Você está na página 1de 4

Modelo de Gestão de Tecnologia da Informação em Saúde

Cláudia de Fátima Miranda1, Dra. Heimar de Fátima Marin2


1
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo(UNIFESP), Brasil
2
Professora Titular UNIFESP, Universidade Federal de São Paulo(UNIFESP), Brasil

Resumo - Este artigo apresenta experiências exitosas para a Gestão da Tecnologia da Informação, num
ambiente Hospitalar, norteado pelos conceitos de Ciclo de Vida da Tecnologia da Informação, pelas
Ferramentas adotadas na Governança de TI e também pela pesquisa em campo de Gestões de Sucesso da
Tecnologia da Informação em Instituições Hospitalares.

Palavras-chave: Gestão da Tecnologia da Informação, Gestão do Ciclo de vida de Tecnologias.

Abstract - This paper presents successful experiences applied to Information Technology Management, in the
Healthcare Organizations, based on concepts like Information Technology Life Cycle, IT Governance and also in
the best practices of some outstanding Hospitals in Brazil.

Key-words: Information Technology Management, Information Technology Life Cycle Management.

Introdução auto-atendimento disponibilizadas pelos


2
Tecnologia bancos .
A Tecnologia, definida como um conjunto No segmento da saúde, graças à evolução
ordenado de conhecimentos científicos, técnicos, da Tecnologia da Informação, da Tecnologia de
empíricos e intuitivos, empregados no Diagnósticos e da Biotecnologia, os exemplos são
desenvolvimento, na produção, na comercialização ainda mais fascinantes:
e na utilização de bens ou serviços, normalmente • Os equipamentos de diagnóstico estão
inseridos numa rede de apoio de relações físicas, cada vez mais precisos e menos invasivos,
1
informacionais e organizacionais , já foi observada fazendo parte do dia-a-dia das instituições
no fim da década de 90 pelo consagrado físico e de saúde.
2
matemático Freeman Dyson , como apenas uma • Equipamentos de laboratório estão
das forças que impulsionam a humanidade, conectados numa linha de produção
juntamente com as forças políticas, econômicas e a controlada por computadores, que não
religião. necessitam de intervenção humana e são
Nas próximas décadas a força tecnológica, capazes de processar os resultados em
em especial a da Tecnologia da Informação – “TI”, menos tempo e com uma menor margem
2
deverá liderar todas as outras, tamanho o impacto e de erros .
a velocidade com que esta tem provocado • A telemedicina já permite que intervenções
mudanças na sociedade. Essas alterações são cirúrgicas ou análises sejam feitas a
cada vez mais profundas e se aplicam tanto na quilômetros de distância entre o
maneira como as pessoas se relacionam quanto na médico/cirurgião e seus pacientes.
forma como produzem. • Hoje temos conceitos como e-paciente, e-
• Em 10 anos a internet, antes exclusividade médico, e-gerente, e-provedor e muitos
de uma rede acadêmica de pesquisa, outros e-....resultados das redes virtuais
passou a conectar 1 bilhão de pessoas no 3
presentes na web.
mundo e nos próximos 10 anos deve • A sequência genética de vírus como a
interconectar metade da população do SARS hoje é feita em 31 dias, enquanto a
2
planeta . do HIV levou longos 14 anos para ser
• O poder de processamento dos 2
desvendada .
computadores cresceu nos últimos 50 anos • A nanotecnologia em plena expansão,
em 10 bilhões de vezes e hoje o numa velocidade inimaginável, aponta para
computador faz parte do cotidiano das possíveis tratamentos de doenças em
grandes massas, seja pelo uso no próprio pontos específicos do organismo humano.
lar ou mesmo pelo uso das máquinas de
• A biotecnologia com as células tronco traz a de seus estudos, implantações e modelagens
promessa de reparação de órgãos através de guias de melhores práticas. Algumas
humanos ou tecidos danificados. destas melhores práticas para a Gestão de TI são
mostradas a seguir:
A princípio, diante destes grandes avanços
tecnológicos, pode-se deduzir que tanto as pessoas Ferramentas de Gestão da Organização
quanto as organizações da área da Saúde Toda organização que possui uma gestão
desfrutarão de uma grande evolução e que se preze, zela por suas ações de curto e longo
transformação. A realidade, no entanto poderá se prazo e se utilizam de mecanismos sistemáticos e
mostrar contrária a esta dedução. A evolução e estratégicos para o controle e a evolução da
transformação esperadas virão para as organização. Nestas organizações ferramentas
organizações que tiverem a capacidade de como Plano de Ação – “PA” e Balance Score Cards
gerenciar com competência e eficiência suas – “BSC” são adotadas por todos os setores e
tecnologias e o ciclo de vida, externos e internos garantem um alinhamento estratégico das ações.
das mesmas, garantindo desta forma, vantagem São estas ferramentas que norteiam as ações de TI
4
competitiva e conquista mercado . na organização.
O fato é que os avanços tecnológicos em
especial em TI, nos mais diversos setores, exigem Governança de TI
um alto investimento, têm um custo operacional e A Governança de TI é um grande arcabouço
de manutenção altos e tornam-se obsoletos de metodologias que se prezam a auxiliar na gestão
rapidamente. É por isso que uma gestão das Tecnologias de Informação.
competente, que compreenda a dinâmica deste Segundo a OECD, “Organization of Economic
cenário e que tome decisões assertivas alinhadas Cooperation and Development”:
às estratégias de curto e longo prazo da “A governança de TI é um sistema pelo qual TI é
organização, é fundamental. dirigida e controlada na empresa. A estrutura de
Neste cenário a gestão da Tecnologia da governança de TI especifica a distribuição de
Informação nas organizações hospitalares tem direitos e responsabilidades entre os diferentes
papel determinante, uma vez que a TI é hoje o foco participantes da empresa como, por exemplo, a
das maiores inovações, permeia toda a organização diretoria, os gerentes de negócio e de TI e dita as
e vai além, estabelecendo uma nova dinâmica de regras e procedimentos para a tomada de decisão
relacionamento com todos os participantes deste nesta área. Desta forma a governança de TI
mercado. fornece a estrutura necessária para estabelecer os
objetivos de TI e os meios para manter estes
objetivos e o monitoramento da desempenho.”
Através da governança de TI asseguramos
que TI está adequadamente alinhada aos
processos do negócio e é organizada e controlada
corretamente. Ela fornece a estrutura que liga os
processos, as informações e recursos de TI às
estratégias e objetivos da empresa.
Ela integra e institucionaliza as melhores
práticas de planejamento, organização, aquisição,
implementação, entrega, suporte, monitoramento e
avaliação de desempenho de TI, para garantir que
as informações da empresa e tecnologias
associadas suportam os objetivos do negócio.
A governança de TI possibilita que a empresa
aproveite todas as vantagens que a informação
pode prover, maximiza os benefícios e capitaliza as
oportunidades e assim alavanca a vantagem
competitiva.
São muitas as fontes de governança de TI,
5
Juntamente com sua importância a Gestão dentre elas podemos destacar :
da TI no ambiente hospitalar traz também suas • COSO – “Committee of Sponsoring
dificuldades e complexidades. A boa notícia é que Organizations of the Treadway Comission”.
outros setores que já vivenciaram estas dificuldades
compartilham com outros mercados os resultados
• Código de Práticas para Gerenciamento da Metodologia
segurança da informação (ISO/IEC
17799/BS7799, ISO 27000 series ) Este artigo foi construído, com base nos
• ITIL – Information Technology Infrastructure conceitos teóricos relacionados à Governança de TI
Library e Ciclo de Vida de TI e com base nos resultados
• ISO / IEC 20000 colhidos através de uma pesquisa de campo
• CMMI / SPICE ( ISO / IEC 15504) “Benchmarking”. Este Benchmarking foi realizado
• Common Criteria (ISO / IEC 15408) junto a três Instituições Hospitalares da cidade de
• Modelos de Processos de Qualidade São Paulo, reconhecidamente líderes e bem
• AS 8015 – 2005 sucedidas na gestão da Tecnologia da Informação.
O benchmarking aplicado explorou as
• COBIT
ferramentas de gestão da tecnologia, o ciclo de vida
• Project Management Institute
de TI e as motivações das constantes mudanças
referentes aos serviços e produtos de TI na
Ciclo de vida da TI
organização, levando em consideração:
Identificar quais são as forças que promovem
• TI versus objetivos estratégicos;
as alterações e evoluções no ambiente de TI da
organização é fundamental para que as ações • Processo decisório;
oriundas do PA ou BSC sejam conduzidas de forma • Estrutura da Organização;
adequada. • Pesquisa e Desenvolvimento;
• Seleção e controle de Fornecedores;
• Dificuldades para uma gestão eficiente.

Resultados

De uma forma geral verificou-se que a


adoção de Modelos de Gestão de Tecnologia da
Informação contribui positivamente para entrega
dos resultados contratados pela organização
através de seus planos de negócio. Constatou-se
também que uma Gestão de TI de sucesso, na área
da saúde, possui algumas características
marcantes, identificadas como melhores práticas:
• Possui um alinhamento estratégico,
promovido por PA e/ou BSC, entre as
decisões de TI e os objetivos da
organização. Este alinhamento
assegura que recursos humanos e
Sob a ótica do ciclo de vida pode-se realizar financeiros sejam alocados de forma
a perfeita fusão entre os conceitos e metodologias adequada e que conflitos sejam
de Governança de TI e os objetivos estratégicos resolvidos rápida e eficientemente;
das organizações. • Envolve os usuários finais dos produtos
6
Segundo a ISO/IEC N2184 , as fases básicas e dos serviços de TI no processo
de TI normalmente são: decisório desde a fase de concepção;
• Considera o ciclo de vida dos produtos
• Requisitos; e os serviços de TI desde a sua
• Projeto; prospecção, de forma a garantir que ao
• Construção; adquirir um produto ou serviço o
• Distribuição; mesmo seja suportado até a sua
• Operação e manutenção; “descontinuidade”;
• Melhoria e • Adotada metodologias como as do PMI
• Descontinuidade. para a gestão de projetos;
• • Utiliza para gestão da qualidade
Para cada uma destas fases pode-se adotar normas ISO ou equivalentes como, por
uma fonte de Governança de TI diferente para exemplo, a “Joint Commission”;
gestão. • Define o ITIL e o CMMI como requisitos
para a contratação de terceiros;
• Possui um grupo ou departamento que
está voltado para Pesquisa e
Desenvolvimento, responsável por Referências
prospectar tecnologias e seus
motivadores; [1]. Mattos JR, Guimarães LS. Conceito de gestão
• Possui processos de TI bem definidos. da tecnologia. In: Mattos JR, Guimarães LS.
• Estabelece níveis de serviços - “SLAs”, Gestão da tecnologia e inovação: uma
para os fornecedores, penalidades para abordagem prática. São Paulo: Saraiva; 2005.
o não cumprimento e possui uma p.15.
estrutura que permite a realização de
um acompanhamento adequado destes [2]. Rydlewski C, Greco A. Velocidade: o avanço
níveis de serviço. exponencial da tecnologia. Veja Edição
• Administra com maestria os recursos Especial. 2006 Jul:14-27.
humanos envolvidos nos processos.
[3]. Degoulet P. The e-Health Actors: a
Discussão e Conclusões socioeconomic view. [Apresentado no X
Congresso Brasileiro de Informática em Saúde;
Apoiando-se em experiências bem sucedidas 2006 Out 14-18; Florianópolis, SC].
de outros setores, as Organizações Hospitalares
têm incorporado em seus processos de gestão de [4]. Mattos JR, Guimarães LS. Conceito de gestão
TI, metodologias já consagradas. Esta adoção tem da tecnologia. In: Mattos JR, Guimarães LS.
garantido a melhoria contínua dos processos de Gestão da tecnologia e inovação: uma
trabalho da organização e por consequência têm abordagem prática. São Paulo: Saraiva; 2005.
melhorado a qualidade de serviços entregues aos p.18-19.
clientes.
De uma forma geral, os problemas [5]. Brand Koen, Boonen Harrry. IT Governance
enfrentados e as soluções adotadas no ambiente based on COBIT 4.0: A Management Guide.
Hospitalar para a Gestão eficiente da Tecnologia da ITSM Library. 2007. P. 5-42.
Informação, não se diferenciam muito das situações
enfrentadas por outros setores. [6]. ISO/IEC N2184. Information Technology – Life
Cycle Management – System Life Cycle
Agradecimentos Process. 1999.

Agradeço as Organizações Hospitalares que Contato


fizeram parte da pesquisa e sem as quais este
trabalho não poderia ter se concretizado. cfmirand@denf.epm
Em especial agradeço a minha orientadora 55 011 3733-1745
de mestrado, Dra. Heimar F. Marin, cuja visão sem Engenheira Clínica, Especializada em Informática
fronteiras que compreende a necessidade de em Saúde, mestranda de Tecnologia de Informação
interação e troca de experiências dos mais diversos em Saúde pela UNIFESP.
profissionais para o desenvolvimento e inovação da
área da Saúde, me incentivou na condução deste
projeto.
Agradeço também ao apoio da TW007015-02
- Biomedical Research Informatics for Global Health
Fogarty Institute, National Library of Medicine,
Estados Unidos.