Você está na página 1de 30

BANCO DE QUESTÕES – PORTUGUÊS 5.

O ANO

Domínio: Gramática
Conteúdo:Constituinte morfológico. Base. Radical. Prefixo. Sufixo. Afixação

1. Lêê o sêguintê têxto.

O dorminhoco

Lêmbro-mê muito bêm da primêira vêz quê fui ao mêrcado com a


minha maõ ê. Era dêzêmbro, êstava muito frio ê êu lêvava um bonêé na cabêça ê
uma cêstinha dê vimê na maõ o.
As têndas fizêram-mê abrir os olhos dê êspanto. Aquêlas têndas
alinhadas faziam-mê lêmbrar guarda-chuvas gigantês. Mas a quê mê obrigou
a parar um bom pêdaço, quasê mê pêrdêndo dê minha maõ ê, quê jaé êstava
mais aà frêntê, foi a tênda dos brinquêdos.
Naõ o mê intêrêssam os pêixês, nêm os pêrué s ênlatados nos cêstos, nêm
os caixotês dê fruta, nêm os molhos dê hortaliça.
Para mim, a mêlhor mêrcadoria êstava na tênda dos brinquêdos.
Quando voltaé mos para casa, minha maõ ê carrêgava muitas sacas
atafulhadas dê compras. E êu, todo fêliz, trazia um caõ o dê barro a dormir
dêntro da minha cêstinha dê vimê…
E ainda hojê continua a dormir.
Antonio MOTA (2006). Segredos. Vila Nova dê Gaia: Gailivro

1.1 Idêntifica o procêsso dê formaçaõ o quê êstaé na origêm das sêguintês palavras do
têxto.
A. «dorminhoco»
B. «caixotês»
C. «mêrcadoria»
D. «cêstinha»

2. Forma palavras dêrivadas por sufixaçaõ o a partir das sêguintês palavras do


têxto.Atênçaõ o: as palavras quêformarês naõ o podêm êxistir no têxto dê Antoé nio Mota.
A.«mêrcado»
B.«frio»
C.«cabêça»
D. «êspanto»
E. «casa»
F. «barro»

3. Formapalavras dêrivadas por prêfixaçaõ o a partir do radical dos vocaé bulos do têxto
quê sê sêguêm.
A. «cabêça»
B. «sacas»
C. «carrêgava»

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora1

www.raizeditora.pt
D. «continua»

4.Prêênchê o quadro, distinguindo os afixos (prêfixos ê sufixos) êxistêntês êm cada


palavra.

Palavra Prefixo Sufixo Base


vêlhicê
ingrato
antêvêr
portêiro
rêconstruíédo
pêquênêz
cantadêira
incompêtêntê
improé prio
naturalidadê

5.Idêntifica as basês quê êstaõ o na origêm das palavras aprêsêntadas.


A.lavagêm ___________________________________________________________________________________
B.parêdaõ o ___________________________________________________________________________________
C.brasilêiro __________________________________________________________________________________
D.dêsfazêr ___________________________________________________________________________________
E.pêrcorrêr __________________________________________________________________________________
5.1Para cada basê acima idêntificada, forma uma nova palavra.
A.______________________________________________________________________________________________
B.______________________________________________________________________________________________
C.______________________________________________________________________________________________
D._____________________________________________________________________________________________
E.______________________________________________________________________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora2

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Abreviatura. Ortografia. Regras ortográficas. Regras de acentuação
gráfica

1. Rêgista as palavras a quê corrêspondêm as sêguintês abrêviaturas.


A.sr. _________________________
B.dr. _________________________
C.adm. _________________________
D.adj. _________________________
E.arquêol._________________________
F.compl. _________________________
G.êx. _________________________
H.dêc. _________________________
I.gêé n. _________________________
J.gram. _________________________
K.hist. _________________________
L.km _________________________

2. As palavras aprêsêntadas contêê m êrros ortograé ficos. Dêscobrê êssês êrros ê


rêêscrêvê--ascorrêtamêntê, sêguindo o êxêmplo.

Palavra com erro ortográfico Erro ortográfico Palavra corretamente escrita


ponbo «n» êm vêz dê «m» pombo
viajêm
xêirar
fas
durêsa
rêsêçaõ o
prasêr
cazaraõ o
maé ssimo
masa
turtura
paõ os

3. Obsêrva as palavras do quadro.

chinês chapêu aquêlêa camponês avo avo atê


familia silaba grafico as mistêrio vês frêguês ultima

3.1 Acêntua corrêtamêntê todas as palavras.


3.2 Agrupa as palavras antêriormêntê acêntuadas no rêspêtivo lugar do quadro.
Palavras com acento circunflexo Palavras com acento agudo Palavras com acento grave

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora3

www.raizeditora.pt
4. A prêsênça ê/ou ausêê ncia do acênto graé fico altêra o significado das palavras. Escrêvê
frasês êm quê utilizês os parês dê palavras aprêsêntados.
A.mêé dico/mêdico
________________________________________________________________________________________
B.faé brica/fabrica
________________________________________________________________________________________
C.coé pia/copia
________________________________________________________________________________________
D.silêê ncio/silêncio
________________________________________________________________________________________
E.alíévio/alivio
________________________________________________________________________________________
F.praé tica/pratico
________________________________________________________________________________________

5. Sêpara as síélabas das palavras dadas, sêguindo as rêgras da divisaõ o silaé bica.
A.amorêira_________________________________
B.assustado________________________________
C.êxaminar _______________________________
D.carruagêm_______________________________
E.rêticêê ncias_______________________________
F.portuguêê s________________________________
G.parrêira ________________________________
H.prêguiçoso_______________________________
I.amassar_________________________________
J.amansar_________________________________
K.habitualmêntê ___________________________
L.têrríévêis ________________________________

6. Dividê, agora, as palavras do êxêrcíécio antêrior, têndo êm conta as rêgras da


translinêaçaõ o.
A.amorêira_________________________________
B.assustado________________________________
C.êxaminar _______________________________
D.carruagêm_______________________________
E.rêticêê ncias_______________________________
F.portuguêê s________________________________
G.parrêira ________________________________
H.prêguiçoso_______________________________
I.amassar_________________________________
J.amansar_________________________________
K.habitualmêntê ___________________________
L.têrríévêis ________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora4

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Classes de palavras–Nome

1.Sublinha os nomês comuns êxistêntês êm cada frasê.


A.Estê cachorro têm um nomê pouco vulgar.
B.Quando o chamam, o animal rêspondê.
C.Os donos naõ o saõ o bons.
D.Os donos naõ o o quêrêm êm sua casa.
E.Aquêlas pêssoas naõ o têê m coraçaõ o.
F.O caõ o vivê na rua.
G.Elê naõ o êncontra o caminho dê rêgrêsso.
H.Elê ouvê todos os chamamêntos.

2.Rêfêrê trêê s nomês proé prios para cada uma das rêalidadês indicadas.
A.Pêssoas ____________________________________________________________________________________
B.Cidadês ____________________________________________________________________________________
C.Paíésês ______________________________________________________________________________________
D.Continêntês _______________________________________________________________________________

3.Aprêsênta o nomê comum colêtivo corrêspondêntê a cada conjunto.


Conjunto de… Nome comum coletivo
caõ ês
lobos
aé rvorês dê fruto
barcos
porcos
êstrêlas
pêixês
alunos

4.Complêta o quadro, colocando os nomês indicados no rêspêtivo grau.


Grau
Normal Aumentativo Diminutivo
caõ o caõ ozinho
casa
pontapêé
amigo

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora5

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Classes de palavras–Adjetivo

1.Circunda o adjêtivo êxistêntê êm cada frasê.


A.O caõ o êé intêligêntê.
B.Estê animal paciêntê vivê na rua.
C.Todos considêravam o sêu nomê muito intêrêssantê.
D.Conhêci êstê caõ o na quarta vêz quê chamêi um taé xi.
E.O primêiro taxista a vêê -lo achou-lhê graça.
F.Um taxista bondoso partilhou com êlê o quêijo.
G.Aquêla gêntê êé êstranha.
H.Ao vigêé simo dia dê rua, o caõ o jaé gostava daquêla vida.
1.1Rêfêrê a subclassê a quê pêrtêncê cada adjêtivo quê dêstacastê.
A._____________________________________________________________________________________________
B._____________________________________________________________________________________________
C._____________________________________________________________________________________________
D.____________________________________________________________________________________________
E.___________________________________________________________________________________________
F._____________________________________________________________________________________________
G.____________________________________________________________________________________________
H.___________________________________________________________________________________________

2.Idêntifica ê classifica o adjêtivo dê cada frasê quanto ao gêé nêro, quanto ao nué mêro ê
quanto ao grau.
A.Estê nomê êé muito invulgar.
B.O nomê «Taé xi» êé o mais raro quê conhêço.
C.Estê caõ o êé difêrêntê.
D.A famíélia irritadíéssima abandona o caõ o.
E.O Taé xi êé taõ o êncantador como os outros caõ ês quê vivêm na rua.
F.Estês caõ ês saõ o os mênos simpaé ticos dê todos os caõ ês quê vivêm na rua.
G.Os motoristas saõ o mais dêlicados com o caõ o do quê os frêguêsês.
H.As pêssoas quê gostam dê animais saõ o muito sênsíévêis.

3.Rêgista adjêtivos a partir dos nomês aprêsêntados.


A.vaidadê_______________________________
B.prêocupaçaõ o _______________________________
C.pêrsistêê ncia _______________________________
D.intêligêê ncia _______________________________
E.abêrtura_______________________________
F.êsforço_______________________________
G.trabalho_______________________________
H.limpêza _______________________________
I.alêgria _______________________________
J.fêlicidadê _______________________________
K.tristêza _______________________________
L.ordêm _______________________________
M.sujidadê _______________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora6

www.raizeditora.pt
N.intêrêssê _______________________________
4.Coloca os sêguintês adjêtivos no fêminino:
A.mêigo___________________________________
B.chinêê s__________________________________
C.comilaõ o_________________________________
D.êuropêu_________________________________
E.cru_____________________________________
F.glutaõ o___________________________________
G.saõ o_____________________________________
H.plêbêu _________________________________
I.oé rfaõ o____________________________________
J.francêê s__________________________________

5.Rêgista o plural dos adjêtivos sêguintês:


A.banal __________________________________
B.fêliz_____________________________________
C.intêrêssantê______________________________
D.valêntaõ o_________________________________
E.cristaõ o _________________________________
F.saudaé vêl_________________________________
G.amaé vêl__________________________________
H.gêntil __________________________________
I.bênfêitor_________________________________
J.fraé gil____________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora7

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Classes de palavras–Verbo

1.Sublinha os vêrbos êxistêntês nas frasês.


A.Antês dêsta, o caõ o nunca tinha conhêcido outra famíélia.
B.Estê cachorro tinha um nomê pouco comum.
C.Os donos naõ o o quêriam êm casa.
D.O caõ o gostava dos donos.
E.O Taé xi nunca tinha êstado no mêio da rua.
F.Elê naõ o êncontrou o caminho dê casa.
G.Antês dê partir, o Taé xi jaé tinha suspêitado disto.
H.A sênhora quê apanhava um taé xi assistiu a tudo.
1.1Agrupa corrêtamêntê os vêrbos antêriormêntê sublinhados.
Verbo principal Verbo auxiliar (dos tempos compostos)

1.2Rêtira do quadro antêrior:


A.dois vêrbos da primêira conjugaçaõ o;
B.dois vêrbos da têrcêira conjugaçaõ o.

2.Complêta o quadro, indicando o modo, o têmpo, a pêssoa ê o nué mêro das formas
vêrbais dê cada frasê.
Frases Tempo Modo Pessoa Número
O cachorro chamava-sê Taé xi.
Elê vivêraé fêliz na companhia dos motoristas.
Noé s adotaé mos o caõ o.
Agora, o cachorro êstaé fêliz.
O cachorro ê os taxistas pêrmanêcêraõ o fêlizês.
Elê acompanhava os taxistas ê todos os sêus cliêntês.
Tu vistê êstê caõ o.

3.Complêta cada uma das frasês com a forma do vêrbo aprêsêntado êntrê parêê ntêsês, no
têmpo ê no modo indicados.
A.Futuro simples do indicativo
Amanhaõ , todos os caõ ês ______________ (têr) uma casa.
B.Pretérito perfeito do indicativo
Ontêm, o motorista _______________ (rêcêbêr) êstê cachorro.
C.Pretérito imperfeito do indicativo
Todos ________________ (vêr) o caõ o junto dos taxistas.
D.Pretérito mais-que-perfeito composto do indicativo
Quando o taxista aparêcêu, o caõ o jaé _______________ (êstar) junto do carro.
E.Imperativo

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora8

www.raizeditora.pt
_______________ (acompanha) o caõ o.

4.Assinala com X o tempo e o modo em que se encontram as formas


verbaisapresentadas.
Indicativo

Formas Pretérito
Imperativo
verbais Pretérito Pretérito mais-que-
Futuro
Presente perfeito imperfeito perfeito
composto

passêou
abandonaram
êxplicaraõ o
êxplicaram
tinham fêito
fazêi
ia
idê
fêcharêmos

5.Escrêvê o infinitivo ê o particíépio das formas vêrbais dadas.


Formas verbais Infinitivo Particípio
construíéstê
tinha rêalizado
contaram
farêi
rêalizas
tíénhamos sonhado
rêconhêcíéamos
êstudavas
tinhas dito
contaraõ o

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora9

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Classes de palavras–Advérbio

1.Observa os advérbios apresentados.


porquêê muito longê
dêprêssa acima como
naõ o ali acolaé
nunca sim bastantê
ondê hojê rêpêtidamêntê
amanhaõ bêm cêdo
1.1Agrupa os advêé rbios antêriorês sêgundo as rêspêtivas subclassês.
Advérbio
de de
de de interrogativo
de negação afirmação quantidade de tempo
modo lugar
e grau

2.Sublinha os advêé rbios êxistêntês nas frasês sêguintês.


A.Quando vistê aquêlê cachorro?
B.Os donos rêagiram mal.
C.Foi uma atitudê pouco corrêta.
D.Discordo totalmêntê dêsta atitudê.
E.O cachorro ficou fora dê casa.
F.Os donos vaõ o sêntir arrêpêndimênto cêdo.
G.Nêm consigo imaginar o quê sêntiu o pobrê caõ o!
H.Dêcêrto os donos naõ o pênsaram nas consêquêê ncias da sua atitudê.
2.1 Mênciona a subclassê a quê pêrtêncêm os advêé rbios antêriormêntê sublinhados.
A.___________________________________________________________________
B.___________________________________________________________________
C.___________________________________________________________________
D.___________________________________________________________________
E.___________________________________________________________________
F.___________________________________________________________________
G.___________________________________________________________________
H.___________________________________________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora10

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Classes de palavras–Determinante

1. Completa o texto com os determinantes apresentados no quadro abaixo. Podes


repetir alguns determinantes.

êstê o sêus êsta um êssa uma os a

____________ Taé xi êé ____________ caõ o êspêcial. ____________ caõ o foi abandonado


pêlos ____________ donos ê sêntiu ____________ênormê tristêza. ____________
tristêza foi ultrapassada quando ____________ ____________ amigos motoristas o
adotaram.___________ atitudê dos motoristas foi muito digna ê salvou ___________
vida do Taé xi, ___________ cachorrinho simpaé tico!

2. Sublinha os dêtêrminantês êxistêntês êm cada frasê.


A. Estê cachorro êé um animal invulgar.
B. Aquêla famíélia êxpulsou-o da sua casa.
C. Como êlê crêscêu, os sêus donos jaé naõ o o quêriam.
D. A rua ondê êlê vivê têm muito movimênto.
E. Essê movimênto naõ o assusta o caõ o.
F. O caõ o naõ o êncontrou aquêlê caminho.
G. E tu, abandonarias o têu caõ o?
H. Eu nunca abandonaria o mêu cachorrinho.
2.1 Aponta a subclassê a quê pêrtêncêm os dêtêrminantês antêriormêntê sublinhados.
A.
______________________________________________________________________________________________
B.
______________________________________________________________________________________________
C. ______________________________________________________________________________________________
D._____________________________________________________________________________________________
E. ______________________________________________________________________________________________
F. ______________________________________________________________________________________________
G. _____________________________________________________________________________________________
H. _____________________________________________________________________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora11

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo: Classes de palavras–Pronome

1. Constroé i frasês êm quê utilizês:


A. dois pronomês pêssoais ê um pronomê dêmonstrativo;
B. um pronomê pêssoal ê dois pronomês dêmonstrativos:
C. um pronomê pêssoal ê um pronomê possêssivo;
D. um pronomê dêmonstrativo ê um pronomê possêssivo;
E. dois pronomês dêmonstrativos ê um pronomê possêssivo;
F. um pronomê dêmonstrativo ê dois pronomês possêssivos.

2. Sublinha os pronomês êxistêntês nas sêguintês frasês:


A. Estê caõ o êé êspêcial ê aquêlê tambêé m
B.Eu tênho dois caõ ês. E tu?
C. O mêu caõ o tambêé m sê chama Taé xi. E o têu?
D. Elê dissê-lhê «Olaé !».
E. Eu êncontrêi-o.
F. Isso êé muito comum.
G. O caõ o olhou-nos.
2.1 Indica a subclassê a quê pêrtêncêm os pronomês antêriormêntê sublinhados.
A.
______________________________________________________________________________________________
B.
______________________________________________________________________________________________
C. ______________________________________________________________________________________________
D. _____________________________________________________________________________________________
E. ______________________________________________________________________________________________
F. ______________________________________________________________________________________________
G.______________________________________________________________________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora12

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Classes de palavras–Quantificador

1. Sêlêciona, êm cada grupo, a frasê quê contêé m um quantificador.


A. Aquêla famíélia têm muitos caõ ês.
Aquêla famíélia têm bastantês caõ ês.
Aquêla famíélia têm alguns caõ ês.
Aquêla famíélia têm o dobro dos mêus caõ ês.
B. Estê caõ o tinha vaé rios donos.
Estê caõ o tinha dois donos.
Estê caõ o naõ o tinha dono.
Estê caõ o tinha um dono simpaé tico.
C. O Taé xi conhêcêu todos os taxistas da rêgiaõ o.
O Taé xi conhêcêu mêtadê dos taxistas da rêgiaõ o.
O Taé xi conhêcêu alguns taxistas da rêgiaõ o.
O Taé xi conhêcêu vaé rios taxistas da rêgiaõ o.
D. Dêz pêssoas quisêram adotar o Taé xi.
Todos quisêram adotar o Taé xi.
Muitos quisêram adotar o Taé xi.
Alguns quisêram adotar o Taé xi.

2. Sublinha os quantificadorês êxistêntês nas frasês sêguintês.


A. Eu conhêço trêê s famíélias quê adotaram caõ ês.
B. Tu conhêcês o triplo dê famíélias quê adotaram caõ ês.
C. Vintê pêssoas viram o Taé xi na rua.
D. O Taé xi apênas viu um têrço dêstas pêssoas.
E. Eu jaé apanhêi quinzê vêzês um taé xi naquêla rua.
F. Oito motoristas dê taé xi jaé lêvaram êstê caõ o a casa dêlês.
G. Estê caõ o soé conhêcê quatro praças dê taé xis.
H. Noé s conhêcêmos o dobro.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora13

www.raizeditora.pt
Domínio: Gramática
Conteúdo:Funções sintáticas (sujeito, vocativo, predicado, complemento direto,
complemento indireto)

1. Lêê o têxto quê sê sêguê.


O Gladíéolo chamou trêê s borbolêtas. Pêdiu-lhês um favor. Elas lêvariam
um rêcado sêu aà Tulipa, ao Cravo ê aà Rosa.
– Digam-lhês da minha partê quê sê êstaé a organizar uma grandê fêsta.
Elas fazêm partê da Comissaõ o Organizadora. Por isso, êu lhês pêço para
virêm êsta noitê ao jardim do Rapaz dê Bronzê.
As trêê s borbolêtas partiram, voando. Lêvaram o rêcado. Pêlo caminho,
foram poisando êm muitas florês. Elas transmitiram a notíécia. E logo o jardim
sê ênchêu dum rumor dê convêrsas ê florês.
As borbolêtas voavam para todos os lados. As florês chamavam-nas ê
pêdiam:
– Vêm, Borbolêta. Conta-mê.
E as borbolêtas poisavam, contavam ê davam voltas ê rêviravoltas. Mas,
por fim, chêgaram ao sêu dêstino.
A Tulipa, o Cravo ê a Rosa acêitaram o convitê. Rêspondêram quê nêssa
noitê êstariam no jardim do Rapaz dê Bronzê.
O Gladíéolo passou um dia muito agitado. Dê todos os lados chêgavam as
borbolêtas, com rêcados dê outras florês.
Sophia dê Mêllo Brêynêr ANDRESEN (2014). O Rapaz de Bronze. Porto: Porto Editora

1.1 Atênta nas sêguintês frasês do têxto ê complêta o rêspêtivo quadro com a funçaõ o
sintaé tica dêsêmpênhadapor cada palavra ou êxprêssaõ o.
A. O Gladíolo chamou três borboletas.
Funções sintáticas
O Gladíéolo
chamou trêê s borbolêtas
trêê s borbolêtas

B. Pediu-lhes um favor.
Funções sintáticas
Pêdiu-lhês um favor
lhês
Um favor

C. Elas lêvariam um rêcado sêu aà Tulipa, ao Cravo ê aà Rosa.


Funções sintáticas
Elas
lêvariam um rêcado sêu aà Tulipa,
ao Cravo ê aà Rosa
um rêcado sêu
aà Tulipa, ao Cravo ê aà Rosa

D.As três borboletas partiram…


Funções sintáticas
As trêê s borbolêtas
partiram

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora14

www.raizeditora.pt
E. Elas transmitiram a notícia.
Funções sintáticas
Elas
transmitiram a notíécia
a notíécia

F. As borboletas voavam…
Funções sintáticas
As borbolêtas
voavam

G. As flores chamavam-nas...
Funções sintáticas
As florês
chamavam-nas
nas

H. Vem, Borboleta.
Funções sintáticas
Vêm
Borbolêta

I. Conta-me.
Funções sintáticas
Conta

J. A Tulipa, o Cravo e a Rosa aceitaram o convite.


Funções sintáticas
A Tulipa, o Cravo ê a Rosa
acêitaram o convitê
o convitê

1.2 Classifica os sujêitos das frasês A., C., D., E., F., G. ê J.
A. _______________________________________________________________________________________________
C. ________________________________________________________________________________________________
D. _______________________________________________________________________________________________
E. _______________________________________________________________________________________________
F. _______________________________________________________________________________________________
G. _______________________________________________________________________________________________
J. ________________________________________________________________________________________________
1.3 Rêêscrêvê as frasês, substituindo os pronomês dêstacados pêlas êxprêssoõ ês quê
substituêm ê rêspêitando o sêntido do têxto.

A. Pediu-lhes um favor.
______________________________________________________________________________________________

B. Digam-lhes da minha parte que se está a organizar uma grande festa.


______________________________________________________________________________________________

C. Elas fazem parte da Comissão Organizadora.


______________________________________________________________________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora15

www.raizeditora.pt
D. As flores chamavam-nas…
______________________________________________________________________________________________
2. Rêgista sê as êxprêssoõ ês dêstacadas nas frasês dêsêmpênham a funçaõ o sintaé tica dê
sujêito ou dê vocativo.
Frases Sujeito Vocativo
A. A Tulipa, o Cravo e a Rosa ouviram o Gladíéolo?
B. Tulipa, Cravo e Rosa, ouviram o Gladíéolo?
C. Obsêrvêm o Rapaz dê Bronzê, flores.
D. As flores obsêrvaram o Rapaz dê Bronzê.
E. Borboletas, lêvêm o rêcado.
F. Lêvêm o rêcado, borboletas.

3. Indica sê as êxprêssoõ ês dêstacadas nas frasês dêsêmpênham a funçaõ o sintaé tica dê


complêmênto dirêto ou dê complêmênto indirêto.
Complemento Complemento
Frases
direto indireto
A. O Gladíéolo chamou as borboletas.
B. O Gladíéolo agradêcêu às borboletas.
C. O Gladíéolo rêtribuiu a atênçaõ o às borboletas.
D. Elas ouviram o Gladíolo.
E. Elas prêstaram atênçaõ o ao Gladíolo.
F. Elas êscutaram o Gladíolo.

4. Sublinha o prêdicado nas sêguintês frasês.


A. As borbolêtas lêvaram o rêcado.
B. Elas lêvaram o rêcado aà Tulipa, ao Cravo ê aà Rosa.
C. O Gladíéolo pêdiu-lhês um favor.
D. O Gladíéolo êxplicou tudo.
E. As borbolêtas poisaram.
F. As borbolêtas contaram.

5. Faz a anaé lisê sintaé tica das frasês quê sê sêguêm.


A. O Gladíéolo fêz um pêdido aà quêlês animais voadorês.
______________________________________________________________________________________________
B. Quêridos amigos, ouçam êsta mênsagêm.
______________________________________________________________________________________________
C. O Rapaz dê Bronzê participaraé .
______________________________________________________________________________________________
D. As borbolêtas davam muitas voltas.
______________________________________________________________________________________________
E. Elas êsvoaçavam.
______________________________________________________________________________________________
F. Vênham, amigas.
______________________________________________________________________________________________
G. As borbolêtas transmitiram o rêcado a todos os habitantês do jardim.
______________________________________________________________________________________________
H. O Gladíéolo manifêstou a sua fêlicidadê.
______________________________________________________________________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora16

www.raizeditora.pt
I. Elê dêu êxplicaçoõ ês aos amigos.
______________________________________________________________________________________________
6. Constroé i frasês, sêguindo os êsquêmas indicados.
A. sujêito + prêdicado + complêmênto dirêto + complêmênto indirêto
______________________________________________________________________________________________
B. sujêito + prêdicado + complêmênto indirêto + complêmênto dirêto
______________________________________________________________________________________________
C. sujêito + prêdicado + complêmênto dirêto
______________________________________________________________________________________________
D. sujêito + prêdicado + complêmênto indirêto
______________________________________________________________________________________________
E. prêdicado + complêmênto dirêto + complêmênto indirêto
______________________________________________________________________________________________
F. prêdicado + complêmênto indirêto + complêmênto dirêto
______________________________________________________________________________________________
G. vocativo + prêdicado + complêmênto dirêto + complêmênto indirêto
______________________________________________________________________________________________
H. prêdicado + complêmênto indirêto + complêmênto dirêto + vocativo
______________________________________________________________________________________________
I. sujêito + prêdicado
______________________________________________________________________________________________
J. prêdicado
______________________________________________________________________________________________
K. prêdicado + vocativo
______________________________________________________________________________________________

7. Sêguindo o êxêmplo, agrupa os difêrêntês êlêmêntos das frasês no rêspêtivo lugar do


quadro.
A. Todas as florês rêcêbêram o rêcado.
B. Gladíéolo, tu planêias a fêsta?
C. A prêparaçaõ o da fêsta traraé bastantê trabalho.
D. As florês ajudam as borbolêtas.
E. As borbolêtas fizêram um oé timo trabalho.
F. O Gladíéolo dissê tudo aà s borbolêtas.
G. Elê pêdiu.
H. Elas trouxêram a novidadê.
I. As convêrsas das florês aumêntaram.
J. Florês, agradêçam ao Gladíéolo.
Complemento Complemento
Frases Sujeito Vocativo Predicado
direto indireto
A. todas as flores receberam o recado o recado
B.
C.
D.
E.
F.
G.
H.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora17

www.raizeditora.pt
I.
J.
Domínio: Gramática
Conteúdo:Pronome pessoal em adjacência verbal

1. Lêê o sêguintê têxto.


Uma mosca na sopa
Ouçam êsta: quis inscrêvêr-mê num curso dê iniciaçaõ o dê ioga ê o mêu
pai dissê quê êra muito parado, coisa dê adultos malucos. Prêfêria quê êu mê
iniciassê no kickboxing, no karatêé , uma coisa assim. Dissê êlê a torcêr o nariz:
– Ioga? Estaé bêm. E quando tê atacarêm na êscola, poõ ês-tê na posiçaõ o dê
loé tus, dê olhos fêchados, para tê acêrtarêm mêlhor?
Jaé a minha maõ ê quêria quê êu fizêssê a comunhaõ o solênê ê a confissaõ o ê
isso tudo, mas êu nao mê quêria compromêtêr rêligiosamêntê atêé têr idadê
para pênsar mêlhor no assunto.
Eram tantas ê taõ o grandês as nossas difêrênças quê dêvia pêdir o
divoé rcio dêstês pais ê arranjar outros quê mê comprêêndêssêm mêlhor. Fazia
isso sê jaé naõ o o tivêssê fêito, com mau rêsultado, haé trêê s anos, quando tinha
oito anos.
Quêrêm sabêr como foi? EÉ uma boa histoé ria. Eu êstava sêmprê a zangar-
-mê com os mêus pais ê a minha irmaõ . Era como sê fossê uma pêça êstranha
naquêla maé quina. Naõ o êncaixava. Mas laé ia andando, dêsêncaixado. Atêé quê,
cêrta noitê, ao jantar, êla aparêcêu, a mosca, a boiar, dê lado, no prato da
sopa.
A minha irmaõ naõ o pêrcêbia. Nao êra mêdo, êra nojo. A maõ ê tirou a mosca
ê ficou aà êspêra quê êu comêssê aquêla sopa quê acabara dê afogar uma
mosca nojênta. Vêêm uma coisa pêquêna ê dizêm: naõ o êé nada.
Pois, naõ o. Haviam dê vêr uma mosca aumêntada mil vêzês na Intêrnêt,
como êu jaé vi. EÉ dê fugir.
Sopa jaé custa a comêr ê com uma mosca a boiar…
Rêcusêi-mê a comêr aquêla sopa ê a minha maõ ê rêcusou-sê a tirar outro
prato. Tambêé m naõ o havia. E dêpois?
Obrigaram-mê a comêr sopa dê mosca. AÀ sêgunda colhêr, lêvantêi-mê ê
fui vomitar para a casa dê banho.
AÉ lvaro MAGALHAES (2015). O Estranhão. Uma mosca na sopa. Porto: Porto Editora

1.1 Rêêscrêvê as frasês, substituindo as êxprêssoõ ês dêstacados pêlo pronomê pêssoal


adêquado. Faz asaltêraçoõ ês nêcêssaé rias.
A. «Ouçam esta:»
_____________________________________________________________________________________________
B. «Prêfêria que eu me iniciasse no kickboxing»
_____________________________________________________________________________________________
C. «Jaé minha maõ ê quêria quê êu fizêssê a comunhão solene»
_____________________________________________________________________________________________
D. «Eram tantas ê taõ o grandês as nossas difêrênças quê dêvia pêdir o divórcio»
_____________________________________________________________________________________________
E. «Fazia isso se jaé naõ o o tivêssê fêito»

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora18

www.raizeditora.pt
_____________________________________________________________________________________________
F. «A maõ ê tirou a mosca»
_____________________________________________________________________________________________
G. «Obrigaram-mê a comêr sopa de mosca.»
_____________________________________________________________________________________________

2. Em cada frasê, idêntifica a palavra substituíéda pêlo pronomê pêssoal sublinhado.


A. «Ouçam êsta: quis inscrêvêr-mê num curso dê iniciaçaõ o ao ioga»
_____________________________________________________________________________________________
B. «E quando tê atacarêm na êscola»
_____________________________________________________________________________________________
C. «Rêcusêi-mê a comêr aquêla sopa ê a minha maõ ê rêcusou-sê a tirar outro prato.»
_____________________________________________________________________________________________

3. Transforma as frasês êm frasês nêgativas.


A. A maõ ê dissê-lhê para comêr a sopa.
_____________________________________________________________________________________________
B. O rapaz quêria frêquêntaé -lo (aquêlê curso).
_____________________________________________________________________________________________
C. Os pais partilhavam-na.
_____________________________________________________________________________________________
D. A irmaõ ofêrêcia-lhê rêsistêê ncia.
_____________________________________________________________________________________________
E. Elê quêria-os (outros pais).
_____________________________________________________________________________________________
F. Estê rapaz êngoliu-a (a mosca).
_____________________________________________________________________________________________
G. Elê contou-nos o sucêdido.
_____________________________________________________________________________________________
H. Elê fêz-tê o rêlato do sucêdido.
_____________________________________________________________________________________________
I. O rapaz rêsolvêu-os (os problêmas).
_____________________________________________________________________________________________

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora19

www.raizeditora.pt
SOLUÇÕES
Conteúdo:Constituinte morfológico. Base. Prefixo. Sufixo.Afixação
1.1 A., B., C.ê D. Dêrivaçaõ o por sufixaçaõ o.

2.Resposta pessoal. SUGESTAÃ O:


A. mêrcadêjar.
B. friorênto.
C. cabêçudo.
D. êspantoso.
E. casaraõ o.
F. barrênto.

3.Resposta pessoal. SUGESTAÃ O:


A. êncabêça.
B. ênsaca.
C. dêscarrêgava.
D. dêscontinua.

4.
Palavra Prefixo Sufixo Base
vêlhicê -ice velho
ingrato -in grato
antêvêr -ante ver
portêiro -eiro porta
rêconstruíédo -re construído
pêquênêz -ez pequeno
cantadêira -deira canta
incompêtêntê -in competente
improé prio -im próprio
naturalidadê -idade natural

5. A. lava.
B. parêdê.
C. Brasil.
D. fazêr.
E. corrêr.
5.1 Resposta pessoal. SUGESTAÃ O:
A. lavadêira.
B. parêdinha.
C. brasilêirada.
D. rêfazêr.
E. rêcorrêr.

Conteúdo:Abreviatura. Ortografia. Regras ortográficas. Regrasde acentuação


gráfica
1. A. sênhor
B. doutor
C. administraçaõ o
D. adjêtivo
E. arquêologia
F. complêmênto
G. êxêmplo

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora20

www.raizeditora.pt
H. dêcrêto
I. gêé nêro
J. gramaé tica
K. histoé ria
L. quiloé mêtro

2.
Palavra com erro ortográfico Erro ortográfico Palavra corretamente escrita
ponbo «n» em vez de «m» pombo
viajêm «j» em vez de «g» viagem
xêirar «x» em vez de «ch» cheirar
fas «s» em vez de «z» faz
durêsa «s» em vez de «z» dureza
rêsêçao «s» em vez de «c» receçao
prasêr «s» em vez de «z» prazer
cazaraõ o «z» em vez de «s» casarão
maé ssimo «ss» em vez de «x» máximo
masa «s» em vez de «ss» massa
turtura «u» (primeira ocorrência)em vez tortura
de «o»
paõ os «ão» em vez de «ãe» pães

3.1 chinêê s; chapêé u;aà quêlê;aà ; camponêê s; avoê ; avoé ; atêé ; famíélia; síélaba; graé fico;aà s; mistêé rio; vêê s;
frêguêê s;ué ltima.
3.2
Palavras com acento Palavras com Palavras com
circunflexo acento agudo acento grave
chinês chapéu àquele
camponês avó à
avô até às
vês família
freguês sílaba
gráfico
mistério
última

4. Resposta pessoal. SUGESTAÃ O:


A. O mêé dico passa a rêcêita.
Eu mêdico êstê paciêntê.
B. O rapaz trabalha na faé brica.
Elê fabrica luvas.
C. O aluno faz a coé pia.
O aluno copia pêlo colêga.
D. A sala êstaé êm silêê ncio.
Eu silêncio a sala.
E. Elê sêntiu um grandê alíévio.
Eu alivio as tuas dorês.
F. O sêgrêdo êstaé na praé tica.
Eu pratico dêsporto.

5. A. a/mo/rêi/ra
B. a/ssus/ta/do
C. ê/xa/mi/nar
D. ca/rru/a/gêm
E. rê/ti/cêê n/ci/as
F. por/tu/guêê s
G. pa/rrêi/ra
H. prê/gui/ço/so

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora21

www.raizeditora.pt
I. a/ma/ssar
J. a/man/sar
K. ha/bi/tu/al/mên/tê
L. tê/rríé/vêis

6. A. a/mo/rêi/ra
B. as/sus/ta/do
C. ê/xa/mi/nar
D. car/ru/a/gêm
E. rê/ti/cêê n/ci/as
F. por/tu/guêê s
G. par/rêi/ra
H. prê/gui/ço/so
I. a/mas/sar
J. a/man/sar
K. ha/bi/tu/al/mên/tê
L. têr/ríé/vêis

Conteúdo:Classes de palavras– Nome


1. A.Estê cachorro têm um nomê pouco vulgar.
B. Quando o chamam, o animal rêspondê.
C. Os donos naõ o saõ o bons.
D. Os donos naõ o o quêrêm êm sua casa.
E. Aquêlas pêssoas naõ o têê m coraçaõ o.
F. O caõ o vivê na rua.
G. Elê naõ o êncontra o caminho dê rêgrêsso.
H. Elê ouvê todos os chamamêntos.

2. Resposta pessoal. SUGESTAÃ O:


A. Maria, Manuêl, Joaõ o.
B. Lisboa, Porto, Faro.
C. Portugal, Espanha, França.
D. Europa, Amêé rica, AÉ frica.

3.
Conjunto de… Nome comum coletivo
caõ ês matilha
lobos alcateia
aé rvorês dê fruto pomar
barcos frota
porcos vara
foguêtês girândola
pêixês cardume
alunos turma

4.
Grau
Normal Aumentativo Diminutivo
caõ o canzarrão cãozinho
casa casarão casinha
pontapêé pontapezão pontapezinho
amigo amigão amiguinho

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora22

www.raizeditora.pt
Conteúdo:Classes de palavras – Adjetivo
1. A. O caõ o êé inteligente.
B. Estê animal paciente vivê na rua.
C. Todos considêravam o sêu nomê muito interessante.
D. Conhêci êstê caõ o na quarta vêz quê chamêi um taé xi.
E. O primeiro taxista a vêê -lo achou-lhê graça.
F. Um taxista bondoso partilhou com êlê o quêijo.
G. Aquêla gêntê êé estranha.
H. Ao vigésimo dia dê rua, o caõ o jaé gostava daquêla vida.
1.1 A. Adjêtivo qualificativo.
B. Adjêtivo qualificativo.
C. Adjêtivoqualificativo.
D.Adjêtivo numêral.
E. Adjêtivo numêral.
F. Adjêtivoqualificativo.
G. Adjêtivo qualificativo.
H. Adjêtivo numêral.

2. A. Adjêtivo «invulgar»– gêé nêro masculino (concorda com o nomêtambêé m no masculino); nué mêro
singular; grau supêrlativo absolutoanalíético.
B. Adjêtivo «raro»– gêé nêro masculino; nué mêro singular; grausupêrlativo rêlativo dê supêrioridadê.
C. Adjêtivo «difêrêntê»– gêé nêro masculino; nué mêro singular; graunormal.
D. Adjêtivo «irritada»– gêé nêro fêminino; nué mêro singular; grausupêrlativo absoluto sintêé tico.
E. Adjêtivo «êncantador»– gêé nêro masculino; nué mêro singular;grau comparativo dê igualdadê.
F. Adjêtivo «simpaé tico»– gêé nêro masculino; nué mêro plural; grausupêrlativo rêlativo dê infêrioridadê.
G. Adjêtivo «dêlicado»– gêé nêro masculino; nué mêro plural; graucomparativo dê supêrioridadê.
H. Adjêtivo «sênsíévêl»– gêé nêro fêminino; nué mêro plural; grausupêrlativo absoluto analíético.

3. A. vaidoso.
B. prêocupado.
C. pêrsistêntê.
D. intêligêntê.
E. abêrto.
F. êsforçado.
G. trabalhador.
H. limpo.
I. alêgrê.
J. fêliz.
K. tristê.
L. ordênado.
M. sujo.
N. intêrêssantê.

4. A. mêiga.
B. chinêsa.
C. comilona.
D. êuropêia.
E. crua.
F. glutona.
G. saõ .
H. plêbêia.
I. orfaõ .
J. francêsa.

5. A. banais.
B. fêlizês.
C. intêrêssantês.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora23

www.raizeditora.pt
D. valêntoõ ês.
E. cristaõ os.
F. saudaé vêis.
G. amaé vêis.
H. gêntis.
I. bênfêitorês.
J. fraé gêis

Conteúdo:Classes de palavras – Verbo


1. A. Antês dêsta, o caõ o nunca tinha conhêcido outra famíélia.
B. Estê cachorro tinha um nomê pouco comum.
C. Os donos naõ o o quêriam êm casa.
D. O caõ o gostava dos donos.
E. O Taé xi nunca tinha êstado no mêio da rua.
F. Elê naõ o êncontrou o caminho dê casa.
G. Antês dê partir, o Taé xi jaé tinha suspêitado disto.
H. A sênhora quê apanhava um taé xi assistiu a tudo.
1.1
Verbo principal Verbo auxiliar (dos tempos compostos)

A.«conhêcido» A.«tinha»
B.«tinha» E.«tinha»
C.«quêriam» G.«tinha»
D.«gostava»
E.«êstado»
F.«encontrou»
G.«partir», «suspêitado»
H.«apanhava», «assistiu»
1.2 A. gostar; êncontrar.
B. partir; assistir.

2.
Frases Tempo Modo Pessoa Número
Pretérito Indicativ
O cachorro chamava-sê Taé xi. Terceira Singular
imperfeito o
Indicativ
Elê vivêraé fêliz na companhia dos motoristas. Futuro Terceira Singular
o
Pretérito Indicativ
Noé s adotaé mos o caõ o. Primeira Plural
perfeito o
Indicativ
Agora, o cachorro êstaé fêliz. Presente Terceira Singular
o
Indicativ
O cachorro ê os taxistas pêrmanêcêraõ o fêlizês. Futuro Terceira Plural
o
Pretérito Indicativ
Elê acompanhava os taxistas ê todos os sêus cliêntês. Terceira Singular
imperfeito o
Pretérito Indicativ
Tu vistê êstê caõ o. Segunda Singular
perfeito o

3. A. têraõ o.
B. rêcêbêu.
C. viam.
D. tinha êstado.
E. Acompanha.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora24

www.raizeditora.pt
4.
Indicativo

Pretérito
Formas verbais Imperativo
Pretérito Pretérito mais-que-
Futuro
Presente perfeito imperfeito perfeito
composto

passêou X
abandonaram X
êxplicaraõ o X
êxplicaram X
tinham fêito X
fazêi X
ia X
idê X
fêcharêmos X

5.
Formas verbais Infinitivo Particípio
construíéstê construir construíédo
tinha rêalizado rêalizar rêalizado
contaram contar contado
farêi fazêr fêito
rêalizas rêalizar rêalizado
tíénhamos sonhado sonhar sonhado
rêconhêcíéamos rêconhêcêr rêconhêcido
êstudavas êstudar êstudado
tinhas dito dizêr dito
contaraõ o contar contado

Conteúdo:Classes de palavras – Advérbio


1.1
Advérbio
de de
de de interrogativo
de negação afirmação quantidade de tempo
modo lugar
e grau
naõ o sim muito dêprêssa amanhaõ acolaé porquêê
nunca bastantê rêpêtidamêntê hojê ali ondê
bêm cêdo longê como
acima

2. A. Quando vistê aquêlê cachorro?


B. Os donos rêagiram mal.
C. Foi uma atitudê pouco corrêta.
D. Discordo totalmêntê dêsta atitudê.
E. O cachorro ficou fora dê casa.
F. Os donos vaõ o sêntir arrêpêndimênto cêdo.
G. Nêm consigo imaginar o quê sêntiu o pobrê caõ o!
H. Dêcêrto os donos naõ o pênsaram nas consêquêê ncias da suaatitudê.
2.1 A. advêé rbio intêrrogativo.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora25

www.raizeditora.pt
B. advêé rbio dê modo.
C. advêé rbio dêquantidadê ê grau.
D. advêé rbio dê modo.
E. advêé rbio dê lugar.
F.advêé rbio dê têmpo.
G. advêé rbio dê nêgaçaõ o.
H. advêé rbio dê afirmaçaõ oê advêé rbio dê nêgaçaõ o.

Conteúdo:Classes de palavras – Determinante


1. O Taé xi êé um caõ o êspêcial. Estê caõ o foi abandonado pêlos sêus donosê sêntiu uma ênormê tristêza. Essa
tristêza foi ultrapassada quandoos sêus amigos motoristas o adotaram. Esta atitudê dos motoristasfoi
muito digna ê salvou a vida do Taé xi, êstê cachorrinho simpaé tico!

2. A. Estê cachorro êé um animal invulgar.


B. Aquêla famíélia êxpulsou-o da sua casa.
C. Como êlê crêscêu, os sêus donos jaé naõ o o quêriam.
D. A rua ondê êlê vivê têm muito movimênto.
E. Essê movimênto naõ o assusta o caõ o.
F. O caõ o naõ o êncontrou aquêlê caminho.
G. E tu, abandonarias otêu caõ o?
H. Eu nunca abandonaria omêu cachorrinho.
2.1 A. Este – dêtêrminantê dêmonstrativo; um – dêtêrminantê artigodêfinido.
B. aquela – dêtêrminantê dêmonstrativo; sua – dêtêrminantêpossêssivo.
C. os – dêtêrminantê artigo dêfinido; seus – dêtêrminantêpossêssivo.
D. A – dêtêrminantê artigo dêfinido.
E. Esse – dêtêrminantê dêmonstrativo; o – dêtêrminantê artigodêfinido.
F. O – dêtêrminantê artigo dêfinido; aquele – dêtêrminantêdêmonstrativo.
G. o – dêtêrminantê artigo dêfinido; teu – dêtêrminantê possêssivo.
H. o – dêtêrminantê artigo dêfinido; meu – dêtêrminantêpossêssivo.

Conteúdo:Classes de palavras – Pronome


1. Resposta pessoal. SUGESTAÃ O:
A. Eu dissê-lhe quê aquele êra o mêlhor caminho.
B. Tu apanhastê este ê aquele taé xi.
C. Nós conhêcêmos o teu (caõ o).
D. Este êé meu.
E. Estes ê aqueles saõ o os donos dos seus (caõ ês).
F. Aquele êémeu ê teu.

2. A. Estê caõ o êé êspêcial ê aquêlê tambêé m.


B. Eu tênho dois caõ ês.
C. O mêu caõ o tambêé m sê chama Taé xi. E o têu?
D. Elê dissê-lhê«Olaé !»
E. Eu êncontrêi-o.
F. Istoêé muito comum.
G. O caõ o ollhou-nos.
2.1 A. Pronomê dêmonstrativo.
B. Pronomês pêssoais.
C. Pronomê possêssivo.
D. Pronomês pêssoais.
E. Pronomês pêssoais.
F. Pronomê dêmonstrativo.
G. Pronomê pêssoal.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora26

www.raizeditora.pt
Conteúdo:Classes de palavras – Quantificador
1. A. Aquêla famíélia têm o dobro dos mêus caõ ês.
B. Estê caõ o tinha dois donos.
C. O Taé xi conhêcêu mêtadê dos taxistas da rêgiaõ o.
D. Dêz pêssoas quisêram adotar o Taé xi.

2. A. Eu conhêço trêê s famíélias quê adotaram caõ ês.


B. Tu conhêcês o triplo dê famíélias quê adotaram caõ ês.
C. Vintê pêssoas viram o Taé xi na rua.
D. O Taé xi apênas viu um têrço dêstas pêssoas.
E. Eu jaé apanhêi quinzê vêzês um taé xi naquêla rua.
F. Oito motoristas dê taé xi jaé lêvaram êstê caõ o a casa dêlês.
G. Estê caõ o soé conhêcê quatro praças dê taé xis.
H. Noé s conhêcêmos o dobro.

Conteúdo:Funções sintáticas (sujeito, vocativo, predicado, complemento direto,


complemento indireto)
1.1
A.
Funções sintáticas
O Gladíéolo Sujeito
chamou trêê s borbolêtas Predicado
trêê s borbolêtas Complemento direto
B.
Funções sintáticas
Pêdiu-lhês um favor Predicado
lhês Complemento indireto
Um favor Complemento direto
C.
Funções sintáticas
Elas Sujeito
lêvariam um rêcado sêu aà Predicado
Tulipa, ao Cravo ê aà Rosa
um rêcado sêu Complemento direto
aà Tulipa, ao Cravo ê aà Rosa Complemento indireto
D.
Funções sintáticas
As trêê s borbolêtas Sujeito
partiram Predicado
E.
Funções sintáticas
Elas Sujeito
transmitiram a notíécia Predicado
a notíécia Complemento direto
F.
Funções sintáticas
As borbolêtas Sujeito
voavam Predicado

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora27

www.raizeditora.pt
G.
Funções sintáticas
As florês Sujeito
chamavam-nas Predicado
nas Complemento direto
H.
Funções sintáticas
Vêm Predicado
Borbolêta Vocativo
I.
Funções sintáticas
Conta-mê Predicado
mê Complemento indireto
J.
Funções sintáticas
A Tulipa, o Cravo ê a Rosa Sujeito
acêitaram o convitê Predicado
o convitê Complemento direto
1.2 A. Sujêito simplês.
C. Sujêito simplês.
D. Sujêito simplês.
E. Sujêitosimplês.
F. Sujêito simplês.
G. Sujêito simplês.
J. Sujêito composto.
1.3 A. Pêdiu um favor aà s borbolêtas.
B. Digam da minha partê aà s borbolêtas quê sê êstaé a organizaruma grandê fêsta.
C. As borbolêtas fazêm partê da Comissaõ o Organizadora.
D. As florês chamavam as borbolêtas…

2.
Frases Sujeito Vocativo
A. A Tulipa, o Cravo e a Rosa ouviram o Gladíéolo? X
B. Tulipa, Cravo e Rosa, ouviram o Gladíéolo? X
C. Obsêrvêm o Rapaz dê Bronzê, flores. X
D. As flores obsêrvaram o Rapaz dê Bronzê. X
E. Borboletas, lêvêm o rêcado. X
F. Lêvêm o rêcado, borboletas. X

3.
Complemento Complemento
Frases
direto indireto
A. O Gladíéolo chamou as borboletas. X
B. O Gladíéolo agradêcêu às borboletas. X
C. O Gladíéolo rêtribuiu a atênçaõ o às borboletas. X
D. Elas ouviram o Gladíolo. X
E. Elas prêstaram atênçaõ o ao Gladíolo. X
F. Elas êscutaram o Gladíolo. X

4. A. As borbolêtas lêvaram o rêcado.


B. Elas lêvaram o rêcado aà Tulipa, ao Cravo ê aà Rosa.
C. O Gladíéolo pêdiu-lhês um favor.
D. O Gladíéolo êxplicou tudo.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora28

www.raizeditora.pt
E. As borbolêtas poisaram.
F. As borbolêtas contaram.

5. A. O Gladíolo – sujêito (simplês); fez um pedido àqueles animaisvoadores – prêdicado; um pedido –


complêmênto dirêto; àquelesanimais voadores – complêmênto indirêto.
B. Queridos amigos – vocativo; ouçam esta mensagem –prêdicado; esta mensagem – complêmênto
dirêto.
C. O Rapaz de Bronze – sujêito (simplês); participara – prêdicado.
D. As borboletas – sujêito (simplês); davam muitas voltas –prêdicado; muitas voltas – complêmênto
dirêto.
E. Elas – sujêito (simplês) – esvoaçavam – prêdicado.
F. Venham – prêdicado; amigas – vocativo.
G. As borboletas – sujêito (simplês); transmitiram o recado a todosos habitantes do jardim – prêdicado; o
recado – complêmêntodirêto; a todos os habitantes do jardim – complêmênto indirêto.
H. O Gladíolo – sujêito (simplês); manifestou a sua felicidade –prêdicado; a sua felicidade –
complêmênto dirêto.
I. Ele – sujêito (simplês); deu explicações aos amigos – prêdicado;explicações – complêmênto dirêto; aos
amigos – complêmênto indirêto.

6. Resposta pessoal. SUGESTOÃ ES:


A. Elas passaram a palavraaos amigos.
B. Elas passaram-lhês apalavra.
C. As florês ouviram o rêcado.
D. Elas têlêfonaram aoGladíéolo.
E. Passaram a palavra aosamigos.
F. Passaram-lhês a palavra.
G. Gladíéolo, passaram apalavra aos amigos?
H. Passaram-lhês a palavra,Gladíéolo?
I. O Gladíéolo sorriu.
J. Sorriu.
K. Sorristê, Gladíéolo?

7.
Complemento Complemento
Frases Sujeito Vocativo Predicado
direto indireto
receberam o
A. todas as flores o recado
recado
B. tu Gladíolo planeias a festa a festa
trará bastante bastante
C. A preparação da festa
trabalho trabalho
ajudam as as borboletas
D. As flores
borboletas
fizeram um ótimo um ótimo
E. As borboletas
trabalho trabalho
disse tudo às às borboletas
F. O Gladíolo tudo
borboletas
G. Ele pediu
trouxeram a a novidade
H. Elas
novidade
As conversas das aumentaram
I.
flores
agradeçam ao ao Gladíolo
J. Flores
Gladíolo

Conteúdo:Pronome pessoal em adjacência verbal


1.1 A. Ouçam-na.

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora29

www.raizeditora.pt
B. Prêfêria-o.
C. Jaé minha maõ ê quêria quê êu a fizêssê.
D. Elas êram tantas ê taõ o grandês quê dêvia pêdi-lo.
E. Fazia-o sê jaé naõ o o tivêssê fêito.
F. A maõ ê tirou-a.
G. Obrigaram-mê a comêê -la.

2. A. O rapaz (narrador).
B. O rapaz (narrador).
C. O rapaz (narrador); a maõ ê.

3. A. A maõ ê naõ o lhê dissê para comêr a sopa.


B. O rapaz naõ o quêria frêquêntaé -lo (aquêlê curso).
C. Os pais naõ o a partilhavam.
D. A irmaõ naõ o lhê ofêrêcia rêsistêê ncia.
E. Elê naõ o os quêria (outros pais).
F. Estê rapaz naõ o a êngoliu (a mosca).
G. Elê naõ o nos contou o sucêdido.
H. Elê naõ o tê fêz o rêlato do sucêdido.
I. O rapaz naõ o os rêsolvêu (os problêmas).

Portuguêê s 5.º ano | Banco dê quêstoõ ês | © Raiz Editora30

www.raizeditora.pt