X 20 h
64 Rosâgela Silva Azevedo X 20 h
65 Fabiana G. da Costa X 20 h
66 Francisca Alves de Souza X 20 h
Total Geral 43 24 67

Carbonita: Cidade Educativa 13


• Cronogramas

Abril / 2007

Atividades / Técnicas Responsáveis /


Dia Horário Bairro / Localidade
Dinâmicas Público alvo
Espaço do CRAS –
Confecção de jogos e material 16 mães-cuidadoras e 12
03 e 8:00 às Centro de
didático e brinquedos; organização Agentes comunitários de
04/04 12:00 referência da
dos Bornais de livros e Algibeiras educação
Assistência Social
Confecção de jogos e material
Espaço do CRAS –
13:00 didático e brinquedos; organização 16 mães-cuidadoras e 12
Centro de
às dos Bornais de livros e Algibeiras; Agentes comunitários de
referência da
17:00 discussão sobre PTA – Plano de educação
Assistência Social
Trabalho e Avaliação.
Espaço do CRAS –
Confecção de jogos e material 16 mães-cuidadoras e 12
09 a 8:00 às Centro de
didático e brinquedos; organização Agentes comunitários de
13/04 12:00 referência da
dos Bornais de livros e Algibeiras educação
Assistência Social
Espaço do CRAS –
13:00 Confecção de jogos e material 16 mães-cuidadoras e 12
Centro de
às didático e brinquedos; organização Agentes comunitários de
referência da
17:00 dos Bornais de livros e Algibeiras educação
Assistência Social
Centro Cultural e
Coordenador do CPCD –
8:00 às Biblioteca
09/04 Assistência técnica Helbert Rodrigues e técnico
17:00 Municipal prof.
em informática
Helena Leite
Centro Cultural e Equipe da Biblioteca,
Biblioteca funcionárias, secretário de
11/04 9:00 Reunião
Municipal prof. Cultura e coordenadores do
Helena Leite CPCD
Secretária de Educação,
Secretaria de coordenador da Escola da
12/04 10:00 Reunião
Educação Comunidade Abadia e
coordenadora do CPCD.

Carbonita: Cidade Educativa 14


Confecção de jogos e material
Espaço do CRAS – didático e brinquedos; visitas aos
16 mães-cuidadoras e 12
8:00 às Centro de bairros e escolas para
Agentes comunitários de
12:00 referência da levantamento das crianças e
educação
Assistência Social adolescentes que irão participar do
16 a projeto.
20/04 Confecção de jogos e material
Espaço do CRAS – didático e brinquedos; visitas aos
13:00 16 mães-cuidadoras e 12
Centro de bairros e escolas para
às Agentes comunitários de
referência da levantamento das crianças e
17:00 educação
Assistência Social adolescentes que irão participar do
projeto.
Biblioteca virtual/pesquisa
8:00 às escolar/empréstimo de
Biblioteca Jacira Martins
12:00 livros/confecção de carteira de
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
13:00 Fani Afonso / Tiago dos
16 a escolar/empréstimo de
às Biblioteca Santos/ Sâmara Moreira/
20/04 livros/confecção de carteira de
17:00 Walissom Alves
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
17:00
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Leila Faria e Lourdes Souza
livros/confecção de carteira de
21:00
usuário
05 pessoas da equipe de
Sede PROSESC – Reunião; visitas aos bairros e
trabalho, coordenadores do
Projeto Semeando escolas para levantamento das
16/04 8:30 CPCD e funcionárias do
a Esperança de crianças e adolescentes que irão
PROSESC – Projeto Semeando
Carbonita participar do projeto.
a Esperança de Carbonita
Comunidade geral,
Reunião ; visitas aos bairros e
Escola da funcionários e professores da
escolas para levantamento das
17/04 18:00 comunidade escola, secretária de Ação
crianças e adolescentes que irão
Abadia Social e Educação e
participar do projeto.
coordenadores do CPCD.
Sede PROSESC – Reunião ; visitas aos bairros e 05 pessoas da equipe de
17/04 8:30
Projeto Semeando escolas para levantamento das trabalho, coordenadores do

Carbonita: Cidade Educativa 15


a Esperança de crianças e adolescentes que irão CPCD e funcionárias do
Carbonita participar do projeto. PROSESC – Projeto Semeando
a Esperança de Carbonita
16 mães-cuidadoras e 10
Espaço do CRAS – Reunião; visitas aos bairros e
agentes comunitários de
Centro de escolas para levantamento das
20/04 8:00 educação, coordenadores do
referência da crianças e adolescentes que irão
CPCD – Helbert Rodrigues e
Assistência Social participar do projeto.
Vânia Coutinho.
Confecção de jogos e material
didático e brinquedos; visitas aos
Espaço do CRAS –
bairros e escolas para 16 mães-cuidadoras e 12
23 a 8:00 às Centro de
levantamento das crianças e agentes comunitários de
27/04 12:00 referência da
adolescentes que irão participar do educação
Assistência Social
projeto e atividade do
CARBOARTE.
Espaço do CRAS –
13:00 Confecção de jogos e material 16 mães-cuidadoras e 12
Centro de
às didático e brinquedos e atividade agentes comunitários de
referência da
17:00 do CARBOARTE. educação.
Assistência Social
Prefeito Municipal, diretora do
CPCD e equipe, Secretárias
de Ação Social e Educação e
23/04 13:00 Salão da prefeitura Reunião representante do CMDCA –
Conselho Municipal dos
Direitos da Criança e
Adolescente.
16 mães-cuidadoras e 10
Espaço do CRAS –
agentes comunitários de
Centro de
24/04 8:00 Reunião educação, coordenadores do
referência da
CPCD – Helbert Rodrigues e
Assistência Social
Vânia Coutinho.
Reunião; visitas à comunidade e 11 mães-cuidadoras e 02
escola para levantamento das agente comunitárias de
25/04 8:00 Monte Belo
crianças e adolescentes que irão educação e coordenadora do
participar do projeto. CPCD
23 a 8:00 às Biblioteca Biblioteca virtual/pesquisa Jacira Martins

Carbonita: Cidade Educativa 16


27/04 12:00 escolar/empréstimo de
livros/confecção de carteira de
usuário e atividade do
CARBOARTE.
Biblioteca virtual/pesquisa
13:00 escolar/empréstimo de Fani Afonso / Tiago dos
às Biblioteca livros/confecção de carteira de Santos/ Sâmara Moreira/
17:00 usuário e atividade do Walissom Alves
CARBOARTE.
Biblioteca virtual/pesquisa
17:00 escolar/empréstimo de
às Biblioteca livros/confecção de carteira de Leila Faria e Lourdes Souza
21:00 usuário e atividade do
CARBOARTE.
Comunidade Rural
Pesquisa sobre Permacultura,
cuidados com horta, planejamento
topográfico da horta, disseminação Luciana Lopes/ Maria Alves
23 a 7:20 às Comunidade de Permacultura na comunidade. de Souza/ Maria de Jesus/
27/04 11:20 Monte Belo Visitas à comunidade e escola para Osvaldina Teotônio/ Fabiana
levantamento das crianças e Costa/ Francisca Souza
adolescentes que irão participar do
projeto.
Pesquisa sobre Permacultura,
cuidados com horta, planejamento
topográfico da horta, disseminação
12:20 Maria da Luz/ Maria Inêz/
Comunidade de Permacultura na comunidade.
às Maria Mônica/ Osmarina
Monte Belo Visitas à comunidade e escola para
16:20 Oliveira/ Rosangela Azevedo.
levantamento das crianças e
adolescentes que irão participar do
projeto.
8:00 às Atendimento ao público e
Biblioteca Nelza Macedo
12:00 pesquisa; organização.
13:00
Atendimento ao público e
às Biblioteca Joanira de Jesus
pesquisa; organização
17:00

Carbonita: Cidade Educativa 17


Pesquisa sobre Permacultura, Luciana Lopes/ Maria Alves
7:20 às Comunidade cuidados com horta, planejamento de Souza/ Maria de Jesus/
30/04
11:20 Monte Belo topográfico da horta, disseminação Osvaldina Teotônio/ Fabiana
de Permacultura na comunidade. Costa/ Francisca Souza
Pesquisa sobre Permacultura,
12:20 Maria da Luz/ Maria Inêz/
Comunidade cuidados com horta, planejamento
às Maria Mônica/ Osmarina
Monte Belo topográfico da horta, disseminação
16:20 Oliveira/ Rosangela Azevedo.
de Permacultura na comunidade.
8:00 às Atendimento ao público e
Biblioteca Nelza Macedo
12:00 pesquisa; organização.
13:00
Atendimento ao público e
às Biblioteca Joanira de Jesus
pesquisa; organização
17:00

Maio / 2007

Atividades / Técnicas Responsáveis /


Dia Horário Bairro / Localidade
Dinâmicas Público alvo
Biblioteca virtual/pesquisa
20 usuários/dia;
02 a 8:00 às escolar/empréstimo de
Biblioteca Jacira Martins;
05/05 12:00 livros/confecção de carteira de
01 funcionária da Prefeitura
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa 20 usuários/dia;
13:00
escolar/empréstimo de Fâni Afonso / Tiago dos
às Biblioteca
livros/confecção de carteira de Santos/ Samara Moreira/
17:00
usuário Walissom Alves
Biblioteca virtual/pesquisa
17:00 20 usuários/dia;
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Leila Faria e Lourdes Souza
livros/confecção de carteira de
21:00 01 funcionária da Prefeitura
usuário

02/05
8:00 às São Vicente Confecção de cartazes para Kátia Azevedo, Tiago dos
12:00 divulgação das reuniões nos Santos, Renata Azevedo e
bairros, confecção de jogos e Daiana.
material didático e documentação
Carbonita: Cidade Educativa 18
do trabalho executado.
Confecção de cartazes para
divulgação das reuniões nos
13:00 bairros, confecção de jogos e Equipe de mães-cuidadoras e
às São Vicente material didático e documentação agentes comunitários de
17:00 do trabalho executado. educação
Organização e catalogação dos
Bornais de Livros e Algibeiras.
Confecção de cartazes para
divulgação das reuniões nos
bairros, confecção de jogos e Equipe de mães-cuidadoras e
8:00 às
São Vicente material didático e documentação agentes comunitários de
12:00
do trabalho executado. educação
Organização e catalogação dos
Bornais de Livros e Algibeiras.
03/05
Confecção de cartazes para
divulgação das reuniões nos
13:00 bairros, confecção de jogos e Equipe de mães-cuidadoras e
São Vicente e
às material didático e documentação agentes comunitários de
Biblioteca
17:00 do trabalho executado. educação
Organização e catalogação dos
Bornais de Livros e Algibeiras.
Comunidade, Ana Alves,
Rosângela e Rita Porto,
Reunião com comunidade representante do Prosec
8:30 Simão
(Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
04/05
Comunidade, Lidiane,
Luciene, Lourdes Souza,
Reunião com comunidade representante do Prosec
14:00 Simão
(Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
8:00 às Início das atividades com crianças Maria Helena Martins/
07/05 Simão
12:00 e adolescentes Alexandra Oliveira/ Lourdes

Carbonita: Cidade Educativa 19


Ribeiro
13:00
Início das atividades com crianças
07/05 às Simão Ana Alves/ Luciene da Costa
e adolescentes
17:00
Comunidade, Renata,
Lourdes Oliveira, Leila Faria,
Reunião com comunidade representante do Prosec
07/04 18:00 Simão
(Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
Comunidade, Elisângela
Rosa, Alexandra Oliveira,
Lourdes Ribeiro, Rita Porto,
Varginha e Água Reunião com comunidade
8:30 representante do Prosec
Branca
(Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
08/05 coordenadores do CPCD
Comunidade, Luciene da
Costa, Jacira Martins, Kátia
Varginha e Água Reunião com comunidade Azevedo, representante do
14:00
Branca Prosec (Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
8:00 às Início das atividades com crianças Elisângela Rosa/ Priscila
08/05 Água Branca
12:00 e adolescentes Amaral
13:00
Início das atividades com crianças
08/06 às Varginha Renata Macedo
e adolescentes
17:00
Comunidade, Priscila Amaral,
Lourdes Souza e Renata
Água Branca e Reunião com comunidade Macedo, representante do
09/05 18:00
Varginha Prosec (Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
10/05
8:30 Monte Belo Reunião com comunidade Comunidade, Rita Porto,

Carbonita: Cidade Educativa 20


Rosângela Rocha, Sâmara
Moreira, representante do
Prosec (Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
Comunidade, Maria José
Sudré, Kátia Azevedo,
Lourdes Oliveira,
Reunião com comunidade
14:00 Monte Belo representante do Prosec
(Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
8:00 às Início das atividades com crianças
11/05 Monte Belo Rita Porto/ Rosângela Rocha
10:30 e adolescentes
Comunidade, Samara
Moreira, Rita Porto, Maria
Reunião com comunidade José Sudré, representante do
11/05 18:00 Monte Belo
Prosec (Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
Comunidade, Maria Helena
Martins, Lucinéia de Aguilar,
Maria Antônia Reis, Daiana
São Vicente e Boa Reunião com comunidade
8:30 Azevedo, representante do
Vista
Prosec (Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita) e
14/05 coordenadores do CPCD
Comunidade, Neide
Carvalho, Lourdes Oliveira,
São Vicente e Boa Reunião com comunidade Priscila Amaral, representante
14:00
Vista do Prosec (Projeto Semeando
a Esperança de Carbonita) e
coordenadores do CPCD
8:00 às Início das atividades com crianças Lucinéia de Aguilar/ Daiana
14/05 Boa Vista
10:30 e adolescentes Azevedo
14/05 13:00 São Vicente (Liliane Início das atividades com crianças Lourdes Amaral/ Maria

Carbonita: Cidade Educativa 21


às e Leite) e adolescentes Antônia Reis
16:00
Comunidade, Priscila Amaral,
Neide Carvalho, Lourdes
São Vicente e Boa Reunião com comunidade Oliveira, representante do
15/05 18:00
Vista Prosec (Projeto Semeando a
Esperança de Carbonita e
coordenadores do CPCD
Atividades de Identidade pessoal, Elisângela Rosa/ Priscila
15 a 8:00 às
Água Branca trabalho em equipe, jogos de Amaral
17/05 12:00
aprendizagem e Bornal de livros.
13:00 Atividades de Identidade pessoal, Renata Macedo
15 a
às Varginha trabalho em equipe, jogos de
17/05
17:00 aprendizagem e Bornal de livros.
Atividades de Identidade pessoal, Lucinéia de Aguilar/ Daiana
15 a 8:00 às
Boa Vista trabalho em equipe, jogos de Azevedo
17/05 10:30
aprendizagem e Bornal de livros.
Atividades de Identidade pessoal, Rita Porto/ Rosângela Rocha
15 a 8:00 às
Monte Belo trabalho em equipe, jogos de
17/05 10:30
aprendizagem e Bornal de livros.
13:00 Atividades de Identidade pessoal, Maria José Sudré/ Kátia
15 a
às Monte Belo trabalho em equipe, jogos de Azevedo
17/05
17:00 aprendizagem e Bornal de livros.
Atividades de Identidade pessoal, Lourdes Amaral/ Maria
15 a 8:00 às São Vicente (Liliane
trabalho em equipe, jogos de Antônia Reis
17/05 12:00 e Leite)
aprendizagem e Bornal de livros.
Atividades de Identidade pessoal, Maria Helena Martins/
15 a 8:00 às
Simão trabalho em equipe, jogos de Alexandra Oliveira/ Lourdes
17/05 12:00
aprendizagem e Bornal de livros. Ribeiro
13:00 Atividades de Identidade pessoal, Ana Alves/ Luciene da Costa
15 a
às Simão trabalho em equipe, jogos de
17/05
17:00 aprendizagem e Bornal de livros.
Mães-cuidadoras e agentes
18/05 13:00 Biblioteca Reunião geral da equipe comunitários de educação e
coordenadores do CPCD –

Carbonita: Cidade Educativa 22


Helbert Rodrigues e Vânia
Coutinho
Luciana Lopes/ Maria Alves
de Souza/ Maria de Jesus/
7:20 às Comunidade Atividades de Horta, Permacultura
Nelza Macedo/ Osvaldina
11:20 Monte Belo e biblioteca.
Teotônio/ Fabiana Costa/
14 a
Francisca Souza
18/05
Joanira de Jesus/ Maria da
12:20
Comunidade Atividades de Horta, Permacultura Luz/ Maria Inêz/ Maria
às
Monte Belo e biblioteca. Mônica/ Osmarina Oliveira/
16:20
Rosangela Azevedo.
Bornal de livros, algibeiras, jogos,
8:00 às visitas ás famílias, rodas de Elisângela Rosa/ Priscila
Água Branca
12:00 conversas, teatro e higiene Amaral
21 a
corporal.
25/05
Bornal de livros, algibeiras, jogos,
13:00
visitas ás famílias, rodas de
às Varginha Renata Macedo
conversas, teatro e higiene
17:00
corporal e artes plásticas.
8:00 às Bornal de livros, algibeiras, jogos, Lucinéia de Aguilar/ Daiana
Boa Vista
12:00 passeios, tarefa de casa. Azevedo
Bornal de livros, algibeiras, jogos,
8:00 às
Monte Belo teatro, música, passeio, Rita Porto/ Rosângela Rocha
12:00
brincadeiras, artes plásticas.
13:00
Bornal de livros, algibeiras, jogos, Maria José Sudré/ Kátia
às Monte Belo
teatros e músicas. Azevedo
17:00
Maria Helena Martins/
8:00 às Bornal de livros, algibeiras, jogos,
Simão Alexandra Oliveira/ Lourdes
12:00 visitas às casa, leitura escrita.
Ribeiro/ Lidiane Alves
13:00
Bornal de livros, algibeiras, jogos e
às Simão Ana Alves/ Luciene da Costa
brincadeiras
17:00
8:00 às São Vicente Bornal de livros, algibeiras, jogos e Lourdes Amaral/ Maria
12:00 (Liliane e Leite) passeios. Antônia Reis

Carbonita: Cidade Educativa 23


Biblioteca virtual/pesquisa
8:00 às escolar/empréstimo de
Biblioteca Jacira Martins
12:00 livros/confecção de carteira de
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
13:00 Fani Afonso / Tiago dos
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Santos/ Sâmara Moreira/
livros/confecção de carteira de
17:00 Walissom Alves
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
17:00
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Leila Faria e Lourdes Souza
livros/confecção de carteira de
21:00
usuário
Organização e catalogação dos
8:00 às Espaço Cidade
Bornais de Livros e Jogos e Neide Carvalho
12:00 Educativa
Algibeiras
13:00 Organização e catalogação dos
Espaço Cidade
às Bornais de Livros e Jogos e Maria José da Cruz
Educativa
17:00 Algibeiras
Luciana Lopes/ Maria Alves
de Souza/ Maria de Jesus/
7:20 às Comunidade Atividades de Horta, Permacultura
Nelza Macedo/ Osvaldina
11:20 Monte Belo e biblioteca.
Teotônio/ Fabiana Costa/
Francisca Souza
Joanira de Jesus/ Maria da
12:20
Comunidade Atividades de Horta, Permacultura Luz/ Maria Inêz/ Maria
às
Monte Belo e biblioteca. Mônica/ Osmarina Oliveira/
16:20
Rosangela Azevedo.
Bornal de livros, algibeiras, jogos,
8:00 às visitas ás famílias, rodas de Elisângela Rosa/ Priscila
Água Branca
12:00 conversas, teatro e higiene Amaral
28/05
corporal.
a
Bornal de livros, algibeiras, jogos,
01/06 13:00
visitas ás famílias, rodas de
às Varginha Renata Macedo
conversas, teatro e higiene
17:00
corporal e artes plásticas.

Carbonita: Cidade Educativa 24


8:00 às Bornal de livros, algibeiras, jogos, Lucinéia de Aguilar/ Daiana
Boa Vista
12:00 passeios, tarefa de casa. Azevedo
Bornal de livros, algibeiras, jogos,
8:00 às
Monte Belo teatro, música, passeio, Rita Porto/ Rosângela Rocha
12:00
brincadeiras, artes plásticas.
13:00
Bornal de livros, algibeiras, jogos, Maria José Sudré/ Kátia
às Monte Belo
teatros e músicas. Azevedo
17:00
Maria Helena Martins/
8:00 às Bornal de livros, algibeiras, jogos,
Simão Alexandra Oliveira/ Lourdes
12:00 visitas às casa, leitura escrita.
Ribeiro/ Lidiane Alves
13:00
Bornal de livros, algibeiras, jogos e
às Simão Ana Alves/ Luciene da Costa
brincadeiras
17:00
8:00 às São Vicente Bornal de livros, algibeiras, jogos e Lourdes Amaral/ Maria
12:00 (Liliane e Leite) passeios. Antônia Reis
Biblioteca virtual/pesquisa
8:00 às escolar/empréstimo de
Biblioteca Jacira Martins
12:00 livros/confecção de carteira de
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
13:00 Fani Afonso / Tiago dos
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Santos/ Sâmara Moreira/
livros/confecção de carteira de
17:00 Walissom Alves
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
17:00
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Leila Faria e Lourdes Souza
livros/confecção de carteira de
21:00
usuário
Organização e catalogação dos
8:00 às Espaço Cidade
Bornais de Livros e Jogos e Neide Carvalho
12:00 Educativa
Algibeiras
13:00 Organização e catalogação dos
Espaço Cidade
às Bornais de Livros e Jogos e Maria José da Cruz
Educativa
17:00 Algibeiras

7:20 às Comunidade Atividades de Horta, Permacultura Luciana Lopes/ Maria Alves

Carbonita: Cidade Educativa 25


11:20 Monte Belo e biblioteca. de Souza/ Maria de Jesus/
Nelza Macedo/ Osvaldina
Teotônio/ Fabiana Costa/
Francisca Souza
Joanira de Jesus/ Maria da
12:20
Comunidade Atividades de Horta, Permacultura Luz/ Maria Inêz/ Maria
às
Monte Belo e biblioteca. Mônica/ Osmarina Oliveira/
16:20
Rosangela Azevedo.

Junho / 2007

Atividades / Técnicas Responsáveis /


Dia Horário Bairro / Localidade
Dinâmicas Público alvo
Cidade – zona urbana
04 a
29 de 8:00 às Água Branca Elisângela Rosa/ Priscila
junho 12:00 (Ginásio) Amaral
/2007
8:00 às Lucinéia de Aguilar/
Boa Vista (Mercado)
12:00 Daiana Azevedo
8:00 às Monte Belo Rita Porto/ Rosângela
12:00 (Ginásio) Rocha
13:00 Bornais de Livros e Algibeiras,
Monte Belo Maria José Sudré/ Kátia
às trabalho com sucatas e dinâmicas,
(Ginásio) Azevedo
17:00 contação de histórias, passeios, artes
8:00 às plásticas, jogos, pedagogia do
PETI Maria José Sudré
12:00 biscoito, oficinas de produtos

13:00 fitoterápicos e torneio. Músicas e

às PETI danças Lidiane Aparecida Alves


17:00
8:00 às São Vicente Lourdes Amaral/ Maria
12:00 (Quadra) Antônia Reis
Maria Helena Martins/
8:00 às
Simão Alexandra Oliveira/
12:00
Lourdes Ribeiro

Carbonita: Cidade Educativa 26


13:00
Ana Alves/ Luciene da
às Simão
Costa
17:00
13:00
às Varginha (Ginásio) Renata Macedo
17:00
Biblioteca virtual/pesquisa
8:00 às escolar/empréstimo de
Biblioteca Jacira Martins
12:00 livros/confecção de carteira de
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
13:00 Fani Afonso / Tiago dos
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Santos/ Sâmara Moreira/
livros/confecção de carteira de
17:00 Walissom Alves
usuário
Biblioteca virtual/pesquisa
17:00
escolar/empréstimo de
às Biblioteca Leila Faria e Lourdes Souza
livros/confecção de carteira de
21:00
usuário
Organização e catalogação dos
8:00 às Espaço Cidade
Bornais de Livros e Jogos e Neide Carvalho
12:00 Educativa
Algibeiras
13:00 Organização e catalogação dos
Espaço Cidade
às Bornais de Livros e Jogos e Maria José da Cruz
Educativa
17:00 Algibeiras
Comunidade Rural
Bornais de Livros e Algibeiras,
trabalho com sucatas e dinâmicas,
Luciana Lopes/ Maria Alves
contação de histórias, passeios,
de Souza/ Maria de Jesus/
7:20 às Comunidade Monte artes plásticas, jogos, pedagogia do
Nelza Macedo/ Osvaldina
11:20 Belo biscoito, oficinas de produtos
Teotônio/ Fabiana Costa/
fitoterápicos e sabão; torneio.
Francisca Souza
Músicas e danças. Horta e
biblioteca.
12:20 Comunidade Monte Bornais de Livros e Algibeiras, Joanira de Jesus/ Maria da
às Belo trabalho com sucatas e dinâmicas, Luz/ Maria Inêz/ Maria

Carbonita: Cidade Educativa 27


16:20 contação de histórias, passeios, Mônica/ Osmarina
artes plásticas, jogos, pedagogia do Oliveira/ Rosangela
biscoito, oficinas de produtos Azevedo.
fitoterápicos e sabão; torneio.
Músicas e danças. Horta e
biblioteca.
Euflozina Amaral/ Henrique
Charmorro/ Ivanete de
Organização e confecção de
7:20 às Comunidade Azevedo/ Luciana
material didático. Diagnóstico de
11:20 Abadia Lourenço/ Lucinéia Vieira/
aprendizagem.
Maria Geracina/ Maria
Pedralina.
Solange Vieira/ Alexsandra
12:20 Organização e confecção de Ribeiro/ Cruza da Silva/
Comunidade
às material didático. Diagnóstico de Edvani Corrêa/ Marilene
Abadia
16:20 aprendizagem. Gomes/ Odair Guedes/
Ugleisom Carvalho
Adelânia Barral/ Ana Paula
dos Santos/ Juliana Pereira/
Organização e confecção de
7:20 às Maria Andréia Pereira/
Comunidade Estiva material didático. Diagnóstico de
11:20 Maria Ap. Duarte/ Maria
aprendizagem.
Evangelista Santos/ Maia
Stael Pereira.
Organização e confecção de Natalina Arnaldo/ Erbsom
12:20
material didático. Diagnóstico de Santos/ Erlei Freire/ Ismael
às Comunidade Estiva
aprendizagem. Organização da Reis/ Jader Souza/ Liliane
16:20
biblioteca da escola. Faria/ William Barral.
Comunidade escolar,
secretária de Educação
(Delú), orientadora, Equipe
Comunidade Monte
02/06 15:00 Reunião de Mães-cuidadoras,
Belo
Agentes comunitários de
educação e equipe do
CPCD.
Comunidade Monte Visita de acompanhamento e Representante Petrobrás
06/06 10:00
Belo reunião com equipe local Distribuidora (Iva

Carbonita: Cidade Educativa 28


Valadares), representantes
do CMDCA (Conselho
Municipal dos Direitos da
Criança e do Adolescente),
Secretaria Ação Social e
CPCD.
Outros
Equipe de Mães-cuidadoras,
Agentes comunitários de
educação – da cidade;
Representante Petrobrás
13:00 Cidade Reunião Distribuidora (Iva Valadares),
representantes do CMDCA
(Conselho Municipal dos Direitos
da Criança e do Adolescente),
06/06
Secretaria Ação Social e CPCD.
Representante Petrobrás
Distribuidora (Iva Valadares),
representantes do CMDCA
14:00 Cidade Reunião (Conselho Municipal dos Direitos
da Criança e do Adolescente),
Secretaria Ação Social e CPCD;
Prefeito Municipal.
Secretaria de Secretária de Ação Social (Luzia)
11/06 9:00 Reunião
Ação Social e coordenadores do CPCD
Equipe de Mães-cuidadoras e
Agentes comunitários de
Espaço Projeto
educação – cidade e
16/06 13:00 Cidade Reunião geral
coordenadores do CPCD –
Educativa
Helbert Rodrigues e Vânia
Coutinho.
Secretaria Secretário – Sérgio Luiz e
18/06 15:00 Municipal de Reunião coordenadora CPCD – Vânia
Cultura couitnho
Comunidade Equipe local e coordenadora do
19/06 10:00 Acompanhamento e reunião geral
Monte Belo CPCD –Vânia Coutinho

Carbonita: Cidade Educativa 29


Comunidade escolar, secretária
Comunidade
20/06 10:00 Reunião de Educação (Delú), orientadora
Abadia
Sônia, coordenadores do CPCD.
Comunidade escolar, secretária
Comunidade
20/06 15:00 Reunião de Educação (Delú), orientadora
Estiva
Sônia, coordenadores do CPCD.
Centro Cultura
Técnico de informática e
e Biblioteca Assistência técnica aos
22/06 8:00 coordenador CPCD – Helbert
Municipal Prof. computadores
Rodrigues
Helena Leite
Comunidade Equipe local e coordenadora do
26/06 10:00 Reunião Geral
Monte Belo CPCD – Vânia Coutinho
Comunidade Equipe local e coordenador do
26/06 8:00 Reunião Geral
Abadia CPCD – Helbert Rodrigues
Comunidade Equipe local e coordenador do
28/06 8:00 Reunião Geral
Estiva CPCD – Helbert Rodrigues
29/06 Feriado Municip

Helbert Rodrigues e Vânia Coutinho


Coordenadores de Projeto

Carbonita: Cidade Educativa 30


1º DIAGNÓSTICO - CARBONITA
COMUNIDADE ABADIA

1ª e 2ª Série

Leitura Matematização

19 18
20 20
15 15
10 10
5 0 0 5 1 0
0 0
1ª Diagnóstico (19 alunos) 1ª Diagnóstico (19 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

3ª e 4ª Série

Leitura Matematização

10 8 8 7
6
5 4
2 1
0 0 0
0 0
1ª Diagnóstico (8 alunos) 1ª Diagnóstico (8 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

5ª e 6ª Série
Leitura Matematização

30 30
21 21
20 20
10 10
0 0 0 0
0 0
1ª Diagnóstico (21 alunos) 1ª Diagnóstico (21 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 31


1º DIAGNÓSTICO CARBONITA
BAIRROS/CIDADE

1ª e 2ª Série

Leitura Matematização

80 68 80 64
60 60
40 19 40 19
11 15
20 20
0 0
1ª Diagnóstico (98 alunos) 1ª Diagnóstico (98 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

3ª e 4ª Série

Leitura Matematização

60 48 80 58
40 31 60
14 40 21
20 14
20
0 0
1ª Diagnóstico (93 alunos) 1ª Diagnóstico (93 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 32


5ª e 6ª Série

Leitura Matematização

20 17 30
20
15 11 11 20 13
10
10 6
5
0 0
1ª Diagnóstico (39 alunos) 1ª Diagnóstico (39 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

7ª e 8ª Série

Leitura Matematização

10 8 6 5
4 3
5
2
0 0 0
0 0
1ª Diagnóstico (8 alunos) 1ª Diagnóstico (8 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 33


1º DIAGNÓSTICO CARBONITA
COMUNIDADE ESTIVA

1ª e 2ª Série

Leitura Matematização

30 23 20 15 17
20 11 10 4
10 2
0 0
1ª Diagnóstico (36 alunos) 1ª Diagnóstico (36 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3


Nível 1 Nível 2 Nível 3

3ª e 4ª Série

Leitura Matematização

27
30 22 30
20 20
10 7
10 6 10 4
0 0
1ª Diagnóstico (38 alunos) 1ª Diagnóstico (38 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 34


5ª e 6ª Série

Leitura Matematização

36 28
40 30
30 20 13
20
10 4 10
1 0
0 0
1ª Diagnóstico (41 alunos) 1ª Diagnóstico (41 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

7ª e 8ª Série

Leitura Matematização

30 30 23
20
20 20
9 8
10 2 10
0
0 0
1ª Diagnóstico (31 alunos) 1ª Diagnóstico (31 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 35


1º DIAGNÓSTICO CARBONITA
COMUNIDADE MONTE BELO

1ª e 2ª Série
Leitura Matematização

15 12 13 20 17
9
10 8 9
10
5
0 0
1ª Diagnóstico (34 alunos) 1ª Diagnóstico (34 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3


Nível 1 Nível 2 Nível 3

3ª e 4ª Série

Leitura Matematização

19 18 18
20 17 20
15 15
10 10
5 2 5 2
0 0
1ª Diagnóstico (38 alunos) 1ª Diagnóstico (38 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 36


5ª e 6ª Série

Leitura Matematização

14
15 15
10 10 9
10 6 10
5
5 5
0 0
1ª Diagnóstico (30 alunos) 1ª Diagnóstico (24 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

7ª e 8ª Série
Leitura Matematização

10 9
15 11
7
6 8
10
5
5 3

0 0
1ª Diagnóstico (22 alunos) 1ª Diagnóstico (22 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 37


1º DIAGNÓSTICO GERAL CARBONITA

1ª e 2ª Série

Leitura Matematização

100 82 70 100 77
57 53
50 35 50
0 0
1º Diagnóstico Geral (187 alunos) 1ª Diagnóstico Geral (187 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3


Nível 1 Nível 2 Nível 3

3ª e 4ª Série
Leitura Matematização

75
80 63 100 81
60 39 50 46
40 50
20
0 0
1ª Diagnóstico Geral (177 alunos) 1ª Diagnóstico Geral (177 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 38


5ª e 6ª Série
Leitura Matematização

100 80 80 60
60 42
50 29 40 29
22
20
0 0
1ª Diagnóstico Geral (131 alunos) 1ª Diagnóstico Geral(131 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

7ª e 8ª Série

Leitura Matematização

40 40 34
29
30 23 30
19
20 9 20
8
10 10
0 0
1ª Diagnóstico Geral (61 alunos) 1ª Diagnóstico Geral (61 alunos)

Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 1 Nível 2 Nível 3

Carbonita: Cidade Educativa 39


• Relatório Técnico
Formação de agentes comunitários de educação
Comunidade Abadia

Introdução

A comunidade de Abadia é banhada por dois rios, o Araçuaí e o Água Limpa (que possui esse nome
por causa de suas águas cristalinas), além de um pequeno riacho. Por esse motivo, o local possui
muitas espécies animais e vegetais, mas já se pode perceber o desmatamento nas margens dos rios.

A comunidade de Abadia também se destaca por sua religiosidade e devoção a Nossa Senhora de
Abadia. Além de uma igreja com seu nome, anualmente se realiza uma grande festa em homenagem
à santa, atraindo romeiros de diferentes partes do país, que vêm em busca de fazer e pagar
promessas.

Descrições e análise das atividades desenvolvidas no período, de acordo com o Plano de Trabalho e
Avaliação (PTA): objetivos e metodologia e contribuição para o desenvolvimento integral do público-
alvo

Iniciamos as atividades apresentando o projeto “Carbonita: Cidade Educativa” e falando das


experiências vividas em Carbonita e Monte Belo no ano passado. Na oportunidade, aproveitamos para
tirar dúvidas e fazer esclarecimentos.

A primeira atividade desenvolvida foi a construção do crachá criativo. Cada participante deu-se uma
forma, cor, tamanho e formato e, na seqüência, pôde assinar o crachá e escrever uma qualidade que
iniciasse com a primeira letra do seu nome. Em seguida, cada um apresentou o seu crachá e disse o
que quis transmitir com ele, falando da qualidade que escreveu. Com essa atividade, tivemos a
oportunidade da saber um pouco de cada pessoa, identificando as tímidas, as mais alegres, as mais
comunicativas, as mais caladas, as pessoas mais sérias etc.

A técnica da construção do boneco contribuiu para que conhecêssemos mais detalhadamente a


personalidade dos participantes, abrindo espaço para que discutíssemos assuntos como desejos,
anseios, oportunidades. Essa atividade fez com que as pessoas falassem de si de uma maneira simples
e, ao término, o grupo percebeu que o boneco tinha muito mais a ver com eles do que imaginavam.

Carbonita: Cidade Educativa 40


Foram utilizados também vários textos, sendo que três deles provocaram muita discussão: “Pescadores
de ti”, “A águia que quase virou galinha” e “O rapaz e a estrela do mar”. Alguns temas foram
aprofundados nas discussões a partir desses textos: como resolver, desde a origem, nossos problemas
e os problemas de nossa comunidade, como driblar o comodismo e fazer a diferença na vida, no meio
em que vivemos, nas nossas comunidades.

Essas foram as principais técnicas usadas nas várias dinâmicas de grupo. Elas contribuíram de forma
significativa para a formação das equipes, promovendo vivências e discussões sobre a importância do
trabalho em grupo para alcançarmos grandes resultados em tempos hábeis.

Trabalhamos muito com bornais de livros e algibeiras de leitura, oportunidade em que cada grupo
escolheu um livro e procurou uma forma inovadora e criativa para despertar nas pessoas a vontade de
lê-lo. Foram produzidos teatros inacabados, para que as pessoas tentassem buscar o final dentro do
livro, além de poesias e histórias. No encerramento, discutimos sobre todo o processo e se realmente
as pessoas foram convencidas a ler os livros.

Os grupos também tiveram a oportunidade de criar atividades e jogos para trabalhar as dificuldades
escolares das crianças, usando para isso o Bornal de Jogos de Aprendizagem e vários outros jogos.
Para essas capacitações, procuramos levar os nossos “CHA’s pedagógicos”, que reúnem
Conhecimento, Habilidade e Atitude.

Roda

A roda ajudou bastante nas discussões, pois criou a oportunidade de cada participante dar sua opinião
e contribuição em relação ao tema que estava sendo discutido. Observamos que todas as pessoas se
sentiram bastante à vontade para participar.

Avaliação

As avaliações contribuíram bastante para a correção de rumo e também para os avanços nas
atividades e discussões. As pessoas passaram a se conscientizar mais de suas ações, fazendo uma
auto-avaliação de suas posturas e até de sua participação dentro da oficina.

Carbonita: Cidade Educativa 41


Desempenho dos educadores

Cada participante contribuiu e se empenhou bastante para garantir o sucesso da oficina: os horários
foram seguidos pontualmente e cada atividade proposta foi realizada. O grupo mostrou-se bastante
preocupado com a qualidade e a estética de cada material produzido, percebendo-se também o
comprometimento de todos em relação aos compromissos.

Avanços obtidos no desenvolvimento dos objetivos do projeto

• Indicadores de êxito

Índices qualitativos

- Qualidade nas discussões


- Compromisso com os horários
- Estética dos materiais produzidos
- Melhora na expressão oral dos participantes
- Respeito às opiniões
- Superação da timidez
- Apropriação da metodologia
- Alegria

Índices quantitativos

- 5 jogos criados
- 15 participantes
- 6 teatros
- 10 dinâmicas
- 8 histórias contadas
- 5 textos utilizados
- 7 pessoas selecionadas

Carbonita: Cidade Educativa 42


Breve síntese das reflexões sistematizadas a partir dos resultados

Embora seja ainda bastante jovem, o grupo mostra-se muito preocupado com as questões
educacionais e ambientais de sua comunidade e já é possível observar grande avanço em relação à
qualidade das discussões.

A abertura do grupo para as coisas novas contribuiu bastante para que pudéssemos implantar a
metodologia, que rapidamente foi assimilada.
Helbert Rodrigues - Coordenador

• Relatório Técnico
Capacitação de educadoraes sociais

Introdução

Essa foi a segunda oficina destinada aos educadores e monitores dos projetos da Secretaria de Ação
Social. Procuramos fazer dessa segunda capacitação um processo que fosse avaliativo e ao mesmo
tempo informativo, no qual pudéssemos avaliar os avanços ocorridos na primeira capacitação e
também introduzir novos temas e reflexões.

O grupo foi composto pelas monitoras do Programas de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), pelas
monitoras do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), pelos coordenadores do PETI e do
CRAS, pela psicóloga do município e pela coordenação do projeto Agente Jovem.

Descrições e análise das atividades desenvolvidas no período, de acordo com o Plano de Ttrabalho e
Avaliação (PTA): objetivos e metodologia e contribuição para o desenvolvimento integral do público-
alvo

Como o grupo já era conhecido e conhecia a dinâmica utilizada, a apresentação serviu também para
relatar as expectativas dos participantes em relação à oficina. Iniciamos com uma apresentação
formal, momento em que a secretária de Ação Social deu as boas-vindas aos presentes e falou sobre o
projeto. Em seguida, falamos dessa segunda fase do projeto e foi entregue a cada participante uma

Carbonita: Cidade Educativa 43


folha de papel para que cada um desenhasse nela seus sentimentos e expectativas em relação à
oficina.

Na apresentação, após informar o nome e de onde vieram, as pessoas apresentaram o desenho


falando de seus sentimentos e expectativas. Grande parte das expectativas dizia respeito a adquirir
novos conhecimentos, trocar experiências e buscar informações para melhorar as práticas educativas.

Uma atividade que provocou no grupo grande discussão foi a dinâmica “Fábrica de aviões”, que
proporcionou amplo debate sobre a qualidade dos trabalhos e grandes reflexões sobre o que é o
trabalho em grupo, além de uma avaliação da prática educacional.

Outro momento muito importante foi quando sorteamos, entre os grupos, papéis onde estavam
escritos alguns direitos da criança e do adolescente e pedimos que as pessoas criassem jogos ou
dinâmicas, trabalhando de maneira prazerosa esses direitos. Dos cinco grupos, quatro desenvolveram
uma dinâmica e alguns jogos com os temas. Avaliamos que a dinâmica e os jogo criados foram bem
positivos.

Alguns jogos receberam sugestões para que fossem melhorados, de forma a se tornar mais objetivos e
mais dinâmicos. Após avaliar a estética dos jogos e a criatividade de cada grupo, voltamos às equipes
e criamos as regras para que cada grupo pudesse reproduzi-los em seus locais de trabalho. As
dinâmicas contribuíram bastante para as discussões de grupo, gerando momentos de muita discussão
e de troca de informações e conhecimento.

A construção do Plano de Trabalho e Avaliação (PTA) foi uma das principais atividades realizadas e
para isso o grupo foi dividido em quatro equipes: Projeto Agente Jovem, Centro de Referência e
Assistência Social(CRAS), PETI zona urbana e PETI zona rural.

As discussões para a elaboração do PTA foram bem ricas: todos contribuíram dando suas opiniões e
idéias. Ao mesmo tempo em que iam construindo o PTA, faziam avaliações e reflexões sobre os
trabalhos realizados no ano anterior, analisando o que deixaram de fazer e os motivos pelos quais
não fizeram.

As avaliações contribuíram bastante para as correções de rumo e para aprimorar a participação de


cada um dentro da oficina. As memórias também ajudaram nas discussões de sistematização das
atividades realizadas e na melhoria da linguagem escrita.

Carbonita: Cidade Educativa 44


Desempenho dos educadores

Com certeza, o grupo desenvolveu muito o lado reflexivo, buscando formas de fazer com que esse
trabalho contribuísse ainda mais com as crianças, os adolescentes e até mesmo com os próprios
educadores.

Percebe-se também que aumentou a criatividade e o cuidado com as minúcias em relação aos
materiais produzidos. Apesar de grande parte da equipe ser da zona rural, criando a necessidade de
ficar longe de casa durante uma semana, as pessoas souberam realmente aproveitar esse tempo e
procuraram aprender e contribuir da melhor forma possível com a oficina.

Avanços obtidos no desenvolvimento dos objetivos do projeto

Indicadores de êxito

Índices qualitativos

- Estética e qualidade dos materiais criados, adaptados e reproduzidos.


- Maior qualidade das discussões.
- Técnicas, dinâmicas e atividades realizadas.
- Alimentação
- Trabalhos produzidos
- Discussões sobre os direitos da criança e do adolescente.

Índices quantitativos

- 5 jogos criados
- 14 reproduzidos
- 12 dinâmicas utilizadas

Carbonita: Cidade Educativa 45


Dificuldades encontradas no desenvolvimento dos objetivos do projeto

Indicadores de dificuldades

- Falta de compromisso com os horários.


- Reuniões da equipe no mesmo horário da oficina, atrapalhando o andamento da mesma.
- Saída de parte dos participantes durante as atividades.
- Freqüência irregular por parte de alguns participantes.

Breve síntese das reflexões sistematizadas a partir dos resultados

Essas oficinas contribuem bastante para o desenvolvimento dos educadores, pois proporcionam
aprendizado, educação e troca de saberes, facilitando assim a propagação de ações que contribuem
para a eficácia do trabalho, gerando, conseqüentemente, bons resultados.

Helbert Rodrigues - Coordenador

Carbonita: Cidade Educativa 46


Anexos

• Jogos

9 Caminho dos direitos

Objetivo:
Proporcionar às crianças e aos adolescentes o conhecimento de seus direitos dentro do Estatuto da
Criança e do Adolescente (ECA).

Material:
- Um tabuleiro
- Dois marcadores de cores diferentes
- Um dado numerado escrito bônus uma vez, perguntas quatro vezes e prendas uma vez.
- Cartas com perguntas
- Cartas bônus
- Cartas com prendas

Obs: todas a cartas devem estar de acordo com o tema.

Sugestões de prendas:
Fale sobre um direito usando mímica, cante uma canção que fale dos direitos etc.

Regra:
Podem jogar dois jogadores ou duas equipes. O jogo se inicia tirando-se o par ou ímpar e quem
ganhar joga o dado primeiro. Se cair em pergunta, ele deverá pegar uma carta pergunta e, se
responder corretamente, avança uma casa; caso contrário, permanece na mesma casa. Se cair em
bônus, ele será gratificado e anda de acordo com o que estiver escrito na casa. Se cair em prenda, ele
só poderá andar a casa se cumprir a tarefa pedida.

Vence quem chegar ao final do tabuleiro primeiro.

Componentes:
Jane / Mariazinha / Gertrudes / Valdirene

Carbonita: Cidade Educativa 47


9 Memória dos direitos

Objetivo:
Trabalhar os direitos da criança e do adolescente e também a capacidade de memorização.

Material:
- 15 pares de cartas contendo desenhos que representem os direitos da criança e do adolescente.
Regra:
Joga-se com dois jogadores e até mesmo duas equipes. Inicia-se o jogo tirando-se par ou ímpar e o
vencedor tira uma carta e procura seu par. Se errar, passa a vez, deixando as cartas nos mesmos
lugares. Se acertar, o jogador deverá falar o direito ali representado pelo desenho; caso não acerte,
deverá voltar e deixar a carta na mesa, passando a vez para outro jogador ou equipe.

Vence o jogo quem ao final possuir o maior número de pares.

Componentes:
Eliete Vieira Bispo / Carlene Santos Loiola / Maria Alice Ribeiro / Maria Marlene Morais / Sirleia
Aparecida Gonçalves

9 Torneio dos Direitos

Objetivo:
Trabalhar os direitos e deveres da criança e do adolescente de maneira alegre e prazerosa.

Material:
- 1 dado numerado
- 1 tabuleiro contendo tarefas, informações e perguntas sobre os direitos e deveres das crianças e dos
adolescentes.
- 4 marcadores de cores diferentes

Regra:
Jogam de 2 a 4 pessoas. A ordem de início pode se retirada por sorteio. O primeiro jogador lança o
dado e anda no tabuleiro a quantidade de casas indicada no número do dado. Se chegar a uma casa
com pergunta ou tarefa, deverá responder ou cumprir o que se pede e passar a vez para o próximo
jogador. Caso contrário, deverá voltar o número de casas sorteado no dado. Se cair em informação,

Carbonita: Cidade Educativa 48


deverá ler a mesma em voz alta, para que todos possam ouvir e assim passar a vez para o jogador
seguinte.

Caso esteja perto de terminar e o jogador retirar um número maior do que o necessário para chegar
ao final, ele contará as casas restantes para trás, até encontrar a quantidade exata para chegar ao
final do tabuleiro.

Vence o jogo quem chegar primeiro ao final do tabuleiro.

Componentes:
Maria aparecida Silva Ribeiro / Edna Ferreira / Márcia Maria Carvalho / Maria Aparecida Silva
Azevedo / Juliana Pereira

9 Jogo da alegria

Objetivo:
Trabalhar os direitos e o raciocínio das crianças e dos adolescentes de forma alegre e divertida.

Material:
- 1 tabuleiro vazado em formato de quebra-cabeça, contendo desenhos representando os direitos da
criança e do adolescente.
- Peças contendo os direitos das crianças e do adolescente em escrita e que se encaixem no tabuleiro
contendo a pontuação na parte inferior. Podem ser feitas algumas peças sobressalentes que não
possuem o direito desenhado no tabuleiro, para dificultar um pouco.

Regra:
Podem jogar duas pessoas ou dois grupos. Inicia-se com sorteio ou tirando-se par ou ímpar. O
vencedor começa a jogada observando o desenho e escolhendo uma peça que se encaixe nele. O
coordenador da atividade deve confirmar se realmente está correto. Caso acerte, ele observa o verso
da peça e anota a pontuação alcançada; caso erre, ele deverá explicar com suas palavras a
importância desses direitos, colocando-os em evidência na vida dele.

Vence o jogo aquele que, ao terminar, tiver a maior quantidade de pontos.

Carbonita: Cidade Educativa 49


Componentes:
Maria Luciana Ribeiro / Eva Aparecida Pereira Santos / Luciana Ribeiro da Silva / Eva de Oliveira
Libório / Ana Denília Ferreira Bonfim

9 Dinâmica: Refletindo sobre os direitos

Objetivo:
Proporcionar reflexões e debates sobre os direitos das crianças e dos adolescentes.

Material:
- Som
- Cd contendo músicas que falem dos direitos da criança e do adolescente ou sobre a falta deles.
- Cópias da letra escolhida

Regra:
Entrega-se a cada participante a letra da música escolhida. Depois, coloca-se a música, pedindo a
todos que a acompanhem e a ouçam com bastante atenção. Em seguida, abre-se a discussão.

Podem ser feitas perguntas como:


- Quais os sentimentos de cada um?
- O que faltou ou esteve em evidência na letra?
- Qual a importância dos direitos na vida das crianças e dos adolescentes?

Componentes:
Deusdete / Ilma / Irene / Edna / Marlene / Jovita

Depoimentos

“Precisamos estudar mais para atender melhor às crianças. Realmente, acontece aquela troca de
saberes: o que sabemos ensinamos para as crianças e o que elas sabem ensinam para nós. Fui
ensinar uma operação para uma delas e ensinava do modo antigo como ‘tomar emprestado’. Ela
sabia de outra forma e me ensinou. A partir daí, comecei a ensinar aos outros da segunda forma e
eles aprendiam de forma mais rápida. No final do dia, três delas haviam aprendido.”
Joanira de Jesus - Mãe-cuidadora

Carbonita: Cidade Educativa 50


“Demorou muito para começar o projeto. Agora estamos animados: no final de semana, vamos fazer
biscoitada e estou ansioso para chegar o ‘dia de beleza’. É o que gosto mais.”
Maria Alves - Mãe-cuidadora
Bairro Simão

“Da roda eu não gostava, achava chata. Agora gosto porque entendo a importância dela. Depois da
roda, o jogo funciona melhor e ninguém atrapalha mais. É um jeito de nos educarmos.”
Aline Moraes - Comunidade Monte Belo

“Não tinha paciência para escutar o Wilson, meu filho. Agora, faço o possível para dar mais atenção a
ele e observo a mudança no comportamento dele: está mais carinhoso e mais calmo, tem mais
facilidade de aprender e entender o que os outros falam.”
Maria da Luz - Mãe de Wilson
Comunidade Monte Belo

Carbonita: Cidade Educativa 51