Você está na página 1de 2

CENTRAIS ELETRICAS

As centrais eléctricas são instalações responsáveis pela transformação dos recursos energéticos
primários em energia eléctrica. Habitualmente, a tensão de produção situa-se entre os 6 e 20KV,
mas por razões técnicas e económicas o transporte e a distribuição são feitos com tensões mais
elevadas cujos limites actuais se situam nos 1000KV. As estruturas utilizadas no transporte,
distribuição e utilização da energia eléctrica chamam-se redes eléctricas. As redes eléctricas
manuseiam praticamente toda a energia produzida nas centrais, excluindo a que se consome nos
seus serviços auxiliares. A energia eléctrica pode ser transportada para grandes distâncias,
recorrendo-se a sucessivas manipulações das suas características nomeadamente corrente e tensão.
Os elementos básicos das redes eléctricas são as linhas e as subestações. Nas subestações os
transformadores modificam alguns parâmetros de transporte de energia, nomeadamente valores de
corrente e tensão. É também nas subestações que se localiza diversa aparelhagem de manobra e
protecção como disjuntores, seccionadores, relés, entre outros. 4 Os aparelhos que transformam a
energia eléctrica em outras formas de energia são designados receptores eléctricos. Constituem
exemplos, os fornos eléctricos que transformam a energia eléctrica em calorífica, aparelhagem de
iluminação que converte a energia eléctrica em energia luminosa, bem como os motores eléctricos
que transformam-na em energia mecânica. Normalmente, os receptors estão agrupados em áreas,
sendo alimentados simultaneamente a partir de um ponto comum da rede. A um conjunto de
receptores assim localizados e ligados dá-se o nome genérico de consumidor. Portando um
consumidor poderá ser uma residência, uma fábrica, um quarteirão duma cidade, uma empresa
agrícola, ou uma região completa abragendo aldeias, vilas, cidades. Como consumidores individuais
consideram-se as casas, empresas ou organizações que utilizam a energia eléctrica em actividades
laborais, sociais e culturais. Por vezes, considera-se como consumidor individual, uma grande porção
de uma rede, por exemplo, uma subestação incluindo todos os consumidores que alimenta. A
ligação entre barramentos das centrais ou subestações e os consumidores é feita pelas linhas de
transmissão. Esta inclui os transformadores elevadores, as linhas de alta tensão e os
transformadores abaixadores. A figura 1.3 apresenta esquematicamente um sistema simples de
transmissão de energia eléctrica desde a central aos consumidores.
Transformador
Elevador
Transformador
Central Eléctrica Linha de Alta Tensão Abaixador Consumidor Figura 1.3 Sistema de transmissão de
energia eléctrica Frequentemente, o fluxo de potência numa rede ou linha de transmissão pode ser
invertido. É comum usar-se as designações rede receptora ou subestação receptora ou ainda de
carga para as que são essencialmente de consumo e rede ou subestação de alimentação para as que
servem de alimentação aos sectores da rede a jusante. Obviamente estas designações são relativas e
dependem do contexto de cada caso. Se o objectivo do estudo é uma dada secção de uma rede de
alta tensão, a subestação de uma central será uma subestação geradora e um posto de
transformação será um nó de carga. Por outro lado, do ponto de vista da rede de baixa tensão que
alimenta o posto de transformação será um nó gerador. Entre os vários elementos do sistema
energético existem diferentes tipos de ligação nomeadamente eléctricas, mecânicas,
electromagnéticas e outras.