Você está na página 1de 2

EM BUSCA DE NÚMEROS PRIMOS

André A. Abramczuk

Set. 2019

Seja a sequência de números primos:

2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31, 37, 41, 43, ...

Representando um número primo p e o imediatamente seguinte a ele por p+1, é possível


encontrar um par de números primos seqventes (p; p+1) que, combinados pela fórmula
2 × (𝒑 × 𝒑+𝟏) + 𝟏

levam a um novo número primo P. Isso ocorre com os seguintes pares de números
primos seqventes:
(2; 3) produz o número primo 13

(3; 5) ⇒ 31

(5; 7) ⇒ 71

Os pares (7; 11) e (11; 13) não produzem números primos, mas números compostos:

2 × (7 × 11) + 1 = 155 = 5 × 31

2 × (11 × 13) + 1 = 287 = 7 × 41

Já os pares seguintes, (13; 17) e (17; 19), produzem números primos:

2 × (13 × 17) + 1 = 443

2 × (17 × 19) + 1 = 647

Após o par (17; 19) o par seguinte de primos seqventes a produzir um número primo é o
par (41; 43):
2 × (41 × 43) + 1 = 3527

Todos os cinco pares de primos seqventes entre os pares (17; 19) e (41; 43) produzem
números compostos:
O par (19; 23) produz 875 = 5 × 5 × 5 × 7

O par (23; 29) produz 1335 = 3 × 5 × 89

O par (29; 31) produz 1799 = 7 × 257

O par (31; 37) produz 2295 = 3 × 3 × 3 × 5 × 17


O par (37; 41) produz 3035 = 5 × 607

Depois do par (41; 43) o próximo par de números primos seqventes a produzir um
número primo é o par (101; 103):
2 × (101 × 103) + 1 = 20807

Os pares dos onze números primos entre 43 e 101 produzem todos somente números
compostos.
A fórmula 2 × (𝑝 × 𝑝+1) + 1 comprovadamente contribui para produzir números
primos.
Dado um número primo P, é possível determinar se ele é ou não resultante da
composição de um par de números primos seqventes por meio de verificar se
𝑷−𝟏
= 𝒑 × 𝒑+𝟏
𝟐
Para números relativamente pequenos isso não é trabalhoso; é possível resolver a
questão com uma calculadora. Por exemplo, dado o número primo 179903, verifica-se
que
179903 − 1
= 89951 = 293 × 307
2
Os números 293 e 307 são números primos seqventes1.
Dado um número, o primeiro passo é determinar se ele é primo, e em seguida buscar
saber se ele resulta da composição de um par de primos seqventes de acordo com a
fórmula 2 × (𝑝 × 𝑝+1) + 1. Por exemplo, para determinar se o número 3 268 947 313 é
primo é necessário recorrer a recursos computacionais mais poderosos que uma
calculadora. Ele é de fato número primo, mas não resultado de composição de números
primos seqventes.2

1
Ver tabela de números primos em <https://www.mathsisfun.com/prime_numbers.html>
2
3 268 947 313 = 1 + 2 × ( 23 × 32 × 23 × 461 × 2141).