Você está na página 1de 3

MATERIAL DE APOIO

Disciplina: Raciocínio Lógico


Professor: Pedro Campos
Aulas: 11 e 12 Data: 28/03/2016

ANOTAÇÃO DE AULA

SUMÁRIO

LÓGICA DE ARGUMENTAÇÃO
1) ARGUMENTO DEDUTIVO
2) ARGUMENTO INDUTIVO

QUESTÕES

LÓGICA DE ARGUMENTAÇÃO:

TODO HOMEM VOA

PEDRÃO É HOMEM VÁLIDO

LOGO, PEDRÃO VOA

NEMO É UM PEIXE

NEMO SABE NADAR INAVALIDO

LOGO, TODO PEIXE SABE NADAR

No argumento válido a veracidade das premissas garante a veracidade da conclusão.


1) ARGUMENTO DEDUTIVO:

As premissas permitem a dedução de uma conclusão.

Deduzir é concluir.

Ex: Todo homem voa

Pedrão é homem

Logo, ...

Pode ser válido ou inválido.

2) ARGUMENTO INDUTIVO:

As premissas induzem a uma conclusão.

Induzir é levar a alguma coisa, leva a acreditar em uma conclusão.

Ex: Pedrão é prof. e gosta de rock

DELEGADO CIVIL NOTURNO


CARREIRAS JURÍDICAS
Damásio Educacional
PH é prof. e gosta de rock

Gustavo é prof. e gosta de rock

Logo, todo prof. gosta de rock

Sempre inválido e pode ser forte ou fraco.

QUESTÕES:

1. Considerando "todo livro é instrutivo" uma proposição verdadeira, é correto inferir que

a) "nenhum livro é instrutivo" é uma proposição necessariamente verdadeira.

b) "algum livro não é instrutivo" é uma proposição verdadeira ou falsa.

c) "algum livro é instrutivo" é uma proposição verdadeira ou falsa.

d) "algum livro é instrutivo" é uma proposição necessariamente verdadeira.

Resposta: D

Algum livro é instrutivo = V

Todo livro é instrutivo = não sei

Nenhum livro é instrutivo = F

Algum livro não é instrutivo = não sei

Todo que é instrutivo é livro = não sei

2. Sabe-se que existe pelo menos um homem que é feliz. Sabe-se também que todo feliz é sorridente. Segue-se
que, portanto, necessariamente:

a) todo sorridente é feliz

b) algum homem não é sorridente

c) algum homem é sorridente

d) todo sorridente é homem

e) nada que seja sorridente é homem

RESPOSTA: C

DIAGRAMAS LÓGICOS:

TODO A é B: ou seja, todo A esta em B. Lembrar que não pode ser lido ao contrario, ou seja, não pode
dizer que todo B é A.

Página 2 de 3
NENHUM A é B: estão separados. Pode ser lido ao contrario.

ALGUM A é B: pode ser lido ao contrário.

ALGUM A NÃO é B: não sei e não pode ser lido ao contrário

3. Se "Alguns poetas são nefelibatas" e "Todos os nefelibatas são melancólicos", então, necessariamente:
a) Todo melancólico é nefelibata.
b) Todo nefelibata é poeta.
c) Algum poeta é melancólico.
d) Nenhum melancólico é poeta.
e) Nenhum poeta não é melancólico.
RESPOSTA: C

Página 3 de 3