Você está na página 1de 7

ÁREA DE EDUCAÇÃO

GESTÃO DE POLÍTICAS DE APRENDIZAGEM

Subsídios para o período que


antecede o início da solução

SE LIGA
SUBSÍ DÍOS PARA O PERÍ ODO QUE
ANTECEDE O ÍNÍ CÍO DA SOLUÇAO

A solução educacional Se Liga caracteriza-se como um programa de alfabetização,


válido tanto para alunos com defasagem idade/ano escolarquanto para aqueles com
defasagem no processo de alfabetização. Destina-se a alunos diagnosticados como
não alfabetizados, na faixa de 10 a 14 anos, matriculados nas turmas do 3º, 4º e 5º
anos do Ensino Fundamental.

Sabemos da importância desse projeto para os alunos que vêm frequentando a escola
por alguns anos, sem avanços no processo de alfabetização. São crianças que,
mesmo após dois, três ou mais anos de frequência à escola, não foram alfabetizadas.

Propiciar uma oportunidade educativa de qualidade a essas crianças, por meio de um


processo eficaz de alfabetização, acreditar que ela é capaz de ser vitoriosa apesar de
todas as dificuldades que possa enfrentar, é trabalhar para o desenvolvimento
humano e para a promoção da equidade.

Para atingir o sucesso na alfabetização, a relação professor-aluno precisa ser


construída com base na afetividade, um dos aspectos essenciais paraestabelecero
vínculo indispensável para a aprendizagem.Acolher o aluno tal como ele é, favorecer
para que seja bem sucedido em suas atividades escolares, promover sua socialização
dentre os colegas, oportunizar a sua fala e despertar sua curiosidade são alguns dos
objetivos a serem perseguidos pelo docentedesde o primeiro dia de aula.

O professor indicado para a classe do Se Liga deve assumir a turma logo após a
aplicação do teste diagnóstico de alfabetização,que orienta a enturmação. Detectada
qualquer incorreção no diagnóstico do aluno tido como “não alfabetizado”, deverão
ser adotadas providências imediatas para sua adequada enturmação.

Neste período, enquanto aguarda a capacitação inicial, o professor deverá planejar


suas aulas a partir dos subsídios que compõem o presente material e que foram
organizados em consonância às exigências do processo de alfabetização apoiado na
Matriz de Habilidades da solução educacional Se Liga.

ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS
A. DESENVOLVIMENTO DE CLIMA DE COOPERAÇÃO ENTRE TODOS:
 Criar um clima favorável para a aprendizagem.
 Receber diariamente os alunos na sala, valorizando suas presenças e
fazendo-os sentir satisfação por estarem ali.
 Estimular a convivência em grupo, de maneira produtiva e cooperativa,
ouvindo o outro, pedindo ajuda, respeitando opiniões, assegurando a
participação de todos e resolvendo mal entendidos.

B. ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO E DO TEMPO:


 Planejar sempre:
o O registro coletivo da rotina de trabalho do dia, destacando os
momentos de chegada, intervalo ou recreio e hora da saída para
administração do tempo, por todos.
o A responsabilização de alunos pela distribuição e recolhimento de
materiais diversos, o cuidado com a ambientação, ordem e limpeza
da classe.
o A organização de exposição de trabalhos realizados.
 Planejar de acordo com a aula do dia:
o Organização da sala agrupando os alunos em duplas, ora em trios,
ora em semicírculo, em círculo, etc. de acordo com os objetivos a
alcançar.
o Definição, junto aos alunos, sobre critérios para organização dos
grupos: por letra inicial do nome, por idade, afinidades para o
trabalho, equilíbrio entre meninos e meninas, ritmo de trabalho e
outros.
o Aproveitamento dos espaços externos para realização de atividades
cotidianas como leitura, contar histórias, fazer desenhos de
observações, etc.
o Realização de passeios ao redor da escola ou a um estabelecimento
comercial próximo com a finalidade de registrar as observações
realizadas, para um trabalho coletivo posterior.
 Orientações gerais
o Deve haver controle e registro diário da frequência dos alunos.
o Todas as atividades que envolvam leitura e escrita devem ser
registradas pelo professor em letra de imprensa maiúscula.
o Ao final de cada dia deve ser dado o “Para Casa” e feita uma
retomada das atividades desenvolvidas provocando a participação de
todos os alunos.

LÍNGUA PORTUGUESA

C. PRÁTICA DA LEITURA
 Ler diariamente para os alunos, variando os gêneros literários: poesias,
fábulas, quadrinhas, textos informativos, instrucionais, biográficos,
jornalísticos, científicos, etc.
 Promover a partir da audição de história: dramatização, caracterização de
personagens, imitação da fala de personagens quanto ao timbre de voz,
forma de falar, entonação, etc.
 Ensaiar poesias ou músicas, lendo o texto coletivamente, em voz alta.

D. PRÁTICA DE LINGUAGEM ORAL


 Promover entrevistas, simulação de programas de rádio e televisão, criação
de anúncios, propagandas, etc.
 Promover o relato, pelos alunos, de casos de seu conhecimento.
 Oferecer oportunidade para o aluno contar história conhecida.
 Promover a “Hora da Novidade” ou “Curiosidade” trazendo a cada
oportunidade, um tema ou surpresa diferente.
 Estimular o aluno a imitar o professor com a “Hora da Novidade” atribuindo-
lhe a responsabilidade pela seleção da surpresa.
 Incentivar a descrição oral de cenários, objetos, personagens.
 Incentivar os alunos a levantarem a história de seus nomes e relatarem para
a classe.

E. PRÁTICA DE ESCRITA E DE PRODUÇÃO DE TEXTO


 Escrita
o Levar os alunos a perceberem a possibilidade de comunicação entre
as pessoas através de desenhos, placas, indicações, propagandas.
 Apresentar placas de uso comum para os alunos descobrirem
suas mensagens (placas de trânsito, de posto de gasolina, de
estradas, de ônibus, de prédios, de supermercados, de
sanitários, etc.). O professor poderá elaborar uma legenda
para o trabalho com as placas mais significativas.
o Promover o trabalho com o alfabeto em letra de imprensa maiúscula.
 Colocar o alfabeto em ordem sequencial.
 Levantar palavras que comecem com a letra (oralmente ou
desenhando).
 Circular em uma palavra dada, uma determinada letra.
o Promover o trabalho com os nomes próprios dos alunos:
 Providenciar crachás com os nomes dos alunos em letra de
imprensa maiúscula.
 Apresentar cada crachá, diariamente, para leitura por toda a
classe e reconhecimento por seu dono.
 Elaborar uma lista de nomes dos alunos da turma e afixar na
sala.
 Agrupar nomes que iniciam com a mesma letra.
 Agrupar nomes que tenham a mesma quantidade de letras.
 Contornar com giz o corpo do colega deitado no chão e
colocar o nome dentro.
 Contornar no alfabeto, as letras que compõem seu nome.
 Propor a atividade “falta algo no nome”: cada grupo recebe
cartões dos nomes de alunos da turma, faltando letras para
eles descobrirem e completarem.
 Realizar brincadeiras diversas com os nomes: bingo; forca;
cruzadinha; dominó; quebra-cabeça; brincadeira de roda: a
canoa virou, apresentando a ficha de um nome no momento
de acrescentá-lo à canção.

 Produção de texto
o Promover:
 Escrita de textos coletivos sobre temas relevantes para a
turma.
 Escrita de textos coletivos sobre os casos narrados oralmente
pelos alunos.
 Construção de frases e textos com os nomes dos alunos.
 Organização de história com gravuras em sequência.

MATEMÁTICA

F. REALIZAR ATIVIDADES QUE ENVOLVAM O CONTAR,


QUANTIFICAR E REGISTRAR:
 Número de meninos e de meninas da classe
 Número de alunos presentes
 Número de pés
 Número de cabeças
 Número de dedos de uma mão, duas mãos, duas pessoas juntas, três
pessoas juntas, etc.
 Número de saias, calças e bermudasvestidas no momento
 Número de cores de camisetas vestidas no momento
 Construir tabelas com o registro dos dados. Exemplo:

Camisetas
Brancas Azuis Verdes
12 3 8

G. MEDIR USANDO ESTRATÉGIAS PRÓPRIAS


 Medir os cadernos, a lousa, a porta e demais objetos ou espaços, usando
estratégias próprias. A unidade de medida pode ser a borracha, o lápis,
passos, etc.

H. CLASSIFICAR E AGRUPAR COM BASE EM CRITÉRIOS


COMBINADOS E REGISTRAR
 Exemplos de critérios: por tamanho; por cores; por espécie, etc.
o Figuras
o Lápis de cor
o Material escolar
o Animais dos alunos da classe
o Brinquedos
o Alimentos
o Outros

I. COMPARAR E REGISTRAR AS CARACTERÍSTICAS COMUNS,


SEMELHANÇAS E DIFERENÇAS ENTRE
 Duas plantas
 Um vidro de maionese com um vidro de remédio (expostos na sala)
 Uma lata de leite em pó com uma lata de óleo (expostas na sala)
 Roupas entre si
 Dois brinquedos
 Outros

J. SITUAÇÕES- PROBLEMA
 Propor situações-problema para resolução através de estratégias próprias.
K. ESPAÇO – TEMPO
 Trabalhar a lateralidade, posição, tempo cronológico, cíclico e linear
(calendário, relógio)

L. JOGOS
 Jogos de dados
 Bolinha de gude
 Par ou ímpar
 Dois ou um
 Outros

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE O TRABALHO COM A MATEMÁTICA

 Todas as atividades realizadas com material concreto ou a partir de


observações devem ser registradas na lousa pelo professor, com orientações
para o registro pelos alunos.
 Estes registros devem acontecer de forma organizada e sempre que possível
através de tabelas conforme modelo já sugerido.
 O registro, quando for o caso, ainda deve ser feito em letra de imprensa
maiúscula.

Instituto Ayrton Senna

Gestão de políticas de aprendizagem

Março/2015