Você está na página 1de 5

DEUSES DA NOVA ERA

A Índia a segunda maior nação mais populosa do


mundo. Sua população é uma das mais pobres da terra, embora haja muitos
recursos naturais. A desnutrição e doenças, são facilmente evidenciadas.
Sua religião ensina-os a serem observadores impassíveis, fazendo-os aceitar
o estilo de vida que vivem. É uma civilização paralisada por suas crenças
religiosas. Sua principal religião é o Hinduísmo, que tornam os Gurus, em
deuses. Possuem inumeráveis ídolos. Em busca de soluções e esperança os
ocidentais aderem as supertições do hinduísmo. A ciência, a medicina, a
política, os meios de comunicação e até mesmo a igreja, recebem influencia
desta contraditória religião. Na atualidade centenas de Gurus, homens
iluminados, estão entrando no ocidente, conseguindo implantar sua filosofia
de vida. O Guru, no hinduísmo é a pessoa central, sendo adorado por
milhares de seguidores. Os hindus devem sempre está perto dos seus
Gurus, eles acreditam ser o único meio de salvação. Em seus rituais festivos
mais de vinte milhões de pessoas se reúnem para ouvir os ensinamentos
dos Gurus e por em prática seus rituais de sofrimento cego e
inconsequente. Sua busca pela salvação, retira de suas vidas o racional
levando-os a acreditar, até mesmo, que o pó dos pés dos Gurus,
possivelmente os levaria a conseguir a salvação. O Guru na visão hindu, é
maior do que Deus. Eles são acompanhados por seus assíduos discípulos, os
Sacerdotes, que são seus seguidores sagrados. São figuras diferenciadas,
que se cobrem de cinzas pelo corpo e esterco de vaca no cabelo como sinal
de submissão e devoção aos seus Gurus. Eles precisam abandonar sua
família, tudo que tem e até mesmo suas mentes , tornando-se cada vez
mais loucos na sua crença. O Guru, por sua vez, tem como objetivo, no
ocidente, primeiro, conseguir novos adeptos para sua religião e segundo
demonstrar que tem algo a oferecer. O hinduísmo é mesmo uma religião
destruidora em todas as esferas do ser humano. Por exemplo, as crianças,
perdem o sentido familiar, tornando-se apenas propriedades da sociedade
hindu. Elas nunca experimentarão a liberdade, porque são educadas a
seguirem ordens sem questionar. Segundo o Bhagavad Gita, documento
mais importante do hinduísmo , diz que o discípulo deve se submeter ao
Guru até mesmo com todas as suas posses. A filosofia hindu é muito
relativa. Não há normas morais absolutas. Os hindus ficam completamente
escravizados e são incapazes de pensar e tomar decisões em tudo na vida.
Na tentativa de aliviar o sofrimento, recorrem a meditações que adormecem
suas emoções. No hinduísmo , diferente do Cristianismo, não há perdão,
porque também não há pecado. É preciso passar pela reencarnação. Morrer
e voltar em outro corpo para este mundo é doutrina básica do hinduísmo.

Como podemos ver , o hinduísmo é uma religião destruidora,


que tem um efeito devastador na vida do ser humano. É uma religião sem
misericórdia e esperança. Diferente do Cristianismo que prega o amor, a
misericórdia e a esperança. Embora seja uma falsa religião temos que
admitir que existem pontos que devem ser observados, como por exemplo,
a dedicação do povo e a seriedade pelo qual levam sua devoção. Da mesma
forma que acreditamos, sem sombra de dúvidas, que Jesus é o filho de
Deus, o Cristo, Salvador da humanidade e expressão máxima de Deus, os
hindus acreditam que os Gurus são seus salvadores, porem estão
completamente equivocados. Jesus é e sempre será o caminho para o
verdadeiro Deus. Com sua pregação diferente, Jesus Cristo envolveu a todos
os seus ouvintes em um verdadeiro cobertor de amor. João capítulo 3 e
verso 16 diz: “Por que Deus amou ao mundo de tal maneira, que deu seu
Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mais tenha a
vida eterna”. Salvação só em Cristo!
SEMINÁRIO DE TEOLOGIA BETEL BRASILEIRO

EXTENSÃO GUARABIRA

RESUMO DO DVD:

DEUSES DA NOVA ERA


GUARABIRA

2010

DAYBE DOS SANTOS DE SÁ LEITÃO CUNHA

BACHARELADO EM TEOLOGIA COM CONCENTRAÇÃO EM MISSIOLOGIA

TRABALHO REQUERIDO PELA DISCIPLINA RELIGIÕES COMPARADAS,


LECIONADO PELO PASTOR SANDRO PAIVA NO PRIMEIRO PERÍODO
GUARABIRA

2010