Você está na página 1de 4
CONTABILIDADE Atividade DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DE DESEMPENHO DA GESTÃO EMPRESARIAL DA EMPRESA NESTLÉ S/A Rosangela Leôncio

CONTABILIDADE

Atividade

DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DE DESEMPENHO DA GESTÃO EMPRESARIAL DA EMPRESA NESTLÉ S/A

Rosangela Leôncio Clemente Jaques Anjos dos Santos Rosemeire Tito de Aguiar Geane Alves Gigliola Oliveira

MBA - Gestão Empresarial Profº José do Carmo

INDICADORES DE DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DE DESEMPENHO DA GESTÃO EMPRESARIAL DA EMPRESA NESTLÉ S/A

A empresa MODELO avaliada por nossa consultoria apresentou os seguintes indicadores:

INDICADORES DE LIQUIDEZ: QUIDEZ

INDICADORES DE DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DE DESEMPENHO DA GESTÃO EMPRESARIAL DA EMPRESA NESTLÉ S/A A empresa

A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com o aumento da liquidez corrente de 0,91 para 1,03. Mostra que em 2014, para cada R$ 1,00 de dívida circulante ela tem R$ 1,03 para honrar os compromissos.

INDICADORES DE DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DE DESEMPENHO DA GESTÃO EMPRESARIAL DA EMPRESA NESTLÉ S/A A empresa

A análise técnica mais rigorosa, depois de excluir do ativo circulante os estoques, indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com o aumento da liquidez seca de 0,60 para 0,66 (10,00%). Mostra que em 2014, para cada R$ 1,00 de dívida circulante ela tem R$ 0,66 para honrar os compromissos.

INDICADORES DE DIAGNÓSTICO E ANÁLISE DE DESEMPENHO DA GESTÃO EMPRESARIAL DA EMPRESA NESTLÉ S/A A empresa

A análise técnica que contempla o curto e longo prazo da empresa tem por objetivo verificar a situação de liquidez no longo prazo e indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com o aumento da liquidez geral de 0,52 para 0,54 (3,85%). Mostra que em 2014, para cada R$ 1,00 de dívida geral (curto + longo prazo) ela tem R$ 0,54 para honrar os compromissos.

INDICADORES DE ENDIVIDAMENTO:

INDICADORES DE ENDIVIDAMENTO: A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com redução

A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com redução do

endividamento da empresa que representava 48,05% para 47,45%

(-1,25%).

INDICADORES DE ENDIVIDAMENTO: A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com redução

A alavancagem mostra o quanto o passivo total representa do patrimônio líquido. A

análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com redução desta alavancagem, fruto da redução do endividamento da empresa de 92,48% para 90,29% (-

2,37%).

MARGENS DE LUCRATIVIDADE:

INDICADORES DE ENDIVIDAMENTO: A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com redução

Devido à diminuição da receita líquida de vendas e, em consequência, do lucro operacional a análise técnica das margens de lucratividade indica uma situação desfavorável de 2013 para 2014 com a diminuição da margem de lucratividade operacional, de 14,18% para 11,90% (-16,08%).

INDICADORES DE ENDIVIDAMENTO: A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 com redução

Com o aumento da receita líquida de vendas e aumento do lucro líquido, a análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 indicando incremento na margem de lucratividade líquida, de 10,87% para 15,78% (45,17%).

INDICADORES DE RENTABILIDADE:

A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 indicando maior retorno aos investidores

A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 indicando maior retorno aos investidores detentores do capital da empresa, de 16,00% para 20,61% (28,81%).

A análise técnica indica uma situação favorável de 2013 para 2014 indicando maior retorno aos investidores

Este indicador mede o verdadeiro desempenho operacional da empresa. A análise técnica indica uma situação desfavorável de 2013 para 2014 indicando menor retorno aos investidores detentores do capital da empresa, de 74,13% para 66,23% (-10,26%).

Conclusão:

No exercício 2014, percebemos que a Nestlé não apresentou evolução quanto à liquidez corrente e seca em relação a 2013, mostra a capacidade de a empresa atender seus compromissos de curto prazo. A liquidez geral apontou um índice de 3,85% em 2014, que também podemos considerar um bom resultado. Devido à elevação das despesas operacionais, demonstrada em 2014, a empresa apresentou problemas nos resultados financeiros, passando a margem operacional de 14,18% em 2013 para 11,90% em 2014, e a rentabilidade sobre o patrimônio líquido, de 16% em 2013, para 21,61% em 2014. A diminuição de Receitas de Vendas em 2014 comparado a 2013, provavelmente não foi como esperado, o que acabou aumentando o lucro líquido em 44,34%. Seria necessário aumentar as Receitas de Vendas e reduzir as Despesas Operacionais para alcançar resultados positivos.