Você está na página 1de 3

Ação de Execução de título extrajudicial Novo

CPC
Ação de Execução de Nota Promissória.

Publicado por Dra. Kele Serafin


há 4 meses
EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA _ VARA CÍVEL DA
COMARCA DE (CIDADE/ESTADO)

Nome do Exequente, nacionalidade, estado civil, profissão, portador do RG..., inscrito no CPF...,
residente e domiciliado..., vem perante Vossa Excelência, por meio de sua procuradora...,
nacionalidade, estado civil, advogada inscrita na OAB/ESTADO Nº..., CPF Nº..., com endereço
profissional na..., email... Ajuizar a presente
AÇÃO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXECUTIVO EXTRAJUDICIAL
Em face de NOME DO EXECUTADO, nacionalidade, estado civil, profissão, portador do RG nº...,
CPF nº..., residente e domiciliado na rua..., telefone... Com os seguintes fundamentos fáticos e
jurídicos a serem deduzidos a seguir:
I – DOS FATOS:
O Exequente é credor do executado na quantia de R$ _____ (_______), representado pela nota
promissória vencida em __/__/__.
Ocorreu que o exequente tentou por todos os meios possíveis receber o saldo, restando infrutíferas
todas as inúmeras tentativas de acordo amigável.
O exequente tendo esgotado total e inexoravelmente a via amigável, viu-se compelido a promover a
presente ação de execução, nos termos da lei.
O incluso título extrajudicial preenche os requisitos exigidos pela Lei Cambial e pela Lei Uniforme,
constituindo-se em título líquido, certo e exigível, ensejando cobrança através do procedimento para
execução por quantia certa.
O exequente, apresenta também o cálculo de atualização monetária, com os índices fornecidos pelo
E. Tribunal de Justiça, totalizando o débito do executado até __ do corrente mês em R$_________
(cálculos em anexo).
II – DO DIREITO:
Diz o art. 784, I, do CPC:
“São títulos executivos extrajudiciais:
I – a letra de câmbio, a nota promissória, a duplicata, a debênture e o cheque;”
De acordo o art. 77, do Decreto 57.663/66:
“São aplicáveis às notas promissórias, na parte em que não sejam contrárias à natureza deste título,
as disposições relativas às letras e concernentes: endosso (arts. 11 a 20);
Vencimento (arts. 33 a 37);
pagamento (arts. 38 a 42);
direito de ação por falta de pagamento (arts. 43 a 50 e 52 a 54);
(...)”
Ainda, conforme o art. 43 do Decreto 57.663/66:
“O portador de uma letra pode ser exercer os seus direitos de ação contra os endossantes, sacador, e
outros coobrigados:
no vencimento;
Se o pagamento não foi efetuado;
mesmo antes do pagamento”
A comprovação da falta de pagamento em anexo a essa petição inicial, nos termos do art. 44, do
Decreto 57.663/66 que diz:
“A recusa de aceite ou de pagamento deve ser comprovada por um ato formal (protesto por falta de
aceite ou falta de pagamento).”
Como se vê, o exequente tem todos os requisitos legais para promover a execução da nota
promissória em face do executado tendo em vista que ele é o sacador e houve falta de pagamento da
nota promissória, antecipando-se as obrigações pactuadas.
III) DO PEDIDO:
Ante o exposto, pede-se:
a) Seja o executado citado para, em três dias, efetuar o pagamento, sob pena de, não o fazendo, ter
de imediato tantos bens penhorados quanto bastem para a garantia da dívida (art. 829, CPC);
b) Não sendo encontrados bens penhoráveis, seja a Executada intimada para oferecer bens passíveis
de constrição (art. 829, § 2º, do CPC);
c) Que Vossa Excelência, nos termos do art. 827, do CPC, fixar de plano os honorários do advogado
a serem pagos pelo executado.
Dá-se à causa o valor de R$ ( Valor da Nota promissória)
Nesses termos,
Pede e espera deferimento.
Local, data
ADVOGADA
OAB