Você está na página 1de 67

Prof.

Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

EDUCAÇÃO E A
CONSTITUIÇÃO
FEDERAL

CF/88
Art. 205. A educação, direito de todos e
dever do Estado e da família, será
promovida e incentivada com a
colaboração da sociedade, visando ao
pleno desenvolvimento da pessoa, seu
preparo para o exercício da cidadania e
sua qualificação para o trabalho.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes
princípios:
I - igualdade de condições para o acesso e permanência na
escola;
II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o
pensamento, a arte e o saber;

CF/88
• III - pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas, e
coexistência de instituições públicas e privadas de
ensino;
• IV - gratuidade do ensino público em estabelecimentos
oficiais;
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
V - valorização dos profissionais da educação escolar,
garantidos, na forma da lei, planos de carreira, com
ingresso exclusivamente por concurso público de provas e
títulos, aos das redes públicas; (Redação dada pela
Emenda Constitucional nº 53, de 2006)
VI - gestão democrática do ensino público, na forma da lei;
VII - garantia de padrão de qualidade.

CF/88
VIII - piso salarial profissional nacional para os
profissionais da educação escolar pública, nos termos de
lei federal.
Parágrafo único. A lei disporá sobre as categorias de
trabalhadores considerados profissionais da educação
básica e sobre a fixação de prazo para a elaboração ou
adequação de seus planos de carreira, no âmbito da
União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-
científica, administrativa e de gestão financeira e
patrimonial, e obedecerão ao princípio de
indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.
§ 1º É facultado às universidades admitir professores,
técnicos e cientistas estrangeiros, na forma da lei.
§ 2º O disposto neste artigo aplica-se às instituições de
pesquisa científica e tecnológica.

CF/88
Art. 208 - § 1º O acesso ao ensino obrigatório e gratuito é
direito público subjetivo.
§ 2º O não-oferecimento do ensino obrigatório pelo Poder
Público, ou sua oferta irregular, importa responsabilidade
da autoridade competente.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
Art. 209. O ensino é livre à iniciativa privada, atendidas as
seguintes condições:
I - cumprimento das normas gerais da educação nacional;
II - autorização e avaliação de qualidade pelo Poder
Público.

CF/88
Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino
fundamental, de maneira a assegurar formação básica
comum e respeito aos valores culturais e artísticos,
nacionais e regionais.
§ 1º O ensino religioso, de matrícula facultativa,
constituirá disciplina dos horários normais das escolas
públicas de ensino fundamental.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
§ 2º O ensino fundamental regular será ministrado em
língua portuguesa, assegurada às comunidades indígenas
também a utilização de suas línguas maternas e processos
próprios de aprendizagem.

CF/88
Art. 211. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios
organizarão em regime de colaboração seus sistemas de ensino.
§ 1º A União organizará o sistema federal de ensino e o dos
Territórios, financiará as instituições de ensino públicas federais
e exercerá, em matéria educacional, função redistributiva e
supletiva, de forma a garantir equalização de oportunidades
educacionais e padrão mínimo de qualidade do ensino mediante
assistência técnica e financeira aos Estados, ao Distrito Federal e
aos Municípios;
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
§ 2º Os Municípios atuarão prioritariamente no ensino
fundamental e na educação infantil.
§ 3º Os Estados e o Distrito Federal atuarão
prioritariamente no ensino fundamental e médio.
§ 4º Na organização de seus sistemas de ensino, a União,
os Estados, o Distrito Federal e os Municípios definirão
formas de colaboração, de modo a assegurar a
universalização do ensino obrigatório.

CF/88
Art. 212. A União aplicará, anualmente, nunca
menos de dezoito, e os Estados, o Distrito
Federal e os Municípios vinte e cinco por
cento, no mínimo, da receita resultante de
impostos, compreendida a proveniente de
transferências, na manutenção e
desenvolvimento do ensino.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
Art. 214. A lei estabelecerá o Plano Nacional de Educação,
de duração decenal, com o objetivo de articular o sistema
nacional de educação em regime de colaboração e definir
diretrizes, objetivos, metas e estratégias de
implementação para assegurar a manutenção e
desenvolvimento do ensino em seus diversos níveis,
etapas e modalidades por meio de ações integradas dos
poderes públicos das diferentes esferas federativas que
conduzam a:

CF/88
I - erradicação do analfabetismo;
II - universalização do atendimento escolar;
III - melhoria da qualidade do ensino;
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

CF/88
IV - formação para o trabalho;
V - promoção humanística, científica e tecnológica
do País.
VI - estabelecimento de meta de aplicação de
recursos públicos em educação como proporção do
produto interno bruto.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

02) No tocante à educação, a Constituição da República


a) garante a gratuidade do ensino público, exceto do
universitário.
b) determina a gestão democrática do ensino público.
c) estabelece a obrigatoriedade e a universalidade do
ensino médio.
d) veda o ensino religioso em escolas públicas.

02) No tocante à educação, a Constituição da República


a) garante a gratuidade do ensino público, exceto do
universitário.
b) determina a gestão democrática do ensino público.
c) estabelece a obrigatoriedade e a universalidade do
ensino médio.
d) veda o ensino religioso em escolas públicas.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

04) Assinale a alternativa que não é um princípio da


educação nacional.
a) Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a
cultura, o pensamento, a arte e o saber.
b) Valorização do(a) profissional da educação escolar.
c) Desconsideração com a diversidade étnico-racial.
d) Igualdade de condições para o acesso e permanência na
escola.
e) Garantia de padrão de qualidade.

04) Assinale a alternativa que não é um princípio da


educação nacional.
a) Liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a
cultura, o pensamento, a arte e o saber.
b) Valorização do(a) profissional da educação escolar.
c) Desconsideração com a diversidade étnico-racial.
d) Igualdade de condições para o acesso e permanência na
escola.
e) Garantia de padrão de qualidade.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

05) A educação brasileira é direito de todos e dever


a) da União, dos estados e dos municípios.
b) da Comunidade local e da família.
c) do Poder Público, dos pais e dos alunos.
d) da Sociedade e da escola.
e) do Estado e da família.

05) A educação brasileira é direito de todos e dever


a) da União, dos estados e dos municípios.
b) da Comunidade local e da família.
c) do Poder Público, dos pais e dos alunos.
d) da Sociedade e da escola.
e) do Estado e da família.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

07) A respeito da educação na Constituição Federal de 1988, é


correto afirmar que
a) a educação é um direito político.
b) compete privativamente à União legislar sobre diretrizes e bases da
educação nacional.
c) a Constituição não prevê a implantação de política de educação para
a segurança do trânsito.
d) compete aos municípios manter os programas de educação
universitária.
e) é possível instituir imposto sobre o patrimônio das instituições de
educação sem fins lucrativos.

07) A respeito da educação na Constituição Federal de 1988, é


correto afirmar que
a) a educação é um direito político.
b) compete privativamente à União legislar sobre diretrizes e bases
da educação nacional.
c) a Constituição não prevê a implantação de política de educação para
a segurança do trânsito.
d) compete aos municípios manter os programas de educação
universitária.
e) é possível instituir imposto sobre o patrimônio das instituições de
educação sem fins lucrativos.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

10) O dever do Estado com a educação será efetivado mediante


garantia:
a) do atendimento em creche e pré-escola às crianças de zero a
seis anos de idade.
b) da aplicação, anualmente, pela União, de, no mínimo, quinze,
e pelos Estados, de vinte por cento da receita resultante de
impostos, na manutenção e desenvolvimento do ensino.
c) da oferta de ensino diurno regular, adequado às condições do
educando.
d) da progressiva universalização do ensino médio gratuito.

10) O dever do Estado com a educação será efetivado mediante


garantia:
a) do atendimento em creche e pré-escola às crianças de zero a
seis anos de idade.
b) da aplicação, anualmente, pela União, de, no mínimo, quinze,
e pelos Estados, de vinte por cento da receita resultante de
impostos, na manutenção e desenvolvimento do ensino.
c) da oferta de ensino diurno regular, adequado às condições do
educando.
d) da progressiva universalização do ensino médio gratuito.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

SOCIEDADE,
CULTURA E
EDUCAÇÃO
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

TÓPICOS ESSENCIAIS
✓Educação acompanha o processo histórico;
✓As sociedades primitivas a educação se resumia a
participação nas atividades diárias da comunidade;
✓Educação está intimamente ligada a cultura, Política e
Economia, sem poder se disasociar deles.

TÓPICOS ESSENCIAIS
✓Papel da educação;
✓Saber para o mundo do trabalho;
✓Saber para as relações sociais;
✓Produção e Reprodução das relações sociais.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

TÓPICOS ESSENCIAIS
✓Educação é um processo;
✓Hoje se aprende na rua, TV, computador, etc;
✓Saber para as relações sociais;
✓Dimensões históricas, políticas, econômicas e sociais

TÓPICOS ESSENCIAIS
✓Globalização;
✓Desemprego da mecanização do trabalho;
✓Cidadão reflexivo e adaptativo;
✓Novas tecnologias X Mercado
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

TÓPICOS ESSENCIAIS
✓Tendência mundial do crescimento do setor de serviços
em detrimento da agricultura e da indústria;
✓Internet;
✓Homem Global;
✓Aprender a Aprender;
✓Intercâmbio de Conhecimentos

TÓPICOS ESSENCIAIS
✓Descentralização e Democratização do Ensino;
✓Planejamento Participativo
✓Escola - Diferentes sujeitos e diferentes realidades
sociais;
✓Mudança de Mentalidades.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

✓Garantir o acesso e permanência de jovens na escola;


✓Educação de Qualidade;
✓Autonomia e Emancipação do Indivíduo;
✓Currículo Oculto
✓Apropriação do Conhecimento;
✓Socialização;
✓Processo formativo mais amplo.

✓Educação Inclusiva – impactos sociológicos e pedagógicos;


✓Transversalidade;
✓Interdisciplinariedade;
✓Ensino Enciclopédico;
✓Educar para a Vida;
✓Educar para o Mercado de trabalho.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

01 - (CS-UFG) - Considerando a relação entre educação,


sociedade e cultura, a sociologia da educação evidenciou
que as instituições escolares são instituições que,
historicamente, se ocuparam em educar e instruir os
cidadãos. Isto significa que as escolas são instituições que
cumprem finalidades ligadas à socialização e apropriação
do conhecimento, mas igualmente cumprem um processo
formativo mais amplo, como testemunham as práticas
existentes no chamado currículo oculto.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

Nas sociedades primitivas, os indivíduos estão ligados por laços


culturais e de parentesco. Os interesses são coletivos, a cultura
é unitária e o principal agente socializador é a família. Acerca
da educação nessas sociedades, é correto afirmar que
a) a educação primitiva é formal.
b) a educação se resume ao ensino das atividades práticas.
c) a cultura primitiva é transmitida e conservada por meio da
escrita.
d) a educação se dá com a participação nas atividades cotidianas
da comunidade.
e) não há instituições de ensino nem educação nas sociedades
primitivas.

Nas sociedades primitivas, os indivíduos estão ligados por laços


culturais e de parentesco. Os interesses são coletivos, a cultura
é unitária e o principal agente socializador é a família. Acerca
da educação nessas sociedades, é correto afirmar que
a) a educação primitiva é formal.
b) a educação se resume ao ensino das atividades práticas.
c) a cultura primitiva é transmitida e conservada por meio da
escrita.
d) a educação se dá com a participação nas atividades
cotidianas da comunidade.
e) não há instituições de ensino nem educação nas sociedades
primitivas.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

03 – (CESPE)Considerando-se que a
-
educação é um processo social, é
possível compreender o planejamento
da educação sem considerar os
elementos econômicos, políticos e
culturais de determinada sociedade.

04 – (Adaptada) - A educação abrange os processos


formativos que se desenvolvem na vida familiar, na
convivência humana, no trabalho, nas instituições
de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e
organizações da sociedade civil e nas
manifestações culturais.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

04 – (Adaptada) - A educação abrange os processos


formativos que se desenvolvem na vida familiar, na
convivência humana, no trabalho, nas instituições
de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e
organizações da sociedade civil e nas
manifestações culturais.

CORRETO (a)

05 – ( ) - O planejamento participativo é de suma


importância, pois envolvem diferentes segmentos
da comunidade local e escolar que têm
representação no conselho escolar, que deve ser
gerenciado com ampla participação da
comunidade, envolvendo a equipe gestora da
escola, o conselho escolar, o grêmio estudantil e
outros.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

05 – ( C ) - O planejamento participativo é de suma


importância, pois envolvem diferentes segmentos
da comunidade local e escolar que têm
representação no conselho escolar, que deve ser
gerenciado com ampla participação da
comunidade, envolvendo a equipe gestora da
escola, o conselho escolar, o grêmio estudantil e
outros.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

APRENDIZAGEM E
DESENVOLVIMENTO

✓Desenvolvimento - Natural
✓Aprendizagem - Provocado
✓Desenvolvimento gera aprendizagem ou
✓Aprendizagem gera desenvolvimento (Vygostsky)?
✓Teoria Sociocultural de Vygostsky - aprendizagem -
relações sociais;
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

01 – (CS-UFG) - De acordo com Celso Vasconcellos, o


planejamento do ensino-aprendizagem pode ser
compreendido como “método de relacionamento com o real,
limitado, porém indispensável se não abrimos mão da nossa
condição de sujeitos da história” (1989, p. 148). Neste sentido,
o planejamento docente teria a força de
a) livrar a escola das forças ocultas e dos caprichos da natureza.
b) definir propósitos, tentar precisar limites e possibilidades.
c) transformar o futuro de professores e alunos.
d) emancipar classes oprimidas pela injustiça e ignorância.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

01 – (CS-UFG) - De acordo com Celso Vasconcellos, o


planejamento do ensino-aprendizagem pode ser
compreendido como “método de relacionamento com o real,
limitado, porém indispensável se não abrimos mão da nossa
condição de sujeitos da história” (1989, p. 148). Neste sentido,
o planejamento docente teria a força de
a) livrar a escola das forças ocultas e dos caprichos da natureza.
b) definir propósitos, tentar precisar limites e possibilidades.
c) transformar o futuro de professores e alunos.
d) emancipar classes oprimidas pela injustiça e ignorância.

02 – O conjunto de princípios para explicar a aprendizagem constitui o que se


denomina teorias da aprendizagem. Nessa perspectiva, conclui-se
corretamente que a teoria:
a) Sociocultural tem como base a ideia de que a aprendizagem ocorre
principalmente em processos de relações sociais, com a ajuda de pessoas mais
experientes.
b) Sociocultural tem como base a ideia de que a aprendizagem é diretamente
ligada à maturação e à inteligência emocional dos sujeitos aprendentes.
c) Comportamentalista tem como base a ideia de que a aprendizagem é processo
subjetivo diretamente ligado às estruturas psicogenéticas dos sujeitos.
d) Genética tem como base a ideia de que a aprendizagem ocorre
principalmente baseada nas relações sociais e culturais dos sujeitos no processo
de desenvolvimento de suas capacidades e funções.
e) Genética tem como base a ideia de que a aprendizagem ocorre principalmente
baseada em processos ambientais e estímulos que ali se façam presentes.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

02 – O conjunto de princípios para explicar a aprendizagem constitui o que se


denomina teorias da aprendizagem. Nessa perspectiva, conclui-se
corretamente que a teoria:
a) Sociocultural tem como base a ideia de que a aprendizagem ocorre
principalmente em processos de relações sociais, com a ajuda de pessoas mais
experientes.
b) Sociocultural tem como base a ideia de que a aprendizagem é diretamente
ligada à maturação e à inteligência emocional dos sujeitos aprendentes.
c) Comportamentalista tem como base a ideia de que a aprendizagem é processo
subjetivo diretamente ligado às estruturas psicogenéticas dos sujeitos.
d) Genética tem como base a ideia de que a aprendizagem ocorre
principalmente baseada nas relações sociais e culturais dos sujeitos no processo
de desenvolvimento de suas capacidades e funções.
e) Genética tem como base a ideia de que a aprendizagem ocorre principalmente
baseada em processos ambientais e estímulos que ali se façam presentes.

03 – (CS-UFG) - Segundo Behrens (In.: MORAN, J. M. Novas Tecnologias e


mediação pedagógica, 2000), os professores e alunos podem beneficiar-se
da tecnologia da informação para favorecer os processos tanto de ensino
quanto de aprendizagem, pois estão disponíveis no mercado diversos tipos
de programas aplicados à educação, dentre eles, os programas tutoriais,
que são
a) voltados para funções específicas, como planilhas eletrônicas,
processadores de textos e gerenciadores de bancos de dados
b) idealizados para escrever, ajustar, transferir, copiar, recortar, modificar,
compor, decompor, gravar e imprimir todos os tipos de textos.
c) compostos por blocos de informações, pedagogicamente organizados,
como se fossem um livro animado, um vídeo ou um professor eletrônico.
d) elaborados para possibilitar ao usuário a interação com situações
complexas e de risco, pois possibilitam a apresentação de fenômenos e
experiências.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

03 – (CS-UFG) - Segundo Behrens (In.: MORAN, J. M. Novas Tecnologias e


mediação pedagógica, 2000), os professores e alunos podem beneficiar-se
da tecnologia da informação para favorecer os processos tanto de ensino
quanto de aprendizagem, pois estão disponíveis no mercado diversos tipos
de programas aplicados à educação, dentre eles, os programas tutoriais,
que são
a) voltados para funções específicas, como planilhas eletrônicas,
processadores de textos e gerenciadores de bancos de dados
b) idealizados para escrever, ajustar, transferir, copiar, recortar, modificar,
compor, decompor, gravar e imprimir todos os tipos de textos.
c) compostos por blocos de informações, pedagogicamente organizados,
como se fossem um livro animado, um vídeo ou um professor eletrônico.
d) elaborados para possibilitar ao usuário a interação com situações
complexas e de risco, pois possibilitam a apresentação de fenômenos e
experiências.

06 – (CS-UFG) - O multiculturalismo como um discurso crítico de raça e


pedagogia precisa romper o silêncio em relação ao seu papel na
dissimulação de como a dominação branca coloniza as definições do
normal. Para que isso ocorra, um dos desafios políticos e pedagógicos
que se coloca aos educadores críticos é
a) velar os interesses políticos presentes nas formas de educação
multicultural que traduzem as diferenças culturais em estilo de
aprendizagem, separando a cultura do poder e da luta.
b) transmitir conhecimentos fundamentados nas relações assimétricas
que produzem a instrumentalização do ensino, abolindo questões de
poder, história, ética.
c) confrontar os discursos educacionais que encaram a educação como
uma atividade descontextualizada, isenta de tensões sociais, políticas e
raciais.
d) estimular o desenvolvimento de teorias que destaquem igualdade e
justiça aos grupos étnico-raciais pelas formas dominantes de educação
multicultural na modernidade
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

06 – (CS-UFG) - O multiculturalismo como um discurso crítico de raça e


pedagogia precisa romper o silêncio em relação ao seu papel na
dissimulação de como a dominação branca coloniza as definições do
normal. Para que isso ocorra, um dos desafios políticos e pedagógicos
que se coloca aos educadores críticos é
a) velar os interesses políticos presentes nas formas de educação
multicultural que traduzem as diferenças culturais em estilo de
aprendizagem, separando a cultura do poder e da luta.
b) transmitir conhecimentos fundamentados nas relações assimétricas
que produzem a instrumentalização do ensino, abolindo questões de
poder, história, ética.
c) confrontar os discursos educacionais que encaram a educação como
uma atividade descontextualizada, isenta de tensões sociais, políticas
e raciais.
d) estimular o desenvolvimento de teorias que destaquem igualdade e
justiça aos grupos étnico-raciais pelas formas dominantes de educação
multicultural na modernidade

TENDÊNCIAS
PEDAGÓGICAS
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

Concepções fundamentais de Filosofia da Educação segundo


Dermeval Saviani, temos quatro visões, quatro tendência da
Educação:
1. Concepção Humanista Tradicional – (natureza humana) de
laicidade, obrigatoriedade e gratuidade
2. Concepção Humanista Moderna – Homem completo desde o
nascimento.
3. Concepção Analítica – Análise lógica da linguagem
educacional. Contexto linguístico, não sócio-econômico-político.
4. Concepção Dialética - homem como “síntese de múltiplas
determinações”

Corrente Racional Tecnológica (Libâneo) - busca seu


fundamento na racionalidade técnica e instrumental,
visando desenvolver habilidades e destrezas para formar o
técnico. Caracteriza-se pela introdução de técnicas mais
refinadas de transmissão de conhecimentos, incluindo os
computadores e as mídias.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

• Teoria Crítica da Educação (Saviani). A


educação que deveria ser o instrumento para
as escolhas do homem livre, democrático,
cidadão e autônomo acaba, então se
tornando mais uma ferramenta de
manipulação e de homogeneização do
pensamento crítico da sociedade.

• Saviani destaca as “teorias não-críticas” da educação


• Na Pedagogia Tradicional, a educação é vista como direito de todos e
dever do Estado, sendo a marginalidade associada à ignorância. A
escola surge como um “antídoto”, difundindo a instrução.
• Na Escola Nova, passa a ocorrer um movimento de reforma na
pedagogia tradicional, na qual a marginalidade não é mais do
ignorante e sim do rejeitado, do anormal e inapto, desajustado
biológica e psiquicamente. A escola passa a ser então a forma de
adaptação e ajuste dos indivíduos à sociedade.
• Tecnicismo A função da escola então passa a ser de formação de
indivíduos eficientes, para o aumento da produtividade social,
associado diretamente ao rendimento e capacidades de produção
capitalistas.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

01 –
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

01 - O cartum subentende uma crítica ao


modelo de educação
a) construtivista, espontaneísta e ativo.
b) tecnicista, racional e funcional.
c) libertário, não diretivo e heterogêneo.
d) tradicional, intelectualista e livresco.

01 - O cartum subentende uma crítica ao


modelo de educação
a) construtivista, espontaneísta e ativo.
b) tecnicista, racional e funcional.
c) libertário, não diretivo e heterogêneo.
d) tradicional, intelectualista e livresco.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

02 - (CS-UFG) -O pensamento pedagógico brasileiro constitui-se


do esforço de análise crítica de vários autores ao pensamento
pedagógico oficial. Uma das sínteses mais conhecidas é a de
Dermeval Saviani, que identifica na história da educação as
seguintes tendências:
a) pedagogia do consenso, pedagogia do conflito, pedagogia
libertária, pedagogia da diferença.
b) concepção reprodutivista, concepção revolucionária,
concepção bancária, concepção cultural.
c) concepção humanista tradicional, concepção humanista
moderna, concepção analítica, concepção dialética.
d) pedagogia dialógica, pedagogia da comunicação, pedagogia
radical, pedagogia do oprimido.

02 - (CS-UFG) -O pensamento pedagógico brasileiro constitui-se


do esforço de análise crítica de vários autores ao pensamento
pedagógico oficial. Uma das sínteses mais conhecidas é a de
Dermeval Saviani, que identifica na história da educação as
seguintes tendências:
a) pedagogia do consenso, pedagogia do conflito, pedagogia
libertária, pedagogia da diferença.
b) concepção reprodutivista, concepção revolucionária,
concepção bancária, concepção cultural.
c) concepção humanista tradicional, concepção humanista
moderna, concepção analítica, concepção dialética.
d) pedagogia dialógica, pedagogia da comunicação, pedagogia
radical, pedagogia do oprimido.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

05-(IDECAN) - Entre as teorias pedagógicas identificadas por


Libâneo (2005), encontra-se a pedagogia racional-tecnológica,
que se fundamenta na racionalidade técnica e instrumental e
tem por finalidade a formação para o sistema produtivo. Nessa
perspectiva, o conhecimento é transmitido por meio de técnicas
refinadas que objetivam o domínio, pelos estudantes, de
habilidades e destrezas requeridas pelo mercado. Essa corrente
também pode ser denominada, segundo o autor citado, de
a) Ensino técnico de excelência.
b) Tecnicismo.
c) Tecnicismo de excelência.
d) Neotecnicismo.
e) Tecnicismo moderno.

05-(IDECAN) - Entre as teorias pedagógicas identificadas por


Libâneo (2005), encontra-se a pedagogia racional-tecnológica,
que se fundamenta na racionalidade técnica e instrumental e
tem por finalidade a formação para o sistema produtivo. Nessa
perspectiva, o conhecimento é transmitido por meio de técnicas
refinadas que objetivam o domínio, pelos estudantes, de
habilidades e destrezas requeridas pelo mercado. Essa corrente
também pode ser denominada, segundo o autor citado, de
a) Ensino técnico de excelência.
b) Tecnicismo.
c) Tecnicismo de excelência.
d) Neotecnicismo.
e) Tecnicismo moderno.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

04 -Ao caracterizar a relação entre educação e sociedade para as teorias


não-críticas, Saviani (2018, p. 4) afirma que concebem “a educação com
uma ampla margem de autonomia em face da sociedade”, cabendo-lhe
“um papel decisivo na conformação da sociedade evitando sua
desagregação e, mais do que isso, garantindo a construção de uma
sociedade igualitária”. Assinale a alternativa que apresenta
corretamente as pedagogias que Saviani (2018) define como teorias
não-críticas.
a) Pedagogia Nova e Teoria da Escola como Aparelho Ideológico de Estado
(AIE).
b) Pedagogia Tradicional, Pedagogia Tecnicista e Teoria da Escola Dualista.
c) Pedagogia Tradicional, Pedagogia Nova e Pedagogia Tecnicista.
d) Pedagogia Tecnicista e Teoria da Escola como Aparelho Ideológico de
Estado (AIE).

04 -Ao caracterizar a relação entre educação e sociedade para as teorias


não-críticas, Saviani (2018, p. 4) afirma que concebem “a educação com
uma ampla margem de autonomia em face da sociedade”, cabendo-lhe
“um papel decisivo na conformação da sociedade evitando sua
desagregação e, mais do que isso, garantindo a construção de uma
sociedade igualitária”. Assinale a alternativa que apresenta
corretamente as pedagogias que Saviani (2018) define como teorias
não-críticas.
a) Pedagogia Nova e Teoria da Escola como Aparelho Ideológico de Estado
(AIE).
b) Pedagogia Tradicional, Pedagogia Tecnicista e Teoria da Escola Dualista.
c) Pedagogia Tradicional, Pedagogia Nova e Pedagogia Tecnicista.
d) Pedagogia Tecnicista e Teoria da Escola como Aparelho Ideológico de
Estado (AIE).
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

15 - Assinale a alternativa que corresponde à tendência


pedagógica presente na educação brasileira que privilegiou as
funções de planejar, organizar, dirigir e controlar, intensificando
a burocratização dirigida para a divisão do trabalho.
a) Escolanovismo.
b) Educação Tradicional.
c) Construtivismo.
d) Educação Popular.
e) Tecnicismo.

15 - Assinale a alternativa que corresponde à tendência


pedagógica presente na educação brasileira que privilegiou as
funções de planejar, organizar, dirigir e controlar, intensificando
a burocratização dirigida para a divisão do trabalho.
a) Escolanovismo.
b) Educação Tradicional.
c) Construtivismo.
d) Educação Popular.
e) Tecnicismo.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

16 - De acordo com Libâneo (2005), as teorias pedagógicas


foram classificadas em liberais e progressistas. Pode-se
afirmar que faz parte da teoria pedagógica progressista a
pedagogia:
a) tradicional.
b) tecnicista.
c) renovada.
d) libertadora.

16 - De acordo com Libâneo (2005), as teorias pedagógicas


foram classificadas em liberais e progressistas. Pode-se
afirmar que faz parte da teoria pedagógica progressista a
pedagogia:
a) tradicional.
b) tecnicista.
c) renovada.
d) libertadora.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

19 – ( ) - Considerando que, ao planejar um curso


de formação continuada de docentes, a equipe
pedagógica de uma instituição de ensino opte por
adotar uma metodologia sob a perspectiva dialética,
julgue o item subsequente. A referida metodologia
pressupõe a superação da metodologia tradicional.

19 – ( ) - Considerando que, ao planejar um curso


de formação continuada de docentes, a equipe
pedagógica de uma instituição de ensino opte por
adotar uma metodologia sob a perspectiva dialética,
julgue o item subsequente. A referida metodologia
pressupõe a superação da metodologia tradicional.

• CERTO - Não só ensinar o conteúdo, mas usar o


conteúdo como instrumento.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

ABORDAGENS DO
PROCESSO DE
ENSINO E
APRENDIZAGEM
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

a) Abordagem tradicional:
Escola= lugar ideal; funções definidas; normas e disciplinas
rígidas; preparar o indivíduo para a sociedade.
Aluno= ser passivo; deve assimilar os conteúdos transmitidos
pelo professor; deve dominar o conteúdo cultural universal
transmitido pela escola.
Professor= transmissor dos conteúdos aos alunos; autoridade.
Ensino e aprendizagem= objetivos educacionais devem
obedecer à lógica dos conteúdos; conteúdos baseados em
documentos legais e selecionados da cultura universal
acumulada; aulas expositivas; leituras-cópia.

• b) Abordagem comportamentalista:
• Escola= modelo empresarial; divisão entre planejamento e
execução; teleducação; ensino à distância.
• Aluno= elemento para quem o material é preparado; eficiente e
produtivo se lidar e dominar cientificamente com problemas reais.
• Professor= seleciona, organiza e aplica um conjunto de meios, ou
instrumentos que garantam a eficiência e a eficácia do ensino.
• Ensino e aprendizagem= objetivos educacionais gerais
(educacionais) e específicos (instrucionais); ênfase nos meios, ou
instrumentos (recursos audiovisuais, instrução programada,
tecnologias de ensino, computadores, etc); comportamentos
condicionantes e reforçadores nos alunos.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

c) Abordagem humanista:
Escola= democrática; afrouxamento das normas disciplinares;
oferecer condições ao desenvolvimento e autonomia dos alunos.
Aluno= ser ativo; centro do processo de ensino e aprendizagem;
criativo e participativo; aprender a aprender
Professor= facilitador da aprendizagem.
Ensino e aprendizagem= objetivos educacionais relacionados ao
desenvolvimento psicológico do aluno; conteúdos programáticos
selecionados a partir dos interesses dos alunos; avaliação
valoriza aspectos afetivos (atitudes) e a auto-avaliação.

d) Abordagem cognitivista:
Escola= dá condições para o aluno aprender autonomamente;
liberdade de ação real e material; prioridade psicológica da
inteligência sobre a aprendizagem; ambiente desafiador (motivação).
Aluno= papel ativo de observar, experimentar, comparar, relacionar,
analisar, justapor, compor, encaixar, levantar hipóteses, argumentar,
etc.
Professor= criar situações desafiadoras e desestabilizadoras do status
quo; papel de orientador; reciprocidade e cooperação com os alunos.
Ensino e aprendizagem= a inteligência é desenvolvida considerando o
sujeito inserido numa situação social e construída a partir da troca do
sujeito com o meio, pelas ações do indivíduo; ensaio e erro, pesquisa,
solução de problemas; aprender a pensar; ênfase nos trabalhos em
equipe e jogos.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

e) Abordagem sociocultural:
Escola= organizada e funcionando bem para proporcionar os meios
necessários para que a educação se processe.
Aluno= pessoa concreta, objetiva, que determina e é determinada
(produto e processo) pelo social, político, econômico e individual (pela
história); capaz de operar conscientemente mudanças na realidade.
Professor= direciona e conduz o processo de ensino e aprendizagem;
relação horizontal entre professor e aluno; ambos são sujeitos do
conhecimento e do ato do conhecimento.
Ensino e aprendizagem= objetivos educacionais definidos a partir das
realidades concretas do contexto histórico-social no qual se encontram os
sujeitos; consciência crítica; diálogo e grupos de discussão; temas
geradores extraídos da prática da vida dos educandos.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

01 – (FUNIVERSA) - A tendência pedagógica tradicional, considerando-se o ensino-


aprendizagem em artes, é
a) definida como pedagogia escolanovista, pois rompe com as cópias de modelos e parte para a
criatividade e a livre-expressão. Nesse sentido, a estética moderna privilegia a inspiração e a
sensibilidade, acentuando o respeito à individualidade do aluno.
b) marcada pela concepção do homem em sua essência. Nesse contexto, o treino intensivo, a
repetição e a memorização são formas pelas quais o professor, elemento principal desse
processo, transmite o acervo de informações aos seus alunos.
c) definida como prática escolar que tem como função especial adequar o sistema educacional
à proposta econômica e política do regime militar, preparando, dessa forma, a mão-de-obra
para que ela seja aproveitada pelo mercado de trabalho.
d) pedagogia que dá ênfase aos conteúdos, confrontando-os com a realidade social. Nesse
sentido, cabe ao professor escolher conteúdos significativos, que contribuam para a formação
profissional do aluno, com o objetivo de inseri-lo no contexto social, porque não basta que os
conteúdos sejam bem ensinados, é preciso que tenham significação humana e social.
e) caracterizada por tratar a arte como conhecimento, o que constitui ponto fundamental e
condição indispensável para o novo enfoque da pedagogia do ensino da arte.

01 – (FUNIVERSA) - A tendência pedagógica tradicional, considerando-se o ensino-


aprendizagem em artes, é
a) definida como pedagogia escolanovista, pois rompe com as cópias de modelos e parte para a
criatividade e a livre-expressão. Nesse sentido, a estética moderna privilegia a inspiração e a
sensibilidade, acentuando o respeito à individualidade do aluno.
b) marcada pela concepção do homem em sua essência. Nesse contexto, o treino intensivo, a
repetição e a memorização são formas pelas quais o professor, elemento principal desse
processo, transmite o acervo de informações aos seus alunos.
c) definida como prática escolar que tem como função especial adequar o sistema educacional
à proposta econômica e política do regime militar, preparando, dessa forma, a mão-de-obra
para que ela seja aproveitada pelo mercado de trabalho.
d) pedagogia que dá ênfase aos conteúdos, confrontando-os com a realidade social. Nesse
sentido, cabe ao professor escolher conteúdos significativos, que contribuam para a formação
profissional do aluno, com o objetivo de inseri-lo no contexto social, porque não basta que os
conteúdos sejam bem ensinados, é preciso que tenham significação humana e social.
e) caracterizada por tratar a arte como conhecimento, o que constitui ponto fundamental e
condição indispensável para o novo enfoque da pedagogia do ensino da arte.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

02 - Para a abordagem cognitivista da educação, o aluno tem um


papel ativo no processo de ensino-aprendizagem, e
a) os comportamentos desejados serão instalados e mantidos no
aluno por condicionantes e reforçadores.
b) os conteúdos assumem papel secundário, privilegiando-se o
relacionamento das pessoas no processo.
c) o aprendizado é decorrente da assimilação do conhecimento
pelo sujeito e também da modificação de estruturas mentais já
existentes.
d) as aulas expositivas são privilegiadas, com exercícios de
fixação, leituras-cópia.
e) cabe ao docente verificar por meio de testes a assimilação dos
conteúdos pelo aluno.

02 - Para a abordagem cognitivista da educação, o aluno tem um


papel ativo no processo de ensino-aprendizagem, e
a) os comportamentos desejados serão instalados e mantidos no
aluno por condicionantes e reforçadores.
b) os conteúdos assumem papel secundário, privilegiando-se o
relacionamento das pessoas no processo.
c) o aprendizado é decorrente da assimilação do conhecimento
pelo sujeito e também da modificação de estruturas mentais já
existentes.
d) as aulas expositivas são privilegiadas, com exercícios de
fixação, leituras-cópia.
e) cabe ao docente verificar por meio de testes a assimilação dos
conteúdos pelo aluno.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

03 - Sobre a abordagem sócio cultural do processo de ensino e de


aprendizagem, podemos afirmar que
a) o homem é consequência das influências ou forças existentes
no meio ambiente.
b) o mundo é uma realidade transmitida pelo processo da
educação, família e igreja.
c) a educação implica aquisição de novos comportamentos e/ou
modificações dos já existentes.
d) a escola é considerada agência educacional e visa adotar
formas de controle, de acordo com os comportamentos que
pretende instalar e manter.
e) é uma abordagem interacionista, com ênfase no sujeito como
elaborador e criador do conhecimento.

03 - Sobre a abordagem sócio cultural do processo de ensino e de


aprendizagem, podemos afirmar que
a) o homem é consequência das influências ou forças existentes
no meio ambiente.
b) o mundo é uma realidade transmitida pelo processo da
educação, família e igreja.
c) a educação implica aquisição de novos comportamentos e/ou
modificações dos já existentes.
d) a escola é considerada agência educacional e visa adotar
formas de controle, de acordo com os comportamentos que
pretende instalar e manter.
e) é uma abordagem interacionista, com ênfase no sujeito como
elaborador e criador do conhecimento.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

04 - “O ser humano se constrói e chega a ser sujeito na


medida em que, integrado ao seu contexto, reflete
sobre ele e com ele se compromete, tomando
consciência de sua historicidade.” Essa ideia
fundamenta qual abordagem?
a) Tradicional.
b) Comportamentalista.
c) Sociocultural.
d) Cognitivista.
e) Humanista.

04 - “O ser humano se constrói e chega a ser sujeito na


medida em que, integrado ao seu contexto, reflete
sobre ele e com ele se compromete, tomando
consciência de sua historicidade.” Essa ideia
fundamenta qual abordagem?
a) Tradicional.
b) Comportamentalista.
c) Sociocultural.
d) Cognitivista.
e) Humanista.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

• 08 – ( ) - Julgue os itens a seguir, referentes


às teorias de aprendizagem. De acordo com a
abordagem cognitivista, aprendizagem é
definida como mudança de comportamento
que, a partir da interação do indivíduo com o
meio, resulta na aquisição de capacidades.

• 08 – ( ) - Julgue os itens a seguir, referentes


às teorias de aprendizagem. De acordo com a
abordagem cognitivista, aprendizagem é
definida como mudança de comportamento
que, a partir da interação do indivíduo com o
meio, resulta na aquisição de capacidades.
• CERTO
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS

09 - Em relação às abordagens apresentadas por Mizukami (1986), é


INCORRETO afirmar que,
a) tanto na abordagem tradicional, quanto na abordagem
comportamentalista, a relação professor-aluno é vertical, cabendo ao
professor o papel decisório.
b) tanto na abordagem cognitivista, quanto na abordagem humanista, o
professor tem um papel não diretivo, aquele que apenas cria condições
para que os alunos aprendam.
c) tanto na abordagem cognitivista, quanto na abordagem sociocultural,
a ênfase está na relação do sujeito com o meio em que está inserido.
d) nas abordagens cognitivista, humanista e sociocultural, o aluno tem
um papel mais ativo como sujeito da aprendizagem.

09 - Em relação às abordagens apresentadas por Mizukami (1986), é


INCORRETO afirmar que,
a) tanto na abordagem tradicional, quanto na abordagem
comportamentalista, a relação professor-aluno é vertical, cabendo ao
professor o papel decisório.
b) tanto na abordagem cognitivista, quanto na abordagem humanista,
o professor tem um papel não diretivo, aquele que apenas cria
condições para que os alunos aprendam.
c) tanto na abordagem cognitivista, quanto na abordagem sociocultural,
a ênfase está na relação do sujeito com o meio em que está inserido.
d) nas abordagens cognitivista, humanista e sociocultural, o aluno tem
um papel mais ativo como sujeito da aprendizagem.
Prof. Márcio Tadeu
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS EM EDUCAÇÃO

As tendências pedagógicas são divididas em liberais e progressistas. A pedagogia


liberal acredita que a escola tem a função de preparar os indivíduos para desempenhar
papéis sociais, baseadas nas aptidões individuais. Dessa forma, o indivíduo deve adaptar-
se aos valores e normas da sociedade de classe, desenvolvendo sua cultura individual.
Com isso as diferenças entre as classes sociais não são consideradas, já que, a escola não
leva em consideração as desigualdades sociais.

Já as tendências progressistas partem de uma análise crítica das realidades sociais,


sustentam implicitamente as finalidades sociopolíticas da educação e é uma tendência que
não condiz com as ideias implantadas pelo capitalismo.

Existem quatro tendências pedagógicas liberais:

✓ Tradicional (Herbart): tem como objetivo a transmissão dos padrões, normas e


modelos dominantes. È o padrão de educação trazida pelos Jesuítas, onde o
professor é um ser ativo, e o aluno (“sem luz”) passivo, sem interação entre os dois
no processo de aprendizagem..Os conteúdos escolares são separados da realidade

1
social e da capacidade cognitiva dos alunos, sendo impostos como verdade absoluta
em que apenas o professor tem razão. Sua metodologia é baseada na memorização,
o que contribui para uma aprendizagem mecânica, passiva e repetitiva.

✓ Renovada Progressivista (Montessori, Dewey): a educação escolar assume o


propósito de levar o aluno a aprender e construir conhecimento, considerando as
fases do seu desenvolvimento. O foco passa a ser o aluno. Os conteúdos escolares
passam a adequar-se aos interesses, ritmos e fases de raciocínio do aluno. Sua
proposta metodológica tem como característica os experimentos e as pesquisas. O
professor deixa de ser um mero expositor e assume o papel de elaborar situações
desafiadoras da aprendizagem. A aprendizagem é construída através de
planejamentos e testes. O professor passa a respeitar e a atender as necessidades
individuais dos alunos.

✓ Renovada não-diretiva (Carl Roger): há uma maior preocupação com o


desenvolvimento da personalidade do aluno, com o autoconhecimento e com a
realização pessoal. Os conteúdos escolares passam a ter significação pessoal, indo
ao encontro dos interesses e motivação do aluno. São incluídas atividades de
sensibilidade, expressão e comunicação interpessoal, acentuando-se a importância
dos trabalhos em grupos. Aprender torna-se um ato interno e intransferível. A
relação professor-aluno passa a ser marcada pela afetividade.

✓ Tecnicista (Skinner) : enfatiza a profissionalização e modela o indivíduo para


integrá-lo ao modelo social vigente, tecnicista. Os conteúdos que ganham destaque
são os objetivos e neutros. O professor administra os procedimentos didáticos,
enquanto o aluno recebe as informações. O educador tem uma relação profissional
e interpessoal com o aluno. Seu papel é prepará-lo para o mercado de trabalho.

Já as tendências pedagógicas progressistas analisam de forma critica as realidades


sociais, cuja educação possibilita a compreensão da realidade histórico-social, explicando
o papel do sujeito como um ser que constrói sua realidade. Ela assume um caráter
pedagógico e político ao mesmo tempo. É divida em três tendências:

✓ Libertadora (Paulo Freire) : o papel da educação é conscientizar para


transformar a realidade e os conteúdos são extraídos da pratica social e cotidiana
dos alunos. Os conteúdos pré-selecionados são vistos como uma invasão cultural.
A metodologia é caracterizada pela problematizarão da experiência social em grupos
de discussão. A relação do professor com o aluno é tida como horizontal em que
ambos passam a fazer parte do ato de educar. Valoriza o diálogo, a contestação.

✓ Libertaria (Freinet) : a escola propicia práticas democráticas, pois acredita que


a consciência política resulta em conquistas sociais. Os conteúdos dão ênfase
nas lutas sociais, cuja metodologia é está relacionada com a vivência grupal. O
professor torna-se um orientador do grupo sem impor suas ideias e convicções. Não
tem avaliação.

2
✓ Crítico-social dos conteúdos (Demerval Salviani): a escola tem a tarefa de
garantir a apropriação critica do conhecimento cientifico e universal, tornando-se
uma arma de luta importante. A classe trabalhadora deve apropriar-se do saber.
Adota o método dialético, esse que é visto como o responsável pelo confronto entre
as experiências pessoais e o conteúdo transmitido na escola. O educando participa
com suas experiências e o professor com sua visão da realidade. Ocorre a
contestação dos conteúdos

Nesse contexto ainda, o que diz respeito as Concepções fundamentais de Filosofia da


Educação segundo Dermeval Saviani, temos quatro visões:

1. Concepção Humanista Tradicional.


A concepção humanista tradicional está marcada pela visão essencialista de homem.
O homem é entendido como constituído por uma essência imutável, cabendo à
educação conformar-se à essência humana. A concepção humanista tradicional se
distingue em duas vertentes. Temos a vertente religiosa, que tem suas raízes na Idade
Média e cuja manifestação mais característica tem como base as correntes do tomismo
e do neotomismo. A outra é a vertente leiga, que é centrada na ideia de “natureza
humana”. Essa vertente que inspirou a construção dos “sistemas públicos de ensino”
com as características de laicidade, obrigatoriedade e gratuidade.

2. Concepção Humanista Moderna


A concepção humanista moderna abrange corretes como o Pragmatismo, Vitalismo,
Historicismo, Existencialismo e Fenomenologia. Se difere da concepção tradicional, com
uma visão de homem centrada na existência, na vida e na atividade. Na visão
tradicional dá-se um privilégio do adulto, considerado o homem acabado, completo,
em oposição à criança, ser imaturo, incompleto. Na visão moderna, sendo o homem
considerado completo desde o nascimento e inacabado até morrer. Admite-se a
existência de formas descontínuas da educação, em dois sentidos. No primeiro sentido
considera-se que a educação segue o ritmo vital que é variado, determinado pelas
diferenças existenciais ao nível dos indivíduos. No segundo sentido, na medida em que
os momentos verdadeiramente educativos são considerados raros, passageiros,
instantâneos. São momentos de plenitude, porem fugazes e gratuitos.

3. Concepção Analítica
Essa concepção de Filosofia da Educação não pressupõe explicitamente uma visão de
homem nem um “sistema filosófico” geral. Ela diz que a tarefa da Filosofia da Educação
é efetuar a análise da lógica da linguagem educacional. O método que mais se presta
à tarefa proposta é o da chamada análise informal ou lógica informal. Não se pode
esquecer que se trata do contexto linguístico e não do contexto sócio-econômico-
político.

3
4. Concepção Dialética
A concepção dialética também se recusa a colocar no ponto de partida determinada
visão de homem. Ela se interessa pelo homem concreto, que seria o homem como
“síntese de múltiplas determinações”. Entende-se que os problemas educacionais não
podem ser compreendidos senão por referência ao contexto histórico em que estão
inseridos. A concepção dialética defende que o movimento segue leis objetivas que não
só podem, mas devem ser conhecidas pelo homem. Encarando a realidade como
essencialmente dinâmica, não se vê necessidade de negar o movimento para admitir
o caráter essencial da realidade, nem de negar a essência para admitir o caráter
dinâmico do real.

Saviani ainda defende 11 (onze) teses sobre Educação e Política, sendo elas:

Tese 1.
Não há identidade entre educação e política, no entanto, educação e política são
fenômenos inseparáveis, o que significa que toda prática pedagógica é política.

Tese 2.
Portanto, significa que toda prática contém necessariamente, uma dimensão
política, não há educação sem sua politização.

Tese 3.
Tudo é dialético, toda prática política, está cheia de ações educativas, não se
politiza sem educar-se para o desenvolvimento da própria prática.

Tese 4.
A explicitação da prática política educativa está condicionada diretamente a
prática da educação e vice versa.

Tese 5.
Do mesmo modo, dialeticamente, a dimensão educativa da política, está
também condicionada a explicitação da prática política. Com efeito, não é possível
educação sem política.

Tese 6.
A especificidade da prática educativa define-se pelo caráter de uma relação
dialética que se trava entre contraditórios não antagônicos. A educação é um fenômeno
alicerçado em uma relação de hegemonia na persuasão de consenso.

Tese 7.
A especificidade da prática política define-se pelo caráter de uma relação que
se trava entre contrários antagônicos. A política uma relação de dominação alicerçada
na dissuasão, dissenso, repressão.

4
Tese 8.
As relações entre educação e política se dão na forma de autonomia relativa e
dependência recíproca.

Tese 9.
As sociedades de classes caracterizam-se pelo primado da política que determina
à subordinação real da educação a prática política.

Tese 10.
Quando superada a sociedade de classes, cessa o primado da política e, em
consequência a submissão da educação.

Tese 11.
A função política da educação cumpre-se na medida em que ela se realiza como
prática especificamente pedagógica. O que significa dizer que a educação é sempre um
ato constantemente político, pois tem como concepção uma visão de mundo,
determinada sociedade política, tal ato não poderá ser desvinculado da vida real.

Já o livro Escola e Democracia, de Demerval Saviani, é uma tentativa de


esclarecimento da situação da Educação, senão ao menos uma melhor compreensão
de sua relação com os diferentes aspectos da sociedade, da história e dos momentos
políticos. Neste livro, o autor denuncia as formas de discriminação na educação, ao
mesmo tempo em que sugere uma pedagogia capaz de superar as desigualdades.
Saviani começa seu livro levantando questões de dois grupos mais ou menos
antagônicos. O primeiro grupo - Teorias não-críticas, classificadas como a pedagogia
tradicional, a pedagogia nova e a pedagogia tecnicista - acha que a educação é a
panacéia milagrosa capaz de erradicar a marginalidade de nossa sociedade.
Ele destaca as “teorias não-críticas” da educação que, segundo o mesmo, não
consideram os problemas e a estrutura social como influenciadores da educação.
Destaca também as diferenças entre a pedagogia tradicional, a nova e a tecnicista e
sua relação com o problema da marginalidade:

✓ Na Pedagogia Tradicional, a educação é vista como direito de todos e dever


do Estado, sendo a marginalidade associada à ignorância. A escola surge como
um “antídoto”, difundindo a instrução.
✓ Na Escola Nova, passa a ocorrer um movimento de reforma na pedagogia
tradicional, na qual a marginalidade não é mais do ignorante e sim do rejeitado,
do anormal e inapto, desajustado biológica e psiquicamente. A escola passa a ser
então a forma de adaptação e ajuste dos indivíduos à sociedade.
✓ Tecnicismo define a marginalidade como ineficiência, improdutividade. A função
da escola então passa a ser de formação de indivíduos eficientes, para o aumento
da produtividade social, associado diretamente ao rendimento e capacidades de
produção capitalistas.

5
O autor depois discorre sobre as “Teorias Crítico-Reprodutivistas”, nas quais
não pode ser possível “compreender a educação senão a partir dos seus condicionantes
sociais”.
Estas teorias consideram a Educação como um instrumento da classe dominante
capaz de reproduzir o sistema “dominante-dominado”, sendo responsável pela
marginalização, uma vez que percebe a dependência da educação em relação à
sociedade, tendo em sua estruturação a reprodução da sociedade na qual ela se insere.
Essas teorias reproduzem o modelo capitalista vigente (são citados na obra o
sistema de ensino como violência simbólica; a teoria da escola como aparelho
ideológico do Estado ou da classe dominante; e a teoria da escola dualista). Pode-se
observar a atual política educacional brasileira, que privilegia o ensino fundamental
como formação de mão-de-obra (países em desenvolvimento/ mão-de-obra barata,
acrítica e subserviente), que saiba ler para operar as tecnologias desenvolvidas no
“Primeiro Mundo”, retentor de tecnologia, dos poderes econômico, bélico e político.
No segundo grupo - Teorias Crítico-Reprodutivistas subdivididas em Teoria
de sistema enquanto violência simbólica, Teoria da Escola Enquanto Aparelho
Ideológico do Estado (AIE) e Teoria da Escola Dualista -, de forma oposta, a educação
aparece como fator agravante, através da discriminação e responsável pela
marginalidade.
Nessa segunda parte do livro, Saviani faz referência à Teoria da Curvatura da
Vara, fazendo alusão à política interna da escola a partir de três teses, sendo as
mesmas todas teses políticas:

✓ Tese filosófica-histórica, do caráter revolucionário da pedagogia da essência e


do caráter reacionário da pedagogia da existência. Neste momento, pode-se refletir
sobre a história do homem e a influência desta na educação, as mudanças sociais e
a luta de classes trazida com o capitalismo e seus reflexos na educação.
✓ Tese pedagógico-metodológica, que é mostrada como do caráter científico do
método tradicional e do caráter pseudo-científico dos novos métodos. O autor
discute aqui a relação entre ensino e pesquisa e como o “escolanovismo” tentou
articular-se com o processo de desenvolvimento da ciência enquanto o método
tradicional o articulava como produto da ciência.
✓ Voltando então à falta de democracia na Escola Nova, que remete o autor à terceira
tese que deriva, segundo ele das duas primeiras: ...de como, quando mais se falou
em democracia no interior da escola, menos democrática foi a escola; e de como,
quando se menos falou em democracia, mais a escola esteve articulada com a
construção de uma ordem democrática.

Por último, propõe uma Teoria Crítica da Educação. Saviani frisa que os dois
primeiros grupos explicam a marginalização na forma da relação entre educação e
sociedade.
A educação que deveria ser o instrumento para as escolhas do homem livre,
democrático, cidadão e autônomo acaba, então se tornando mais uma ferramenta de
manipulação e de homogeneização do pensamento crítico da sociedade. Ela legitima
as diferenças sociais e marginaliza, ao invés de tencionar a luta contra a ideologia das

6
classes dominantes, e dos direitos dos seres humanos: o conhecimento, que deve ser
universal e possibilitado a todos. E como o próprio autor destaca, a teoria de curvatura
da vara de Lênin pode ser a forma da Educação criar sua revolução para a quebra desse
sistema, uma vez que se quebra a neutralidade da Educação, passando a ser
considerada parte ativa neste processo de transformação.
Saviani, através de suas brilhantes analogias, além do resgate e compreensão
histórica da Educação, faz também algumas provocações, quanto às questões de
influência histórico-política nos papéis da escola na vida social. Ao elencar a
necessidade e importância do professor como transformador desta realidade
educacional, o autor estrutura proposições e abre possibilidades para diálogos e
discussões a respeito da relação educativa estar realmente colocando o educador a
serviço do educando ou às políticas governamentais ou sistemas vigentes atualmente.
Para José Carlos Libâneo, a Corrente Racional Tecnológica busca seu
fundamento na racionalidade técnica e instrumental, visando desenvolver habilidades
e destrezas para formar o técnico. Caracteriza-se pela introdução de técnicas mais
refinadas de transmissão de conhecimentos, incluindo os computadores e as mídias.
Uma derivação dessa concepção é o currículo por competência, na perspectiva
economista, em que a organização curricular resulta de objetivos assentados em
habilidades e destrezas a serem dominados pelos alunos no percurso de formação.
Apresenta-se sob duas modalidades:
✓ ensino de excelência, para formar elite intelectual e técnica para o sistema
produtivo;
✓ ensino para formação de mão de obra intermediária, centrada na
educação utilitária e eficaz para o mercado.
Atualmente a sociedade do conhecimento está ligada ao processo produtivo. Os
profissionais necessitam de alto grau de desenvolvimento e capacidades intelectuais:
✓ abstração
✓ rapidez de raciocínio
✓ visão global do processo de trabalho
Os objetivos educacionais com a influência da tecnologia da informação e
comunicação, é desenvolver com competência cognitivas e operacionais com a
utilização do computador.
As crianças de hoje, vivem inseridas num mundo técnico informacional, diante
de imagens e textos. A aprendizagem está centrada mais no " saber fazer" do que no
"saber". Nos jovens, com a democratização da sociedade supõe uma educação básica,
desenvolvendo as capacidades cognitivas de modo que aprendam a se expressar, a
compreender diferentes contextos da realidade e pensar estrategicamente.

7
Resumindo:

TENDÊNCIAS LIBERAIS (CONSERVADORAS)


TRADICIONAL RENOVADA RENOVADA TECNICISTA
PROGRESSIVA NÃO DIRETIVA
PROFESSOR Autoritário Auxiliar Facilitador
Adm. de
Conteúdos
ALUNO Passivo Ativo Realizado Produtivo
MÉTODO Aula Pesquisa Relacionamento Instrução
Expositiva Programada
FOCO Conhecimento Aprendendo a Formação de Produtividade
Intelectual Aprender Atitudes e eficiência
REPRESENTANTE Herbart Montessori, Carl Roger Skinner
Dewey
TENDÊNCIAS PROGRESSISTAS (TRANSORMADORAS)
LIBERTADORA LIBERTÁRIA CRÍTICO SOCIAL DOS
CONTEÚDOS
PROFESSOR Animador Orientador Mediador
ALUNO Crítico Participativo Transformador
MÉTODO Temas Vivência de Análise
Geradores Grupo Crítica
FOCO Transformação Participação Conteúdo Indissociável da
Crítica Prática
REPRESENTANTE Paulo Freire Freinet Demerval Salviani

01 – (CS_UFG) O cartum subentende uma crítica ao


modelo de educação
a) construtivista, espontaneísta e ativo.
b) tecnicista, racional e funcional.
c) libertário, não diretivo e heterogêneo.
d) tradicional, intelectualista e livresco.

02 – (CS-UFG) -O pensamento
pedagógico brasileiro constitui-se do
esforço de análise crítica de vários
autores ao pensamento pedagógico
oficial. Uma das sínteses mais
conhecidas é a de Dermeval Saviani,

8
que identifica na história da educação isso, garantindo a construção de uma
as seguintes tendências: sociedade igualitária”. Assinale a
a) pedagogia do consenso, pedagogia do alternativa que apresenta
conflito, pedagogia libertária, pedagogia corretamente as pedagogias que
da diferença. Saviani (2018) define como teorias
b) concepção reprodutivista, concepção não-críticas.
revolucionária, concepção bancária, a) Pedagogia Nova e Teoria da Escola
concepção cultural. como Aparelho Ideológico de Estado
c) concepção humanista tradicional, (AIE).
concepção humanista moderna, b) Pedagogia Tradicional, Pedagogia
concepção analítica, concepção dialética. Tecnicista e Teoria da Escola Dualista.
d) pedagogia dialógica, pedagogia da c) Pedagogia Tradicional, Pedagogia Nova
comunicação, pedagogia radical, e Pedagogia Tecnicista.
pedagogia do oprimido. d) Pedagogia Tecnicista e Teoria da Escola
como Aparelho Ideológico de Estado
03 – (IF-SP) - No livro “Escola e (AIE).
Democracia”, Saviani (2018) destaca
que a importância política da 05-(IDECAN) - Entre as teorias
Educação reside na sua função de pedagógicas identificadas por
socialização do conhecimento. Nesse Libâneo (2005), encontra-se a
aspecto, elabora onze teses sobre pedagogia racional-tecnológica, que
Educação e Política. Assinale a se fundamenta na racionalidade
alternativa que corresponde a uma técnica e instrumental e tem por
dessas teses: finalidade a formação para o sistema
a) Nem toda prática educativa contém produtivo. Nessa perspectiva, o
uma dimensão política. conhecimento é transmitido por meio
b) A especificidade da prática educativa de técnicas refinadas que objetivam
se define pelo caráter de uma relação que o domínio, pelos estudantes, de
se trava entre contrários antagônicos. habilidades e destrezas requeridas
c) As sociedades de classe se pelo mercado. Essa corrente também
caracterizam pelo primado da política, o pode ser denominada, segundo o
que determina a insubordinação real da autor citado, de
educação à prática educativa. a) Ensino técnico de excelência.
d) Toda prática educativa contém b) Tecnicismo.
inevitavelmente uma dimensão política. c) Tecnicismo de excelência.
d) Neotecnicismo.
04 –(IF-SP) - Ao caracterizar a e) Tecnicismo moderno.
relação entre educação e sociedade
para as teorias não-críticas, Saviani 06- (IDECAN) - A despeito das
(2018, p. 4) afirma que concebem “a mudanças educacionais no Brasil, a
educação com uma ampla margem de educação brasileira ainda possui
autonomia em face da sociedade”, traços claramente identificáveis da
cabendo-lhe “um papel decisivo na Pedagogia tradicional. Considerando
conformação da sociedade evitando as ideias de Saviani (2008), assinale
sua desagregação e, mais do que a alternativa correta.

9
a) No Brasil, a Pedagogia tradicional da prática social global. A prática
predomina entre 1549 e 1822, quando a social põe-se, portanto, como o ponto
família real se transfere para o Brasil, de partida e o ponto de chegada da
provocando, assim, a necessidade de prática educativa. Daí decorre um
ampliação do número de escolas e método pedagógico que parte da
renovação da educação brasileira. prática social em que o professor e
b) Essa corrente pedagógica, que se aluno se encontram igualmente
apresenta nas vertentes religiosa e leiga, inseridos, ocupando, porém, posições
predomina na educação brasileira no distintas, condição para que travem
período que vai do descobrimento do uma relação fecunda na
Brasil até a década de 1930, pois, a partir compreensão e no encaminhamento
de 1932, já se nota a coexistência entre da solução dos problemas postos pela
Pedagogia Tradicional e Pedagogia Nova. prática social. Aos momentos
c) Embora haja duas vertentes da intermediários do método cabe
Pedagogia Tradicional – religiosa e leiga – identificar as questões suscitadas
, apenas a vertente religiosa é identificada pela prática social
na educação brasileira. Isso se deve à (problematização), dispor os
forte influência dos padres jesuítas, instrumentos teóricos e práticos para
precursores da educação escolar no a sua compreensão e solução
Brasil. (instrumentação) e viabilizar sua
d) A vertente religiosa da Pedagogia incorporação como elementos
Tradicional foi utilizada no Brasil apenas integrantes da própria vida dos
para fins de catequização dos indígenas. alunos (catarse)” (SAVIANI, 2007, p.
e) A Pedagogia Tradicional jamais poderia 419-420). Nesse fragmento de texto,
ser leiga visto que suas raízes estão Dermeval Saviani sintetiza sua forma
fincadas na tradição religiosa católica. de entender a:
a) Pedagogia crítico-social dos conteúdos
07 –(IF-ES) - Após ler e analisar o b) Pedagogia da prática
texto, assinale a alternativa c) Pedagogia histórico-crítica
CORRETA. d) Pedagogia tecnicista
“[...] é tributária da concepção e) Pedagogia da educação popular
dialética, especificamente na versão
do materialismo histórico, tendo 08 - A partir das análises relativas às
fortes afinidades, no que se refere às abordagens do processo ensino-
suas bases psicológicas, com a aprendizagem, Mizukami (1986. p.
psicologia histórico-cultural 112) apresenta a seguinte afirmação:
desenvolvida pela Escola de Vigotski. “De uma forma bastante genérica,
A educação é entendida como o ato igualmente, pode-se considerar que
de produzir, direta e tanto o ______________ , quanto o
intencionalmente, em cada indivíduo __________ e __________ mesmo o
singular, a humanidade que é em alguns de seus aspectos,
produzida histórica e coletivamente pressupostos e implicações para a
pelo conjunto dos homens. Em outros educação, são, de certo modo,
termos, isso significa que a educação solidários ao movimento
é entendida como mediação no seio escolanovista, pois surgem contra o

10
ensino _________ ”. Em sequência, b) Pedagogia da prática.
as palavras que CORRETAMENTE c) Pedagogia histórico-crítica.
completam a frase acima são: d) Pedagogia tecnicista.
a) tradicional, sócio-humanista, e) Pedagogia da educação popular.
comportamentalista, cognitivismo
b) cognitivismo, humanismo, 11 - Leia e analise o texto abaixo:
comportamentalismo, tradicional “Decorrente do pressuposto de que o
c) comportamentalista, socio-cultural, aluno progride em seu ritmo próprio,
tradicional, humanista em pequenos passos, sem cometer
d) cognitivismo, tradicional, humanista, erros, a avaliação consiste nesta
comportamentalista abordagem, em se constatar se o
e) humanista, tradicional, cognitivista, aluno aprendeu e atingiu os objetivos
sócio-cultural propostos quando o programa foi
conduzido até o final de forma
09 - De acordo com Dermeval Saviani adequada. Avaliação está
(2007, p.381), “do ponto de vista diretamente ligada aos objetivos
pedagógico, conclui-se que, se para a estabelecidos. Na maioria das vezes
pedagogia _________ a questão inicia o próprio processo de
central é aprender, e para a aprendizagem, uma vez que se
pedagogia _________, aprender a procura, através de uma pré-
aprender, para a pedagogia testagem, conhecer os
___________ o que importa é comportamentos prévios a partir dos
aprender a fazer”. Em sequência, de quais serão planejadas e executadas
cima para baixo, as palavras que as etapas seguintes do processo de
completam CORRETAMENTE essas ensino e aprendizagem” (MIZUKAMI,
lacunas são: 1986. p. 34). Em sua obra, as
a) Tecnicista, histórico-crítica, nova. abordagens do processo ensino-
b) Tradicional, nova, tecnicista. aprendizagem são categorizadas pela
c) Nova, tecnicista, tradicional. autora. O fragmento de texto acima,
d) Histórico-crítica, tradicional, tecnicista. que trata do item “avaliação”, remete
e) Tradicional, tecnicista, nova. a qual abordagem?
a) Abordagem humanista
10 - Após ler e analisar o texto, b) Abordagem tradicional
assinale a alternativa CORRETA. c) Abordagem cognitivista
“Com base nos pressupostos da d) Abordagem comportamentalista
neutralidade científica e inspirada e) Abordagem sócio-cultural
nos princípios da racionalidade,
eficiência e produtividade, essa 12 - De acordo com Dermeval Saviani
pedagogia advoga a reordenação do (2007, p.380), “se na pedagogia
processo educativo de maneira que o __________ a iniciativa cabia ao
torne objetivo e operacional (p. professor que era, ao mesmo tempo,
379)”. Nesse fragmento de texto, o sujeito do processo, o elemento
Dermeval Saviani (2007) refere-se à decisivo e decisório; e se na
pedagogia: pedagogia _______________ a
a) Pedagogia crítico-social dos conteúdos. iniciativa se desloca para o aluno,

11
situando-se o nervo da ação 14 – ( ) - Saviani, além do resgate e
educativa na relação professor- compreensão histórica da Educação, faz
aluno, portanto, relação interpessoal, também algumas provocações, quanto às
intersubjetiva; na pedagogia questões de influência histórico-política
_________ o elemento principal nos papéis da escola na vida social.
passa a ser a organização racional
dos meios, ocupando o professor e o 15 - Assinale a alternativa que
aluno posição secundária, relegados corresponde à tendência pedagógica
que são à condição de executores de presente na educação brasileira que
um processo cuja concepção, privilegiou as funções de planejar,
planejamento, coordenação e organizar, dirigir e controlar,
controle ficam a cargo de intensificando a burocratização
especialistas supostamente dirigida para a divisão do trabalho.
habilitados, neutros, objetivos, a) Escolanovismo.
imparciais”. Em sequência, de cima b) Educação Tradicional.
para baixo, as palavras que c) Construtivismo.
completam CORRETAMENTE essas d) Educação Popular.
lacunas são: e) Tecnicismo.
a) tecnicista, histórico-crítica, nova
b) nova, tecnicista, tradicional 16 - De acordo com Libâneo (2005),
c) histórico-crítica, tradicional, tecnicista as teorias pedagógicas foram
d) tradicional, tecnicista, nova classificadas em liberais e
e) tradicional, nova, tecnicista progressistas. Pode-se afirmar que
faz parte da teoria pedagógica
13 - Saviani classificou as teorias progressista a pedagogia:
educacionais em dois grandes a) tradicional.
grupos. Em um deles, incluiu as b) tecnicista.
teorias que consideram a educação c) renovada.
como instrumento de equalização d) libertadora.
social e concebem a sociedade como
harmoniosa, tendendo à integração 17 – ( ) - Considerando que, ao planejar
dos seus membros. Nesse sentido, as um curso de formação continuada de
teorias que compõem esse grupo são: docentes, a equipe pedagógica de uma
a) Teorias crítico-reprodutivistas e instituição de ensino opte por adotar uma
Pedagogias Socialistas. metodologia sob a perspectiva dialética,
b) Sistema de ensino enquanto violência julgue o item subsequente. Para que
simbólica. sejam adequadas à perspectiva dialética,
c) Escola enquanto aparelho ideológico do as aulas do referido curso deverão seguir
Estado e Teoria da Escola Dual. os seguintes passos: apresentação de um
d) Teoria da Escola Dual e Pedagogia conteúdo, resolução de exercícios sobre o
Libertária. tópico estudado e proposição de uma
e) Pedagogia Tradicional, Pedagogia Nova série de exercícios como forma de fixação
e Pedagogia Tecnicista. do conteúdo.

12
18 – ( ) - Considerando que, ao planejar ce_in_XXI_Century._School.jpg . Acesso em:
um curso de formação continuada de 31 out. 2018)
docentes, a equipe pedagógica de uma Considerando as circunstâncias
instituição de ensino opte por adotar uma pedagógicas apresentadas na
metodologia sob a perspectiva dialética, imagem e as possíveis características
julgue o item subsequente. Para atender do modelo social por detrás delas, de
aos pressupostos da metodologia sob a acordo com os conhecimentos
perspectiva dialética, o professor ou o trabalhados pelo autor Cipriano C.
instrutor do curso em questão deverá ser Luckesi, na obra Avaliação da
o centro do processo educativo. Aprendizagem Escolar (2002), é
possível afirmar que a prática de
19 – ( ) - Considerando que, ao planejar avaliação escolar, mais condizente
um curso de formação continuada de com o contexto representado, possui
docentes, a equipe pedagógica de uma um caráter
instituição de ensino opte por adotar uma a) libertador, tendo por objetivo a mera
metodologia sob a perspectiva dialética, reprodução e conservação da sociedade e
julgue o item subsequente. A referida a domesticação dos educandos.
metodologia pressupõe a superação da b) diagnóstico, voltado para o
metodologia tradicional. desenvolvimento da autonomia e de
competências para a participação
20- O desenho, a seguir, produzido democrática na vida social.
no século XIX pelo francês Jean Marc c) classificatório, situado no bojo de uma
Cotê, ilustra uma alternativa de como pedagogia preocupada com a
seria uma escola do futuro no transformação social em detrimento da
imaginário da época. conservação do modelo social vigente.
d) autoritário, visando, por meio de seu
cunho disciplinador, ao enquadramento
dos estudantes nos parâmetros de
equilíbrio social previamente
estabelecidos.
e) renovador, centrado no processo de
aprendizagem, na espontaneidade da
produção do conhecimento por parte do
educando e em suas diferenças
(Disponível em: individuais.
https:commons.wikimedia.org/wiki/File:Fran

13
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS
Prof. Márcio Tadeu

01.B 02.C 03.D 04.C 05.D 06.B 07.C 08.B 09.B 10.D
11.D 12.E 13.E 14.D 15.E 16.D 17.E 18.E 19.C 20.D

14