Você está na página 1de 194

Sistema de Controle e

Medição TimberRite
30Lite™
versão 1.1.0-

MANUAL DO OPERADOR
Sistema de Controle e Medição TimberRite 30Lite™

OMF073660 Edição 11.08.2008 (PORTUGUESE)

Waratah Forestry Attachments


COPYRIGHT © 2007
WARATAH NZ LIMITED
Tokoroa, New Zealand
All rights reserved
Conteúdo
Página Página

Introdução Exemplo de processamento . . . . . . . . . . . . . . . 025-3


Visão geral do manual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 01-1 Quebra de copa ou tronco caı́do . . . . . . . . . . . 025-4
Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 01-2 Problemas com medições . . . . . . . . . . . . . . . . 025-5

Instruções de segurança Alimentação e corte


Instruções de . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 021-1 Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 026-1
Como reconhecer informações de Alimentação manual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 026-1
segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 021-1 Alimentação automática . . . . . . . . . . . . . . . . . . 026-2
Entendendo textos de sinalização . . . . . . . . . . 021-1 Nı́veis de serragem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 026-6
Regras gerais de segurança. . . . . . . . . . . . . . . 021-2
Medidas de precaução de segurança
Local de trabalho (menu 1)
operacional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 021-3
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 031-1

Visão geral
Visão geral (menu 1-1)
Arquitetura do sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 022-1
Criando e editando um local de trabalho . . . . . 032-1
Módulos bus CAN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 022-2
Equipamento do sistema de controle e
da cabine . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 022-3 Instruções de corte (menu 1-2)
Módulo do display . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 022-3 Pré-seleções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 033-1
Abreviaturas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 022-4 Edição das pré-seleções . . . . . . . . . . . . . . . . . 033-5
Utilização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 022-5 Tipos de pré-seleções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 033-6
Funções do cabeçote harvester . . . . . . . . . . . . 022-5 Espécies de árvores e classificação . . . . . . . . . 033-8
Fundamentos da medição do diâmetro e Espécie predefinida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 033-10
comprimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 022-7 Copiando pré-seleções. . . . . . . . . . . . . . . . . . 033-11
Como salvar instruções de corte . . . . . . . . . . 033-11
Interface do usuário e teclas de comando
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 023-1 Atalho de Impressão (menu 3-1)
Inicialização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 023-2 Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 041-1
Desligamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 023-3
Display no modo de operação . . . . . . . . . . . . . 023-3 Selecionar relatório (menu 3-2)
Display no modo de configuração. . . . . . . . . . . 023-9 Imprimir seleção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 042-1
Menu principal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 023-10 Impressão da produção . . . . . . . . . . . . . . . . . . 042-1
Teclas de comando - Funções no modo de Botão de Impressão das configurações . . . . . . 042-2
operação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 023-12 Impressão dos dados dos troncos . . . . . . . . . . 042-2
Teclas de comando - Funções no modo de Impressão dos dados de calibração . . . . . . . . . 042-3
configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 023-20 Impressão das toras . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 042-4
Impressão dos parâmetros do cabeçote
Ações de inicialização harvester. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 042-4
Usando o sistema. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 024-1
Configuração da impressão (menu 3-3)
Processamento Configuração da página . . . . . . . . . . . . . . . . . . 043-1
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 025-1
Desbaste (processamento) . . . . . . . . . . . . . . . . 025-2 Continua na próxima página

Todas as informações, ilustrações e especificações deste manual são


baseadas nas informações mais recentes e disponíveis no momento da
publicação deste. Fica reservado o direito de realizar mudanças a
qualquer momento sem aviso prévio.

i 092208
PN=1
Conteúdo

Página Página

Troca de turno (menu 4-1) Generalidades (menu 7-4)


Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 051-1 Cabeçote harvester . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 086-1
Alimentação lenta e inversa . . . . . . . . . . . . . . . 086-3
Medições/Calibração (menu 6) Modo Euca . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 086-4
Boot end reversing (Reversão da
Calibração automática (menu 6-1) extremidade) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 086-5
Funções no menu 6-1 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 062-2 Euca debarking (Euca - Descascamento). . . . . 086-6
Limpeza do cabeçote no modo Euca . . . . . . . . 086-6
Calibração manual (menu 6-2)
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 063-1 Diversos (menu 7-5)
Funções no menu 6-2 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 063-2 Controle da função de inclinação do
cabeçote harvester . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 087-1
Configurações (menu 6-3) Manipulação de feixes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 087-5
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 064-1 Passagem automática de partes tortas. . . . . . . 087-7
Funções no menu 6-3 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 064-1 Localizar extremidade. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 087-9
Show photocell sensor status (on/off)
Sensores (menu 6-4) (Mostrar status do sensor da fotocélula
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 065-1 (ativar/desativar)) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 087-10
Alcance da fotocélula . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 087-11
Comprimento (menu 6-5) Ângulo da fotocélula . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 087-12
Funções no menu 6-5 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 071-2
Serragem (menu 8-1)
Alimentação (menu 7-1) Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 091-1
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 081-1 Nı́vel de serragem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 091-2
Alimentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 081-2 Calibração da serra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 091-4
Nudging +/- (Compressão) . . . . . . . . . . . . . . . . 081-4 Barra e motor da serra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 091-6
Feeding level (1 to 3) (Nı́vel de Sabre FlashCut . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 091-8
alimentação (1 a 3)) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 081-5 Verificação e ajuste da profundidade da
serra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 091-9
Rolos de alimentação (menu 7-2)
Gráfico . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 082-1 Marcação de cor (menu 8-2)
Ponto de pressão ativo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 082-1 Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 092-1
Escalas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 082-2 Marcação manual de cores . . . . . . . . . . . . . . . 092-1
Maximum pressure (mA) (Pressão máxima) . . . 082-2 Ajuste da marcação de cores . . . . . . . . . . . . . . 092-2
Tilt down while feeding (on/off)
(Inclinação para baixo durante a Generalidades (menu 8-3)
alimentação) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 082-3 Parâmetros de controle da serra . . . . . . . . . . . 093-1
FR max pressure (mA) (Pressão Limites do diâmetro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 093-1
máxima dos FR) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 082-3 Saw oiler (Lubrificador da serra). . . . . . . . . . . . 093-2
Pressure distance (Distância da pressão). . . . . 082-4 Sabre superior . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 093-3
Special stem handling (Manuseio especial Outros parâmetros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 093-5
dos troncos) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 082-4
Diagnósticos e solução de problemas
Ferramentas de desgalhamento (menu 7-3) Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101-1
Gráfico . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 084-1 HPC07 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101-2
Ponto de pressão ativo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 084-1 HHM. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101-4
Escalas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 084-2 Instruções de soldagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101-5
Max pressure (mA) (Pressão máxima) . . . . . . . 084-2 Uso de baterias auxiliares . . . . . . . . . . . . . . . . 101-6
Plot lower DK (Plotagem do DK inferior). . . . . . 084-3
Impulsos de abertura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 084-5 Diagnósticos (menu 9)
Conteúdo do menu 9 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 111-1
Modo de teste para apanha
Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 085-1 Continua na próxima página

ii 092208

PN=2
Conteúdo

Página Página

Registro de eventos (menu 9-1) Cabeçote harvester (menu 0-5)


Listagem do registro de eventos. . . . . . . . . . . . 112-1 Parâmetros do cabeçote harvester . . . . . . . . . . 146-1

Registro de erros (menu 9-2) Paı́s e idioma (menu 0-6)


Listagem do registro de erros . . . . . . . . . . . . . . 113-1 Configurações gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 147-1

Resultados do HHM (menu 9-3) Apêndice 1


Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114-1 Cálculo do volume . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 148-1
Teste de funções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114-2
Teste rápido do HHM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114-3
Amostragem de dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114-4
Display HHM alarms in run mode
(on/off) (Exibir alarmes do HHM no modo
operação) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114-5

Diagnósticos do sabre (menu 9-4)


Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115-1

Sensores de diâmetro (menu 9-5)


Seleção de sensores de diâmetro . . . . . . . . . . 116-1
Teste do sensor de diâmetro . . . . . . . . . . . . . . 116-2

Sensor de comprimento (menu 9-6)


Teste dos sensores de comprimento . . . . . . . . 117-1

Sensores do sabre (menu 9-7)


Informações sobre o teste do sensor do
sabre . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118-1

Teclado (menu 9-8)


Teste das funções do teclado. . . . . . . . . . . . . . 119-1

Diagnósticos do sensor no modo de operação


Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 121-1
Teste dos sensores de posição do sabre . . . . . 121-1

Manipulação do sistema
Modo de operação e configuração . . . . . . . . . . 131-1

Configuração do sistema (menu 0)


Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 141-1

Display (menu 0-1)


Configurações do display . . . . . . . . . . . . . . . . . 142-1

Som (menu 0-2)


Generalidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 143-1

Backup (menu 0-3)

Máquina-base (menu 0-4)


Operação do cabeçote harvester . . . . . . . . . . . 145-1
Configuração da bomba . . . . . . . . . . . . . . . . . . 145-2

iii 092208
PN=3
Conteúdo

iv 092208

PN=4
Introdução
Visão geral do manual

• Número de revisão
Este manual refere-se ao Sistema de Controle e
Medição TimberRite 30Lite, revisão 1.1.0.
• Substituição do manual
Quando de um novo pedido deste manual, indique o
número de publicação OMF072600 e o número da
revisão.
• Copyright Waratah NZ Limited.
• Este documento não pode ser reproduzido nem
fotocopiado sem o consentimento prévio por escrito da
Waratah NZ Limited.
• O teor deste manual está sujeito a alterações sem
aviso prévio. Devido às atualizações, podem existir
diferenças entre as informações contidas neste manual
e os produtos descritos.
• Foram feitos todos os esforços para garantir a precisão
das informações contidas neste manual, no entanto, a
Waratah NZ Limited não assume nenhuma
responsabilidade por eventuais erros ou conseqüências.

JK11466,TriteLite001 –19–15OCT07–1/1

01-1 092208

PN=4
Introdução

Introdução

As informações contidas neste manual abrangem Este manual de instruções descreve a operação do
instruções que ajudarão o operador a usar a máquina sistema de controle e medição TimberRite 30Lite .
de uma forma segura e eficaz. Certifique-se de que
este manual esteja sempre disponı́vel para todos Somente operadores e pessoal de assistência que
aqueles que trabalham com a máquina. Caso este tenham concluı́do e aprovado o curso da Waratah
manual se extravie ou seja deteriorado a ponto de para o TimberRite 30Lite podem fazer uso da
tornar-se ininteligı́vel, entre em contato com a Waratah máquina. Além disso, o operador deve ter lido e
ou seu revendedor mais próximo para obter um entendido o manual em sua totalidade.
manual de reposição.
Este manual proporciona informações sobre o conceito
Se vender a máquina, entregue este manual para o e função da máquina que são necessárias para o uso
novo proprietário. e cuidados da máquina de forma adequada. Também
serve como diretriz durante serviços simples de
Os contı́nuos aperfeiçoamentos realizados neste manutenção e regulagem.
produto pela Waratah podem resultar em modificações
da máquina que não estejam cobertas por este Para informações sobre serviços mais complicados de
manual. Se necessitar informações atualizadas sobre manutenção e regulagem, entre em contato com a
a máquina ou se tiver dúvidas relacionadas com este oficina técnica autorizada mais próxima. Nosso
manual, entre em contato com a Waratah ou seu pessoal de suporte técnico foi adequadamente
concessionário local. treinado e possui ferramentas especiais, necessárias
para esses serviços.
CUIDADO: Somente as pessoas cujo
As máquinas controladas pelo sistema TimberRite
treinamento tenha sido aprovado pela
30Lite destinam-se à derrubada, desgalhamento e
Waratah estão autorizadas a operar
corte transversal de árvores. A máquina não deverá
maquinaria Waratah.
ser usada para nenhuma outra finalidade.
A operação e manutenção inadequadas
Marcas comerciais:
desta máquina podem ser perigosas e
resultar em graves lesões ou morte.
Windows é uma marca registrada da Microsoft
Corporation.
Portanto, durante a operação ou
manutenção da máquina, é extremamente
TimberRite 30Lite são marcas comerciais
importante seguir todas as instruções
registradas.
fornecidas neste manual e durante o
treinamento.

As regras de segurança são indicadas na


seção 021.

JK11466,TRiteLite002 –19–15OCT07–1/1

01-2 092208

PN=5
Instruções de segurança
Instruções de

Se as informações ou instruções constantes neste manual


não estiverem de acordo com a legislação local, esta
última deverá prevalecer.

A máquina deve ser usada ou reparada apenas por


pessoas que sido aprovadas pela Waratah durante o
curso de treinamento.

Certifique-se de ter o conhecimento necessário das leis


relevantes sobre segurança no trabalho com relação às
máquinas florestais e às instruções de segurança
aplicáveis à máquina Waratah neste manual, e às
etiquetas coladas na máquina.

JK11466,TriteLite003 –19–15OCT07–1/1

Como reconhecer informações de segurança

Este é o sı́mbolo de alerta de segurança. Quando vir


esse sı́mbolo em sua máquina ou neste manual, esteja
alerta para a possibilidade de lesões corporais.

–UN–07DEC88
Siga as precauções recomendadas e as práticas de
operação segura.

T81389
JK11466,TriteLite004 –19–15OCT07–1/1

Entendendo textos de sinalização

Os textos de sinalização - PERIGO, ADVERTÊNCIA ou


CUIDADO - são usados com o sı́mbolo de alerta de
segurança. PERIGO identifica os riscos mais graves.

Os sı́mbolos de segurança PERIGO ou ADVERTÊNCIA


–19–30SEP88

encontram-se perto de riscos especı́ficos. As precauções


genéricas são indicadas nos sı́mbolos de segurança
CUIDADO. CUIDADO também chama a atenção para
mensagens de segurança neste manual.
TS187

JK11466,TriteLite005 –19–15OCT07–1/1

021-1 092208

PN=6
Instruções de segurança

Regras gerais de segurança

• Leia detalhadamente todas as mensagens de


CUIDADO: O fabricante não assume
segurança neste manual e na máquina.
nenhuma responsabilidade por alterações
• As medidas mais especı́ficas são ilustradas com
feitas no sistema elétrico da máquina, caso
figuras, que também podem ser encontradas em
as alterações não estejam de acordo com os
posições relevantes na máquina.
boletins de manutenção. Existe o risco de os
• Mantenha os sı́mbolos de segurança em bom
sistemas de segurança da máquina serem
estado. Repare ou substitua os sı́mbolos
danificados.
danificados.
• A máquina deve ser usada ou reparada apenas por
NOTA: O uso de equipamentos contendo um
pessoas que tenham recebido treinamento aprovado
transmissor de rádio (por exemplo, telefone,
pela Waratah.
comunicações via rádio) com antena no
• Não deixe pessoas sem treinamento operarem a
interior da cabine é estritamente proibido. Tais
máquina.
equipamentos devem ser instalados de
maneira adequada e permanente, com uma
antena em uma chapa aterrada apropriada,
fora da cabine.

JK11466,TriteLite006 –19–15OCT07–1/1

021-2 092208

PN=7
Instruções de segurança

Medidas de precaução de segurança operacional

máquina. Pessoas próximas à máquina podem ser


CUIDADO: Quando a máquina estiver em
feridas pelos acessórios em movimento.
funcionamento, deve-se respeitar uma zona
• Mantenha uma distância segura de operação entre
de perigo de 90 metros. O operador é
o equipamento e outras pessoas. Nunca gire a
pessoalmente responsável pelo
lança ou o cabeçote harvester por cima da cabeça
cumprimento dessa regra de segurança.
de pessoas nas proximidades.
• Antes de começar o trabalho, certifique-se de que
CUIDADO: Não alimente árvores na direção todos os controles da máquina e da lança estejam
da máquina. funcionando corretamente.
• Não é permitido operar a máquina se houver
qualquer problema com os controles da máquina ou
CUIDADO: Antes de fazer ajustes no
se estes não estiverem adequadamente ajustados.
cabeçote harvester, desligue sempre o
• Verifique diariamente o funcionamento da parada de
motor da máquina-base e a ignição. Se o
emergência.
motor estiver funcionando e o sistema
• Comprove que não haja ninguém na linha do sabre
hidráulico pressurizado, existe o risco de
durante a serragem. Se a corrente da serra se
que os rolos de alimentação, facas
partir, poderão ser projetados fragmentos, dando
desgalhadoras e as funções de inclinação
lugar a risco de acidentes.
ou serra estejam ativos. Todas essas
• Quando você parar de trabalhar, mesmo que
funções podem causar lesões fatais.
temporariamente (por exemplo, para usar o
telefone), abaixe a lança até o chão e acione o freio
• Só opere a máquina quando estiver sentado no
de estacionamento.
assento do operador. Use sempre o cinto de
• Nunca saia da cabina sem antes rebaixar o
segurança.
cabeçote harvester até ao chão, de forma que não
• Quando o motor estiver em funcionamento, não
se mova.
permita que ninguém entre na zona de risco da

JK11466,TriteLite007 –19–15OCT07–1/1

021-3 092208

PN=8
Visão geral
Arquitetura do sistema

TimberRite 30Lite é o sistema digital de medição e


controle da máquina. Sua arquitetura está baseada na
tecnologia de bus CAN (Controller Area Network) e no
controle distribuı́do incorporado.

O sistema TimberRite 30Lite compreende módulos


independentes inteligentes que se comunicam por meio
do bus CAN. A tecnologia de bus CAN proporciona uma
arquitetura modular limpa, fiação simples e diagnósticos
multifuncionais em diversas situações.

O sistema é fornecido com interface gráfica operando em


um ambiente de Windows XP. O sistema controla o
cabeçote harvester, assim como todas as funções
auxiliares correlacionadas.

JK11466,TriteLite008 –19–16OCT07–1/1

022-1 092208

PN=9
Visão geral

Módulos bus CAN

–UN–28AUG06
T217863
O hardware do sistema é formado pelos seguintes 4. Módulo de display HPC07
componentes, ilustrados na figura abaixo O HPC07 possui um display à parte que pode ser
montado na frente do operador.
1. Módulo CrossFire 5. HPC07 (Computador do harvester 2007)
O módulo CrossFire fornece energia e controla as A CPU do harvester (HPC07) é o coração do
bombas da máquina-base. sistema e controla o sistema em geral,
2. Módulo de joystick estabelecendo também comunicação com outros
Para o controle da máquina, são necessários dois módulos.
joysticks (tipo SureGrip ou Danfoss), conectados ao 6. Módulo do cabeçote
módulo de joystick. O módulo do cabeçote harvester (HHM) controla os
3. Joysticks sinais de entrada e saı́da entre o HPC07, o bloco
O operador pode controlar o cabeçote harvester de válvulas e os sensores no cabeçote.
(muitas vezes, também a lança e a cabine) com a
ajuda de dois joysticks, do tipo SureGrip ou
Danfoss.

JK11466,TriteLite009 –19–16OCT07–1/1

022-2 092208

PN=10
Visão geral

Equipamento do sistema de controle e da


cabine

1. CPU HPC07
• Processador Intel Pentium M de 1,6 GHz
• 1 GB de RAM
• 40 GB de HD
• Conectores USB

2. Teclado do PC
3. Mouse do tipo touchpad
4. Impressora colorida (opcional)
5. Display do HPC07
• Display de 10" a cores

–UN–20DEC07
• Tecla de brilho do display (+/-)

6. Joysticks

T218823
NOTA: Todas as conexões do módulo da CPU são
descritas na seção Diagnósticos e solução de
problemas.

JK11466,TriteLite010 –19–16OCT07–1/1

Módulo do display

1. Indicadores de status
2. Nı́vel de brilho do display (+/-)

–UN–17DEC07
T218730

JK11466,TriteLite011 –19–16OCT07–1/1

022-3 092208

PN=11
Visão geral

Abreviaturas
As abreviaturas a seguir referem-se às funções e operação do
sistema:
Abreviatura Explicação
CAN (Controller Area Network - Rede da área do
controlador)
Rede de transmissão de dados do sistema
de controle do harvester
CF Módulo CrossFire
CPU Unidade central de processamento
DK Faca/facas de desgalhamento
HPC07 Computador do harvester
LED Diâmetro da extremidade grande
SED Diâmetro da extremidade pequena

Extensões de nomes de arquivos de acordo com o padrão


StanForD (Padrão para dados e comunicações florestais)
gerenciados pela SkogForsk:
Abreviatura Explicação
HKS Variáveis de produção referentes à
Alemanha
KTR Arquivos de medições de controle
MAS Arquivo de parâmetros da máquina
MAC Arquivo de parâmetros de medições
PRD Arquivo de produção
PRI Arquivo de produção, dados em cada
tora
STI Arquivo de lotes de controle
STM Arquivo de troncos

Outras extensões de nomes de arquivos usados no


sistema:

• CIF, arquivo de instruções de corte

JK11466,TriteLite012 –19–16OCT07–1/1

022-4 092208

PN=12
Visão geral

Utilização

O TimberRite 30Lite pode ser desligado usando a O backup das informações do registro de toras pode
chave de alimentação ou a chave principal em ser feito depois de cada tronco, de forma automática.
qualquer momento, sem risco de perda de dados. No
entanto, é recomendável desligar os programas um a Carregar as configurações dos parâmetros da
um usando, por exemplo, o comando Alt+F4 no máquina (arquivo MAS) não afeta a instrução de corte
teclado do computador, antes de desligar a nem a medição. Da mesma maneira, as novas
alimentação elétrica. Pressionando a chave de configurações de calibração (arquivo MAC) referentes
alimentação elétrica, será iniciado o mesmo aos parâmetros de medição podem ser carregadas no
procedimento de desligamento que com o comando sistema sem afetar outras configurações do cabeçote
[rdquor]Desligar” no menu Iniciar. Há um harvester.
intertravamento de segurança diretamente da CPU
para a bateria, ignorando a chave principal da Os backups externos e as transferências de arquivos
máquina. Dessa forma, o sistema pode salvar os podem ser feitas usando memory sticks e conexões
dados atuais e desligar-se da maneira correta. Você de dados fixas ou sem fio.
deve aguardar o término do procedimento de
desligamento antes de reiniciar o sistema.

Tritelite013 –19–16OCT07–1/1

Funções do cabeçote harvester

O sistema TimberRite 30Lite controla a inclinação do


cabeçote harvester, rolos de alimentação, facas de
desgalhamento e serras durante o processamento. O
sistema monitora o comprimento e o diâmetro do tronco
simultânea e continuamente durante a alimentação do
mesmo, assim como a posição do sabre durante o corte.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite014 –19–16OCT07–1/3

022-5 092208

PN=13
Visão geral

O TimberRite 30Lite controla as seguintes funções


do cabeçote, dependendo do seu tipo e do respectivo
bloco de válvulas

1—Inclinação (para cima/para baixo/flutuação)


2—Facas de desgalhamento (abrir/fechar), pressão
(nı́vel)
3—Braços dos rolos de alimentação (abrir/fechar),
rolos de alimentação (para a frente/para trás),
pressão dos braços dos rolos de alimentação
(nı́vel)
4—Motor do sabre principal (ligar/desligar),
Alimentação do sabre principal (dentro/fora),
pressão do sabre (nı́vel)
5—Motor do sabre de copas (ligar/desligar),

–UN–28AUG06
alimentação do sabre de copas (dentro/fora),
pressão do sabre de copas (nı́vel)
6—Marcação a cores (opcional)
7—Ganchos para manipulação de diversas árvores
(ligar/desligar, opcionais)

T217865
8—Roda de medição (ligar/desligar)

JK11466,TriteLite014 –19–16OCT07–2/3

O TimberRite 30Lite monitora os seguintes dados de


medições do cabeçote harvester:

1—Medição do diâmetro (mm)


2—Medição do comprimento (cm)
3—Barra da serra na posição inicial (ligar/desligar)
4—Posição do sabre (opcional) (impulsos)
5—Posição de localização da extremidade (opcional)
6—Posição inicial do sabre de copas (ligar/desligar,
opcional)
7—Velocidade da corrente da serra (m/s, opcional)

–UN–28AUG06
T217866

JK11466,TriteLite014 –19–16OCT07–3/3

022-6 092208

PN=14
Visão geral

Fundamentos da medição do diâmetro e


comprimento

Os dados do diâmetro e comprimento são transferidos do


Módulo do cabeçote harvester (HHM) para a unidade
central de processamento (CPU) por meio da rede CAN
digital.

Medição do comprimento

A medição do comprimento é feita por meio de um


codificador conectada em uma roda de medição
independente no cabeçote harvester. Quando um tronco
se move no cabeçote harvester, a roda de medição gira,

–UN–12MAR08
permitindo que as informações da rotação sejam
indicadas pelos impulsos do codificador. Os impulsos, por
sua vez, são convertidos em comprimento (em cm),
empregando uma curva de calibração.

T217867
Medição do diâmetro

Os braços dos rolos de alimentação, as facas superiores


e as inferiores possuem um ou dois sensores em forma
de potenciômetros. O ângulo dos braços e o diâmetro do
tronco são calculados a partir do ângulo. Em
determinados cabeçotes, o posicionamento dos braços de
alimentação permite que o tronco seja medido no sentido
praticamente transversal.

JK11466,TriteLite015 –19–16OCT07–1/1

022-7 092208

PN=15
Interface do usuário e teclas de comando
Generalidades

Esta seção apresenta a interface do usuário para o


TimberRite 30Lite e, especificamente, os comandos
necessários para usá-lo. A seção está dividida da
seguinte maneira:

• Display no modo de operação


• Display no modo de configuração
• Teclas de comando, funções no modo de operação
• Teclas de comando e teclado de computador, funções
no modo de configuração do sistema de medição.

A cabine, o painel e os comandos da máquina-base e


suas funções são descritos detalhadamente no manual de
instrução da máquina-base.

JK11466,TriteLite016 –19–16OCT07–1/1

023-1 092208

PN=16
Interface do usuário e teclas de comando

Inicialização

NOTA: Evite dar partida no motor da máquina-base


durante a inicialização do computador. Se houver
dúvidas quanto à potência de arranque do motor
da máquina-base, tendo como resultado uma

–UN–17DEC07
queda importante da voltagem do sistema (para
menos de 20 V), não ligue o computador quando
der partida no motor da máquina-base.

T218731
NOTA: O programa TimberRite 30Lite precisa ser
fechado antes de desligar o computador e a
energia.

Consulte o manual da máquina-base para obter


instruções sobre como inicializar a máquina-base e ligar a
alimentação principal. O módulo de CPU é inicializado
ligando a chave principal do controlador e pressionando
uma vez o botão de ligar/desligar. Para ativar o programa
TimberRite 30Lite, clique duas vezes com o cursor
sobre o ı́cone de inicialização [rdquor]TimberRite Start”.

O programa TimberRite 30Lite sempre é inicializado no


modo de operação. Para alternar para o modo de
configuração, use o botão "Stop". Mantenha o botão
pressionado por alguns segundos até que o display
mude.

O modo de configuração também pode ser aberto a partir


do teclado do computador, pressionando-se Ctrl+A. Para
voltar para o modo de operação, pressione F2 ou Ctrl+R
no teclado do computador ou os botões de "função" e F2
dos punhos, simultaneamente.

Se houver problemas com a inicialização, consulte a


seção com sugestões para solucionar problemas, neste
manual.

JK11466,TriteLite017 –19–16OCT07–1/1

023-2 092208

PN=17
Interface do usuário e teclas de comando

Desligamento

O programa TimberRite 30Lite é fechado


pressionando-se Alt+F4 no teclado do computador.
Quando o programa TimberRite 30Lite estiver fechado,
desligue o módulo da CPU clicando duas vezes no ı́cone
de inı́cio do Windows e selecione Shutdown (Desligar).
Quando o módulo da CPU estiver desligado, a chave
principal do controlador poderá ser desligada.

Também é possı́vel desligar o módulo da CPU


pressionando o botão de ligar/desligar. Usando esse
botão para desligar, o sistema executa o processo de
desligamento do Windows antes de apagar a CPU.
Depois de concluir o processo, o módulo da CPU estará
desligado. Para desligar os outros módulos, é necessário
que a chave principal esteja desligada.

–UN–17DEC07
T218732
JK11466,TriteLite018 –19–19OCT07–1/1

Display no modo de operação

Esta seção descreve a estrutura do display no modo cabeçote harvester. A maioria dos campos de
de operação informações permanece inalterada, mas, no modo de
configuração, é possı́vel configurar o display no modo
Você pode editar o conteúdo do display na seção 112 de operação até certo ponto.
(Configuração do sistema), menu 0-1 (display). Nesse
menu, você também pode editar os parâmetros gerais O modo de operação exibe as seguintes informações:
do display.
• Diâmetro e comprimento medidos da tora
Os comandos e operações do cabeçote harvester • Informações ativas sobre a tora
estão disponı́veis apenas quando o display no modo • Local de trabalho e nome do operador
de operação estiver ativo. Caso o modo de • Toras previamente cortadas
configuração esteja ativo, os comandos e os botões • Modos de operação
estarão desativados. • Contador da produção
• Indicador do grupo de pré-seleção
O display no modo de operação abrange informações
básicas necessárias para a operacionalização do

Continua na próxima página Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–1/8

023-3 092208

PN=18
Interface do usuário e teclas de comando

–UN–17DEC07
T218733
1. Comprimento da tora estiver ativo, o diâmetro estará alinhado com o
O comprimento da tora após pré-corte. A medição mesmo.
do comprimento da tora é redefinido depois da Durante um corte de derrubada, o diâmetro
serragem e quando da abertura do cabeçote calculado do tronco é mostrado aqui, antes do
harvester. tronco ser alimentado. O diâmetro medido pode ser
2. Diâmetro visto depois de a altura do ponto do tronco das
O diâmetro do tronco alinhado com o sabre facas desgalhadoras, que faz a medição do
principal. Opcionalmente, se o sabre de copas diâmetro, ter entrado na linha do sabre.

Continua na próxima página Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–2/8

023-4 092208

PN=19
Interface do usuário e teclas de comando

3. Na janela de corte/fora do sabre


Quando a alimentação tiver alcançado o comprimento
escolhido, e a serra estiver na janela de corte, o
sı́mbolo da serra aparecerá na exibição do
comprimento, seguido por um sinal audı́vel.
a. Quando o sabre deixar a posição inicial e ficar para
fora, o sı́mbolo de sabre se moverá para a posição
inferior (a).
b. Sı́mbolo de tempo longo de serragem
Avisos sobre risco de farpas durante corte do
tronco. Está previsto que o tempo de corte por
serra a seguir seja superior a 0,7 s. É recomendado
tratar a extremidade de corte do tronco,
recortando-o levemente e formando um cepo, por
exemplo. Para ativação da supervisão da serra,
consulte o menu 9-4, Diagnósticos do sabre.
c. Sı́mbolo de troca da corrente da serra (sabre
laranja)
Indica que é hora de trocar a corrente da serra. O
sı́mbolo aparece quando o tempo de serragem for

–UN–17DEC07
13% superior ao tempo com uma corrente de serra
nova.
A máquina pergunta, ao iniciar o HHM, se a
corrente de serra foi substituı́da por uma nova,

T218734
permitindo comparar os tempos de serragem com
os de uma corrente de serra nova, de forma que
um aviso seja emitido quando os tempos de
serragem se prolongarem em decorrência do
desgaste da corrente.

A janela de corte é especificada no arquivo de corte


usando o programa administrativo.

4. Campo de mensagens
• ID: operador, local, bloqueio
• Graduação inicial/limites pré-programados de
graduação/seleção de graduação

Continua na próxima página Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–3/8

023-5 092208

PN=20
Interface do usuário e teclas de comando

5. Dados sobre a tora atual


• Nome da espécie (1)
• Pré-seleção ativa (2)
• Nome da classificação (3)
• SED máximo (4)
• SED mı́nimo (5)
• Comprimento mı́nimo (6)
• Comprimento previsto (7)
• Marcação a cores (8)

–UN–17DEC07
Se estiverem ativos, os alarmes emitidos pelo HHM
aparecerão aqui. Consulte o menu 9 (Diagnósticos).
Para voltar para o modo de operação, use a tecla Esc

T218735
no teclado.

Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–4/8

6. Contador da produção
O contador da produção pode ser configurado para
exibir uma das seguintes medições:
• Produção total
• Número total de troncos
• Troncos por hora
• Produção por driver por local
• Produção por driver por local
• Produção por local
• Troncos por local
• Contador desligado
• Troncos enfeixados por local

Para ativação do contador da produção, deve-se abrir

–UN–17DEC07
o cabeçote harvester e pressionar o botão de função
(FN) junto com o botão de mais ou menos (+/-).
Selecione a opção do contador passando pelas
opções com o botão de mais ou menos (+/-). O
T218736
contador pode ser zerado pressionando o botão
STOP.

Continua na próxima página Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–5/8

023-6 092208

PN=21
Interface do usuário e teclas de comando

7. Toras previamente cortadas


As informações das duas últimas toras previamente
cortadas são mostradas com os seguintes dados:
• Comprimento medido (1)
• Comprimento previsto (pré-selecionado) (2)
• Diâmetro medido (3)

–UN–17DEC07
• SED mı́nimo (pré-selecionado) (4)

8. Relógio (acerto do relógio do computador)


O relógio é exibido em horas: minutos (por exemplo,

T218737
09:34).

Continua na próxima página Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–6/8

023-7 092208

PN=22
Interface do usuário e teclas de comando

9. Sı́mbolos das funções


a. Pré-desgalhamento ativo
b. Manipulação de feixes (multi-árvores) ativa
c. Passagem automática de partes tortas ativa
d. Manipulação cuidadosa de troncos ativa
e. Localização da extremidade ativa
f. Modo Euca ativo

10. Batedor de galhos


Esse sı́mbolo aparece quando o sistema não recebe
impulsos do sensor de medição de comprimento
durante a alimentação. A alimentação pára e o
controle de alimentação passa para manual ou o
"Branch rammer" (Batedor de galhos) é ativado (vide
o menu 7-1, Alimentação). O batedor de galhos é
uma seqüência de tentativas do alimentador de
romper a posição de alimentação que se encontra
bloqueada.
11. Grupo de pré-seleção
Para cada espécie de árvore, existem 40

–UN–17DEC07
pré-seleções disponı́veis. Como existem apenas 10
botões, as pré-seleções estão divididas em dois
grupos: Pré-seleções de 1 a 20 e de 21 a 40. O
grupo ativo é exibido aqui. Para alternar entre os

T218738
grupos, pressione os botões de função FN + F1.
Quando o grupo 1-20 estiver ativo, as pré-seleções
1-10 estão disponı́veis nos botões 1-10. Para usar as
pré-seleções 11-20, pressione um botão de função
(FN) junto com um botão de pré-seleção.
Quando o grupo 21-40 estiver ativo, as pré-seleções
21-30 estarão disponı́veis nos botões 1-10. Para usar
as pré-seleções 31-40, pressione um botão de função
(FN) junto com um botão de pré-seleção.
12. Diâmetro do sabre de copas
Quando a opção [rdquor]Show top saw
measurement” (Mostrar medição do sabre de copas)
estiver ativa, o diâmetro estimado da tora, alinhado
com o sabre de copas, será exibido em vermelho.
13. Comprimento do sabre de copas
Quando a opção [rdquor]Show top saw
measurement” (Mostrar medição do sabre de copas)
estiver ativa, o comprimento estimado da tora,
alinhado com o sabre de copas, será exibido em
vermelho.

Continua na próxima página Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–7/8

023-8 092208

PN=23
Interface do usuário e teclas de comando

14. Falha nas medições do sensor da serra


a. Sensor da posição inicial da serra
Este sı́mbolo é exibido na tela no modo de
operação, se o sensor da posição inicial da serra
estiver desabilitado, indicando que o sistema não
possui informações sobre o status da posição

–UN–20DEC07
inicial da serra, resultando em problemas para o
controle da serra e da alimentação automática.
Para mais detalhes, consulte a seção 9-7
(Sensores da serra).

T218793
b. Sensores de posição da serra
Este sı́mbolo é exibido na tela do modo de
operação, se os sensores de posição da serra
estiverem desabilitados, indicando que o sistema
não possui informações sobre a posição do sabre,
resultando em problemas para controlar a serra.
Para mais detalhes, consulte o menu 9-7,
Sensores da serra.

Jk11466.TriteLite019 –19–19OCT07–8/8

Display no modo de configuração

Use o botão [Stop] para passar para o modo de


configuração. Mantenha o botão pressionado durante
alguns segundos, até que o display abra no modo de
configuração. O modo de configuração também pode ser
aberto a partir do teclado do computador, pressionando
Ctrl+A.

–UN–17DEC07
T218739

JK11466,TriteLite020 –19–19OCT07–1/1

023-9 092208

PN=24
Interface do usuário e teclas de comando

Menu principal

Esta seção apresenta a estrutura e uso geral do menu colchetes depois de cada cabeçalho. Por exemplo,
principal, que inclui funções do sistema de medição e menu 6-1 = Medição - Calibração, menu nº 6,
do cabeçote harvester. submenu de calibração nº 1 (vide a seção 083).

Na primeira vez que você acessar o modo de No menu principal, é possı́vel abrir o menu desejado e
configuração, o menu principal será aberto. Na os submenus correspondentes usando o mouse ou o
próxima vez que acessar esse modo, será aberto o teclado do computador:
último menu usado.
• Use o mouse para mover o cursor até à linha
Na parte inferior do display são mostradas as teclas referente ao menu que você desejar abrir - se
de atalho no teclado do computador, que podem ser necessário, escolha um submenu e clique com o
usadas no modo de configuração, sempre que botão esquerdo do mouse para abrir o menu.
necessário: • Também é possı́vel abrir o menu principal usando a
tecla Alt no teclado do computador e depois mover
• Alt, para abrir o menu principal o cursor usando as teclas de flecha. Pressione
• F1, habilita o controle deslizante dos parâmetros Enter para abrir a página selecionada com o cursor.
• F2, volta para o modo de operação
• F9, abre a janela de ajuda. Para deslocar-se de um menu para outro, pressione
Ctrl+F (para a frente) ou Ctrl+B (para trás) no teclado
No modo de configuração, pode-se mover usando o do computador.
menu principal. O menu principal aparece na tela
quando o modo de configuração estiver aberto. Para abrir o menu principal, clique com o botão direito
Normalmente, o menu principal não é mostrado na do mouse. Para isso, o cursor deve estar numa parte
tela, mas pode ser aberto usando o comando Alt: em branco do display. Se, por exemplo, o cursor
estiver em um campo e for necessário digitar um
• Clicando com o botão direito do mouse número, clique com o botão direito do mouse e o
• Pressionando o botão Alt no teclado do computador. menu de edição será aberto.

Os menus e submenus estão numerados. A mesma O uso dos menus é mostrado, item por item, nas
numeração é usada neste manual e mostrada entre próximas seções.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite021 –19–18OCT07–1/2

023-10 092208

PN=25
Interface do usuário e teclas de comando

O menu principal tem a seguinte estrutura:

–UN–04JUL03
T192700
N° Menu Submenu
1 Local de trabalho 1. Visão geral
2. Instruções de corte
3 Impressão 1. Atalho de impressão
2. Selecionar relatório
3. Configuração
4 Estatı́sticas de trabalho 1. Troca de turno
6 Medição/Calibração 1. Calibração automática
2. Calibração manual
3. Configurações
4. Sensores
5. Comprimento
7 Alimentação 1. Alimentação
2. Rolos de alimentação
3. Ferramentas de desgalhamento
4. Generalidades
5. Diversos
8 Serragem 1. Serragem
2. Marcação a cores
3. Generalidades
9 Diagnósticos 1. Log de eventos
2. Log de erros
3. Dados do HHM
4. Diagnósticos do sabre
5. Sensores de diâmetro
6. Sensores de comprimento
7. Sensores de serra
8. Teclado
0 Configuração do sistema 1. Display
2. Som
3. Backup
4. Máquina-base
5. Cabeçote harvester
6. Paı́s e idioma

JK11466,TriteLite021 –19–18OCT07–2/2

023-11 092208

PN=26
Interface do usuário e teclas de comando

Teclas de comando - Funções no modo de operação

0,3 segundos a partir do inı́cio da alimentação.


CUIDADO: Cada paı́s conta com um layout
Liberando o botão, a alimentação continua
especı́fico de botões do teclado, de acordo
normalmente.
com as necessidades locais. Portanto, este
• Pressionando o botão de fechamento do cabeçote
manual não inclui uma descrição do layout
durante a alimentação confere pressão de máxima
dos botões, apenas descreve as funções
de apanha (ajustável) para as facas de
que podem ser atribuı́das aos mesmos.
desgalhamento e rolos de alimentação.
Quando da entrega do sistema, o
• Se o cabeçote não for de manipulação de
mapeamento do layout local dos botões é
multitroncos, as facas de desgalhamento inferiores
feito pelos representantes do suporte
abrirão, caso os valores de comprimento medidos
técnico local da Waratah.
fiquem abaixo de -15 cm. Para fechar as facas,
pressione o botão de fechamento do cabeçote, em
Botão Head close (Fechar cabeçote)
qualquer momento. As facas serão fechadas
novamente, de forma automática, quando o
O botão de fechamento do cabeçote fecha as duas
comprimento voltar a ficar acima de 0.
facas de desgalhamento (superior e inferior) e os
braços dos rolos de alimentação e, no caso de alguns
Botão de abertura do cabeçote
cabeçotes, desativa a roda de medição. Essa função
se encontra disponı́vel independentemente da posição
O botão de abertura do cabeçote abre ambas as facas
de inclinação do cabeçote (para cima ou para baixo),
de desgalhamento (superior e inferior) e os braços dos
portanto, é usada para a apanha de árvores ou pegar
rolos de alimentação, habilitando a roda de medição.
troncos de uma pilha.
Essa função estará disponı́vel independentemente da
posição de inclinação do cabeçote harvester (para
Enquanto o botão de fechamento de cabeçote estiver
cima ou para baixo). Os tempos de abertura para
sendo pressionado, primeiro as facas desgalhadoras
ambas as facas e os braços dos rolos de alimentação
são fechadas e, depois de um perı́odo de retardo
são parâmetros ajustáveis.
ajustável, os braços dos rolos de alimentação também
são fechados. Se o botão for liberado antes de expirar
Caso um tronco tenha sido processado antes da
o retardo ajustável, o sistema deixa de fechá-los e
abertura do cabeçote, tanto o tronco quanto as toras
eles permanecem nas suas respectivas posições.
correspondentes serão registrados como produção no
momento da abertura do cabeçote.
Observação
Observação
• Mantendo o botão force open feed rollers
pressionado (manter rolos de alimentação abertos)
• Se a serragem estiver ativa no momento em que o
antes de pressionar o botão de fechamento do
botão de abertura do cabeçote for pressionando, o
cabeçote, os braços dos rolos de alimentação
sistema fechará a serragem imediatamente.
permanecem abertos quando o cabeçote for
• Se o botão de abertura do cabeçote for pressionado
fechado.
durante mais tempo que o retardo de inclinação
• Para evitar a continuação da alimentação
automática, a inclinação pode mudar seu estado,
automática após um corte transversal, pressione o
dependendo do parâmetro do respectivo nı́vel
botão de fechamento do cabeçote e mantenha-o
automático.
pressionado depois do fim da serragem ou durante

Continua na próxima página JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–1/9

023-12 092208

PN=27
Interface do usuário e teclas de comando

• Se o botão de não contagem tiver sido • F1 + Saw.Ativa o sabre sem ativar o motor
pressionando antes do botão de abertura do correspondente.
cabeçote, o sistema irá ignorar o tronco e as toras • F2 + Saw. Redefine a medição do comprimento sem
respectivas, não registrando os mesmos. ativar o motor de serragem.

Botão de inclinação para baixo Botão de alimentação para a frente

O botão de inclinação para baixo rebaixa o cabeçote O botão de alimentação para a frente dá inı́cio à
harvester, desativando o bloqueio de flutuação, se alimentação manual no sentido dianteiro. Enquanto o
este estiver selecionado (vide Trava do modo botão for pressionado, a alimentação permanece ativa,
flutuante). Enquanto o botão estiver sendo e irá parar quando o botão for liberado. Se a
pressionando, a inclinação para baixo estará ativa. alimentação automática estiver ativa quando o botão
Liberando o botão, o modo de inclinação flutuante de alimentação para a frente for pressionado, a
será ativado. alimentação automática será interrompida.

Observação Observação

• Se a manipulação multi-árvores (lote) estiver ativa, o • Se o botão de alimentação para a frente for
botão de inclinação para baixo interrompe essa pressionado depois da apanha de uma árvore antes
seqüência de manipulação, liberando a inclinação de derrubá-la, o sistema avançará a uma velocidade
para cima e colocando-a no modo flutuante. de alimentação inferior à normal.

Botão de inclinação para cima Botão de alimentação para trás

O botão de inclinação para cima suspende o cabeçote O botão de alimentação para trás dá inı́cio à
harvester, ativando o seu deslocamento para cima. alimentação manual no sentido inverso. Enquanto o
botão for pressionado, a alimentação permanece ativa,
Botão de parada e irá parar quando o botão for liberado. Se a
alimentação automática estiver ativa quando o botão
O botão de parada interrompe o processamento de alimentação para trás for pressionado, a
automaticamente, passando o sistema para o modo alimentação automática será interrompida.
manual. Esse botão pára a alimentação e serragem de
forma automática. Se o botão for pressionado durante Observação
alguns segundos, o display passa para o modo de
configuração. • Se o botão de alimentação para trás for pressionado
depois da apanha de uma árvore antes de
Botão de serragem principal derrubá-la, o sistema avançará a uma velocidade de
alimentação inferior à normal.
O botão de serragem executa a ação usando o sabre
principal. Dependendo do modo de serragem Botões de espécies (1-4)
automática, o botão é pressionado para dar inı́cio a
essa ação ou para a serragem em geral ou até atingir Os botões de espécies (1-4) define as três classes de
uma profundidade predeterminada de serragem. espécies para que as árvores ou troncos sejam
processados. É possı́vel definir oito (8) diferentes
A serragem zera e redefine a medição. espécies de árvores a serem usadas no sistema. Isto
é feito antes de criar instruções de corte para um setor
Observação de trabalho.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–2/9

023-13 092208

PN=28
Interface do usuário e teclas de comando

Antes ou depois de um corte de derrubada, é Enquanto a função de facas desgalhadoras abertas


necessário selecionar as espécies de árvores, para estiver ativa na posição de inclinação para baixo, esse
depois começar a alimentação. parâmetro é usado para definir o perı́odo de tempo em
que a inclinação longa estiver pressionada
Seleção das espécies de árvores (comprimida). A compressão para baixo ajuda o
operador a pegar o tronco de uma pilha,
• 1-4 = botão de espécies 1-4 principalmente durante o processamento dos
• 5-8 = botão de função (FN) + botão de espécies 1- aplicativos.
4
Botão de funções (FN)
Observação
O botão de função (FN) é um meio auxiliar usado para
• Pressionando o botão de espécies durante mais de determinadas funções especı́ficas.
0,5 segundos, o modo de [rdquor]Gentle stem
handling” (manuseio cuidadoso de troncos) é • FN + Botão de pré-seleção (1-10) = A pré-seleção
ativado. escolhida corresponde ao número do botão + 10.
• Existem parâmetros ajustáveis que permitem o uso • FN + F1 = Grupo de pré-seleção passa de 1-20
de seleções anteriores ou predefinidas de espécies para 21-40 ou vice-versa.
de árvores. Se um deles estiver ativo, não será
necessário selecionar as espécies de árvores Botão de função 1 (F1)
usando esse botão.
O botão de função 1 (F1) é um meio auxiliar usado
Botão de localização da extremidade para determinadas funções especı́ficas.

O botão de localização da extremidade ativa a • F1 + Saw. Ativa o sabre sem ativar o motor
alimentação inversa para encontrar a ponta da tora correspondente.
usando o sensor de fotocélula. O sistema faz a • FN + F1. O grupo de pré-seleção passa de 1-20
alimentação no sentido inverso e pára no fim do cepo. para 21-40 ou vice-versa.

Essa função só estará disponı́vel se o modo de Botão de função 2 (F2)


localização da extremidade estiver ativo.
O botão de função 2 (F2) é um meio auxiliar usado
Botão de facas desgalhadoras superiores abertas para determinadas funções especı́ficas.

Pressionando o botão de facas desgalhadoras • F2 + Saw. Redefine a medição do comprimento sem


superiores abertas abre as facas superiores. Quando ativar o motor de serragem.
o botão é liberado, as facas permanecem na sua • F2 + botão de espécies. Usando esse comando, é
posição. possı́vel trocar a espécie para coincidir com a
árvore em questão, mesmo depois do corte
Botão de facas desgalhadoras superiores fechadas transversal. Um botão de espécies troca a espécie
apenas antes do primeiro corte transversal.
Pressionando o botão de facas desgalhadoras
superiores fechadas abre as facas superiores. Quando Botões de pré-seleção (1-10)
o botão é liberado, as facas permanecem na sua
posição. Alimentação.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–3/9

023-14 092208

PN=29
Interface do usuário e teclas de comando

Depois de selecionar as espécies de árvores e realizar • FN + F1. O grupo de pré-seleção passa de 1-20
um corte transversal ou de derrubada, o botão de para 21-40 ou vice-versa.
pré-seleção começa uma seqüência automática de
alimentação, para poder atingir o comprimento Pré-desgalhamento
previsto, o intervalo de comprimento ou o diâmetro
mı́nimo indicado pelas instruções de corte referente à Esse botão ativa o pré-desgalhamento. O tronco é
pré-seleção escolhida. alimentado a uma curta distância depois da janela de
corte e em seguida volta para a janela de corte.
Observação

• FN + Botão de pré-seleção (1-10). A pré-seleção


escolhida corresponde ao número do botão + 10.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–4/9

023-15 092208

PN=30
Interface do usuário e teclas de comando

Essa função permanece ativa até ser desativada,


pressionando esse botão novamente. Quando o

–UN–07AUG08
pré-desgalhamento estiver ativo, o sı́mbolo (a) aparece no
display. Depois da inicialização do sistema, o
pré-desgalhamento estará desativado.

TA1046608
A distância de pré-desgalhamento pode ser ajustada (vide
o menu 7-1, Alimentação)

Braços dos rolos de alimentação abertos

O botão de braços dos rolos de alimentação abertos abre


os rolos de alimentação. Quando o botão é liberado, os
rolos de alimentação permanecem na sua posição.

Braços dos rolos de alimentação fechados

O botão de fechar os braços fecha os rolos de


alimentação. Quando o botão é liberado, os rolos de
alimentação permanecem na sua posição.

Facas desgalhadoras mantidas abertas

O botão de facas desgalhadoras mantidas abertas força a


abertura das facas desgalhadoras durante o
processamento. Enquanto o botão for pressionado, as
facas desgalhadoras permanecerão abertas, e fecharão
quando o botão for liberado.

Rolos de alimentação mantidos abertos

O botão de rolos de alimentação mantidos abertos forçam


a abertura dos rolos de alimentação durante o
processamento. Enquanto o botão for pressionado, os
rolos de alimentação permanecerão abertos, e fecharão
quando o botão for liberado.

Marcação a cores (1 a 3)

Use esses botões para fazer a seleção manual da


Marcação a cores. A cor é definida usando os botões
antes da serragem. As opções existentes são substituı́das
por uma nova seleção. Pressionando F1 + o botão de
cores, a bomba colorida é ativada. Para desativar a
função, pressione o botão STOP ou F1 + o botão de cor
novamente.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–5/9

023-16 092208

PN=31
Interface do usuário e teclas de comando

A marcação a cores automática é ativada nos troncos


desejados, nas instruções de corte. Para mais
informações sobre marcação a cores, vide o menu 8-2,
Marcação a cores.

Botão de serragem superior

O botão de sabre de copas executa a ação usando o


sabre de copas. A serragem com o sabre de copas é
controlada unicamente de forma manual, e o sabre de
copas estará ativo enquanto o botão de sabre de copas
estiver pressionado. Pressionando esse botão de sabre
de copas, o sabre de copas é ativado diretamente a partir
do modo de serra principal.

Botão de alternar o sabre de copas

O botão de alternar o sabre de copas alterna os modos


entre o sabre principal e o sabre de copas. Pressionando
o botão de alternar o sabre de copas no modo de
serragem principal, o sistema passa para o modo de
serragem superior, e a medição na tela passa para a
posição do sabre de copas. Pressionando o botão de
alternar o sabre de copas no modo de serragem superior,
o sistema ativa o modo de serragem principal, e a
medição na tela passa para a posição do sabre principal.

Botão de avanço lento

O botão de avanço lento dá inı́cio à alimentação manual


no sentido inverso. Enquanto o botão for pressionado, a
alimentação lenta permanece ativa, e irá parar quando o
botão for liberado. A velocidade de alimentação lenta para
trás pode ser ajustada. Se a alimentação automática
estiver ativa quando o botão de alimentação lenta para
trás for pressionado, a alimentação automática será
interrompida.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–6/9

023-17 092208

PN=32
Interface do usuário e teclas de comando

Aumentar/diminuir (+/-)

Para alternar entre as pré-seleções previamente


programadas. Pressionando o botão de aumento (+), o
sistema passa da pré-seleção ativa para outra próxima ao
comprimento mais longo previsto, ativando a pré-seleção
em questão. Pressionando o botão de diminuição (-), o
sistema passa da pré-seleção ativa para outra próxima ao
comprimento mais curto previsto, ativando a pré-seleção
em questão.

Segundo a configuração, a pré-seleção pode ser limitada


à espécie ativa ou à classificação ativa (vide o menu 7-1).

Não contagem

Se o botão de não contagem for pressionado, o sistema


não registra o tronco atual. Esse função pode ser útil
caso o cabeçote harvester precise ser aberto para pegar
um tronco que caiu, ou para o reposicionamento do
cabeçote durante o processamento.

Botão de ativação do Euca

O botão de ativação do Euca ativa o modo Euca. Quando


estiver ativo, as pré-seleções aplicadas durante o
processamento são executadas, ignorando os
comprimentos mı́nimo e previsto. Somente o SED mı́nimo
é levado em consideração, permitindo a alimentação e
descascamento até chegar ao SED mı́nimo, voltando para
a posição de inı́cio da alimentação.

Pressionando o botão de ativação do EUCA novamente,


o modo Euca será desativado.

A ativação do Euca só estará disponı́vel se o modo


correspondente estiver ativo.

Limpeza do cabeçote do Euca

O botão de limpeza do cabeçote do Euca dá inı́cio à


seqüência de limpeza do cabeçote. Primeiro, as facas de
desgalhamento são abertas durante um perı́odo de tempo
ajustável. Depois disso, as facas são fechadas e os
braços dos rolos de alimentação abertos. Depois de um
perı́odo de tempo configurável, os braços dos rolos de
alimentação são respectivamente fechados.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–7/9

023-18 092208

PN=33
Interface do usuário e teclas de comando

A limpeza do cabeçote só estará disponı́vel se o modo


Euca estiver ativo.

Inversão da extremidade do tronco Euca

O botão de inversão da extremidade do tronco Euca dá


inı́cio à função automática de inversão, permitindo o
desgalhamento contı́nuo até o fim do tronco,
pressionando um botão. Os parâmetros de tempo e
velocidade de inversão podem ser configurados.

Funções especiais

• Serragem com o cabeçote aberto


Para eliminar elementos não desenvolvidos ou árvores
pequenas, use a serra sem fechar o cabeçote. Para
isso, pressione e segure o botão de abertura do
cabeçote ou dos rolos de alimentação durante a
serragem.

JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–8/9

• Aquecimento

CUIDADO: Não permita que nenhuma pessoa


fique perto da máquina.

Quando a máquina estiver fria, é necessário que o óleo

–UN–28AUG06
hidráulico seja aquecido antes de poder começar a
trabalhar com a máquina.
Para facilitar seu aquecimento, é possı́vel deixar os
rolos de alimentação girando sem fechar o cabeçote

T217873
harvester. Dessa forma, os rolos de alimentação não
são desgastados e não é necessário ficar pressionando
o botão de alimentação constantemente.
Para começar a fase de aquecimento, quando o
cabeçote harvester estiver aberto, pressione (F2) e
(Feed Forward) simultaneamente. A palavra
[rdquor]WARM” será exibida na tela, indicando que a
fase de aquecimento está ativa.
Para interromper a fase de aquecimento, pressione
"Stop".

JK11466,TriteLite022 –19–18OCT07–9/9

023-19 092208

PN=34
Interface do usuário e teclas de comando

Teclas de comando - Funções no modo de


configuração

Teclado do computador

As funções comuns de um teclado de computador usadas


no Windows também são aplicáveis no modo de
configuração. Há mais comandos disponı́veis, além dos
que já foram mostrados.

Funções do teclado do computador no modo de configuração


Função Botões
Abre o menu principal. Alt
Barra de deslocamento pelos dados. F1
Todos os parâmetros possuem valores
predefinidos de fábrica. Esses dados foram
testados, de forma que cada máquina
funcionará de forma correta, mesmo antes da
sua configuração especı́fica.
Para ver uma descrição dos parâmetros,
pressione a tecla F1 e serão mostrados os
ajustes anteriores, o valor predefinido e o
âmbito de configuração permitido.
Volta para o modo de operação F2
Ajuda F9
Volta para o nı́vel anterior. Esc
Menu de inı́cio Ctrl+Esc/botão do
Windows

JK11466,TriteLite023 –19–19OCT07–1/1

023-20 092208

PN=35
Ações de inicialização
Usando o sistema

Configurações anteriores à operação

NOTA: Os pré-requisitos para a operação e registro de


produção de um sistema TimberRite 30Lite são
um local ativo (menu 1-1) e um turno iniciado
(menu 4-1).

Quando da primeira inicialização do sistema, depois da


instalação, deve-se executar os passos abaixo, os quais
também podem ser úteis caso surjam problemas,
garantindo que a configuração básica foi feita de forma
correta.

1. Versões e comunicação (Menu 0 - 6 ou tela de


inicialização)
• O sistema cria uma conexão entre o HPC, HHM e o
CrossFire.
• Quando as conexões estiverem OK, os números da
versão de software de cada módulo serão
mostrados na tela de inicialização.

2. Instruções de corte e local (Menu 1)


• Ativação do local
• Configuração das instruções de corte

3. Configuração do turno de trabalho (Menu 4)


• Ativação do turno de trabalho

4. Configuração do sistema (Menu 0)


• Seleção do tipo de cabeçote harvester
• Configuração das medidas (métricas/inglesas) e
idioma do sistema
• Configurações do display

5. Calibração do sensor (Menu 6)


• Diâmetro
• Comprimento
• Carregando dados de calibração (arquivo *.mac)

6. Configuração da bomba da máquina-base (Menus 0


- 4)
• Tipos de bombas (ligar/desligar ou proporcional)
• Bombas para diferentes atividades
• Retardos das bombas

Continua na próxima página JK11466,TriteLite024 –19–19OCT07–1/2

024-1 092208

PN=36
Ações de inicialização

7. Configuração do sensor (Menus 6 - 4)


• Sensores de diâmetros (ligar/desligar)
• Sensor de comprimento (ligar/desligar)
• Sensores de serras (ligar/desligar)
• Sensores de localização da extremidade
(ligar/desligar)

8. Configuração do cabeçote harvester (Menus 7 e 8)


• Carregando as configurações predefinidas para o
tipo de cabeçote (Menu 0-5)
• Carregando configurações salvas do cabeçote
harvester (arquivo *.mas)
• Ajuste dos parâmetros da máquina

JK11466,TriteLite024 –19–19OCT07–2/2

024-2 092208

PN=37
Processamento
Generalidades

Para que o computador possa fazer o registro correto dos


troncos, é necessário que cada tronco preencha
determinados pré-requisitos:

1. Apanha de uma árvore ou tronco


2. Derrubada ou corte de referência
3. Seleção de espécies de árvores
4. Seleção do comprimento do tronco (pré-seleção)
5. Cortes transversais
6. Reset e registro de toras

Se surgirem problemas durante o processamento, você


precisa executar um processo especial para comprovar se
as toras foram registradas corretamente. Consulte as
seções [rdquor]Quebra de copa ou troncos caı́dos” e
[rdquor]Problemas com medições”. Processamento

JK11466,TriteLite025 –19–19OCT07–1/1

025-1 092208

PN=38
Processamento

Desbaste (processamento)

1. Apanha de uma nova árvore ou tronco


Pressionando o botão "Open head" (Abrir cabeçote) ou
[rdquor]Open feed roller arms” (Abrir braços dos rolos
de alimentação), o cabeçote harvester e as medições
são redefinidos para a próxima árvore (ou tronco).
Para começar um tronco, faça a apanha de uma
árvore ou novo tronco (de uma pilha) e uma derrubada
ou corte de referência.
2. Corte de referência
O corte de referência é usado para indicar o ponto
zero da medida de comprimento. Quando da
derrubada de árvores, o corte de derrubada
corresponde ao corte de referência.
3. Seleção das espécies de árvores
Antes de começar a alimentação e serragem de toras,
é necessário selecionar as espécies de árvores. Para
isso, pressione o botão de espécies de árvores
correspondente às espécies selecionadas. As espécies

–UN–28AUG06
podem ser selecionadas antes do corte de referência,
mas é preciso que sejam escolhidas antes do primeiro
corte transversal da tora.
4. Seleção do comprimento da tora

T217874
Antes do corte transversal, é necessário alimentar o
tronco até um comprimento predeterminado da tora.
Geralmente, isto é feito automaticamente, usando as
pré-seleções. As pré-seleções são uma parte
importante das instruções de corte, as quais definem
as caracterı́sticas de comprimento e diâmetro da tora.
Cada pré-seleções define um conjunto de
determinadas medições de comprimento e diâmetro.
Pressionando o botão de pré-seleção, a alimentação é
ativada é não pára até alcançar o comprimento
desejado da tora.
Há 10 botões de pré-seleção que podem ser
configurados para a manipulação de 40 seleções por
espécie de árvore, usando os botões de função como
de ativação.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite026 –19–19OCT07–1/2

025-2 092208

PN=39
Processamento
T154690 –UN–08MAY02

5. Cortes transversais
Para um corte transversal correto, o sabre deve ficar
além da posição inicial do sensor. Isto é mostrado no
display ativo pelo sı́mbolo de sabre desativado (A).
Cada corte transversal gera o registro de uma tora
durante o reset e registro da pré-seleção escolhida.
6. Reset e registro de toras
Para concluir o trabalho no tronco e registrar todas as
toras, é necessário rearmar o cabeçote harvester. Para
isso, abra o cabeçote e as toras do tronco terminado
serão registradas, atualizando os dados da produção e
o respectivo contador no modo de operação (se estiver
configurado como visı́vel).
Depois do rearme, o sistema estará preparado para
processar a próxima árvore ou tronco.

JK11466,TriteLite026 –19–19OCT07–2/2

Exemplo de processamento

• Consulte o manual de instruções da máquina-base


sobre como ligar a grua, as funções do cabeçote
harvester e as rotações (rpm) de trabalho.
• Pressione o botão para abrir o cabeçote ou os braços
dos rolos de alimentação. O cabeçote se abrirá e,
normalmente, se inclinará para cima, se estiver
selecionado. Para mais informações, consulte o menu
7-5.
Empurre um pouco a árvore na direção na qual deverá
cair, por exemplo, movendo o telescópico ou o paralelo
ligeiramente para a frente. Parte do peso dos troncos
grandes pode ser reduzido levantando-os um pouco.
O modo flutuante do cabeçote é ativado
automaticamente quando o sabre volta para a posição
inicial (se estiver configurado).
• Depois de que a serra cortar o tronco, levante o
cabeçote ligeiramente do toco. Você pode iniciar o
processamento ao mesmo tempo, de maneira que o
–UN–17DEC07

peso do tronco ajuda a começar o mesmo, movendo-se


à medida em que cai. O processamento pode ser
executado conforme ilustrado (vide a figura):
T218740

JK11466,TriteLite027 –19–19OCT07–1/1

025-3 092208

PN=40
Processamento

Quebra de copa ou tronco caı́do

–UN–17DEC07
T218742
Se o tronco se partir durante a derrubada, ou se você Somente pressione o botão "Do not count" (Não
derrubar a tora acidentalmente e tiver que processá-la contar) se você tiver feito pelo menos um corte
em duas fases, pressione o botão "Do not count" (Não transversal antes de apanhar a segunda metade.
contar) antes da abertura do cabeçote, depois da
primeira parte do tronco. Se você derrubar o tronco antes de executar o
primeiro corte transversal, basta rearmar usando o
Neste caso, o sistema não se rearma (o cabeçote botão de abertura do cabeçote e começar o tronco
permanece flutuante) e o registro combina as duas desde o inı́cio.
metades do tronco, quando terminar a segunda
metade.

JK11466,TriteLite028 –19–19OCT07–1/1

025-4 092208

PN=41
Processamento

Problemas com medições

Se a medição do comprimento ou do diâmetro de uma


tora estiver incorreto, por exemplo, se uma tala de casca
obstruir a roda de medição do comprimento, repita a
medição revertendo até o ponto anterior do corte e

–UN–17DEC07
pressionando o botão F2 junto com o botão do sabre
principal.

• O sabre não se moverá, mas você irá ouvir um sinal

T218743
audı́vel e o comprimento será reajustado.
• Em seguida, o processo pode ser reiniciado.

JK11466,TriteLite0029 –19–19OCT07–1/1

025-5 092208

PN=42
Alimentação e corte
Generalidades

• Alimentação manual
• Controle automático de alimentação
• Controle automático de serragem

Jk11466,TriteLite030 –19–19OCT07–1/1

Alimentação manual

Depois dos cortes de referência e transversal, comece o


processamento manualmente, usando os botões de
alimentação: [rdquor]Feed forward” [Alimentação para
frente] ou [rdquor]Feed backward” [Alimentação para trás].
Durante a alimentação manual, o processamento
permanece ativo enquanto o botão estiver sendo
pressionado. Assim que o botão for liberado, a
alimentação pára.

A alimentação é ativada apenas quando o sabre estiver


na posição inicial. Se o cabeçote harvester estiver aberto
quando da ativação da alimentação manual, o sistema
fecha o cabeçote e ativa o processamento manual, assim
que o cabeçote estiver completamente fechado.

JK11466.TriteLite031 –19–19OCT07–1/1

026-1 092208

PN=43
Alimentação e corte

Alimentação automática

CUIDADO: Não alimente o tronco na sua


direção ou na de outras pessoas.

IMPORTANTE: Para interromper a alimentação


automática, pressione o botão
[rdquor]Stop” (Parar) ou os botões de
alimentação manual [rdquor]Feed
forward” ou [rdquor]Feed backward”.

NOTA: Não é possı́vel começar a alimentação para a


frente enquanto o sabre principal e a superior (se
ajustados) não estiverem na sua posição inicial.

O sistema possui três tipos de nı́veis de alimentação


automática (menu 7 - 1): 1, 2 e 3

Nos nı́veis 2 e 3, para evitar a alimentação automática


após um corte transversal, pressione o botão de
fechamento do cabeçote e mantenha-o pressionado
depois do fim da serragem ou durante 0,3 segundos a
partir do inı́cio da alimentação. Liberando o botão, a
alimentação continua normalmente.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite032 –19–19OCT07–1/4

026-2 092208

PN=44
Alimentação e corte

Nı́vel 1 da alimentação automática

Depois dos cortes transversais (ou do corte de


referência), pressione (clique em) qualquer botão de
pré-seleção disponı́vel para dar inı́cio à alimentação
automática. Em seguida, o sistema executa a alimentação
de forma automática, de acordo com as instruções
predeterminadas de corte e não pára o processamento
até alcançar o diâmetro ou comprimento previstos.

Depois do corte de referência, é necessário selecionar as


espécies de árvores, usando, para isso, o botão
correspondente. Depois disso, todas as pré-seleções
aplicáveis podem ser selecionadas para dar inı́cio à
alimentação automática.

Depois do corte transversal, para começar a alimentação


novamente, pressione qualquer botão de pré-seleção
adequado.

–UN–20DEC07
Durante o processamento, o operador pode modificar a
pré-seleção manualmente pressionando qualquer outro
botão de pré-seleção.

T218795
Se a alimentação parar, o sistema reverte de forma
automática e tenta avançar a alimentação novamente. Se,
depois de duas tentativas, isso não der resultado, o
sistema pára e espera um novo comando de alimentação
por parte do operador.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite032 –19–19OCT07–2/4

026-3 092208

PN=45
Alimentação e corte

Nı́vel 2 da alimentação automática

Depois dos cortes transversais (ou do corte de


referência), pressione (clique em) qualquer botão de
pré-seleção disponı́vel para dar inı́cio à alimentação
automática. Em seguida, o sistema executa a alimentação
de forma automática, de acordo com as instruções
predeterminadas de corte e não pára o processamento
até alcançar o diâmetro ou comprimento previstos.

Depois do corte de referência, é necessário selecionar as


espécies de árvores, usando, para isso, o botão
correspondente. Depois disso, todas as pré-seleções
aplicáveis podem ser selecionadas para dar inı́cio à
alimentação automática.

A alimentação pára assim que alcançar o comprimento ou


diâmetro previstos. O sistema emite um sinal audı́vel e a
serra com o sı́mbolo de janela de corte é mostrada no
display. Agora, o operador pode começar a fazer o corte

–UN–20DEC07
de referência da tora usando a serra.

Para interromper a alimentação automática, pressione os


botões de alimentação manual [rdquor]Feed forward” ou

T218794
[rdquor]Feed backward”, ou o botão "Stop". Para reativar
a alimentação automática depois da parada, pressione
um botão de pré-seleção.

Após o corte de referência, o sistema dá inı́cio à


alimentação de forma automática, exceto se tiver sido
interrompido para a tora anterior. Se não houver nenhuma
interrupção, é aplicada a mesma pré-seleção
correspondente à tora anterior. Se houver uma
interrupção, o sistema não dá inı́cio à alimentação de
forma automática e sim espera por uma ação do operador
para dar inı́cio à mesma.

Durante o processamento, o operador pode modificar a


pré-seleção manualmente pressionando qualquer outro
botão de pré-seleção.

Se a alimentação parar, o sistema reverte de forma


automática e tenta avançar a alimentação novamente. Se,
depois de duas tentativas, isso não der resultado, o
sistema pára e espera um novo comando de alimentação
por parte do operador.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite032 –19–19OCT07–3/4

026-4 092208

PN=46
Alimentação e corte

Nı́vel 3 da alimentação automática

Depois dos cortes transversais (ou do corte de


referência), pressione (clique em) qualquer botão de
pré-seleção disponı́vel para dar inı́cio à alimentação
automática. Em seguida, o sistema executa a alimentação
de forma automática, de acordo com as instruções
predeterminadas de corte e não pára o processamento
até alcançar o diâmetro ou comprimento previstos.

Depois do corte de referência, é necessário selecionar as


espécies de árvores, usando, para isso, o botão
correspondente. Depois disso, todas as pré-seleções
aplicáveis podem ser selecionadas para dar inı́cio à
alimentação automática.

A alimentação pára assim que alcançar o comprimento ou


diâmetro previstos. O sistema emite um sinal audı́vel e a
serra com o sı́mbolo de janela de corte é mostrada no
display. Agora, o operador pode começar a fazer o corte

–UN–20DEC07
de referência da tora usando a serra.

Para interromper a alimentação automática, pressione os


botões de alimentação manual [rdquor]Feed forward” ou

T218796
[rdquor]Feed backward”, ou o botão "Stop". Para reativar
a alimentação automática depois da parada, pressione
um botão de pré-seleção.

Após o corte de referência, o sistema dá inı́cio à


alimentação de forma automática, independentemente se
tiver sido interrompida para a tora anterior. É aplicada a
mesma pré-seleção correspondente à tora anterior.

Durante o processamento, o operador pode modificar a


pré-seleção manualmente pressionando qualquer outro
botão de pré-seleção. Se a alimentação parar, o sistema
reverte de forma automática e tenta avançar a
alimentação novamente.

Se, depois de duas tentativas, isso não der resultado, o


sistema pára e espera um novo comando de alimentação
por parte do operador.

JK11466,TriteLite032 –19–19OCT07–4/4

026-5 092208

PN=47
Alimentação e corte

Nı́veis de serragem

A serra principal é operada segundo o nı́vel de serragem.


Há quatro diferentes nı́veis de serragem: 0, 1, 2 e 3. Em
cada um deles, a serra é controlada pelo botão
[rdquor]Saw”, embora o sabre principal tenha um
comportamento diferente.

CUIDADO: A serra principal pode ter um


comportamento diferente nos cortes de
referência (derrubada) e transversais. Para mais
detalhes, consulte Nı́veis de serragem

• Nı́vel de serragem 0 (manual)


Enquanto o botão de serra principal estiver sendo
pressionado, o cabeçote harvester irá executar a
serragem. Liberando o botão, a serra voltará à sua
posição. A funcionalidade automática estará
completamente desativada. Nesse nı́vel, os impulsos do
sensor de posicionamento do sabre não são usados.

• Nı́vel de serragem 1 (manual)


Cortes de referência: A serra principal (barra e motor) é
ativada pressionando o botão [rdquor]Saw”. O motor da
serra permanece andando e o sistema introduz a serra
completamente, até que esta passe pelo tronco. Em
seguida, o sistema pára automaticamente,
independentemente se o botão [rdquor]Saw” estiver
sendo pressionado, e a barra volta à posição inicial,
desativando o motor.
Para isso, há um comando ativo de controle da
profundidade da serra, conforme as informações
emitidas pelos sensores de posicionamento da serra.
Para que essas informações possam ser usadas, é
necessário que a serra esteja calibrada.
Cortes transversais: Aplica-se o mesmo que para os
cortes de referência (acima).

• Nı́vel de serragem 2 (automático)

Continua na próxima página JK11466,TriteLite033 –19–19OCT07–1/2

026-6 092208

PN=48
Alimentação e corte

CUIDADO: No nı́vel 2 de serragem, o sabre


principal é operado de modo inteiramente
automático. Trabalhe com muito cuidado,
quando estiver nesse nı́vel. O uso do nı́vel 1 de
serragem ou manual é recomendado até que o
operador esteja totalmente familiarizado com o
funcionamento do sistema.

Cortes de referência: A serra principal (barra e motor) é


ativada pressionando o botão [rdquor]Saw”.
O motor da serra permanece funcionando e o sistema
introduz a serra completamente, até que esta passe
pela tora. Em seguida, o sistema pára
automaticamente, independentemente se o botão
[rdquor]Saw” estiver sendo pressionado, e a barra volta
à posição inicial, desativando o motor. Cortes
transversais: A serra principal (barra e motor) é ativada
pressionando (clicando em) o botão [rdquor]Saw”. O
motor da serra permanece funcionando e o sistema
introduz a serra completamente, até que esta passe
pela tora. Em seguida, o motor pára a serragem de
forma automática, voltando a barra à sua posição inicial
e parando o motor.

• Nı́vel de serragem 3 (automático)

CUIDADO: No nı́vel 3 de serragem, o sabre


principal é operado de modo inteiramente
automático. Trabalhe com muito cuidado,
quando estiver nesse nı́vel. O uso do nı́vel 1 de
serragem ou manual é recomendado até que o
operador esteja totalmente familiarizado com o
funcionamento do sistema.

Cortes de referência: A serra principal (barra e motor) é


ativada pressionando (clicando em) o botão
[rdquor]Saw”. O motor da serra permanece funcionando
e o sistema introduz a serra completamente, até que
esta passe pela tora. Em seguida, o motor pára a
serragem de forma automática, voltando a barra à sua
posição inicial e parando o motor.
Cortes transversais: Aplica-se o mesmo que para os
cortes de referência (acima).

JK11466,TriteLite033 –19–19OCT07–2/2

026-7 092208

PN=49
Local de trabalho (menu 1)
Generalidades

O menu Work Site (Local de trabalho) é usado para gerar


e manter o acompanhamento dos dados relacionados
com o lugar que está sendo trabalhado no momento, e
contém informações sobre a produção e instruções de
corte.

Antes de começar o desbaste ou processamento, é


necessário criar um local de trabalho no menu Work Site.
Quando o local de trabalho passar para outro fornecedor,
será necessário modificá-lo no sistema.

O sistema foi projetado para processar dados de um

–UN–17DEC07
único lugar, aquele que estiver ativo no momento. Dando
inı́cio a um novo local, o que estava ativo será finalizado
automaticamente e já não poderá ser reativado.

T218750
JK11466,TriteLite034 –19–19OCT07–1/1

031-1 092208

PN=50
Visão geral (menu 1-1)
Criando e editando um local de trabalho

O submenu Overview proporciona uma visão geral do


local de trabalho ativo, incluindo também as funções
necessárias para sua criação e edição, mostrando a
produção e o status correspondentes e salvando os
arquivos do tronco e da produção. Work site (menu 1) As
informações de "Active Site" abrangem dois atributos: o
nome do local ativo e a data e hora de inı́cio do mesmo.
Esses dados indicam o horário de ativação do local,
executando a função "Start new site" (Iniciar novo local).
Start new site O botão "Start new site" ativa o processo
de criação de um novo local de trabalho. Na primeira fase
do processo "Start new site", é necessário selecionar a

–UN–17DEC07
forma de criação das instruções de corte.

Informações do local ativo

T218751
As informações de "Active Site" abrangem dois atributos:
o nome do local ativo e a data e hora de inı́cio do
mesmo. Esses dados indicam o horário de ativação do
local, executando a função "Start new site" (Iniciar novo
local).

Iniciar novo local

O botão "Start new site" ativa o processo de criação de


um novo local de trabalho. Na primeira fase do processo
"Start new site", é necessário selecionar a forma de
criação das instruções de corte.

Há três opções disponı́veis:

1. A opção "Use current cutting instructions" ativa as


instruções de corte usadas anteriormente.
2. A opção "Create new cutting instructions" permite que
você crie instruções de corte inteiramente novas.
Selecionando essa opção, o local é iniciado com os
dados predefinidos nas instruções de corte.
3. A opção "Load cutting instructions" permite carregar
instruções de corte de um arquivo existente (*.cif).
Selecionando essa opção, abre-se uma caixa de
diálogo é aberta para acessar a próxima fase no
processo de criação de um local de trabalho.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–1/8

032-1 092208

PN=51
Visão geral (menu 1-1)

Antes de passar para essa próxima fase, é necessário


selecionar um método de cálculo do volume. Há cinco
opções disponı́veis:

Solid Volume (Volume sólido)

Usa a média do número máximo disponı́vel de medições


do diâmetro para calcular o volume, empregando, no
mı́nimo, uma medição do diâmetro por dm ao longo do
comprimento da tora.

Conical (Cônica)

Seção cônica entre as medições do LED e do SED usada


para o cálculo do volume da tora.

Segmented (Segmentado)

Uso de segmentos cônicos de 1 m de extensão para o


cálculo, em vez do comprimento total. A medição do
volume segmentado é a mais exata para todas as toras.
O volume segmentado gera um volume mais preciso para
os troncos, nos quais a marca da base for importante ou
a ponta do tronco não estiver linear.

Scribner

Usa as tabelas de volume de toras segundo a escala de


Scribner (Columbia River Log Scaling & grading Bureau
1972 revision) para o volume escalado acumulado de
toras. As toras são segmentadas em aproximadamente
40 pés de comprimento. A escala de Scribner é baseada
no SED e o volume registrado bastante inferior ao volume
real da tora, já que o método considera as perdas nos
cortes, representando com bastante veracidade o
resultado da serragem da tora em forma de madeira útil
cortada.

Smalian

O volume Smalian volume é usado na BC, Canadá.


Obtém a média do LED e do SEd, e usa a projeção
cilı́ndrica do diâmetro médio em toda a extensão da tora.
Normalmente, o volume Smalian é maior do que o volume
real da tora.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–2/8

032-2 092208

PN=52
Visão geral (menu 1-1)

NOTA: Para os dados das fórmulas de cálculo e mais


informações sobre os métodos de cálculo do
volume, consulte o Apêndice 1.

Na próxima fase, é necessário inserir dados sobre o local.


Não é possı́vel começar um novo local de trabalho sem
que este tenha um nome. Site ID refere-se a informações
adicionais e não é obrigatório.

Depois de inserir as informações sobre o local de


trabalho, use o botão Finish para concluir o processo de
criação do novo local de trabalho. Pressionando o botão
Finish, o sistema avisará que você irá salvar os dados da
produção do local anterior (arquivo *.pri). Em seguida, o
local de trabalho estará criado e pronto para ser usado.

NOTA: O sistema só pode processar um local de


trabalho de cada vez. Depois de dar inı́cio a um
novo local, o anterior é finalizado
automaticamente e já não poderá ser usado como
local ativo novamente.

Edit site info (Informações sobre edição do local)

Site information (nome e identificação do local de


trabalho) Pressionando o botão "Edit site info", é aberta
uma caixa de diálogo para a edição do nome e
identificação do local.

Production overview (Visão geral da produção)

A página Overview contém dados sobre a produção do


local de trabalho ativo.

Na parte superior dos campos com informações sobre a


produção pode-se selecionar o tipo de volume da
produção.

Em caso de uso do sistema métrico, pode-se mostrar a


produção em metros cúbicos (m3) e em metros cúbicos
(m3) enfeixados). Os dados da produção em feixes estão
disponı́veis apenas no caso de uso do modo de
multi-árvores (MTH) durante o corte.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–3/8

032-3 092208

PN=53
Visão geral (menu 1-1)

As mesmas opções de metros cúbicos, descritas acima,


estão disponı́veis com o sistema inglês. Além disso, a
produção pode ser mostrada em "pés quadrados de
tábua" (k board ft) e em "pés quadrados de tábua"
enfeixados ((k board ft bunched).

Os dados da produção são divididos entre espécies e


classificação de árvores.

No caso das espécies de árvores, a seleção predefinida é


All species (Todas as espécies), reunindo a produção de
todas as espécies de árvores. A listagem Species inclui
todas as espécies de árvores que estão sendo
processadas na produção. Mesmo que a espécie da
árvore esteja incluı́da nas instruções de corte, se não
estiver incluı́da nessa listagem, não estará em produção.

Em relação às espécies de árvores, no campo Stems


também há informações sobre o número de troncos em
produção para a espécie selecionada.

O volume total de produção da espécie selecionada é


mostrado no campo em m3, no caso do sistema métrico,
ou em "k board ft", para o sistema inglês.

A média do volume por tronco é mostrada em um campo


(m3) / tronco ou k board ft / tronco. Esses dados
correspondem ao tamanho médio dos troncos das
espécies de árvores selecionadas. "Field Ratio %"
designa a proporção das espécies de árvores
selecionadas em comparação com a produção total. Se a
opção "All species" (Todas as espécies) estiver
selecionada, esse valor corresponde a 100. A opção
predefinida para classificações é "All assortments" (Todas
as classificações), que reúne a produção de todas as
classificações referentes à espécie de árvore selecionada.
As listas de classificação incluem apenas aquelas
referentes à espécie de árvore selecionada na listagem
Species. Além disso, antes de serem mostradas nessa
listagem, é necessário que a produção da classificação
esteja registrada.

O campo de informações "Logs" (Toras) inclui dados


sobre o número de toras registrado para a classificação
selecionada.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–4/8

032-4 092208

PN=54
Visão geral (menu 1-1)

O volume total de produção da classificação selecionada


é mostrado em um campo em m3, no caso do sistema
métrico, ou em "k board ft", para o sistema inglês.

O comprimento médio da tora da classificação


selecionada é mostrado no campo em cm / tora ou ft /
tora

"Field Ratio %" designa a proporção da classificação


selecionada em comparação com a produção total da
espécie de árvore. Se a opção "All assortments" (Todas
as classificações) estiver selecionada, esse valor
corresponde a 100.

NOTA: Para mais informações sobre como ativar os


sistemas métricos e inglês, consulte o capı́tulo
Configuração do sistema - Display.

Production status (Status de produção)

A funcionalidade "Production status" deve ser usada


quando as instruções de corte definirem limitações da
produção. Essa funcionalidade permite fazer o
seguimento do montante da produção e das respectivas
limitações.

Pressionando o botão "Production status" em "Work site -


Overview", é aberta a janela de configuração da
funcionalidade "Production status".

Há duas possibilidades de mostrar informações sobre


a situação da produção:

• Show assortments of active tree specie (Mostrar


classificações da espécie de árvore ativa)
Essa opção permite visualizar, de forma automática, as
limitações de produção da espécie de árvore ativa.
Quando selecionada, a lista de classificações, para as
quais há limitações de produção definidas nas
instruções de corte, é mostrada em uma tabela. Essa
tabela inclui o nome das espécies de árvores e a
classificação, o valor percentual da produção atual em
relação à limitação máxima de produção e o valor em
metros cúbicos da limitação máxima de produção.
• Predefined assortments to be shown (Classificações
predefinidas a serem mostradas)

Continua na próxima página JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–5/8

032-5 092208

PN=55
Visão geral (menu 1-1)

Essa opção permite definir as classificações que serão


mostradas com essa funcionalidade. Quando estiver
ativa, é possı́vel selecionar classificações a partir de
listas especı́ficas de cada espécie de árvore a ser
mostrada.

NOTA: As listas de classificações incluem somente


classificações para as quais há limitações de
produção definidas nas instruções de corte.

Activating the feature in run mode (Ativação da


funcionalidade no modo de operação)

A janela "Production Status" pode ser ativada no modo de


operação pressionando-se os botões FN e Specie 1
simultaneamente. Quando a funcionalidade é ativada no
modo de operação, não é possı́vel modificar os
parâmetros correspondentes, somente visualizar o status
de classificações definidas anteriormente. A janela
[rdquor]Production Status” (Status da produção) é fechada
quando a mesma combinação de botões é pressionada.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–6/8

032-6 092208

PN=56
Visão geral (menu 1-1)

Stem files (Arquivos de troncos)

Os arquivos referentes a troncos já concluı́dos podem ser


abertos em uma caixa de diálogo, pressionando o botão
"Stem files" (*.stm). O arquivo sobre os troncos já
apanhados armazenam medições do diâmetro a cada 10
cm e comprimento, entre outros. Os arquivos dos troncos
não influem o registro normal.

As configurações do arquivo de troncos são salvas no


arquivo de parâmetros do usuário (*.usf).

Os arquivos de troncos podem ser obtidos no arquivo


comum do local de trabalho ou em arquivos especı́ficos à

–UN–16AUG06
parte referentes aos troncos.

• Stem file start number (Número de inı́cio do arquivo de


troncos)

T217770
Cada tronco conta com um arquivo próprio, por
exemplo, ABCD0001.stm, no qual é possı́vel inserir o
número do primeiro tronco no arquivo, por ex., 1. Se o
[rdquor]Stem file name” (Nome do arquivo de troncos)
for ABCD e o [rdquor]Stem file start number” (Número
inicial do arquivo de troncos) for 1, o código dos
troncos terá o formato ABCD0001....
• Stem file name (Nome do arquivo de troncos)
Insira nesse campo um nome de identificação do
arquivo com até 4 caracteres.
• Stem file collect interval (Intervalo de coleta do arquivo
de troncos)
Aqui você pode indicar o estado do intervalo de coleta
de dados por espécies de árvores. Se o valor
predefinido for 1, serão coletados dados para cada
tronco; se for 2, para cada segundo tronco, etc. Se
[rdquor]Stem file collect interval” for igual a 0, a coleta
de dados não estará habilitada.
• First log min. top diameter (Diâmetro superior mı́nimo
da primeira tora)
Aqui, a coleta de dados pode ser limitada a uma
determinada espessura dos troncos. Digite o diâmetro
mı́nimo referente aos dados a serem armazenados. O
diâmetro superior da primeira tora deve maior que o
indicado para que os dados do tronco possam ser
salvos em um arquivo.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–7/8

032-7 092208

PN=57
Visão geral (menu 1-1)

Como salvar dados da produção

O sistema permite salvar os dados da produção em um


arquivo. sendo PRI (Production Individual) o formato de
arquivo suportado. O arquivo PRI contém dados de
produção de cada corte de tora.

Para salvar a produção manualmente, pressione o botão


"Save PRI production" (*.pri) na janela "Work site -
Overview".

Há duas opções para salvar os dados da produção em


uma caixa de diálogo.

–UN–20DEC07
• Production file (PRI) of a whole site Essa opção salva a
produção do local ativo a partir do momento em que o
local de trabalho foi iniciado até o momento em que se
salva os dados.

T218780
• Production file (PRI) of selected time period
Essa opção permite definir o perı́odo de tempo no qual
a produção é salva, e só estará disponı́vel para o local
ativo, não abrangendo os locais que já tiverem sido
finalizados.
A opção "Date report" permite definir o perı́odo de
tempo em que os dados serão salvos, usando a data
de inı́cio "Start date" e a data de término "End date".
Com "Weekly report" você pode selecionar uma
semana no calendário, no qual a produção será salva.
A semana no calendário começa com Segunda-feira.
Performing the saving (Salvando)
Depois de ter selecionado como o arquivo de produção
será salvo, pressione o botão OK para abrir uma caixa
de diálogo e salvar o arquivo. O sistema propõe o disco
rı́gido (HD) do computador HPC como opção
predefinida, mas nessa caixa de diálogo é fácil
modificar o local de salvar, por exemplo, em um
memory stick USB.

JK11466,TriteLite035 –19–19OCT07–8/8

032-8 092208

PN=58
Instruções de corte (menu 1-2)
Pré-seleções

As instruções de corte são dadas em termos de


pré-seleções, cada uma delas basicamente definida para
cada espécie de árvore pelos comprimentos das toras
com os valores-limite dos diâmetros. Os atributos de cada
pré-seleção são:

• Número da pré seleção


• Ativação (em uso: on/off)
• Tree species (Espécies de árvores)
• Assortment (Classificação)
• Comprimento mı́nimo, cm
• Comprimento previsto, cm

–UN–11JAN08
• Tolerância, cm (janela de corte, +/-)
• Diâmetro mı́nimo da extremidade pequena, mm (min
SED)
• Diâmetro máximo da extremidade pequena, mm (max.

T218832
SED)
• Diâmetro máximo da extremidade grande, mm (max.
LED)
• Pré-seleção opcional (Go to length)
• Limitação do volume, m3
• Feed Speed (%) (Velocidade de alimentação)
• Marcação a cores

Depois de inserir os dados nas instruções de corte, o


sistema executa uma análise de probabilidade, fazendo a
comparação dos dados inseridos com relação à escala de
valores indicada ou outras restrições (por ex. a relação
entre o min. SED e o max. SED). Se o valor não for
aceito, o sistema rejeita os dados digitados e os dados
anteriores permanecem inalterados, destacando-os com
uma borda vermelha.

Tree species (Espécies de árvores)

• Cada pré-seleção define as espécies de árvores (até 8


espécies)
• É possı́vel definir pré-seleções (no máximo, 40) para
todas as espécies de árvores disponı́veis
• A listagem de seleções é usada para escolher as
espécies de árvores. O teor da listagem de seleção
pode ser obtido usando a função Tree species /
Assortments (Espécies de árvores/Classificação)

Continua na próxima página JK11466,TriteLite036 –19–19OCT07–1/4

033-1 092208

PN=59
Instruções de corte (menu 1-2)

Preselection (Pré-seleção)

• Cada pré-seleção conta com um número ordinal (1-40),


mostrados (todos os 40) em uma tabela em ordem
ascendente, começando em um.
• O número da pré-seleção corresponde aos números do
botão de pré-seleção (1-40).
• Para cada espécie de árvore existem, no máximo 40
pré-seleções.

In Use (Em uso)

• Cada pré-seleção pode estar disponı́vel (em uso) ou


não. Se disponı́vel (em uso), a marca [rdquor]X” é
mostrada. Caso contrário, a caixa de marca estará
vazia.
• Se a pré-seleção não estiver em uso (off), a cor de
fundo da linha de pré-seleção inteira estará
ligeiramente escura (em cinza), mostrando que a
pré-seleção não está habilitada.
• Se a pré-seleção estiver em uso (on), a pré-seleção
estará ativa.

Assortment (Classificação)

• Cada pré-seleção define a classificação (no máximo, 12


por espécie).
• Esse campo inclui uma lista de opções, na qual são
iniciados todos os nomes de classificações usados nas
espécies de árvores selecionadas.

Minimum length (cm) (Comprimento mı́nimo, cm)

• Isto deve ser definido somente para pré-seleções,


permitindo corte livre (comprimentos aleatórios).
• Se estiver definido como zero (0), não é permitido
realizar cortes livres.

Comprimento previsto, cm (Comprimento previsto,


cm)

• Cada pré-seleção define o comprimento previsto.


• Se estiver definido como zero (0), não haverá
comprimento previsto, sendo a finalidade alcançar a
posição da tora que esteja dentro dos requisitos de
min. SEd e max. SED.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite036 –19–19OCT07–2/4

033-2 092208

PN=60
Instruções de corte (menu 1-2)

NOTA: O comprimento mı́nimo deve ser sempre menor


que o comprimento previsto.

Tolerances (cm) (Tolerâncias, cm)

• Cada pré-seleção define a tolerância da janela de corte


(margens permitidas referentes ao comprimento
previsto) em termos de dois números (positivo e
negativo).

Minimum SED (mm) (SED mı́nimo, mm)

• Cada pré-seleção define o diâmetro mı́nimo permitido


da extremidade pequena (min. SED).

Maximum SED (mm) (SED máximo, mm)

NOTA: O SED mı́nimo não pode ser maior que o SED


máximo.

Maximum LED (mm) (LED máximo, mm)

• Para editar o SED máximo, clique duas vezes no valor


e insira-o novamente.

NOTA: O SED máximo não pode ser menor que o valor


mı́nimo do SED.

Pré-seleção alternativa (Go To Length)

• Cada pré-seleção define o diâmetro máximo permitido


da extremidade grande (LED).

Pré-seleção alternativa (Go To Length)

• Cada pré-seleção define a opção alternativa (Go To


Lenght).
• Valor: 0 – 40 Somente indicam as pré-seleções em
uso.
• Se estiver definido como zero (0), não haverá opção
alternativa disponı́vel.
• Se a caixa estiver destacada com uma borda vermelha,
não é possı́vel atingir a opção alternativa.

Volume limit (Limite do volume)

• Cada pré-seleção define o limite do volume total


permitido (m3) referente à pré-seleção.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite036 –19–19OCT07–3/4

033-3 092208

PN=61
Instruções de corte (menu 1-2)

• Se estiver definido como zero (0), não haverá restrição


à limitação do volume disponı́vel.
• Quando o valor de limitação tiver sido alcançado, a
pré-seleção (caixa "In use") será desabilitada, exibindo
a mensagem [rdquor]Order Full for preselection X”
(Pedido completo para pré-seleçãoX).

Feed Speed (%) (Velocidade de alimentação)

• Para cada pré-seleção, é possı́vel definir a velocidade


máxima de alimentação quando a pré-seleção for
ativada e em caso de uso da alimentação automática.
• A definição da velocidade de alimentação é feita
usando um valor percentual entre 50 e 100 %.
• O valor percentual refere-se ao parâmetro da
velocidade máxima de alimentação que se encontra no
menu 7-1, "Feeding (Max current)" (Alimentação
(máxima atual)). Com o valor percentual, é possı́vel
definir a velocidade mı́nima de alimentação referente
àquela pré-seleção especı́fica, como se fosse a normal
para o caso de uso da velocidade máxima.

Marcação a cores

• O uso das Marcação a cores é definido pelas


pré-seleções. Se forem usadas, o código de cores é
indicado aqui.
• A visualização predefinida da matriz das instruções de
corte "Cutting Instruction" não possui uma coluna de
Marcação a cores "Colour marking" visı́vel. Para poder
visualizá-la, deve-se fazer a rolagem usando a barra
horizontal deslizante da matriz.

JK11466,TriteLite036 –19–19OCT07–4/4

033-4 092208

PN=62
Instruções de corte (menu 1-2)

Edição das pré-seleções

No processo de "Start new site" (Iniciar novo local de


trabalho), as instruções de corte são criadas de forma
automática.

Há três opções disponı́veis:

• Usar as instruções de corte atuais


• Criar novas instruções de corte
• Selecionar instruções de corte existentes

Consulte o capı́tulo Iniciar novo local para obter mais


informações sobre o processo de criação de instruções
de corte.

Depois de criar as instruções de corte, elas podem ser


editadas, independentemente de a produção ter
começado ou não.

Ativação das pré-seleções

Em caso de uso da opção "Create new cutting


instructions" (Criar novas instruções de corte), as
pré-seleções não serão utilizadas, segundo predefinido.
Para ativar as pré-seleções, assinale a caixa de opções
"In Use". Depois, a cor de fundo da linha de pré-seleção
ficará em branco, para indicar sua ativação

Com a opção "In Use", as pré-seleções podem ser


ativadas e desativadas em qualquer momento durante a
operação. Não há funções à parte para exclusão das
pré-seleções.

Modificação dos atributos das pré-seleções

Os atributos das pré-seleções podem ser modificados


sempre que for necessário durante a operação. As
modificações só afetarão a operação se as pré-seleções
em questão estiverem ativas (In Use).

NOTA: Saindo da janela "Cutting Instructions", as


modificações feitas para as pré-seleções serão
salvas automaticamente. Não há funções
especı́ficas de salvar ou cancelar para aceitar ou
anular modificações.

JK11466,TriteLite037 –19–23OCT07–1/1

033-5 092208

PN=63
Instruções de corte (menu 1-2)

Tipos de pré-seleções

Existem três tipos básicos de pré-seleções; os números


referem-se aos das pré-seleções mostrados no exemplo
abaixo:

1. Preselection with target length (Pré-seleção com


comprimento previsto)
A pré-seleção deve ser usada para a alimentação até
o comprimento previsto. O comprimento previsto é
alcançado se os dados do diâmetro não forem
violados. O comprimento mı́nimo não pode ser maior
que 0.
2. Preselection with free cut (random length) (Pré-seleção
com corte livre (comprimento aleatório))
A pré-seleção tem um comprimento previsto e um
comprimento mı́nimo definidos. Entre esses dois
comprimentos, é possı́vel fazer cortes transversais,
desde que os dados do diâmetro não sejam violados.
Quando a pré-seleção está ativa, o sistema tenta fazer
a alimentação até o comprimento previsto. Mas, caso
o SED mı́nimo tenha sido alcançado antes de chegar
ao comprimento previsto, a alimentação será
interrompida. Se o comprimento tiver ultrapassado o
comprimento mı́nimo estabelecido, é possı́vel fazer um
corte transversal da pré-seleção.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite038 –19–23OCT07–1/2

033-6 092208

PN=64
Instruções de corte (menu 1-2)

3. Preselection with minimum SED (Pré-seleção com


SED mı́nimo)
A pré-seleção com SED mı́nimo não conta com
nenhum atributo de comprimento. Tanto o
comprimento previsto quanto o mı́nimo devem ser
iguais a 0. A distância de alimentação é controlada por
meio da informação do SED mı́nimo. Na prática,
depois que a pré-seleção estiver ativa, a alimentação
será feita até alcançar o SED mı́nimo definido.

–UN–20DEC07
T218781
JK11466,TriteLite038 –19–23OCT07–2/2

033-7 092208

PN=65
Instruções de corte (menu 1-2)

Espécies de árvores e classificação

Depois que o local de trabalho tiver sido iniciado, as


instruções de corte sempre incluem espécies de árvores e
classificações. As listas de espécies de árvores e
classificações dependem da forma em que as instruções
de corte foram criadas.

Com a opção "Create new cutting instructions" (Criar


novas instruções de corte), o sistema ativa todas as oito
espécies de árvores e doze classificações para cada
espécie, usando os nomes predefinidos para as espécies
e classificações.

Em caso de uso das instruções de corte atuais ou de


carregar instruções de um arquivo, a configuração das
espécies de árvores e classificações disponı́veis serão
idênticas às do local anterior ou do arquivo, caso as
instruções sejam carregadas.

Modificação das espécies de árvores e classificações

Pressionando o botão "Species and assortment", na


janela "Cutting instructions", é aberta uma caixa de
diálogo para manutenção das espécies de árvores e
classificações.

O número das espécies de árvores define as que estarão


disponı́veis para serem usadas nas instruções de corte. A
quantidade máxima de espécies é oito e a mı́nima, uma.
Se esses dados forem modificadas a quantidade das
espécies disponı́veis será afetada, como na matriz
mostrada abaixo.

Continua na próxima página JK11466,TriteLite039 –19–23OCT07–1/2

033-8 092208

PN=66
Instruções de corte (menu 1-2)

Os nomes das espécies podem ser editados nos campos.


Para abrir esses campos, clique com o mouse e edite o
texto.

NOTA: A matriz mostra apenas quatro espécies de cada


vez. Para visualizar as espécies restantes, use o
controle deslizante que se encontra na parte
inferior da matriz.

Para cada espécie de árvore, há doze classificações


disponı́veis. Para modificar o nome das classificações,
deve-se usar o mesmo processo que para as espécies. É
recomendado definir nomes apenas para as
classificações que serão usadas. Para excluir os nomes
predefinidos na lista, pressione o botão Del no teclado. As
espécies podem ter os mesmos nomes de classificações.

Depois de editar os dados das espécies e classificações,


pressione o botão para salvar as alterações. Em seguida,
será mostrada uma mensagem solicitando aceitar as

–UN–17DEC07
modificações. A opção OK salvará as alterações,
disponibilizando os novos dados a serem usados para
pré-seleções. A opção "Cancel" anulará as modificações
feitas na caixa de diálogo.

T218752
Regras importantes referentes à modificação de
espécies e classificações

Para que o registro da produção possa ser confiável, a


modificação das espécies e das classificações está
sujeita às seguintes regras:

• Depois de começar a produção para uma determinada


espécie, não é possı́vel modificar o nome da mesma. O
nome estará desabilitado (em cinza) em uma tabela.
• Depois de começar a produção para uma determinada
classificação, não é possı́vel modificar o nome da
mesma. O nome estará desabilitado (em cinza) em
uma tabela.
• Depois que a produção de espécies começar, não será
possı́vel exclui-las da tabela.
• Depois que a produção de uma classificação começar,
não será possı́vel exclui-la da tabela.
• Se o número máximo de espécies não tiver sido
alcançado, é possı́vel acrescentar novas espécies.

JK11466,TriteLite039 –19–23OCT07–2/2

033-9 092208

PN=67
Instruções de corte (menu 1-2)

Espécie predefinida

A janela "Cutting instructions" inclui a opção de seleção


da espécie predefinida.

A configuração predefinida de espécies pode ser usada


para determinar a espécie de árvore ativada
automaticamente quando do inı́cio do processamento de
um novo tronco. Selecionando a espécie predefinida, não
é necessário ativar a espécie manualmente pressionando
o botão de espécies de árvores. A modificação da
espécie predefinida para outra espécie é feita
manualmente, ativando o botão da espécie de árvore
desejada.

–UN–17DEC07
Todas as espécies de árvores estão disponı́veis na lista
de seleção da espécie predefinida. Além disso, é possı́vel
selecionar a opção "Previous stem" (Tronco anterior).

T218755
Essa opção conservará a mesma seleção de espécie de
árvore usada durante o processamento do tronco anterior.

Selecionando a opção "None" (Nenhum), o sistema


solicita a seleção manual da espécie de árvore antes de
ativar outras pré-seleções.

JK11466,TriteLite040 –19–23OCT07–1/1

033-10 092208

PN=68
Instruções de corte (menu 1-2)

Copiando pré-seleções

Os dados da pré-seleção podem ser copiados para outras


espécies de árvores. Pressionando o botão "Copy" na
janela "Cutting instructions", é aberta uma caixa de
diálogo referente ao processo de cópia. Nessa caixa de
diálogo é possı́vel definir os dados de pré-seleção de
espécie que serão copiados de e para qual espécie.

É possı́vel copiar diversas espécies ao mesmo tempo.


Todas as espécies disponı́veis são mostradas em uma
caixa de diálogo. Para ativar a seleção, selecione a caixa
correspondente.

NOTA: A cópia de dados de pré-seleção não altera os


nomes das classificações em uso no momento
para as pré-seleções. A cópia é aplicável apenas
para os demais atributos da pré-seleção, os quais
serão modificados segundo a configuração da
espécie da qual foram copiados.

–UN–17DEC07
T218754
JK11466,TriteLite041 –19–23OCT07–1/1

Como salvar instruções de corte

As instruções de corte pode ser salvas em um arquivo à


parte. Os arquivos das instruções de corte (*.cif) incluem
todos os dados da configuração no momento em que as
instruções de corte foram salvas.

Para começar o processo de salvar, pressione o botão


"Save cutting instructions" (Salvar instruções de corte na
janela "Cutting instructions". A caixa de diálogo para
salvar indica, como local predefinido para o arquivo, o HD
do computador. Mas nessa caixa de diálogo é fácil
modificar o local, salvando, por exemplo, diretamente em
um memory stick USB.
–UN–20DEC07
T218783

JK11466,TriteLite042 –19–23OCT07–1/1

033-11 092208

PN=69
Atalho de Impressão (menu 3-1)
Generalidades

Esse menu mostra as opções de impressão, salvas em


forma de atalho no menu 3-1.
JK11466,TriteLite043 –19–24OCT07–1/2

A opção de impressão correspondente é assinalada na


lista. No caso de impressões relacionadas com medições,
a máquina pergunta quantos troncos cortados
recentemente serão incluı́dos na impressão.

Você pode ter uma visualização prévia da impressão


clicando no botão [rdquor]Preview” (Visualizar). Você
também pode editar o nome do atalho clicando no botão
[rdquor]Edit” (Editar). É possı́vel remover o atalho da lista
clicando em [rdquor]Delete” (Excluir).

Selecionando uma opção de impressão como atalho no


menu 3-1, a tela exibe uma lista dos atalhos disponı́veis.
Usando o cursor, selecione uma linha na lista, para salvar

–UN–13OCT05
a nova opção de impressão. A nova opção de impressão
pode ser salva em uma linha vazia, ou em um atalho
existente, substituindo o mesmo. Depois do comando
[rdquor]Save” (Salvar), o atalho recebe um nome.

T216126
NOTA: Se quiser salvar as opções de impressão como
um atalho, isso deve ser feito antes de imprimir.

JK11466,TriteLite043 –19–24OCT07–2/2

041-1 092208

PN=70
Selecionar relatório (menu 3-2)
Imprimir seleção

Você pode selecionar um dos tópicos de relatório


seguintes para criar a impressão necessária.

• Produção
• Parâmetros de botões
• Dados de calibração
• Dados do tronco
• Parâmetros do cabeçote harvester
• Dados da tora

–UN–20DEC07
T218784
JK11466,TriteLite044 –19–24OCT07–1/1

Impressão da produção

Há duas opções disponı́veis que podem ser selecionadas


antes da impressão dos dados da produção.

Header information (Informações do cabeçote) inclui


dados sobre o local, versões do sistema de medição e
data e hora da última calibração.

Stem numbers and volumes (Números e volumes dos


troncos) são dados sobre a produção de cada espécie de
árvore. As informações da produção incluem, por
exemplo, os dados sobre a quantidade de toras e o
volume total de cada classificação.

JK11466,000005C –19–07NOV07–1/1

042-1 092208

PN=71
Selecionar relatório (menu 3-2)

Botão de Impressão das configurações

Além das informações padrão do cabeçalho, o botão de


impressão das configurações permite selecionar duas
opções a serem incluı́das na impressão.

Os botões do joystick imprimirão dados sobre o layout


dos punhos. A opção de botões de pré-seleção listará as
informações de todas as pré-seleções atualmente
incluı́das nas instruções de corte com seus atributos.

JK11466,000005B –19–07NOV07–1/1

Impressão dos dados dos troncos

Além das informações padrão do cabeçalho, o botão de


impressão dos dados dos troncos inclui três diferentes
opções de impressão. A última opção da lista de toras
(Last log list) permite imprimir informações das toras
pré-processadas. Antes de emitir a impressão, é possı́vel
incluir o número dos troncos na impressão.

A opção de resumo das últimas toras (Last log summary)


reúne informações mais detalhadas sobre os troncos
pré-processados. Antes de emitir a impressão, é possı́vel
incluir o número dos troncos na impressão.

A opção de dados completos do tronco (Whole stem data)


foca-se somente nas informações dos troncos, listando os
dados do tronco anterior e um resumo de todos os
troncos processados até o momento.

JK11466,000005A –19–07NOV07–1/1

042-2 092208

PN=72
Selecionar relatório (menu 3-2)

Impressão dos dados de calibração

Além das informações padrão do cabeçalho dos dados da


calibração, o botão de impressão dos dados dos troncos
inclui as seguintes opções de impressão.

A listagem da calibração manual é a impressão ser usada


quando da calibração manual do sistema. Esse relatório
pode ser impresso antes da medição manual das toras, já
que pode ser configurado para incluir dados sobre as
medições realizadas pelo sistema. Na impressão, os
campos são disponibilizados para escrever os dados
medidos manualmente. Depois, essas informações podem
ser usadas para a inserção dos dados no processo de
calibração manual.

A lista "Printout Caliper calibration" (Impressão da


calibração do calibre) exige o uso de calibres eletrônicos.
Quando os calibres são usadas, esse relatório inclui
dados sobre as toras medidas.

O resumo "Control measure summary" é a impressão das


medições de controle executadas.

A impressão "Diameter parameters printout" resume os


dados dos diâmetros de todos os 22 pontos de calibração
usados para o diâmetro. Cada espécie de árvore é listado
à parte.

A impressão "Length parameters printout" resume os


fatores de medição do comprimento de cada espécie de
árvore. O histórico de calibração "Calibration history" é a
impressão de uma listagem da data e hora das
calibrações durante um perı́odo de tempo. A impressão
podem ser definidas para incluir um determinado perı́odo
de tempo, os dados do comprimento ou do diâmetro ou
ambos.

A impressão "Control measure printout" refere-se ao


histórico das medições de controle realizadas.

JK11466,0000059 –19–07NOV07–1/1

042-3 092208

PN=73
Selecionar relatório (menu 3-2)

Impressão das toras

Além das informações sobre o cabeçalho, o "Log printout"


inclui dados sobre logs de erros e eventos do sistema. Na
"Event printout", é possı́vel definir os eventos a serem
incluı́dos no relatório.

JK11466,0000058 –19–07NOV07–1/1

Impressão dos parâmetros do cabeçote


harvester

Com esse tipo de impressão, além das informações sobre


o cabeçalho, todos os parâmetros do cabeçote harvester
ativos podem ser impressos com a opção "Harvester
head settings printout". O relatório pode ser configurado
para incluir algumas das seguintes opções:

• Alimentação
• Rolos de alimentação
• Ferramentas de desgalhamento
• Velocidade
• Diversos
• Serragem
• Parâmetros da bomba

JK11466,0000056 –19–07NOV07–1/1

042-4 092208

PN=74
Configuração da impressão (menu 3-3)
Configuração da página

• Orientation (Orientação)
Você pode imprimir o relatório em orientação retrato ou
paisagem.
• Type (Tipo)
Quando a impressão de um relatório inclui vários
tópicos diferentes, você pode optar por imprimir cada
tópico em uma nova página ou comprimir os dados de
maneira que eles caibam em uma única página.
• Format (Formato)
É possı́vel imprimir relatórios em papel de tamanho A4
(padrão europeu) ou em papel de tamanho carta
(padrão dos EUA).

–UN–27JUN02
T156710
triteLite045 –19–24OCT07–1/1

043-1 092208

PN=75
Troca de turno (menu 4-1)
Generalidades

Nesse menu, você pode:

• Selecionar o operador
• Editar o nome do operador
• Especificar o inı́cio e o fim do turno.

O menu "Work shift" serve para manutenção das


informações dos operadores que estão trabalhando com o
sistema e para especificar o inı́cio e fim dos turnos.

• Operator selection (Seleção do operador)


O nome do operador pode ser selecionado na lista de

–UN–20DEC07
opções. Só é possı́vel executar essa operação quando
o turno ainda não tiver começado. Para modificar o
turno do operador, primeiro é preciso esperar que esse
termine.

T218785
– Edit name (Editar nome)
Para editar os dados sobre os operadores, pressione
o botão Edit name.
• Starting a shift (Começar um turno)
Para começar o turno, pressione o botão "Start shift".
Essa operação dá inı́cio ao registro de tempo. A hora
de inı́cio do turno é atualizada com a hora atual, mas
também é possı́vel definir uma hora de inı́cio do turno
que já tenha passado clicando nos botões de seta ao
lado da hora.

NOTA: A hora de inı́cio pode ser deslocada para o


passado, desde que não existam turnos ativos.

• Término do turno
Para terminar o turno, pressione o botão "End shift"
(Fim do turno). Esta operação finalizará o registro de
tempo relativo ao turno.

JK11466,TriteLite046 –19–24OCT07–1/1

051-1 092208

PN=76
Medições/Calibração (menu 6)
Generalidades

Cinco páginas explicando como fazer medições e calibrar


diâmetros e comprimentos são disponibilizadas para a
seção de medições e calibração.

• 6 – 1 Calibração automática
• 6 – 2 Calibração manual
• 6 – 3 Configurações
• 6 – 4 Sensores
• 6 – 5 Comprimento

Calibração é o procedimento que visa determinar as


imprecisões no método de medição, incluindo o sensor e
a sonda usados para a medição. A impressão pode ser
avaliada de diversas formas, mostrando os erros e
inexatidões encontrados entre o sinal medido e o sinal
real (de referência). Se o erro for grande o suficiente, e
puder ser eliminado usando o método de medição, a
operação seguinte é denominada "ajuste fino" ou "ajuste".
Porém, neste contexto, tanto a calibração quanto o ajuste
possuem um único nome: calibração.

A calibração é feita à parte para cada espécie de árvore


(no máx., 8 espécies).

JK11466,TriteLite047 –19–24OCT07–1/1

061-1 092208

PN=77
Calibração automática (menu 6-1)
Generalidades

A calibração proporciona o modo de calibração do


diâmetro ou do comprimento ou de ambos sob supervisão
e controladamente. Durante a calibração automática, o
sistema conta com o registro de diversas toras e suas
respectivas dimensões (medidas pela máquina) e, para
cada uma dessas toras, é possı́vel indicar as medições
de referência correspondentes (medidas por um ser
humano), geralmente obtidas usando um indicador.
Comparando as medições de referência e as da máquina,
o sistema sugere que seja feita uma calibração, sempre
que for necessário.

JK11466,TriteLite050 –19–25OCT07–1/1

062-1 092208

PN=78
Calibração automática (menu 6-1)

Funções no menu 6-1

Calibrated (Calibrado)

Exibe a data e hora da última calibração.

Enter measurements (Inserir medições)

Este botão abre uma caixa de diálogo com a listagem de


todas as toras medidas pela tora, permitindo digitar as
medições de referência correspondentes referentes ao
diâmetro, comprimento ou ambos. Depois de digitar as
medições, volta-se à janela principal 6-1.

–UN–19FEB08
Delete measurements older than (days) (Excluir
medições anteriores a (dias))

Se as medições de referência já inseridas forem

T218891
anteriores ao número de dias indicados nesse campo,
elas serão excluı́das. Se o dado indicado for igual a zero,
pressionando "Delete" (Excluir), todas as medições de
referência são eliminadas.

Delete (Excluir)

Pressionando esse botão, todas as medições de


referência anteriores ao tempo indicado no campo
[rdquor]Delete measurements older than (days)” serão
eliminadas. Como resultado, a matriz do banco de dados
de calibração, que se encontra no menu 6-1, é esvaziada
em relação a todas as espécies de árvores.

Calibrate (Calibrar)

Pressionando esse botão, todas as espécies de árvores


selecionadas na matriz do banco de dados no menu 6-1
são calibradas. Para fazer a seleção, assinale os
sı́mbolos de comprimento e/ou diâmetro que se
encontram em [rdquor]Calibration suggestion” (Sugestão
de calibração) para cada espécie de árvore,
separadamente. Se nenhuma caixa estiver assinalada, o
botão [rdquor]Calibrate” estará desabilitado.

JK11466,0000083 –19–13FEB08–1/1

062-2 092208

PN=79
Calibração manual (menu 6-2)
Generalidades

A calibração manual permitir ajustar a calibração do


comprimento ou diâmetro manualmente ou inserir
medições de referência uma a uma para cada medição
correspondente da máquina. Quando a calibração é feita
inserindo a medição de referência, o processo é idêntico
à calibração automática, ou seja, o sistema executa
calibração de ajuste fino. No entanto, na calibração
puramente manual, é possı́vel ajustar o(s) fator(es) de
calibração com base em uma abordagem de tentativa e
de erro.

JK11466,TriteLite053 –19–25OCT07–1/1

063-1 092208

PN=80
Calibração manual (menu 6-2)

Funções no menu 6-2

Tree species for (Espécies de árvores para)

Esta seleção determina as informações de calibração


referentes às espécies de árvores que serão exibidas no
menu 6-2.

Medição do comprimento

Além do fator de calibração em geral, também é exibido o


valor de correção do comprimento referente à primeira
tora (butt log length correction). Não é possı́vel editar os
dados neste menu.

–UN–21FEB08
Change length calibration (Modificar calibração do
comprimento)

T218893
Pressionando esse botão, o menu 6-5 é aberto,
permitindo editar o fator de calibração do comprimento
manualmente.

Diameter measurements (Medições do diâmetro)

Exibe os fatores de calibração (curvas) para todas as


espécies de árvores selecionadas. Não é possı́vel editar a
curva neste menu.

Change diameter calibration (Modificar calibração do


diâmetro)

Pressionando esse botão, a janela de diâmetros é aberta,


permitindo editar o fator de calibração do diâmetro
manualmente.

JK11466,0000084 –19–13FEB08–1/1

063-2 092208

PN=81
Configurações (menu 6-3)
Generalidades

Neste menu, são mostrados os arquivos de calibração e


de parâmetros do calibrador, para transferência de dados.
JK11466,TriteLite054 –19–25OCT07–1/1

Funções no menu 6-3

Load calibration values (*.mac) (Carregar dados de


calibração (*.mac))

Pressionando esse arquivo, é aberta uma caixa de


diálogo do Windows, permitindo que um arquivo de
calibração (*.mac) seja carregado do HD do sistema ou
de um dispositivo de memória externa. O arquivo deve ter
sido criado de acordo com o padrão StanForD da
SkogForsk. Os dados carregados substituirão os já
existentes.

Save calibration values (*.mac) (Salvar dados de

–UN–11FEB08
calibração (*.mac))

Pressionando esse arquivo, é aberta uma caixa de


diálogo do Windows, permitindo salvar os dados de

T218894
calibração do diâmetro e comprimento em um arquivo de
calibração (*.mac) no HD do sistema ou em um
dispositivo de memória externa. O arquivo é criado de
acordo com o padrão StanForD da SkogForsk.

Load default values (*.mac) (Carregar dados


predefinidos (*.mac))

Pressionando este botão, os dados predefinidos de


calibração do diâmetro e comprimento, referentes ao tipo
de cabeçote harvester selecionados, são recuperados. Os
dados predefinidos substituirão os já existentes.

JK11466,0000085 –19–13FEB08–1/1

064-1 092208

PN=82
Sensores (menu 6-4)
Generalidades

Os sensores do cabeçote harvester podem ser


ativados/desativados (on/off) assinalando-os ou
eliminando a marca de seleção no menu 6-4. Quando
estiverem assinalados, as informações transmitidas pelos
sensores são usadas normalmente. Quando não
estiverem assinalados, o sistema ignora as informações
transmitidas por aqueles sensores.

NOTA: Desativar (off) os sensores, não os desconecta


fisicamente, de nenhum maneira. Em vez disso,
as informações transmitidas pelos sensores
desativadas não são levadas em consideração.

–UN–11FEB08
As seguintes opções de ativar/desativar (on/off) estão
disponı́veis:

T218895
• Potenciômetro do diâmetro esquerdo
• Potenciômetro do diâmetro direito (somente para
cabeçotes Euro)
• Codificador do impulso do comprimento
• Sensor do sabre principal na posição inicial
• Sensor(es) da posição do sabre principal
• Sensor da posição inicial do sabre de copas
• Fotocélula de localização do final

JK11466,000007B –19–11FEB08–1/1

065-1 092208

PN=83
Comprimento (menu 6-5)
Generalidades

A calibração do comprimento só pode ser feita de forma


manual no menu 6-5.
JK11466,000007C –19–11FEB08–1/1

071-1 092208

PN=84
Comprimento (menu 6-5)

Funções no menu 6-5

Tree species (Espécies de árvores)

Esta seleção determina as informações de calibração


referentes às espécies de árvores que serão exibidas no
menu 6-5.

Calibration factor (first log) (Fator de calibração


(primeira tora))

O fator de calibração das primeiras toras (bases das


toras) pode ser ajustado (mm/m). O primeiro fator de
calibração da tora é indicado como critério de correção

–UN–21FEB08
das outras toras.

Calibration factor (other log) (Fator de calibração


(outras toras))

T218896
O fator de calibração das toras, exceto a primeira (base
da tora) pode ser ajustado (sem unidade), alcançando de Menu 6-5
1.000 a 20.000. A escala do fator de calibração for
elaborada para atender à demanda de permitir uma
modificação máxima de +1 cm para toras de 20 metros,
sempre que o fator for alterado de uma em uma unidade
(+ 1). Isto é aplicável a todas as rodas de medição e tipos
de codificador de impulsos usados nos cabeçotes
harvester da Waratah no momento desta edição.

Reset (Redefinição)

Pressionando este botão, os fatores de calibração são


voltam às suas configurações originais.

Length calibration (Displayed, Measured) (Calibração


do comprimento (Exibido, Medido))

Para a calibração do comprimento, digite um comprimento


medido pela máquina (em centı́metros) no campo
"Displayed" (Exibido) e o valor de referência
correspondente (em centı́metros) no campo "Measured"
(Medido).

Calibrate (Calibrar)

Pressionando esse botão, o sistema calibra o


comprimento com base nos dados digitados nos campos
"Displayed" e "Measured".

Continua na próxima página JK11466,0000086 –19–13FEB08–1/2

071-2 092208

PN=85
Comprimento (menu 6-5)

Theoretical length calibration value (Dado da


calibração teórica do comprimento)

–UN–11FEB08
O cálculo do valor inicial do fator de calibração do
comprimento é mais preciso se forem conhecidas duas
quantidades fı́sicas: O valor "PPR" do codificador do

T218897
comprimento (100, 125, 250, 360 ou 500) e o diâmetro da
roda de medição (em centı́metros). O cálculo do fator de
calibração (Cf) é feito da seguinte maneira: Theoretical length calibration value (Dado da calibração teórica do
comprimento)
Onde D é o diâmetro da roda de medição (em
centı́metros) e P o valor de PPR do codificador do
comprimento.

Selecionando Pulses-Per-Rotation (Pulsos por rotação) e


Measure wheel diameter (Diâmetro da roda de
medição), o sistema calcula o fator inicial de calibração
(das outras toras) com base na equação mostrada acima,
e o exibe no campo "Theoretical calibration" (Calibração
teórica). Isto ajuda a fazer a calibração quando não
houver nenhum dado inicial. Também ajuda a solucionar
problemas, já que a diferença entre a Theoretical
calibration e o Calibration factor (para outras toras) não
pode ser muito alta (aproximadamente < 150).

JK11466,0000086 –19–13FEB08–2/2

071-3 092208

PN=86
Alimentação (menu 7-1)
Generalidades

Esse menu possui cinco submenus, descritos nesta


seção:

• Alimentação (7-1)
• Rolos de alimentação (7-2)
• Ferramentas de desgalhamento (7-3)
• Generalidades (7-4)
• Diversos (7-5)

JK11466,0000039 –19–02NOV07–1/1

081-1 092208

PN=87
Alimentação (menu 7-1)

Alimentação

Generalidades

A alimentação automática é ativada somente com os


botões de pré-seleção. Na alimentação automática, há
quatro diferentes fases seqüenciais principais:
acceleration, full speed, braking and approaching
(respectivamente: aceleração, velocidade total, frenagem
e abordagem). Cada fase possui uma configuração
correspondente, para o ajuste da alimentação automática
e sua execução.

• Braking (%) (Frenagem)

–UN–17DEC07
"Braking" é a terceira fase da alimentação automática.
Durante a frenagem, a velocidade total (máxima atual,
vide abaixo) é diminuı́da lentamente até alcançar o
nı́vel de abordagem (abordagem atual, vide abaixo).

T218765
A frenagem é um parâmetro relativo (0-100%), no qual
0% é igual à alimentação lenta, e 100% à alimentação
rápida. Na prática, esse parâmetro determina a
distância de frenagem entre as fases de velocidade
total e de desaceleração. Quando maior é o fator de
alimentação (menu 7-1), menor será a distância de
frenagem, e vice-versa.
• Acceleration (mA/cm) (Aceleração)
"Acceleration" é um parâmetro absoluto (mA/cm), que
determina o grau de ataque do inı́cio da alimentação.
Quando maior for esse valor, maior será o ataque da
aceleração.
• Max current (mA) (Corrente máxima)
Esse parâmetro determina a corrente máxima de
alimentação durante a segunda fase da alimentação
automática, com velocidade total. O nı́vel de corrente
definido por essa configuração é alcançado durante o
nı́vel de aceleração, e esse nı́vel corresponde ao ponto
inicial para a redução da frenagem.
A "Maximum current" é um parâmetro absoluto (mA)
com efeito direto sobre a alimentação. Quanto maior for
esse valor, mais rápida será a velocidade total da
alimentação. Porém, sempre há um limite fı́sico
máximo, após o que a alimentação a velocidade total é
saturada, e aumentar a corrente máxima já não
incrementa a alimentação.

Continua na próxima página JK11466,0000014 –19–25OCT07–1/2

081-2 092208

PN=88
Alimentação (menu 7-1)

NOTA: No modo de alimentação manual, enquanto o


botão de alimentação for mantido pressionado, a
corrente máxima é usada como corrente de
alimentação de forma constante.

• Approach current (mA) (Corrente de abordagem)


O valor da [rdquor]Approach current” é usado na fase
final da alimentação como compensação da velocidade
de alimentação dos troncos de diferentes tamanhos,
antes da janela de corte.
A abordagem é a quarta e última fase da alimentação
automática. Durante a abordagem, a corrente de
alimentação é mantida no nı́vel definido pela corrente
de abordagem (mA). A distância da abordagem é fixa,
mas sua magnitude deve ser ajustada pela corrente de
abordagem.
A corrente de abordagem é um parâmetro absoluto
(mA) que determina a velocidade para a abordagem da
posição desejada da tora em questão. Quanto maior for
esse valor, mais rapidamente será alcançado o objetivo
previsto. Porém, aumentar esse valor poderá provocar
uma sobrecarga.

JK11466,0000014 –19–25OCT07–2/2

081-3 092208

PN=89
Alimentação (menu 7-1)

Nudging +/- (Compressão)

Não é necessário que o operador memorize todas as


pré-seleções das diferentes espécies de árvores. Em vez
disso, pode-se navegar pelas pré-seleções e ativá-las
usando o processo de "Nudging". "Nudging" significa
passar pelas pré-seleções especificadas usando dois
botões: aumentar (+) e diminuir (-). A compressão se
comporta de forma diferente de acordo com o modo de
"nudging" descrito abaixo. Em ambos os casos, a
pré-condição para a aplicação da compressão é que uma
das pré-seleções já esteja ativa (selecionada).

Within same assort (on/off) (Dentro do mesmo tipo


(ativar/desativar)

Pressionando o botão de aumento/diminuição (+/-), o


sistema procura a próxima tora com comprimento mais
longo ou mais curto com a mesma classificação
especificada que a pré-seleção ativa antes que o botão
+/- fosse pressionado. Para isso, o sistema emprega a
listagem com instruções de corte. Quanto maior/menor for
o comprimento da tora, o sistema ativa a pré-seleção de
forma automática e começa a alimentação segundo o
comprimento indicado pela nova pré-seleção. Se o
comprimento menor/maior não for encontrado, o sistema
mostra a mensagem [rdquor]Length stepping - No shorter
length possible” ou [rdquor]Length stepping + No longer
length possible” (respectivamente: "Rolagem pelo
comprimento - Comprimento inferior inviável", "Rolagem
pelo comprimento + Comprimento superior inviável").

Within same assort (on/off) (Dentro da mesma


classificação (ativar/desativar)

O trabalho é feito "Within same assort", dentro da mesma


classificação, exceto porque agora o sistema procura o
menor/maior comprimento da tora que tenha a mesma
espécie de árvore especificada, em vez da classificação.

JK11466,0000056 –19–05FEB08–1/1

081-4 092208

PN=90
Alimentação (menu 7-1)

Feeding level (1 to 3) (Nı́vel de alimentação


(1 a 3))

NOTA: Nos nı́veis de alimentação 2 e 3, a alimentação


continua automaticamente até à janela de corte
depois da permissão de partida.

NOTA: Para interromper a alimentação automática,


pressione o botão (Stop) ou um dos botões de
alimentação.

Feeding level 1 (Nı́vel de alimentação 1)

Depois da derrubada ou corte de referência, o operador

–UN–17DEC07
seleciona as espécies de árvores usando o botão de
espécies de árvores. Depois de feita a seleção, o
operador dá inı́cio à alimentação pressionando
rapidamente (clicando em) qualquer um dos botões de

T218765
pré-seleção. O sistema faz a alimentação até o
comprimento indicado para a pré-seleção em questão,
evitando ultrapassar as restrições indicadas quanto aos
limites do diâmetro.

Depois dos cortes de referência, é necessário que o


operador dê inı́cio à alimentação pressionando o botão de
pré-seleção. Nesse modo, se não houver uma
pré-seleção ativa, não será possı́vel começar a
alimentação imediatamente após os cortes de referência
usando os botões +/-. Ao contrário, o operador deverá
sempre pressionar um dos botões de pré-seleção para
ativar a alimentação.

Feeding level 2 (Nı́vel de alimentação 2)

Depois da derrubada ou corte de referência, o operador


seleciona as espécies de árvores usando o botão de
espécies de árvores. Depois de feita a seleção, o
operador dá inı́cio à alimentação pressionando
rapidamente (clicando em) qualquer um dos botões de
pré-seleção. O sistema faz a alimentação até o
comprimento indicado para a pré-seleção em questão,
evitando ultrapassar as restrições indicadas quanto aos
limites do diâmetro.

• Show top-saw measurement (on/off) (Mostrar medição


do sabre de copas (ativar/desativar)

Continua na próxima página JK11466,000001F –19–30OCT07–1/5

081-5 092208

PN=91
Alimentação (menu 7-1)

Depois dos cortes de referência, não é necessário que


o operador dê inı́cio à alimentação pressionando o
botão de pré-seleção. Em vez disso, o sistema começa
a alimentação de forma automática, usando a última
pré-seleção feita pelo operador.
Nesse modo, como a pré-seleção ainda está ativa, é
possı́vel dar inı́cio à alimentação imediatamente após
os cortes de referência usando os botões +/-.
A pré-seleção de referência relativa à funcionalidade +/-
é aquela ativada pelo operador para a tora anterior.
Se, por algum motivo, o operador interromper a
alimentação automática, fazendo a alimentação manual
até ao objetivo previsto, o sistema não ativará a
alimentação automática depois do corte transversal, e
será necessário que o operador pressione os botões de
pré-seleção para começar a alimentação. Nesse caso,
não será possı́vel usar os botões +/- para dar inı́cio à
alimentação imediatamente após o próximo corte
transversal.

Feeding level 3 (Nı́vel de alimentação 3)

Depois da derrubada ou corte de referência, o operador


seleciona as espécies de árvores usando o botão de
espécies de árvores. Depois de feita a seleção, o
operador dá inı́cio à alimentação pressionando
rapidamente (clicando em) qualquer um dos botões de
pré-seleção. O sistema faz a alimentação até o
comprimento indicado para a pré-seleção em questão,
evitando ultrapassar as restrições indicadas quanto aos
limites do diâmetro.

Depois dos cortes de referência, não é necessário que o


operador dê inı́cio à alimentação pressionando o botão de
pré-seleção. Em vez disso, o sistema começa a
alimentação de forma automática, usando a última
pré-seleção feita pelo operador.

Nesse modo, como a pré-seleção ainda está ativa, é


possı́vel dar inı́cio à alimentação imediatamente após os
cortes de referência usando os botões +/-. A pré-seleção
de referência relativa à funcionalidade +/- é aquela
ativada pelo operador para a tora anterior.

Continua na próxima página JK11466,000001F –19–30OCT07–2/5

081-6 092208

PN=92
Alimentação (menu 7-1)

Se, por algum motivo, o operador interromper a


alimentação automática, fazendo a alimentação manual
até ao objetivo previsto, o sistema ativará a alimentação
automática depois do corte transversal, de forma que não
será necessário que o operador pressione os botões de
pré-seleção para começar a alimentação.

NOTA: Este modo é similar ao modo de alimentação 2,


exceto pela alimentação interrompida.

NOTA: Se as espécies de árvores não forem


selecionadas usando um botão de pré-seleção,
depois da ativação da alimentação automática,
será exibida uma mensagem na tela no modo de
operação.

NOTA: Se a pré-seleção não estiver disponı́vel, ou seja,


não estiver configurada como "em uso" (In Use)
na tabela de instruções de corte, será exibida
uma mensagem na tela no modo de operação.

• Botão "Feeding level" (Nı́vel de alimentação)


É possı́vel modificar os nı́veis de alimentação no modo
de operação, durante o processamente de um tronco,
usando um botão especificamente designado para isso.
Com esse botão, o operador poderia modificar os nı́veis
de alimentação fazendo a rolagem de 1 para 2, 2 para
3 e 3 para 1. Essa funcionalidade permite cancelar o
inı́cio da alimentação automática, sempre que
necessário. A alteração do nı́vel de alimentação entrará
em vigor depois do próximo corte transversal,
mostrando um novo indicador ( F1, F2 ou F3) no modo
de operação, informando o operador sobre o nı́vel de
alimentação ativo no momento.
• Comprimento pré-desgalhamento (cm)

Continua na próxima página JK11466,000001F –19–30OCT07–3/5

081-7 092208

PN=93
Alimentação (menu 7-1)

O parâmetro "Pre-delimbing length (cm)" determina o


comprimento do pré-desgalhamento. No
pré-desgalhamento, o sistema ultrapassa o
comprimento previsto para o pré-desgalhamento, para o
desgalhamento da próxima tora, voltando depois para o
comprimento previsto. O pré-desgalhamento está
disponı́vel apenas no modo de alimentação automática.
Para ativá-lo, é necessário pressionar o botão
[rdquor]Pre-delimbing” (Pré-desgalhamento) antes de
começar a alimentação automática. Depois isso, esse
modo permanecerá ativo, até que o mesmo botão seja
pressionado, desativando-o. O sistema exibe um ı́cone
de configuração na tela do modo de operação.
• Interrupção da alimentação usando o botão "Close
head" (Fechar cabeçote)
Esse parâmetro permite que o operador pare a
alimentação automática mantendo o botão
[rdquor]Close head” pressionado durante a alimentação.
Se esse parâmetro estiver ativo, é possı́vel interromper
a alimentação automática conforme descrito. A
alimentação automática permanece interrompida até
que o botão seja liberado. Em seguida, a alimentação
continua normalmente, de acordo com a pré-seleção
ativa.

NOTA: Quando esse parâmetro não está selecionado


(assinalado), é possı́vel interromper a alimentação
automática seguinte durante a serragem
pressionando e segurando o botão [rdquor]Close
head .

• Automatic tilt lock (on/off) (Bloqueio automático da


inclinação)
Este parâmetro determina se o cabeçote harvester é
bloqueado inclinado quando da alimentação de copas
de árvores ou troncos com diâmetro pequeno. Quando
o parâmetro estiver ativo, e o diâmetro a ser medido for
inferior a 120 mm, a inclinação é bloqueada de forma
automática durante a alimentação do resto da tora.

Continua na próxima página JK11466,000001F –19–30OCT07–4/5

081-8 092208

PN=94
Alimentação (menu 7-1)
T203228 –UN–16SEP04

Batedor de galhos

"Branch rammer" é uma funcionalidade aplicada durante a


alimentação automática em caso de emperramento, por
exemplo, devido a ramos muito espessos, diâmetro
pequeno do tronco ou copas de árvores. Quando essa
opção estiver ativa, o batedor de galhos tenta vencer o
bloqueio, revertendo e avançando a alimentação três
vezes, a máxima velocidade. Se uma dessas tentativas
der certo, a alimentação continua normalmente. Caso
contrário, a alimentação pára e o operador deverá decidir
o que fazer.

As alternativas de função do batedor de galhos incluem


operação em ambos os sentidos de alimentação, somente
alimentar para a frente avante ou parar. Quando o
batedor de galhos não está ativo, o controle automático
passa para manual assim, que a alimentação travar.

• Slip guard time while feeding (10 ms) (Tempo de


guarda do sabre durante a alimentação)
Este parâmetro define o tempo de reativação do
batedor de galhos (Branch rammer). Durante esse
perı́odo, os rolos de alimentação continuam girando,
sem que o sistema registre impulsos do codificador de
medição do comprimento. Depois de terminar o perı́odo
de guarda do sabre "Slip guard time" durante a
alimentação, desde o último impulso de medição do
comprimento, recebido, o display do modo de operação
mostra o sı́mbolo de alimentação bloqueada.
– Not active (Inativo)
O modo de "Branch rammer" não está habilitado e
não será ativado. Em vez disso, se a alimentação
estiver bloqueada, o sistema pára e o operador
deverá solucionar o problema manualmente.
– Only while feeding forward (Somente com
alimentação para a frente)
"Branch rammer" está habilitado apenas com a
alimentação para a frente.
– Both feeding directions (Ambas as direções de
alimentação)
"Branch rammer" está habilitado para alimentação
em ambas as direções.

JK11466,000001F –19–30OCT07–5/5

081-9 092208

PN=95
Rolos de alimentação (menu 7-2)
Gráfico

A curva da pressão determina a pressão de apanha dos


rolos de alimentação durante a alimentação como uma
função do diâmetro medido do tronco. A curva da pressão
pode ser ajustada separadamente para cada espécie de
árvore. Selecionando-se a espécie de árvore no lado
esquerdo do gráfico, a curva de pressão da espécie
selecionada é imediatamente plotada.

–UN–18SEP06
T217783
PY10832,0000057 –19–08APR02–1/1

Ponto de pressão ativo

O gráfico possui cinco pontos de pressão ajustáveis que


podem ser ativados clicando nos mesmos. O ponto fica
em vermelho, indicando que está ativo e, ao ser
desativado, volta à sua cor original. Depois que o ponto
for selecionado, ele pode ser arrastado para qualquer
outra posição no gráfico, mas sem ultrapassar nenhum
outro ponto existente. Os seguintes valores também serão
mostrados ao lado do ponto, em uma tabela de dados:

• Diâmetro (mm)
• Corrente (mA)
• Pressão (bar), caso o sensor de pressão tenha sido
instalado na válvula e conectado ao módulo do
cabeçote.

JK11466,0000020 –19–31OCT07–1/1

082-1 092208

PN=96
Rolos de alimentação (menu 7-2)

Escalas

O eixo horizontal (diâmetro) é graduado de 0 mm até à


abertura máxima referente ao cabeçote selecionado. O
eixo vertical (corrente) deve ser graduado de 0 mA até ao
valor máximo da definição de pressão máxima dos FR
(rolos de alimentação).

Tanto os pontos de canto (esquerdo e direito) quanto o


ponto médio arredondado possuem legendas para
mostrar seu valor (diâmetro + corrente) próximo ao ponto
ajustável.

JK11466,0000021 –19–31OCT07–1/1

Maximum pressure (mA) (Pressão máxima)

Define a pressão máxima possı́vel dos rolos de


alimentação. A pressão real durante a alimentação será
sempre limitada a, no máximo, esse valor. No gráfico,
essa pressão máxima é indicada por uma linha tracejada.
Se a curva de pressão do rolo de alimentação exceder
esse limite, ela será ignorada, utilizando apenas a
pressão máxima.

JK11466,0000018 –19–25OCT07–1/1

082-2 092208

PN=97
Rolos de alimentação (menu 7-2)

Tilt down while feeding (on/off) (Inclinação


para baixo durante a alimentação)

Este parâmetro determina se a inclinação é comprimida


para baixo durante a alimentação automática ou manual,
ou seja, se a válvula de inclinação para baixo está ativa.
Se esse parâmetro estiver assinalado, a inclinação será
comprimida para baixo, para alimentação de até 150 cm,
caso o diâmetro medido no inı́cio da alimentação não seja
inferior a 160 mm. Depois da alimentação de mais de 150
cm, a inclinação volta a ser flutuante ou bloqueada,
dependendo do diâmetro medido e do valor do "Automatic
tilt lock (on/off)" (Bloqueio automático da inclinação).

Se o botão [rdquor]Open head” ou [rdquor]Open knives”


(respectivamente "Abrir cabeçote" ou "Abrir facas") for
pressionado ou a alimentação interrompida, a
compressão da inclinação é interrompida e volta a ser
flutuante.

A compressão da inclinação não está disponı́vel na


alimentação revertida.

NOTA: Esse parâmetro pode ser ativado ou desativado à


parte, para cada espécie de árvore.

NOTA: Para a compressão manual da inclinação,


pressione o botão "Tilt down" (Inclinar para baixo)
durante a alimentação. Depois de liberar o botão,
a inclinação volta a ser flutuante.

JK11466,0000022 –19–31OCT07–1/1

FR max pressure (mA) (Pressão máxima dos


FR)

Esse parâmetro determina o nı́vel máximo de pressão


(mA) na apanha e alimentação pelos rolos de
alimentação. Esse parâmetro também indica o limite
máximo da pressão em relação ao gráfico de pressão.

JK11466,0000023 –19–31OCT07–1/1

082-3 092208

PN=98
Rolos de alimentação (menu 7-2)

Pressure distance (Distância da pressão)

Determina a distância aplicável à pressão máxima nos


rolos de alimentação no momento do inı́cio da
alimentação. No inı́cio da alimentação, os rolos de
alimentação exigem uma pressão adicional contra o
tronco para não escorregar. Depois da alimentação
referente à distância da pressão, a pressão dos braços do
rolo de alimentação cai abaixo do nı́vel da pressão
indicado no gráfico, ou seja, com base no diâmetro
medido do tronco.

JK11466,0000024 –19–31OCT07–1/1

Special stem handling (Manuseio especial


dos troncos)

–UN–18SEP06
T217784

Continua na próxima página JK11466,0000025 –19–31OCT07–1/2

082-4 092208

PN=99
Rolos de alimentação (menu 7-2)

A janela [rdquor]Special stem handling” dá ao operador


parâmetros adequados para a alimentação e apanha de

–UN–07AUG08
troncos em situações especiais. Os parâmetros são
valores relativos em comparação com as configurações
originais. A inclinação para baixo durante a alimentação
pode ser ativada ou desativada. Pressionando o botão de

TA1046609
espécies por mais de 0,5 segundos, os parâmetros
especiais são ativados. A função "Special stem handling"
é, então, aplicada até ao próximo corte. Quando essa
funcionalidade estiver ativa, este sı́mbolo (d) será
mostrado na janela do modo de operação.

JK11466,0000025 –19–31OCT07–2/2

082-5 092208

PN=100
Ferramentas de desgalhamento (menu 7-3)
Gráfico

A curva da pressão determina a pressão de apanha das


facas de diâmetro durante a alimentação como uma
função do diâmetro medido do tronco. A curva da pressão
pode ser ajustada separadamente para cada espécie de
árvore. Selecionando-se a espécie de árvore no lado
esquerdo do gráfico, a curva de pressão da espécie
selecionada é imediatamente plotada.

–UN–25SEP06
T217785
Jk11466,74 –22–08APR02–1/1

Ponto de pressão ativo

O gráfico possui cinco pontos de pressão ajustáveis que


podem ser ativados clicando nos mesmos. O ponto fica
em vermelho, indicando que está ativo e, ao ser
desativado, volta à sua cor original. Depois que o ponto
for selecionado, ele pode ser arrastado para qualquer
outra posição no gráfico, mas sem ultrapassar nenhum
outro ponto existente. Os seguintes valores também serão
mostrados ao lado do ponto, em uma tabela de dados.

• Diâmetro (mm)
• Corrente (mA) para as facas de desgalhamento
superiores (UDK) e inferiores (LDK).
• Pressão (bar), caso o sensor de pressão tenha sido
instalado na válvula e conectado ao módulo do
cabeçote.

JK11466,0000026 –19–31OCT07–1/1

084-1 092208

PN=101
Ferramentas de desgalhamento (menu 7-3)

Escalas

O eixo horizontal (diâmetro é graduado de 0 mm até à


abertura máxima referente ao eixo vertical do cabeçote
(corrente) e graduado de 0 mA até ao valor da pressão
máxima do parâmetro "Upper DK" das facas superiores, e
de 0 mA até ao valor da pressão máxima do parâmetro
"Lower DK". Tanto os pontos de canto (esquerdo e
direito) quanto o ponto médio arredondado possuem
legendas para mostrar seu valor (diâmetro + corrente)
próximo ao ponto ajustável.

JK11466,0000027 –19–31OCT07–1/1

Max pressure (mA) (Pressão máxima)

Há um nı́vel máximo permitido da pressão para as facas


superiores. A pressão real durante a alimentação será
sempre limitada a, no máximo, esse valor. No gráfico,
essa pressão máxima é indicada por uma linha tracejada.
Se a curva de pressão das facas superiores exceder esse
limite, ela será ignorada, utilizando apenas a pressão
máxima.

JK11466,0000028 –19–31OCT07–1/1

084-2 092208

PN=102
Ferramentas de desgalhamento (menu 7-3)

Plot lower DK (Plotagem do DK inferior)

Quando essa opção estiver selecionada, a curva da


pressão referente às facas de desgalhamento inferiores
também será plotada.

• High pressure pulse range (Faixa de impulso de alta


pressão)
A faixa de impulso de alta pressão é usada pelo
diâmetro inferior e superior. Os valores dos diâmetros
são indicados por duas linhas finas no gráfico. Essas
linhas podem ser movimentadas horizontalmente (para
a esquerda ou para a direita). A diferença entre as
linhas especifica a faixa na qual os impulsos de alta
pressão são aplicados. A faixa é indicada por uma cor
de fundo diferente da do outro gráfico (sombreada). A
faixa de impulso de alta pressão pode ser definida
separadamente para cada espécie de árvore.
• Upper DK max. pressure (mA) (Pressão máx. da
faca desgalhadora superior)
Esse parâmetro determina o nı́vel máximo de pressão
(mA) na apanha e alimentação pelas facas de
desgalhamento superiores. Esse parâmetro também
indica o limite máximo da pressão em relação ao
gráfico de pressão.
• Upper DK max. pressure (mA) (Pressão máx. da
faca desgalhadora inferior)
Esse parâmetro determina o nı́vel máximo de pressão
(mA) na apanha e alimentação pelas facas de
desgalhamento inferiores.
Este parâmetro não é aplicável aos cabeçotes da linha
Waratah HTH600.
• Lower DK pressure in relation to upper DK pressure
(%)
Este parâmetro determina o nı́vel da pressão da faca
desgalhadora inferior em relação à pressão da faca
desgalhadora superior. A forma da curva das facas
superiores é sempre similar ao das facas superiores,
mas esse nı́vel pode ser ajustado usando este
parâmetro.
• DK high pressure interval (10 ms)
Este parâmetro determina o intervalo de tempo entre
impulsos consecutivos da pressão alta nas facas
desgalhadoras.
• DK high pressure pulse length (10 ms)

Continua na próxima página JK11466,0000029 –19–31OCT07–1/2

084-3 092208

PN=103
Ferramentas de desgalhamento (menu 7-3)

Este parâmetro determina a duração dos impulsos


consecutivos da pressão alta nas facas desgalhadoras.
Ajustando o comprimento do impulso da pressão alta
das DK como 0, os impulsos são totalmente
desativados.

JK11466,0000029 –19–31OCT07–2/2

084-4 092208

PN=104
Ferramentas de desgalhamento (menu 7-3)

Impulsos de abertura

O impulso de abertura (Opening pulse) é usado para


reduzir a pressão das facas desgalhadoras para facilitar o
deslocamento do tronco no inı́cio da alimentação. Os
impulsos de abertura de tempo e distância de abertura
definidos.

• Opening time fwd (10ms) (Tempo de abertura para a


frente)
As facas desgalhadoras são abertas pelo tempo
definido aqui quando do inı́cio da alimentação para a
frente. Elas permanecem na posição atingida, pelo
tempo definido, até o final do impulso de abertura.

–UN–14SEP06
Depois do impulso de abertura, elas voltam à pressão
normal.
• Opening time bwd (10ms) (Tempo de abertura para
trás)

T217900
É o mesmo que o tempo de abertura para a frente, mas
opera quando do inı́cio da alimentação para trás.
Também compensa o aumento de diâmetro que é
inevitável ao trabalhar no sentido inverso em um tronco
normal. O mesmo perı́odo de tempo é usado para abrir
por impulso as facas desgalhadoras continuamente
durante a inversão. O intervalo da abertura por impulso
é determinado pelo parâmetro [rdquor]Pulse period feed
backwards” (Perı́odo do impulso de alimentação para
trás).
• Opening distance (cm) (Distância de abertura)
Esse parâmetro define a duração do impulso de
abertura e é usado em conjunto com os impulsos de
abertura, tanto na alimentação para a frente quanto
para trás.
Se a distância de abertura for muito pequena, isso
pode reduzir o tempo de abertura predefinido como um
tempo maior.
• Min time between pulses (10ms) (Tempo mı́n. entre
impulsos)
Esse parâmetro define o menor perı́odo de tempo entre
as aberturas por impulso, quando a direção de
alimentação é mudada.
Por exemplo,

Continua na próxima página JK11466,0000019 –19–25OCT07–1/2

084-5 092208

PN=105
Ferramentas de desgalhamento (menu 7-3)

quando o tronco fica preso, a alimentação é invertida e


volta para a frente novamente. Se você tiver um
perı́odo de tempo longo (por exemplo, 60) entre as
aberturas por impulso, o tronco não escorregará para
fora do cabeçote. No entanto, com um perı́odo de
tempo curto (por exemplo, 2), o tronco pode escorregar
para fora do cabeçote.
• Pulse period feed backwards (10ms) (Perı́odo do
impulso de alimentação para trás)
As aberturas por impulso das facas desgalhadoras
compensam o diâmetro crescente na alimentação
inversa. Esse parâmetro define o perı́odo de tempo
entre aberturas por impulso e trabalha com o parâmetro
[rdquor]Opening time bwd” (Tempo de abertura para
trás).
Para acessar o modo de teste, pressione o botão F4
nos menu 7-2. Pressionando o botão F4, é necessário
selecionar um dos parâmetros. O menu do modo de
teste das facas desgalhadoras ou dos rolos de
alimentação será acessado segundo o parâmetro
selecionado. Nem todos os parâmetros podem ser
ajustados no modo de teste, e também não é possı́vel
acessar o modo de teste pelos mesmos.

JK11466,0000019 –19–25OCT07–2/2

084-6 092208

PN=106
Modo de teste para apanha
Generalidades

O modo de teste é usado para medir a influência dos


parâmetros de incremento da pressão (inclusive os
parâmetros da pressão máxima e mı́nima) na pressão de
apanha em diferentes diâmetros do tronco, sem usar um
tronco.

Durante o teste, o cabeçote harvester não coletará


nenhum tronco. Antes da medição, o diâmetro do tronco
selecione e uma espécie, cujos parâmetros serão usados,
são inseridos no menu de teste.

No modo de teste, as válvulas de redução da pressão de


apanha das facas desgalhadoras ou dos rolos de
alimentação são operadas de acordo com as leituras
simuladas no sensor. O cabeçote será fechado no inı́cio
do teste e não se moverá após isso. Como resultado do
teste, a corrente de controle das válvulas usadas na
apanha são mostrados em [rdquor]HHM’s outputs”

–UN–20DEC07
(Resultados da HHM).

No menu de teste, é possı́vel ajustar os parâmetros que


influenciam os resultados da medição. Depois, é possı́vel

T218777
testar, na prática, a influência dos parâmetros.
Selecionando [rdquor]Stop test” (Parar teste), é possı́vel
fazer ajustes depois de interromper o teste anterior.

Se o teste levar a parâmetros melhores, selecione


[rdquor]Save changes” (Salvar modificações) para
memorizar os valores do parâmetro real. As modificações
podem ser salvas por espécie ou para todas as espécies
Caso contrário, as alterações feitas durante os testes não
irão afetar os parâmetros da máquina de forma
permanente. Para sair do modo de teste, use o comando
[rdquor]Cancel” (Cancelar).

O botão [rdquor]Calibrate” (Calibrar) não estará em uso.

Exemplo: Teste e ajuste da pressão de apanha das facas


desgalhadoras ou dos rolos de alimentação no modo de
teste sem ajuste de válvula mecânica. Os valores corretos
da pressão podem ser encontrados no manual do
cabeçote harvester.

Continua na próxima página JK11466,000001E –19–30OCT07–1/5

085-1 092208

PN=107
Modo de teste para apanha

Test mode (F4) (Modo de teste)

Não retire o tronco do cabeçote antes do teste. Durante o


teste, indique as espécies de árvore cujos parâmetros
serão usados.

No modo de teste, as válvulas de redução da pressão de


apanha das facas desgalhadoras ou dos rolos de
alimentação são operadas de acordo com as leituras
simuladas no sensor. O cabeçote será fechado no inı́cio
do teste e não se moverá após isso. Como resultado do
teste, a corrente de controle da válvula e os diâmetros
usados na apanha são mostrados no ponto de ajuste.

Se o teste apresentar resultados de ajuste melhores, e as


alterações forem salvas nos dados da espécie
selecionada no menu de teste, você pode salvar essas
alterações nos parâmetros atuais clicando no botão
[rdquor]Save changes” (Salvar modificações). Os
parâmetros são salvos no arquivo *.mas. Para copiar os
parâmetros para todas as espécies, clique no botão
[rdquor]Copy to other species” (Copiar em outras
espécies). As alterações feitas durante os testes e que
não forem salvas não irão afetar os parâmetros da
máquina de forma permanente.

Para sair do modo de teste sem salvar as modificações,


pressione o botão [rdquor]Cancel” (Cancelar)

O botão [rdquor]Calibrate” (Calibrar) não estará em uso.

Exemplo: Teste e ajuste da pressão de apanha das


facas desgalhadoras ou dos rolos de alimentação no
modo de teste sem ajuste de válvula mecânica. Os
valores corretos da pressão podem ser encontrados no
manual do cabeçote harvester.

1. Pressão máxima de apanha


a. Corrente máxima de apanha: 900. Pressão mı́nima:
600.
b. Iniciar teste. O teste é ativado usando o botão de
alimentação para a frente.
c. Use um indicador de pressão para medir a pressão
no ponto de medição da apanha. Pare o teste.
d. Se a leitura da pressão não estiver correta, ajuste o
valor da pressão mı́nima e repita o teste.

Continua na próxima página JK11466,000001E –19–30OCT07–2/5

085-2 092208

PN=108
Modo de teste para apanha

e. Quando a pressão estiver correta, copie a leitura do


valor de pressão mı́nima para o valor de corrente
máxima de apanha.

2. Pressão mı́nima da apanha


a. Diâmetro para teste dos parâmetros: 90 mm.
Pressão mı́nima: 150. Durante o teste das facas
desgalhadoras, ajuste a relação de pressão das
facas para 100 ou segundo o valor predefinido do
cabeçote.
b. Iniciar teste. O teste é ativado usando o botão de
alimentação para a frente.
c. Use um indicador de pressão para medir a pressão
no ponto de medição da apanha. Pare o teste.
d. Se a leitura da pressão não estiver correta, ajuste o
valor da pressão mı́nima e repita o teste. Facas
desgalhadoras: Comece medindo a pressão das
facas superiores e ajuste-a segundo o valor correto,
regulando o valor de pressão mı́nima.
Em seguida, meça a pressão das facas inferiores e
ajuste-a usando a relação de pressão das facas
(([rdquor]Lower DK pressure in relation to upper DK
pressure” (Pressão da faca desgalhadora inferior
em relação à pressão da faca desgalhadora
superior)).
Quando obtiver parâmetros práticos, salve as
alterações antes de sair do modo de teste.

Em seguida, meça a pressão das facas inferiores e


ajuste-a usando a relação de pressão das facas
(([rdquor]Lower DK pressure in relation to upper DK
pressure” (Pressão da faca desgalhadora inferior em
relação à pressão da faca desgalhadora superior)).

Parâmetro básico de apanha de troncos para facas


desgalhadoras e rolos de alimentação

1. Encontrando o ponto de referência

Continua na próxima página JK11466,000001E –19–30OCT07–3/5

085-3 092208

PN=109
Modo de teste para apanha

NOTA: Os parâmetros devem ser verificados e ajustados


no modo de teste, garantindo que as funções do
cabeçote harvester não se alterem, uma vez que
for fechado!

Isso só é necessário no caso de cabeçotes com


válvulas de pressão mı́nima ajustáveis
mecanicamente.
Antes de configurar a pressão mı́nima, será necessário
encontrar o valor do parâmetro que corresponda à
pressão mecânica mı́nima da válvula proporcional. Isto
significa que, se o parâmetro for configurado acima
desse valor, a pressão aumentará. Diminuir o valor
não reduzirá a pressão.
As instruções sobre como encontrar o ponto de
referência, pode ser usado tanto para os rolos de
alimentação como para as facas desgalhadoras.
a. Conecte um manômetro de 25 MPa ao ponto de
medição (pressão de apanha nos rolos de
alimentação ou das facas desgalhadoras
superior/inferior) no cabeçote harvester.
b. Ajuste o diâmetro do ponto mı́nimo do gráfico para
o teste de parâmetros em 90 mm, garantindo que
as fases de aumento da pressão não tenham efeito.
Ajuste o ponto mı́nimo segundo a corrente inferior
(por exemplo, 20) e, quando as facas
desgalhadoras forem testadas, ajuste a relação de
pressão das facas em 100 ou segundo predefinido,
garantindo que não afetem a pressão.
c. Ajuste o parâmetro mı́nimo atual da apanha em
uma leitura mais alta, por exemplo, 300.
d. Inicie o teste como antes. Verifique a leitura de
pressão no medidor de pressão. Esta deve ser
maior que a pressão medida anteriormente no
estágio C.
e. A bobina da válvula proporcional estará
ligeiramente fechada.
f. Reduza gradualmente o parâmetro mı́nimo atual da
apanha. Verifique a pressão do manômetro de cada
parâmetro, como mostrado acima.
g. Se houver apenas uma pequena reação no
manômetro, você terá encontrado o ponto de
referência.

Continua na próxima página JK11466,000001E –19–30OCT07–4/5

085-4 092208

PN=110
Modo de teste para apanha

h. Verifique se a leitura do manômetro é idêntica à


pressão mecânica mı́nima medida no ponto C. Se a
leitura do manômetro for superior a esse valor,
repita os passos F...H, caso contrário continue com
o ponto 2.

2. Configuração dos dados


Diminua o valor de [rdquor]FR pressing min. current”
(Corrente máxima de pressão dos rolos de
alimentação) em 10 % em relação ao ponto de
referência. Depois, ajuste o parâmetro "FR pressure
increase” (Aumento da pressão dos rolos de
alimentação) em um valor, no qual os troncos
permaneçam firmes no cabeçote harvester em todos
os diâmetros, sem dificultar a alimentação.
Diminua o valor de [rdquor]DK min. pressure current”
(Pressão mı́nima atual das FD) em 10 % em relação
ao ponto de referência. Depois, ajuste o parâmetro
"DK pressure increase” (Ajuste da pressão das DK) em
um valor, no qual os troncos permaneçam firmes no
cabeçote harvester em todos os diâmetros, sem
reduzir em excesso a velocidade das facas
desgalhadoras.

JK11466,000001E –19–30OCT07–5/5

085-5 092208

PN=111
Generalidades (menu 7-4)
Cabeçote harvester

• DK open time (10 ms) (Tempo de abertura das DK)


Esse parâmetro determina o tempo de abertura das
facas desgalhadoras enquanto o cabeçote harvester
estiver aberto. Esse parâmetro pode ser usado para
limitar a abertura das facas, caso seja necessário.
Pressionando o botão de ativação [rdquor]Open head”
(Abrir cabeçote) durante mais tempo do que o tempo
de abertura das facas desgalhadoras (DK), estas serão
abertas inteiramente.
• FR open time (10 ms) (Tempo de abertura dos FR)
Esse parâmetro determina o tempo de abertura dos
rolos de alimentação enquanto o cabeçote harvester

–UN–20DEC07
estiver aberto. O parâmetro pode ser usado para limitar
a abertura dos braços dos rolos de alimentação, se
necessário.
Se o botão de ativação [rdquor]Open head” (Abrir

T218776
cabeçote) for pressionado durante mais tempo que o
perı́odo de abertura dos rolos de alimentação, ou se o
tempo de abertura das facas desgalhadoras for menor
que o tempo de abertura dos rolos de alimentação, os
braços dos rolos de alimentação serão abertos
inteiramente.
• FR closing delay (10 ms) (Atraso no fechamento
dos FR)
Esse parâmetro determina o retardo entre o
fechamento dos braços dos rolos de alimentação e o
fechamento do cabeçote harvester. Quando o cabeçote
estiver sendo fechado, haverá um certo retardo até que
os braços dos rolos de alimentação também sejam
fechados.. Esse atraso deve-se a esse parâmetro. Para
fechar as facas gradualmente, pressione rapidamente o
botão de ativação [rdquor]Close head” (Fechar
cabeçote) várias vezes.
Se o botão de ativação [rdquor]Close head” (Fechar
cabeçote) for pressionado durante mais tempo do que o
estabelecido, os braços dos rolos de alimentação
poderão fechar-se.
• DK maximum closing current (mA) (Corrente
máxima de fechamento das DK)
Este parâmetro é usado apenas para modelos antigos
de cabeçote.
• Rotator max. current (mA) (Corrente máxima do
rotor)

Continua na próxima página JK11466,000001C –19–30OCT07–1/2

086-1 092208

PN=112
Generalidades (menu 7-4)

Este parâmetro determina a corrente máxima do rotor,


necessária para o controle do último.

JK11466,000001C –19–30OCT07–2/2

086-2 092208

PN=113
Generalidades (menu 7-4)

Alimentação lenta e inversa

• Slow feed current (mA) (Corrente de alimentação


lenta)

CUIDADO: Quando a funcionalidade


[rdquor]slow feed” (alimentação lenta) estiver
sendo usada, não é possı́vel interromper a
alimentação automática usando os botões de
alimentação.

Esse parâmetro pode ser usado para a alimentação


manual de um tronco a uma velocidade baixa, sempre
que necessário. Aqui é indicada uma corrente de
controle inferior à do parâmetro de alimentação normal,
permitindo que o tronco continue sendo movimentado.
Se essa funcionalidade não estiver sendo usada, todos
os botões de alimentação funcionarão normalmente. As
funções podem ser atribuı́das a qualquer botão do
joystick.
Pressionando o botão de [rdquor]slow feed”
(alimentação lenta) durante a alimentação automática, o
processo não é interrompido, apenas a velocidade de
alimentação é diminuı́da. Liberando o botão, a
velocidade de alimentação volta ao normal. Alcançando
a janela de corte durante a alimentação lenta, esta
parará.
• Creep feed current (mA) (Corrente de alimentação
inversa)
Usando este parâmetro, é possı́vel definir a velocidade
adequada para a alimentação inversa. Depois da
apanha de uma árvore, é possı́vel inverter a direção do
cabeçote harvester a baixa velocidade, na direção do
fim do tronco, para pegar o tronco na posição mais
baixa possı́vel. Essa velocidade também pode ser
usada, caso o sensor da posição inicial da serra não
emita nenhum sinal.

Se o sabre ficar preso atrás do tronco, depois do corte de


alimentação, para liberá-lo, inverta a alimentação durante
alguns instantes.

JK11466,000002B –19–02NOV07–1/1

086-3 092208

PN=114
Generalidades (menu 7-4)

Modo Euca

O modo Euca foi projetado para receber funcionalidades


úteis no processamento de eucalipto, ou seja,
processando troncos desde uma pilha. A medição do
comprimento não se encontra disponı́vel entre as
diferentes funcionalidades do modo Euca, mas estas
contam com a roda de medição durante o processamento
de eucaliptos

• Euca mode (on/off)


Este parâmetro determina se o processamento do
modo Euca está ou não ativo. Se esse parâmetro não
estiver habilitado, não será possı́vel ativar o modo Euca
e aplicar as funcionalidades descritas abaixo.
Quando estiver habilitado, o modo Euca é ativado
sempre que o cabeçote harvester for aberto. No
entanto, também é possı́vel ativar esse modo usando o
botão [rdquor]Euca activate” (Ativar Euca). Quando o
modo Euca estiver ativo, aparecerá um sı́mbolo na tela
no modo de operação.
Para fechar o modo Euca, pode-se pressionar o botão
[rdquor]Euca activate” (Ativar Euca), [rdquor]Saw”
(Sabre) ou [rdquor]Zero the length” (Zerar o
comprimento).
Para interromper o modo Euca pressione o botão
[rdquor]Feed fwd/bwd” (Alimentar para a frente/para
trás), [rdquor]Slow feed fwd/bwd” (Alimentar lentamente
para a frente/para trás), [rdquor]Stop” (Parar) ou
[rdquor]Open/close head” (Abrir/fechar cabeçote).

JK11466,000002C –19–02NOV07–1/1

086-4 092208

PN=115
Generalidades (menu 7-4)

Boot end reversing (Reversão da


extremidade)

A funcionalidade "Boot end reversing" é uma seqüência


de reversão da alimentação e voltar para a mesma
posição onde tinha começado, útil para o descascamento
da extremidade do tronco de eucaliptos.

Esta função só estará habilitada se o modo Euca estiver


ativo. Para ativá-la, use o botão [rdquor]Euca butt rever
se”. Pressionando o botão, o procedimento pode ser
repetido o número de vezes considerado necessário.

• Boot end rever se distance (cm) (Distância de


reversão de extremidade do tronco)
Este parâmetro determina a distância de alimentação
no sentido inverso do cabeçote harvester depois que o
botão [rdquor]Boot end rever se” for pressionado. O
cabeçote é alimentado no sentido inverso em toda a
distância de percurso de reversão indicada, e volta para
a mesma posição onde começou. Essa função serve
para ajudar a descascar extremidades do tronco de
árvores de eucalipto depois de derrubadas ou cortes de
referência
Essa função só estará disponı́vel se o modo Euca tiver
sido ativado.
• Boot end rever se speed (mA) (Velocidade de
reversão da extremidade do tronco)
Este parâmetro determina a velocidade de reversão
com a qual o cabeçote harvester faz a alimentação no
sentido inverso, depois que o botão [rdquor]Boot end
rever se” for pressionado. O cabeçote é alimentado no
sentido inverso em toda a distância de percurso de
reversão indicada, e volta para a mesma posição onde
começou. Essa função serve para ajudar a descascar
extremidades do tronco de árvores de eucalipto depois
de derrubadas ou cortes de referência
• DKs lacta open (Yes/No) (Travamento das DKs
abertas (Sim/Não))
Este parâmetro determina se o cabeçote harvester é
comprimido para baixo e travado quando da abertura
das facas desgalhadoras superiores para a apanha de
um novo tronco a ser processado. Quando essa opção
estiver selecionada, o travamento estará ativo.

JK11466,000002D –19–02NOV07–1/1

086-5 092208

PN=116
Generalidades (menu 7-4)

Euca debarking (Euca - Descascamento)

O "Euca debarking" refere-se ao descascamento do


eucalipto sem medir o comprimento, simultaneamente.

O descascamento manual compreende a alimentação


manual para a frente e para trás, com as rodas de
medição do comprimento paradas.

O descascamento automático compreende o uso de


pré-seleções, sem usar os atributos de comprimento
(como o comprimento previsto), atendendo apenas aos
requisitos de SED mı́nimo. Durante o descascamento
automático, o sistema alimenta o tronco até o SED
mı́nimo da pré-seleção escolhida e, em seguida, faz a
alimentação no sentido inverso, até voltar ao original.

Esta função só estará habilitada se o modo Euca estiver


ativo. Para ativá-la, use o botão [rdquor]Euca activate”.

JK11466,0000030 –19–02NOV07–1/1

Limpeza do cabeçote no modo Euca

"Euca caiam" é uma seqüência de operações automáticas


do cabeçote harvester que podem ser usadas para
eliminar excesso de lascas de eucalipto presas no
cabeçote. Essa seqüência compreende a abertura e
fechamento dos braços dos rolos de alimentação,
seguidos da abertura e fechamento das facas
desgalhadoras. Para ativar essa função, pressione o
botão [rdquor]Euca head caiam” (Limpar cabeçote do
eucalipto).

Essa função só estará disponı́vel se o modo Euca tiver


sido ativado.

JK11466,0000031 –19–02NOV07–1/1

086-6 092208

PN=117
Diversos (menu 7-5)
Controle da função de inclinação do
cabeçote harvester

Há quatro diferentes nı́veis de funcionalidade para


controlar a inclinação do cabeçote harvester.

NÍVEL DE INCLINAÇÃO AUTOMÁTICA (0 a 3)

Nı́vel de inclinação 0

No Nı́vel 0, a inclinação é controlada de forma


inteiramente manual:

Botão TILT_UP:

–UN–11JAN08
• Quando pressionado, esse botão controla a inclinação
para cima. Liberando o botão, a inclinação volta para o
modo flutuante.

T218833
Botão TILT DOWN:

• Quando pressionado, esse botão controla a inclinação


para baixo. Liberando o botão, a inclinação volta para o
modo flutuante.

Nı́vel de inclinação 1

Botão TILT_UP:

• Pressionando o botão uma vez, a inclinação sobe e a


posição de inclinação para cima é mantida sob
controle.

Botão TILT DOWN:

• Pressionando esse botão, a inclinação é liberada e


volta para o modo flutuante.

FELLING CUT (CORTE DE DERRUBADA):

• Durante o corte de derrubada, a inclinação passa para


o modo flutuante. Se necessário, pode-se cancelar o
modo flutuante pressionando o botão TILT_UP durante
o corte de derrubada.

Nı́vel de inclinação 2

Botão TILT_UP:

Continua na próxima página JM50313,000001D –19–30OCT07–1/4

087-1 092208

PN=118
Diversos (menu 7-5)

• Pressionando o botão uma vez, a inclinação sobe e a


posição de inclinação para cima é mantida sob
controle.

Botão TILT DOWN:

• Pressionando esse botão, a inclinação é liberada e


volta para o modo flutuante.

Botão HEAD_OPEN:

• Pressionando esse botão além do perı́odo de tempo


definido no parâmetro "Auto Tilt Dela" (Retardo da
inclinação automática), a inclinação sobe.

FELLING CUT (CORTE DE DERRUBADA):

• Depois do corte de derrubada, a inclinação passa para


o modo flutuante. Se necessário, pode-se cancelar o
modo flutuante pressionando o botão TILT_UP durante
o corte de derrubada.

Nı́vel de inclinação 3

Botão TILT_UP:

• Pressionando o botão uma vez, a inclinação sobe e a


posição de inclinação para cima é mantida sob
controle.

Botão TILT DOWN:

• Pressionando esse botão, a inclinação é liberada e


volta para o modo flutuante.

Botão HEAD_OPEN:

• A inclinação sobe de forma automática depois que o


perı́odo de tempo definido no parâmetro "Auto Tilt Dela"
(Retardo da inclinação automática) expirar.

FELLING CUT (CORTE DE DERRUBADA):

• Depois do corte de derrubada, a inclinação passa para


o modo flutuante. Se necessário, pode-se cancelar o
modo flutuante pressionando o botão TILT_UP durante
o corte de derrubada.

Continua na próxima página JM50313,000001D –19–30OCT07–2/4

087-2 092208

PN=119
Diversos (menu 7-5)

BLOQUEIO DA INCLINAÇÃO EM UM ÂNGULO

No caso de cabeçotes harvester equipados com a válvula


"Tilt Flat" (Inclinação flutuante), é possı́vel bloquear a
inclinação no ângulo desejado.

Para bloquear a inclinação em um ângulo desejado, use a


combinação dos botões F2 + TILT_UP ou F2 +
TILT_DOWN para ativar o modo de bloqueio. Depois de
ter pressionado a combinação de botões uma vez, para
mudar o ângulo, pressione apenas os botões TILT_UP ou
TILT_DOWN.

Quando a serragem for ativada, a inclinação volta para o


modo flutuante.

DIREÇÃO DA INCLINAÇÃO

O parâmetro de direção da inclinação "Tilt direction" é


afetado apenas se o modo "Auto Tilt Level" 2 ou 3 estiver
ativo.

O parâmetro predefinido da direção de inclinação é "Up"


(Para cima). Essa operação está interligada à função
HEAD_OPEN, como descrito no capı́tulo "Nı́vel de
inclinação automática".

A opção "Down" pode ser usada durante o


processamento, para facilitar a coleta de troncos em uma
pilha. Quando o modo HEAD_OPEN estiver ativo, por
exemplo, para o acabamento de um tronco, a inclinação
será comprimida para baixo, de forma automática. O
perı́odo de tempo da compressão é definido por padrão.

RETARDO DA INCLINAÇÃO AUTOMÁTICA

O parâmetro "Auto Tilt delay" é alterado pela função "Auto


Tilt Level" 2 e 3, caso a função HEAD_OPEN esteja ativa.

No nı́vel 2, o parâmetro "Auto Tilt Dela" define o perı́odo


de tempo que o botão HEAD_OPEN deve ser
pressionado para que a inclinação suba automaticamente.

No nı́vel 3, o parâmetro "Auto Tilt Dela" define o perı́odo


de tempo que deve ter decorrido depois que o botão
HEAD_OPEN tenha sido pressionado, antes que a
inclinação suba automaticamente.

Continua na próxima página JM50313,000001D –19–30OCT07–3/4

087-3 092208

PN=120
Diversos (menu 7-5)

COMPRESSÃO DA INCLINAÇÃO

O parâmetro "Tilt nodoe" define o perı́odo de tempo em


que a inclinação é controlada depois que "DT close"
(Fechar inclinação para baixo) tiver sido ativado. Esse
parâmetro é alterado pelos "Auto Tilt Level" 1, 2 e 3.

JM50313,000001D –19–30OCT07–4/4

087-4 092208

PN=121
Diversos (menu 7-5)

Manipulação de feixes

• A funcionalidade "Boné handling" (ou manipulação


multi-árvores, MTH) habilita a derrubada de mais de
uma árvore antes da inclinação para baixo e começar o
desgalhamento das árvores. Para ativar a manipulação
de feixes, pressione o botão [rdquor]Tilt up” antes da
derrubada. O ı́cone de manipulação dos feixes é
exibido na tela no modo de operação, confirmando sua
ativação.
Depois, o cabeçote harvester permanece inclinado para
cima, enquanto a manipulação dos feixes não terminar,
pressionando o botão [rdquor]Tilt down” (Inclinação
para baixo), de forma que a inclinação volta para o
modo flutuante, para desgalhamento e processamento.
A manipulação dos feixes pode ser feita com ou sem
ganchos adicionais. Há um parâmetro de ajuste para o
caso de uso de ganchos, e dois parâmetros de
temporização, no caso de não usar ganchos.
• 3 opções disponı́veis
a. On/off
A manipulação dos feixes é desativada e não pode
ser ativada usando o botão [rdquor]Tilt up” antes da
derrubada.
b. No clamas
O modo de manipulação dos feixes sem ganchos
adicionais é ativado. Para ativar o modo de
manipulação de feixes, pressione o botão [rdquor]Tilt
up” antes da derrubada. Para esse modo, é
necessário ajustar os parâmetros "FR open delay"
(Retardo de abertura dos FR) e "FR open duration"
(Tempo de abertura dos FR).
c. Writ clamas
O modo de manipulação dos feixes com ganchos
adicionais é ativado. Para ativar o modo de
manipulação de feixes, pressione o botão [rdquor]Tilt
up” antes da derrubada. Nesse modo, é necessário
ajudar o parâmetro "Clamas open duration" (Tempo
de abertura dos ganchos).

• FR open delay (10 ms) (Retardo de abertura dos FR)


Este parâmetro determina o atraso na abertura dos
braços dos rolos de alimentação depois de fechar as
facas desgalhadoras. Depois do perı́odo de retardo de
abertura dos FR, os rolos de alimentação são abertos.

Continua na próxima página JK11466,0000033 –19–02NOV07–1/2

087-5 092208

PN=122
Diversos (menu 7-5)

Esse parâmetro é aplicável apenas se "Boné handling"


estiver configurado como "No clamas" (Sem ganchos).
• FR open duration (10 ms) (Tempo de abertura dos
FR)
Este parâmetro determina o tempo de abertura dos
braços dos rolos de alimentação depois de fechar as
facas desgalhadoras. Depois que o tempo de abertura
dos FR vencer, os rolos de alimentação são abertos.
Essa modalidade permite abrir o cabeçote e manter um
modelo da árvore derrubada, para a apanha da próxima
árvore, de forma similar.
Esse parâmetro é aplicável apenas se "Boné handling"
estiver configurado como "No clamas" (Sem ganchos).
• Clamas open duration (10 ms) (Duração da abertura
dos ganchos)
Este parâmetro determina o tempo de abertura dos
ganchos depois da apanha e começo da derrubada de
uma árvore. Depois que esse perı́odo vencer,
os ganchos são fechados. Essa modalidade permite
abrir o cabeçote e manter um modelo da árvore
derrubada, para a apanha da próxima árvore, de forma
similar. O mesmo perı́odo de duração da abertura é
aplicado quando o botão "Tilt down" é pressionado para
começar a processar árvores em feixe.
Esse parâmetro é aplicável apenas se "Bunch handling"
estiver configurado como "With clamps" (Com
ganchos).

JK11466,0000033 –19–02NOV07–2/2

087-6 092208

PN=123
Diversos (menu 7-5)

Passagem automática de partes tortas

A passagem automática de partes tortas é o nome


combinado de várias funções que têm como objetivo
tornar mais fácil o trabalho do operador em troncos
particularmente difı́ceis de desgalhar. Entre os exemplos
estão troncos com muitos nós, irregulares ou curvos e
troncos com duas copas.

A passagem automática de partes tortas compreende


vários parâmetros que influenciam a função das facas
desgalhadoras e a inclinação do cabeçote e que só
podem ser usados se o nı́vel de passagem automática de
partes tortas 1 ou 2 estiver selecionado. As funções são

–UN–20DEC07
idênticas, independentemente do seu nı́vel de
configuração. A única diferença são os botões disponı́veis
para o controle dessas funções.

T218778
Quando estiver ativo, o sistema exibe um ı́cone na tela do
modo de operação.

Passagem automática de partes tortas (3 opções)

• Level 0
A passagem automática de partes tortas está
desabilitada.
• Level 1
A passagem automática de partes tortas está
habilitada. Os botões de corte, alimentação para trás e
alimentação para a frente no teclado de comando,
assim como os botões de comprimento 7 e 8, perderão
suas funções originais.
• Level 2
A passagem automática de partes tortas está
habilitada. Os botões de cores A, B e C, no teclado de
comando, assim como os botões de comprimento 7 e
8, perderão suas funções originais.
• Open time upper DK (10 ms) (Tempo de abertura da
DK superior)
Este parâmetro é ativado somente se a passagem
automática de partes tortas estiver habilitada (nı́vel 1 ou
2).
Pressionando (1) no teclado de comando (nı́vel 1) ou
cor A (nı́vel 2), você pode abrir as facas desgalhadoras
superiores no nı́vel desejado. [rdquor]Open time upper
DK” controla o quanto as facas chegam a se abrir.

Continua na próxima página JK11466,0000034 –19–02NOV07–1/3

087-7 092208

PN=124
Diversos (menu 7-5)

Mantendo o botão pressionado, as facas permanecerão


na posição máxima na qual foram abertas durante o
tempo de abertura. Quando o botão é liberado, as
facas desgalhadoras se fecham novamente.
• Open time lower DK (10 ms) (Tempo de abertura da
DK inferior)
Este parâmetro é ativado somente se a passagem
automática de partes tortas estiver habilitada (nı́vel 1 ou
2).
Pressionando o teclado de comando (nı́vel 1) ou cor B
(nı́vel 2), você pode abrir as facas desgalhadoras
superiores no nı́vel desejado. [rdquor]Open time lower
DK” controla o quanto as facas podem se abrir.
Mantendo o botão pressionado, as facas permanecerão
na posição máxima na qual foram abertas durante o
tempo de abertura. Quando o botão é liberado, as
facas desgalhadoras se fecham novamente.
• Tilt up time (10 ms) (Tempo de inclinação para
cima)
Este parâmetro é ativado somente se a passagem
automática de partes tortas estiver habilitada (nı́vel 1 ou
2). +Quando tiver manobrado o cabeçote harvester de
maneira que as facas desgalhadoras superiores tenham
se apoiado contra uma parte torta ou copa dupla, por
exemplo, você poderá mover o cabeçote além do
obstáculo pressionando (8), o que abre as facas
desgalhadoras superiores temporariamente, ao mesmo
tempo que emite um sinal temporário de inclinação
para cima.
Isso também pode ser conseguido pressionando
simultaneamente o teclado de comando esquerdo (nı́vel
1) ou cor C (nı́vel 2) (sinal temporário de inclinação
para cima) e (7) (facas superiores abertas
alternadamente).
Usando esse parâmetro, você pode definir o tempo
durante o qual a válvula de inclinação para cima deverá
ser controlada quando esses botões forem
pressionados. Quando o tempo de inclinação para cima
tiver expirado, a inclinação voltará à posição flutuante.
• Open time DK flutter (10 ms) (Tempo de abertura
alternada das DK)
Este parâmetro é ativado somente se a passagem
automática de partes tortas estiver habilitada (nı́vel 1 ou
2).

Continua na próxima página JK11466,0000034 –19–02NOV07–2/3

087-8 092208

PN=125
Diversos (menu 7-5)

Pressionando-se (7), ativa-se a alternância das facas


desgalhadoras superiores. As facas desgalhadoras
serão, então, abertas e fechadas continuamente
durante a alimentação. [rdquor]Open time DK flutter”,
em conjunto com o parâmetro [rdquor]Intervala time DK
flutter”, controla a natureza da alternância. [rdquor]Open
time DK flutter” controla o quanto as facas podem se
abrir antes de serem fechadas de novo,
automaticamente.
A função permanecerá ativa até à próxima vez que
você pressionar (7).
• Intervala time DK flutter (10 ms) (Intervalo da
alternância das DK)
Este parâmetro é ativado somente se a passagem
automática de partes tortas estiver habilitada (nı́vel 1 ou
2).
O [rdquor]Intervala time DK flutter” determina o tempo
entre cada alternância, ou seja, a freqüência com que
as facas são abertas.

JK11466,0000034 –19–02NOV07–3/3

Localizar extremidade

A funcionalidade "Fenda end" serve para encontrar a


extremidade de um tronco, invertendo a direção para
essa extremidade, e necessita um sensor e fotocélula
para realizar a detecção e localização corretamente.

Esse parâmetro é aplicável apenas aos cabeçotes


Waratah HTH600 e Waratah H290.

JK11466,0000035 –19–02NOV07–1/1

087-9 092208

PN=126
Diversos (menu 7-5)
T218900 –UN–14FEB08

Show photocell sensor status (on/off)


(Mostrar status do sensor da fotocélula
(ativar/desativar))

O parâmetro determina se o sı́mbolo do status do sensor Sı́mbolo da fotocélula


da fotocélula é mostrado no modo de operação. Quando
estiver assinalado, o sı́mbolo é mostrado no modo de
operação.

Quando o sı́mbolo está em verde, isto indica que o


sensor da fotocélula está detectando a tora. A cor
vermelha indica que o sensor não está detectando nada
diante dele.

Se o cor do sı́mbolo permanecer em verde, mesmo que


não haja nenhum tronco no cabeçote, provavelmente o
sensor da fotocélula está bloqueado por resı́duos e não
funciona corretamente.

Este parâmetro não é aplicável a todos os cabeçotes da


Waratah.

• Main saw / butt sensor sensor ofsete (cm) (Serra


principal/Sensor de extremidade Deslocamento do
sensor (cm))
Main saw / butt sensor sensor ofsete (cm) (Vide a
figura (1) na próxima página)
Esse parâmetro é aplicável apenas aos cabeçotes
Waratah HTH600 e Waratah H290.

Continua na próxima página JK11466,0000036 –19–02NOV07–1/2

087-10 092208

PN=127
Diversos (menu 7-5)

• Max current for fendem end (mA) (Corrente máxima


para localização da extremidade)
Com esse parâmetro é de finada a velocidade de
operação dos rolos de alimentação durante o processo
de localização da extremidade. Normalmente é definida
em aproximadamente 60%. Se estiver rápida demais, a
máquina balançará, causando imprecisões na medição
e podendo jogar a tora através dos rolos de
alimentação.
Esse parâmetro é aplicável apenas aos cabeçotes
Waratah HTH600 e Waratah H290.

–UN–20DEC07
T218778
JK11466,0000036 –19–02NOV07–2/2

Alcance da fotocélula

Trata-se da área que detecta a presença de uma tora. Se


a tora for curta, sua extremidade não será detectada; se
for muito longa, outros objetos poderão ser detectados. O
alcance (2) é regulado através de um parafuso de ajuste
selado na fotocélula de localização da extremidade,
sendo ajustado de fábrica.

–UN–17DEC07
1—Desvio da fotocélula
2—Alcance da fotocélula
3—Ângulo da fotocélula T218758

JK11466,0000037 –19–02NOV07–1/1

087-11 092208

PN=128
Diversos (menu 7-5)

Ângulo da fotocélula

O ângulo da linha de detecção da fotocélula em relação à


horizontal. Esse ângulo deve ser definido de maneira que
a localização do final detecte árvores de pequeno
diâmetro (árvores com aproximadamente 20 cm (8") de
diâmetro). O ângulo da fotocélula (3) é ajustado de
fábrica, mas deve ser verificado periodicamente, uma vez
que pode se mover com o tempo.

–UN–17DEC07
1—Desvio da fotocélula
2—Alcance da fotocélula
3—Ângulo da fotocélula

T218758
JK11466,0000038 –19–02NOV07–1/1

087-12 092208

PN=129
Serragem (menu 8-1)
Generalidades

No modo de submenu, selecione [rdquor]Swing”


(Serragem, menu 8). Nesse menu, há três subtı́tulos
descritos nesta seção.

• Serragem (8-1)
• Marcação a cores (8)
• Generalidades (8-3)

–UN–12FEB08
T218898
PY10832,000005E –19–09APR02–1/1

091-1 092208

PN=130
Serragem (menu 8-1)

Nı́vel de serragem

O nı́vel de serragem é aplicável apenas à serra principal.


A serragem é indicada pressionando o botão "Saw” em
todos os nı́veis de serragem. A serragem sempre pode
ser interrompida pressionando o botão [rdquor]Saw”
durante a serragem.

Independentemente do nı́vel da serra, a interrupção da


serragem é feita no modo manual (nı́vel 0). Os mesmos
princı́pios também são aplicáveis para serragens
repetitivas.

No caso de serragem fora da janela de corte indicada na

–UN–12FEB08
seleção ativa, o sistema exige que o botão [rdquor]Saw”
seja pressionado duas vezes, depois de que a serragem
passe para o modo manual, confirmando ao sistema que
a serragem deve realmente ser executada. A derrubada

T218898
repetitiva e os cortes de referência são a exceção a esse
princı́pio, nos quais a serragem original pode ser repetida
no nı́vel de serragem predefinida, sem perder o nı́vel e
precisar pressionar o botão "Saw" duas vezes.

Level 1 (Nı́vel 1)

O nı́vel mais baixo da serragem automática. Nesse nı́vel,


é necessário calibrar a serra.

A serragem começa pressionando o botão [rdquor]Saw” e


permanece ativa enquanto o botão for mantido
pressionado. No entanto, assim que o limite de
profundidade para a calibração for alcançado, a serragem
pára e o sabre volta para a posição inicial.

O mesmo princı́pio é aplicável para a derrubada e corte


de referência.

Level 2 (Nı́vel 1)

O nı́vel médio da serragem automática. Nesse nı́vel, é


necessário calibrar a serra.

O princı́pio de serragem para derrubada é similar ao do


nı́vel 1.

Continua na próxima página JK11466,000003C –19–05NOV07–1/2

091-2 092208

PN=131
Serragem (menu 8-1)

O corte de referência começa pressionando o botão


[rdquor]Saw” e permanece ativo enquanto o botão for
mantido pressionado. No entanto, assim que o limite de
profundidade para a calibração for alcançado, a serragem
pára e o sabre volta para a posição inicial.

Level 3 (Nı́vel 1)

O nı́vel máximo da serragem automática. Nesse nı́vel, é


necessário calibrar a serra.

O corte na derrubada do tronco é ativado clicando no


botão "Saw". Assim que o limite de profundidade da
calibração for alcançado, a serragem pára e o sabre volta
para a posição inicial.

JK11466,000003C –19–05NOV07–2/2

091-3 092208

PN=132
Serragem (menu 8-1)

Calibração da serra

A calibração da serra é um procedimento que visa


encontrar uma relação adequada de trabalho entre as
informações do sensor de posição da serra (medida em
impulsos da serra) e a profundidade de serragem (medida
no diâmetro da tora, em mm). Essa relação é necessária
para poder avaliar a movimentação necessária da barra
de serragem da tora a ser cortada, quando do uso da
limitação do controle de serragem.

Calibração da serra

• A calibração é representada graficamente (diâmetro vs.

–UN–12FEB08
impulsos da serra)
• Pode ser feita durante o processamento ou
desbastamento de árvores.
• Pode ser feito de forma mais simples (iniciado) durante

T218898
dois cortes transversais.
• É necessário para os nı́veis de serragem 1-3 (em caso
de uso da limitação de controle).

A calibração da serra é feita em três passos


consecutivos:

• Inicialização
• Registro dos dados
• Calibração da serra

Ativação

Para começar a calibração da serra, faça o registro dos


dados de calibração, da seguinte forma:

1. Passe para o modo de configuração e acesse o menu


8-1, Serragem.
2. Clique no botão [rdquor]Saw calibration”.
3. A janela de calibração da serra é aberta.
4. A curva de sugestão de calibração da serra é plotada,
indicando os pontos de calibração. Ao fundo, também
é possı́vel ver a curva de calibração (atual e ativa) da
serra.
5. Se a curva ajustada parecer correta, vá para o passo
6. Caso contrário, clique em [rdquor]Close” (Fechar) e
passe para o modo de operação, continuando com o
registro de dados segundo indicado em [rdquor]Data
recording”.

Continua na próxima página JK11466,000003D –19–05NOV07–1/3

091-4 092208

PN=133
Serragem (menu 8-1)

6. Para calibrar a serra, clique em [rdquor]Aceita


calibration” (Aceitar calibração).
7. Será exibida uma mensagem, confirmando a
calibração da serra.
8. O nı́vel de serragem é redefinido de acordo com o
valor anterior ao começo da calibração da serra.
9. A nova curva calibração da serra é plotada sozinha,
sem indicar pontos de calibração.
10. A serra foi calibrado e a limitação do controle da
serra é disponibilizada novamente

Para cancelar a calibração da serra nesse momento,


pressione o botão [rdquor]Cancel calibration”. Dessa
forma, todos os pontos registrados dos dados de
calibração da serra e a curva atual de calibração da serra
permanecem inalterados.

JK11466,000003D –19–05NOV07–2/3

Ajuste do nı́vel

Para o ajuste fino da curva de calibração da serra, é


necessário ajustar o nı́vel correspondente. Assinale
[rdquor]Adjust level” e use os ponteiros em forma de seta
no lado direito da curva para ajustar o nı́vel.

–UN–12FEB08
T218899
JK11466,000003D –19–05NOV07–3/3

091-5 092208

PN=134
Serragem (menu 8-1)

Barra e motor da serra

• Saw bar feed delay in fell cut (10 ms) (Retardo na


alimentação do motor do sabre em corte de
derrubada)
Esse parâmetro determina o atraso entre a ativação do
motor da serra e alimentação do sabre durante a
derrubada. Quando do inı́cio da derrubada, primeiro é
necessário ativar o motor da serra. Depois do perı́odo
de retardo definido, começa a alimentação do sabre,
permitindo que o motor da serra alcance a velocidade
máxima antes de começar a derrubada.
• Saw bar feed delay (in crosscut) (10 ms) (Retardo
na alimentação do sabre - em corte transversal)

–UN–12FEB08
Esse parâmetro determina o atraso similar no caso de
atraso da alimentação do sabre no corte de derrubada
(vide acima), mas somente no caso de cortes
transversais.

T218898
• Saw bar feed pressure (mA) (Pressão de
alimentação do sabre)
Este parâmetro determina o nı́vel de pressão do sabre
quando da alimentação e é aplicável apenas aos
cabeçotes com controle proporcional da alimentação do
sabre.
Se o controle de serragem estiver sendo usado, este
parâmetro não estará disponı́vel.
• Saw bar retorna pressure (mA) (Pressão de retorno
do sabre)
Este parâmetro determina o nı́vel de pressão do sabre
quando este volta à posição inicial, depois da
alimentação e é aplicável apenas aos cabeçotes com
controle proporcional da alimentação do sabre.
• Saw motor max. current (mA) (Corrente máxima do
motor da serra)
Este parâmetro determina a velocidade do motor da
serra. Quanto maior for esse dado, maior será sua
potência de serragem. Este parâmetro é aplicável
apenas aos cabeçotes com controle proporcional do
motor da serra.
Este parâmetro não é aplicável aos cabeçotes da linha
Waratah HTH600.

Continua na próxima página JK11466,000003E –19–05NOV07–1/2

091-6 092208

PN=135
Serragem (menu 8-1)

NOTA: A velocidade máxima da corrente da serra é de


45 m/s. Esse parâmetro será usado se o
cabeçote harvester estiver equipado com uma
válvula proporcional da serra, para a configuração
da velocidade máxima da corrente da serra.

JK11466,000003E –19–05NOV07–2/2

091-7 092208

PN=136
Serragem (menu 8-1)

Sabre FlashCut

Este parâmetro é opcional e só pode ser acessado se a


máquina tiver esta opção que se encontra disponı́vel se o
cabeçote harvester tiver válvulas proporcionais de
controle do sabre e do motor da serra, além de um
sensor de velocidade de rotação do motor da serra. Para
a ativação do parâmetro FlashCut: vide o menu 8-3.

O comando FlashCut é usado apenas nos cortes


transversais. Depois de um corte de derrubada, é
necessário alimentar 30 cm do tronco antes que o
comando FlashCut seja ativado.

O controle de serra FlashCut serve para garantir a


velocidade de corte mais rápida possı́vel, ou seja, uma
pressão otimizada do sabre em relação à potência do
motor da serra.

É necessário que a velocidade de corte seja a ideal


durante o corte de troncos grandes, para evitar estilhaços.
O motor da serra é pré-configurado com uma velocidade
final ideal. Para alcançá-la, é necessário aumentar a
pressão de alimentação do sabre.

A potência de serragem, propriedades da corrente da


serra e os diversos fatores que afetam a durabilidade e
segurança dos componentes ajudam a determinar a
velocidade final de corte.

• Pressure in felling cut (mA) (Pressão no corte de


derrubada)
O corte de derrubada não usa os dados da velocidade
de rotação. Em vez disso, a alimentação do sabre é
controlado por esse parâmetro.
• End saw speed (rpm) (Velocidade final da serra)
Se a velocidade final for muito lenta a serragem se
tornará pesada e; se a velocidade for muito rápida, a
alimentação do sabre se tornará lenta. Esta tabela
contém o número possı́vel de dentes na corrente
dentada da serra, assim como a velocidade
recomendada de rotação do motor (velocidade final). O
passo da corrente da serra é de 0,404".

Continua na próxima página JK11466,000003F –19–05NOV07–1/2

091-8 092208

PN=137
Serragem (menu 8-1)

Se não se estiver serrando uma tora, a velocidade da


corrente da serra não deve ser superior a 45 m/s. Esta
tabela lista as opções de números de dentes da
corrente da serra e a velocidade máxima de rotação do
motor da serra. O passo da corrente da serra é de
0,404". Este parâmetro é aplicável apenas aos
cabeçotes com controle proporcional do motor da serra.

JK11466,000003F –19–05NOV07–2/2

Verificação e ajuste da profundidade da


serra

1. Verifique e, se necessário, calibre a medição do


diâmetro.
2. Ajuste a serra e os modos de alimentação automática
no nı́vel 1.
3. Verifique a serragem de corte nos diâmetro pequenos
(50...100 mm). Faça vários cortes. O sabre deve cortar
mais de 2 a 5 cm além do diâmetro (em
aproximadamente metade da largura do sabre).
Ajuste-o usando o parâmetro [rdquor]Start point”
(Ponto de inı́cio). Se a serra não cortar
completamente, de forma adequada, aumente o valor
do parâmetro. Se cortar demais, diminua esse valor.
4. Verifique a serragem de corte nos diâmetro grandes
(200..0,400 mm). Em seguida, faça um ajuste
comparando com o parâmetro[rdquor]Cutting
calibration” (Calibração de corte). Se a serra não cortar
completamente, de forma adequada, aumente o valor.
5. Se necessário, é possı́vel fazer o ajuste fino da
profundidade de serragem em diferentes diâmetros
usando os parâmetro da [rdquor]Saw depth adjustment
table” (Tabela de ajuste da profundidade do corte). Por
exemplo, se a serra cortar muito além de um diâmetro
de 240 mm, será necessário reduzir o valor do alcance
do diâmetro.
6. Depois, será possı́vel ajustar a profundidade da
serragem nos cortes de derrubada usando o
parâmetro [rdquor]Buttress %”. Se a serra cortar
demais, diminua esse valor. Se a serra cortar muito
pouco, incremente esse valor.
É melhor que o sabre corte um pouco mais do que
menos.

JK11466,0000040 –19–05NOV07–1/1

091-9 092208

PN=138
Marcação de cor (menu 8-2)
Generalidades

Dependendo dos acessórios instalados no cabeçote, o


sistema permite que você use duas ou três cores de
marcação e suas combinações.

A marcação a cores automática é ativada nas toras


desejados, nas instruções de corte. Também é possı́vel
ativar ou modificar a marcação manualmente antes do
corte transversal da tora.

–UN–11JAN08
T218834
JK11466,000003A –19–05NOV07–1/1

Marcação manual de cores

Os botões de cores [rdquor]Colour A”, [rdquor]Colour B” e


[rdquor]Colour C” permite selecionar e ativar
manualmente a marcação com duas ou três cores de
forma simultânea, bastando, para isso, pressionar os
botões de marcação das cores desejados. A cor é
definida usando os botões antes da serragem. As opções
existentes são substituı́das pela nova seleção.

As funções ativadas manualmente substituirão as


marcações automáticas de cores, e a escolha manual
somente se aplicará ao próximo corte transversal.

A bomba de cor também pode ser ativada pressionando e


segurando o botão da cor desejada. Depois disso, cada
cor será injetada em intervalos de dois segundos,
aproximadamente.

JK11466,0000041 –19–05NOV07–1/1

092-1 092208

PN=139
Marcação de cor (menu 8-2)

Ajuste da marcação de cores


2
Os botões de cores [rdquor]Colour A”, [rdquor]Colour B” e 1
[rdquor]Colour C” permitem selecionar uma marcação de
cores manualmente. A cor é definida usando os botões
antes da serragem. As opções existentes são substituı́das
pela nova seleção.

Também é possı́vel ativar a marcação com duas ou três


cores manualmente pressionando, de forma simultânea,
os botões de marcação de cores desejados. As funções
ativadas manualmente substituirão as marcações
automáticas de cores, e a escolha manual somente se
aplicará ao próximo corte transversal. 3

–UN–26JUN02
A bomba de cor também pode ser ativada pressionando e
segurando o botão da cor desejada. Depois disso, cada
cor será injetada em intervalos de dois segundos,

T156635
aproximadamente.

Essa funcionalidade pode ser usada para marca toras


que se encontram no chão ou para limpar o sistema de
marcação a cores. Depois que a máquina estiver em
operação, a funcionalidade só funcionará reinicializando o
sistema, pressionando o botão de abertura do cabeçote.

• Colour delay time (10 ms) (Tempo de atraso da cor)


– Colour delay time (10 ms) (Tempo de atraso da cor)
O parâmetro de marcação a cores "LED" determina o
atraso da função de marcação a cores. Quando o
sabre volta para a posição inicial, a função de atraso
é usada para ajustar a posição da pintura no tronco
preso no harvester.
– Marcação a cores SED
Usando a marcação a cor [rdquor]SED”, o tempo de
atraso da cor começa quando o sabre deixa o sensor
de posição inicial. O bocal (1) borrifa a cor no lado
do sabre (2), de onde a marcação com cor cai sobre
a superfı́cie de corte transversal da tora (3). Se a cor
for borrifada muito cedo ou muito tarde, ela tingirá a
extremidade do toco do tronco restante.

Continua na próxima página PY10832,0000060 –19–09APR02–1/2

092-2 092208

PN=140
Marcação de cor (menu 8-2)

NOTA: No caso de cabeçote Euro, são usados os


seguintes parâmetros: Nozzle color marking / Saw
bar color marking (Respectivamente: Injetor
marcador de cor/ Sabre marcador de cor). Este
parâmetro determina se o [rdquor]Color delay
time” (Tempo de atraso da cor) começa quando o
sabre deixa o sensor de posição inicial ou quando
volta depois do corte transversal. Se a máquina
estiver equipada com um sabre marcador de cor,
será necessário selecionar "Saw bar”color
marking".

• Colour spray time (10 ms) (Tempo de borrifo da cor)


Para aumentar a marca criada, pode-se prolongar o
[rdquor]Colour spray time”, o que também facilita
alcançar bons resultados com a cor, mas que, por outro
lado, irá aumentar o consumo da cor.

PY10832,0000060 –19–09APR02–2/2

092-3 092208

PN=141
Generalidades (menu 8-3)
Parâmetros de controle da serra

• Controle de serragem (ativar/desativar,


Proporcional, FlashCut)
– ON/OFF solenoids (Solenóides de ativar/desativar)
Se as válvulas de controle da serragem (alimentação
e retorno do sabre) forem solenóides de
ativar/desativar, é necessário selecionar este
parâmetro.
– Proportional solenoids (Solenóides proporcionais)
Se as válvulas de controle da serragem (alimentação
e retorno do sabre) forem solenóides controláveis
proporcionalmente, é necessário selecionar este
parâmetro.

–UN–11JAN08
– Sabre FlashCut
Selecione este parâmetro se o sabre principal
montado for FlashCut. Esta opção só estará
habilitada se o sabre FlashCut tiver sido adquirido.

T218835
JK11466,Trite255XXX –19–01OCT07–1/1

Limites do diâmetro

• Max. dia. tilt lock at sawing (mm) (Bloqueio da


inclinação do diâmetro máx na serragem)
Este parâmetro determina o limite do diâmetro para
bloquear a inclinação do cabeçote harvester durante
cortes transversais. Se o diâmetro medido não for
maior que o parâmetro dado, a inclinação será
bloqueada durante cortes transversais, caso contrário, a
inclinação permanecerá flutuante.
Esse parâmetro serve para reduzir o risco de
lascamento de madeira durante os cortes.
• Maximum cut diameter (mm) (Diâmetro máximo de
corte)
Este parâmetro determina o diâmetro máximo para
cortes transversais fora da área de corte da pré-seleção
ativa. Se o diâmetro medido não for maior do que o
diâmetro máxima de corte, será possı́vel realizar cortes
transversais também fora da área de corte, evitando
que o operador tenha que pressionar o botão "Saw"
duas vezes em caso de necessidade de cortes
transversais de copas de árvores.

JK11466,0000043 –19–05NOV07–1/1

093-1 092208

PN=142
Generalidades (menu 8-3)

Saw oiler (Lubrificador da serra)

Estes parâmetros são aplicáveis apenas aos cabeçotes


da linha Waratah HTH600.

• On time (10 ms) (Perı́odo de ativação)


Este parâmetro determina o tempo durante o qual o
lubrificador da serra permanecerá ligado quando a
serra principal for ativada.
• On time (10 ms) (Perı́odo de desativação)
Este parâmetro determina o tempo durante o qual o
lubrificador da serra permanecerá desligado quando a
serra principal for ativada.
• Saw oiler - Current (mA) (Lubrificador da serra -
Corrente)
Este parâmetro determina o nı́vel de corrente do
lubrificador da serra.

NOTA: Disponı́vel apenas com a linha de cabeçotes


Euro.

JK11466,0000044 –19–05NOV07–1/1

093-2 092208

PN=143
Generalidades (menu 8-3)

Sabre superior

A funcionalidade do sabre de copas é controlada por dois


botões do teclado: o botão do sabre de copas e o botão
de alternância.

Pressionando o botão de sabre de copas, a serragem


pode ser feita diretamente com o sabre, mesmo que o
modo de sabre principal esteja ativo.

O botão de alternar o sabre de copas alterna os modos


entre o sabre principal e o sabre de copas. Quando o
modo de sabre de copas estiver ativo, a medição da
posição do sabre de copas é mostrada na tela. Para

–UN–17DEC07
voltar para o modo de sabre principal, pressione o botão
de alternar novamente.

Quando o modo de sabre de copas estiver ativo, a

T218756
alimentação sempre parte da posição do sabre de copas.
Da mesma forma, por exemplo, quando o modo de sabre
de copas estiver ativo, a compressão é ativada com a
posição correspondente.

Depois do corte com o sabre de copas, os dados sobre a


tora aparecem na linha de toras cortadas anteriormente.
Por isso, a tora não é registrada enquanto o cabeçote
não for rearmado (aberto), permitindo a alimentação
inversa e efetuando outro corte com o sabre de copas
para encurtar a tora sem confundir o registro da
produção. Isto é necessário principalmente nos casos em
que as copas dos troncos estiverem apodrecidas.

• Top saw mounted (on/off) (Sabre superior montado)


Este parâmetro determina se o controle de sabre de
copas está ou não disponı́vel. Se o sabre de copas
estiver montado no cabeçote harvester, é necessário
ativar esse parâmetro para disponibilizar o comando de
sabre de copas.
• Show top saw measurement (Mostrar medição do
sabre de copas)
Esse parâmetro determina se as medições do sabre de
copas são ou não exibidas na tela do modo de
operação.

Continua na próxima página JK11466,0000045 –19–05NOV07–1/2

093-3 092208

PN=144
Generalidades (menu 8-3)

• Se o parâmetro estiver ativo, duas medições adicionais


são exibidas no modo de operação: o comprimento e o
diâmetro na posição do sabre de copas, ambos
mostrados em vermelho abaixo do comprimento e do
diâmetro normais.
• Distance between top saw and main saw (cm)
(Distância entre o sabre de copas e a serra
principal)
Este parâmetro determina a distância entre a posição
do sabre principal e o de copas ao longo do tronco. O
parâmetro é uma constante especı́fica do cabeçote
harvester e muito importante para os cálculos
necessários para a estimação do comprimento e
diâmetro na posição do sabre de copas.
• Diameter estimation factor (Fator de estimativa do
diâmetro)
Este parâmetro é usado para a estimativa do diâmetro
na posição do sabre de copas e indica o valor do
diâmetro (mm) considerado para diminuir uma distância
dada entre o sabre de copas e o sabre principal (cm
convertido em m).
Se o diâmetro do sabre de copas estimado indicado na
tela do modo de operação for sempre menor do que o
diâmetro real medido, o valor do fator de estimativa do
diâmetro (Diameter estimation factor) deve ser
diminuı́do, e vice-versa.
O fator de estimativa do diâmetro é definido
separadamente para cada espécie de árvore.

JK11466,0000045 –19–05NOV07–2/2

093-4 092208

PN=145
Generalidades (menu 8-3)

Outros parâmetros

• Diameter shown at saw position (on/off) (Diâmetro


mostrado na posição de serragem (ativar/desativar))
Este parâmetro determina se o diâmetro do modo de
operação exibido antes da derrubada ou corte de
referência começa na posição do sabre principal ou na
posição de medição (por exemplo, facas desgalhadoras
superiores, inferiores ou braços dos rolos de
alimentação...). Consulte o Manual do Operador do
cabeçote para mais informações sobre o lugar de
leitura do diâmetro.
Se o parâmetro estiver ativo, o diâmetro mostrado na
tela do modo de operação, durante a apanha de uma
árvore antes da derrubada ou corte de referência, será
estimado com base na posição da serra principal.
Quando a derrubada ou corte de referência terminar, o
diâmetro estimado exibido permanece inalterado. De
forma geral, com essa seleção, o diâmetro exibido
sempre é mostrado na posição da serra principal.
Se o parâmetro estiver desativado, o diâmetro
mostrado na tela do modo de operação, durante a
apanha de uma árvore antes da derrubada ou corte de
referência, será o diâmetro medido na posição de
medição. Quando a derrubada ou corte de referência
terminar, o diâmetro estimado exibido será alterado.
Agora, o diâmetro será uma estimativa na posição da
serra principal.

NOTA: O diâmetro exibido na tela do modo de operação


depois de uma derrubada ou corte de referência
sempre será estimativo, até que o sistema mostre
mais do que a distância entre a serra principal e a
posição de medição do diâmetro.

• Lower DK open in fell cut (on/off) (DK inferior aberta


no corte de derrubada (ativar/desativar))
Este parâmetro não é aplicável aos cabeçotes da linha
Waratah HTH600.
Este parâmetro determina se as facas desgalhadoras
inferiores permanecem abertas nos cortes de derrubada
(on) ou não (off). Quando essa opção estiver
selecionada (on), as facas desgalhadoras inferiores
permanecem abertas durante o corte, mas são
fechadas assim que a alimentação começar.

Continua na próxima página JK11466,0000046 –19–06NOV07–1/2

093-5 092208

PN=146
Generalidades (menu 8-3)

A função fica ativada para os tipos de cabeçote com


medição de diâmetro nas facas desgalhadoras
superiores.

JK11466,0000046 –19–06NOV07–2/2

093-6 092208

PN=147
Diagnósticos e solução de problemas
Generalidades

Se surgirem problemas durante a inicialização da


máquina, verifique os seguintes pontos:

1. Há corrente elétrica.


2. O computador foi ligado através do botão Start / Shut
(Ligar/Desligar) no painel de instrumentos O LED do
botão está aceso.
3. Conectores e fusı́veis.

Se o software travar, de forma que deixe de responder


aos comandos do teclado do computador, ou se o cursor
do mouse já não mover, você poderá usar os comandos
Alt+F4 ou Ctrl+Alt+Delete no teclado do PC para fechar o
software bloqueado. Se mesmo assim não funcionar,
desligue o computador pressionando o botão Start / Shut
(Ligar/Desligar) e o sistema será apagado.

JK11466,T300XXXX –19–25SEP06–1/1

101-1 092208

PN=148
Diagnósticos e solução de problemas

HPC07

NOTA: Antes de desligar o equipamento, é O drive de DVD deve estar conectado na porta USB1
necessário que o computador HPC07 seja (USB tipo 2.0). Durante a leitura dos arquivos, o drive
desligado através de uma chave no painel de DVD pode trabalhar através da entrada USB.
de instrumentos ou do comando Comprove se a chave "USB-EXT" na parte de trás do
[rdquor]Desligar” (Shut down) no menu drive de DVD está na posição de "USB", porque o
[rdquor]Iniciar” (Start) do Windows, porque drive recebe alimentação por meio dessa porta.
o desligamento do equipamento não apaga Durante a gravação de arquivos, o DVD deve estar
o computador HPC07 imediatamente. diretamente conectado na porta USB 1 ou o drive de
DVD ou a entrada USB necessitaram uma fonte de
O computador HPC07 possui um sistema de alimentação externa. Também é necessário contar
gerenciamento de energia que garante a inicialização com fonte de alimentação externa se o drive de DVD
e desligamento seguros do computador. estiver conectado a uma porta USB tipo 1.1. Se não
for necessário usar o drive de DVD durante um longo
O sistema de gerenciamento de energia controla perı́odo de tempo, ele pode ser retirado da máquina e
também o pré-aquecimento do disco rı́gido. Quando guardado em uma camionete de trabalho ou no
você liga o computador HPC07 usando o interruptor escritório, permitindo otimizar a confiabilidade do
de ligar/desligar, o sistema de gerenciamento de equipamento.
energia monitora a temperatura do HD e, se estiver
OK, o computador inicializará. Se a temperatura for Se o HPC07 não se inicializar:
muito baixa, o aquecedor será ativado até que a
temperatura desejada seja alcançada, inicializando, • Verifique os fusı́veis da alimentação de corrente do
depois, o computador. sistema
• Verifique as conexões dos cabos (DMI) entre o
O memory stick (USB) pode ser conectado ou display e o HPC07
desconectado com o sistema ligado. Vibrações e • Verifique a conexão (PS) do cabo de alimentação
impactos podem interferir no funcionamento da de corrente do HPC07. Solte-o, coloque-o de volta e
unidade de DVD, razão pela qual deve-se evitar dirigir tente reiniciar o sistema.
a máquina quando o DVD estiver sendo lido.

Continua na próxima página JK11466,T300XXXX –16–25SEP06–1/2

101-2 092208

PN=149
Diagnósticos e solução de problemas

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

–UN–18AUG06
T217850
CPU

Conectores HPC07-CPU
Conector Equipamento
1 Alimentação + 24V, X1 Alimentação elétrica 24 a 36V
2 Áudio, X8 Não utilizado

–UN–21AUG06
3 USB 1 tipo 2.0 , X2 HUB USB: *)
• Drive externo de DVD*)
• Impressora *)
• Antena para GPS *)

T217765
• Unidade externa de disquete *)
4 USB 2, tipo 1.1, X9 Conector PS2 para mouse e
teclado para adaptador USB
5 USB 3, tipo 1.1 X3 Memory stick de 512 Mb
6 USB 4, tipo 1.1 X10 Adaptador de entrada serial para
entrada USB
• (COM 4) Antena DGPS*)
• (COM 3) Modem GPRS*)
7 Ethernet, X4 Não utilizado
8 Vı́deo, X11 Duas entradas para câmara
traseira *)
9 CAN2, X5 Não utilizado
10 CAN1, X12 Conector CAN para o módulo do
cabeçote harvester (HHM), XC11
11 COM1, X6 Calibrador *)
12 Saı́da VGA, X13 Não utilizado
13 DMI, X7 Conector do monitor
*) opcional

JK11466,T300XXXX –16–25SEP06–2/2

101-3 092208

PN=150
Diagnósticos e solução de problemas

HHM

• LEDs ao lado ao conector F


– No modo de operação, o LED verde pisca
aproximadamente uma vez por segundo (1 Hz),
quando o barramento CAN está com tráfego normal.
– Quando o sistema de controle está em modo de HHM
configuração, o LED verde fica aceso continuamente.
– Quando o HHM está inativo temporariamente, o LED
verde pisca rapidamente, aproximadamente dez
vezes por segundo (10 Hz), o que pode ser
provocado por uma interrupção na fonte de
alimentação do HHM. O sistema de controle precisa
ser fechado e a energia desligada para permitir que
o sistema de controle faça download do programa do
HHM depois da reinicialização.
– Se o LED estiver em vermelho, continuamente,
provavelmente isto indica uma falha interna no HHM.
– A ausência de LEDs acesos pode indicar falha nos
conectores, no cabo da grua ou no HHM.
• Desconexão de um condutor elétrico do HHM
a. A desconexão de um condutor elétrico (1) do HHM
exige o uso de uma ferramenta adequada (2).
b. A ferramenta de desconexão é colocada ao redor do
condutor elétrico, como mostrado na ilustração.
c. A ferramenta de desconexão é inserida na
extremidade da ponta do conector, em volta do
condutor, desbloqueando-o.
d. Puxe o condutor elétrico e a ferramenta de
desconexão, juntos.

• Conexão de um condutor elétrico ao HHM


a. Coloque o condutor elétrico diretamente no conector
do HHM.
b. No interior do conector há ganchos que prendem o
condutor no lugar. Verifique se o condutor está bem
seguro, puxando-o levemente.

NOTA: O terminal (3) é encaixado por pressão na


extremidade do condutor elétrico por meio de
alicates próprios para essa finalidade.

3 2
–UN–22SEP04

1
T203306

PY10832,0000066 –26–10APR02–1/1

101-4 092208

PN=151
Diagnósticos e solução de problemas

Instruções de soldagem

Antes de começar a soldar a máquina, tenha em mente o


seguinte:

Antes de iniciar a soldagem:

• Certifique-se de que a máquina está estacionada com


segurança. Desligue o motor.
• Certifique-se de que o rádio e outros aparelhos
diretamente alimentados pelas baterias estejam
desligados, evitando o centelhamento ao desconectar
as baterias.
• Desligue a alimentação por meio da chave geral.
• Desconecte o fio terra das baterias.
• Desconecte, a seguir, o HPC e o CrossFire:
os conectores se encontram na cabine:
– X12, cabo CAN do PC para o HHM
– Desconecte todos os conectores do Hub.
• HHM
– Soldagem na máquina-base e na grua:
Desconecte os conectores X4 e X5.
– Soldagem no cabeçote harvester:
Desconecte todos os conectores do HHM.
Conexão ao terra:

• Conecte o fio terra o mais próximo possı́vel do ponto


de soldagem.
• A corrente de soldagem nunca deve passar através de
mancais, juntas, equipamento elétrico ou sistemas
hidráulicos.

PY10832,0000084 –19–23APR02–1/1

101-5 092208

PN=152
Diagnósticos e solução de problemas

Uso de baterias auxiliares

NOTA: Uma fonte de energia de mais de 140 A, por


exemplo, uma bateria auxiliar, só pode ser
utilizada para cargas rápidas das baterias. Nesse
caso, desconecte ambos os cabos entre a

–UN–20DEC07
máquina e as baterias. A partida da máquina
pode ser realizada depois que a fonte de energia
auxiliar tiver sido desconectada.

T218790
NOTA: Se precisar de uma fonte de energia externa para
dar partida na máquina, tenha cuidado para não
provocar curto-circuito na bateria ao manusear os
cabos. 1—Alimentação elétrica (PS)
2—Can 1

NOTA: A partida da máquina só pode ser feita com uma


fonte de energia externa inferior a 140A, por
exemplo, com a bateria de uma máquina
semelhante ou com baterias auxiliares. Conecte
os cabos auxiliares antes de dar partida na
máquina auxiliar.

NOTA: Desconecte os conectores HPC (CAN1, CAN2,


PS) antes de usar uma fonte de alimentação
externa para dar partida na máquina. Depois de
remover os cabos auxiliares, reconecte o HPC07
e encaixe o conector de alimentação (PS), por
último.

Conexão dos cabos auxiliares:

1. Conecte o cabo auxiliar positivo, proveniente de uma


fonte de alimentação de 24 V no cabo positivo da
máquina a ser inicializada.
2. Conecte o cabo auxiliar negativo na fonte de
alimentação e a outra extremidade no cabo negativo
ou no quadro da máquina a ser inicializada. Tenha em
mente essa ordem de conexão ao utilizar baterias
auxiliares, porque uma bateria completamente
carregada é mais sensı́vel a faı́scas.
3. Desconecte os cabos em ordem inversa, começando
pela desconexão do cabo negativo da máquina a ser
ligada.

JK11466,T3000XX –26–13JAN06–1/1

101-6 092208

PN=153
Diagnósticos (menu 9)
Conteúdo do menu 9

• Registro de eventos (menu 9-1)


• Registro de erros (menu 9-2)
• Resultados do HHM (9-3)
• Diagnósticos do sabre (9-4)
• Sensores de diâmetro (menu 9-5)
• Sensor de comprimento (9-6)
• Sensores do sabre (9-7)
• Teclado (9-8)

JK11466,0000049 –19–06NOV07–1/1

111-1 092208

PN=154
Registro de eventos (menu 9-1)
Listagem do registro de eventos

O registro de eventos contém todas as alterações feitas


nas configurações do sistema. Você pode visualizar
detalhes do evento individual clicando no botão
[rdquor]Show details” (Mostrar detalhes) ou clicando duas
vezes na linha do evento. Você também pode adicionar
notas para o evento clicando no botão [rdquor]Make a
nota” (Fazer anotação) enquanto estiver visualizando
detalhes. Um sı́mbolo de bandeira no final da linha do
evento significa que há uma anotação sobre esse evento.

Mostrar detalhes

–UN–06OCT05
Os detalhes incluem, por exemplo:

• O nome de um parâmetro editado.


• Os valores antigos e atuais do parâmetro.

T215865
Seleção de grupo de eventos

Você pode tornar o evento de registros mais fácil de ler


selecionando apenas o grupo de eventos desejado, entre
as seguintes opções:

• Estatı́sticas de trabalho
• Local
• Calibração
Quando o sistema estiver calibrado, você poderá ver os
dados e a situação dos valores corretos clicando no
evento de calibração na lista ou no botão [rdquor]Show
details” (Mostrar detalhes). Na janela aberta, é possı́vel
ver as mesmas informações que na janela de histórico
de calibração e nos dados do operador. Também
haverá espaço disponı́vel para anotações.

–UN–20SEP06
• Parâmetros

Se todos os grupos estiverem assinalados, a lista


mostrará todos os eventos em ordem cronológica.

T217947

PY10832,0000067 –19–10APR02–1/1

112-1 092208

PN=155
Registro de erros (menu 9-2)
Listagem do registro de erros

O registro de erros faz o acompanhamento de


determinados erros gerados pelo sistema, devido a
defeitos nos sensores ou no próprio sistema. Os erros
são exibidos em ordem cronológica, começando pelo
último erro encontrado. Cada erro é exibido com tı́tulo e
registrado com marca de data/hora e detalhes. Além
disso, também é gravada uma série de informações
relativas a cada erro.

Mostrar detalhes

Para acessar mais detalhes de um evento especı́fico,

–UN–27JUN02
clique no botão [rdquor]Show details” (Mostrar detalhes)
ou clique duas vezes na linha do evento. Clicando na
linha do erro, também é possı́vel adicionar uma anotação
para cada erro.

T156732
Remove this (Remover)

Este botão permite excluir o erro selecionado do registro.

Remove all (Remover tudo)

Com este botão, o registro inteiro de erros é eliminado.

PY10832,0000068 –19–10APR02–1/1

113-1 092208

PN=156
Resultados do HHM (menu 9-3)
Generalidades

A janela "HHM Outputs" (Resultados do HHM) permite


testar o módulo do cabeçote harvester "Harvester Head
Module" (HHM) de duas maneiras: o teste de funções e o
teste rápido do HHM. Além disso, também permite
acessar a aquisição de sinais do HHM através de uma
amostragem de dados (Data sampling).

–UN–06OCT05
T215867
PY10832,0000069 –19–10APR02–1/1

114-1 092208

PN=157
Resultados do HHM (menu 9-3)

Teste de funções

CUIDADO: Quando estiver realizando um teste


de resultados, certifique-se de que não há
nenhuma pessoa próximo ao cabeçote
harvester. Comprove também que o cabeçote
harvester tem espaço suficiente para os
movimentos da função.

1. Selecione a função no menu suspenso:


[rdquor]Function” (Função).
2. O sistema exibe o conector do HHM "I/O"
(entrada/saı́da).
3. Ajuste a corrente (mA) para a função selecionada.
4. Assinale [rdquor]Ok” para aceitar o teste.
5. Pressione o botão [rdquor]Test” para ativar o teste.
Mantenha o botão pressionado para que a função
esteja ativa.
6. Dessa forma, é possı́vel verificar visualmente a
ativação do cabeçote harvester para a função
selecionada.
I HHM ativa a função selecionada (conector e pino).
7. Dessa forma, é possı́vel verificar visualmente a
ativação do cabeçote harvester para a função
selecionada.
8. Solte o botão [rdquor]Test” para finalizar a função.
9. Execute os passos anteriores, para selecionar outra
função, ou elimine a marca de [rdquor]OK”, para
concluir o teste.

JK11466,0000060 –19–07NOV07–1/1

114-2 092208

PN=158
Resultados do HHM (menu 9-3)

Teste rápido do HHM

Com o teste rápido, as conexões elétricas das saı́das,


incluindo os solenóides das válvulas, podem ser testadas
sem movimentar o cabeçote harvester. O teste poderá ser
feito para todos os resultados do HHM ou apenas para
aqueles que tenham sido definidos como ativos para o
tipo de cabeçote harvester usado na sua máquina.

1. Selecione [rdquor]All ports” (Todas as entradas) ou


[rdquor]HHM specific ports” (Entradas especı́ficas do
HHM).
2. Pressione o botão [rdquor]Test” para começar o teste.
3. O sistema mostra uma mensagem de confirmação,

–UN–17DEC07
que deve ser aceita.
4. System alterna as portas de entrada/saı́da (I/O) do
HHM (pinos).
5. O sistema lista os resultados mostrando

T218767
[rdquor]Error”m no caso de pinos com defeito,
curtos-circuito ou sem conexão, e [rdquor]Ok” para o
pinos intactos. O sistema também mostra uma sinopse
dos pinos com defeito.

JK11466,000005F –19–07NOV07–1/1

114-3 092208

PN=159
Resultados do HHM (menu 9-3)

Amostragem de dados

A amostragem de dados habilita a aquisição de dados do


harvester e o armazenamento em um arquivo, para
posterior verificação e análise. Essa é uma ferramenta
muito útil para solucionar problemas e verificação do
comportamento dos sinais de entrada/saı́da do cabeçote
harvester.

Os arquivos de amostragem de dados são denominados


HHS (Harvester Head Sample) e possuem a extensão
.hhs. Cada arquivo .hhs inclui apenas os dados do
cabeçote harvester registrados durante o último tronco
processado.

Configuração

Antes de serem salvas como arquivo HHS, é necessário


configurar a amostragem de dados.

1. Na janela 9-3, "HHM Outputs" (Resultados do HHM),


pressione [rdquor]Data sampling ” (Amostragem de
dados).
2. Na janela mostrada, pressione [rdquor]Settings”
(Parâmetros).
3. Selecione [rdquor]Start Sample” (Começar
amostragem):
• Stem start (Inı́cio do tronco)
O arquivo de amostragem de dados começa a ser
criado a partir da abertura do cabeçote harvester. Ao
mesmo tempo, a memória de dados é esvaziada,
permitindo começar uma nova amostragem de
dados.
• Stem end (Fim do tronco)
O arquivo de amostragem de dados começa a ser
criado a partir do fechamento do cabeçote harvester.
Ao mesmo tempo, a memória de dados é esvaziada,
permitindo começar uma nova amostragem de
dados.
• Select signals to sample (Selecionar sinais para
amostragem)
Sinais emitidos pelo HHM. Assinale os sinais, para
que possam ser armazenados.

Continua na próxima página JK11466,000005D –19–07NOV07–1/3

114-4 092208

PN=160
Resultados do HHM (menu 9-3)

NOTA: Todos os sinais emitidos pelo HHM, controlados


pelo HHM e referentes ao último tronco, são
sempre armazenados automaticamente.
JK11466,000005D –19–07NOV07–2/3

4. Pressione [rdquor]OK” para aceitar as seleções, ou


[rdquor]Cancel” para cancelá-las.
5. A configuração do HHS está concluı́da.

Como salvar um arquivo HHF

1. Na janela 9-3, "HHM Outputs" (Resultados do HHM),


pressione [rdquor]Data sampling ” (Amostragem de
dados).
2. Na janela mostrada, pressione [rdquor]OK”.
3. O sistema cria um arquivo HHS e o salva na pasta:
C: TIMBERRITE30 FILES hhs. O nome do arquivo é
formado pela data e hora da gravação.
4. O processo de salvar um arquivo HHS está concluı́do.

–UN–17DEC07
NOTA: Para trabalhar com arquivos HHS, é necessário
usar uma ferramenta especı́fica, não
comercializada.

T218766
JK11466,000005D –19–07NOV07–3/3

Display HHM alarms in run mode (on/off)


(Exibir alarmes do HHM no modo operação)

Este parâmetro habilita a emissão alarmes relacionados


com o HHM na tela do modo de operação. Se o
parâmetro estiver ativo, todos os alarmes do HHM são
anunciados na parte central da tela do modo de
operação, para tomada de conhecimento.

É recomendado manter esse parâmetro assinalado


(ativo).

JK11466,0000063 –19–07NOV07–1/1

114-5 092208

PN=161
Diagnósticos do sabre (menu 9-4)
Generalidades

Os diagnósticos do sabre fazem um acompanhamento


das modificações realizadas na corrente e no sabre.
Tanto no caso da corrente quanto do sabre, também
calcula o tempo total de serragem desde a última
modificação, e o número de cortes. Por isso, os
diagnósticos do sabre podem ser usados para a
supervisão da serragem e previsão das trocas
necessárias da corrente e do sabre.

–UN–06OCT05
T215868
PY10832,000006A –19–10APR02–1/2

• Use saw supervision (On / Off) (Sabre de copas


montado)
Assinale esse parâmetro para ativar os diagnósticos do
sabre (supervisão) Se o parâmetro estiver desativado, a
funcionalidade de diagnóstico não faz o
acompanhamento das modificações do sabre ou da
corrente, nem contabiliza o tempo de uso ou os cortes
realizados.
Na inicialização do sistema, o sistema sempre pergunta
se a corrente ou o sabre foram substituı́dos por outro
novo.
–UN–17DEC07
T218769

PY10832,000006A –19–10APR02–2/2

115-1 092208

PN=162
Sensores de diâmetro (menu 9-5)
Seleção de sensores de diâmetro

Usando esse parâmetro, você pode determinar se ambos


ou apenas um sensor de diâmetro será usado ao medir o
tronco. O valor padrão é [rdquor]Both” (Ambos).

Esse parâmetro foi criado para permitir anular a seleção


de um sensor defeituoso, para poder continuar a trabalhar
temporariamente até ter a oportunidade de instalar um
novo.

–UN–16SEP04
T203236
JK11466,000004C –19–06NOV07–1/1

116-1 092208

PN=163
Sensores de diâmetro (menu 9-5)

Teste do sensor de diâmetro

CUIDADO: Durante a curva do sensor,


comprove se a área ao redor do cabeçote
harvester está livre - as facas desgalhadoras se
abrirão e fecharão completamente.

Diameter sensors 1 to 3 (Sensores de diâmetro 1 a 3)

Este parâmetro determina os sensores de diâmetro a


serem testados, tanto no teste manual quanto automático.

1. Right (Direita)
Teste do potenciômetro direito no teste manual e
automático do sensor de diâmetro.
Este parâmetro não é aplicável aos cabeçotes da linha
Waratah HTH600.
2. Left (Esquerda)
Teste do potenciômetro esquerdo no teste manual e
automático do sensor de diâmetro.
3. Both (Ambos)
Teste de ambos os potenciômetros no teste manual e
automático do sensor de diâmetro.

NOTA: Esta seleção não tem nenhuma influência sobre


os sensores que serão usados no processamento
real ou durante o desbaste, e é aplicável apenas
ao teste em si.

NOTA: Os harvesters da série HTH600 possuem um


potenciômetro de diâmetro. Os dados do diâmetro
exigem que o sensor esquerdo esteja
selecionado.

Continua na próxima página JK11466,0000061 –19–07NOV07–1/3

116-2 092208

PN=164
Sensores de diâmetro (menu 9-5)

Manual test active (on/off) (Teste manual ativo)

Quando essa opção estiver selecionada, o teste manual


estará ativo. O sistema emite um aviso sobre a ativação
do cabeçote harvester e solicita confirmação para
começar o teste.

Depois da confirmação, o operador deve abrir e fechar o


cabeçote, e comprovar se os dados do sensor de
diâmetro esquerdo e direito são atualizados corretamente.

Os dados do sensor são escalonados de forma simples


de 0 a 1023. Quando o cabeçote é fechado, o valor do
value deve atingir 0 a 100 (aproximadamente 0 V). Com o

–UN–20DEC07
cabeçote inteiramente aberto, o dado do sensor deve
estar em 1023 (aproximadamente 5V.

Durante o teste simultâneo de ambos os sensores, é

T218791
necessário verificar se os dados do sensor são parecidos.

Continua na próxima página JK11466,0000061 –19–07NOV07–2/3

116-3 092208

PN=165
Sensores de diâmetro (menu 9-5)

Teste automático

Para ativar o teste automático, pressione o botão


[rdquor]Test”. O sistema emite um aviso sobre a ativação
do cabeçote harvester e solicita confirmação para
começar o teste.

Depois da confirmação, o sistema fecha, abre e fecha


novamente o cabeçote harvester de forma automática,
registrando os dados do sensor do diâmetro para
plotagem dos mesmos.

Dependendo da seleção dos sensores de diâmetro, pode


haver uma única curva (sensor esquerdo: vermelho, ou

–UN–17DEC07
sensor direito: azul) ou as duas curvas. A(s) curva(s)
devem começar no valor mais baixo, próximo de 0V, e
subir até aproximadamente 5V. Depois de permanecer
nesse altura durante algum tempo, os valores devem

T218768
retroceder até 0V.

Se a forma da curva for diferente da descrita, estiver reta


ou com picos e alterações acentuadas, provavelmente os
sensores não estão funcionando corretamente, ou há
defeito de conexão.

O sistema calcula os valores mı́nimo e máximo dos dois


sensores de diâmetro e exibe esses dados nos campos
Left, V e Right, V (Min. and Max) (respectivamente:
esquerdo, V e direito, V (mı́nimo e máximo)). As
voltagens mı́nimas deve estar perto de 0V e as máximas
de 5V. Além disso, os dados mı́nimos e máximos dos
dois sensores devem ser aproximados.

Em caso de teste de um sensor, os valores máximos e


mı́nimos exibidos referem-se apenas àquele sensor.

JK11466,0000061 –19–07NOV07–3/3

116-4 092208

PN=166
Sensor de comprimento (menu 9-6)
Teste dos sensores de comprimento

Este teste serve para verificar o desempenho do sensor


de comprimento. Durante a alimentação, são mostrados
impulsos e o comprimento convertido com base nos
impulsos contados. Para este teste do sensor, é
necessário ter um tronco no cabeçote harvester.

• Teste do sensor de comprimento


Os campos de dados a seguir são meramente
estatı́sticos e os valores não podem ser manipulados.
Os dados são atualizados apenas durante o teste.
– Pulses (Impulsos)
Exibe o número acumulado de impulsos contados no

–UN–10OCT07
codificador. No começo do teste, o valor é zerado.
– Length (cm) (Comprimento)
Exibe o comprimento correspondente (cm) usando o
fator atual de calibração do comprimento. O dado

T218641
corresponde à posição inicial do teste, que é igual a
0. Durante a alimentação para a frente, esse valor
aumenta, e diminui com a alimentação para trás.
– Calibration factor (cm/100 pulses) (Fator de
calibração (cm/100 impulsos)
Exibe o fator de calibração do comprimento em um
formato que mostra o número de cm igual a 100
impulsos do codificador de comprimento Por
exemplo, 25 indicaria que 100 impulsos seriam 25
cm. Em outras palavras, cada impulso do sensor
corresponderia a 0,25 cm.
– Graph (Gráfico)
O gráfica registra o comprimento convertido (cm) em
função dos impulsos contados do sensor de
comprimento. Os impulsos são emitidos no sentido
horizontal e o comprimento na vertical. O
comprimento aumenta com a alimentação para a
frente e diminuir com a alimentação para trás. Depois
de receber mais de 2.500 impulsos, o gráfico é
eliminado e a plotagem começa a partir do canto
esquerdo.

Continua na próxima página JK11466,Trite255XXX –19–01OCT07–1/2

117-1 092208

PN=167
Sensor de comprimento (menu 9-6)

• Manual test active (on/off) (Teste manual ativo)


Quando ativo (on), este parâmetro habilita o teste do
sensor de comprimento. Se estiver assinalado, o
sistema emite uma mensagem de aviso sobre o
controle ativo do cabeçote harvester. Depois da
confirmação, o teste do sensor de comprimento é
executado com a alimentação para a frente e para trás
no modo manual.
Para interromper o teste, elimine a marca de seleção.

–UN–17DEC07
T218642
JK11466,Trite255XXX –19–01OCT07–2/2

117-2 092208

PN=168
Sensores do sabre (menu 9-7)
Informações sobre o teste do sensor do
sabre

CUIDADO: Quando estiver realizando um teste


do sabre, certifique-se de que não há nenhuma
pessoa próximo ao cabeçote harvester.
Comprove também que o cabeçote harvester
tem espaço suficiente para os movimentos do
sabre.

Nesse menu é possı́vel testar as informações do sensor


do sabre. Para começar o teste, selecione a opção
[rdquor]Ok to saw” (Serragem OK). A serragem

–UN–17DEC07
permanecerá ativa enquanto o botão "Main Saw" (Sabre
principal) estiver pressionado.

• Ok to saw (on/off) (Serragem OK)

T218770
Quanto ativo (on), este parâmetro habilita o teste do
sensor do sabre principal. Se estiver assinalado, o
sistema emite uma mensagem de aviso sobre o
controle ativo do cabeçote harvester. Depois da
confirmação, pressione o botão "Saw" para executar o
teste do sensor do sabre principal.

Continua na próxima página PY10832,000006B –19–11APR02–1/3

118-1 092208

PN=169
Sensores do sabre (menu 9-7)

• Saw home sensor (-) (Sensor da posição inicial do


sabre)
Este dado indica o valor AD (0-1023) do sensor da
posição inicial do sabre. O valor menor
(aproximadamente 0-100) indica que o sabre está na
posição inicial, e o valor maior que o sabre está fora
dessa posição.
• Saw bar out (Sabre fora)
Quando o sabre estiver na posição inicial, o indicador
estará em branco, e em vermelho quando o sabre
estiver fora dessa posição.

–UN–17DEC07
T218772
Continua na próxima página PY10832,000006B –19–11APR02–2/3

118-2 092208

PN=170
Sensores do sabre (menu 9-7)

• Saw position sensors (-) (Sensores de posição do


sabre)
Conta os impulsos do sensor da posição do sabre dos
canais A e B. No começo da serragem, os valores são
zerados. Durante a serragem, o número de impulsos
aumenta até que o sabre volte para a posição inicial.
Depois, os impulsos diminuem até zero.
• Saw speed (rpm) (Velocidade do sabre)
Indica a velocidade de rotação do motor da serra e só
está habilitado com o modo FlashCut.
• Ok to use top saw (Uso do sabre de copas OK)
Quanto ativo (on), este parâmetro habilita o teste do
sensor do sabre de copas. Se estiver assinalado, o
sistema emite uma mensagem de aviso sobre o

–UN–17DEC07
controle ativo do cabeçote harvester. Depois da
confirmação, pressione o botão "Saw" para executar o
teste do sensor do sabre de copas.
• Top saw home sensor (-) (Sensor da posição inicial

T218771
do sabre de copas)
Este dado indica o valor AD (0-1023) do sensor da
posição inicial do sabre de copas. O valor menor
(aproximadamente 0-100) indica que o sabre de copas
está na posição inicial, e o valor maior que o sabre de
copas está fora dessa posição.
• Saw bar out (Sabre fora)
Quando o sabre de copas estiver na posição inicial, o
indicador estará em branco, e em vermelho quando o
sabre de copas estiver fora dessa posição.

PY10832,000006B –19–11APR02–3/3

118-3 092208

PN=171
Teclado (menu 9-8)
Teste das funções do teclado

O diagnóstico do teclado serve para testar as funções do


teclado nos punhos SureGrip. Pode ser usado para
confirmar o posicionamento de cada botão e também
para diagnosticar o sinal de conexão dos pulsos no
HPC07.

Para comprovar o funcionamento de cada botão do


punho, inclusive os de ativação, selecione e pressione-os,
e será aberta uma tela com os botões. L (Esquerda) ou R
(Direita) e um número corrido de 1 a 20. A descrição dos
botões também é exibida. Por exemplo, pressionando o
botão [rdquor]Saw”, a identificação [rdquor]L8” é exibida

–UN–20DEC07
com a descrição correspondente [rdquor]Main saw”
(Sabre principal).

Pressionando um botão, a ilustração correspondente na

T218773
tela é mostrada em verde. Isto significa que o sistema
recebe o sinal correto do botão, confirmando que a
conexão de sinal dos pulsos para o HPC07 está perfeita.

NOTA: Durante o diagnóstico dos pulsos na janela 9-8,


Keypad (Teclado), as funções do cabeçote
harvester estarão desativadas. Os sinais dos
botões não são transmitidos para o HHM e sim
para o computador, portanto, o teste dos botões
pode ser executado com segurança, sem risco de
ativação de funções do cabeçote harvester.

JK11466,Trite255XXX –19–01OCT07–1/1

119-1 092208

PN=172
Diagnósticos do sensor no modo de operação
Generalidades

Os diagnósticos similares do sensor, explicados nas


seções anteriores Sensores de diâmetro (menu 9-5),
Sensor de comprimento (menu 9-6) e Sensores de sabre
(menu 9-7), podem ser executados no modo de operação
sem necessidade de passar para o modo de
configuração.

JK11466,0000064 –19–07NOV07–1/1

Teste dos sensores de posição do sabre

Os sensores de posição do sabre podem ser testados da


seguinte forma:

1. Acesse o modo de operação


2. Pressione o botão [rdquor]Stop” para redefinir (reset)
os botões.

Continua na próxima página JK11466,0000065 –19–07NOV07–1/4

121-1 092208

PN=173
Diagnósticos do sensor no modo de operação

3. Para ativar o modo de teste, pressione o botão FN


(Função) e segure-o, enquanto pressiona o botão
[rdquor]Saw”. Depois, solte os dois botões.
4. Pressione o botão [rdquor]Saw” para serrar e
mantenha-o pressionado para testar os sensores de
posição do sabre.
5. Durante a serragem, os impulsos do sensor de
posição do sabre são exibidos na tela do modo de
operação Os impulsos do canal A estarão no lado
esquerdo, e os do canal B no lado direito. Antes de
começar a serragem, os números estarão zerados.
Segundo a serragem avança, os números dos
impulsos vão aumentando até alcançar a posição
externa máxima do sabre. Conforme o sabre volta

–UN–17DEC07
para a posição inicial, os impulsos voltam para zero.
6. Para terminar o teste, solte o botão [rdquor]Saw”.
7. Pressione o botão [rdquor]Stop” para sair do modo de
teste.

T218762
Teste dos sensores de diâmetro

Os sensores de diâmetro podem ser testados da seguinte


forma:

1. Acesse o modo de operação


2. Pressione o botão [rdquor]Stop” para redefinir (reset)
os botões.
3. Para ativar o modo de teste, pressione o botão FN
(Função) e segure-o, enquanto pressiona o botão
[rdquor]F2”. Depois, solte os dois botões.
4. Abra e feche o cabeçote para testar os sensores de
diâmetro.

Continua na próxima página JK11466,0000065 –19–07NOV07–2/4

121-2 092208

PN=174
Diagnósticos do sensor no modo de operação

5. Os valores AD (0-1023) são exibidos no lado direito e


esquerdo (na parte de cima dos dados do diâmetro e
do comprimento), indicando o valor do diâmetro
medido.
6. Pressione o botão [rdquor]Stop” para sair do modo de
teste.

Teste dos sensores de comprimento

Os sensores de comprimento podem ser testados da


seguinte forma:

1. Acesse o modo de operação


2. Pressione o botão [rdquor]Stop” para redefinir (reset)

–UN–17DEC07
os botões.
3. Para ativar o modo de teste, pressione o botão FN
(Função) e segure-o, enquanto pressiona o botão
[rdquor]F2” duas vezes. Depois, solte os dois botões.

T218763
4. Pressione o botão [rdquor]Feed fwd” ou [rdquor]Feed
bwd” para a alimentação de um tronco no cabeçote
harvester.

JK11466,0000065 –19–07NOV07–3/4

5. O comprimento (cm) é exibido na tela do modo de


operação, normalmente, mas em lugar de exibir o
diâmetro exibido, é mostrado o número de impulsos
contados, correspondentes ao comprimento medido.
6. Pressione o botão [rdquor]Stop” para sair do modo de
teste.

–UN–17DEC07
T218764

JK11466,0000065 –19–07NOV07–4/4

121-3 092208

PN=175
Manipulação do sistema
Modo de operação e configuração

Para alternar entre os modos de operação e


configuração, use o teclado ou os botões nos punhos.

Usando o teclado

Botão Função
Ctrl + A Do modo de operação para o modo
de configuração
Ctrl + A Do modo de configuração para o
modo de operação
F2 Do modo de configuração para o
modo de operação

Usando os punhos

Botão Função
Stop (parar durante 4 Do modo de operação para o modo
segundos) de configuração
FN + F2. Do modo de configuração para o
modo de operação

NOTA: Para comprovar a localização dos botões


[rdquor]Stop”, [rdquor]FN” e [rdquor]F2”, consulte
a seção Diagnósticos do teclado (menu 9-8).

JK11466,0000066 –19–07FEB08–1/1

131-1 092208

PN=176
Configuração do sistema (menu 0)
Generalidades

• Display (menu 0-1)


• Som (menu 0-2)
• Backup (menu 0-3)
• Máquina-base (menu 0-4)
• Cabeçote harvester (menu 0-5)
• Paı́s e idioma (menu 0-6)

PY10832,0000071 –19–11APR02–1/1

141-1 092208

PN=177
Display (menu 0-1)
Configurações do display

• Modo
– Day (Dia)
Cor de fundo clara no modo de operação para
visualização durante o dia.
– Night (Noite)
Cor de fundo escura no modo de operação para
visualização durante a noite.
• Unidade de medição
– Metric (Métrica)
O display do modo de operação exibe unidades
métricas para medição com base no sistema
internacional de unidades de medida (SI).

–UN–20DEC07
– Imperial (Inglês)

T218774
Continua na próxima página PY10832,0000073 –19–11APR02–1/3

142-1 092208

PN=178
Display (menu 0-1)

O display do modo de operação exibe unidades


inglesas para medição com base no sistema inglês
de unidades de medida. Neste caso, "pés" são
abreviados com "f" ou ’, e polegadas com "in" ou "

• Unidade de volume
Há duas opções para a unidade de volume usada para
exibição do volume de produção:
– k Board feet
Um "Board feet" (pé quadrado de tábua) corresponde
ao volume de uma tábua com um pé de
comprimento, um pé de largura e uma polegada
nominal de espessura, ou seja, 1 ft x 1ft x 1 in = 1/12
ft3 = 2.360 litros.

–UN–17DEC07
1 k "Board feet" = 1.000 Board feet = 2360 litros =
2,36 m3
– Cubic meter (Metro cúbico)
Um metro cúbico (m3) é uma unidade de volume

T218757
baseada no sistema internacional de unidades de
medida (SI).
1 m3 corresponde a, aproximadamente, 0,4237 k
Board feet.
– Cunit
Segundo a definição do US Forest Service (Serviço
florestal norte-americano), uma "cunit" é a unidade
de volume formada por 100 pés cúbicos de madeira
sólida (sem volume de lascas ou do ar). O fator de
conversão da TimberRite para implementação da
Cunit é 1m3 = 0,353146667 Cunit
– Cord
Segundo definição do US Forest Service, um "cord"
é uma pilha de madeira de 4 x 4 x 8 pés ou 128 pés
cúbicos (ft3). O fator de conversão da TimberRite
para implementação do Cord é 1m3 = 0,275895834
Cord
• Show in the run mode (Mostrar no modo de
operação)
Os itens [rdquor]Show in the run mode” são mostrados
no display do modo de operação apenas se estiver
assinalados na listagem.
– Finished logs (on/off) (Toras terminadas)
Quando essa opção estiver assinalada, as toras
terminadas são exibidas na parte superior da tela do
modo de operação. Se não estiver assinalada, o
histórico das últimas toras terminadas não é exibido.
– Minimum SED (on/off) (SED mı́nimo)

Continua na próxima página PY10832,0000073 –19–11APR02–2/3

142-2 092208

PN=179
Display (menu 0-1)

Quando essa opção estiver assinalada, o


comprimento previsto da pré-seleção ativa será
exibido no canto inferior esquerdo do quadro central
na tela do modo de operação. Se não estiver
assinalada, essa indicação não será exibida com as
pré-seleções selecionadas.
– Last stem information (on/off) (Dados do último
tronco)
Quando essa opção estiver assinalada, o número
das toras e seu volume geral referente ao último
tronco serão rapidamente exibidos quando da
abertura do cabeçote harvester.
Esses dados são exibidos no quadro central da tela
do modo de operação, com bordas azul claro.

NOTA: O volume na janela [rdquor]Last stem information”


(Dados do último tronco) também contem partes
não registradas do tronco.

• Show in the run mode (Mostrar no modo de


operação)
– mA units converted to % (Unidades mA convertidas
para %)
Quando essa opção estiver assinalada, todos os
parâmetros com unidades mA são convertidas em
valores percentuais (0 a 100 %). Se não estiver
assinalada, todas os parâmetros são indicados em
mA.

PY10832,0000073 –19–11APR02–3/3

142-3 092208

PN=180
Som (menu 0-2)
Generalidades

Com essa funcionalidade, é possı́vel selecionar as


funções ou eventos que possuem sinal sonoro.

Marcando ou desmarcando as caixas superiores, todas as


opções de som podem ser ativadas ou desativadas.

• Configuração do som
– Activated (Ativa)
Quando estiver assinalada, todas as opções de som
estarão disponı́veis. Se não estiver assinalada, todas
as opções de som estarão desabilitadas.
– Length stepping (Rolagem no comprimento)

–UN–10SEP04
Quando esse botão +/- (aumentar/diminuir) é
pressionado, é emitido um som de bipe.
– Error (Erro)
Em caso de aviso de erro, é emitido um som de

T202960
bipe.
– Button voice (Botão Voz)
Quando esse botão é pressionado, é emitido um som
de bipe.
– Go to run mode (Acessar o modo de operação)
Para passar do modo de configuração para o modo
de operação, é emitido um som de bipe.
– Yes/Ok (Sim/OK)
Selecionando [rdquor]Yes” ou [rdquor]No” para uma
pergunta, é emitido um bipe.
– No/Cancel (Não/Cancelar)
Selecionando [rdquor]No” ou [rdquor]Cancel” para
uma pergunta, é emitido um som de bipe.
– Preselection change (Troca de pré-seleção)
Quando uma pré-seleção é modificada por um
operador ou sistema, é emitido um som de bipe.
– Cutting window (Janela de corte)
Chegando nessa janela, é emitido um som de bipe.

JK11466,000008D –54–25FEB05–1/1

143-1 092208

PN=181
Backup (menu 0-3)
Generalidades

Os backups servem para garantir que as informações de


produção ou de ajuste fino da máquina, calibração e
parâmetros podem ser recuperadas sempre que
necessário.

Os backups de produção dependem do local de trabalho


e não precisam ser apenas um, mas a recuperação do
backup é feita de forma individual e depende dos locais
de trabalho.

No disco rı́gido, os backups são armazenados em C:/


TIMBERRITE30 FILES/System/Backup. Para mudar a

–UN–06OCT05
localização do backup no HD, use a caixa de seleção do
drive acima da tabela de arquivos de backup.

NOTA: É recomendado fazer backups periódicos do

T215869
memory stick, para garantir que os dados não
serão perdidos, em caso de falha do disco rı́gido.

• Activate backup (on/off) (Ativar backup)


Assinalando essa opção, o sistema cria um backup de
produção (consulte Local de backup), depois de cada
tronco processado e do backup dos parâmetros do
sistema (Consulte Configurações do sistema de
backup), depois de cada modificação na configuração
ou parâmetro de calibração.
Se o parâmetro não estiver assinalado, os backups de
produção e da configuração são feitos manualmente.
• Backup site >> (Local de backup)
Pressionando esse botão, o sistema cria um backup de
produção no local selecionado (destacado). O backup
contém apenas informações da produção que podem
ser visualizadas normalmente na janela 1-1 Production
overview (Visão geral da produção). O local de backup
é denominado de acordo com o nome do local e listado
na coluna [rdquor]Backup site” (local de Backup) com
indicação da data e hora na coluna [rdquor]Date”.
Para recuperação de locais de backup, consulte Local
de recuperação.
• Delete (Excluir)
Os locais de bakcup podem ser excluı́dos selecionando
o local (destacando o nome na coluna "Backup site") e
pressionando o botão acima. Em seguida, o local de
backup é eliminado da tabela.

Continua na próxima página PY10832,0000074 –19–11APR02–1/2

144-1 092208

PN=182
Backup (menu 0-3)

• Restore site << (Local de recuperação)


Os locais de bakcup podem ser recuperados
selecionando o local (destacando o nome na coluna
"Backup site") e pressionando o botão acima. Em
seguida, os dados de produção do local de backup
selecionado substituem os dados do produto no local
ativo no momento.
Para informações sobre backup de locais, consulte
local de backup.
• Backup system settings (Backup de parâmetros do
sistema)
Pressionando esse botão, o sistema cria um backup do
parâmetro no local selecionado (destacado). O backup
não contém dados da produção, apenas os seguintes
parâmetros do local selecionado:
– parâmetros da máquina (.mas)
– parâmetros de calibração (.mac)
– parâmetros definidos pelo usuário (.usf)
Só pode existir um único backup de parâmetros do
sistema de cada vez. Pressionando o botão
[rdquor]Backup system settings”, o backup anterior é
substituı́do pelo novo.

Para a recuperação de backups de parâmetros do


sistema, consulte Recuperar parâmetros do sistema

• Restore system settings (Recuperar parâmetros do


sistema)
Pressionando o botão acima, é possı́vel recuperar o
arquivo de backup dos parâmetros do sistema. Em
seguida, todos os parâmetros da máquina (.mas),
dados de calibração (.mac) e parâmetros definidos pelo
usuário (.usf) são substituı́dos por esses valores.
Para a criação de backup dos parâmetros do sistema,
vide "Backup dos parâmetros do sistema".
• Restore Factory settings (Recuperar configurações
de fábrica)
Pressionando esse botão, é possı́vel recuperar
configurações (predefinidas) de fábrica, em qualquer
momento. Em seguida, todos os parâmetros da
máquina (.mas), dados de calibração (.mac) e
parâmetros definidos pelo usuário (.usf) são
substituı́dos por esses valores predefinidos.

PY10832,0000074 –19–11APR02–2/2

144-2 092208

PN=183
Máquina-base (menu 0-4)
Generalidades

Os parâmetros da máquina-base estão relacionados com


os dados para a configuração da bomba da
máquina-base, essencial para o controle das bombas de
controle para as diferentes operações do cabeçote
harvester. A configuração das bombas da máquina-base
pode ser ativa/desativada ou de bombas controláveis
proporcionalmente.

–UN–20DEC07
T218775
PY10832,0000076 –19–11APR02–1/1

Operação do cabeçote harvester

As operações do cabeçote harvester são divididas em


sete diferentes categorias: standby, basic functions, slow
feed, fast feed, sawing, top sawing e rotator
(respectivamente: em espera, funções básicas,
alimentação lenta, alimentação rápida, serragem, serra de
copas e rotor).

As funções básicas envolvem movimentos do cabeçote


harvester como a abertura e fechamento das facas
desgalhadoras e braços dos rolos de alimentação.

JK11466,0000067 –19–08NOV07–1/1

145-1 092208

PN=184
Máquina-base (menu 0-4)

Configuração da bomba

As bombas da máquina-base (1, 2 ou 3 bombas) podem


ser atribuı́das para todas as operações do cabeçote
harvester selecionado. Os parâmetros a seguir
determinam a forma de controle das bombas, se a
operação do cabeçote harvester selecionado for ativada.

• In use (on/off) (Em uso)


Este parâmetro determina se a bomba (1, 2 ou 3) está
em uso ou não para a operação do cabeçote harvester
selecionado.
• Activation delay (ms) (Retardo de ativação)
Este parâmetro determina o atraso entre a ativação da
operação do cabeçote selecionado e a ativação da
bomba. Quando a operação do cabeçote selecionado é
ativada, a bomba selecionada é ativada para
suprimento da pressão, depois do atraso da ativação.
Os atrasos podem ser ajustados separadamente para
todas as bombas da máquina-base.
• Release delay (ms) (Retardo de liberação)
Este parâmetro determina o atraso entre a desativação
da operação do cabeçote selecionado e a desativação
da bomba. Quando a operação do cabeçote
selecionado é desabilitada, a bomba selecionada é
desativada, depois do atraso da liberação. Os atrasos
podem ser ajustados separadamente para todas as
bombas da máquina-base.

Continua na próxima página JK11466,0000051 –19–06NOV07–1/2

145-2 092208

PN=185
Máquina-base (menu 0-4)

• Flow level (%) (Nı́vel de fluxo)Este parâmetro


determina o nı́vel de fluxo (potência) da bomba
selecionada para a operação indicada do cabeçote
harvester. No caso de bombas proporcionais, o nı́vel de
fluxo pode ser configurado entre 0-100%.
No caso de ativação/desativação das bombas, o nı́vel
do fluxo pode ser configurado em 100%.
• Use constant pressure after head close (on/ off)
(Usa pressão constante depois de fechar cabeçote)
Este parâmetro determina se há pressão constante no
cabeçote harvester, quando o cabeçote é fechado. Se o
parâmetro estiver ativo, a pressão será constante até
que o cabeçote seja aberto.
• Test mode for base machine pumps (Modo de teste

–UN–11JAN08
das bombas da máquina-base)
É possı́vel testar a funcionalidade das bombas da
máquina-base, quando a janela "Base machine" estiver
ativa. O modo de teste é aberto pressionando o botão

T218836
F4 no teclado.
O teste é executado selecionando as bombas que
serão ativadas durante o teste e especificando o nı́vel
de fluxo desejado. Se a máquina-base estiver equipada
com o controle ON/OFF da bomba, o nı́vel de fluxo
necessita ser definido em 100%. Para configuração do
nı́vel de fluxo de controle da bomba proporcional no
nı́vel desejado, deve-se usar o controle deslizante de
porcentagem.
Para começar o teste, assinale a caixa de opções "Ok
to test". A bomba será ativada durante o teste
correspondente às bombas e aos nı́veis de fluxo
selecionados.
Anulando a seleção da caixa de opções, o teste será
concluı́do.

JK11466,0000051 –19–06NOV07–2/2

145-3 092208

PN=186
Cabeçote harvester (menu 0-5)
Parâmetros do cabeçote harvester

• Cabeçote harvester (diferentes opções)


Cada tipo de cabeçote harvester possui seus próprios
parâmetros e configuração de entrada/saı́da. É
extremamente importante que o tipo de cabeçote
harvester correto tenha sido selecionado.
• Set default values (Configurar valores predefinidos)
Para todos os tipos de cabeçote harvester
selecionados, há parâmetros predefinidos (de fábrica)
disponı́veis. Pressione esse botão, para recuperar
esses parâmetros.
• Load parameters (*.mas) (Carregar parâmetros)
Esse botão abre uma caixa de diálogo para carregar o

–UN–11JAN08
arquivo de configuração da máquina (*.mas) para o tipo
de cabeçote selecionado.
• Save parameters (*.mas) (Salvar parâmetros)
Esse botão abre uma caixa de diálogo para salvar o

T218837
arquivo de configuração da máquina (*.mas) para o tipo
de cabeçote selecionado.

Tipos de válvula

• Tilt valve type 2 (on/off) (Válvula de inclinação, tipo


2)
[rdquor]Tilt valve type 2” significa que a válvula
flutuante da inclinação do cabeçote harvester está em
linha com a válvula direcional. Nesse caso, é
necessário assinalar essa opção.
• EVO2 valve (on/off) (Válvula EVO2)
Se o cabeçote harvester tiver o bloco de válvula EVO2,
é necessário assinalar essa opção. Este parâmetro não
é aplicável a todos os cabeçotes harvester da Waratah.
• Feeding start (100-200%) (Inı́cio da alimentação)
Com a válvula EVO2 no cabeçote harvester, esse
parâmetro multiplica os seguintes dados por 0-2 (100%
- 200%):
– corrente inicial (mA) no modo de alimentação
automática
– corrente do motor da serra current (mA), para
serragem
Por exemplo, se a alimentação começar por 130%, a
corrente inicial é definida em 1,3 multiplicada pelo
seu valor normal, e a corrente do motor da serra é
definido em 1,3 multiplicado pelo seu valor normal.

Continua na próxima página PY10832,0000077 –19–11APR02–1/2

146-1 092208

PN=187
Cabeçote harvester (menu 0-5)

Este parâmetro estará visı́vel apenas se a válvula


EVO2 (on/off) estiver assinalada.

PY10832,0000077 –19–11APR02–2/2

146-2 092208

PN=188
Paı́s e idioma (menu 0-6)
Configurações gerais

• System (Sistema)
– Language (Idioma)
Esse parâmetro determina o idioma, usado em toda
a interface de usuário do TimberRite 30Lite.
• Version (Versão)
– TimberRite 30Lite.
O sistema TimberRite 30Lite é formado por três
componentes de software incorporados, distribuı́dos
no computador, HHM e no memory stick USB.
– System (Sistema)
Indica o número de versão do software do sistema
(computador).

–UN–07FEB08
– HHM
Indica o número de versão do software do Harvester
Head Module (HHM).
• Licença

T218779
O sistema contém funcionalidades especı́ficas da
máquina e acessórios opcionais, mostradas no
programa e disponibilizadas para o uso apenas se os
detalhes da respectiva licença tiverem sido inseridos no
programa atual.
• Restore hidden dialogs (Restaurar diálogos ocultos)
Vários caminhos de seleção incluem janelas com
opções tais como [rdquor]Do not show this question
again” (Não mostrar esta pergunta novamente), por
exemplo, ao selecionar a edição de instruções de corte
durante a criação de um banco de dados para um novo
local. Se essas opções tiverem sido removidas, esse
comando pode recuperá-las.

PY10832,0000078 –19–11APR02–1/1

147-1 092208

PN=189
Apêndice 1
Cálculo do volume

Solid Volume - Calcula a média de todos os diâmetros e


os multiplica pelo comprimento da tora, para o cálculo do
volume.

Conical - Cálculo das seções cônicas de acordo com a


seguinte fórmula:

Volume = comprimento x 3,142 x ((LED2


+(LEDxSED)+SED2)/12)

Segmented - Série de seções cônicas de 1 m entre as


medições do LED e do SED, usada para o cálculo do
volume da tora. Este método é mais preciso se houver
uma marca importante da base e na direção da copa de
um tronco, onde o diâmetro diminui rapidamente.

Scribner - Volume calculado de acordo com o SED de


uma tora, com base nas tabelas de volume de toras
"Scribner Log Volume Tables" (Columbia River Log
Scaling & grading Bureau 1972 revision). Para
documentação, é fornecido o Manual de regulamentações
oficiais dos EUA para escalonamento de toras, "USA
official rules for Log scaling Manual", Rev June, 2006.

O volume de cada segmento é calculado usando a


fórmula de volume cúbico do cone. Para compensação
das frações perdidas durante a medição dos diâmetros, é
feito o acréscimo de 0,7 polegadas à fórmula de todos os
diâmetro. Para a compensação do recorte não incluı́do
nos comprimentos registradas, é feito o acréscimo de
0,67 pés para toras de 16 pés e menores, e de 1,0 pé
para toras de 17 pés e maiores.

A fórmula é a seguinte:

Continua na próxima página JM50313,0000018 –19–07AUG08–1/2

148-1 092208

PN=190
Apêndice 1

onde

V = volume (pés cúbicos)

L= comprimento escalonado (pés)

–UN–08AUG08
DS = diâmetro escalonado da extremidade pequena
(polegadas)

TA1046775
DL = diâmetro escalonado da extremidade grande
(polegadas)

* Se as toras tiverem 17’ ou mais de comprimento,


substitua (L + 1.00) por (L + 0.67)

Smalian - Volume calculado da média de LED e SED em


uma projeção cilı́ndrica em todo o comprimento da tora.
Normalmente, é um pouco maior do que o volume real da
tora. Usando em BC, Canadá. Fórmula indicada no "the
BC forest Service Scaling Manual", Rev. May 1, 2007.

A fórmula para o cálculo de Smalian é a seguinte:

V=(A1+A2)/2xL

onde

V = volume da tora em m3.

A1 = área da extremidade pequena da tora em m2.

A2 = área da extremidade grande da tora em m2.

L = área da extremidade grande da tora em m.

JM50313,0000018 –19–07AUG08–2/2

148-2 092208

PN=191
Apêndice 1

148-3 092208

PN=192