Você está na página 1de 1

As fases da vida

Baseia-se em dividir a vida em fases de sete em sete anos. As fases demonstram como se pode
entender os ciclos de vida de uma maneira prática e sábia. O número sete é muito importante na
maioria das culturas. Vale lembrar que na bíblia Deus criou o mundo em sete dias; a semana possui
sete dias; temos sete planetas relacionados ao homem (Sol, Lua, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter,
Saturno); e são sete metais (ouro, prata, mercúrio, cobre, ferro, estanho e chumbo).
A vida é constituída de ciclos e que cada ciclo tem uma característica própria. As fases, ou ciclos,
retornam numa idade posterior com um novo impulso. No caso das mulheres, ajuda a entender os
processos do feminino, que vão do amadurecimento à capacidade reprodutiva até a menopausa,
quando as forças da reprodução se transformam em força do pensar mais ligadas à introspecção,
possibilitando uma ampla visão de vida.

As fases são divididas em 3


 0 a 21 anos - Fase do corpo.
É um período em que o ser humano enfrenta a jornada do amadurecimento físico e formação da
personalidade.
 21 a 42 anos - Fase da alma.
Nesse período, o ser humano já passou por todas as experiências básicas da vida, fazendo várias
opções como vida conjugal, trabalho e família.
 42 anos em diante – Fase do espírito
Nesse período estam prontos para "iniciar" a vida com maturidade, profundidade e espiritualidade.
Cada ciclo tem sua importância. Porém, os três primeiros - 0 a 21 anos - estão relacionados ao
amadurecimento do corpo e a formação educacional, itens fundamentais para o desenvolvimento do
ser adulto.
Entender cada etapa ajuda a lidar com as crises, tirando o melhor proveito delas. Nossa vida é cheia
de movimentos, cores, ritmos, harmonias e desarmonias. Cada um compõe sua própria musica
existencial.
Ou seja, cada ano na vida do jovem aprendiz tem uma importância e especificidade que só será
vivida nessa idade, não sendo possível a "repetição" de anos.
Afinal, fazemos, por exemplo, 8 anos uma vez na vida.
 Do 0 aos 7 anos, mundo da inocência e das descobertas
 Dos 7 aos 14 anos, o mundo é belo. Nessa etapa há uma prontidão para aprender. É um
período ideal para incentivos nas áreas da literatura, esportes, música. Aqui são adquiridos
valores que permanecerão pela vida toda.
 Dos 21 a 28 anos - vivenciamos a crise dos talentos. Nesse período os jovens sentem
necessidade de viajar e estudar fora.
 Dos 35 aos 42 anos, o ser humano passa pelo sexta fase, no qual enfrenta a crise da
autenticidade. É uma etapa em que se busca reconhecer os limites, estabilização da
vitalidade, relação do ser e ter. Aqui se inicia a fase de maturidade do ser. É a fase da busca
do equilíbrio entre o espiritual e o terreno. Por isso, acreditamos que a vida começa aos 42.
 Dos 42 a 49 anos - é a fase da crise biológica, nova adolescência. Nesse momento, o ser
humano desenvolve a coragem para atuar, aumenta-se a capacidade de altruísmo (fazer o
bem) e de correr riscos. Aos 49 anos, ele inicia a composição de sua obra máxima.

Ideias que definem as fases

0 a 7 anos - O ninho. Interação entre o individual (adormecido) e o hereditário


7 a 14 anos - autoridade amada
14 a 21 anos - puberdade /adolescência - crise de identidade
21 a 28 anos - experimentar limites
28 a 35 anos - fase organizacional
35 a 42 anos - crise de autenticidade
42 a 49 anos - altruísmo x querer manter a fase expansiva
49 a 56 anos - ouvir o mundo
56 a 63 anos (e adiante) - abnegação / sabedoria