Você está na página 1de 84

SUMÁRIO

05
Primeiras Palavras
LIÇÕES
Como viver bem a vida
28 Um novo tempo para a família
10 data

Palavras do redator
32 Perfis de núcleos
familiares no Brasil
data
A importância da Escola
Bíblica Dominical
36 A família diante da
perda de valores
12 data

40 A era dos relacionamentos


descartáveis
EBD data

Gincana da EBD
44 Os novos jeitos de ser família
16 data

48 A família e a crise de autoridade


data

Saúde Emocional 52 A família e o avanço


do individualismo
Criando cultura de esperança data

19 56 A família e a febre
do consumismo
data

Atualidade
60 A família diante dos
problemas sociais
data
Formação acadêmica –
Opção ou necessidade?
64 A família e os movimentos
religiosos contemporâneos
24 data

68 Como vencer tudo isto?


data

Apoio Pastoral
Um ministério no meio da
72 Oportunidades para a
família no mundo de hoje
data
multidão – Marcos 3.7-12

27 Apresentação 76 O futuro da família


data
Caríssimos irmãos. em nosso meio (salvo em
Gosto muito da revista Palavra algumas igrejas). Meninas,
e Vida. Ela por intermédio de meninos, jovens não têm mais a
estudos na E.B.D. nos completa oportunidade de pertencerem a
a cada domingo. Gostaria que estas organizações que outrora
fossem inseridos uns estudos eram o “celeiro” de talentos
para as quartas-feiras, pois e dons. Adeus, educadoras
haveria uma motivação maior religiosas, ministros de Música,
para o domingo. de evangelismo, missionários,
Que Deus continue líderes preparados e com a
abençoando rica e consciência e ciência de seu
abundantemente essa grande compromisso com o Deus da
revista, seus colaboradores e em seara. É uma pena. Muitas
especial o pastor José Maria de destas organizações já não
Souza, diretor executivo da CBF. mais existem, não só porque a
igreja não se preocupa com elas
Raimundo Ferreira de Souza mas porque são consideradas
Pastor auxiliar da Igreja Batista ultrapassadas e desnecessárias
Central em Campo Redondo por muitos. O crescimento da
São Pedro da Aldeia RJ obra de Deus é desnecessário?!
Parabéns à Revista Palavra e Vida
por permitir que se escrevam
A Paz de Jesus Cristo, nosso Senhor verdades como essas. Obrigada,
e Salvador. em nome de Jesus Cristo.
Com alegria recebi a revista
Palavra e Vida – 4T2011. Fiquei Kenia Cristina Lopes Amaro
encantada e emocionada com IB Vila Barcellos, Belford Roxo
o artigo da irmã Lucimery de
Santana Oliveira. Concordo
totalmente com a opinião Alô, turma da revista Palavra e
da irmã no artigo “Educador Vida.
Religioso: formado ou Sou diretor de E.B.D, em minha
informado? Eis a questão!”. igreja. Parabenizo essa amada
Incrivel como ela foi exatamente revista pelos estudos de cada
ao “interior” do problema, domingo. Desde que me converti
As organizações missionárias em 1996 faço parte da EBD, fui
praticamente não existem aluno, fui secretário, agora pela

2
misericórdia do nosso Deus sou referências bibliográficas sobre o
diretor. Amados, gosto muito dos assunto.
estudos, a cada domingo cresço Agradeço, desde já a sua resposta.
no conhecimento da Palavra No amor de Cristo,
juntamente com meus irmãos.
Por meio desta comunicação Jorge Corrêa
venho cumprimentar a todos os 3ª IB em Jd. Bom Pastor, Belford Roxo
pastores que colaboram nessa
revista.
Agradeço ao nosso Deus
José Valente de Souza pelo último trimestre de 2011,
1ª IB JARDIM PRIMAVERA em que Deus usou de maneira
souzavalente@hotmail.com extraordinária o pastor Francisco
Nicodemos Sanches. Quero
agradecer também a Deus pelo
Prezada Lucimary, graça e paz. talento do autor, que milita com
Quero parabenizá-la pelo artigo muita sabedoria nos ensinos
“Educador Religioso: formado ou da Palavra de Deus. Que Ele
informado? Eis a questão!”, que continue usando o pastor para
é ao mesmo instigante quanto que os membros de nossas igrejas
esclarecedor. Que Deus tire muitos cresçam, assimilando esses ensinos.
da inércia! Quero registrar meus
Pretendo, este ano, trabalhar cumprimentos aos autores das
com a formação continuada demais matérias publicadas
dos professores de minha igreja, na revista, e solicitar ao pastor
em especial como ministrar Francisco Sanches que escreva sobre
aulas criativas e estimulantes, o livro de Jó, que certamente trará
explorando ao máximo o que uma contribuição de conteúdo
cada professor pode render. muito profundo para as igrejas.
Estou com dificuldades em Atenciosamente,
encontrar material sobre o
assunto. Gostaria também de Ailton Marques,
solicitar, caso tenha, textos ou Primeira Igreja Batista em Mesquita

Escreva para nossa redação.


convencao@batistafluminense.com.br
Mande suas sugestões, críticas e observações.

3
Primei

Como viver
bem a vida
A
Bíblia registra um lindo texto que
diz: “Tenham cuidado com a
maneira como vocês vivem;
que não seja como insensatos,
mas como sábios, aproveitando
ao máximo cada oportunidade,
porque os dias são maus.
Portanto, não sejam insensatos,
mas procurem compreender qual Esta preocupação de Paulo se
é a vontade do Senhor. Não se justifica, pois há quem viva a vida e
embriaguem com vinho, que leva não é bem-sucedido, e não realiza
à libertinagem, mas deixem-se em seu viver tudo o que Deus deseja
encher pelo Espírito, falando entre dele, mas vai vivendo. Não é o plano
si com salmos, hinos e cânticos de Deus que a gente vá vivendo e
espirituais, cantando e louvando deixando a vida nos levar. O desejo de
de coração ao Senhor, dando Deus é que sejamos sábios, ou seja,
graças constantemente a Deus Pai que assumamos alguns compromissos
por todas as coisas, em nome de para que o nosso viver tenha
nosso Senhor Jesus Cristo”. Efésios significado.
5.15-20 Moisés já desejava viver bem a sua
Não é parte de nenhum livro de vida. Ao escrever o Salmo 90, ele faz a
autoajuda, mas verdades de Deus seguinte oração a Deus: “Ensina-nos
para nós registradas nas Sagradas a contar os nossos dias para que o
Escrituras. Paulo fala sobre como deve nosso coração alcance sabedoria”
ser a nossa maneira de viver. Ele não (Salmo 90.12) e encerra esse salmo
quer que vivamos a vida de qualquer pedindo a Deus: “Esteja sobre
maneira, ou seja, como insensatos, nós a bondade do nosso Deus
mas sim como sábios, ou com Soberano. Consolida, para nós, a
sabedoria. obra de nossas mãos; consolida

5
a obra de nossas mãos!” (Salmo ou nos será um grande empecilho no
90.17). Moisés não queria viver e fazer aproveitamento das oportunidades.
coisas que não fossem confirmadas e Quem dorme mais do que deve,
abençoadas por Deus. sempre chega atrasado aos seus
Este desejo de ser bem-sucedido na compromissos, sempre deixa as coisas
vida é legítimo, natural e necessário. O pra última hora, terá desvantagens em
texto que lemos nos desafia a sermos aproveitar bem as oportunidades.
sábios em nosso viver, e nos propõe O texto bíblico é um desafio e
alguns compromissos a assumirmos uma chamada de atenção. É um
para que alcancemos um viver cheio puxão de orelhas. Não viva a vida
de significado. como insensato. Seja mais cuidadoso,
Um compromisso claramente mais zeloso, mais disposto. Disse
apontado no texto bíblico, que C.S. Lewis: “Um homem que cede
devemos assumir é: Aproveitem à tentação em cinco minutos
bem cada oportunidade. simplesmente não sabe o que
A vida é cheia de oportunidades, aconteceria uma hora mais tarde”.
mas há oportunidades que são muito A tentação de procrastinar, de
passageiras e não costumam se repetir esmorecer, de parar quase chegando
em nossas vidas. Há quem diga que ao fim deve ser vencida se vamos
“as oportunidades não costumam assumir o compromisso de aproveitar
passar duas vezes pelo mesmo lugar”. bem cada oportunidade.
Há uma versão do texto bíblico Saiba que quanto ao passado você
que ao invés de usar a palavra não pode viver dele e nem nele, mas
oportunidade fala do tempo. “Não pode aprender dele a viver o hoje com
sejais como o insensato, mas remi mais prudência, com mais zelo, com
o tempo”. Dentro da ideia de mais disciplina, com mais empenho.
oportunidade está a nossa capacidade O ensino bíblico é: “aproveitando
de usar bem o tempo que recebemos ao máximo cada oportunidade”.
de Deus. Perco oportunidades porque Efésios 5.16 Como você pode
não uso bem o tempo, e se não uso aproveitar bem cada oportunidade?
bem o tempo as oportunidades não Sendo zeloso, disciplinado, atento,
aparecem. cuidadoso, enérgico, disposto. Não
Não diga: “Eu não tenho tempo”. deixe de ser a pessoa que Deus
Todos temos a mesma quantidade de sonhou que você fosse. Não deixe
tempo. Todos temos 24 horas por dia, que os planos e propósitos de Deus
temos os mesmos dias a cada semana passem por você sem que você os
e mês. O que fazemos com o nosso viva.
tempo nos será extremamente útil no O outro compromisso a ser
aproveitamento das oportunidades traduzido em atitude é: Busquem

6
a vontade de Deus para as suas com a bênção de Deus é: Decidam
vidas. viver uma vida cheia do Espírito
Gosto demais quando a Bíblia diz que Santo.
a vontade de Deus é “boa, agradável Se você ler os versos anteriores
e perfeita”. O verso diz: “... para que ao texto que estamos focando, verá
sejam capazes de experimentar que falam das coisas que devemos
e comprovar a boa, agradável e deixar, ou delas nos despir para nos
perfeita vontade de Deus”. Romanos esvaziarmos de nós mesmos. Paulo
12.2 Uma coisa está bem clara: Deus faz uma lista de coisas que não devem
tem uma vontade para sua vida, que é fazer parte de nossas vidas como
boa, agradável e perfeita. crentes: imoralidade sexual, impureza,
Para experimentar a vontade de cobiça, obscenidades, conversas
Deus em sua vida você deve viver em tolas, gracejos imorais. Paulo nos
culto constante. Paulo aponta para esta convida a um esvaziar de toda a nossa
verdade em Romanos 12.1: “Rogo- pecaminosidade, e então diz que o
vos, pois, irmãos, que apresenteis Espírito Santo vai ocupar lugar em
os vossos corpos em sacrifício nossa vida. Devemos notar no texto
santo e agradável a Deus, que é que não é você que se enche do
o vosso culto racional”. Você deve Espírito Santo, mas é o Espírito Santo
dar prioridade a Deus e aos valores do que enche você. Veja bem como diz a
Reino em sua vida. Quando você faz bíblia: “mas deixem-se encher pelo
isso Ele permite que você experimente Espírito”. Efésios 5.18
a sua vontade em sua vida. Quais as implicações de uma decisão
Para experimentar a vontade de dessas de viver a vida cheia do Espírito
Deus em sua vida você deve buscá-la, Santo? Implica esvaziar a sua vida de
desejá-la. “Procurem compreender” você mesmo. Diz o texto: “Não se
é o que diz o texto sagrado. Para embriaguem com vinho, que leva à
compreendermos precisamos procurá- libertinagem”. Efésios 5.18 Ao invés
la. Onde procuramos a vontade de de encher-se de vinho e ser controlado
Deus para o nosso viver? Deus se revela pelo álcool, você deve encher-se do
a nós pela oração, pelas coisas criadas, Espírito e ser controlado pelo Espírito.
por intermédio de outras pessoas. Infelizmente, crentes cheios do Espírito
Mas encontraremos sua vontade mais Santo é uma exceção, enquanto
claramente revelada nas Escrituras deveria ser a regra. O normal deveria
Sagradas. Não há como saber qual é a ser um crente ser dominado, dirigido,
vontade de Deus sem ler, sem estudar, controlado pelo Espírito Santo. Quem
sem memorizar a Bíblia. tem controlado você? Você mesmo,
O terceiro compromisso a ser seu temperamento, seus desejos, ou o
assumido para se viver bem a vida, Espírito Santo?

7
A segunda é: Implica manter uma um monte de coisas, mas Deus pode!
constante atitude de culto. Chamo Diga pra Deus que você renuncia
essa atitude de prática da presença de dirigir sua vida e querer mudar a vida
Deus em sua vida. Quando vivemos dos outros, mas você assume que vai
em constante atitude de culto, a deixar tudo que estiver fora do seu
comunhão com Deus é mantida, e a alcance nas mãos de Deus.
presença e a liderança do Espírito Santo Olhe a sua volta e veja quantas
são claras em nossas vidas. Paulo diz coisas boas estão acontecendo que
que devemos ser contínuos, constantes muitas vezes não as vemos porque
em cultuar: “falando entre si com estamos com olhos fechados para
salmos, hinos e cânticos espirituais, tudo o que há de bom e abertos para
cantando e louvando de coração ao tudo nos que desagrada. Vivemos
Senhor”. Efésios 5.19 muito melhor quando mudamos a
Sua vida há de ser sempre um altar nossa postura diante da vida, das
vivo. A presença de Deus será uma coisas e dos fatos. Viva com seu
verdade em sua vida diária. coração cheio de gratidão e você
O último compromisso a ser viverá muito melhor.
assumido, em forma de atitude, é: O ensino bíblico é claro e
Sejam sempre gratos a Deus por abençoador: “Tenham cuidado com
tudo e todas as coisas. a maneira como vocês vivem; que
Não há nada mais desafiador e não seja como insensatos, mas
abençoador do que viver a vida em como sábios” (Efésios 5.15).
constante gratidão ao Senhor. Há Diante do que nos ensina a Bíblia,
momentos em que ser grato é tão eu o desafio a assumir de modo
maravilhoso, tão fácil. Há momentos pessoal os seguintes compromissos:
e situações e que ser grato é tão •฀ Decida aproveitar bem cada
difícil e beira ao impossível. Mas o oportunidade;
ensino é claro: “... dando graças •฀ Decida buscar a vontade de Deus
constantemente a Deus Pai por antes e acima de tudo;
todas as coisas, em nome de nosso •฀ Decida permitir que sua vida seja
Senhor Jesus Cristo” (Efésios 5.20). cheia do Espírito Santo;
Do que você tem reclamado tanto? •฀ Decida viver sempre com gratidão
Que tal ao invés de reclamar, começar em seu coração.
a orar sobre esses assuntos e fazer o Viva bem e seja muito feliz. Tenha
que você puder para mudar o que for sucesso duradouro com a bênção de
possível e o que não puder mudar, Deus em tudo que você fizer.
deixar nas mãos de Deus? Eu não
posso mudar um monte de situações, José Maria de Souza – Pastor,
mas Deus pode! Eu não posso fazer Diretor Executivo da CBF

8
A importância
da Escola
Bíblica
Dominical
“Toda a Escritura é divinamente
inspirada, e proveitosa para
ensinar, para redarguir, para para interpretá-la corretamente e
corrigir, para instruir em justiça; aplicá-la de maneira proveitosa na
Para que o homem de Deus sua vida pessoal. Na Bíblia existem
seja perfeito, e perfeitamente doutrinas (ensinos), poemas,
instruído para toda a boa obra”. provérbios, cânticos, histórias,
2Timóteo 3.16,17 revelações, profecias, comentários,
narrativas e outras formas literárias,
Qual a importância da Escola abrangendo 66 livros, que foram
Bíblica Dominical? Para que ela existe? escritos por 40 diferentes autores, sob
São algumas perguntas que se fazem inspiração do Espírito Santo de Deus.
nos dias de hoje, cuja resposta pode Desprezar este conteúdo é ignorar
ser dada da seguinte forma: um conteúdo espiritual inestimável.
1- A Escola Bíblica Dominical A Bíblia é uma fonte a jorrar para o
existe para ensinar a Bíblia- Os conhecimento e desenvolvimento da
ensinos bíblicos são imprescindíveis vida cristã. Nela se encontra o Plano
para o homem, por isso de maneira de Salvação para o homem, a justiça,
sistemática e progressiva, as grandes a misericórdia, o amor, a eternidade, a
verdades que a Escritura contém santidade.
são ensinadas. Por intermédio deste Entendo que a integração,
ensino o leitor da Bíblia é capacitado discipulado, evangelização,

10
despertamento para missões são vos tenho mandado; e eis que eu
frutos de um ensino bíblico de estou convosco todos os dias, até a
qualidade. Para isso, alunos e consumação dos séculos. Amém”, e
professores precisam estar envolvidos, (Marcos 16.15): “E disse-lhes: Ide por
entusiasmados com o estudo bíblico. todo o mundo, pregai o evangelho
2- A Escola Bíblica Dominical a toda criatura”). Sendo a Bíblia a
existe para formação do cristão revelação de Deus aos homens, o
- Nos primeiros passos da nova vida livro que ensina o único caminho
em Cristo, ocorre o discipulado. da salvação, a evangelização não
Posteriormente, o novo membro do pode ficar fora dos objetivos da EBD.
corpo de Cristo passa a frequentar as Precisamos fazer tudo para buscar
classes da EBD e a aprender os pontos pessoas que serão possíveis alunos da
fundamentais da fé cristã. EBD, incluindo os não crentes.
O ensino na Escola Bíblica Por tudo isso que foi abordado,
Dominical deve ser contextualizado, verificamos a importância da Escola
respondendo às questões da Bíblica Dominical em nossos dias,
sociedade moderna, aos anseios dos buscando no ensino da Palavra
alunos, construindo sólida formação de Deus, a Bíblia, a formação e o
para que o discípulo de Cristo possa crescimento o espiritual de cada
cumprir com eficiência e eficácia a cristão e a salvação daqueles estão
carreira que está sendo proposta distantes de Deus.
a cada um de nós. É preciso uma Para comemorar o mês da EBD
seleção de conteúdos bíblicos que e ajudar a revitalizar o trabalho
considere a realidade dos alunos: na EBD, lançamos no trimestre
sua faixa-etária, seu interesse, seus passado a gincana da EBD para os
anseios, a comunidade onde vive seus meses de abril, maio e junho, com
familiares, etc. os seguintes objetivos: Comemorar
3- A Escola Bíblica Dominical o Mês da Escola Bíblica Dominical;
existe para evangelizar - A Escola Dinamizar a EBD e promover
Bíblica Dominical Surgiu na Inglaterra, um aumento no número de
com o propósito de evangelizar matriculados; Promover comunhão
crianças que ficavam sem atividade entre os alunos; Promover a
durante os serviços de domingo. Por capacitação de professores. Leve a
isso é a escola de ensino bíblico da sua EBD a participar deste evento.
igreja, que evangeliza enquanto
ensina, conjugando assim os dois
lados da comissão de Jesus à igreja Pr. Marcos Zumpichiatte Miranda
(Mateus 28.20): “Ensinando-os Diretor de Educação Religiosa
a guardar todas as coisas que eu Redator da Revista

11
Gincana
da EBD
1- PERÍODO DA GINCANA:
de 01 de abril a 24 de junho de 2012

2- OBJETIVOS:
• Comemorar o mês da Escola
Bíblica Dominical
• Dinamizar a EBD e promover
um aumento no número de
matriculados • Nome da igreja com
• Promover comunhão entre os endereço, número do
alunos telefone, e-mail, número de
• Promover a capacitação de membros e associação a que
professores a igreja está filiada;
• Nome do pastor com número
3- INSCRIÇÕES: do telefone e e-mail;
3.1- Todas as igrejas batistas da • Nome do diretor da EBD com
Convenção Batista Fluminense número do telefone e e-mail;
poderão participar da gincana • O nome de cada classe que
3.2- Período de Inscrição até o dia 01 funciona na EBD (se houver)
de Abril de 2012 e número de matriculados
3.3- Para se inscrever a EBD deverá em cada uma até o dia
mandar para os e-mail’s 01/04/12;
educacaoreligiosa@ • Número total de alunos na
batistafluminense.org.br ou EBD (Mandar uma foto com
revistapalavraevida@gmail.com, todos os alunos da EBD na
com as seguintes informações: Frente do templo).

12
4- TAREFAS 4.4 Dia da EBD - A EBD
promoverá uma
4.1 Tema , Divisa e Hino para programação Especial para
EBD - A EBD deverá escolher o quarto domingo de abril a
um tema, uma divisa e compor (22/04/2012) para comemorar
um música para o mês de abril. o Dia da EBD.
Observação: Esta tarefa valerá Observação: esta tarefa valerá
100 pontos e o relatório deverá 100 pontos e o relatório desta
ser apresentado em um vídeo tarefa deverá vir acompanhada
até o dia 30/04/12. de fotos.

4.2 Logomarca para EBD - Adotar 4.5 Matrícula de novos alunos


uma logomarca para EBD, que - A EBD deverá promover uma
poderá ser escolhida por meio campanha para matricular
de um concurso interno. novos alunos durante os meses
Observação: Esta tarefa valerá de abril, maio e junho.
80 pontos e deverá ser enviada Observação: Esta tarefa valerá
até o dia 30/04/12. 10 pontos para cada aluno
novo durante a gincana. O
4.3 Participação na EBD - As relatório de novos matriculados
igrejas participantes deverão será enviado sempre após o
enviar relatório semanalmente último domingo do mês (abril
da EBD em percentual para até o dia 30/04 – maio até o
contagem de pontos por classe. dia 31/05 e junho até o dia
30/06).
Presença – de 40 a 50% - 4 pontos,
de 51 a 70% - 8 pontos, de 71 a 4.6 Comunhão - A EBD deverá
100%- 10 pontos promover encontros de
Lição estudada – de 40 a 50% - 4 comunhão. (passeio, café da
pontos, de 51 a 70% - 8 pontos, de manhã, tarde de vídeo, etc...).
71 a 100%- 10 pontos Observação: Esta tarefa valerá
Leitura diária – de 40 a 50% - 4 100 pontos O relatório será
pontos, de 51 a 70% - 8 pontos, de enviado com as fotos do
71 a 100%- 10 pontos evento, informando o dia, local
Bíblia – de 40 a 50% - 4 pontos, de e horário do evento até o dia
51 a 70% - 8 pontos, de 71 a 100%- 24/06/12.
10 pontos
Visitantes – 10 pontos por visitante 4.7 Treinamento e Capacitação
- A EBD deverá promover dois

13
treinamentos de capacitação 6- PREMIAÇÃO:
para os professores da EBD. 1- Cada uma das igrejas que
Um no mês de abril e outro no participarem receberá um
mês de junho. Certificado;
Observação: Esta tarefa
valerá 100 pontos e o 2- Serão premiadas com troféu
seu relatório deverá vir as EBD que alcançarem
acompanhado de fotos até o o 1º, 2º e 3º lugares e as
dia 24/06/12. fotos serão publicadas na
revista Palavra e Vida do 3º
5- RESULTADO: O resultado trimestre de 2012. A entrega
será divulgado até o dia 15 do troféu acontecerá na
de julho de 2012 pelos órgãos 104ª Assembléia da CBF, em
de comunicação da CBF (Site, Campos dos Goytacazes.
jornal Escudeiro Batista e revista
Palavra e Vida) Pr. Marcos Zumpichiatte Miranda
Diretor de Educação Religiosa

14
Celebrando a
recuperação
Criando cultura
de esperança

Vivemos em uma sociedade em seus corações, que só Deus pode


que as pessoas sofrem por terem suas saciar?
vidas desestruturadas. São famílias A igreja é a resposta e a esperança.
desfeitas, casamentos frustrados, Precisamos ter uma ação urgente,
situações abusivas psicológicas e criando uma cultura de esperança e
até sexuais. Filhos são rejeitados e cura, senão as pessoas continuarão
indesejados. buscando alívio e fuga para a dor de
Muitos fogem da vida por tanto maneira pecaminosa e destrutiva.
desespero, vergonha, dor que os Sabemos que fomos criados para
perseguem tão de perto. Predominam algo melhor! (vida abundante). E essa
divórcio, vícios, aborto, compulsões, esperança que temos deve alcançar
desordem alimentar, sentimentos aqueles que sofrem, aqueles que estão
doentios, como depressão, ansiedade passando por tempestades na vida.
generalizada; relacionamentos em Celebrando a Recuperação é um
todas as esferas. ministério que tem a proposta de
Onde buscarão ajuda? Como trazer esperança e recuperação
encontrarão esperança? Onde por intermédio de grupos de apoio
buscarão saciar os anseios dos mútuo em um programa em que

16
a libertação em Jesus é revelada e este programa para transformar
celebrada dentro dos 12 passos e muitas e muitas vidas e trazer
seus princípios bíblicos baseados esperança. Alegramo-nos e vibramos
nas bem-aventuranças. O programa por podermos Celebrar a Recuperação
é único, baseado na palavra de em Jesus.
Jesus, promovendo mudança de Espero que você possa se decidir
vida. em iniciar este ministério Celebrando
Passo 1: Sou impotente – Admitir o a Recuperação em sua igreja. Você
que tem feito com a vida; verá vidas sendo transformadas
Passo 2: Entender que há esperança de forma milagrosa. Você verá
– Ele pode ajudar; casamentos que estão por um fio
Passo 3: Entrega – Eu entrego serem restaurados, pessoas serem
minha vida a Ele; libertas de falhas de caráter, vícios,
Passos 4 e 5: Admitir e confessar; traumas, mágoas, relacionamentos
Passos 6 e 7: Buscar mudança – doentios, à medida que elas
Remover defeitos de caráter; permitam vivenciar os 12 passos em
Passos 8 e 9: Reparação e perdão; Jesus.
Passos 10 e 11: Desenvolver tempo Oficina de Treinamentos e
de intimidade com Deus; Esclarecimentos sobre Celebrando
Passo 12: Viver um dia de cada vez a Recuperação na CBF-Campos
– continuar – testemunhar. 2012
Vamos Celebrar a Recuperação.
Este é um programa bíblico e
equilibrado para ajudar as pessoas a Janaina Eler C. Souza
superarem mágoas, traumas, vícios, Psicóloga
compulsões, maus hábitos, falhas de Trabalha há 8 anos com Celebrando
caráter, relacionamentos disfuncionais, a Recuperação
sentimentos doentios. Especializada em terapia de Família
Tenho testemunhado durante vários pelo Instituto de Psiquiatria da UFRJ
anos como o Espírito Santo tem usado Email: janainaeler@gmail,com
Formação
acadêmica
– Opção ou
necessidade?
S
egundo o Site “O Quarto
Poder”, em um fórum realizado
pela revista Exame no dia 30
de setembro de 2011, o ministro
da Educação, Fernando Haddad. Temos ainda a Lei de Diretrizes
afirmou que o número de estudantes e Bases da Educação Nacional (nº
matriculados em universidades 9394/96), que preceitua no seu
brasileiras dobrou nos últimos dez artigo 62 que a formação de docente
anos. O Brasil chegou a 6,5 milhões de para atuar na educação básica se
universitários em 2010. Essa procura fará em nível superior, em curso de
pelo ensino superior mostra o quanto licenciatura, de graduação plena, em
o meio secular está valorizando a universidades e institutos superiores
formação acadêmica. de educação, sendo admitida,
Outro exemplo dessa tendência como formação mínima em nível
é a Resolução do Conselho Federal médio somente para o exercício do
de Contabilidade nº 948/02, que magistério na educação infantil e
dispõe sobre a não concessão de nas quatro primeiras séries do ensino
registro profissional aos portadores fundamental.
de certificados e diplomas de nível Essas informações me fizeram
técnico na área de contabilidade a refletir mais uma vez acerca da baixa
partir de 2015. procura pelo curso superior em

19
Educação Religiosa oferecido pelo processo inserido no contexto das
CIEM (Centro Integrado de Educação relações e interesses, entre a instituição
e Missões), assunto sobre o qual me de ensino, o aluno e o mercado de
debrucei quando da produção do meu trabalho que determina a formação,
projeto de conclusão de curso de pós- em que se faz necessário priorizar
graduação em Educação Religiosa. os aspectos filosóficos, políticos,
Segundo informações recebidas da sociológicos e epistemológicos
secretária acadêmica do CIEM, no visando à formação de um
ano de 2008 só foram registradas 8 profissional consciente de sua missão,
matrículas. preparando-o para o exercício dela.
Essa realidade mostra que, Aqueles que são designados para
diferentemente do meio secular, nós, uma função devem desenvolver
cristãos, não estamos valorizando o suas habilidades e competências e
ensino acadêmico como deveríamos. esse desenvolvimento só se dá por
intermédio da educação formal.
É exatamente aí que reside a
Conscientização da importância da importância da formação acadêmica
formação acadêmica dos dos educadores cristãos, porque
a educação Cristã deve ser uma
educadores cristãos
resposta evangélica às necessidades
do povo, deve ser educação integral,
A Lei nº 9394/96 em seu artigo abrangente, personalizada, inovadora,
43 dispõe sobre as finalidades de qualidade. Deve desenvolver a
da Educação Superior, que, entre cidadania, sem distinção de classe
outras, estão as de estimular o econômica e social e prover meios
desenvolvimento do saber científico para a vida cristã prática. (DUSILEK,
e da reflexão; incentivar a produção 2005)
de pesquisas científicas, visando Se quisermos exercer o nosso
ao desenvolvimento da ciência ministério com eficiência devemos
e da tecnologia, ampliando o buscar urgentemente o preparo
entendimento do homem e do meio específico para a função a que Deus
social; estimular o conhecimento nos designou. Paulo afirma em Efésios
dos problemas do mundo presente, 4.12 que fomos designados “com
prestar serviços especializados à o fim de preparar os santos para
comunidade estabelecendo uma a obra do ministério, para que o
relação de reciprocidade. corpo de Cristo seja edificado”. O
A educação formal funciona como corpo de Cristo precisa continuar a
principal agente de formação de ser edificado, mas só o será se cada
um profissional. Corresponde a um um fizer a sua parte.

20
A igreja tem como obrigação narrativa vemos Deus honrando a
e privilégio viabilizar o acesso de disposição do coração de Esdras
seus vocacionados à formação quando usa o rei Artaxerxes para
acadêmica necessária para o exercício incumbi-lo de exercer o ministério
do seu ministério e prover meios do ensino: "E você, Esdras, com a
de atualização contínua a seus sabedoria que o seu Deus lhe deu,
docentes para que possam cumprir nomeie magistrados e juízes para
o seu objetivo educacional, que é o ministrarem justiça a todo o povo do
de proporcionar meios pelos quais território a oeste do Eufrates, a todos
as pessoas possam ter experiência os que conhecem as leis do seu
com Deus por meio da qual possam Deus. E aos que não as conhecem,
alcançar a salvação e a vida abundante você deverá ensiná-las” (v. 25).
(DUSILEK, 2005). Não precisamos “aprender”
Temos aqui, no Rio de Janeiro, com o mundo, temos um Deus
o Centro Integrado de Educação e que nos orienta em todas as áreas
Missões (CIEM) que se propõe formar da nossa vida. Ouçamos a Voz
crentes qualificados e comprometidos do Senhor e busquemos ser mais
com Deus que atendam às prudentes, afinal de contas somos
necessidades das igrejas e dos campos Filhos da Luz e não queremos
missionários. Não é disso que as ouvir de Jesus que “os filhos deste
nossas igrejas estão precisando? mundo são mais prudentes na sua
Quantas heresias, quantos desvios geração do que os filhos da luz”
doutrinários temos presenciado e até (Lucas 16.8).
vivenciado? O que temos feito para
mudar essa realidade?
Referências:
Exemplo bíblico a ser seguido BARBOSA, Alcedino Gomes Barbosa.
Como ficou o curso técnico? Disponível
Esdras nos ensina que aquele que em: <http://www.crc.org.br/forum_aspn/
conhece a vontade de Deus para topic.asp?topic_id=362&forum_
a sua vida procura capacitação. id=5&Topic_Title=como+ficou+o+curso
+tecnico%3F&forum_title=T%E9cnico+
Conforme vemos no Livro de Esdras
x++Contador&M=False> Acesso em: 30
no capítulo 7, ele era um escriba que set 2011
conhecia muito a lei de Moisés dada BOONI, Diego; LAVANHOLE, Laécio;
pelo Senhor (v. 6), mesmo assim SILVA, Luciana Dias da. A Evolução
tinha decidido dedicar-se a estudar da Contabilidade e a valorização
e praticar a lei do Senhor para poder do profissional contábil. 2009.
ensiná-la (v. 10). No continuar da 55f. Conclusão de Curso de Ciências

21
Contábeis. Faculdade Capixaba de R7. Brasil dobra número de alunos em
Nova Venécia. Espírito Santo, 2009. universidades em dez anos, diz ministro.
Disponível em: <http://pt.scribd. Disponível em: <http://oquartopoder.
com/doc/52422495/18/a-formacao- com/2011/09/30/brasil-dobra-numero-de-
academica>. Acesso: 29 set 2011. alunos-em-universidades-em-dez-anos-
CENTRO INTEGRADO DE EDUCAÇÃO diz-ministro/>. O quarto poder. Acesso
E MISSÕES. Disponível em: <http://www. em: 30 set 2011
ciem.org.br/info_missao.html> Acesso
em: 30 set. 2011 Lucimery de Santana Oliveira
DUSILEK, Darci. Teologia: ao alcance Consultora Contábil;
de todos (inclusive você); uma introdução. pós-graduada em Educação
Rio de Janeiro: Unigranrio, 2005.
Religiosa (Centro Integrado de
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E
Educação e Missões);
CULTURA. Disponível em: <http://
portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/ Bacharel em Teologia e
rceb001_08.pdf> Acesso em: 30 set 2011 pós-graduada em Teologia
PLANALTO. Disponível em: <http:// Contemporânea (Faculdade Teológica
www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394. da Pavuna);
htm>. Acesso em: 30 set 2011 lucimeryoliveira@gmail.com

22
Um ministério
no meio da
multidão –
Marcos 3.7-12

T
emos a tendência de nos
afastarmos da multidão. Há devemos viver entre as pessoas, amá-
momentos em que ficamos muito las de coração, cuidando delas com
cansados. Precisamos recarregar alegria, sabendo que estamos servindo
as baterias físicas, emocionais e ao Senhor. Jesus sabia lidar com a
espirituais. Jesus muitas vezes se multidão. Ele tinha uma estratégia
afastou da multidão e dos discípulos eficaz. A sua logística beneficiava
para ter um tempo muito precioso as gentes. Jesus aproveitava muito
com o Pai. As suas escapadas eram bem cada oportunidade para falar
necessárias para repor as suas do amor de Deus àquela gente
energias. Era-lhe necessário conviver sofrida. Ele praticava o amor curando
entre a montanha e o vale. Quietude e encorajando as pessoas. O seu
e movimento. Reflexão e atividade coração estava sempre sensível
intensa. Jesus sabia como ninguém àqueles que se achegavam a Ele para
ter o equilíbrio entre a montanha e o experimentar o seu amor e o seu
vale; entre a tranquilidade e o trabalho poder. Ele sempre trabalhava dentro
intenso; entre a calma e as tensões do do propósito do Pai. Não podemos
dia a dia. fazer tudo, mas devemos fazer o que
Como pastores, estamos no meio Deus, nosso Pai, determinar na sua
da multidão. À semelhança de Jesus, soberana vontade.

24
Vivemos dias de muitas carências o Pai, para saber onde e quando
emocionais, pois as pessoas estão servir. Devemos agir assim também”
ansiosas, fóbicas, inseguras e infelizes. (Comentário Popular, Mundo
Elas precisam do Salvador. No meio Cristão, 2009, SP).
da multidão somos chamados para Vivamos na profundidade da
proclamar o amor de Deus em Cristo comunhão com o Pai (na montanha)
por meio de palavras, atitudes e e no meio da multidão (no vale). Ele
atos. O chamado pastoral é para nos chamou para vida de renúncia
estar na intimidade com o Pai (na e trabalho sério. A multidão está à
montanha) e no meio da multidão espera de homens de Deus, sensíveis,
(no vale). É no meio das gentes sinceros e dedicados para serem as
que somos desafiados, motivados mãos e os pés do Mestre nas suas
a viver uma vida de discernimento necessidades. Há muitos nas estradas
para entendermos o tempo da da vida com feridas ainda abertas,
manifestação do Senhor para com dores profundas, sofrendo
abençoar os que creem na suficiência terrivelmente. Eles precisam ser
de Cristo Jesus, seu Filho. aliviados por aquele que é manso e
Gostei muito do que William humilde de coração (Mateus 11.29),
MacDonald disse: “Jesus tinha o que convida os cansados e oprimidos
poder de curar, mas seus milagres para os aliviar (Mateus 11.28-30).
foram realizados somente naqueles Deus, o Pai, quer que convivamos
que vinham à procura de ajuda. Assim com as multidões, sintamos o cheiro
também é com a salvação. Seu poder das pessoas perdidas, que precisam
de salvar é suficiente para todos, mas conhecer o amor do Salvador, que deu
eficiente para todos os que creem a sua vida para que elas sejam salvas.
nele. Aprendemos do ministério Jesus é o nosso modelo pastoral. Ele
do Salvador que a necessidade veio buscar e salvar o que se havia
não constitui um chamado. Havia perdido (Lucas 19.10).
necessidade em toda parte. Jesus
dependia das instruções de Deus, Oswaldo Luiz Gomes Jacob, pastor
Cuidando da família
N
este trimestre nossas lições estes desvios. Questões como a
versarão sobre a família. O tema influência da modernidade sobre a
é sempre recorrente, pois não família, o avanço da perda de valores
podemos descuidar dela. A família em nossos dias, a construção de
se constitui no bem mais precioso relacionamentos descartáveis, a busca
que alcançamos nesta vida. No de novos jeitos de ser família serão
decorrer dos tempos sempre houve estudadas.
uma conspiração contra a instituição Também vamos procurar avaliar
familiar. Satanás intenta atingi-la a crise de autoridade tanto na
desde a sua formação em tempos família quanto na sociedade,
imemoriais e avança no presente o avanço do individualismo, a
século com seus tentáculos vorazes. febre do consumismo, a insana
Os inimigos da família vêm de vivência individualista entre outros
fora e de dentro. Vivem-se novos temas. Diante das circunstâncias
tempos para a família, por conta dos contemporâneas que afligem a família,
indivíduos que querem amoldá-la a precisamos estar convictos de sua
seu gosto pessoal e por conta das origem em Deus e de seu valor para a
legislações humanas que promovem integridade social.

Quem escreveu?
Josué Ebenézer de Sousa Soares – poeta,
escritor, jornalista, pastor da Igreja Batista do
Prado (Nova Friburgo, RJ), casado com Katia
Cardoso Soares e pai de Lucas (1992), Murilo
(1996) e Noemi (2000). Membro da Academia
Evangélica de Letras do Brasil (AELB), atualmente
exerce o cargo de Secretário de Assistência e
Desenvolvimento Social e Trabalho do Município
de Nova Friburgo. É conselheiro do Ministério
OIKOS, de apoio às famílias.

27
Data do Estudo

Licao 1
Texto Bíblico: Efésios 6.10-18
Texto áureo: Efésios 6.13

Um novo tempo para a família

O
tema Família será sempre objeto experimentava outro tipo de modelo.
de estudo e ocupação para Hoje, vive-se um novo tempo para a
os cristãos. Afinal de contas, família, e é para dias como estes que
precisamos conhecer as orientações precisamos estar bem preparados,
divinas sobre o assunto e, também, sabendo responder com “mansidão
investir o que for necessário para e temor” a quem queira saber da
a formação sadia da família. Neste “razão da esperança” que há em nós
trimestre, em especial, queremos (1Pd 3.15). A família é de fundamental
ampliar o debate em torno do tema, importância para a preparação do
procurando entender a família nos indivíduo para a vida e, como cristãos,
tempos modernos e analisar a melhor não podemos dispensar seus favores.
forma de nos preparar para enfrentar Como cristãos, estamos às voltas
dias tão difíceis. com questionamentos sobre o valor da
O fato é que o “ser família” família, aos quais devemos responder
hoje é bem diferente do que o foi com sabedoria divina. Algumas
no passado. E não estamos nos perguntas que precisam de resposta
reportando a um passado remoto; são: O que podemos fazer para
estamos falando de pouco mais de preservar a família como bem maior
três décadas atrás, quando a família recebido de Deus? De que maneira a

28
família continua significante em dias A modernidade trouxe alternativas.
tão mudados? Quais são e como fazer O indivíduo ampliou o seu mundo
os ajustes necessários para prosseguir e de uma visão intralar, passou a
no ideal de família em nossos dias? cultivar uma visão exolar ou extralar.
Vamos procurar responder a elas ao A casa já não mais é acolhedora, ela
longo deste estudo. é conservadora e consequentemente
inibidora de descobertas, de
crescimento, de expansão, como o
A família em face da modernidade mundo de ofertas lá de fora insiste
Se há uma instituição que sofreu em nos alcançar. Então, a família
com as grandes transformações passou a ser o epicentro de abalos
ocorridas no mundo a partir das morais e relacionais, que expulsavam
décadas finais do século XIX e ao o indivíduo para fora – num sentido
longo de todo o século XX esta inverso de sua vocação –, instigado
instituição foi a família. Os novos que era pelas tentações advindas do
valores, a industrialização crescente, a poder desmantelador das seduções da
busca desenfreada por progresso, as modernidade sobre sua vida.
doutrinas humanistas e materialistas, b) Descompromisso - Nessa
a ode a um tipo de liberdade que modernidade detentora de novos
se opõe à moral cristã, tudo isso valores, os membros da família
contribuiu para desajustes internos passam a ter compromisso somente
que levaram a uma nova formulação com a sua satisfação pessoal. O
do “ser família” e, em muitos casos, hedonismo marcante dos nossos
a perdas irreparáveis para aqueles dias – em que a satisfação e o prazer
que não conseguiram se adequar aos pessoais precisam ser alcançados
novos tempos. a qualquer custo – é também
Dentre tantas influências e decorrente dessa modernidade que,
resultados impostos à família pela ao promover uma superficialidade
modernidade, vamos destacar alguns de relacionamentos, também impõe
que marcaram este momento e de um total descompromisso com o
alguma forma engendraram mudanças outro. O próximo como alvo de
no contexto familiar. atenção humanitária e cristã (como
a) Perda do referencial - A família no exemplo do “Bom Samaritano”
sempre foi o lugar do “eterno [Lc 10.25-37] ou do ensino de “amar
retorno”. Podíamos sair para trabalhar, ao próximo como a si mesmo”
estudar, viajar e nos divertir, mas [Mc 12.28-34]), deixou de ser a
sabíamos que tínhamos um lar onde, quintessência da virtude solidária, para
ao voltar, tudo se ajustaria novamente ser “o inimigo”, “o competidor”, “o
a uma normalidade tranquilizadora. frustrador de sonhos”.

29
A modernidade, com sua herança sociedades experimentam o terror da
nem sempre bendita, precisa violência e das drogas. Até parece que
ser avaliada face aos problemas o progresso almejado intensamente e
enfrentados pelas famílias de nossos parido a fórceps não gerou outra coisa
dias a fim de que não haja maiores senão o desgaste, a superficialidade
prejuízos do que os que já estão e a frustração em lugar do conforto,
ocorrendo. da tranquilidade e do bem-estar tão
desejados.
b) A incômoda pluralidade das ideias
Uma sociedade em constante - Paralelo a tudo isto, a modernidade
mutação viu surgir um novo tempo em que as
Uma outra marca dos tempos ideias se intercambiam e se espraiam
modernos é a sua facilidade em pela sociedade como se fossem
promover mudanças rápidas. Esta produtos de consumo da prateleira
mutabilidade apressada destes dias do supermercado da mente e da
também provoca desajustes internos alma. Cada um segue o que quer,
na família, visto que esta apresenta pensa o que quer, acredita ou deixa
um perfil mais conservador e de acreditar no que quiser e ninguém
caracteriza-se por ser um espaço de tem nada a ver com isso. A sociedade,
afirmação de valores. Mas a sociedade então, começou a perder suas raízes e
moderna não está preocupada com a viver em função do “hoje”, segundo
isto, principalmente em se tratando de a vã filosofia dos que não acreditavam
valores e princípios cristãos, que para na ressurreição: “comamos e
o mundo são inibidores do prazer e da bebamos, pois amanhã morreremos”
satisfação pessoal. (1Co 15.32). Mas esta ideia imediatista
Vamos considerar alguns aspectos e utilitarista da vida só ajudou a
dessas mudanças ocorridas no mundo solapar os valores cristãos e a minar
moderno que, de alguma forma, a influência benéfica da família na
afetam a família. formação dos indivíduos para viver em
a) O avanço avassalador da sociedade.
tecnologia - O que está por trás desta c) A rejeição angustiante aos valores
rápida saturação dos produtos – e morais - Como consequência, esse
a necessidade imposta pelas leis de mundo plural impôs uma nova ética e
mercado para o surgimento e a oferta uma nova moral em que “é proibido
de novos, com um plus sedutor –, é proibir”. Vivemos numa verdadeira
o avanço espetacular das descobertas sociedade do “vale tudo”, em que
tecnológicas. O ser humano evoluiu qualquer intervenção no sentido de
no aspecto tecnológico e se brutalizou disciplinar, corrigir é vista de forma
nas relações sociais. Como nunca as atravessada, não sendo bem recebida,

30
inclusive dentro das igrejas. Assim, investidas malignas que queiram
estes novos tempos experimentados destruí-la.
pela família viram aparecer uma 2ª) A família precisa estar firme para
avalanche de violência, uma onda vencer as ciladas do Inimigo (v. 11) - O
de dependentes de drogas, uma Diabo é astuto e promove ardis para
exaltação ao homossexualismo, o derrotar a família. Mas, se seus membros
aumento do índice de gravidez na buscarem forças em Deus, quando
adolescência e tantos outros males houver tais investidas, terão condições de
que comprometem a vida futura de estar firmes em Deus e prevalecer.
gente que se perde sem rumo e não 3ª) A família precisa entender que
se dá conta do poço sem fundo em a sua luta é no plano espiritual (v.
que está se metendo. 12) - Quando limitamos nossas ações
ao plano material, ocupando-nos tão
somente do “comer, beber e dormir”
Adequar-se, sem desfigurar-se da vida, esquecemo-nos de que há
Devemos, então, procurar avaliar valores maiores que precisam ser
estes tempos tão difíceis e adequar cultivados e que há batalhas espirituais
a realidade da família e da fé aos que precisam ser travadas e vencidas.
tempos modernos. Adequar, sem, 4ª) A família precisa vestir a
entretanto, desfigurar os princípios “armadura de Deus” (vv. 13-18) - A
e valores cristãos, que devem reger armadura de Deus inclui peças vitais
nossas vidas. É mudar a forma, no que para quando chegar o “dia mau”
se fizer necessário, sem prejudicar o poder resistir e ficar firme: verdade,
conteúdo da fé. justiça, evangelho da paz, fé, salvação,
Espírito, Palavra de Deus, oração,
vigilância e perseverança. Estas são
Aplicações para a vida peças fundamentais no vestuário de
Vamos tomar o texto bíblico Deus para a família cristã. Sem elas,
de Efésios 6.10-18, em que o somos tragados pelos tempos difíceis
apóstolo Paulo trata da questão da em que vivemos.
“armadura de Deus” para falar de
alguns procedimentos que a família Segunda 1 Pedro 3.15
deve tomar para precaver-se das Terça Lucas 10.25-37
Leituras Diárias

investidas dos tempos modernos Quarta Mateus 12.28-34


sobre ela: Quinta 1Coríntios 15.32
1ª) A família precisa fortalecer-se Efésios 6.1-9
Sexta
em Deus (v. 10) - É na força do poder
Sábado Efésios 6.10-18
de Deus que a família encontrará
Domingo Efésios 6.19-24
condições de resistir a todas as

31
Data do Estudo

Licao 2
Texto bíblico: Filipenses 4.1-9
Texto áureo: Filipenses 4.8

Perfis de núcleos
familiares no Brasil
N
este estudo vamos procurar
analisar a família em seu
contexto brasileiro. A realidade
nacional ainda precisa ser pintada com
as cores do terceiro-mundismo, que é
marca vigorosa no país. Não adianta
falarmos de um ideal de família que
muitas vezes não tem nada a ver
com a realidade tupiniquim. Muitas
destas organizações evangélicas que
trabalham com família no Brasil pecam
por falar de uma família americana
média e tentar impor este modelo ao
país. Nossa realidade é bem outra,
e precisa ser entendida e respeitada
se quisermos contribuir de maneira
positiva para o aperfeiçoamento das
famílias brasileiras.
Vamos tentar apresentar algumas
dessas situações, e assim traçar os
perfis de núcleos familiares existentes
no Brasil.

A família sob o ponto de vista


socioeconômico
A análise da realidade brasileira
sob o ponto de vista geográfico nos
remete para a questão maior, que é
a socioeconômica. O Brasil é um país

32
cruel em se tratando da distribuição da de renda, saneamento básico,
renda nacional. Um PIB (Produto Interno acesso democrático ao mercado
Bruto) altíssimo, entre os 10 maiores de trabalho, oferta de empregos,
do planeta, mas com uma péssima justiça social, para que, numa visão
distribuição, pois a concentração global da realidade, se possa, pela
de renda nas mãos de uns poucos via do desenvolvimento, construir-se
privilegiados é gritante. Já se tem falado esta sociedade plural, em que todos
em valores como 90% da riqueza do tenham acesso às condições mínimas
país concentrada nas mãos de 10% de sobrevivência e cooperem para a
dos habitantes. A igualdade social é construção de um Brasil melhor.
um lema velho, da cartilha socialista 2º) A baixa classe média - Costuma-
mundial, mas que no Brasil ainda não se se classificar a classe média em:
escreveu com tintas fortes. baixa, média e alta. A baixa classe
Vamos procurar entender um pouco média seria aquela mais próxima
estes contextos socioeconômicos em da linha de pobreza, desta, porém,
que se inserem nossas famílias, para distinguindo-se por encontrar-se
entender seus meandros sociais típicos e numa situação mais privilegiada
os câmbios sociais a que estão sujeitas: quanto a moradia e emprego. Este
1º) A presença da fome e da território, entretanto, é muito difícil
pobreza no país - A fome e a pobreza de demarcar, num contexto brasileiro
no Brasil é algo estarrecedor, ainda de muitas desigualdades e muitos
mais, levando-se em conta a riqueza revezes. As famílias, no entanto,
nacional em termos de solo, água que se enquadram nesta categoria
doce, multiplicidade de culturas passam por tremendas privações,
agrícolas; dentro da constatação que prejudicam sua estabilidade
primeira de Pero Vaz de Caminha em emocional, a partir de carências várias
sua famosa carta, “Nesta terra, tudo no âmbito socioeconômico.
que se planta, dá!”, não era para o 3º) O achatamento da classe média
país enfrentar crises de abastecimento - Um dos revezes sofridos pela classe
ou abrigar bolsões de miséria, em média a partir da década de 80 passada
que crianças subnutridas e pais foi o que os estudiosos chamaram
desempregados disputam comida por de “achatamento da classe média”.
causa da fome. Toda vez que os poderes executivo e
O programa “Fome Zero” é uma o legislativo se uniam para lançar um
iniciativa para pôr termo a este tipo novo “Pacote Econômico” a corda
de situação que depõe contra o bom sempre arrebentava do lado do mais
nome do país. Mas o Brasil não precisa fraco, no caso, a classe média. Com isso,
de paliativos. O Brasil precisa de ações empurrou-se a classe média para mais
concretas de educação, distribuição perto da linha de pobreza, diminuindo

33
seu poder de compra, consumindo Por fim, as já tradicionais famílias
sua reserva monetária da poupança, localizadas no topo da pirâmide
prejudicando a classe mercantilista socioeconômica, constituída por
– os burgueses contemporâneos – nomes reconhecidos no jet-set
que viram seus lucros baixar e suas internacional ou na high society
economias se corroer. Sem o giro de brasileira. Famílias que detêm
capital do comércio, e o fomento do grande parte do capital nacional,
desenvolvimento pela construção que comandam as grandes
civil, o país estagnou-se na chamada corporações, que exercem influência
“década perdida” e custa a se desmedida na política partidária, que
encontrar novamente. Milhares de manipulam a mídia e que construíram
famílias passaram por maus bocados nomes a partir do trabalho ou da
decorrentes desse realinhamento hereditariedade.
social a partir do neoliberalismo e da
globalização.
4º) Os novos-ricos: emergentes - A família sob o ponto de vista
Mas nem tudo foi decepção neste cultural
emaranhado de novos conceitos Visualizando a família sob o ponto
sociopolíticos e novos investimentos de vista cultural, vamos detectar um
econômicos. Surgiu uma classe de dos principais problemas nacionais,
novos-ricos, os “emergentes” que, que é a alta taxa de analfabetos no
oriundos das classes menos favorecidas, país.
desenvolveram atividades comerciais Segundo informações do IBGE,
e industriais que despontaram, deram 70% dos jovens de 14 a 21 anos
lucro e projetaram seus autores no no país estão fora da escola ou
cenário recente da industrialização apresentam defasagem escolar, o
brasileira, formando o que se chamou que, nas análises dos especialistas,
de classe emergente. Geograficamente, trata-se da consideração que fazem
no Rio de Janeiro, a Barra da Tijuca e de uma possível distorção entre
o Recreio, novos points habitacionais idade cronológica e série cursada
do estado, representam este novo pelo aluno. Quando se restringe
momento, pois para lá se dirigiram estes a análise à faixa dos 19 anos, o
novos-ricos, que passaram a ostentar percentual aumenta para 90%, o que
seus sinais exteriores de riqueza por é extremamente angustiante para o
meio de amplos e luxuosos condomínios futuro do país.
fechados e megashoppings, que Além disso, os números são
passaram a ser verdadeiros templos de gritantes quando se focam os
adoração ao deus consumo. trabalhadores acima de 18 anos. São
5º) As classes mais favorecidas - 65 milhões de trabalhadores acima

34
de 18 anos que não concluíram 1ª) A família cristã precisa entender
o ensino médio. Mas o problema que todos somos iguais perante Deus.
não é só em função da absorção Ele não faz acepção de pessoas, e
de mão de obra pelo mercado de nós também não podemos fazer.
trabalho por causa das necessidades Precisamos ter a visão de Deus
econômicas da família. Há o problema com relação aos meandros sociais.
governamental, de oferta de salas Todos são importantes para Deus,
de aula, professores, oportunidades. independentemente de sua condição
Dados do MEC revelam que faltam social (At 10.34; Rm 2.11; Tg 2.1).
250 mil professores no ensino médio e 2ª) A família cristã deve preservar
de 5ª a 8ª séries. os valores da família. A grande
Quando os pais de família mobilidade social de nossos dias, e
não têm consciência do valor da o surgimento de novas formas de
educação, fica difícil repassar para ser família, em função da agitação
seus filhos este valor. Quando dos tempos modernos, tendem a
as necessidades mais urgentes enfraquecer os laços familiares. A
empurram os adolescentes e até família cristã deve preservar os valores
mesmo crianças para o trabalho institucionais da família, seguindo as
informal ou assalariado, não há recomendações paulinas acerca da
educação formal que resista aos busca e vivência de tudo o que é bom,
apelos do urgente. Neste sentindo honesto e edificante (Fp 4.8,9).
detectamos os disparates dos vários 3ª) A família cristã deve zelar pelos
brasis embutidos na Federação: valores espirituais. Diante de tantas
dos analfabetos, dos medíocres, tendências religiosas e o surgimento de
dos escolarizados, dos doutores e novas seitas e heresias, que procuram
mestres. Mas os índices de acesso às minar os valores cristãos, a família cristã
universidades brasileiras ainda são deve desenvolver a devoção de maneira
baixíssimos, mesmo com a grande sincera, e cuidar da espiritualidade no
proliferação de cursos particulares ambiente do lar, conforme o exemplo
que mais parecem ser “caça-níqueis” da família de Timóteo (2Tm 1.5).
do que “forja-gênios”.
Segunda 1Coríntios 15.57,58
Terça Atos 10.34
Leituras Diárias

Aplicações para a vida


Quarta Tiago 2.1-13
Tudo o que pudemos analisar Quinta Mateus 25.31-46
para compor os vários perfis da Gálatas 6.10
Sexta
família em solo pátrio, queremos
Sábado 2Timóteo 1.1-5
relacionar com as seguintes
Domingo Filipenses 4.1-9
orientações bíblicas:

35
Data do Estudo

Licao 3
Texto Bíblico: 2Coríntios 6.11-18
Texto áureo: 2Coríntios 6.14

A família diante
da perda de valores

O
mundo vive um momento sem não quer manter firme a sua conduta
semelhança com nenhum outro, cristã, abrindo brechas para o Inimigo.
de total descontrole sobre a Acusa-se a igreja de ter-se
aplicação e vivência de princípios e transformado em “clube social” para
valores nas relações sociais. Ninguém onde todos afluem embonecados,
quer ser tachado de “chato” por no desfile semanal da passarela da
querer organizar, disciplinar ou manter moda. Se a igreja não se mantiver
as bases da boa convivência. Há um firme na pregação do evangelho e na
alto preço a se pagar, inclusive nas condenação do pecado, ela perderá
próprias igrejas. As instituições que a sua relevância para uma sociedade
deveriam ser reguladoras da ordem e já em extremo decaída. Já no livro
da boa conduta soçobram diante do de Deuteronômio temos a instrução
caos imperante. A família transferiu divina acerca do zelo que a família
para a igreja a responsabilidade da deve ter na preservação da fé em
educação religiosa e a igreja, em Deus e da experiência religiosa: “Estas
muitos casos, faz o jogo do sistema e palavras que hoje te ordeno estarão

36
no teu coração. Tu as inculcarás a que junto com o ouro veio o cascalho.
teus filhos, e delas falarás assentado E é esse lixo moral que a família não
em tua casa, andando pelo caminho, pode permitir que entre em seu lar.
deitando-te e levantando-te” (6.6,7 – Nossa sociedade é permissiva, tudo
ECA). é possível desde que haja certas
Vamos estudar um pouco acerca da regras e compromissos. Só que, quase
situação vigente em nosso mundo e sempre, estas regras opõem-se à
como a família precisa ser instrumento ética cristã. Daí que, entre ficar com o
de Deus para preservação de socialmente aceitável e o biblicamente
princípios e crescimento espiritual de recomendável, o crente deve optar
seus membros. pelo segundo.
De acordo os padrões da sociedade,
pode-se consumir álcool, desde que
Reconhecendo os desvalores do seja socialmente; não se recrimina
mundo presente quem fuma, desde que respeite os
Diz-se que “uma nação está locais para não fumantes; não há
condenada a repetir os seus erros se problemas numa pequena mentira,
não conhecer a sua história”. Muitos afinal os fins justificam os meios;
crentes querem “tapar o sol com relacionamentos sexuais pré-conjugais
a peneira” dizendo que os tempos não são questionados, desde que
modernos são outros e que os nossos sejam motivados pelo amo,r e outras
jovens e adolescentes precisam de explicações do gênero são dadas para
mais espaço para respirar suas ideias justificá-los. A questão é que a moral
e valores. Conheço muitos pais que do mundo é diferente da moral cristã.
se arrependem amargamente disto, Na sociedade em que vivemos
ao verem hoje seus filhos nas drogas, houve uma inversão de valores, em
com lares desfeitos e fora da igreja que o certo passou a ser o errado
porque eles, pais, não souberam e vice-versa. Ai de quem contrarie
reconhecer a maldade do mundo o sistema, por uma conduta díspar.
e pôr limites em suas vontades. As adolescentes têm vergonha na
A psicologia pregava sobre a não escola, de declararem-se virgens, pois
recriminação; hoje ela ensina o as colegas zombam na cara. Este é o
contrário: saiba estabelecer limites! mundo em que vivemos. As famílias
Vivemos uma era de amplas precisam estar bem entrosadas,
possibilidades. O acesso aos bens de unidas, num relacionamento em
consumo e às ideias se tornou mais que reina o amor, o carinho e a
democrático, embora muitos ainda compreensão para que os mais novos
não possam dispor dos cenários e possam suportar todas as pressões a
adereços de seus sonhos. A questão é eles sobrevindas.

37
A importância de se estar firmado ele estiver precisando, seja em que
em princípios área for de sua vida.
Que o sentimento de fraterno
Concluímos, então, pela importância interesse pelo membro da família
de se estar fundamentado em nos leve a tornarmo-nos empáticos
princípios e valores normativos que (sentindo junto com o outro) em suas
sirvam de balizamento para que os alegrias e tristezas.
membros da família possam pautar c) O princípio da obediência à
suas ações e ancorar seus ideais. liderança - Este é um princípio muito
Que princípios, para a família, desgastado nas famílias dos dias
seriam estes, à luz das Escrituras atuais. A obediência a qualquer tipo
Sagradas? de liderança começa no lar (Ef 6.1-
a) O princípio do respeito mútuo - 9). Pais que não se dão ao respeito,
Uma boa convivência na família não que não exercem uma autoridade
prescinde do respeito para poder com amor, que não disciplinam seus
existir. O respeito deve existir tanto filhos com compaixão, que se tornam
entre cônjuges, quanto de pais para verdadeiras marionetes nas mãos de
filhos e destes para seus progenitores abusadas crianças sem limites estão
(Is 9.15; Mc 12.6). Todos querem ser pondo a perder o futuro de seus
felizes e alcançar sucesso na vida, mas filhos. Costumo dizer que é melhor
isso começa com uma boa base no lar, usar a “vara” em casa, do que deixar
assegurada pela valorização que cada os filhos apanharem da vida. Em casa
um faz do seu familiar – este próximo a disciplina será com amor. Na vida,
tão próximo –, que Deus colocou a correção virá cruel, em forma de
perto da gente para nos ajudar a ser vingança, implacável e sem apelação.
alguém neste mundo. Há criança que não respeita os pais
b) O princípio da solidariedade em casa, não obedece aos professores
responsável - Outro princípio na escola, não aceita sobre si
importante concernente à família nenhuma autoridade seja religiosa
é o da solidariedade responsável. (pastor, diácono), política ou qualquer
Precisamos nos interessar pelo outra institucional (médico, policial)
parente; investindo nele o que dentre outras. Não se quebra este
pudermos; esforçando-nos para torná- princípio impunemente. A conta virá
lo um vencedor; cooperando para futura, porém amarga.
resolver seus problemas; apoiando-o d) O princípio do amor sincero -
em suas necessidades; encorajando-o Como não poderia deixar de ser, não
e estimulando-o em seus desencantos; pode faltar o amor na família. O amor
sustentando-o com as nossas orações agape, despojado, incondicional.
e “chegando junto” (At 16.9) quando Amor doador, de entrega, que se

38
espelha no próprio Cristo, que vê no Aplicações para a vida
outro o alvo das atenções. Aquele Diante de tudo que vimos até
amor que não espera nada em troca, aqui, podemos tirar as seguintes
amor altruísta, visionário, cheio de conclusões:
renúncias e interesses solidários (1Co 1ª) É preciso valorizar a família
13.1-13). Amor sem desconfiança, como projeto de Deus - A família é
sem competitividades, sem outros instituição divina (cf. Gn 2.18-25) e
interesses menores. Somente o amor como tal precisa ser valorizada. Ainda
é capaz de fazer do lar um espaço não foi inventado algo melhor para
de vitória, de prazer. Irmãos, pais e substituir a família em termos de
filhos que se amem cooperam para companhia, aconchego, proteção,
o crescimento autossustentado da amor e desenvolvimento sadio.
família, do ponto de vista do amparo Nem nunca será! A família continua
e proteção emotiva. E num mundo tão sendo válida para os nossos dias e
destrutivo e estéril em que vivemos, ela será garantidora do futuro da
nada melhor do que um lar assim humanidade.
estabelecido. 2ª) É preciso fundamentar a família
e) O princípio da espiritualidade em princípios bíblico-cristãos - A
prioritária - Também para a família família precisa estar atenta quanto às
este princípio tem muito valor. A influências nocivas do mundo e não
orientação do Mestre, “Mas buscai permitir que seus valores e princípios
primeiro o reino de Deus e a sua cristãos sejam destruídos.
3ª) É preciso ter a família em
justiça e todas as demais coisas vos
vigilância constante - “Orar e vigiar!”
serão acrescentadas” (Mt 6.33),
Este é o binômio que a família
mostra que quando as questões
não deve abandonar nunca. Na
espirituais estão indo bem, Deus cuida
dependência de Deus e na vigilância
do resto. Se a casa não for provedora quanto às ciladas armadas pelo
de espiritualidade, o mundo não vai Inimigo, a família sobreviverá nestes
poder oferecer isto para os nossos dias tão difíceis (Lc 21.36; 1Pe 4.7).
filhos. É de responsabilidade dos pais
agirem espiritualmente em direção
Segunda Deuteronômio 6.1-12
aos seus, com oração, leitura bíblica,
Terça Deuteronômio 6.13-25
Leituras Diárias

devoção, cultos e valorização da igreja


Quarta Marcos 12.1-12
como instituição divina. Cada família
Quinta Atos 16.9-15
deve exercitar a confiança do salmista,
Sexta Efésios 6.1-9
entregando ao Senhor todo o seu
Sábado 2Coríntios 6.11-18
caminhar e confiando nele (Sl 37.4,5).
Domingo Mateus 6.25-34

39
Data do Estudo

Licao 4
Texto Bíblico: Jeremias 31.1-40
Texto áureo: Jeremias 31.3

A era dos relacionamentos


descartáveis

U
ma marca cruel dos tempos em a morte separe”, mas “até que surja
que vivemos é a superficialidade uma nova opção”. Com isso, a família
dos relacionamentos. As pessoas saiu prejudicada e o futuro passou
se tornam, forçosamente, ilustres a correr o risco de tornar-se mais
desconhecidas, já que as relações “sensaboroso” para aqueles que de
sociais são restringidas ao mínimo alguma forma continuam acreditando
necessário para a sobrevivência. Além na família e têm de lutar contra os
disso, quanto menos envolvimento novos conceitos, novos valores e novas
emocional ou afetivo com o outro, formas de “ser família” dos tempos
melhor. Para não haver compromissos. modernos.
Para não haver carências. Para não
sofrer rupturas.
Esta abordagem que mostra Os perigos de uma sociedade
a vivência superficial dos extremamente voltada para o prazer
relacionamentos revela que tal Esta sociedade que cultua o
comportamento atingiu também a individualismo é extremamente
família. Casamento passou a ser não voltada para o prazer. Um lema de
mais aquele compromisso “até que uma grande Loja de Departamentos

40
que faliu (talvez tenha sido por isso) opressor do homem, contribuiu para
era: “Sua satisfação garantida ou estas mudanças. Com o advento da
seu dinheiro de volta!”. Isto retratava pílula anticoncepcional, a mulher
bem claramente a ambição humana tornou-se mais independente, foi
de encontrar satisfação, ter lucros, à luta, conquistou seu espaço no
se dar bem. Também é isso que mercado de trabalho, galgando maior
as pessoas querem obter em seus desenvoltura pessoal e desapegando-
relacionamentos: Satisfação! Numa se da figura masculina. Não se
visão egoísta da vida, para dentro questiona a importância que teve a
de si mesma, esquecendo-se de que mulher buscar seus direitos sociais,
relacionamento é uma via de mão mas não se pode deixar de perceber o
dupla: à medida que eu procuro quanto isto representou de perda para
satisfazer o próximo, eu sou satisfeito. a família em muitos aspectos.
A busca irrefreada e irrefletida do
prazer têm absorvido em grande
escala o que o ser humano tem Casamentos que prescindem do
de melhor: criatividade, saúde, compromisso
espontaneidade, laços familiares, Neste tópico queremos discutir um
espiritualidade. E o ser humano não pouco a diferença entre “o amar” e
tem se dado conta disto. É bíblico: “o gostar”. Para um relacionamento
“O homem natural não compreende dar certo, funcionando como deve,
as coisas que são do Espírito de precisam existir os dois. Os dois são
Deus” (1Co 2.14). Assim sendo, este importantes, cada qual na sua função.
hedonismo leva as pessoas para mais Mas falemos antes de outro elemento
perto de um mundo imoral, em que muito presente nos relacionamentos:
as velhas crenças e o velhos valores “a paixão”. A paixão difere do amor,
são postos de lado, em benefício de na medida em que ela possui a marca
supostas satisfações mais imediatas. da extemporaneidade, num concerto
Casas de shows, praias de nudismo, improvisado do amor que nem
filmes, eventos, publicações são a sempre afina. A paixão é galopante,
ponta mais visível de uma indústria avassaladora, muito sentida e pouco
do entretenimento, que visa oferecer pensada.
prazer para as pessoas. Não há É preciso se ter muito cuidado com
nenhum tipo de compromisso com as a paixão. Aquele sentimento de se
verdades bíblicas. estar “perdidamente apaixonado”
Num certo sentido, também a por alguém, muitas vezes, não
liberação feminina, a partir dos passa de um interesse físico, sexual,
movimentos feministas, que buscavam que tão logo seja satisfeito pode
a libertação da mulher do jugo levar ao rompimento da relação. Os

41
adolescentes (principalmente) e jovens cristão. Sem amor não há lar que
e, mais presentemente, os quarentões resista. Diria que o amor é conceitual,
da vida, são presas fáceis da paixão. é filosófico. É mais da cabeça do que
Uma vez por ela engodado, pode-se do coração (embora Blaise Pascal
pôr muita coisa a perder, e o Diabo tenha dito que “o amor tem razões
é astuto em suas maquinações para que a própria razão desconhece...”).
destruir a família. Então, o amor é uma escolha, uma
Mas, falemos do “amar” e do decisão.
“gostar”. Dizíamos que ambos Tudo isso que temos falado
precisam se fazer presentes nos neste tópico é o oposto do que
relacionamentos; nos casamentos. essa sociedade de relacionamentos
O que é o gostar? O gostar é uma descartáveis apresenta. Vivemos dias
qualidade de interesse em algo ou de casamentos sem compromisso,
alguém que revela tendência ou obviamente, casamentos sem amor.
inclinação para algo. É ter prazer Devemos responder com casamentos
em possuir, experimentar, saborear, de qualidade para influenciarmos
pertencer a algo ou alguém. É ser positivamente nossa geração.
simpático, interessado, com a atenção
voltada para aquilo que lhe desperta
afinidades. É sentir o sabor de algo A problemática do divórcio
que lhe agrada. Não pode faltar o Não poderíamos deixar de
“gostar” num relacionamento que abordar esta questão neste estudo.
se pretende eterno (não “eterno A drástica consequência de tudo o
enquanto dure” como apregoou que temos visto sobre esta era de
Vinícius de Moraes). Como pode relacionamentos descartáveis é o
alguém conviver por anos a fio com aumento agressivo de separações
outrem de quem não gosta? É preciso de casais. A superficialidade, a falta
gostar! E no casamento este gostar é de amor, o descompromisso desta
sinônimo de ter prazer. geração desemboca na cruel realidade
Mas e o amar? O que é? O amor, do divórcio, que destrói famílias,
como acontece? Ah, “o amor é lindo”, agride filhos e provoca rupturas
diria o romântico. “O amor é a porta difíceis de serem corrigidas.
que abre o paraíso”, diria o poeta. Como a igreja deve se comportar
“O amor é o compromisso que se diante da escalada do divórcio na
estabelece nas dobras do coração”, sociedade? Pode a igreja fechar os
diria o filósofo. Este sentimento olhos a essa realidade? E quando
fundamental para a vida e para a fé; as pessoas que tomam decisões
para o presente e para o porvir, é algo espirituais em nossas igrejas vêm de
inerente à vida cristã, ao casamento lares desfeitos ou estão com seus

42
casamentos rompidos? Esta é uma sem amor, mas que deve-se enfocar
questão muito delicada, para a qual a partir da perspectiva de que “cada
não podemos tapar os olhos. caso é um caso” a fim de que se
Em primeiro lugar, a igreja de busquem as melhores soluções de
Jesus Cristo deve pautar-se por uma Deus.
postura contrária ao divórcio. Todo
líder que é espiritual deverá ir até as
últimas consequências para salvar Aplicações para a vida
um casamento à beira da ruína. Fiquemos com as seguintes
Mas muitos casos têm chegado até conclusões, que são desafios de tudo
nossas igrejas já insolúveis, questão o que temos visto neste estudo:
de anos, de novos relacionamentos, 1ª) A família precisa valorizar a
novas famílias. O que fazer? Então, espiritualidade - Em um mundo que
reafirmamos: a igreja de Jesus valoriza o material e o que satisfaz
Cristo deve ser contrária ao divórcio, ao corpo, a família precisa valorizar
mas a favor do divorciado! Todo o espiritual, investindo na comunhão
divorciado é também um pecador com Deus.
digno do amor de Deus, alvo do 2ª) A família precisa fundamentar-
perdão e da graça divinos. Se tudo se no amor - A família não pode abrir
se faz novo na vida de quem está mão do amor como amálgama a unir
em Cristo, se todas as coisas velhas seus membros. Espelhar-se em Deus
já passaram (cf. 2Co 5.17) então isto e no seu amor incondicional deve ser
também é uma verdade na vida do busca constante (Rm 5.8).
divorciado. 3ª) A família precisa estabelecer-
Reiteramos que o projeto original se em laços de compromisso - O
de Deus para o casamento é a sua compromisso de amparar, zelar,
indissolubilidade, um casamento investir, amar, cuidar e proteger a
para sempre (Mt 19.6), e que isto família não deve ser posto de lado.
continua sendo válido para nossos Todos os membros da família precisam
dias, mas que, por causa da dureza contribuir para seu sucesso.
dos corações humanos (Mt 19.8),
nossos pecados, Deus permite que Segunda 1Coríntios 2.6-16
haja uma válvula de escape, a cláusula Terça Salmo 1.1-6
Leituras Diárias

exceptiva mencionada por Jesus (Mt Quarta 1Coríntios 13.1-13


19.9) para contribuir com ministrações Quinta Jeremias 31.1-40
de misericórdia aos que estejam Efésios 5.22-33
Sexta
enfrentando tais problemas. Trata-se 2Coríntios 5.17
Sábado
de assunto sério, que não podemos
Domingo Mateus 19.1-12
tratar com leviandade, muito menos

43
Data do Estudo

Licao 5
Texto Bíblico: Salmo 127.1-5
Texto áureo: Salmo 127.1

Os novos jeitos de ser família

P
ensando na família como sendo se uma família de poucos filhos. De
uma instituição milenar, não uma família de posse, proprietária de
podemos deixar de avaliar suas terras, passou a existir uma família de
transformações ao longo dos séculos. assalariados. A família de produção
É sabido que várias mudanças se deu lugar a uma família de consumo;
fizeram perceber ao longo da história. a família de trabalho, a uma de tempo
Da antiga família de gerações, em livre; e a família estático-estável, a
que prevaleciam os interesses do uma dinâmico-móvel.
clã, passamos a ter uma família de Assim sendo, o “ser família” em
esposos. Da antiga família patriarcal, nossos dias difere em muito dos
em que a figura masculina era modelos que a sociedade viu surgir
preponderante, passamos a ter uma e transformar-se ao longo dos
família de parceiros, em que as ideias anos. E hoje? Como está a família
são compartilhadas. De uma família nestes tempos? O fato é que, como
numerosa, que atendia aos interesses instituição, a família está em constante
econômicos do clã, vimos originar- processo de revitalização, adequando-

44
se aos novos tempos. O que estes reconhecer uniões estáveis, com
novos tempos sinalizam acerca da mais de três anos de convivência,
família? Nem tudo o que a gente para fins de indenização, pensão
percebe hoje, em termos das novas ou herança. Depois foi surgindo
formas de ser família, significa algo uma regulamentação da situação
bom. Mas precisamos estudar estes e uma flexibilização das cobranças
sinais para compreendermos para sociais sobre os indivíduos que assim
onde caminha a família. procediam. Até que a questão caiu
num total desinteresse social, dentro
do esfacelamento dos valores éticos,
Amigado ou juntado e sem papel passando a ser vista como normal.
passado Tal concepção, porém, sempre
Um modelo de relacionamento esteve à margem da interpretação
muito encontrado em nossa sociedade bíblica ou do reconhecimento cristão
é o de casais que vivem juntos, na de que assim devesse se proceder.
condição que se costumou chamar Muitas igrejas flexibilizaram e
de “amigado” ou “juntado”. Os que passaram a aceitar em seu rol de
decidem viver juntos passam por membros gente amasiada – este
cima das conveniências por diversos é outro termo utilizado – gerando
fatores (irresponsabilidade, carências desconforto para as outras que
econômicas, desvios de percurso, primavam por só efetivar o batismo
transgressão às regras sociais) e, depois de um neoconverso quando ele
que pulam neste barco, acostumam-se regularizasse sua condição civil. É aqui
à situação e não mais se lembram ou que reside todo o problema: quando
desejam mudar o quadro. a igreja faz concessões por motivos
Até bem pouco tempo as igrejas outros que não a grandeza do reino
prestavam grande contribuição de Deus, ela põe a perder o que o
social disseminando o evangelho cristianismo tem de mais importante,
e alcançando casais nestas que são seus princípios redentivos,
circunstâncias, paralelamente à que conduzem o ser a uma total
recomposição de sua vida espiritual, recuperação de sua vida, após uma
contribuindo para os ajustes experiência de conversão, “o tudo que
necessários à boa ordem social. Estes se faz novo” (2Co 5.17).
casais que viviam numa situação
irregular recebiam toda a cobertura
da igreja para ajustar-se perante a
Casamento de fachada: a convivência
Lei. Os tempos passaram e a situação entre matriz e filial
mudou. Primeiro, foi a evolução da Evento muito difícil e constrangedor
interpretação da lei, que passou a em nossos dias é a grande incidência

45
de casamentos de fachada, em que está experimentando a plenitude do
já não se vive mais plenamente à casamento, da vivência conjugal, e,
relação conjugal, mas mantém-se percebendo-se o passar dos anos,
o casamento, pois na balança entre muitos indivíduos partem para a busca
perdas e ganhos, o lucro será maior de um terceiro que venha a satisfazer
em manter a situação como está, do seus desejos mais particulares de
que romper de vez. Situações como carinho, aceitação, compreensão,
estas têm como causa o esfriamento afeto e semelhantes, que, com
do amor; a rotinização do casamento; os desgastes do casamento, seu
as lutas da vida; a diminuição do cônjuge já não mais lhe propicia. É
apetite sexual por parte de um dos quando a intromissão desse intruso
parceiros; motivações econômicas etc. no casamento provoca iras, revoltas,
Com o passar do tempo, os longos dissensões e dissabores, cujas
anos de convivência, a batalha pela consequências, sobre o casal e os
criação de filhos, o envelhecimento filhos, não se pode aquilatar com
e, em muitos casos, certo despreparo certeza, tal o volume do estrago que
para a vida ou um descuido em faz.
manter constante alimentação da A igreja, porém, deve ser firme
vida a dois, faz com que muitos e segura quanto à condenação do
casamentos estejam sobrevivendo adultério, pois é abundantemente
apenas como forma de dar uma condenado em toda a Bíblia (Êx 20.14;
satisfação à igreja ou à sociedade. Lv 20.10; Jó 24.15; Mt 5.27; Rm 7.3;
É de se refletir sobre a validade 1Co 6.9; 2Pe 2.14).
de tal procedimento. Quem lucra e
quem perde com tal embuste? Daí a
importância de se ter uma assistência O projeto original de Deus
por parte da igreja por meio de A família que nasce em Deus é
ministérios específicos que cuidem voltada para a satisfação do ser: “Não
da família, do cuidado pastoral em é bom que o homem esteja só” (Gn
aconselhamento e edificação dos 2.18). Esta constatação, por si só,
lares e do incremento da recorrência à evidencia que Deus estava interessado
terapia familiar especializada quando no bem-estar da sua criatura. Família,
isto se fizer necessário. Tudo isto, portanto, surgiu para trazer satisfação,
porque, à revelia do nosso interesse complementação, ajuste, prazer,
e vontade, nossas igrejas estão alegria, plenitude e todos os outros
cheias de casais vivendo em situação sentimentos inerentes à própria
semelhante. condição de ser família. Ou seja,
Não só isso! O passo seguinte é família é para ser bênção, segundo
o mais assustador. Quando não se a intenção original de Deus. Daí, os

46
servos do Senhor não deverem se ensinamentos. Todo servo de Deus
contentar com nada menos que uma deve primar por uma família dentro
família bem estabelecida, ajustada, dos padrões divinos.
em que reine a paz e o amor. Se
não experimentam esta realidade
por algum motivo circunstancial, Aplicações para a vida
devem lutar diante de Deus, corrigir Algumas considerações finais sobre
seus erros (2Cr 7.14) e arrependidos como ser família hoje dentro dos
procurar elevar a sua família à padrões de Deus:
condição original para a qual Deus a 1ª) A família precisa rejeitar o
estabeleceu. pecado sem discriminar o pecador -
No plano divino a família é formada Convivemos com pessoas das mais
de um(a) só parceiro(a), por isso diversas formações e concepções.
Deus providenciou apenas uma Podemos conviver socialmente
companheira para Adão (Gn 2.18) e com todos, respeitando e agindo
recomendou que os líderes fossem com maturidade, sem, contudo, ser
maridos de uma só mulher (1Tm 3.2). conivente com o pecado ou ter que
Ele estabeleceu que o casamento segregar alguém.
fosse o lugar para procriação e que 2ª) A família deve prevenir-se do
o casal teria essa tarefa de povoar mal vivendo em amor - Uma união
a terra (Gn 1.28). Estabeleceu que sólida, respeitável, em que se construa
o relacionamento entre marido e uma família com bases espirituais, em
mulher seria de submissão, por parte amor e santidade será condição para
dela (Ef 5.22) e amor, por parte dele prevenir-se dos ataques de Satanás.
(Ef 5.25). Ele definiu que os filhos 3ª) A família precisa sempre
são bênçãos, heranças, do Senhor querer saber a vontade de Deus - A
(Sl 127.3-5) e que por isso os pais aprovação divina para nossa maneira
deveriam zelar por eles, aplicando de ser família deve ser buscada
disciplina, se necessário, com amor constantemente, com sinceridade e
(Ef 6.4). Também definiu que os devoção.
filhos fossem obedientes a seus
pais (Ef 6.1) e que a eles deveriam Segunda Salmo 127.1-5
honrar, prometendo longevidade Terça 2Coríntios 5.17
Leituras Diárias

para aqueles que assim procedessem Quarta Mateus 10.26-33


(Êx 20.12). Qualquer constituição Quinta Êxodo 20.14
familiar que fuja a este padrão divino Jó 24.15-20
Sexta
é pecado, pois contraria frontalmente Mateus 5.27-30
Sábado
a intenção de Deus, caracterizando-
Domingo Efésios 5.22-6.4
se como desobediência aos seus

47
Data do Estudo

Licao 6
Texto Bíblico: 2Timóteo 3.1-9
Texto áureo: Provérbios 13.24

A família e a crise de
autoridade

A
autoridade em nossos dias Na vida pública, a questão da
está muito desgastada. autoridade é regulada pelos códigos
Ela sofre do uso excessivo de conduta e pelos direitos do
e da sua má aplicação. O mau cidadão. A cidadania está mais
exemplo vem de cima e as bases valorizada hoje em dia. Porém
se rebelam quando são obrigadas nem todos conhecem os seus
a se submeter a códigos de lei direitos e deles fazem uso. Entre os
e de conduta que as próprias direitos do cidadão, por exemplo,
autoridades se incumbem de está o de intocabilidade do corpo.
menosprezar. Este descaso é nocivo Quando qualquer autoridade usa
para todos, pois se instaura um no tratamento dado ao cidadão
sistema de bangue-bangue em que formas de coação, tortura ou atitudes
cada um faz a sua própria lei. degradantes, ela incorre em algo que

48
é preceituado por lei, chamado de experimentaram, em algum período
abuso de autoridade, passando a estar ao longo do século XX, algum tipo de
sujeita às penas previstas. censura sobre sua democracia. Saiu-
Na família, vivem-se os dois se do extremo da repressão para o
extremos da questão: frouxidão extremo da liberação. Muitos jovens
ou excesso de autoridade: laissez- embarcaram nesta canoa furada do
faire ou autoritarismo. E com isso, “sigo minha consciência, faço o que
quem sempre sai perdendo são os me dá prazer” e assim, perdeu-se o
filhos, que se criam sem orientações controle da situação.
balizadoras para uma boa conduta Muitos pais reclamam da rebeldia de
social. seus filhos: crianças que não querem
estudar; adolescentes que fogem da
escola; jovens e adolescentes que
A rebeldia dos tempos modernos se envolvem com as drogas. Some-
Escrevendo a irmãos em Cristo se a isso, também, a facilidade para
de seu tempo, o apóstolo Pedro relacionamentos sexuais ilícitos;
alertou quanto à existência de falsos a influência nociva dos meios de
mestres, que, andando segundo a comunicação de massa; entre outras
carne, “desprezam as autoridades” questões graves de nossos dias. Mas
(2Pe 2.10). Dá para se perceber devemos também olhar o outro lado
que o problema, então, é de longa da moeda, e lembrar do afrouxamento
data. Entretanto os mais idosos do controle do comportamento dos
costumam dizer que “as coisas estão filhos por parte de pais que não
muito mudadas”, já não são “como querem provê-los de uma educação
antigamente”. Então, isto pode ser responsável. O fato é que filhos-
um indício de que vivemos dias em problemas podem revelar a existência
que a questão da autoridade sofre do de pais-problemas. A psicologia tem
mal do “pouco-caso”. Caiu-se num mostrado que, quando um filho se
sistema depreciativo da autoridade, envereda pelo caminho das drogas, a
e isto tem levado a uma exacerbação família já ficou doente antes. Segundo
deste sentimento em que sofrem as o psicólogo Vicente Parizi, especialista
instituições, e a família não fica para em psicologia transpessoal, “numa
trás. família saudável ninguém usa drogas
As conquistas sociais forjaram ou abusa do álcool” (Ultimato, nº
várias gerações de jovens que 282, pág. 14).
abraçaram de certa forma um ideal Tudo isso leva-nos à compreensão
de liberdade. Somem-se a isso os de que vivemos dias difíceis, à
novos ventos de democracia soprados semelhança do alerta dado por
sobre países, que dura e cruelmente Paulo a seu filho na fé Timóteo:

49
“Sabe, porém, isto: Nos últimos dias E, como a corda sempre arrebenta
sobrevirão tempos difíceis; pois os do lado do mais fraco, muitas vezes
homens serão amantes de si mesmos, são as crianças que sofrem nas mãos
gananciosos, presunçosos, soberbos, desses pais. Pais embrutecidos pelos
blasfemos, desobedientes a pais e problemas da vida, que descarregam
mães, ingratos, profanos, sem afeição sobre a inocente criança suas
natural, irreconciliáveis, caluniadores, frustrações e seus recalques. Diante de
sem domínio de si, cruéis, sem amor uma situação destas, vale o conselho
para com os bons, traidores, atrevidos, de Paulo: “E vós, pais, não provoqueis
orgulhosos, mais amigos dos prazeres à ira vossos filhos, mas criai-os na
do que amigos de Deus, tendo disciplina e instrução do Senhor” (Ef
aparência de piedade, mas negando- 6.4 - ECA).
lhe o poder” (2Tm 3.1-5). Nesta advertência paulina, vamos
. encontrar o reconhecimento de uma
situação muito comum nos lares: há
Como ser pai sem perder a pose pais que são mestres em provocar à ira
Muitos jovens casam-se hoje em dia seus filhos. Como fazem isto? Vivendo
sem estarem devidamente preparados de forma a não se dar ao respeito,
para a vida a dois. Como faz falta a não preservar a sua condição de
a figura do conselheiro nupcial! pai e a autoridade inerente ao seu
Casam-se para ficarem livres dos posto. Quando se perdem as rédeas
pais, para alcançarem uma pretensa da disciplina familiar, seja porque
independência, para legalizarem a rebeldia dos filhos extrapolou os
uma vida sexual ativa que se vive limites do aceitável, seja porque os
escondidamente, para tantos fins próprios pais não são exemplos a
menos nobres e, no decorrer dos serem seguidos, então fica difícil de
dias é que vão se deparando com obter qualquer resultado positivo na
as questões mais pertinentes à vida vida de muitos adolescentes e jovens.
de um casal. Vários destes jovens já Provocar à ira os filhos pode ser de
entram para o casamento trazendo forma objetiva, como responder mal,
um filho na barriga ou mesmo já não dar a atenção requerida, não
nascido. Como vão educar uma respeitar o cônjuge, e assim despertar
criança se ainda não aprenderam a a revolta, entre outros casos. Mas
cuidar de si mesmos? Por conta desta pode ser também indireta, como ser
má preparação para a paternidade irresponsável e não contribuir para a
ou a maternidade, sofre-se uma boa formação do caráter e do futuro
inadequação a este novo papel social, do filho, ou mesmo prejudicar seus
que se tem que assumir quando chega sonhos por meio de comportamentos
uma criança no lar. inadequados.

50
Ser pai não é sinônimo de homens. O exercício da autoridade
sisudez, endurecimento, dura cerviz, está mais para o exemplo de conduta
formalidade. Pode-se ser um bom pai e proceder do que para a aplicação
e ainda assim ser amigo, legal, leal, da vara. Assim sendo que, na visão
brincalhão, recreativo. Pode-se e deve- moderna de parceria que deve existir
se exercer a disciplina com autoridade no casamento, o casal deve agir
e nem por isso se perderá a simpatia e em conjunto, harmonicamente, no
a amizade do filho. Toda criança sabe exercício da autoridade sobre os filhos.
quando erra e quando está a merecer 3ª) A autoridade que funciona
um castigo. Saber aplicá-lo na dose é aquela que se exerce na base do
certa, na hora certa e com amor, será amor - O amor é a base da vida. Sem
muito benéfico para a formação de seu ele, nada funciona como deveria. Não
caráter. Como diz o provérbio: “O que seria diferente numa religião em que a
retém a vara odeia a seu filho, mas o maior característica de seu Deus é “ser
que o ama a seu tempo o disciplina” amor” (1Jo 4.8).
(Pv 13.24). E o filho sabe disso. 4ª) Toda autoridade precisa ser
legitimada pelas Escrituras - Os
pais precisam aprender a aplicar e
Aplicações para a vida exercer uma autoridade com base nos
Vamos concluir nosso estudo sobre princípios bíblicos. Quando se vive e se
a crise de autoridade, reportando- recorre à autoridade da Palavra para a
nos ao modelo bíblico de autoridade aplicação da disciplina, os resultados
familiar e em que bases ela deve ser sempre são infalíveis. Há um preço, o
estabelecida. preço da fidelidade. Quem for sábio
1ª) A Bíblia reconhece a autoridade que o pague e verá os lucros futuros
do pai como líder da família - Não na vida de filhos prósperos, dedicados
podemos fugir desta constatação e fiéis servos do Senhor. A Escritura é
bíblica. A figura do pai como peça- proveitosa para muita coisa, inclusive
chave no exercício da autoridade está para ensinar, repreender, corrigir,
bem clara na Bíblia e, se as famílias instruir em justiça (2Tm 3.16).
experimentam muitos problemas hoje
em dia, isto também tem a ver com Segunda 2Pedro 2.10
pais que não assumem o seu papel Terça 2Timóteo 3.1-9
Leituras Diárias

e deixam com as mães (verdadeiras Quarta Efésios 6.1-9


heroínas) esta tarefa (Ef 5.22-6.4). Quinta Provérbios 13.24
2ª) A autoridade do pai é
Sexta Jeremias 29.6
compartilhada com a esposa - Ter a
Sábado Hebreus 13.4
prevalência da autoridade no lar não
Domingo 2Timóteo 3.14-17
significa despotismo por parte dos

51
Data do Estudo

Licao 7
Texto Bíblico: 1Tessalonicenses 5.12-24
Texto áureo: 1Tessalonicenses 5.15

A família e o avanço do
individualismo

O
centro de interesse das pessoas “ter”, e isto, de uma forma agressiva
de nossos dias, comparado e obcecada, revela que os indivíduos
com os mais caros anseios da não estão conseguindo vislumbrar um
humanidade do século XIV, mostra horizonte para a sua vida. Trafegam
o quanto mudou a forma humana pela existência sem uma definição
de pensar ao longo dos séculos. objetiva de propósitos. E com isso,
Se pudéssemos voltar no tempo e vivem superficialmente.
entrevistar um habitante daquela Desde as inseguranças da Idade
época sobre o que mais queriam da Média – período que também
vida, com certeza responderiam: “A passou para a história como Idade
salvação divina”. A mesma pergunta das Trevas – vindo a desembocar na
hoje teria uma resposta semelhante a Reforma Protestante de Martinho
esta: “Quero ser rico, famoso, bem- Lutero, até nossos dias, muitos
sucedido.” movimentos que foram acolhidos
O que será que ocorreu de lá para pela humanidade moldaram os novos
cá, que mudou a forma humana de conceitos e novos valores sobre os
pensar? Por que as pessoas estão quais está fundamentada esta geração
tão interessadas no sucesso pessoal? contemporânea. O “espírito libertário
No fundo, esta ânsia por “ser” ou do protestantismo”, como já se

52
definiu, provocou revoluções na forma recomendação paulina – “não busca o
humana de pensar, introduzindo seu próprio interesse” -, numa antítese
uma busca de progresso científico e do amor (1Co 13.5). Esta concepção
tecnológico e, consequentemente, do indivíduo centrado em si mesmo
muitas inovações que não foram, prejudica a visão cristã de família, de
necessariamente, uma bênção, pelo corpo.
contrário, provocaram afastamento da A obcecada luta para alcançar
vida com Deus. O individualismo é um resultados a qualquer custo. Um
destes valores que apresenta seus prós esforço sobre-humano para obtenção
e contras. Vamos estudá-lo. de resultados satisfatórios na vida
pode levar a desastres iminentes.
Querer romper com os obstáculos
O que há de bom ou de ruim no sem domesticá-los pode não ser o
individualismo melhor caminho. É preciso ter-se
Vamos tentar identificar aspectos equilíbrio, e o individualismo, por
do individualismo que poderiam ser privilegiar a valorização do individual
classificados de positivos ou negativos. em detrimento do coletivo, põe a
Como tudo na vida, precisamos saber perder, muitas vezes, os aspectos
definir o que presta e o que não vale mais caros da vida em sociedade,
a pena. Rechaçar o ruim; e absorver como companheirismo, solidariedade,
o bom. Seguir a instrução bíblica: participação, envolvimento e
“Examinai tudo. Retende o bem” (1Ts comunhão.
5.21). De bom, no individualismo,
De ruim, no individualismo, podemos destacar os seguintes
podemos destacar os seguintes aspectos:
aspectos: A força interior que impulsiona
A extrema valorização dos interesses o indivíduo para a vitória. Desse
pessoais sobre os coletivos. Isto se aspecto não se pode reclamar do
torna altamente prejudicial, à medida individualismo. Essa qualidade de
que promove um sentimento egoísta, injetar na pessoa um ânimo redobrado
voltado para a realização pessoal e o para se tornar uma vencedora. À
esquecimento da coletividade. medida que o indivíduo tem nessa
O indivíduo gravitando em torno doutrina seu valor mais elevado, ele
de si mesmo. Como decorrência, passa a envidar todos os esforços
vamos encontrar um indivíduo focado necessários para, superando-se,
no seu próprio umbigo, atento ao alcançar seus objetivos.
que lhe interessa, despreocupado Uma visão mais humana da
com o semelhante, mais interessado vida. Não se pode negar que o
no que lhe agrada, a despeito da individualismo está muito ligado

53
ao humanismo. A concepção do este ressaltado pelo individualismo
humanismo também é de valorização exacerbado de uma sociedade voltada
do ser humano, embora sem tanta para a satisfação própria, para a
carga no individualismo. Ela pode busca intensa do prazer a qualquer
descambar num ateísmo, se não custo tem sido extremamente
prover para si uma base cristã de desagregadora e tem contribuído
valorização do ser humano a partir da para a coisificação da vida e dos
sua existência em Deus. À proporção relacionamentos. Se o individualismo
que ressalta a importância do ser proclama a busca da satisfação
humano, o individualismo contribui pessoal como a razão primeira da
para este aspecto humanizador da existência – e nossa sociedade imoral
vida, tão desgastado na sociedade abraçou a ideia com afinco, pois as
tecnocrática em que vivemos. oportunidades desviantes de caráter
O reconhecimento da responsabilidade são inúmeras nos dias atuais – , por
do indivíduo. O individualismo faz o outro lado vemos que as pessoas
caminho oposto ao dos movimentos que levaram esta filosofia de vida às
contraditórios de massa. Se estes últimas consequências caíram num
movimentos escondem o ser na vazio existencial, que levou muitas
multidão, e jogam a culpa na sociedade delas a contraírem doenças de
pelos seus fracassos, o individualismo profunda correlação psicossomática,
responsabiliza o indivíduo pelos seus tais como angústia, depressão,
insucessos. Os cristãos acreditam na ansiedade, estresse, e a conviver com
possibilidade de restauração do mais elas, marcando várias gerações que
cruel indivíduo. Não fora assim, de há recorreram aos divãs psicanalíticos
muito teria sido melhor interromper a para desafogar suas mágoas, resolver
pregação do evangelho. A Bíblia afirma suas relações intraexistenciais e inter-
claramente que “cada um dará conta de humanas.
si mesmo a Deus” (Rm 14.12; Mt 12.36; O individualismo peca por colocar o
1Pe 4.5), e o individualismo, ao enfatizar indivíduo no lado oposto da vida em
a importância do indivíduo acaba sociedade: primeiro o “eu”, depois,
corroborando esta ideia que precisa se sobrar, o “nós”. É o que já se
estar mais realçada para a humanidade tem dito com relação a muitos que
contemporânea. procuram a religião e a Deus apenas
nos momentos de necessidade: Só
quer o “venha a nós”, porém, “a
A crença na satisfação pessoal como vosso reino, nada!”. Esta crença na
razão primeira da existência satisfação pessoal como algo que se
A visão utilitarista, pragmática, tenha de conseguir a qualquer custo
hedonista da vida, comportamento nega a realidade deste mundo, muitas

54
vezes aflitiva, como declarou Jesus (Jo para o serviço. Por isso que cada
16.33) e que deve pautar-se por uma crente deve cantar o velho hino: “No
vida de humildade e valorização das serviço do meu Rei eu sou feliz” com
pequenas coisas que, no somatório da redobrada satisfação e trabalhar para
existência, são as que mais contribuem mostrar pelas obras a fé que tem (Tg
para a satisfação do “ser” (Mt 5.1-12; 2.14-26).
Fp 2.1-11; Ef 4.1-16). 3ª) É preciso seguir o exemplo
do Mestre - Nada melhor do que
nos espelharmos em Cristo para
Aplicações para a vida fugir dos perigos do individualismo.
Podemos concluir este estudo Se há alguém que sempre pensou
ressaltando que o segredo para no outro, este alguém foi Jesus.
ser um vencedor sem ser um Sua compaixão, sua atenção pelos
individualista inveterado, que mais pobres e marginalizados, seu
não sabe viver em coletividade, cuidado, a dispensação de favores
esquecendo o valor da comunhão e benefícios aos desvalidos deste
cristã, é buscar o equilíbrio relacional. mundo, tudo mostra como Jesus
Como alcançar este equilíbrio? focou seu ministério não em sua
Vejamos algumas sugestões práticas: satisfação própria, mas no outro. O
1ª) É preciso cumprir o texto de Filipenses 2.1-11 é clássico
mandamento do “amor ao próximo” no sentido de demonstrar esta
- Ninguém que obedeça a este renúncia, abnegação de Jesus visando
mandamento (cf. Mc 12.28-34) à humanidade. O esvaziamento de
cairá na esparrela degradante de suas prerrogativas divinas, fazendo-
um individualismo que sufoca, que se homem e servo para resgatar a
agride e que desrespeita os valores humanidade, levou Cristo à exaltação.
mais caros de vida comunitária, Se quisermos ser bem-sucedidos,
de irmandade e de coletividade. o caminho é este: do serviço, da
Não podemos perder de vista este humildade; o oposto do que a
mandamento. sociedade busca (Mt 23.12).
2ª) É preciso reconhecer a
dimensão social e comunitária Segunda 1Tessalonicenses 5.12-24
do evangelho - Como já temos Terça 1Coríntios 13.1-13
Leituras Diárias

aprendido, ninguém é salvo para o Quarta Romanos 14.1-12


nada, para o vazio. Somos salvos Quinta Romanos 14.13-23
para Deus, para seus propósitos, e
Sexta Mateus 12.33-37
o cristão, convicto de sua fé, há de
Sábado 1Pedro 4.1-19
querer cumprir a vontade do Pai
Domingo Mateus 5.1-12
(cf. Jo 15.14). Somos salvos, então,

55
Data do Estudo

Licao 8
Texto Bíblico: 1Timóteo 6.3-10
Texto áureo: 1Timóteo 6.7,8

A família e a febre do
consumismo

O
que é consumismo? A palavra Sabemos que esta é uma febre
é um neologismo ainda não mortal que acomete a sociedade
de todo assimilado pelos moderna e a joga sobre o leito da
lexicólogos. Vem de consumo. gastança. Tanto que nossa sociedade
Mas um consumo compulsivo, um já foi devidamente catalogada como
gasto desmesurado, aplicando- “sociedade de consumo”. Mas, por
se as riquezas na satisfação das que ela nos escraviza? Por uma razão
necessidades pessoais. Consumismo, muito simples: nossos olhos se deixam
então, é a gastança descontrolada, levar pela aparência e somos muito
quase doentia, a que estão sujeitos susceptíveis às novidades. Além disso,
os indivíduos que se deixam engodar há um sentimento perverso que nos
por uma sociedade voltada para a corrói: a inveja. Se utilizamos um
produção e a comercialização do que bem material para satisfação das
se produz, sob a intermediação de um necessidades econômicas próprias,
instrumento, que pode ser altamente e o fazemos descontroladamente, e
nocivo, chamado marketing. se compramos para o gasto próprio

56
de maneira abusiva e obcecada, mais voltar a incorrer no erro. Caso
então já fomos mordidos pelo agente contrário, aos poucos, o indivíduo vai
transmissor dessa febre. O difícil é sair entrando numa consumpção terrível,
dela; curar a doença! em que ao consumir, é consumido;
ao gastar, se gasta e se desgasta. A
pessoa consumptível é aquela que
O consumo como “deus” destes entra num processo de definhamento
tempos mercadológicos gradual, porém lento, em que seu
A complexidade dos tempos organismo vai se desintegrando. O
modernos, no que diz respeito consumidor voraz pode atrair sobre
ao consumo, é tamanha que não si este tipo de consumptibilidade na
podemos nos descuidar do que ocorre forma de doença psicossomática,
à nossa volta. O “deus-consumo” à medida que perde o controle da
arregimenta uma legião de fiéis, que situação.
diariamente acorrem aos seus templos O “deus-consumo” é insaciável.
para piedosa e dispendiosa devoção. Nunca está satisfeito. Mais ainda,
Se a nossa cultura industrializada não se contenta com pouco, ao
depende dos consumidores para contrário, quanto mais alimentado
subsistir, muitos dos cidadãos tornam- é, mais tem sua fome aumentada.
se fanáticos nesta empreitada. O É cruel e implacável. Quer sempre
problema do consumo não é o fato tornar seus súditos e fiéis cada vez
em si, mas o excesso, o consumo do mais dependentes dele. Cuidado! Há
descartável, indevido, desnecessário, muitos que não tiveram volta neste
descontrolado. caminho tortuoso.
A própria sociedade se incumbiu de
preparar as arapucas mercadológicas
para aprisionar o consumidor
Os shopping-centers como templos
inveterado: cartões de crédito, desse novo culto
cheques pré-datados, crediários, além O culto ao consumismo tem como
dos famosos caderninhos de balcão. ponta de lança a superficialidade
Somem-se a isto as facilidades: da vida moderna em que o “ter”
comprar sem dinheiro, pagar depois, se sobressai ao “ser”; em que a
parcelar, dividir em inúmeras vezes, aparência conta mais ponto do que
a perder de vista... Crédito pré- a essência; em que se valorizam
aprovado, facilidades etc. Comprar, mais os valores da estética do
consumir, gastar... Quem, pelo menos que da ética; em que se está mais
uma vez na vida, não caiu nesta interessado no invólucro do que no
armadilha? O importante é, quando conteúdo, na casca do que na polpa.
se cai, aprender logo a lição para não Vivemos a agonia de várias gerações

57
que valorizaram o corpo mais que de sua predileção seja por força de
o espírito. E, como consequência, atração e sedução da mídia, seja por
vivemos num mundo de futilidades e influência do grupo, do meio social,
transgressões. das circunstâncias mais próximas.
Lembremo-nos da situação O estrangulamento da qualidade
degradante por que passou Saul, de vida e o aniquilamento dos
o primeiro rei de Israel. Depois de relacionamentos humanos como
ter sido ungido rei sobre o povo, forma agregadora de emoções,
desobedeceu às ordens expressas de sentimentos, experiências,
Samuel, o sacerdote, contrariando compartilhamento, tudo visando ao
a vontade de Deus e colocando a crescimento do indivíduo como um ser
culpa no povo e acrescentando que holístico é a marca deste tempo. Para
o motivo era nobre como se os fins atender a demanda do consumismo,
justificassem os meios (1Sm 15.1- foram erigidos verdadeiros templos,
31). Na sequência, quando ocorre a catedrais modernas, para onde afluem
escolha do novo rei, dentre os filhos os fiéis a cada dia. São os shopping-
de Jessé, ao deparar-se com Eliabe centers. Suas portas estão sempre
e com ele ficar impressionado, Deus abertas, os apelos à epiderme são
disse para Samuel: “Não atentes grandes: sentir, ver, tocar, saborear,
para a sua aparência, nem para a sua vestir, curtir. O cristão precisa estar
altura, pois eu o rejeitei. O Senhor atento quanto às formas avassaladoras
não vê como vê o homem. O homem com que o Diabo tenta seduzir-nos,
olha para o que está diante dos olhos, dentro de sua estratégia de atrair a
porém o Senhor olha para o coração” vista, despertar desejo, aninhar-se no
(1Sm 16.7). Deus vai mais além da coração, maquiar a razão e promover
superfície. Ele nos conhece por dentro. corrupção.
E como está o nosso “eu” interior?
Nunca se viu tanta gente vazia.
Vazia de amor, de afeto, de respeito Cada um deve viver como Deus quer
próprio. Vazia de Deus. Esse niilismo Se cada crente tiver consciência da
é algo extremamente prejudicial à crueldade que promove a sociedade
vida em sociedade, pois vem a ser de consumo em que um pode ter
um posicionamento ético-teológico algo, outro não; uma criança possui
que prescinde de Deus, ao incorporar tal ou qual brinquedo, enquanto outra
uma descrença absoluta. O indivíduo sofre ao vê-la brincando sem sequer
que se deixou amordaçar pelo poder sonhar em um dia possuir um
consumismo, passa a ter uma visão exemplar; filhinhos de papai desfilam
materialista e utilitarista da vida, em roupas de grife e carros luxuosos,
desejando a qualquer custo os objetos enquanto uma multidão se apinha

58
em conduções coletivas, vestindo o 1ª) A família deve buscar as coisas que
roupão diário, então seremos mais são de Deus prioritariamente - É isto
atenciosos com relação ao valor da que nos exorta Paulo com propriedade:
vida. “A vida de um homem não “Portanto, se fostes ressuscitados com
consiste na abundância dos bens que Cristo, buscai as coisas que são de cima,
ele possui”, é o que Jesus asseverou onde Cristo está assentado à destra de
(Lc 12.15). Assim, precisamos aprender Deus” (Cl 3.1).
a viver sobriamente, com temperança, 2ª) A família deve reconhecer que
optando por um estilo de vida simples, o necessário nunca lhe faltará - O
sem ostentação, sabendo honrar salmista diz: “Nunca vi desamparado
aquele que nos chamou e que há de o justo, nem a sua descendência a
ser fiel a nós, mesmo que sejamos mendigar o pão” (Sl 37.25). Nenhum
infiéis. crente sincero deve temer por sua
A Bíblia nos dá o exemplo de vida.
Paulo, que sabia se contentar com 3ª) A família deve ter consciência
o que tinha. Ele sabia que em de que nada trouxe e nada levará
qualquer situação podia contar com deste mundo - Se “nada trouxemos
a presença e proteção divinas (Fp para este mundo, e nada podemos
4.11). Por isso podia afirmar: “Sei levar dele” como afirma Paulo, viver
passar necessidade, e também sei obcecadamente querendo ficar rico
ter abundância. Em toda maneira, e pode levar-nos ao desvio de Deus
em todas as coisas aprendi tanto a e à ruína, se colocarmos o amor no
ter fartura, como a ter fome, tanto dinheiro (1Tm 6.7-10).
a ter abundância, como a padecer 4ª) A família deve confiar em Deus,
necessidade” (Fp 4.12). Jeová-Jireh - Com certeza, vivendo
Encontramos, também, na Bíblia a pela fé, como deve ser a vida do
exortação no sentido de seguirmos o cristão, seremos assistidos por Deus,
exemplo deixado pelos servos de Deus, em cada circunstância, pois ele é
acreditando sempre em sua proteção: o Deus provedor, como descobriu
“Seja a vossa vida sem avareza, Abraão no Monte Moriá (Gn 22.1-14).
contentando-vos com o que tendes,
pois ele mesmo disse: Não te deixarei, Segunda 1Timóteo 6.3-10
nem te desampararei” (Hb 13.5) Terça 1Samuel 16.7
Leituras Diárias

Quarta Mateus 22.15-22


Quinta 1Coríntios 2.9
Aplicações para a vida
Sexta 2Timóteo 1.6-18
Algumas verdades bíblicas que nos
Sábado 2Coríntios 12.9
ajudarão a enfrentar a sociedade de
Domingo Lucas 12.13-21
consumo em que vivemos:

59
Data do Estudo

Licao 9
Texto Bíblico: Romanos 12.9-21
Texto áureo: Romanos 12.18

A família diante dos


problemas sociais

O
escritor paulistano Fernando As doenças sexualmente
Bonassi testemunhou: “Eu vivo transmissíveis
num bairro que tem ruído de
helicóptero. Deve ter gente que sobe Um dos problemas sociais de
no prédio, pega o helicóptero, desce nossos dias é a presença macabra das
na empresa e não pisa no chão. doenças sexualmente transmissíveis
Gente, que não vê a miséria porque em grande quantidade, como se
está sempre voando” (Ultimato, epidemia fosse, a assustar a nossa
nº 281, pág. 18). Aproveitando a população.
rica imagem do texto, talvez não Se a medicina conseguiu
haja muitos que estejam voando controlar e curar as populações de
literalmente, mas muitos há que risco (prostitutas, homossexuais e
não estão nem aí para a situação usuários) de doenças mais antigas,
deplorável de milhares de brasileiros conhecidas no passado como doenças
que estão em sub-condições de vida. venéreas: cancro, sífilis, blenorragia,
Vamos procurar analisar neste entre outras, a AIDS (Síndrome da
estudo algumas destas questões Imuno-Deficiência Adquirida) é o
sociais incômodas e deixaremos fantasma que persegue o mundo
outras para os estudos seguintes, em contemporâneo. São milhões de
que teremos mais espaço para nos indivíduos infectados e o Brasil está na
aprofundar. dianteira dos contaminados.

60
A igreja precisa alertar os seus problema e o amparo de crianças
jovens e adolescentes quanto ao atingidas pela questão (Lv 18.6-21; Mt
problema; condenar a apologia da 19.14).
camisinha como alternativa para
sexo seguro; e, sim, proclamar o
casamento como visão de Deus para o A gravidez na adolescência
exercício de uma sexualidade sadia e Sobrinha rebelde da licenciosidade
responsável (Lv 18.22-30; Hb 13.4; Ap social, a gravidez na adolescência
21.8; 1Tm 3.2; 5.22). atingiu índices alarmantes no país.
Cada vez em maior quantidade e,
cada vez mais cedo, os adolescentes
O abuso sexual infantil iniciam a sua vida sexual. Tudo isto é
Filho caçula da libertinagem fruto de uma sociedade permissiva,
que se vive em nossos dias, o mas também da ampla divulgação
abuso sexual infantil é outro grave que a mídia faz da sensualidade, da
problema de nossa sociedade. lascívia, com exposição frequente
Mais presente do que se supunha, de corpos desnudos em horários
e mais cruel do que se imagina, o comerciais na tevê e apelos sutis à
abuso sexual infantil é monstruoso sensualidade por intermédio das
a partir do momento em que se músicas, danças, programas de
tem, nas vítimas, indefesas crianças, auditório, novelas e até mesmo nos
que ainda não aprenderam a dizer horários diurnos, ditos infantis. É mais
não para os adultos. E o pior, está ou menos assim que funciona a moral
comprovado que o abuso sexual secular: Deixe sua filha e seu filho à
infantil, de meninas e meninos, vontade na escolha de sua sexualidade
parte, em sua maioria, de familiares e, depois, qualquer problema, ligue
das vítimas ou de pessoas com para o Disque Denúncia.
quem elas convivem (amigos, A igreja deve precaver-se do
vizinhos). problema, mesmo porque nossos pré-
E, infelizmente, para gáudio de adolescentes e adolescentes são seres
Satanás, o tema já é recorrente no sexuados, vivem neste tempo e são
meio evangélico, demandando até bombardeados diuturnamente com as
estudos por parte do CPPC (Corpo mesmas mensagens que provocam no
de Psiquiatras e Psicólogos Cristãos). não crente a curiosidade e o interesse
Precisamos estar alertas quanto ao pela iniciação sexual. A pregação
tema, os pais preservando seus filhos da castidade, da preservação para o
de tais monstruosidades e a igreja casamento deve continuar sendo de
contribuindo de alguma forma para forte apelo em nossas igrejas.
a conscientização populacional do

61
O desemprego preciso, porém, definir a questão.
O desemprego é outra questão que Como disse César G. Victora,
assola o país. Desde as novas ideias consultor da Organização Mundial
da globalização, com a pregação da Saúde: “Não se pode confundir
do neoliberalismo, a terceirização pobreza com desnutrição e com
nas indústrias como recurso para fome. Fome é rara, desnutrição é
contenção de despesas – e o Brasil intermediária e pobreza é comum”
experimentou isto a partir de meados (Ultimato, nº 282, pág. 14).
da década de 80 – que o índice de No Brasil há os três níveis de
desemprego no país só fez crescer. situação. Não vivemos no país uma
Muitos funcionários de estatais foram fome alarmante como em certos
estimulados a ingressar no PDV países da África, mas não podemos
(Programa de Dispensa Voluntário) negar que ela está presente em certos
e, em assim fazendo, reuniram suas nichos localizados. Já a desnutrição é
economias de anos para aplicá- mais perceptível e a pobreza nem se
las num negócio próprio. Houve fala.
um crescimento do comércio, mas A pobreza no Brasil é algo
muitas destas micro-empresas, estarrecedor. Ela é decorrente da má
como o Sebrae mesmo atesta, não distribuição de renda nacional. De que
tiveram vida útil de mais de um adianta ter um PIB considerado dos
ano, mergulhando muita gente no maiores do mundo se esta riqueza
desespero. não é compartilhada pelos que estão
O desemprego tem sido apontado na base da pirâmide social? A igreja
como uma das causas do crescimento precisa se voltar para esta realidade
da marginalidade nos grandes social difícil e procurar assistir os
centros brasileiros. Não tendo de desvalidos deste mundo.
onde extrair sua fonte de sustento,
muitos pais desesperados afundam-
se na marginalidade para sobreviver. A violência urbana
O desemprego é cruel, pois leva ao Situação social aflitiva é a vivida nos
endividamento e atiça o desespero. grandes centros urbanos, onde já não
se pode mais ter as janelas da casa
abertas, circular com tranquilidade
A fome e a miséria pelas ruas e estar-se de maneira
A presença da fome e da miséria descontraída com os vizinhos. A vida
no Brasil também é de assustar. se tornou árida para muita gente,
Principalmente nas áreas faveladas desde que se instaurou um clima de
das grandes cidades e nos bolsões banditismo nas cidades brasileiras.
de pobreza do Norte e Nordeste. É Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e

62
Belo Horizonte são as cidades onde protegê-los das investidas satânicas.
esta realidade se instalou de forma A melhor forma de filtrar a influência
abusiva. A qualquer momento pode- negativa do mundo é exercer a
se ser alvo de uma bala perdida e ter a influência positiva do evangelho
vida ceifada. dentro de casa. Um boa convivência,
A violência, porém, divide- com diálogo, respeito, consideração
se em subespécies: os assaltos, e amor em muito contribui para o
roubos, pequenos furtos, invasão enfrentamento deste mundo perverso.
de residências, sequestros, brigas 2ª) A família precisa saber lidar
de trânsito, propinas obrigatórias, com o instinto de preservação da
extorsões nos sinais de trânsito espécie - Muitos pais pecam por
(“flanelinhas”, “trombadinhas”, não disciplinarem corretamente seus
mendigos e derivados), achaques filhos, passarem panos quentes sobre
nas repartições públicas, entre outras seus erros e até mesmo darem mau
formas de violência que se vive hoje. exemplo dentro de casa. Quando
Como cristãos somos pregoeiros da acobertam os erros dos filhos estão
paz. Não podemos de forma alguma estragando suas vidas. O ridículo
ser coniventes com esta onda de da defesa dos próprios interesses
criminalidade e, muito menos, de em oposição ao que seria o ideal
alguma forma, contribuir para o seu divino (1Co 13.5), é que na ânsia
incremento. Sigamos a recomendação de proteger, tornam vulnerável; de
bíblica de, no que depender de ajudar, atrapalham; de consertar,
nós, estarmos em paz com todos os estragam. Pais estragam seus filhos
homens (Rm 12.18; Rm 8.6; Rm 14.19; quando encobrem seus erros e os
1Co 7.15; 2Co 13.11). superprotegem como se fossem
bibelôs delicados, que podem
quebrar-se a qualquer momento.
Aplicações para a vida Quando agem assim, por paradoxal
Vamos concluir nosso estudo, que possa parecer, é evidência de falta
mostrando de que maneira podemos de amor.
contribuir como igreja para amenizar
os problemas sociais de nosso país. Segunda Hebreus 13.4
1ª) A família precisa estar precavida Terça Levítico 18.6-21
Leituras Diárias

contra os males deste mundo - Quarta Levítico 18.22-30


Não podemos ser ingênuos ou Quinta Mateus 19.13-15
irresponsáveis a ponto de acharmos Mateus 6.1-4
Sexta
que nada disso tem a ver conosco. Mateus 25.31-46
Sábado
Somos responsáveis por nossos
Domingo Romanos 12.9-21
familiares e precisamos alertá-los e

63
Data do Estudo

Licao 10
Texto Bíblico: 2Coríntios 6.11-7.4
Texto áureo: 1Timóteo 2.5

A família e os movimentos
religiosos contemporâneos

O
poder da mídia se expandiu sobre o que melhor lhe interessa na
de uma forma avassaladora na prateleira do supermercado da fé – é
segunda metade do Século XX e o que se chama de “sociedade plural”
tornou-se o grande instrumento das – e temos os ingredientes necessários
seitas e religiões diversas para divulgar para provocar inquietação, dúvidas e
suas doutrinas e práticas. Dessa incertezas.
forma, a população e os crentes de Assim sendo, o indivíduo crente,
modo geral passaram a receber uma que no passado recebia influência
gama enorme de informação religiosa apenas da liderança de sua igreja
que antes só tinham acesso de “ficar local, quando muito, por meio da
sabendo” por alguém. participação em algum congresso
Some-se a isso a própria filosofia denominacional, hoje é “pastoreado”
existencialista, que demarca a por várias fontes e diversos líderes:
sociedade moderna, em que um leque rádio, tevê, fitas, vídeos etc., o
de opções se apresenta aos indivíduos que contribui em muito para a
que passam a poder fazer a escolha desorganização da identidade

64
eclesiástica, a crença em heresias mudou seu comportamento litúrgico,
como se fora verdade e outros males. mas continua insistindo em aspectos
Esta multiplicidade de influência que que os verdadeiros evangélicos
é bombardeada sobre o crente todo condenam, tais como idolatria e culto
dia, nesta geração, inquieta a todos os a Maria.
que buscam uma religiosidade sadia,
séria, calcada nas Escrituras Sagradas.
Vamos analisar as várias correntes de Os movimentos religiosos espíritas
movimentos religiosos que afetam o A outra influência que queremos
povo de Deus em nossos dias. analisar é a que vem das seitas
espíritas. Este segmento religioso é
muito forte no Brasil, onde encontrou
Os movimentos religiosos católicos no catolicismo um aliado importante
Até bem pouco tempo atrás a para desenvolver-se. Muitos brasileiros
influência católica era proveniente que se dizem católicos são assíduos
de suas lutas de classes, seu frequentadores de terreiros de
envolvimento com o operariado, fruto macumba e centros espíritas. Este
das “comunidades eclesiais de base” e sincretismo religioso encontrado
sua adesão à Teologia da Libertação. em larga escala no país é nocivo
Os tempos passaram e este enfoque a qualquer religião que se preze e
mudou. Mas do catolicismo tradicional revelador do afastamento do homem
podia-se perceber a insistência no de Deus.
culto de imagens, idolatria, condenada Mas a influência espírita está
pela Bíblia (Êx 20.1-5; Sl 115.1-18), a presente não só nas religiões de
veneração a Maria como mediadora origem afro (candomblé, umbanda)
(1Tm 2.5), o atrelamento da salvação mas também no kardecismo, esta
à participação na igreja (At.4.12); falácia filosófico-religiosa, que
tudo isto, ferindo frontalmente as engoda milhares de brasileiros com
recomendações bíblicas conforme a sua pretensão de ter resposta para
demonstrado pelos textos bíblicos. tudo. Além disso, está presente
Hoje, a RCC, Renovação Carismática em instituições que se apresentam
Católica, é a maior fonte de influência de maneira simpática, como a LBV
negativa sobre os cristãos sinceros, (Legião da Boa Vontade), mas que
a partir do momento em que uma não passam de artifícios satânicos
ala do catolicismo vestiu esta capa para fazer desaparecer o valor da cruz
evangélica e procura conquistar de Cristo.
adeptos incautos entre a comunidade Entretanto o que precisamos
evangélica. O problema maior é combater é o uso da caridade, boas
que este tipo de catolicismo da RCC obras, como forma de se comprar a

65
salvação, contrapondo-se ao sacrifício Os movimentos religiosos orientais
vicário de Cristo e a afirmação de Além do budismo, que tem crescido
que “a salvação é pela graça e não muito no mundo ocidental, inclusive
por obras” (cf. Ef 2,8,9). Além no Brasil, com monges e mosteiros
disso, precisamos combater a crença de origem tibetana instalados no
na suposta reencarnação da alma país, os movimentos orientais são
como uma segunda chance para o facilmente perceptíveis em seitas
indivíduo, que voltará tantas vezes à como Perfect Liberty, Seicho-no-iê e
Terra quantas forem necessárias para Igreja Messiânica.
a sua purificação. A Bíblia condena tal Destas, a mais nociva é a Igreja
crença (Hb 9.27). Messiânica, visto que muitos
evangélicos a têm confundido com
uma denominação cristã – por causa
Os movimentos religiosos místicos do nome –, sem saber que este
Na linha da influência espiritista, “messias” não é Jesus Cristo, mas o
vimos surgir outros movimentos que fundador da seita, um japonês, que
querem se identificar como sendo publica uma revista mensal, com
espiritualistas, mas que não passam artigos vários para doutrinar seus fiéis
de “farinha do mesmo saco”. Dentro e atrair novos adeptos. Trata-se de
destes movimentos podemos alistar uma religião do corpo e da mente.
a New Age (Nova Era), o Santo A ideia é alcançar satisfação pessoal
Daime, além de diversas comunidades por intermédio de orações ritualistas,
esotéricas, que se estabeleceram nos que têm a finalidade de apaziguar o
interiores destes brasis de Deus. coração.
Estes movimentos, principalmente
a New Age, possuem forte conotação
ecológica, ressuscitando o velho Os movimentos religiosos
panteísmo, a crença na presença pentecostais e neopentecostais
imanente de Deus em todas as Este foi o segmento que mais
coisas. Esta identificação de Deus cresceu no evangelicalismo brasileiro.
com o mundo presente, como se a Durante a segunda metade do
matéria pudesse comportar Deus, é Século XX (pentecostal) e a partir
algo nocivo, pois descaracteriza os da década de 80 (neopentecostal).
atributos mais caros de Deus, como Porém crescimento não é sinônimo de
onipresença, onisciência, onipotência, aprovação divina e de conformidade
entre outros, como amor, eternidade, com a Palavra. O problema básico que
perfeição. se vê no pentecostalismo é a chamada
“segunda bênção”, uma crença em que

66
a experiência de aceitação de Cristo de coração, evitaremos o risco da
não é o bastante. Faz-se necessária queda nas armadilhas dos movimentos
uma segunda experiência, que seria religiosos contemporâneos.
o batismo com o Espírito Santo; e sua 1ª) A família, pela Bíblia, deve
evidência exterior, o falar em línguas. examinar tudo e reter o que é bom –
Já entre as seitas neopentecostais, Precisamos, também, como famílias
a questão é mais séria. Este cristãs, aprender a exercer uma
desdobramento do pentecostalismo consciência crítica sobre tudo o que está
gerou uma série de distorções muito ao nosso redor, à semelhança da atitude
distantes do cristianismo primitivo. dos bereanos, que examinavam tudo
Igrejas, como Comunidade Sara a Nossa para saber se estava escrituristicamente
Terra, Universal do Reino de Deus, correto (At 17.11); e pôr a prova todas
Internacional da Graça, Renascer em as coisas, retendo o que for bom, como
Cristo, Batista da Lagoinha, Palavra da recomendou Paulo (1Ts 5.21).
Fé, entre outras, deixaram-se tomar 2ª) A família, pela Bíblia, deve ter
por influências americanas de tele- cuidado com os ventos de doutrina
evangelistas; e importaram a teologia - Não é de hoje que novos ventos de
da prosperidade, a confissão positiva, doutrina destelham casas por aí. A
um psicologismo fácil com regressão, família cristã precisa se fortalecer
quebra de maldição, espíritos territoriais para não ser levada como “meninos
e outras besteiras que possuem toda a inconstantes”, “ao redor, por todo
característica de magismo e macumbaria vento de doutrina” (Ef 4.14).
e representam um apego demasiado 3ª) A família, pela Bíblia, deve seguir
às coisas terrenas, aos prazeres desta a sã doutrina - Existem homens que
vida, e pouco interesse nas realidades são contrários à “sã doutrina” (1Tm
verdadeiramente espirituais. 1.10). A família cristã deve permanecer
firme na “doutrina dos apóstolos” (At
2.42), à semelhança dos crentes do
Aplicações para a vida primeiro século, e viver o evangelho
Vamos concluir este estudo, com integridade.
procurando entender que precisamos
nos precaver e proteger nossas Segunda Êxodo 20.1-5
famílias destas influências nocivas Terça Salmo 115.1-18
Leituras Diárias

provenientes de religiosidades que Quarta 1Timóteo 2.5


até se identificam como cristãs, mas Quinta Efésios 2.8,9
que estão muito longe de o serem.
Sexta Hebreus 9.27
A melhor maneira de fazê-lo é tomar
Sábado Mateus 24.29-41
o caminho do biblicamente correto.
Domingo 2Coríntios 6.11-7.4
Se seguirmos a Bíblia com inteireza

67
Data do Estudo

Licao 11
Texto Bíblico: Romanos 8.31-39
Texto áureo: Romanos 8.37

Como vencer tudo isto?

O
lhando ao redor, talvez muitos fomos civilizados. Queremos governar,
de nós concluamos que a vida mas ainda não nos submetemos
está muito difícil. E difícil para totalmente ao senhorio de Cristo. E
todo mundo. Os que são otimistas, enquanto isto não ocorrer, a igreja
não por conta de qualquer sentimento continuará apequenada; sofrendo do
sem base, mas por conta da esperança mal de estar perto e não conseguir
cristã que foi plantada em seus chegar. O que fazer? Como vencer
corações, hão de olhar para as tudo isto?
dificuldades e ver nelas oportunidades Vamos procurar mostrar alguns
de crescimento. Isso é bom. Enquanto desafios que se apresentam para a
houver esperança, haverá sonhos; igreja de Cristo no alvorecer deste
e enquanto houver sonhos, haverá novo século. Mais que isto: de que
chance de mudar o real. forma a família pode representar e
Muitos veem nos evangélicos a refletir estes anseios mais caros do
solução para o país. Mas, para que evangelho e que precisam ser vividos
os evangélicos ocupem o seu lugar para serem passados como herança às
no Brasil e no mundo, é preciso que gerações vindouras? Esta é a pergunta
Jesus ocupe o seu lugar na vida e no central que vamos procurar responder
coração dos evangélicos. Queremos neste estudo.
conquistar o mundo, mas ainda não

68
O desafio da compreensão de seu desgaste das filas de banco; a dor da
lugar no mundo perda de um ente querido; as derrotas
do Fluminense; o cansaço de um dia
Que papel deve desempenhar uma fastiento; as inseguranças de um filho;
família cristã hoje? De que forma as doenças de um familiar e muito
esta família pode ser significativa mais.
para a sociedade em que vive? O que Ser família, para nós, iclui todos
será que os outros, os não cristãos, os componentes naturais de uma
esperam das famílias cristãs? Estas família moderna que precisa acordar
são perguntas de grande relevo, cedo para o trabalho ou a escola,
visto que nos levam a refletir sobre a que precisa ser responsável e ter o
participação que devemos ter como seu ganha-pão, que precisa se imbuir
famílias cristãs em nossos dias. E o de esperança, coragem e forças para
que Deus espera de nós? Vivemos o enfrentar todas as vicissitudes da
eterno conflito do “estar no mundo vida. Nada foge à regra da existência
sem ser do mundo” (Jo 15.19). Isto comum debaixo desse sol que
nos aponta dois aspectos básicos continua sempre o mesmo: a brilhar
que precisam ser experienciados com e a aquentar maus e bons desde a
sabedoria: fundação dos tempos (Ec 1.9; Mt
1º) Somos família como qualquer 5.45).
outra. Ou seja, somos uma família 2º) Somos família de uma forma
normal. Temos direito de nos diferente. Quer dizer, não dá para
angustiar, quando alguma coisa anunciar que somos salvos, que temos
nos aflige; chorar, quando estamos a Cristo como nosso Salvador pessoal,
entristecidos; sorrir, quando há e não mostrar para o mundo, e para
alegria; divertir-nos, quando há a vizinhança de forma especial, a
motivo para isso. nova vida em Cristo. É preciso que
Vivemos a experiência da vida nossa vivência familiar na rua em
dentro dos parâmetros normais da que moramos e no bairro de nossa
humanidade que em nós ainda fala residência demonstre alguma coisa
alto, e por isso amamos, cantamos, diferente, que é exatamente esta
gritamos, corremos, saltamos, nos presença restauradora de Cristo em
cansamos, comemos, bebemos e nós.
dormimos. Seremos famílias normais, mas
Somos o que somos nos louvores famílias que se pautam por um
ou nos folguedos; nas ambições ou diferencial: o reinado de Cristo
nos fracassos; nas conquistas ou sobre nossas vidas; famílias em
nas esperas. Enfrentamos as filas do que há lutas e dificuldades; mas há
INSS; o aperto do salário pequeno; o força de vontade, há comunhão, há

69
harmonia, há desejo de superação, ver!); o cigarro e derivados; qualquer
há expectativas, tudo isso a partir da espécie de droga; as jogatinas, sejam
atuação vitoriosa de Deus em nossas elas legalizadas (Baú da Felicidade,
vidas. raspadinhas, loto, loteria, loteca,
As pessoas lá fora, quando têm lotomania etc.) sejam clandestinas
problemas, enchem a cara de cachaça, (nem tanto: jogo do bicho, bingos,
se drogam, se prostituem e tornam cassinos, máquinas caça-níqueis); os
suas vidas mais caóticas ainda. Nós, bailes, as danças e similares. E todo
pela presença do Espírito de Deus, comportamento inadequado para
enfrentamos as crises familiares com o cristão, que menospreze sua fé e
joelhos no chão, em oração; com embote a atuação de seu Deus.
dependência de Deus, em submissão Permanecer nos valores do amor,
à sua vontade. da graça, da misericórdia, da piedade,
Temos este grande desafio de da justiça e de tantas outras virtudes
compreender o nosso papel como como exemplificadas no “fruto do
famílias cristãs, vivermos o evangelho Espírito” (Gl 5.22,23), deve ser o
condignamente e ser sal e luz para objetivo da família cristã que quer
aqueles que precisam do nosso vencer este mundo presente.
testemunho para se encontrar com
Deus.
O desafio da busca de
O desafio da manutenção de valores relacionamentos conforme a
Outro desafio para a família cristã,
vontade de Deus
que nos levará a ser mais do que A família cristã também vence os
vencedores sobre os problemas problemas do mundo moderno com
deste mundo (Rm 8.31-39), é a um padrão de relacionamento, seja
manutenção dos valores cristãos. conjugal (marido e mulher), filial (pais
Também, neste ponto, poderemos e filhos), fraternal (irmãos em Cristo)
ser tidos como “esquisitões” pelos lá e vivencial (vizinhança e colegas
de fora; tachados de “extraterrestres diversos) vivendo-o em moldes
espirituais” ou alcunhas semelhantes, superiores aos demonstrados por
mas disso não poderemos escapar e aqueles que não têm o temor de Deus
isto não devemos temer. (Mt 5.20).
É de bom tom que a igreja, mesmo Como conseguir isto? Por
em pleno Século XXI, continue a intermédio da experiência de fé e
condenar o uso de bebidas alcoólicas dependência de Deus. Para tanto,
(a bebida mata mais que as outras precisa-se cultivar o sadio hábito da
drogas e a sociedade finge não comunhão na Palavra, diariamente,

70
no lar. Ler a Bíblia e orar todos os a vossa luz diante dos homens, para
dias com as crianças e todos da casa que vejam as vossas boas obras, e
constrói valores e molda o caráter de glorifiquem a vosso Pai, que está nos
uma forma que só podemos aquilatar céus” (Mt 5.16).
quando nos tornamos adultos. 1ª) A família precisa resplandecer
O relacionamento de um casal a luz de Cristo - Cada crente precisa
crente há de ser na base do amor, entender que não tem luz própria, é
da espiritualidade, da compreensão, planeta, não estrela, portanto, precisa
do diálogo, do carinho, do refletir a luz de Cristo. Só ela nos
respeito mútuo e da aceitação da garante qualidade de vida.
humanidade de um e de outro. 2ª) A família precisa mostrar
Quando um casal procura ajustar-se, qualidade dentro e fora do lar - O
entendendo-se e fortalecendo-se resplandecimento da família cristã é
mutuamente, fica mais fácil enfrentar para dentro e para fora. É diante dos
as lutas da vida. homens, que nos observam como
Da mesma forma, o relacionamento somos em casa e como somos fora de
com os filhos há de ser respeitoso, casa.
ordeiro, amoroso, altruísta e pleno 3ª) A família precisa evidenciar
de espiritualidade. A harmonia do lar obras espirituais - Se não tivermos
precisa ser sentida em cada instante, boas obras para mostrar, por onde
desde os momentos mais difíceis andará a nossa fé? Como disse Tiago,
até aqueles em que se desfrute de “a fé sem obras é morta” (Tg 2.17).
abundância. 4ª) A família precisa entender que
Devem, também, os membros tudo o que fizer será para a glória
da família cristã procurar manter-se do Pai - A humildade é uma das mais
firmes na busca de dar testemunho nobres virtudes cristãs. A família
vivo da presença de Cristo em suas precisa desenvolvê-la e saber que tudo
vidas. A boa convivência com os o que fizer na demonstração da luz de
outros; o relacionamento amistoso Cristo será para a glória de Deus e não
com a vizinhança, respeitando-se para a vanglória humana.
as regras do bom viver; tudo isto
contribuirá para a conquista de um Segunda João 15.12-19
mundo melhor. Terça Romanos 8.31-39
Leituras Diárias

Quarta 1Coríntios 2.1-16


Quinta Gálatas 5.16-26
Aplicações para a vida
Sexta Mateus 5.13-16
Vamos focar esta afirmação de Jesus
Sábado Tiago 2.14-26
para encerrar o estudo, aplicando-o
Domingo Mateus 5.38-48
em nosso viver: “Assim resplandeça

71
Data do Estudo

Licao 12
Texto Bíblico: Romanos 12.1-21
Texto áureo: Romanos 12.11

Oportunidades para a família


no mundo de hoje

S
egundo o secretário-geral da fatores, que se tornarão, ao longo da
Organização das Nações Unidas caminhada, impeditivos de progresso
(ONU), Kofi Annan, “nascer na e desenvolvimento para muitos.
cidade ou no campo, crescer com Os dados do Censo Demográfico
alguma deficiência, ser menino ou de 2000, apresentados pelo IBGE,
menina, ser branco ou indígena, nos dão conta de que 27,4 milhões
viver no Sul ou no Nordeste; todos de crianças e adolescentes brasileiros
esses fatores ainda determinam no vivem em domicílios com renda
Brasil o acesso de crianças e jovens familiar per capita de até 1/2 salário
a serviços de saúde e de educação” mínimo. Esta é outra evidência de
(O Globo, Caderno Razão Social, que as limitações socioeconômicas
julho 2003 - p.6). Isto significa que podem frear as esperanças de
nem todos os brasileiros terão as muitos, que serão cerceados em seus
mesmas oportunidades na vida; sonhos por conta de evasão escolar,
que estas oportunidades estão trabalho precoce, falta de renda
condicionadas por uma série de mínima, subnutrição, falta de acesso

72
aos bens culturais, entre outros estar esquecidos. Se no passado o
fatores. crente alimentou certos estereótipos,
Mas, e a família cristã? Como ela que lamentamos, hoje precisamos ser
pode agir e reagir diante deste contexto? responsáveis na construção de uma
Ela também sofre destes males? Existe vida cristã autêntica. Nós mesmos
algum diferencial que coloque a família somos os culpados por termos
cristã em situação mais privilegiada? “vendido” a imagem que temos para
Com certeza a família cristã desfruta os de fora. Ou quem será que ensinou
de privilégios diferenciadores, que a aos incrédulos que crente era assim,
podem tornar mais do que vencedora não fazia isto, não participava daquilo,
e representar esperança para este etc.? Fomos nós mesmos!
mundo perdido. Vamos estudar as Mas, se temos de lutar para abolir
oportunidades que a família cristã tem e certos estereótipos desalentadores,
que ela não pode deixar escapar. por outro lado, há compromissos dos
quais não podemos abrir mão. Melhor
seria que o crente fosse identificado
A família cristã pode marcar pelo que ele faz e não pelo que ele
diferença não faz. Não fumar, não beber, não
Embora o evangelho no Brasil tenha ir a festas rave, punk ou funk, pode
se desenvolvido muito nas últimas ser importante do ponto de vista
décadas e, com o crescimento, a espiritual e de testemunho, mas não
população evangélica tenha invadido representa verdadeiramente a vida
os extratos mais altos da sociedade, cristã, pois há muitos não crentes
isto não pode nos fazer esquecer que são melhores do que nós nisto.
que milhões de nossos irmãos ainda É preciso marcar diferença pela
continuam nas classes “D” e “E” e, qualidade de vida: amorosa, dedicada,
como tais, ainda sofrem os percalços fiel, piedosa, conselheira, amiga,
de muitas necessidades. justa, transparente, ordeira. Os valores
A família cristã pode marcar positivos que pudermos mostrar serão
diferença para os “irmãos de fé”, nossa bandeira neste mundo caótico.
colocando em prática a recomendação
de Paulo: “Façamos bem a todos,
mas principalmente aos domésticos
A família cristã pode influenciar os
da fé” (Gl 6.10). Porém pode e deve vizinhos
marcar diferença para esta sociedade Esta vivência da espiritualidade sadia
“corrupta e perversa” em que começa em casa e continua entre os
estamos inseridos (Fp 2.15). vizinhos. Aqueles que convivem mais
Esta diferença engloba várias de perto conosco são as principais
circunstâncias de que não podemos testemunhas do que somos. Já se tem

73
dito que a casa é o melhor lugar para dos tropeços! Pois é inevitável que
se conhecer uma pessoa, tal como venham; mas ai do homem por quem
ela é. Em casa tiramos as máscaras; o tropeço vier! (Mt 18.7). O apóstolo
somos o que somos. Nossos filhos Paulo recomenda a tolerância com os
são testemunhas oculares de nossos fracos na fé, mas orienta no sentido
destemperos, omissões, sentimentos e de que não venhamos a “pôr tropeço
emoções. ou escândalo” ao nosso irmão (Rm
A família cristã precisa desenvolver 14.13).
uma qualidade de vida tal que a
vizinhança tenha prazer em nos ter
ali por perto. Sabe aquele vizinho A família cristã pode ser instrumento
inconveniente, perturbador, que da paz
todos almejam que ele consiga outro No mundo em que vivemos,
emprego, seja transferido, essas de tantas agressões gratuitas,
coisas, para mudar da rua? Pois é, este destemperos verbais, truculências
vizinho nunca pode ser um crente. e ódio, as famílias cristãs podem
Se existe um crente que se enquadre e devem ser identificadas como
nesta categoria ele está depondo portadoras da paz de Deus. Jesus
contra o evangelho da graça de Cristo disse: “Deixo-vos a paz, a minha paz
e está sendo motivo de impedimento vos dou” (Jo 14.27). Temos a paz de
à salvação de vidas. Temos de Cristo. Ele no-la deu. Saibamos vivê-
transformar o mundo e não tomar a la e espalhá-la por onde quer que
forma do mundo (Rm 12.1,2). andemos.
Costumamos perguntar aos crentes Esta paz de Cristo é inigualável,
de nossas igrejas quantas vidas eles insuperável. É algo de dentro
já levaram para Deus. Com alegria para fora; é algo do coração. As
vemos que muitos têm assumido este circunstâncias podem estar difíceis,
compromisso da evangelização e têm mas se temos a Deus, tudo vai bem.
encaminhado pessoas para os céus. Com ela, alcançamos as condições
Mas, e se perguntássemos o contrário: necessárias para superar os embates
quantas vidas deixaram de se aproximar da vida. Como receptáculo desta paz,
de Deus por sua causa? Quantos estão a família cristã precisa estar disposta
ainda perdidos no mundo por sua a contribuir para a melhoria da
culpa? Às vezes isso ocorre por causa qualidade de vida do mundo.
da nossa omissão na pregação do O que é o reino de Deus? Muita
evangelho; mas, muitas vezes, por conta gente se pergunta e filosofa! Mas
de nosso mau testemunho. é simples. Tão simples como três
Lembremo-nos da advertência palavras: justiça, paz e alegria. Tudo
de Jesus: “Ai do mundo, por causa no Espírito (Rm 14.17). O mundo verá

74
o reino de Deus neste mundo quando terrenais dos tempos de Noé, em
puder vislumbrar esta paz em nós, que “comiam, bebiam, casavam
mesmo em meio às dificuldades da e davam-se em casamento”,
vida. despreocupados da vida até que
A Bíblia afirma que o nosso Deus o dilúvio os consumiu (Lc 17.27);
não é Deus de confusão, mas de paz repete também o que ocorreu nos
(1Co 14.33). Assim sendo, o nosso tempos de Ló, quando o enxofre
compromisso é seguir, viver, espalhar os destruiu (Lc 17.28,29). Pela fé,
esta paz (Rm 12.18; 1Co 7.15; Hb vivendo em santidade e piedade,
12.14). Façamos a nossa parte na podemos servir de referencial e
pacificação do mundo. Vivamos em sustentáculo neste mundo até o dia
paz e façamos nossa casa, nossa rua, em que aprouver a Deus nos chamar.
nosso bairro e nossa cidade bem 2ª) A família cristã pode ajudar
melhores, porque nós existimos e a minorar a dor do mundo - É na
estamos lá para marcar esta diferença família que ensinamos que a vida
em Cristo Jesus, a nossa paz (Ef 2.14). não é algo que nos advém de forma
mágica. Existir e subsistir são frutos
de dedicação e trabalho. Cada coisa
Aplicações para a vida deve ser valorizada no tamanho e
Muitas oportunidades se na dimensão certa. A criança precisa
apresentam para a família cristã descobrir quanto custa cada objeto
nos dias de hoje. Cada uma deve e valorizar a mordomia cristã. Assim,
aproveitar ao máximo as que lhe ela também aprenderá que “amar ao
são possíveis e desenvolver aquelas próximo” é mais factível do que se
em que estão falhando para que a possa imaginar (Mt 5.43,44). Quando
presença do cristianismo no mundo, somos solidários e nos apresentamos
por meio de nossas vidas e famílias, a Deus para servir, podemos abençoar
seja cada vez mais significativa outras vidas que dependem dessa
neste mundo desesperançado. demonstração de carinho e amor do
Vamos avaliar mais algumas dessas povo de Deus.
oportunidades, lembrando que todas
elas, as já vistas e as que veremos Segunda Gálatas 6.1-18
nesta conclusão, precisam ser postas Terça Filipenses 2.1-11
Leituras Diárias

em prática já. Quarta Filipenses 2.12-18


1ª) A família cristã pode ser o Quinta Romanos 12.1-8
sustentáculo de um mundo sem Romanos 12.9-21
Sexta
Deus - Nossa sociedade se tornou
Sábado Mateus 18.7-11
materialista a tal ponto que repete
Domingo Romanos 14.1-23
em nossos dias os interesses

75
Data do Estudo

Licao 13
Texto Bíblico: Salmo 78.1-72
Texto áureo: Salmo 78.5,6

O futuro da família

Q
ual será o futuro da família? está atento ao que acontece em
Diante de tantas crises do mundo nossos dias e não se olvida nos seus
moderno, analisadas ao longo propósitos. Jesus diz que, nos tempos
destes estudos, parece que este futuro do fim, por causa dos escolhidos, os
é desalentador. Os que somos pais dias serão abreviados (Mt 24.22).
pensamos logo em nossos filhos. Que Como a igreja reagirá para proteger
tipo de sociedade eles vão herdar a família cristã? De que forma as
desta geração? Valerá a pena viver famílias podem se precaver para
num mundo tão hostil? Por que Deus enfrentar e ser vencedoras deste
não abrevia estes dias, poupando mundo? Vamos verificar estes desafios
seus servos da perversidade deste da família cristã moderna e buscar um
mundo corrupto? Com certeza, Deus crescimento espiritual condigno.

76
Perfil da família do futuro sua relação, seu trabalho, seu prazer.
As mudanças sociais implementadas Esta visão errônea do que representa
nos últimos anos apontam para novas um filho na vida de um casal será mais
realidades da família do futuro. Com um elemento diabólico a fomentar
certeza a família de amanhã não será relacionamentos superficiais e
descartáveis, provocando separações
mais a mesma. Ela evidenciará novos
e uma sociedade estéril de valores e
jeitos de ser e novos formatos, que
princípios cristãos. Obviamente, quem
são fruto destes tempos apressados
abrir mão de filhos, por conta dos
em que vivemos.
possíveis desgastes pessoais que eles
a) Na família do futuro o tempo
possam trazer, também está abrindo
de convivência será cada vez mais
mão de uma das maiores bênçãos
curto - Seguindo-se esta tendência
concedidas ao ser humano por Deus,
encontrada hoje nas famílias, em que
que é a de acalentar no filho o sonho
a correria e a superficialidade são
da esperança e da continuidade.
marcas muito fortes, vislumbramos c) Na família do futuro a
uma vida familiar futura em que não espiritualidade será servida a conta-
haverá muito mais tempo para a gotas - Se já está difícil a vivência
convivência. Cada membro da família da espiritualidade no lar hoje, em
terá sido de tal forma absorvido função de todas as pressões internas
pelo mundo presente com seus e externas que provocam o seu
envolvimentos e suas cobranças, afastamento, na família do futuro
e privilegiará de tal maneira estas tal dificuldade será sobremodo
investidas de fora, que sobrará pouco elevada. Como os efeitos da prática
tempo para convivência com os da espiritualidade não são tangíveis,
demais integrantes da família. como o mundo materialista e
b) Na família do futuro o número consumista quer suas atuações, a
de filhos será cada vez menor - Por prática de uma vida piedosa no lar
conta da pressa do mundo atual e vai sendo esquecida, adiada sine die,
futuro, e, em função de um certo e quando menos se percebe, está
egoísmo que se instalou numa totalmente abolida da vida cotidiana.
sociedade que perdeu o referencial Menos culto doméstico, menos leitura
da paternidade e da maternidade, bíblica, menos oração, menos amor
“filho” passou a ser sinônimo de e menos comunhão. Os membros da
trabalho, atrapalho, prejuízo, “dor família do futuro não encontrarão
de cabeça”. Assim sendo, as famílias tempo para a espiritualidade e
optarão por ter apenas um filho utilizarão do recurso da aplicação
e, em muitos casos, nenhum, pois tópica de gotas de espiritualidade para
estarão voltadas mais para o casal, apenas sobreviver.

77
Vencendo o mundo com as destes dias em que vivemos, que
armas da fé procuram lhe roubar o tempo da
espiritualidade, da comunhão, da
Poderíamos falar sobre muitas piedade cristã e da devoção. Reagir
outras tendências que, infelizmente, contra estas tendências é criar
demarcam a família do futuro; possibilidade de deixar um legado
mas a grande questão que se de fé para as gerações vindouras e é
nos apresenta é: será que tem isto que Deus espera de nós (Sl 78.5-
de ser assim? Estamos fadados 7). A dependência de Deus deve ser
a experimentar o fracasso da buscada continuamente, e isso se
família? É claro que podemos reagir. dá de forma prática no cotidiano da
Quando analisamos a família nestes vida.
estudos, procuramos mostrar uma b) Reconhecendo que filhos são
tendência perceptível na sociedade bênçãos de Deus - O crente precisa
secularizada, que de maneira mais ter a visão de que filhos são bênçãos
atuante do que desejaríamos afeta e não maldição. Lamentavelmente,
a família cristã, mas que não precisa pela forma com que muitos pais
ser assimilada de forma passiva, sem se relacionam com seus filhos,
qualquer esboço de reação. percebe-se uma grande insatisfação
Embora a família, no contexto no cumprimento deste papel social.
que chamamos de mundano, Percebe-se que está sendo pesado,
tenderá, cada vez mais, a se afastar desgastante, difícil de suportar. Se
do propósito original do Criador; o isto estiver ocorrendo com você,
povo de Deus deve reagir vivendo busque forças em Deus e supere.
um padrão familiar digno, honesto, Marido e mulher devem ser parceiros
puro; com respeito, amor, carinho e na criação de filhos. Ambos devem
compreensão; e dar a resposta que se apoiar mutuamente para que
o mundo precisa ouvir: é possível a haja harmonia. Lembre-se do que a
família! Este é um empreendimento Palavra de Deus diz: “Os filhos são
divino que permanecerá. Que herança do Senhor” (Sl 127.3).
respostas da fé podemos dar a todas c) Vivendo uma vida de temor
as investidas de Satanás para destruir a Deus - Nossa sociedade perdeu
a família? o sentido da vida e o seu valor.
a) Crendo que o Senhor é quem Com isto, perdeu certos medos.
dá sustentação à família - Como Perdeu o respeito às instituições,
disse Salomão: “Se o Senhor não perdeu a dignidade. Perdeu até
edificar a casa, em vão trabalham os o medo da morte. Vive-se como
que a edificam” (Sl 127.1). A família se pode e arrasta-se por esta vida
deve ter cuidado com as armadilhas como dá. Para muitos, Deus já foi

78
descartado há tempos. Mas para que você deu um beijo espontâneo,
nós, cristãos, o valor da vida segue gratuito, em seu cônjuge, pais ou
o padrão do valor que damos a filhos? Se suas demonstrações de
Deus. Daí a necessidade que temos afeto e carinho estão muito escassas
de viver como pessoas “tementes a e estéreis, reative seus sentimentos
Deus”, ou seja, pessoas que põem e multiplique incontavelmente essas
no Senhor a sua confiança, que o demonstrações para que todos os seus
amam e têm como objetivo de vida se sintam amados.
agradar a Ele, honrá-lo em todos os 3ª) Leia mais a Bíblia com seu
seus procedimentos. Neste padrão cônjuge e seus filhos - Se você
de vida, somos abençoados. E esta não consegue fazer um programa
é outra arma poderosa para vencer sistemático de leitura bíblica, seja
este mundo presente: o temor esporádico, mas sempre que lembrar
do Senhor, como nos diz o Salmo e estiver com todos em casa, tome
128: “Bem-aventurado aquele que da Bíblia e convoque todos para uma
teme ao Senhor e anda nos seus leitura e reflexão. Mostre o valor da
caminhos”. Palavra para os seus. Vença todos os
inimigos que afastam a leitura bíblica
de seu lar.
Aplicações para a vida 4ª) Ore mais com seu cônjuge, por
Depois destes estudos intensos ele e seus filhos - Submeta sempre
sobre a família, peçamos a Deus que, sua família aos pés da cruz. Seja um
objetivamente, nos ajude a trabalhar intercessor constante por sua família.
para o fortalecimento de nossas Além disso, ore com todos e por
famílias. De modo prático, o que todos. Ore, também, com cada um.
podemos fazer para a melhoria da Na sala, no quarto, ao dormir, ao fazer
qualidade de vida familiar? Vejamos: uma refeição. Ore sempre, mesmo
1ª) Esteja mais presente em casa, que inusitadamente. Mostre para os
com seu cônjuge e seus filhos - Invista seus familiares que a fé é sua força
tempo naquilo que de melhor você para vencer este mundo (1Jo 5.4,5).
tem, que é a sua família. Talvez, por
conta deste mundo frenético em que Segunda Mateus 24.15-28
vivemos, você tenha se descuidado Terça Salmo 127.1-5
Leituras Diárias

da atenção que deve devotar para os Quarta Salmo 128.1-6


seus. Dê um tempo em sua correria e Quinta Salmo 78.1-33
pare mais em casa, para ter momentos Salmo 78.34-55
Sexta
especiais com os seus familiares.
Sábado Salmo 78.56-72
2ª) Dê mais carinho ao seu cônjuge
Domingo Efésios 3.14-21
e a seus filhos - Qual foi a última vez

79
Currículo 2012 CONVENÇÃO
BATISTA
FLUMINENSE

Primeiro Trimestre Revista da Convenção Batista Fluminense


Ano 9 - N.33 - Abril/Maio/Junho de 2012
Marcados pela Alegria (Livro de Filipenses)
Diretor Executivo: Pr. José Maria de Souza
Pr. Lécio Dornas
Diretoria da Convenção Batista Fluminense:
Presidente - Pr. Geraldo Geremias
Primeiro Vice-Presidente – Pr. Nilson Gomes Godoy
Segundo Trimestre Segundo Vice Presidente – Pr. Ceza Alencar Rodrigues
Duarte
Família Terceiro Vice-Presidente – Pr. José Laurindo Filho
Primeira Secretária – Jane Célia da Silva Rodrigues
Pr. Josué Ebenezer de Souza Soares. Segundo Secretário – Pr. Gerson Januário
Terceiro Secretário – Pr. Juvenal Gomes da Silva
Quarto Secretário – Pr. Ozéas Dias Gomes da Silva
Terceiro Trimestre Diretor de Educação Religiosa:
Pr. Marcos Zumpichiatte Miranda
Neemias e o Desafio da Reconstrução Redação: Pr. Marcos Zumpichiatte Miranda
(Lições de fé, integridade, liderança, Revisão Bíblico-Doutrinária:
serviço e perseverança). Pr. Francisco Nicodemos Sanches
Pr. Paulo Pancote
Pr. José Gomes Patricia Conceição Grion
Revisão Geral: Adalberto de Souza

Quarto Trimestre Produção Editorial: oliverartelucas


Direção de Arte: Rogério de Oliveira
Vida Cristã Projeto Gráfico: Vitor Coelho
Diagramação: Andréa Menezes
Pr. Lécio Dornas
Distribuição:
Temos observado que muitas Igrejas não estão Telecarga Express Transporte Rodoviário Ltda
fazendo uso da Revista Palavra e Vida. Assim
sendo, para os próximos trimestres, estamos Convenção Batista Fluminense
enviando a ficha abaixo para ser preenchida e Rua Visconde de Morais, 231, Ingá, Niterói
devolvida, nas datas assinaladas, a fim de que Tel.: (21) 2620-1515
tenhamos condições de atender às Igrejas com E-mail: convencao@batistafluminense.org.br
a quantidade necessária de revistas para não
corrermos o risco de gerar sobras desnecessárias
que acarretam um custo bem elevado.
Esta revista foi elaborada pela Convenção
Igreja Batista: Batista Fluminense, com o dízimo dos
Associação: crentes batistas, com a participação de
Pedido de literatura para os próximos trimestres
sua igreja no Plano Cooperativo e com a
3º Trimestre de 2012
Nº de Revistas:
contribuição das Associações Regionais.
Prazo para devolução do Pedido: A distribuição desta revista é gratuita.
15 de Março de 2012

Veja no novo site:


sugestões didáticas www.batistafluminense.org