Você está na página 1de 12

1.

30 (Shapiro) - Um gás inicialmente a p1 = 1 bar e ocupando um volume de 1 L é


comprimido no interior de um conjunto cilindro-pistão até uma pressão final p2
= 4 bar.
(a) Se a relação entre a pressão e o volume durante a compressão é pV =
constante, determine o volume, em L, para uma pressão de 3 bar.
Represente também o processo global em um gráfico de pressão versus
volume.
(b) Repita a análise para uma relação linear pressão-volume entre estados
finais.

2 - Uma nova escala de temperatura absoluta é proposta. Nesta escala, a


temperatura de gelo da água é de 150°S e a temperatura de vapor é de 300 °S.
Determine as temperaturas em °C que correspondem a 100 °S e a 400 °S,
respectivamente. Qual é a razão entre o °S e o Kelvin?

1.25 (Shapiro) - 15 kg de dióxido de carbono (CO2) são introduzidos em um


cilindro que possui um volume de 20 m3 e que inicialmente contém 15 kg de
metano a uma pressão de 10 bar. Mais tarde, uma pequena fratura se forma e o
metano vaza lentamente do cilindro.

(a) Determine o volume específico, em m3 /kg, do CO2 no cilindro em sua


condição inicial. Repita este cálculo após a adição de 15 kg.

(b) Esboce graficamente a quantidade de CO2 que vaza pelo cilindro, em kg,
versus o volume específico do CO2 restante no cilindro. Considere que v varie até no
máximo 1,0 m3/kg.

1.37 (Shapiro) - A Figura abaixo mostra um tanque no interior de um outro,


cada um contendo ar. O medidor de pressão A está localizado no interior do
tanque B e registra 1,4 bar. O manômetro do tipo tubo em U conectado ao
tanque B contém mercúrio. Usando os dados no diagrama, determine a pressão
absoluta no interior do tanque A e do tanque B, ambas em bar. A pressão
atmosférica nas vizinhanças do tanque B é de 101 kPa. A aceleração da
gravidade é g = 9,81 m/s2
1.41 (Shapiro) – Conforme ilustrado, um conjunto cilindro-pistão vertical com
um resistor elétrico instalado contém ar. A atmosfera exerce uma pressão de
101,354 Pa no topo do pistão, o qual tem uma massa de 45,4 e uma área
frontal de 0,09 m². Conforme a corrente elétrica passa através do resistor o
volume de ar aumenta, enquanto o pistão se move lentamente no cilindro. A
aceleração local da gravidade é g=9,7 m/s². Determine a pressão do ar no
conjunto cilindro-pistão em Pa e bar

1.42 (Shapiro) - Um conjunto cilindro-pistão orientado horizontalmente contém


ar quente, conforme mostra a Fig. P1.42. O ar é resfriado lentamente partindo
do volume inicial de 0,003 m³ até o volume final de 0,002 m³. Durante o
processo a mola exerce uma força que varia linearmente do valor inicial de 900
N até o valor final correspondente a zero. A pressão atmosférica é de 100 kPa, e
a área frontal do pistão é de 0,018 m². O atrito entre o pistão e a parede do
cilindro pode ser desprezado. Para o ar contido no interior do conjunto cilindropistão
determine a pressão inicial e a final, ambas em kPa e atm.

2.38 (Shapiro) - Uma bateria automotiva de 12 V é carregada com uma corrente


constante de 2 A por 24 h. Se a eletricidade custar $0,08 por kW.h, determine o
custo de recarregamento da bateria.
2.59 (Shapiro) - Um motor elétrico consome uma corrente de 10 A com uma
voltagem de 110 V. O eixo de saída desenvolve um torque de 10,2 N.m e uma
velocidade rotacional de 1000 rpm. Para a operação em regime permanente,
determine
(a) a potência elétrica requerida pelo motor e a potência desenvolvida pelo eixo
de saída, ambas em kW.
(b) a potência de entrada líquida para o motor, em kW.

2.39 - Uma barra cilíndrica sólida, com diâmetro de 5 mm, é lentamente estendida de um
comprimento inicial de 10 cm para um comprimento final de 10,1 cm. A tensão normal na
barra varia de acordo com (σ = C(x - xo)/xo, onde x é o comprimento da barra, xo é o
comprimento inicial e C é uma constante do material (módulo de Young). Para C = 2x 107 kPa,
determine o trabalho realizado sobre a barra, em J, considerando que o diâmetro
permanece constante.

2.40 (Shapiro) - Uma película superficial de sabão é suspensa em uma armação de


arame de 5 cm x 5 cm, como mostrado na Fig. 2.10. O arame corrediço é deslocado de 1
cm por uma força aplicada, enquanto a tensão superficial da película de sabão
permanece constante em 25 x 10-5 N/cm. Determine o trabalho realizado ao esticar-se a
película, em J.
2.55 (Shapiro) - Uma massa de 10 kg sofre um processo no qual há transferência de
calor de magnitude 5 kJ/kg do sistema para a vizinhança. A altura do sistema diminui
50 m durante o processo, e a velocidade aumenta de 15 m/s para 30 m/s. A energia
interna específica do sistema diminui de 5 kJ/kg. A aceleração da gravidade é constante
e vale g = 9,7 m/s2. Determine o trabalho para o processo, em kJ.

5 - Um sistema fechado com massa de 3 kg sofre um processo no qual há transferência


de calor de 150 kJ do sistema para a vizinhança. O trabalho realizado sobre o sistema é
de 75 kJ. Se a energia interna específica inicial do sistema for 450 kJ/kg, qual é a
energia interna específica final, em kJ/kg? Despreze variações nas energias cinética e
potencial.

2.56 (Shapiro) - Conforme mostrado na Fig. P2.57, 5 kg de vapor d'água contidos


dentro de um conjunto cilindro-pistão sofrem uma expansão de um estado 1, onde a
energia interna específica é u1 = 2709,9 kJ/kg, até um estado 2, onde u2 = 2659,6
kJ/kg. Durante o processo, há transferência de calor para o vapor d'água com uma
magnitude de 80 kJ. Também um agitador transfere energia para o vapor d'água
através de trabalho numa quantidade de 18,5 kJ. Não há variação significativa na
energia cinética ou potencial do vapor. Determine a energia transferida por trabalho do
vapor para o pistão durante o processo, em kJ.

2.65 (Shapiro) - Um tanque rígido fechado contém um gás. Uma resistência elétrica
no interior do tanque transfere energia para o gás numa taxa constante de 1000 W.
Ocorre transferência de calor entre o gás e a vizinhança numa taxa de Q = - 5t Watts,
onde t é o tempo em min.
(a) Faça um gráfico da taxa de variação de energia do gás com o tempo para 0≤t ≤
20 min, em watts.
(b) Determine a variação líquida na energia do gás após 20 min, em kJ.
2.71 (Shapiro) – A seguinte tabela fornece dados, em Btu, para um sistema que
percorre um ciclo termodinâmico composto por quatro processos em série.
Determine:
(a) Os dados que faltam na tabela, todos em Btu.
(b) Se o ciclo é de potência ou refrigeração.
(c) A eficiência térmica;

2.79 (Shapiro) – A eficiência térmica de um ciclo de potência é 35%, e Qsai = 40 MJ.


Determine o trabalho líquido desenvolvido e a transferência de calor Qentra, ambos em
MJ.

2.89 (Shapiro) – Um refrigerador doméstico opera continuamente, e com coeficiente


de desempenho de 2,4 remove energia do espaço refrigerado numa taxa de 175,8 W
Calculando a eletricidade a R$ 0,08 por kWh, determine o custo de eletricidade em
um mês em que o refrigerador opera por 360 horas.

3.42 (Shapiro) - Utilizando as tabelas para a água, determine os dados de


propriedades especificadas nos estados indicados. Para cada caso, localize
o estado manualmente a partir de esboços de diagramas p-v e T-v.
(a) A p = 3 bar, T = 240°C, avalie v em m3/kg e u em kJ/kg.
(b) A p = 3 bar, v = 0,5 m3/kg, avalie Tem °C e u em kJ/kg.
(c) A T = 400°C, p = 10 bar, avalie v em m3/kg e h em kJ/kg.
(d) A T = 320°C, v = 0,03 m3/kg, avalie p em MPa e u em kJ/lkg.
(e) A p = 28 MPa, T = 520°C, avalie v em m3/kg e h em kJ/kg.
(f) A T = 100°C, x = 60%, avalie p em bar e v em m3/kg.
(g) A T = 10°C, v = 100 m3/kg, avalie p em kPa e h em kJ/kg.
(h) A p = 4 MPa, T = 160°C, avalie v em m3/kg e u em kJ/kg.

3.35 – Vapor d’água inicialmente a 10 bar a 400°C está contido no interior


de um conjunto cilindro-pistão. A água é resfriada a volume constante até
que sua temperatura atinja 150°C. A água então é condensada
isotermicamente até o estado de líquido saturado. Considerando a água
como sistema, avalie o trabalho, em kJ/kg.

3.34 – Amônia em um conjunto cilindro-pistão é submetida a um processo


a pressão constante a 2,5 bar e T1=30°C até vapor saturado. Determine o
trabalho para o processo, em kJ/kg de refrigerante.

2 - Um reservatório rígido e fechado de 0,5 m³ de volume é colocado sobre


uma placa aquecida. Inicialmente o reservatório contém uma mistura bifásica
de água líquida saturada e de vapor d’água saturado a p1=1 bar com título de
0,5. Após o aquecimento a pressão do reservatório é de p2=1,5 bar. Indique os
estados inicial e final em um diagrama T-v e determine:
a) A temperatura em °C, nos estados 1 e 2.
b) A massa de vapor presente nos estados 1 e 2, em kg.
c) Considerando que o aquecimento continua, determine a pressão, em bar, na
qual o reservatório contém somente vapor saturado.

3.124 Um quilo de ar, inicialmente a 5 bar, 350 K e 3 kg de dióxido de


carbono (C02), inicialmente a 2 bar, 450 K, estão confinados em lados
opostos de um reservatório rígido e isolado, como ilustrado na figura ao
lado. A divisória é livre para mover e permite condução de um gás para o
outro sem acúmulo de energia na própria divisória. O ar e o dióxido de
carbono se comportam como gases ideais. Determine a temperatura final
de equilíbrio, em K, e a pressão final, em bar, assumindo calores específicos
constantes
3.84 – Um conjunto cilindro-pistão contém 0,5 kg de amônia, inicialmente a
T
1=-20°C e um título de 25%. Conforme a amônia é lentamente aquecida até o
estado final, onde T2=20°C e p2=0,6 MPa, sua pressão varia linearmente com o
volume específico. Os efeitos das energias cinética e potencial são
desprezíveis. Para a amônia:
a) Mostre o processo em um diagrama p-v e;
b) Determine o trabalho e a quantidade de calor transferida, em kJ/kg.

4.9 (Shapiro) - Ar entra em um volume de controle de uma entrada e


uma saída a 8 bar, 600 K e 40 m/s através de uma área de 20 cm². Na
saída, a pressão é de 2 bar, a temperatura vale 400 K e a velocidade é
de 350 m/s. O ar se comporta como um gás ideal. Para uma operação
em regime permanente, determine:
(a) a vazão mássica em kg/s.
(b) a área de saída em cm².
Exemplo 4.1 (Shapiro) – Um aquecedor de água operando em regime
permanente possui duas entradas e uma saída. Na entrada 1, o vapor d’água
entra a p1=7 bar, T1=200ºC com uma vazão mássica de 40 Kg/s. Na entrada 2,
água líquida a p2=7 bar, T2=40ºC entra através de uma área A2=25 cm².
Líquido saturado a 7 bar sai em 3 com uma vazão volumétrica de 0,06m³/s.
Determine a vazão mássica na entrada 2 e na saída, em kg/s, e a velocidade
na entrada 2, em m/s.

Exemplo 4.3 (Shapiro) – Vapor d’água entra em um bocal convergente divergente que
opera em regime permanente com p1=40 bar, T1=400ºC e a
uma velocidade de 10 m/s. O vapor escoa através do bocal sem transferência
de calor e sem nenhuma variação significativa da energia potencial. Na saída
p2=15 bar e a velocidade é de 665 m/s. A vazão mássica é de 2 kg/s.
Determine a área de saída do bocal em m².

Exemplo 4.4 (Shapiro) – Vapor d’água entra em uma turbina operando em


regime permanente com uma vazão mássica de 4600 kg/h. A turbina
desenvolve uma potência de 1000 kW. Na entrada, a pressão é de 60 bar, a
temperatura é 400ºC e a velocidade é 10 m/s. Na saída, a pressão é 0,3 bar, o
título é 0,9 (90%) e a velocidade é 30 m/s. Calcule a taxa de transferência de
calor entre a turbina e a vizinhança em kW

4.49 (Shapiro) – A entrada de uma turbina hidráulica instalada em um dique de


controle de inundação encontra-se localizada a uma altura de 10 m acima da
saída da turbina. A água entra a 20°C com velocidade desprezível e sai da
turbina a 10 m/s. A água escoa através da turbina sem nehuma variação
significativa de temperatura ou pressão entre a entrada e a saída, e a
transferência de calor é desprezível. A aceleração da gravidade é constante e
igual a 9,8 m/s². Se a potência em regime permanente for de 500 kW, qual é a
vazão mássica em kg/s?

6.30 (Van Wylen) – Um bocal convergente é alimentado com Refrigerante -


R22 a 200 kPa e 20°C. O escoamento na seção de descarga do bocal
apresenta temperatura e pressão iguais a 0°C e 100 kPa. Sabendo que a
velocidade do nitrogênio na seção de alimentação do bocal é pequena e que o
bocal é adiabático, determine a velocidade do escoamento na seção de
descarga do bocal.

6.32 (Van Wylen) – A Fig. P6.32 mostra o esquema de


um bocal isolado que é alimentado com vapor de
amônia (T = 20°C e p = 800 kPa). A velocidade do
escoamento na seção de entrada do bocal é baixa. A
pressão e a velocidade, na seção de saída, são
respectivamente iguais a 300 kPa e 450 m/s. Sabendo
que a vazão em massa no bocal é 0,01 kg/s, calcule a
temperatura e o título, se aplicável, da amônia na
seção de saída do bocal.

6.48 (Van Wylen) – Um turbina é alimentada com 2 kg/s de vapor a 1 MPa e


360°C. O vapor é descarregado da turbina como vapor saturado a 100 kPa.
Sabendo que a velocidade na seção de alimentação da turbina é igual a 15
m/s e que a velocidade na seção de descarga é pequena, determine o
trabalho específico e a potência gerada pela turbina.

4.55 (Shapiro) – Refrigerante 134a entra em um compressor operando em


regime permanente como vapor saturado a 0,12 MPa e sai a 1,2 MPa e 70 °C,
com vazão mássica de 0,108 kg/s. Conforme o refrigerante passa ao longo do
compressor, a transferência de calor para a vizinhança ocorre a uma taxa de
0,32 kJ/s. Determine, em regime permanente, a potência de acionamento do
compressor em kW.

5.3 Classifique os seguintes processos de um sistema fechado como


possível, impossível ou indeterminado.

5.17 (Shapiro) – Os dados listados a seguir são afirmados para um ciclo


de potência que opera entre reservatórios quente e frio a 1000 K e 300
Km respectivamente. Para cada caso, determine se o ciclo opera
reversivelmente, irreversivelmente ou é impossível.

a) Qh = 600 kJ, W = 300 kJ, Qc = 300 kJ

b) Qh = 400 kJ, W = 280 kJ, Qc = 120 kJ

c) Qh = 700 kJ, W = 200 kJ, Qc = 500 kJ

d) Qh = 800 kJ, W = 600 kJ, Qc = 200 kJ


5.22 (Shapiro) – Determine a eficiência térmica teórica máxima para
qualquer ciclo de potência operando entre reservatórios quente e frio a
602°C e 112°C, respectivamente.

5.34 (Shapiro) – Em regime permanente, um ciclo de potência que


possui eficiência térmica de 38% gera 100 MW de eletricidade,
enquanto descarrega energia por transferência de calor para a água de
resfriamento a uma temperatura média de 21,1°C. A temperatura média
do vapor que passa pela caldeira é de 482,2°C. Determine.

a) A eficiência máxima

b) A taxa de energia descarregada para a água de resfriamento em kJ/s.

c) A taxa teórica mínima na qual a energia poderia ser descarregada


para a água de resfriamento, em kJ/s. Compare com a taxa real.

5.31 (Shapiro) - Um ciclo de potência opera entre um reservatório à


temperatura T e um reservatório de temperatura mais baixa a 280 K. Em
regime permanente, o ciclo desenvolve 40 kW de potência enquanto
rejeita 1000 kJ/min de energia por transferência de calor para o
reservatório frio. Determine o valor mínimo teórico para T, em K.

5.43 (Shapiro) – Um ciclo de refrigeração operando entre dois


reservatórios recebe a energia Qc do reservatório frio a Tc = 280 K e
rejeita energia Qh para o reservatório quente a Th = 320 K. Para cada um
dos seguintes casos, determine se ciclo opera reversivelmente,
irreversivelmente ou é impossível.

a) Qc = 1500 kJ, Wciclo = 150 kJ

b) Qc = 1400 kJ, Qh = 1600 kJ

c) Qh = 1600 kJ, Wciclo = 400 kJ

d) β = 5

5.44 (Shapiro) - Um ciclo de refrigeração reversível opera entre os


reservatórios frio e quente nas temperaturas Tc e Th, respectivamente.

a) Se o coeficiente de desempenho for 3,5 e Th = 26,7°C, determine Tc

b) Se Tc = -30°C e Th = 30°C, determine o coeficiente de desempenho

c) Se Qc = 527,5 kJ e Qh = 844 kJ e Tc = -6,7°C, determine Th

d) Se Tc = -1,1°C e Th = 37,8°C, determine o coeficiente de desempenho

e) Se o coeficiente de desempenho for 8,9 e Tc = -5°C, determine Th em


°C.