Você está na página 1de 3

ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO

 Slide no fundo com a imagem do nome do programa (temos que inventar


o nome do programa e a arte da imagem);
 Cadeiras da sala em formato de círculo e 7 na frente disponíveis para os
“atores”;
 Abertura da peça com a trilha sonora do programa;
 Apresentador inicia cumprimentando o pessoal da turma, falando o tema
da roda de conversa e apresentando os convidados que já estarão
sentados no estúdio do programa (nesse caso, penso que poderia ser os
profissionais. As moradoras estariam na plateia e seriam chamadas em
um momento certo). Por exemplo:

Apresentador: Olá, bom dia! No ar mais uma edição do (nome do programa).


Hoje iremos abordar o tema psicologia ambiental e o processo de vinculação
afetiva. Para tratar melhor essa temática, dividimos o programa em dois blocos.
No primeiro, vamos falar com alguns profissionais sobre a importância do
processo de vinculação afetiva. E no segundo bloco teremos a participação de
pessoas da plateia (no caso serão os moradores/desabrigados), trazendo relatos
e vivências sobre seus vínculos afetivos em relação ao ambiente em que vivem.
E aqui, no estúdio, contamos com a presença das psicólogas Andréia
Vasconcelos, Zulmira Bomfim, Thayz Mesquita e do filósofo Baruch Espinoza
que iram contribuir muito para este debate, respondendo alguns
questionamentos.

Para dá início a essa discussão, comeremos com a psicóloga (acrescentar algum


dado, tipo a área?) doutora Andréia Vasconcelos.

- Apresentador: Bom dia, Dra. Andréia!


- (Resposta da entrevistada)

- Apresentador: Dra. Andréia, permita-me iniciar com uma pergunta. Dentre


tantas ramificações da Psicologia, qual a necessidade de se falar ou se criar
uma Psicologia Ambiental?
- (Resposta da entrevistada)

- Apresentador: Certo, doutora! E qual a relação entre a Psicologia Ambiental


e a Afetividade?
- (Resposta da entrevistada)

- Apresentador: Muito obrigado, doutora, pelos esclarecimentos.

Para dá continuidade à essa discussão, passo agora a fala para o filósofo


holandês Baruch Espinoza.

- Apresentador: Bom dia, Espinoza! Seria muito importante ouvir suas palavras
sobre o que é o corpo e suas afecções?

- (Resposta da entrevistada)
- Apresentador: A partir de compreensão dos seus pensamentos se faz
necessário questionar, o que seriam os afetos?

- (Resposta da entrevistada)
- Apresentador: E como compreender os afetos se faz importante para ajudar
o ser homem no seu cotidiano?

- (Resposta da entrevistada)
- Apresentador: Obrigado Espinoza, pelas suas contribuições!

- Apresentador: Bem, é um assunto que realmente levanta vários


questionamentos. E para saber um pouco de como........CONTINUAR
PERGUNTAS PARA ZULMIRA E THAYZ).

Aqui o apresentador poderia dizer que teria um intervalo para depois começar o
segundo bloco com as moradoras falando para não ficar muito cansativo:
“Vamos fazer um pequeno intervalo ao som de uma música/ vídeo curto ou
poema (se a gente encontrar), voltaremos já, já.”
- Apresentador: Estamos de volta! E agora vamos para o segundo bloco do
tema “Psicologia Ambiental e o processo de vinculação afetiva”. Nesse
momento, convidamos para entrar no estúdio duas moradoras do bairro Piauí da
Cidade de Parnaíba-PI para falar um pouco sobre ........... CONTINUAR
PERGUNTAS AS MORADORAS

- Apresentador finaliza: Bom, por hoje é só! Nós vamos ficando por aqui, e não
se esqueça: (frase impactante)!
Bom dia e até o próximo encontro! Tchau tchau!

OBS: NÃO ESQUECER QUE ELEMENTOS NECESSÁRIOS A FORMAÇÃO


DOS PAINEIS

Concepções a respeito do tema (conceituação); propostas metodológicas;


práticas apontadas.