Você está na página 1de 18

AnsiedAde?

G661

Gorayeb, Maria Angela Marchini Ansiedade?: mate essa charada! – material de apoio no tratamento cognitivo-comportamental da ansiedade infanto- -juvenil / Maria Angela Marchini Gorayeb. – Novo Hamburgo :

Sinopsys, 2014. 64p. ; 16x23.

ISBN 978-85-64468-30-6

1. Psicologia – Crianças – Adolescentes. I. Título.

CDU 159.9-053.2/.6

MAriA AngelA MArchini gorAyeb

AnsiedAde?

MATe essA chArAdA!

Material de Apoio no Tratamento Cognitivo-comportamental da Ansiedade Infanto-juvenil

Ilustrações: Mauro Cézar Freitas

2014
2014

© Sinopsys Editora e Sistemas Ltda., 2014 Ansiedade? Mate essa charada! Material de apoio no tratamento cognitivo-comportamental da ansiedade infanto-juvenil Maria Angela Marchini Gorayeb

Capa: Maurício Pamplona

Ilustrações: Mauro Cézar Freitas

Revisão: Lívia Algayer Freitag

Supervisão editorial: Mônica Ballejo Canto

Editoração: Formato Artes Gráficas

Sinopsys Editora Fone: (51) 3066-3690 E-mail: atendimento@sinopsyseditora.com.br Site: www. sinopsyseditora.com.br

Para Felipe e Diego

Para Felipe e Diego

Sumário

Nota aos pais

9

Nota aos terapeutas

11

Nota aos pacientes

13

1 o Passo Entender o que é ansiedade

15

2 o Passo Entender como a ansiedade funciona em nossa vida

19

3 o Passo Entender como a ansiedade nos ajuda

21

4 o Passo Entender como a ansiedade nos atrapalha

25

5 o Passo Desenvolver hábitos mais saudáveis

29

6 o Passo Compartilhar suas preocupações

35

8

Sumário

7 o Passo Não cair em “armadilhas de pensamento”

37

8 o Passo Fazer exercícios de relaxamento

39

9 o Passo Desenvolver o autoconhecimento

47

10 o Passo Enfrentar seus medos

49

Finalizando

53

Sugestões para orientação de pais e biblioterapia

55

Anexo e atividades

57

Nota aos pais

S e você está lendo esta nota, provavelmente seu filho ou sua filha

está apresentando dificuldades, de alguma forma, para lidar com a

ansiedade e você procurou a ajuda de um profissional especializado

para auxiliá-lo a superar esta questão. Parabéns por sua iniciativa, você agiu de forma responsável e carinhosa. Se o terapeuta que você escolheu para ajudar seu filho adotou este livro para auxiliar no processo terapêutico, isto significa que ele é um te- rapeuta cognitivo (ou cognitivo-comportamental), e, mais uma vez, você fez uma boa escolha, pois a literatura científica atesta sobremaneira a efi- cácia desta abordagem no tratamento de diversos transtornos mentais, principalmente aqueles relacionados com a ansiedade. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o homem é um ser biopsicossocial, e, considerando isto, a terapia cognitiva propõe-se a trabalhar com estes di- ferentes aspectos da vida do paciente a fim de atingir resultados bons e duradouros. Como você poderá observar ao ler este livro, no manejo da ansiedade, os três aspectos também são levados em conta. Alguns dos pas- sos desta obra enfatizam cada um deles, por exemplo:

aspectos biológicos: 1º e 2º Passos;

aspectos psicológicos: 9º e 10º Passos; e

aspectos sociais: 6º Passo.

10

Nota aos pais

Inevitavelmente, um tratamento abrangente para seu filho irá de- mandar sua participação. O terapeuta marcará consultas para orientá-lo neste sentido. Você verá que, a cada semana, seu filho terá tarefas de casa que complementam o tratamento. Procure acompanhá-lo e estar disponível para prestar auxílio sempre que necessário. O 5º Passo, em especial, requer sua atenção e participação para que o objetivo desejado seja alcançado. Esperamos que seu filho ou sua filha esteja melhor em breve.

Nota aos terapeutas

V ocê frequentemente recebe, em seu consultório ou na instituição

onde trabalha, crianças e jovens que sofrem com a ansiedade, seja

ela causada pelos estresses cotidianos ou por uma característica

aparentemente inata, ligada ao temperamento individual. Neste livro, busca- mos sistematizar o conjunto de técnicas mais relevantes da terapia cognitivo- comportamental no tratamento dos diferentes transtornos de ansiedade, a fim de auxiliar os colegas em seu trabalho junto a pré-adolescentes e jovens. Po- rém, com criatividade, as técnicas podem ser adaptadas tendo em vista a utili- zação com crianças a partir de oito anos de idade, ou até mais novas. Os quatro primeiros passos são dedicados à psicoeducação, ao le- vantamento das queixas nas situações problemáticas e ao aumento da au- topercepção em relação à ansiedade, bem como aos diversos fatores de- sencadeantes da mesma. Os passos seguintes visam ao tratamento ou manejo propriamente dito, explorando técnicas de profilaxia ou de “hi- giene” dos hábitos cotidianos, de expressão de afeto, de uso de registro de pensamentos disfuncionais para a identificação de distorções do pensa- mento, de treino de relaxamento, de definição de um perfil de competên- cias para o aumento da autoestima e de dessensibilização sistemática. Apesar de o livro possuir dez passos que devem ser apresentados ao paciente na sequência ordinal, não há necessidade de que isto seja feito em dez sessões consecutivas, tampouco que o tratamento seja concluído,

12

Nota aos terapeutas

necessariamente, em dez semanas, embora esta seja uma solução razoável para o caso de atendimentos grupais em instituições de saúde, tal qual um protocolo de atendimento. No atendimento individual, obtendo seu próprio exemplar do livro, o paciente poderá usar livremente os espaços destinados às atividades e, ainda, manter o material para futuras consultas, se for preciso. O trabalho terapêuti- co individualizado deve ser complementado de acordo com a experiência do terapeuta e a necessidade individual de cada paciente, considerando-se suas queixas específicas. Você verá que as atividades propostas ao final de cada pas- so permitirão uma série de descobertas e de insights para a inserção de outras atividades e técnicas que sua criatividade, prática e necessidade indicarão. Ao fim do livro, como biblioterapia, você encontrará uma lista de obras sugeridas relacionadas aos diferentes temas pertinentes ao tratamento. No Anexo, há um quadro para que o paciente acompanhe a própria evolução ao avançar nos passos do livro, tendo, assim, a oportunidade de se autorreforçar pelo sucesso, redigindo uma frase de incentivo. O quadro de- verá ser afixado em local visível para o paciente, como na cabeceira de sua cama, no espelho do banheiro ou na porta da geladeira. As frases redigidas poderão, também, ser usadas em cartões de enfrentamento. Paralelamente ao trabalho com o paciente, continua a ser indispensá- vel proceder, regularmente, a uma orientação para os pais ou outros adultos envolvidos na rotina da criança, a fim de garantir um ambiente saudável ao seu desenvolvimento e o manejo das situações aversivas inevitáveis. Sugerimos, ainda, que, ao iniciar o atendimento, você realize uma avaliação objetiva da ansiedade da criança, a qual possa ser repetida em diferentes momentos, tanto ao longo do tratamento como ao seu térmi- no, de forma a fornecer, não somente para você, mas também como re- troalimentação para o paciente, uma avaliação da sua evolução. Bom trabalho!

Nota aos pacientes

Lá vai uma charadinha:

O que é, o que é?

É uma “coisa” que acontece no corpo dos

animais e da gente; Ser humano é inteligente, então acontece também na nossa mente; Dá tremedeira e pernas bambas, seca a boca e molha as mãos;

Esfria a barriga e esquenta a cabeça, que fica cheia de preocupação;

pensamento fica mais rápido, mas não

leve tudo em consideração

É

que a gente pensa é verdade!

mais rápido, mas não leve tudo em consideração É que a gente pensa é verdade! O

O

certeza que, nesta hora, nem tudo o

14

Nota aos pacientes

Quer a resposta da charada? O nome dessa “coisa” é ansiedade! Mas a grande charada é:

Como lidar com a ansiedade para não sofrer nem ser prejudicado por ela? O propósito deste livro é ajudá-lo, em dez passos, a entender o que é, como funciona e como podemos lidar melhor com a nossa ansiedade. Len- do-o com seu terapeuta e fazendo os exercícios propostos, você estará no caminho certo para aprender a lidar com a ansiedade. Os exercícios pode-

rão ser feitos várias vezes, porque toda aprendizagem requer algum treino.

Então

mate essa charada!

exercícios pode- rão ser feitos várias vezes, porque toda aprendizagem requer algum treino. Então mate essa

hoje,

Distraído

Morto amanhã!

hoje, Distraído Morto amanhã! ↓ 1 o Passo Entender o que é ansiedade V amos começar

1 o Passo Entender o que é ansiedade

V amos começar explicando como essa tal ansiedade funciona no reino animal. Já imaginou que, na natureza, se os animais não

fossem capazes de ficarem alertas, eles teriam dificuldade de so-

breviver?

16

1 o Passo: Entender o que é ansiedade

Fugir ou lutar!

ou ser rápido o

bastante para fugir! Veja o desenho da zebra e do predador da Savana. Quando se percebe qualquer sinal de perigo (som de pegadas, movimento nas folhas de um arbusto, sombra se aproximando, etc.), o corpo todo tem que se preparar para se defender (fugir ou lutar). Nesta hora, todos os envolvidos estão experimentando um tipo de ansiedade.

Além disso, é preciso também ter força para lutar

Ansiedade? Mate essa charada!

17

O corpo se prepara mexendo em vários sistemas. Leia os balões do desenho a seguir e aprenda.

Pelos eriçados para parecer maior ↓
Pelos eriçados
para parecer
maior
Pupilas dilatadas para aumentar a visão Coração acelerado para o fluxo sanguíneo do tensos aumentar
Pupilas
dilatadas
para
aumentar
a visão
Coração
acelerado
para o fluxo
sanguíneo
do tensos
aumentar
força
a para Músculos movimento
Respiração acelerada para aumentar o suprimento de oxigênio no sangue
Respiração
acelerada para
aumentar o
suprimento
de oxigênio no
sangue
Sangue deixa a superfície do corpo, prevenindo sangramentos e suprindo melhor os músculos de energia
Sangue deixa a superfície
do corpo, prevenindo
sangramentos e suprindo
melhor os músculos de energia
Aumento de acidez no estômago e do trânsito intestinal para aumentar a produção de nutrientes
Aumento de acidez no
estômago e do trânsito
intestinal para aumentar
a produção de nutrientes
pela digestão

Nós, pessoas, temos a capacidade de pensar e, por isso, nossos sen- timentos são mais complexos do que os dos animais. Nossa ansiedade, então, é o resultado da soma das mudanças em nosso corpo com os pen- samentos, que, por sua vez, levam a um sentimento que parece ser uma mistura de medo + vergonha + insegurança. Este processo, a reação fisio- lógica mais a reação cognitiva, é o que chamamos de ansiedade.

18

1 o Passo: Entender o que é ansiedade

Da mesma forma que a dos animais, a nossa ansiedade também funciona como alerta e mecanismo de defesa. A diferença mais importan- te é que o nosso pensamento pode criar perigos imaginários, ou seja, peri- gos que não são de verdade, que são fruto de nossa imaginação. Lembre-se de uma situação na qual você tenha sentido muito medo ou levado um forte susto. Pense em todas as sensações que a situa- ção provocou em seu corpo e marque, no desenho do corpo humano a seguir, todas as partes onde você sentiu mudanças ou desconfortos. *

seu corpo e marque, no desenho do corpo humano a seguir, todas as partes onde você