Você está na página 1de 2

Concorrência perfeita:

Estruturas de Mercado

O conceito de concorrência perfeita é o marco a partir do qual os mercados ou as estruturas de mercado que se afastam

daquele ideal, como o monopólio e o oligopólio, são considerados como produzindo distorções na alocação de recursos, sendo

fonte, então, de ineficiências e, por isso, sujeitas à regulamentação estatal.

O mercado dito de competição pura ou perfeita é caracterizado pela existência de um grande número de pequenos

compradores e vendedores; o produto transacionado é homogêneo; não há barreiras à entrada de empresas no mercado ; perfeita transparência para os vendedores e para os compradores de tudo que ocorre no mercado; perfeita mobilidade dos insumos produtivos. O preço de mercado é definido, em equilíbrio concorrencial, pela intersecção entre as curvas de oferta e da procura,

sendo que a oferta de mercado é constituída pelo conjunto de todas as ofertas individuais.

Monopólio

Em economia, monopólio (do grego monos, um + polein, vender) é como se denomina uma situação de concorrência imperfeita, em que uma empresa detêm o mercado de um determinado produto ou serviço, impondo preços aos que comercializam. É a situação em que um setor do mercado com múltiplos compradores é controlado por um único vendedor de mercadoria ou serviço, tendo capacidade de afetar o preço pelo domínio da oferta. Nesse cenário, os preços tendem a se fixar no nível mais alto para aumentar a margem de lucro. Alguns monopólios são instituídos com apoio legal para estimular um determinado setor da empresa nacional, ou para protegê-la da concorrência estrangeira, supostamente desleal por usar métodos de produção mais

eficientes e que barateiam o preço ao consumidor. Outros monopólios são criados pelo Estado sob a justificativa de aumentar a oferta do produto e baratear seu custo. Há o monopólio denominado natural, que corresponde a uma situação de mercado em que

os investimentos necessários são muitos elevados, os custos marginais são muito baixos, são bens exclusivos e com muito pouca ou nenhuma rivalidade. Esses mercados são geralmente regulamentados pelos governos e possuem prazos de retorno muito grandes, por isso funcionam melhor quando bem protegidos. Exemplos: TV a cabo, distribuição de energia elétrica ou sistema de telefonia.

Oligopólio

É a prática de mercado em que a oferta de um produto ou serviço, que tem vários compradores, é controlada por pequeno

grupo de vendedores. Neste caso, as empresas tornam-se interdependentes e guiam suas políticas de produção de acordo com a política das demais empresas por saberem que, em setores de pouca concorrência, a alteração de preço ou qualidade de um afeta diretamente os demais. O oligopólio força uma batalha diplomática ou uma competição em estratégia. O objetivo é antecipar-se ao

movimento do adversário para combatê-lo de forma mais eficaz. O preço tende a variar no nível mais alto. Podem ser citados como exemplos de setores oligopolizados no Brasil o automobilístico e o de fumo.

A tabela abaixo resume as características de algumas das principais estruturas de mercado:

CARACTARÍSTICAS

 

ESTRUTURAS DE MERCADO

Concorrência

     
       

Perfeita

Monopólio

 

Oligopólio

     

Número de vendedores

Grande (*)

Um único.

 

Pequeno número.

Número de compradores

Grande

Grande

 

Grande

Interdependência entre as empresas

Uma empresa não influencia as demais.

Não existe.

 

As políticas de uma empresa afetam as demais: cada empresa age levando em conta o comportamento das outras.

Acesso ao mercado

Acesso livre (livre entrada de novos vendedores).

Impossível

 

Acesso difícil (existem barreiras à entrada), mas não impossível.

 

Perfeita

   

Não homogêneos: há diferenciação dos produtos pelos consumidores, influenciada pela propaganda.

Homogeneidade do

produto

homogeneidade.

Produto único.

Controle de preços pelo ofertante

Nenhum: há perfeita concorrência baseada em preços.

Total.

 

Certo controle, mas há espaço para concorrência de preços: podem ocorrer guerras de preços ou, ao contrário, coalizões e cartéis (**) , embora a concorrência pela propaganda (diferenciação e guerras de publicidade) seja mais comum.

Exemplos

Mercados atacadistas de produtos agrícolas e mercados financeiros se aproximam da concorrência perfeita.

Distribuição de água em uma cidade (monopólio natural), produtos patenteados, vendedores que detêm com exclusividade um "ponto" de vendas.

 

Bancos, empresas de transporte aéreo, empresas produtoras de automóveis, grandes redes de supermercado, distribuidoras de combustível.

(*) Um número “grande” de vendedores significa um número suficientemente grande para não haver combinação ou ação comum entre eles (em diferentes mercados, o conceito de “grande” pode variar). (**) Um cartel é o resultado de um acordo formal entre firmas a respeito do estabelecimento do preço e/ou divisão do mercado.

Questões:

1)

Cite as condições básicas que configuram um mercado de concorrência perfeita e de um monopólio.

2)

Explique o que é um monopólio natural e cite alguns exemplos de sua ocorrência.

3)

Qual é o objetivo básico do monopolista ao fixar o preço (ou a quantidade) de seu produto posto à venda?

4)

Em Organização Industrial, a possibilidade de uma firma manter seu preço acima do nível competitivo, obtendo lucros

5)

superiores aos normais, sem que isso atraia novas empresas (o que ampliaria a oferta e, consequentemente, reduziria os lucros), está ligada à existência de barreiras à entrada no mercado em que ela opera. Você concorda que a existência de plena mobilidade dos fatores de produção é um fator que não caracteriza uma barreira à entrada? Explique. Leia com atenção os trechos da reportagem abaixo:

SDE [Secretaria de Direito Econômico] apura denúncias feitas contra a Coca-Cola: Fabricante do refrigerante Dolly acusa a

empresa de práticas anticoncorrenciais

a empresa [Coca-Cola] teria tentado fechar o mercado aos seus concorrentes “por meio de fixação de cláusulas de

exclusividade no fornecimento de insumos para a fabricação de refrigerantes [

prática de preços predatórios, divulgação de mensagem pela internet com informações inverídicas sobre a Dolly e patrocínio de

fiscalizações públicas, que resultariam em benefícios fiscais para a multinacional [ ] Se de fato ocorreram tais práticas, qual seria a intenção da Coca-Cola ao adotá-las?

acusações contra a Coca-Cola, como

] [

]”Outras