Você está na página 1de 5

LISTA DE EXECÍCIOS AULA 5 – FÍSICA ELETRICIDADE

LEI DE FARADAY
1) Segundo o enunciado da lei de Faraday da indução, a força eletromotriz (fem) induzida em uma
espira fechada é dada pela taxa de variação do fluxo magnético, com sinal negativo, através da
área delimitada pela espira. Matematicamente:
𝑑Φ𝐵
𝜀= −
𝑑𝑡
A figura abaixo representa uma espira condutora imersa em um campo magnético entre os polos de
𝑑𝐵
um eletroímã, o módulo do campo magnético aumenta com uma taxa crescente e constante de =
𝑑𝑡
2
0,055 T/s. A área da espira condutora imersa no campo é igual a 35 cm e a resistência total do
circuito, incluindo o galvanômetro ligado nos pontos a e b, é igual a 5,5 Ω.
Calcule a fem induzida e a corrente induzida no circuito.

RESOLUÇÃO:

O vetor 𝐴⃗ da área da espira é perpendicular ao plano da espira, iremos escolher a direção vertical
com sentido de baixo para cima. Neste caso os vetores área 𝐴⃗ e campo magnético 𝐵
⃗⃗ são paralelos e 𝐵
⃗⃗
é uniforme, portanto o fluxo do campo magnético pode ser obtido por:
⃗⃗ . 𝐴⃗
Φ𝐵 = 𝐵
Como o tamanho da área da espira não varia, ela é constante e igual a A = 3,5 x 10-3 m2, e derivando
a equação do fluxo magnético em relação ao tempo temos:
dΦ𝐵 𝑑(𝐵𝐴) 𝑑𝐵 𝑇
= =𝐴 = 3,5 × 10−3 𝑚2 . 0,055
𝑑𝑡 𝑑𝑡 𝑑𝑡 𝑠
dΦ𝐵
= 1,925 × 10−4 𝑉
𝑑𝑡
Desconsiderando o sinal negativo da equação de Faraday, esse valor é a fem  induzida na espira.
A corrente elétrica induzida pode ser obtida por:
𝜀 1,925 × 10−4 𝑉
𝐼= = = 3,5 × 10−5 𝐴
𝑅 5,5 Ω

2) A lei de Faraday proporcionou a fabricação de geradores de corrente elétrica. Um tipo de gerador é


o alternador o qual é constituído de bobinas e imãs. Se a bobina do alternador tem 1000 espiras
circulares com raio igual a 2,7 cm e encontra-se entre os polos de um imã, conforme a figura. Se
neste meio o campo magnético é uniforme e forma um ângulo de 56º com o plano da bobina. Qual
é o módulo e o sentido da fem induzida, se o campo magnético diminui com uma taxa igual a
0,155 T/s?

RESOLUÇÃO:
O fluxo varia porque o campo magnético diminui em amplitude. Iremos escolher o sentido do vetor
𝐴⃗ como indicado na figura.
O campo magnético é uniforme pela espira, por isso podemos calcular o fluxo pela equação:
Φ𝐵 = 𝐵𝐴𝑐𝑜𝑠𝜙

Onde Φ é o ângulo que o vetor 𝐵⃗⃗ forma em relação ao vetor 𝐴⃗, e neste caso Φ = 34o.
Na equação a única grandeza que varia em função do tempo é o módulo B (campo magnético) então,
a taxa de variação do fluxo magnético será:
dΦ𝐵 𝑑𝐵
= ( ) 𝐴 𝑐𝑜𝑠𝜙
𝑑𝑡 𝑑𝑡
𝑑𝐵
Onde = −0,155 𝑇/𝑠 e a área da espira 𝐴 = 𝜋𝑅 2 = 𝜋. (0,027 𝑚)2 = 2,29 × 10−3 𝑚2
𝑑𝑡

dΦ𝐵 𝑑𝐵
= ( ) 𝐴 𝑐𝑜𝑠𝜙
𝑑𝑡 𝑑𝑡
dΦ𝐵 𝑇
= −0,155 . 2,29 × 10−3 𝑚2 . 𝑐𝑜𝑠34𝑜
𝑑𝑡 𝑠
dΦ𝐵 𝑊𝑏
= − 2,94 × 10−4
𝑑𝑡 𝑠
Pela equação:
𝑑Φ𝐵
𝜀 = −𝑁
𝑑𝑡
𝑊𝑏
𝜀 = −1000 . (− 2,94 × 10−4 ) = 0,294 𝑉
𝑠
Como a resposta é positiva, significa que o sentido da fem é horário, ou seja, de acordo com a regra
da mão direita se apontarmos o polegar no sentido de 𝐴⃗ a fem positiva está no sentido dos outros
dedos da mão, no caso, horário.

3) Uma bobina encontra-se imersa em um campo magnético uniforme de 2,95 T. Inicialmente o


plano da bobina está paralelo em relação ao vetor campo magnético, ao realizar uma rotação,
0,467s depois o plano da bobina encontra-se perpendicular ao vetor campo magnético. Se esta
bobina tem perfil retangular com 0,057 m2 de área e possui 76 espiras, devido à rotação produzida
determine:

(a) A variação do fluxo magnético através da bobina.


(b) O módulo da fem induzida média na bobina.

RESOLUÇÃO:

(a) Qual a variação do fluxo magnético através da bobina?

O fluxo magnético em uma bobina é dado por:


Φ𝐵 = 𝑁𝐵𝐴𝑐𝑜𝑠𝜙
Φ𝐵 = 76 . 2,95. 0,057 = 12,78 𝑊𝑏

(b) Determine o módulo da fem induzida média na bobina.

Pela lei de Faraday


dΦ𝐵 𝑑𝐴
𝜀 = −𝑁 = −𝑁. 𝐵. ( ) . 𝑐𝑜𝑠𝜙
𝑑𝑡 𝑑𝑡
Como:
𝑑𝐴 ∆𝐴 𝐴 − 𝐴𝑜 0,057 − 0 𝑚2
( )= = = = 0,122
𝑑𝑡 ∆𝑡 𝑡 − 𝑡𝑜 0,467 − 0 𝑠

dΦ𝐵
= − 76 . 2,95 . 0,122 = − 27,35 𝑉
𝑑𝑡

O módulo da fem induzida é 27,35 V.


4) Um solenoide fino possui 500 espiras por metro e raio igual a 3,75 cm. A corrente no solenoide
cresce com uma taxa uniforme de 53,0 A/s. Qual é o módulo do campo elétrico induzido em um
ponto situado a uma distância do:

(a) Eixo do solenoide igual a 0,650 cm?


(b) Eixo do solenoide igual a 1,5 cm?

RESOLUÇÃO:
O campo magnético crescente no interior do solenoide provoca uma variação no fluxo magnético que
passa pela espira e, portanto, induz um campo elétrico 𝐸⃗⃗ em torno da espira.
Para determinar o campo elétrico precisamos primeiro determinar a fem induzida, pela relação:
𝑑Φ𝐵 𝑑𝐼
𝜀= − = − 𝜇𝑜 𝑛𝐴
𝑑𝑡 𝑑𝑡
Sendo a área da espira dada por:
𝐴 = 𝜋𝑅 2 = 𝜋 . (3,75.10−2 )2
𝐴 = 4,42 . 10−3 𝑚2
Logo:
𝑊𝑏 𝑒𝑠𝑝𝑖𝑟𝑎𝑠 𝐴
𝜀 = − (4𝜋 × 10−7 ) . (500 ) . (4,42 . 10−3 𝑚2 ). (53,0 )
𝐴. 𝑚 𝑚 𝑠
𝜀 = −1,47 × 10−4 𝑉
Como:

𝜀 = ∮ 𝐸⃗⃗ 𝑑𝑙

Por simetria, a integral de linha ∮ 𝐸⃗⃗ 𝑑𝑙⃗ possui módulo igual a 2𝜋𝑟𝐸, então, igualando com o valor da
fem em módulo:
|𝜀| = 2 𝜋 𝑟 𝐸
(a) Qual é o módulo do campo elétrico induzido em um ponto situado a uma distância igual a 0,650
cm do eixo do solenoide?
Logo r = 0,650 cm = 0,0065 m
|𝜀| 1,47 × 10−4 𝑉
𝐸= =
2𝜋𝑟 2 . 𝜋 . (0,0065 𝑚)

𝑉
𝐸 = 3,60 × 10−3
𝑚
(b) Qual é o módulo do campo elétrico induzido em um ponto situado a uma distância igual a 1,0 cm
do eixo do solenoide?
Logo r = 1,5 cm = 0,015 m
|𝜀| 1,47 × 10−4 𝑉
𝐸= =
2𝜋𝑟 2 . 𝜋 . (0,015 𝑚)

𝑉
𝐸 = 1,56 × 10−3
𝑚